Page 1

AMBIENTE

LIXO E SUCATA: DIFERENTES?

8Sim! Saiba também como reciclar o lixo de papel JORNAL LABORATÓRIO PRODUZIDO PELOS ALUNOS DE JORNALISMO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO MÓDULO

EDIÇÃO V

ANO 2

6

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

ABRIL’2011

www.modulo.edu.br/antenado

É NOTÍCIA

GERAÇÃO FACEBOOK

8 O acesso à internet, por meio das redes sociais, está transformando a maneira como as pessoas se relacionam uma com as outras SAÚDE 8MAQUIAGEM x VALIDADE A sua pele pode sofrer com as consequências da maquiagem vencida

4

LEITOR-REPÓRTER 8BASE DE GÁS

Aluno do Ensino Médio reflete os benefícios e prejuízos para a região

2

SEU FUTURO 8CARREIRA MILITAR

Um sonho? Uma ambição? Ou apenas curiosidade? Veja como chegar lá

3 7


LEITOR-REPÓRTER Aluna: Rafaella Santana Arouca Série: 3º Série do Ensino Médio Escola: E.E. Alcides de Castro Galvão Professora: Maria Célia D. Rossit

D

esde a descoberta do gás natural do campo do mexilhão em Santos, no ano de 2003, pela Petrobras, a cidade de Caraguatatuba viu sua rotina e suas expectativas mudarem ao ser escolhida para sede da Unidade de Tratamento de Gás (UTGCA). A unidade irá tratar o gás natural a ser produzido no campo de Mexilhão, a produção dos campos de Uruguá e Tambaú no campo do Rio de Janeiro, com a capacidade de processar até 18 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia. Mas a vinda da Petrobras para Caraguatatuba, um dos pontos turísticos mais valorizados do Litoral Norte, tornou-se uma questão polêmica, que causa a divergência de opinião das pessoas da cidade. De um

CARAGUÁ A TODO GÁS lado, há os que são a favor da instalação da unidade, que gerará novos empregos, mais renda para a cidade através dos royalties, além da importância no crescimento social e cultural. Do outro, os que são contra, devido aos impactos ambientais: na pesca, pois os peixes tem se afastado da costa e os pescadores têm tido seus equipamentos danificados em virtude da instalação do projeto e na ocupação desordenada das encostas provocada pelo déficit de moradias na cidade. Na tentativa de diminuir o impacto negativo, a Petrobras desenvolveu projetos como o de Educação Ambiental, Avaliação e Controle de Ruído, Controle de Qualidade da Água e o Ressarcimento em caso de dano ao equipamento de pesca, mas parte da população ainda

se mantém contra o projeto. Pessoalmente, sou a favor de UTGCA, pois penso que contribuirá para o crescimento da cidade e criará novas oportunidades, principalmente para os jovens, que, agora, devem buscar melhor qualificação profissional, compatível com o desenvolvimento da cidade. Com o rápido crescimento, é claro que haverá aumento na criminalidade e maior demanda de assistência médica, educacional e habitacional, mas, com os royalties recebidos, será possível investir em segurança, saúde, educação e moradia. Quanto aos impactos ambientais, penso que os programas desenvolvidos pela Petrobras sejam eficazes e que os pescadores devem se acostumar com a nova era, já que re-

É HORA DE AGIR!

N

2

Aluno: Leonardo Vicente da Silva Série: 3º. Série do Ensino Médio B Escola: E.E. Maísa Theodoro da Silva Professor: Wagner Rogeri

( )

ão podemos nos intimidar com o ataque da artilharia pesada que é representada pelos aliciadores, transportadores e tantos outros seres sem coração que acabam com a vida inocente do seu semelhante. Atualmente, cerca de quatro milhões de pessoas desaparecem por ano no mundo, sendo a grande maioria constituída de jovens, mulheres e crianças do sexo feminino. As regiões pobres do planeta são as grandes “fornecedoras” de gente para o “consumo” dos habitantes das regiões ricas. A

