Page 1

EXP11LP_F05_20102544_3PCImg_AO4_20102544_TXT_P065_080 11/04/02 16:53 Page 71

Fichas de trabalho sobre textos informativos do manual

FICHA DE TRABALHO 19

SEQUÊNCIA 3 (CON)VENÇO EU

“O imperador da língua portuguesa”

Ver MANUAL, pp. 102-103

Lê atentamente o texto “O imperador da língua portuguesa”, presente nas páginas 102 e 103 do manual. Seleciona, em cada um dos itens 1 a 7, a única opção que permite obter uma afirmação adequada ao sentido do texto. 1. A passagem “Mal sabia o jesuíta que esta alegoria se adequaria à sua vida.” (l. 4) destaca

(A) a semelhança entre as afirmações do pregador e o percurso da sua existência. (B) a utilização de imagens nos sermões de Padre António Vieira. (C) a discrepância entre as asserções do pregador e a realidade do tempo em que viveu. (D) o carácter metafórico do Sermão de Santo António aos Peixes. 2. O termo “ordenado” (l. 9) é usado com o sentido de

(A) colocado por ordem. (B) salário. (C) mandado por outrem. (D) tornado clérigo. 3. A expressão “agenda política” (l. 22) adquire, no contexto, o sentido de

(A) compromissos políticos futuros. (B) assuntos políticos preocupantes. (C) temas políticos passados. (D) questões políticas resolvidas. 4. Em “Os seus sermões […] comoveram de tal forma o rei, que logo o nomeou pregador da corte” (ll. 18-20), o constituinte sublinhado é uma oração subordinada

(A) adverbial causal. (B) adjetiva relativa restritiva. (C) adverbial consecutiva. (D) adverbial concessiva. 5. A expressão “voz da consciência” (l. 28) significa, em sentido figurado,

fotocopiável

EXP11LP © Porto Editora

fotocopiável

(A) queixa. (B) advertência. (C) intenção. (D) pregação.

71


EXP11LP_F05_20102544_3PCImg_AO4_20102544_TXT_P065_080 11/04/02 16:53 Page 72

Livro do Professor

6. Em “Não se deu bem.” (l. 29), “se” remete para

(A) “Os colonos” (l. 28). (B) “o padre” (l. 29). (C) “o acicate” (l. 28). (D) “Lisboa” (l. 29). 7. Na frase “Em 1662, a Inquisição abriu-lhe um processo, acusando-o de ter opiniões heréticas.” (ll. 35-37), o pronome sublinhado desempenha a função sintática de

(A) vocativo. (B) sujeito. (C) complemento indireto. (D) predicativo do sujeito. 8. Faz corresponder a cada segmento textual da coluna A um único segmento textual da coluna B, de modo a obteres uma afirmação adequada ao sentido do texto. Utiliza cada letra e cada número apenas uma vez. A

(1) o enunciador introduz uma conexão adversativa. (2) o enunciador introduz uma conexão aditiva.

b. Com a expressão “Depois de” (l. 4), c. Com a utilização da conjunção “Mas” (l. 20),

EXP11LP © Porto Editora

a. Com o uso da conjunção “que” (l. 2),

B

(3) o enunciador insere uma referência temporal. (4) o enunciador integra uma conexão consecutiva. (5) o enunciador introduz uma conexão completiva.

d. Com o adjetivo “portugueses” (l. 49),

(6) o enunciador predica algo acerca do complemento direto.

e. Com o adjetivo “preciosa” (l. 50), (7) o enunciador predica algo sobre o sujeito. (8) o enunciador restringe um grupo nominal.

fotocopiável

72


/d59511GJAmEOsFE  

http://agrupamento-fajoes.pt/ficheiros/d59511GJAmEOsFE.pdf

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you