Issuu on Google+

EXP11LP_F05_20102544_3PCImg_AO4_20102544_TXT_P065_080 11/04/02 16:53 Page 73

Fichas de trabalho sobre textos informativos do manual

FICHA DE TRABALHO 20

SEQUÊNCIA 3 (CON)VENÇO EU

“O Sermão de Santo António aos Peixes: pela defesa da liberdade dos indígenas”

Ver MANUAL, p. 103

Lê atentamente o texto “O Sermão de Santo António aos Peixes: pela defesa da liberdade dos indígenas”, presente na página 103 do manual. Seleciona, em cada um dos itens 1 a 7, a única opção que permite obter uma afirmação adequada ao sentido do texto. 1. Na frase “Três dias antes de se embarcar ocultamente para o reino, Vieira pregava, em S. Luís do Maranhão (1654), o Sermão de Santo António (aos Peixes).” (ll. 1-2) a utilização do pronome sublinhado para o estabelecimento da coesão referencial concretiza o processo de

(A) anáfora. (B) catáfora. (C) elipse. (D) correferência não anafórica. 2. Os termos “liberdades” (l. 3) e “restrições” (l. 3) mantêm entre si uma relação semântica de

(A) hierarquia. (B) inclusão. (C) equivalência. (D) oposição. 3. O uso do advérbio “impiedosamente” (ll. 6-7) visa

(A) salientar a forma como era exercida a oposição à escravatura. (B) comparar a exploração dos índios à dos negros. (C) realçar o valor do sermão de Padre António Vieira. (D) destacar o modo como era praticada a ação dos colonos. 4. Os adjetivos presentes na passagem “proporcionavam os naturais uma mão de obra excecionalmente barata e irresistível à cobiça dos governadores.” (ll. 9-12) desempenham a função sintática de EXP11LP © Porto Editora

fotocopiável

fotocopiável

(A) modificador do nome apositivo. (B) sujeito (C) modificador do nome restritivo. (D) predicativo do complemento direto.

73


EXP11LP_F05_20102544_3PCImg_AO4_20102544_TXT_P065_080 11/04/02 16:53 Page 74

Livro do Professor

(A) o valor denotativo da palavra. (B) a origem estrangeira do termo.

EXP11LP © Porto Editora

5. A utilização de aspas na palavra “peças” (l. 20) destaca

(C) o valor conotativo da palavra. (D) o género do vocábulo. 6. A frase “A reação dos colonos não tardou a fazer-se sentir.” (l. 24) significa que os colonizadores se insurgiram

(A) rapidamente. (B) repetidamente. (C) pacificamente. (D) violentamente. 7. Em “Como resposta, Vieira constrói este sermão, onde ataca e condena a ação destes, contrária à sua política missionária.” (ll. 24-26), “destes” remete para

(A) “todos os principais da cidade de S. Luís” (ll. 23-24). (B) “dos colonos” (l. 24). (C) “resposta” (l. 25) e “sermão” (l. 25). (D) “poder imaginativo e satírico do pregador” (ll. 26-27). 8. Faz corresponder a cada segmento textual da coluna A um único segmento textual da coluna B, de modo a obteres uma afirmação adequada ao sentido do texto. Utiliza cada letra e cada número apenas uma vez. A

B

a. Com a utilização da conjunção “enquanto” (l. 3),

(1) o enunciador retoma um referente expresso no início da frase.

b. Com o uso do pronome “que” (l. 6),

(2) o enunciador insere uma conexão conclusiva. (3) o enunciador insere uma conexão temporal.

c. Com as expressões “colonos” (l. 6), “governadores” (l. 12) e “branco ambicioso e cruel” (ll. 15-16),

(4) o enunciador introduz uma oração subordinada adjetiva relativa explicativa.

d. Com o recurso ao advérbio conectivo “pois” (l. 22),

(5) o enunciador concretiza um processo de correferência não anafórica

e. Com o uso do determinante possessivo “sua” (l. 25),

(6) o enunciador introduz uma oração subordinada adjetiva relativa restritiva. (7) o enunciador antecipa um referente expresso no final da frase. (8) o enunciador concretiza um processo de catáfora.

fotocopiável

74


/d5952iTKiByJdc3