Banco de Imagens

E

ceberão apoio de projeto e, antes mesmo da implantação da base de gás, eles próprios poluíam a natureza e afetavam o equilíbrio ambiental por meio da pesca predatória. Assim, cabe a todos aproveitar as oportunidades que virão, tais como, chances de emprego em vários ramos, construção de novas escolas, hospitais e investimentos na cidade e considerar esse empreendimento como um progresso para a região. Sabendo-se que mais de 50% das obras de montagem e construção já estão concluídas, e algumas plataformas já foram lançadas ao mar e que até o final do ano várias bases estarão em funcionamento, promovendo e elevando definitivamente o nome de Caraguatatuba no cenário mundial.

maioria dessas vítimas é absorvida pela indústria da prostitui-

Quatro milhões de pessoas desaparecem por ano no mundo

ção, inclusive a eletrônica, e do tráfico de órgãos. Mediante a essa realidade macabra, não podemos ficar de braços cruzados, esperan-

do o inimigo atacar. Nós temos que defender nossas bandeiras e ir à luta; conscientizando e defendendo a mulher, que é o alvo preferido desses animais fantasiados de homens. Devemos nos unir, em uma só voz, denunciando, protestando, mobilizando toda a mídia para uma vigilância constante na tentativa de por um fim ao tráfico humano. Enfim, não podemos esperar que o poder judiciário faça o trabalho sozinho, pois em muitos pontos a lei é ineficaz, enquanto assistimos inertes, todo esse mal acontecendo no nosso lado.

xpediente O Jornal Antenado é produzido por alunos de Jornalismo do Centro Universitário Módulo, como parte integrante da disciplina de Jornal Laboratório Jornalista Responsável e Coordenadora do Projeto Antenado: Profª. Luciana Fuoco (MTB 42283/SP) Coordenação dos Cursos de Jornalismo e Publicidade & Propaganda: Profª. Ms. Bruna Vieira Guimarães (bruna.guimaraes@modulo.edu.br) Projeto Gráfico e Diagramação: Paulo Henrique Ferraz - aluno do 7º semestre de Jornalismo Publicidade: Agência Ícone Soluções Criativas - alunos de Publicidade & Propaganda Repórteres: Cláudio Rodrigues, Érica Mendes, Evelyn Graziele, Felipe Santos, Ian Fori, Mel Braga e Vitória Barreto Colaboração: Leonardo da Silva e Rafaella Arouca Tiragem: 13 mil exempleres Distribuição: Escolas do Ensino Médio de Caraguatatuba, São Sebastião, Ilhabela e Ubatuba Redação: CENTRO UNIVERSITÁRIO MÓDULO - CAMPUS MARTIM DE SÁ - Av. Mal. Castelo Branco, s/nº CEP 11.662-700 Caraguatatuba-SP (12) 3897 2008 www.modulo.edu.br/antenado | jornalantenado@modulo.edu.br

Caraguatatuba - Abril’11


GERAÇÃO

FACEBOOK

8A maior e mais famosa rede social mundial atingiu a marca de 500 milhões de usuários em sete anos Por Felipe Santos

M

ark Zuckerberg, jovem de 27 anos eleito a personalidade do ano de 2010 pela revista norte-americana Time. É a pessoa mais jovem a se tornar bilionária. Possivelmente você está se perguntando: Quem diabos é Mark Zukerberg e o que ele fez para ser considerado tão importante? Em um mundo cada vez mais virtualizado, Zuckerberg, há quem defenda, tem a mesma importância para os dias de hoje que teve Gates e Jobs no século passado (e o que separa este século do outro, e Zuckerberg dos outros dois empreendedores, são apenas algumas décadas de história). Ele é um dos grandes inventores da nossa época e “apenas” criou o Facebook, um site de relacionamento – o que você bem sabe. Segundo a Time, a escolha foi feita pela capacidade do criador do site de “conseguir conectar meio milhão de pessoas e por mapear as relações sociais entre eles, como também por criar um novo sistema de compartilhamento de informação e por alterar a maneira como todos nós vivemos e conduzimos nossas vidas”.

