__MAIN_TEXT__

Page 1


Editorial Novo ano, novas perspectivas! Esse é o nosso primeiro encontro do ano e sabemos que 2019 nos reserva grandes expectativas e boas perspectivas de crescimento econômico e desenvolvimento do País. Todos esperamos essa retomada no crescimento. E já há sinais dessa retomada, o mercado de Duas Rodas voltou a crescer e tem expectativa de produzir 1.080.000 unidades em 2019, o que significa que o mercado de motopeças também terá seu crescimento acelerado. Outro ponto importante é que no segundo semestre muitos modelos novos foram lançados, o que também reforça a posição de crescimento do setor. Nosso associado em destaque dessa edição é a Fras-le fabricante de mais de 14 mil itens para uso em diversas aplicações que exigem produtos de alta performance. Em 2018, no segmento de motos, a Fras-le lançou 63 itens, sendo 46 referências em pastilhas e 17 em sapatas. Nessa edição, na seção Sua Moto em Detalhes, traremos um especial que fala de um item essencial nas motocicletas, os pneus. Especialmente trataremos dos pneus remold, que são uma ameaça ao condutor. Pneus de moto não foram projetados para serem reformados. No espaço Anfamoto falaremos da Portaria Inmetro No 316, que aprova a revisão dos Requisitos de Avaliação da Conformidade para Capacetes para Condutores e Passageiros de Motocicletas e Similares. Foi realizada consulta pública para colher manifestações dos interessados e estamos aguardando o Inmetro publicar a Portaria definitiva. Outro assunto de extrema importância é a reclassificação da categoria L (leves e levíssimos), a Anfamoto está à frente da coordenação da comissão de estudos da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas para a revisão da norma brasileira que traz a terminologia e as especificações técnicas dessa categoria. Na matéria de capa fizemos o nosso tradicional balanço e trouxemos a visão de alguns setores sobre como foi 2018 e o que temos de expectativas e perspectivas para 2019. Ainda teremos as novidades do setor de duas rodas e notícias de interesse dos leitores. Boa leitura!!

Associação Nacional dos Fabricantes e Atacadistas de Motopeças Presidente: 1º Vice Presidente: 2º Vice Presidente: Tesoureiros:

Orlando Cesar Leone Valdenir dos Santos Galvão Valério Valente Amarildo Severino Fernandes

Conselho Deliberativo - Presidente :

Gianfranco Menna Zezze

Membros do Conselho Deliberativo:

Carlos Alberto Fiorotti Hélio Tenório da Silva Waldemar Ivo de Medeiros

Suplentes do Conselho Deliberativo:

Carlos Manoel Jr. Celso Pedro Franciosi Mônica Orlando de Oliveira

Membros do Conselho Fiscal:

Sandra Brandani Picinato José Jacob Fernandes José Mauricio Felipe

Suplentes do Conselho Fiscal:

Alexandre Saba José Jacob Fernandes Sandra Brandani Picinato

Coordenadores de Setoriais: Fabricante: Freios: Escapamentos: Capacetes:

Edilson Tenório da Silva Valério Valente Anfamoto Carlos Manoel Jr.

Coordenação Editorial:

Fabia Helena Allegrini Pereira

Editor responsável:

Jacylete Abreu – MTB 825-CE

Serviços Gráficos: Editor de Arte: Secretaria:

Gráfica Nywgraf Luis Fernando L. Corrêa Patricia Sartori

Coordenação de Eventos:

Equipe Anfamoto

ANFAMOTO em Revista:

Equipe Anfamoto

Assessora da Presidência:

Fabia Helena Allegrini Pereira

PUBLICIDADE & COMERCIAL

Número de Registro: 823713350 EDIÇÃO 145 - JAN/FEV 2019 A responsabilidade sobre opiniões e fatos presentes nos artigos assinados na “ANFAMOTO em Revista” é exclusiva de seus autores, não exprimindo necessariamente o pensamento desta publicação nem a posição da ANFAMOTO.

