Page 1

E.U. MIAN Diretor do Instituto de Clínica Dermatológica

G. AGOSTINI Professor Associado de Hidrologia Médica

UNIVERSIDADE DE ESTUDOS DE PISA

PRINCÍPIOS DA BALNEOTERAPIA OZONIZADA


Foram reportadas as áreas estatisticamente mais propensas ao aparecimento de úlceras de compressão em pacientes anciões, obrigados a longos períodos de imobilização.


Evolução planimétrica de uma lesão ulcerativa em uma paciente (B.C.B.) submetida à balneoterapia ozonizada. A reepitelização é mais surpreendente uma vez que a paciente (de 81 anos) apresentava também cardiopatia arteriosclerótica e calcificações vasculares difusas nos botões aórticos e nos membros inferiores.


Evolução planimétrica de uma lesão ulcerativa em paciente internada na Clinica Dermatológica de Pisa por pioderma gangrenoso e submetida ao autoenxerto de pele após a balneoterapia ozonizada (N.W.M., 68 anos, sexo F). A lesão, com aproximadamente 18 cm de maior diâmetro, localizada no terço inferior da superfície lateral da perna esquerda, mostra, na sua linha externa, o bordo da úlcera no seu tamanho máximo. A linha interna pontilhada corresponde à área de pele enxertada. A superfície entre as duas linhas representa a área espontaneamente reepitelizada com os banhos.


O paciente apresentava numerosas úlceras distróficas com áreas necróticas evidentes que atingiam inclusive a região tendínea (extensor longo dos dedos) para as quais foi indicada excisão cirúrgica. As terapias convencionais tinham se mostrado insuficientes para a resolução incruenta do caso.


Paciente após balneoterapia ozonizada. Observa-se o completo desaparecimento das áreas necróticas e uma clara inversão do trofismo do fundo ulceroso. Neste estágio o paciente pode ser submetido ao intervento cirúrgico de cobertura. A nossa casuística a esse propósito é numerosa e mostra resultados muito interessantes.


RESUMO. Foram estudados 15 pacientes internados nos departamentos da Clinica Dermatológica da Universidade de Pisa e tratados com balneoterapia ozonizada utilizando água potável comum. Os pacientes foram escolhidos entre os que apresentavam lesões particularmente tórpidas e que, portanto, deveriam receber alta sem melhora. Ao invés disso, durante o tratamento mostram uma grande melhora do fundo das úlceras, com o aparecimento de brotos celulares, redução do exsudato, dos processos infecciosos e necrobióticos e retomada da reepitelização seja das margens que do fundo. A melhora foi documentada pelos resultados gráficos, fotográficos e teletermográficos.

Info 05 - Resumo do Livro - Princípios da Balneoterapia Ozonizada  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you