Para entender essa história de sucesso, um tanto imediatista, é preciso compreender a atualidade em que estamos inseridos. O mundo, tal como é hoje, imerso no sistema capitalista, não exige tantas invenções ou descobertas, fica satisfeito com as inovações. O Facebook é uma inovação, e é isso que a revista Time reconheceu. Tecnologia nada mais é do que o conhecimento e a inteligência humana aplicados. Mark Zuckerberg, que teve sua história retratada em livro e filme, é um rapaz com alto nível de inteligência, que tem muito conhecimento tecnológico e entendeu o ambiente em que vivia e sua necessidade – e as necessidades humanas, hoje, andam um tanto quanto confusas. O criador da mais famosa rede social mundial, que, em sete anos, atingiu a marca de 500 milhões de usuários, é retratado no filme do diretor David Fincher (o mesmo de “Seven” e “Clube da Luta”) como um gênio solitário, e remete à criação da empresa, que é hoje uma das mais valiosas do mundo, a uma noite de tédio e de briga com uma namorada. No filme, toda a sua incapacidade de se relacionar com as pessoas do seu círculo social, na Universidade de Harvard, é transportada para sua competência e inteligência tecnológica e, assim, para a criação do site.

Ultrapassando as expectativas

Atualmente, os internautas podem se relacionar e trocar informações por meio de sites como Orkut, MySpace, Tumblr ou Twitter, mas é o Facebook a rede social que mais recebe investimento financeiro e que mais cresce, no momento, em todo o mundo. O Brasil é o país onde as pessoas passam mais tempo no computador, navegando nesses sites cerca de 5 horas diárias, segundo estudo da consultoria Nielsen. Entre os brasileiros, o Orkut

SERIADO NORTE AMERICANO EXPLORA A FEBRE DO FACEBOOK “South Park”, o seriado de humor ácido americano, recentemente explorou a crescente febre do Facebook e do mundo virtual e deu o seu recado. Em um episódio “Você tem zero amigos”, os personagens vivem uma corrida para atingir um número cada vez maior de amigos virtuais, retratando as crises geradas pelos sites de relacionamentos. A cena mais hilária do episódio é quando o pai de um dos personagens chega para seu filho e estabelece um diálogo que, em outros tempos, seria bastante incomum:

- Ei, Stan! Eu estava usando o computador para fazer um trabalho e vi que você agora tem um facebook... - Sim, pai, eu fui meio que forçado a isso. - Bem, então...você vai me aderir como um amigo? - Não, pai, eu realmente não quero me envolver tanto nisso. - Oh, ok. – diz o pai cabisbaixo e saindo de fininho. Quando se pensa que a cena acabou, o pai volta, também na ponta dos pés, para falar: - Eu não sou seu amigo então...? - Pai, você é meu amigo. - Mas você não quer me aderir como amigo. - Pai, é só um clique num botão que leva dois segundos. - Sim, mas você não tem os dois segundos ou... - Eu só quero fazer o meu dever de casa! – grita o garoto expulsando o pai, que sai e volta, mais uma vez. - Só para ficar claro, você e eu não somos amigos? - Tudo bem, pai, eu vou te aderir! - Ah, legal, ok.

sempre foi a rede social mais popular, detendo 78% dos usuários e, de acordo com a pesquisa “O Estado da Internet”, divulgada no início de fevereiro, 90% dos acessos ao site são feitos do Brasil. No entanto, o site cresceu apenas 28% no país, enquanto o Facebook teve o número de acessos por brasileiros aumentado em 258%, triplicando seus resultados e se tornando uma real ameaça ao Orkut, que foi comprado pelo Google.

Divulgação

Estudo divulgado, em 2009, pela IBM, uma das empresas líderes em tecnologia para computadores, alertou que as redes sociais teriam, até 2012, cerca de 800 milhões de usuários. Hoje, um ano antes do fim do prazo, só o Facebook tem cerca de meio bilhão de pessoas cadastradas no site. Contabilizando todas as redes sociais, o número de usuários já teria ultrapassado a marca da pesquisa em 2010, chegando a 900 milhões de pessoas.

