Issuu on Google+

zabelê Cecília Nunes e Antônio Amaral


num lugar muito distante onde existia um grande lago vivia um povo chamado amanaj贸s


A aldeia ficava nas margens desse lago onde nasceu ZabelĂŞ


ZabelĂŞ, filha do cacique, gostava de passear pela lagoa


Os Pimenteiras, inimigo dos Amanaj贸s era a tribo de Metara


. Os encontros de ZabelĂŞ e Metara aconteciam sempre Ă s escondidas. ele sabia que ela gostava de pegar mel na beira do rio Itanhim,


MandaĂş, que era da tribo de ZabelĂŞ e sentia-se preferido, descobriu o encontro


Sabendo que ZabelĂŞ gostava de metara, MandaĂş ficou enciumado


mandaĂş contou para toda a aldeia todos souberam todos viram


Ocorreu uma grande briga, que resultou na morte de ZabelĂŞ, Metara e MandaĂş.


Esse fato deu origem a outra guerra entre as duas tribos, que durou sete sois e sete luas.


Tup達, transformou os dois em duas lindas aves, que cantam e andam sempre juntas ao entardecer.


Mandaú transformou-se em um gato Maracajá, que persegue as duas aves e é sempre perseguido por caçadores.



ZABELÊ