Av. Nove de Julho, 3229 Cjtos 208/209/210 Jardim Paulista CEP 01407-000 - São Paulo-SP PABX: (11) 3052-2002 - Fax: (11) 3885-7637 E-mail: anfamoto@anfamoto.com.br - Site: www.anfamoto.org


Associado em Destaque

Sumário Palavra do Presidente

Um ano de renovação e otimismo, 2019 promete!

8

Mercado Indústria de motocicletas supera a marca de 1 milhão de unidades em 2018

Associado em destaque

Fras-le uma gigante em segurança no controle de movimentos

Espaço Anfamoto

Anfamoto coordena CE de Terminologia e Especificação Técnica – Classificação de Veículos

Capa

Especial Setorial: O que foi 2018 e o que esperar de 2019

10

16 Fras-le uma gigante em segurança no controle de movimentos

Capa

16

18

26

26 Especial Setorial: O que foi 2018 e o que esperar de 2019

Sua Moto em Detalhes Segurança em primeiro lugar! Pneus Remold uma ameaça à vida

Caderno Duas Rodas

Acompanhe o que acontece no mercado de Duas Rodas

Notícias 36 - Dicas & Lançamentos 38 Lista de associados 40 - Aniversariantes - 45

Sua Moto em Destalhes

30

34

30 Segurança em primeiro lugar! Pneus Remold uma ameaça à vida


Orlando Leone Presidente

Um ano de renovação e otimismo, 2019 promete! O ano de 2018 foi marcado por muitos acontecimentos e alguns deles marcaram de forma definitiva o País como a atuação da lava a jato que fez uma verdadeira faxina no cenário político empresarial e culminou na prisão do ex-presidente Lula, a paralização dos caminhoneiros mostrou a força da categoria para pressionar tudo e todos contra o aumento abusivo dos combustíveis. Episódio que afetou a todos em muitos sentidos e para o País a consequência foi desastrosa, pois o que seria um momento de iniciar uma recuperação acabou retrocedendo e gerando um cenário de perdas. Juntou-se à greve, em seguida, a realização da Copa do Mundo, num ano em que o calendário já vinha apertado em meio a tantos feriados, os dias em que foram realizados o mundial também causaram uma certa desaceleração no mercado em geral. Por fim e não menos marcante a corrida presidencial foi conturbada, o processo eleitoral que levou Jair Bolsonaro ao Planalto foi tenso, o ataque por ele sofrido não foi motivo para tirá-lo do páreo e mostrar a insatisfação do brasileiro nas urnas. As eleições de 2018 foram marcadas pela reno-

vação no Congresso e no executivo. 47,3% das cadeiras do Congresso foram ocupadas por novos parlamentares. As perspectivas para 2019 já são melhores, com previsões de crescimento, novos postos de trabalho, otimismo e confiança para novos investimentos e o setor produtivo começando a dar sinais de retomada efetiva. O setor de duas rodas já mostra esses sinais com o bom fechamento de 2018 e a previsão de produzir mais de 1 milhão de unidades, o que é muito bom para o setor de motopeças que voltará a crescer também, principalmente com os novos lançamentos de motos previstos para o ano. O consumo volta a crescer e o nível de endividamento a baixar. Teremos uma longa agenda pelo ano, o Brasil tem muitos gargalos a serem resolvidos para que possamos acelerar o crescimento de uma forma mais consistente. As reformas tem que sair do papel e de maneira que sejam boas para todos. Principalmente a tributária e da previdência. O setor de motopeças e duas rodas em geral gera muitos postos de empregos, tanto direta como indiretamente, dessa forma devemos trabalhar para que oportunidades sejam criadas e aproveitadas. Vamos acompanhar as iniciativas do governo, criar uma agenda positiva para o setor, participar ativamente para que medidas sejam tomadas para impulsionar o crescimento e todas as iniciativas sejam concretizadas em termos de redução de impostos, desoneração da folha, garantias para melhor produtividade, condições de empregabilidade e a diminuição da carga tributária. O setor produtivo tem que parar de pagar a conta. Não podemos deixar de falar da terrível tragédia que assolou Brumadinho, em Minas Gerais. Nos consternamos com as famílias das vítimas e desabrigados que perderam suas casas e muitos o seu ganha pão. Bem como a mesma solidariedade e sentimentos dedico as famílias que perderam seus filhos na tragédia do Flamengo. Medidas enérgicas e que surtam efeitos práticos devem ser tomadas. Não podemos nos calar e nem fechar os olhos para esse tipo de situação. Entramos numa nova fase do Brasil e o senso de impunidade tem que acabar. Bons negócios! Orlando Cesar Leone - Presidente