De fato, vivemos em um tempo onde o relacionamento virtual é tido como muito mais fácil e, até mesmo, menos desagradável que no mundo real, físico. Zuckerberg percebeu isso, e soube explorar os sentimentos dessas pessoas e seu desejo de “socializarem umas com as outras” de uma maneira mais fácil, ao criar uma projeção virtual dos relacionamentos – que de tão fáceis, ficaram banais. Os jovens, que já não são capazes de visualizar a vida sem o computador, agora estão tão “presos” nessa rede que não mais conseguem imaginar um relacionamento que exista no mundo real e não tenha também uma extensão no mundo virtual. Na verdade, chegam a se relacionar com as mesmas pessoas nos dois mundos, e, cada vez mais, conversam mais pelas redes sociais do que pessoalmente. Por vezes, todo esse cenário faz o filme “Matrix” soar como um tipo de profecia, assim como o livro “Admirável Mundo Novo”, de Aldous Huxley. O psicanalista C. G. Jung dizia que “toda cultura começa com o indivíduo”. Mark Zuckerberg é o tal do “indivíduo” desse momento da cultura mundial. Ainda haverão novos indivíduos e novas culturas. Para o que nascerá delas há muitas teorias, mas fica claro que a maneira como as pessoas se relacionam está se transformando, completamente.

É NOTÍCIA

Jornal Antenado

3


SAÚDE

MAQUIAGEM FORA DO PRAZO DE VALIDADE

TRAZ RISCOS À SAÚDE

4

Caraguatatuba - Abril’11

seu rosto, ou na região dos olhos. Segundo o dermatologista Augusto Frederico de Paula Xavier, usar cosméticos vencidos é como usar remédios fora da validade. “Eles são feitos para durarem por um período certo, depois disso perde a consistência, a durabilidade na pele. Além disso, alguns conservantes podem evaporar”, afirma. Outro cuidado que se deve tomar é com a maquiagem emprestada. “Minha amiga tinha um lápis de olho lindo, não resisti e pedi emprestado. Na hora, não percebi nada, mas no dia seguinte acordei com os olhos inchados. Só então minha amiga me contou que tinha conjuntivite, mas jamais pensou que pudesse transmitir assim”, conta a estudante de 20 anos, Graziele Silva. O dermatologista explica que, de modo geral, é

perigoso usar maquiagem de terceiros, pois pode ocasionar irritações. “É importante também ficar atenta na hora de aplicar produtos com a esponja em uma pele com lesões, ou espinhas, por exemplo, pois as bactérias acabam indo da esponja, direto para o produto. Se o problema for infeccioso, como é o caso da conjuntivite, é ainda mais perigoso, pois com o tempo os micróbios se desenvolvem em colônias, em um crescimento espontâneo”, alerta o médico. A maioria dos quadros clínicos de irritação no rosto de mulheres é resultante da maquiagem. “O que muitas mulheres não sabem é que, quando a irritação é concentrada na região das pálpebras, tem a ver com os componentes da substância de seu esmalte”, finaliza o médico.

icar sentado por muito tempo pode trazer problemas para a coluna, principalmente se não estiver com uma boa postura. A professora doutora em fisioterapia, Patrícia Poletto, explica sobre os problemas de se sentar de forma inadequada e dá dicas para o próprio aluno avaliar se está sentando de forma adequada. Segundo Patrícia, é importante ter um bom hábito postural, principalmente na faixa etária entre 14 e 17 anos. “Jovens nesta idade podem sofrer com um desvio na coluna chamado escoliose. A doença tem tratamento durante este período, porém, a má postura pode agravar a situação”, afirma. Mesmo depois dessa idade, não sentar de forma adequada pode gerar dores nas regiões lombar, dos trapézios e cervical. Patrícia conta que os próprios estudantes podem fazer uma auto-avaliação. “Para manter uma boa postura é necessário que os dois pés estejam no chão, não deve haver pressão na parte de trás do joelho, as costas devem estar apoiadas no encosto da cadeira, não podem se debruçar para escrever e o pescoço deve estar em uma posição intermediária para ler”, orienta a especialista. Outra dica importante é que os períodos de intervalo devem ser usados para o aluno andar um pouco, sair da mesma posição e descansar as costas. Não é só uma boa postura que garante uma vida sem dores nas costas. Realizar atividades físicas pelo menos duas vezes por semana é outra forma de evitar as dores.

