Page 71

GAECO – GRUPO DE ATUAÇÃO ESPECIAL DE COMBATE AO CRIME ORGANIZADO

NÚCLEO REGIONAL DE MARINGÁ – 11ª e 12ª PROMOTORIAS DE JUSTIÇA DACO – Porque hoje eu tava sozinho. QUANDO ELE FOI VER ELE TINHA 2 SUSPENSÕES DE 30 DIAS. ????? – Duas DACO – Se eu te contar você não acredita. ????? – ah DACO - O FABRÍCIO PEGOU 120 REAIS DO CARA ????? – ahh! não acredito DACO – To te falando. ????? - mas o cara é burro mesmo.. DACO - Burro, burro é apelido. Que ele foi lá ele mandou eu consultar, aí eu consultei e ele pegou e saiu de perto. Eu Tava sozinho. O Gustavo ta de férias. Me quebrou, ta de férias, fiquei sozinho lá. Aí ele me fudeu. Aí pegou lá, o cara foi embora, o cara lá de Jandaia. ????? - Oia DACO - Deixou o endereço as coisas dele tudo para Jandaia. ????? - ERA PRA TER PEDIDO 250 CADA UMA DACO - Então rapaz foi o que eu falei pra ele. Rapaz isso não se faz. ????? – Tá bom, depois a gente conversa. “Depreende-se da transcrição acima o denunciado ‘Daco’ lamenta não ter cuidado desse caso, chegando a chamar o denunciado Fabrício de ‘burro’ devido ao baixo valor que o mesmo cobrou pelos serviços facilitados que prestou, comentando que daria para ter cobrado R$ 250,00 (duzentos e cinqüenta reais) cada suspensão. Evidentemente, isso demonstra o grau de comprometimento da corrupção na repartição pública do DETRAN local”. “Desse modo, o funcionário público do DETRAN e denunciado Fabrício Bariano, no exercício de sua respectiva função pública e em razão dela, dolosamente solicitou e recebeu indevida vantagem patrimonial para realizar ato de ofício infringindo dever funcional”. FATO 4:

VALENTIM TOLARDO LUGLI: “Apurou-se que o denunciado Valentim, então Despachante de Trânsito, portanto, funcionário público para todos os efeitos legais (CP, art. 327), mantinha estreita relação com o funcionário público comissionado do DETRAN Aldair Fernandes – ‘Daco’ para auxílio e facilitação em procedimento administrativos perante o DETRAN, tais como cancelamentos/ transferências de multas de trânsito para evitar a suspensão de CNHs, por infrações cometidas no trânsito; baixas de gravames no banco de dados e sistema informatizado do DETRAN, em relação a veículos que se desejava a transferência, inclusive envolvendo veículos financiados ou com registros de multas, bem como com relação a diversas outras solicitações de serviços”. “Durante conversa telefônica interceptada do dia 24 de março de 2010, entre 71

Denúncia Gaeco Ciretran  

O novo escândalo na Ciretran de Maringá.

Denúncia Gaeco Ciretran  

O novo escândalo na Ciretran de Maringá.

Advertisement