Page 7

Carla Morales Guerra, Eduardo Alexandrino Servolo Medeiros, Janaina Sallas, Leandro Queiroz Santi e Valeska de Andrade Stempliuk relatam a aplicação de um curso a distância para o controle da resistência microbiana e uso racional de antimicrobianos por profissionais da área da saúde. Ivana Carneiro Almeida expõe sobre um projeto pedagógico para o ambiente virtual. Robert Kalley Cavalcanti de Menezes aventa aspectos relacionados à concepção de um modelo de sistema computacional pronto para uso em educação a distância. Na seção “acontece”, voltada para a divulgação de eventos e questões políticas sobre os pós-graduandos e as políticas educacionais , este primeiro exemplar da Revista conta com dois artigos: Rogério Adas Pereira Vitalli descreve um grandioso evento organizado pela Associação de Pós-Graduandos do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (APG-ITA) sobre um convênio para a concessão de bolsas para os pós-graduandos realizarem pesquisas na Alemanha. Tal evento e o convênio firmado foram tão prestigiosos que colaboraram para que a APG obtivesse o reconhecimento necessário, pelas instâncias do ITA, para se consolidar como prestadora de consultoria. Esse artigo serve de exemplo para que cada uma das Associações de Pós-Graduandos do Brasil vislumbre formas de captar mais bolsas e de firmar convênios de modo independente da Reitoria, bem como sobre a possibilidade das APGs organizarem-se para passar a praticar a extensão ou aprimorar a extensão já praticada. O artigo que escrevi em co-autoria com Lauro Ishikawa, por sua vez, narra a luta dos pós-graduandos da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, representados por sua Associação de Pós-Graduandos (APG-PUC/SP), para manterem seu direito à representação autônoma nos Colegiados da Universidade (e ainda ampliarem tal direito aos pós-graduandos lato sensu), no contexto de um redesenho institucional em que se propunha eliminar as cadeiras reservadas aos pós-graduandos. O artigo tem o potencial de inspirar cada uma das Associações de Pós-Graduandos do Brasil a refletirem se consideram que os espaços institucionais para sua representação na respectiva universidade são adequados e também a refletirem sobre as relações entre APG e pós-graduandos lato sensu. Assim se inicia a “Revista da ANPG: ciência, tecnologia e políticas educacionais”, que, se continuar contando com a colaboração de todos, tende a ser cada vez melhor. Esperamos, com isso, prestar nossa contribuição, ainda que modesta, para a discussão acadêmica das políticas públicas. Dr Eric Calderoni Editor

7

Revista ANPG.indd 7

21/10/2009 11:26:02

Revista da ANPG  

Vol1 da Revista Científica da ANPG

Advertisement