Ian Fori

Evelyn Graziele

B

ase, rímel, blush, gloss. O dia nem amanheceu e muitas meninas já iniciaram este ritual ao se preparar para ir à escola. A maquiagem está ligada a nossa cultura, porém, o que poucos sabem - ou se dão conta -, é de que ela tem prazo de validade, assim como muitos produtos, e que este prazo é muito curto por sinal. Dois problemas são comuns nos itens que compõem sua necessaire . Primeiro, a marcação da data de validade de todos os itens, pois costuma ficar no rótulo das embalagens, que muitas vezes vão para o lixo no ato da compra; e o outro, é o alto custo dos produtos comparado à validade dos mesmos. Você sabia que o rímel pelo qual pagou por volta de R$ 18,00 e usou, em média, quatro vezes por semana, só dura cerca de três meses? E aí está o problema: muitas vezes aquele blush lindo que você usou mais da metade de sua mesada para pagar, vence antes mesmo de você ter ido a cinco festas com ele. Dificilmente terá coragem de jogá-lo no lixo sem dó nem piedade. Pois deveria! A maquiagem vencida pode causar grandes riscos à saúde, seja na pele de

F

Por Ian Fori

8Dermatologista explica que a maioria das irritações na pele é causada por maquiagem Por Vitória Barreto

MÁ POSTURA PODE SER MOTIVO DE DORES NA COLUNA

Exemplo de má postura: as costas devem estar apoiadas no encosto da cadeira e os dois pés no chão


O PORQUÊ DE NÃO FUMAR

COMPORTAMENTO DOCUMENTÁRIO HOMENAGEIA O CAIÇARA  

8Pesquisas revelam que mesmo com campanhas antifumo, o índice de consumo

do cigarro, na adolescência, estacionou nos últimos anos

S

Por Evelyn Graziele Evelyn Graziele

aídas à noite, bebidas, amigos e o cigarro. Essa é uma das rotinas de muitos adolescentes, que ainda cursam o Ensino Médio. Segundo pesquisa divulgada pela Universidade Federal de São Paulo, em março deste ano, jovens entre 15 e 18 anos fumaram, no último mês. Os adolescentes afirmam que tiveram contato com o cigarro influenciados pelo trauma de perder um dos pais. Já as meninas, a incidência é maior nas que não têm religião ou reclamam da falta de atenção da família. Desde agosto de 2003, a lei 13.541, proíbe o fumo em locais fechados de uso coletivo. E, segundo balanço feito pela Secretaria Estadual de Saúde, quando a lei completou um ano, o percentual de adesão dos estabelecimentos era de 99,7%, o que significa que as pessoas aderiam à lei. É possível que nos próximos anos o fumo também seja proibido em ambientes abertos, como parques, praia e áreas de práticas esportivas e de lazer e, aqueles que desobedecerem, podem sofrer pena de multa que varia de R$ 792,50 a R$ 1.585. Nos Estados Unidos, essa lei já foi aprovada e deve entrar em vigor nos próximos meses. A proibição pode abranger ainda praças para pedestres, como a Times Square, cartão-postal de Manhattan. Outras cidades norte-americanas também adotaram postura semelhante. Em Los Angeles, por exemplo, é proibido fumar em parques municipais, e em Chicago não se pode fumar em locais com área para crianças. Para a advogada e professora