Agenda Novembro 09/11 – Despacho com presidente 16/11 – Reunião Administrativa 27/11 – Reunião Veículos Categoria L – ABNT Dezembro 07/11 – Reunião Administrativa

|||| 08 | ANFAMOTO em Revista | Edição 145

12/12 - Reunião Veículos Categoria L – ABNT Janeiro 29/01 - Reunião Veículos Categoria L – ABNT


Mercado

Indústria de motocicletas supera a marca de 1 milhão de unidades em 2018 Produção registra alta de 17,4% em relação ao ano anterior e setor projeta crescimento de 6,2% nas vendas no varejo para 2019 A produção de motocicletas fechou 2018 em alta, seguindo a curva de crescimento registrada durante todo o ano. De acordo com a Abraciclo – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e similares, de janeiro a dezembro de 2018 foram fabricadas 1.036.846 unidades no PIM – Polo Industrial de Manaus. Esse volume representa uma alta de 17,4% em relação do total de 2017, quando saíram das linhas de produção 882.876 motocicletas. De acordo com os dados da Abraciclo, somente em dezembro foram produzidas 67.812 motocicletas, volume 1,7% inferior registrado no mesmo período em 2017 que foi de 69.008

mesmo mês de 2017, que teve 77.437 unidades emplacadas. Na comparação com novembro de 2018 quando foram emplacadas 76.792 unidades, o crescimento foi de 9,5%. A média diária de vendas em dezembro de 2018 chegou a 4.203 unidades, ficando 8,6% superior ao mesmo mês de 2017 (3.872 unidades) e 14,4% acima de mês similar em 2016 (3.674 unidades). Com isso a média diária de vendas de dezembro passado foi a melhor em relação ao mesmo mês dos últimos dois anos. Na comparação com novembro de 2018 que totalizou 3.840 unidades, que também contou com 20 dias úteis, a média de vendas diária cresceu 9,5%.

unidades. Em comparação a novembro de 2018, a queda foi de 24,7%, somando 90.108 unidades. Para 2019, o setor projeta a produção de 1.080.000 unidades, o que significará uma alta de 4,2% sobre as 1.036.846 unidades fabricadas em 2018. Vendas no varejo – Com base nos dados do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), em 2018 foram emplacadas 940.108 motocicletas representando uma alta de 10,5% na comparação com o mesmo período de 2017 (851.013 unidades). Somente em dezembro, quando foram licenciadas 84.063 unidades, o crescimento foi de 8,6% em relação ao

Desempenho por categoria Vendas no atacado por categoria CATEGORIAS

JAN-DEZ 2017

JAN-DEZ 2018

PAR. (%)

VAR. (2018/2017)

Dez/18

PAR. (%)

