Page 1

Os surdos e os sultões otomanos Alexander Oviedo Tradução de Elisabete de Camargo Magalhães Castro Eu dedico o texto a Viviana Burad e seus estudantes Surdos de Mendonza, Argentina, de quem que eu estou aprendendo a escrever textos simples.

Sabes

quem

eram

os

Sultões

Otomanos? Sultões eram os reis do império do Otomano, muito grande e poderoso. Os Sultões tiveram um problema. Não podiam falar diretamente com o povo, porque era tabu (proibido) ouvir a voz do sultão. Por essa razão havia um assistente em que o Sultão sussurrava e este, repetia alto. Era muito

Sultão Suleiman (Turquia 1494-1566)

complicado. O Sultão Suleiman teve dois jardineiros. Eram dois irmãos surdos. Comunicavam-se em sinais. O Sultão ficou observando e pensava que os sinais eram bons e a voz não fazia falta, assim acabariam os problemas se ele aprendesse a língua de sinais. O Sultão chamou a ambos e disse que queria aprender os sinais, os irmãos surdos ensinaram-lhe tudo o que sabiam. Mais tarde, Sultão chamou os que trabalhavam no palácio e ordenou que todos aprendessem a língua de sinais. Todos os ouvintes aprenderam. Como eram muitos pessoas, os irmãos não estavam conseguindo ensinar a todos. O Sultão ordenou que procurassem o povo Surdo. E assim, muitos surdos vieram ao palácio e ensinaram. Muitos surdos foram viver no palácio. O Sultão começou a usar a língua

de

sinais.

A língua dos sinais do sultão foi chamada “ixarette” (na língua Turca). No palácio, o ixarette era elegante.


Os embaixadores vinham sempre ao e perceberam que ninguém falou. Todos fizeram sinais. Os embaixadores ficaram surpreendidos e pediram intérpretes. Mais tarde, os embaixadores retornaram a seus países e escreveram sobre os sinais do palácio de Suleiman. Suleiman teve muitos palácios, e em todos os palácios viviam muitos surdos, e tinham trabalhos diferentes. Alguns eram os instrutores, outros eram cozinheiros e jardineiros. Os Guarda-Costas do Sultão eram todos surdos. Assim

foram

abertas

muitas

escolas de língua dos sinais nos palácios. E os povos surdos e ouvintes inventaram muitos sinais novos, e conversavam sobre todos os assuntos. Ao morrer em 1566, seu filho de Selim era Otomano e o novo do sultão, continuou usando os sinais, todos os sultões seguiram o exemplo. Esse costume durou diversos séculos. No ano de 1923, o império do Otomano terminou, o povo surdo abandonou os palácios. Imagem de Ixette Museu de Estolcomo

os surdos e os sultões otomanos  

Alexander Oviedo Tradução de Elisabete de Camargo Magalhães Castro Eu dedico o texto a Viviana Burad e seus estudantes Surdos de Mendonza, A...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you