G.A, 43, fumante desde os 16

de Direito Constitucional e Administrativo, Roberta Salazar, a medida representa um grande avanço na discussão dos direitos coletivos sobre os privados e a lei só poderá ser cumprida se houver uma fiscalização eficiente e a conscientização da população. “As pessoas respeitam as leis quando entendem a sua necessidade, as consequências do desrespeito e, especialmente, a utilidade social do dispositivo legal. É um trabalho árduo, uma vez que há uma tendência, principalmente no Brasil, em privilegiar direitos individuais. A saúde é um direito coletivo e de estatus fundamental, o que lhe garante superioridade e tratamento diferenciado, a p o n t o d e imprimir restrições à vida das pessoas”, completa. A p os s ib ilid ad e de a nova lei ser aplicada no Brasil causa opiniões adversas entre aqueles que fumam e não fumam. A estudante universitária, Paula Fernanda de Mattos, é a favor da nova medida. Segundo ela, é questão de respeito, pois a fumaça in-

comoda aqueles que não fumam. “Eu passo a ser fumante passiva, sem falar que o cheiro impregna. Os meus amigos fumam perto de mim, eu faço minha parte e alerto, dizendo que um ano de fumo, diminui cerca de quatro anos da vida deles”, afirma. O fumo pode causar muitas doenças e ser prejudicial na hora de conseguir um emprego. Uma pesquisa realizada pelo site de empregos www.trabalhando. com aponta que 49% das empresas deixam de contratar um candidato por ele fumar e 17% pensam duas vezes. A questão é que o cigarro está cada vez mais presente no nosso dia-a-dia e atinge pessoas de diversas faixas etárias. Mesmo algumas pesquisas apontando que o índice de fumantes tenha estacionado na última década, as campanhas de prevenção devem prevalecer.

Na Adolescência Nos Estados Unidos, um em cada cinco adolescentes fuma. Já no Brasil, os jovens afirmam que experimentam o cigarro para se sentir mais à vontade e sempre acompanhado de bebidas alcoólicas. Estatísticas do Instituto Nacional de Câncer (Inca) revelam que os adolescentes experimentam cigarro antes dos 12 anos de idade. Atualmente, a Aliança de Controle do Tabagismo (ACT) promove a campanha ‘Diga Não à Propaganda de Cigarro’, que tem como objetivo restringir a publicidade de tabaco nos pontos de vendas, sob a alegação de que podem atrair crianças e jovens ao fumo.

A

Por Érica Mendes e Mel Braga

riqueza de um povo, contada por seus protagonistas: o canoeiro que talha artesanalmente sua embarcação na rua da praia, a matriarca que sobreviveu a catástrofe, a luta do produtor de eventos para resgatar as raízes. Esses e muitos outros personagens estão no documentário “Caiçara: Cultura em Transformação”, com direção, roteiro e publicidade dos alunos do 7º semestre de Jornalismo e Publicidade & Propaganda, do Centro Universitário Módulo. Estreou no dia 20 de abril, na videoteca Lúcio Braun, no Pólo Cultural em Caraguatatuba. O vídeo mostra as transformações que os caiçaras de Caraguatatuba, São Sebastião, Ilhabela e Ubatuba vêm passando, ao longo dos anos. Resgate de uma das mais tradicionais culturas do país. Para sua produção, os alunos dividiram-se em equipes e percorreram, durante o mês de março, as quatro cidades da região. Duração: aproximadamente 30 minutos. Roteiro e Direção: Z Sérgio, Érica Mendes, Helen Faria, Jessyca Biazinni e Rogério Verdelli Supervisão: Profa. Ms. Bruna Vieira Guimarães e profa. Ms. Sandra Mitherhofer Produção, Pesquisa e Assistência de Direção: Paulo Ferraz, Mel Braga, Rebecca Bonanate, Jessyca Biazinni, José Mário Silva, Mariana Lopes, Kim Gaspar, Helen Faria e José Mário Silva Fotografia: Mel Braga e Helen Faria Montagem: Z Sérgio Locução: Mel Braga e Paulo Ferraz Câmeras: Mário Ferreyros, Rogério Verdelli e Z Sérgio Captação de Recursos: Centro Universitário Módulo Arte Gráfica e Publicidade: alunos do 7º semestre de Publicidade & Propaganda Agradecimentos: Projeto São Sebastião Tem Alma forneceu imagens históricas; Prefeitura de Caraguatatuba, Pólo Cultural Adaly Coelho Passos e Fundacc ajudaram na divulgação e lançamento do documentário.