Street

415.225

484.182

50,6%

16,6%

33.098

49,5%

Trail

173.785

201.145

21,0%

15,7%

12.357

18,5%

Motoneta

112.796

142.835

14,9%

26,6%

10.820

16,2%

Scooter

58.288

67.183

7,0%

15,3%

5.113

7,6%

Naked

19.386

22.670

2,4%

16,9%

1.854

2,8%

Bigtrail

14.387

16.674

1,7%

15,9%

1.147

1,7%

Off-road

8.297

10.110

1,1%

21,9%

1.322

2,0%

Custom

6.845

7.142

0,7%

4,3%

734

1,1%

Sport

5.387

5.605

0,6%

4,0%

465

0,7%

Touring

177

71

0,0%

-59,9%

5

0,0%

Total

814.573

957.617

17,6%

66.915

|||| 10 | ANFAMOTO em Revista | Edição 145


Mercado

Desempenho dos mercados regionais

Scooters no Varejo – Os emplacamentos de scooters em 2018 cresceram 22,7% em relação a 2017. Ao todo, foram comercializadas 67.937 unidades em 2018, ante 55.374 unidades em 2017. Somente em dezembro foram emplacadas 5.250 unidades desta categoria, volume aproximado ao do mesmo mês de 2017 (5.271 unidades), porém 3,8% superior ao de novembro de 2018 (5.056 unidades). Vendas no atacado – As vendas do atacado, das fabricantes para as concessionárias, acompanharam o crescimento da produção, fechando 2018 com uma alta de 17,6% em relação a 2017. De janeiro a dezembro de 2018, foram comercializadas 957.617 unidades, ante 814.573 unidades em 2017. Em dezembro foram vendidas 66.915 motocicletas no atacado, volume 2,4% inferior ao mesmo mês de 2017 (68.534 unidades) e 23,1% menor do que o comercializado em novembro de 2018 (87.041 unidades). Mercados Regionais – A região sul foi a que apresentou a maior variação percentual do país em 2018, com a evolução de 24,4% sobre as vendas do varejo de 2017 (82.295 unidades) e, com isso totalizou 102.406 motocicletas emplacadas. A maior participação regional, no entanto, continua sendo da região sudeste, com 35,3% - 332.078 unidades, seguida da região nordeste, com 32,2% - 302.325 unidades. (Veja na Tabela 2) Maiores Crescimentos por Estado – Em 2018, Alagoas foi o estado que registrou maior variação percentual nas vendas de motocicletas em todo o País, com 19.680 unidade emplacadas, correspondendo a um crescimento de 33,1% em relação a 2017 (14.786 unidades). O Estado conta com frota de 327.353 unidade e uma relação de 10 |||| 12 | ANFAMOTO em Revista | Edição 145

VAREJO REGIONAL ACUMULADO REGIONAL 2017

PAR. (%)

2018

PAR. (%)

VAR. (%)

VAR. (UND)

NORTE

104.703

12,3%

109.401

11,6%

4,5%

4.698

NORDESTE

291.885

34,3%

302.325

32,2%

3,6%

10.440

SUDESTE

289.512

34,0%

332.078

35,3%

14,7%

42.566

SUL

82.295

9,7%

102.406

10,9%

24,4%

20.111

CENTRO-OESTE

82.618

9,7%

93.898

10,0%

13,7%

11.280

TOTAL

851.013

100,0%

940.108

100,0%

10,5%

89.095

Tabela 2

Fonte: Renavam

motocicletas por habitante. O segundo estado com maior crescimento de emplacamentos em 2018 foi o Paraná, com 27% de aumento sobre 2017, totalizando 42.961 unidades, seguido de Santa Catarina com 23,3% - 32.260 unidades, Rio Grande do Sul com 21,9% - 27.185 unidades e Mato Grosso com 20,7% - 36.992 unidades. Exportações – Dados da Abraciclo mostram também que o desempenho das exportações em 2018 apresentou queda de 16,8% totalizando 68.073 motocicletas, ante 81.789 unidades em 2017. O recuo está diretamente ligado à redução da demanda da Argentina, que é o principal destino das motocicletas fabricadas no PIM. Em dezembro foram exportadas

3.011 motocicletas, representando uma queda de 15,7% em comparação a novembro, 3.571 unidades e recuo de 57,6% em relação ao mesmo mês de 2017 – 7.107 unidades. De acordo com dados ainda do então Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços – Mdic, em 2018 a Argentina representou 69,6% de todo o volume de motocicletas exportadas pelo Brasil, seguida dos Estados Unidos 9,1% e da Colômbia 7,6%. Considerando somente o mês de dezembro, a Argentina teve 45,9% de participação, Austrália 16,6% e EUA 13,5%. Projeções Atualizadas – As projeções da Abraciclo sobre o segmento de motocicletas para 2019, já ajustadas com base nos volumes realizados em 2018, são:

PROJEÇÕES – MOTOCICLETAS

2018*

2019

Quantidade

Variação %

Produção

1.036.846

1.080.000

43.154

4,2%

Exportação

68.073

49.000

-19.073

-28%

Atacado

957.617

1.031.000

73.383

7,7%

Varejo

940.108

998.000

57.892

6,2%

(*) volumes realizados

Fonte: Abraciclo / Associado


A ANFAMOTO em Revista apresenta as grandes inovações do mercado, assuntos relevantes, questões de mercado, conjuntura, assuntos tributários e jurídicos e assuntos de interesse geral do segmento, lançamentos e novidades. Informa também sobre as atividades e realizações da Associação. A ANFAMOTO em revista é respeitada pela seriedade e independência editorial. Traz artigos assinados por renomados especialistas das áreas que envolvem o mercado de motopeças. Solicite um orçamento ou acesse o mídia kit no site www.anfamoto.org. Associado ANFAMOTO tem descontos especiais.

por que Anunciar ?

Distribuição

Periodicidade

Tiragem

Em todo território brasileiro e Mercosul.

Bimensal 6 edições/ano

VVersão Impressa: 12 mil exemplares

Acompanhe-nos nas redes sociais:

Público

Veículação eletrônica 35 mil nomes

> Empresários, fabricantes, distribuidores e atacadistas de motopeças > Diretores e Gerentes industriais, de marketing, comercial, de produtos, de compras > Engenheiros e técnicos do segmento de motopeças. > Lojistas > Representantes > Universidades e escolas técnicas > Câmaras de comércio > Entidades de classe > Sindicados de Motoboys em todos os estados > Órgãos governamentais > Concessionárias.

/anfamotomotope

/anfamoto

Av. Nove de Julho, 3229 - 2º andar - conj. 208 - São Paulo, SP - 01407-000 Tel.: (11) 3052-2002 | anfamoto@anfamoto.org | www.anfamoto.org


Mercado

|||| 14 | ANFAMOTO em Revista | Edição 145


Associados em destaque

Fras-le uma gigante em segurança no controle de movimentos

Fundada em fevereiro de 1954, a empresa foi idealizada por três jovens visionários Francisco Stedile, Ary Osório de Azevedo e Miguel João Zanandréa, que viram no Brasil a possibilidade de fabricar algum produto do segmento de autopeças, já que a maioria era importada. Após uma viagem à Itália Stedile conheceu várias fábricas do segmento automotivo e por fim, conseguiu uma carta-proposta de um acordo com uma empresa fabricante de lonas para freios. Voltando ao Brasil então foi criada a Francisco Stedile & Cia. Em 1996, o controle acionário passou a ser da Randon Participações S.A. A matriz da Fras-le está situada em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, com uma área construída de mais de 75.000 m2. Tem um avançado Centro de Pesquisas e Desenvolvimento, um dos mais bem equipados no mundo, conta também com laboratórios químico, físico e piloto que possibilitam a geração de produtos de alta performance. A empresa também testa seus produtos em condições reais de uso nas pistas do Centro Tecnológico Randon – CTR, o maior da América Latina e em frotas espalhadas pelo mundo. Fabrica mais de 14.000 itens para uso em diversas aplicações que exigem produtos de alta performance. E conta com cerca de 3.300 funcionários no Brasil e em operações da empresa no exterior. No que diz respeito ao mercado de duas rodas a empresa vê o mercado de forma ascendente, com boas perspectivas de crescimento e expansão de venda dos seus produtos para esse setor em 2019,