Jornal Antenado

5


AMBIENTE

LIXO E SUCATA: SAIBA QUAL A DIFERENÇA 8Aprenda a separá-los e contribua para o seu melhor aproveitamento

N

Por Cláudio Rodrigues

ão há como não produzir lixo. Estima-se que o ser humano produza cerca de 1 kg de lixo por dia, aproximadamente, 5 kg por semana. No Brasil, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2000, coletou-se no país, diariamente, 125,281 toneladas de resíduos, sendo eles lixo ou sucata. A maioria dos cidadãos têm a mesma rotina: ir ao supermercado, comprar os produtos necessários e consumi-los. A grande questão é: o que fazer com os resíduos orgânicos (restos de comida, por exemplo) e a sucata (embalagens de produtos, por exemplo)? Entre o lixo e a sucata há uma grande diferença. O lixo orgânico, resultado de ações domésticas, é caracterizado pelos restos de comida, lixo de banheiro, lenços de papel, curativos, fraldas plásticas, entre outros, além de todo o resíduo que não é reciclável. Em contrapartida, a sucata é totalmente reciclável e se caracteriza na forma de vidros, papéis, plásticos e metais.

Como separá-los? É necessário uma conscientização da população em relação à separação do lixo e da sucata que se produz. A mistura desses dois materiais provoca inúmeras desvan-

6

Caraguatatuba - Abril’11

tagens, tanto ambientais quanto sociais. De acordo com a educadora ambiental, Cristiane Cruz, a população tem a informação de como separar o lixo e a sucata, porém, falta a conscientização do cidadão nesse aspecto. “É necessário um trabalho de marketing, assim, em todos os locais, é possível atingir um público maior e mais consciente. É um trabalho difícil, mas com insistência melhora o hábito ambiental na população”, explica. A chegada da sucata com o lixo orgânico prejudica o trabalho de tratamento do lixo, o que faz desperdiçar inúmeros adubos e outros produtos que podem ser reaproveitados. O mesmo acontece com a sucata, que, ao se juntar ao lixo, pode perder a chance de ser reciclada e se transformar em

algo útil novamente, por exemplo, brinquedos para as crianças. O primeiro passo para que possamos dar o destino correto tanto ao lixo quanto à sucata é separar tudo o que é orgânico, colocando em recipiente específico ou saco de lixo. Em seguida, é preciso separar os vidros, metais, plásticos e papéis. Segundo Cristiane, a educação ambiental da população deve começar nas escolas, com um trabalho efetivo dirigido para as crianças e adolescentes. “É importante que o professor desenvolva o conceito de educação ambiental, por exemplo, ensinando corretamente como separar o lixo utilizado em casa. Ao conscientizarmos as crianças e os adolescente estamos propiciando que eles cobrem atitudes diferentes dos adultos

(

)

O ser humano produz cerca de 1kg de

lixo por dia

com os quias convivem. No futuro, estas mesmas crianças e adolescentes passarão aos seus filhos o que aprenderam”, declara. A separação correta do lixo é importante para o meio-ambiente. Por isso, crie o hábito de separar o que pode do que não pode ser reciclado e fique atento aos horários de passagem dos caminhões de lixo e sucata, que varia em cada município. Com estas pequenas ações diárias você ajuda no desenvolvimento da sua cidade e garante a preservação do meio ambiente.


SEU FUTURO

OS DESAFIOS DA

CARREIRA MILITAR 8 Marinha, Exército e Aeronáutica: servir as Forças Armadas

H

Por Érica Mendes

pode ser uma boa opção profissional

ouve um tempo em que ser militar era sinônimo de seguir uma vida de extrema disciplina, preparo para a guerra e defesa do país. O que alguns talvez não saibam, é que servir às Forças Armadas pode ser também uma boa opção de carreira profissional. Há várias maneiras de ingressar profissionalmente na Marinha, no Exército ou na Aeronáutica. Para quem já possui diploma de nível superior, esses órgãos promovem anualmente concursos para ingresso em academias de formação de Oficiais, que já ingressam em patentes mais avançadas e executam serviços específicos, na sua área de formação. Já para quem ainda não concluiu o Ensino Médio, há concursos específicos para o ingresso em Escolas Militares. De acordo com a Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), que forma Oficiais para o Exército Brasileiro, o ingresso de um jovem inicia por meio de um concurso público para a Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas, interior de São Paulo, onde futuramente irá cursar o 3º ano do Ensino Médio. Caso obtenha aproveitamento, o jovem Cadete segue diretamente para a AMAN. Durante o curso, o aluno passará por treinamento físico e aulas regulares. A AMAN informa ainda que a faixa etária para ingresso vai dos 16 aos 21 anos de idade e, ao deixar uma escola militar, o futuro Oficial tem acesso a um dos três

quadros das Forças Armadas e que estudou em escola pública pode se especializar em áreas e veio de Fortaleza para estudar administrativas, áreas ligadas à na EEAR, após passar em uma saúde, à engenharia, ou à comu- concorrida prova. nicação, já que todas estas áreas O estudo e treinamento nas têm sua função e importância escolas militares é remunerado dentro das forças armadas. por meio do soldo, um auxílio Dentro de uma escola militar, o financeiro mensal pago aos inaluno segue uma rotina árdua de gressos. treinamento, estudo e trabalho, Flávia conta que a EEAR posmas também tem direito a mo- sui uma Sociedade dos Alunos, mentos de descontração e lazer. onde há televisão, internet, e Após concluir o Ensino Médio, a mesa de xadrez, além do Clube cearense Flávia Gallo, 19 anos, dos Alunos, onde as turingressou na Escola de Especia- mas podem realizar conlistas da Aeronáutica (EEAR), em fraternizações. “FazeGuaratinguetá, também cidade mos até churrasco do interior de São Paulo, para e forró, nos finais de efetuar o Curso de Formação de semana, tudo dentro Sargentos “Aqui aprendemos (CFS). dos limites. O CFS é Aqui aprenlogo a separar as ministrado demos logo coisas, senão somos em regime a separar as punidos. As aulas são de internacoisas, senão to e tem a somos punibem difíceis, portanto, duração de dos. As aué preciso estudar dois anos, las são bem muito, mas vale a na formação difíceis, porde Sargentos tanto, é prepena no final” Especialistas ciso estudar para o Comando da Aeronáuti- muito, mas vale a pena no final”, ca, e abrange instruções nos conclui. campos geral, militar e técnicoQuem se interessou por essa -especializado. oportunidade poderá obter inFlávia sofreu no início com a formações, como o cronograma distância da família e a nova ro- das inscrições e provas das ditina, mas vê nesta carreira uma versas Academias Militares do oportunidade de realização pro- país. Isso é possível por meio dos fissional. “O dia é corrido, mas web sites das forças armadas: depois que acaba o expediente, Marinha do Brasil (www.mar.mil. às 16h30, você está livre pra br), Força Aérea Brasileira (www. fazer suas coisas. Aos finais de fab.mil.br), Exército Brasileiro semana, quem não estiver sob (www.exercito.gov.br), ou ainda punição pode sair para visitar a nas Juntas Militares Municipais família ou passear”, conta Flávia, (Tiro de Guerra).

( )

7


Antenado - 5ª edição - Abril'2011  

O Milagre do Facebook! O acesso à internet, por meio da maior das redes sociais, está transformando a maneira como as pessoas se relacionam...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you