||||

16 |

ANFAMOTO em Revista | Edição 145

tanto interna como externamente. A ideia da empresa é acompanhar o crescimento deste mercado, desenvolvendo e expandindo seu portfólio. Que hoje é bem diversificado e conta com lonas e pastilhas para veículos pesados, lonas e sapatas para veículos leves, revestimentos de embreagem, pastilhas para aeronaves, pastilhas e sapatas para trens e metrôs, lonas moldadas e trançadas e placas universais e também produtos para sistemas de freio hidráulicos como cilindro mestre, roda e embreagem, reparação de peças e outros. Em 2018, no segmento de motos, foram lançados 63 itens, sendo 46 referências em pastilhas e 17 em sapatas. A empresa exporta seus produtos para mais de 100 países nos cinco continentes. Com fábricas no Brasil, Estados Unidos, China, Argentina, Uruguai e Índia, centros de distribuição na Argentina, Alemanha, Estados Unidos e Colômbia e operações comerciais no Chile, México, Emirados Árabes e África do Sul, a Fras-le possui capacidade produtiva e estrutura comercial capaz de atender as demandas internacionais de maneira rápida e eficiente. Atualmente as exportações representam em torno de 50% da receita líquida da empresa. “Desde o início de sua trajetória em 1954, a Fras-le foi marcada pela ousadia de pensar e agir à frente de seu próprio tempo, sempre priorizando as novas tecnologias e tem o orgulho de oferecer produtos que estão em constante evolução para atender as necessidades do mercado global”. Sérgio de Carvalho – CEO.    


Espaço Anfamoto

Anfamoto coordena a comissão de estudos de terminologia e especificação técnica (classificação de veículos) da ABNT.

No último ano, a eletrificação de veículos de duas rodas ganhou força. São bicicletas, patinetes de vários tipos e portes e monociclos. Com isso criou-se uma nova configuração que altera significativamente o uso urbano de veículos e dispositivos de mobilidade urbana. Por conta disso o CB 005 da ABNT – Comitê Brasileiro Automotivo da Associação Brasileira de Normas Técnica, reuniu várias partes interessadas para tratar do assunto para avaliar a necessidade de uma nova classificação de veículos da categoria L. Na ocasião o chefe da secretaria do CB-005 José Luiz Albertin, fez uma apresentação sobre a importância da normalização, o que pensa a ISO e sobre a eletrificação de veículos. Na sequência o Sr. Paulo Fujikawa, da Abraciclo falou sobre a classificação atual dos veículos. O Sr. Rui Almeida da Riba Motos falou sobre a classificação europeia. Após todas as apresentações foi feita a avaliação de interesse em criar novas classes dentro da Categoria L. O grupo presente decidiu por fazer a revisão da ABNT NBR ||||

18 |

ANFAMOTO em Revista | Edição 145

13776:2006 – Veículos rodoviários automotores, seus rebocados e combinados – Classificação, dessa foi criada a CE 005:101.001 – Comissão de Estudo de Terminologia e Especificação Técnica (Classificação de Veículos), que atuará na Normatização no campo de veículos levíssimos, no que concerne a: dimensões, peso, motorização, potência, capacidade, velocidade e critério de habilitação. Na instalação da Comissão de Estudos a Sra. Fabia Helena Pereira, Assessora da Presidência da Anfamoto, foi indicada como Coordenadora da CE e vai conduzir os trabalhos ao lado de Rui Almeida da Riba Motos. As reuniões ocorrerão mensalmente, na última 3ª-feira do mês, na sede do Simefre, que fica na Av. Paulista, 1313 – 8º andar. O calendário estará disponível no site da Anfamoto – www. anfamoto.org. São abertas aos interessados desde que levem a carta de representação que pode ser obtida junto ao CB 005 – F. (11) 5096-2087.


CERTIFICAÇÃO DE CAPACETES Foi publicada no Diário Oficial da União, a Portaria n.º 316, de 05 de setembro de 2018, que traz a proposta de ajustes na Portaria Inmetro n.º 456, de 01 de dezembro de 2010, que aprova a revisão dos Requisitos de Avaliação da Conformidade para Capacetes para Condutores e Passageiros de Motocicletas e Similares. O texto da Portaria foi colocado em consulta pública, por 60 dias, para que todos os interessados pudessem se manifestar. A Anfamoto promoveu uma reunião do setorial de capacetes e demais interessados no assunto para análise do teor da Portaria e verificação da proposta a ser apresentada ao Inmetro. Poucas alterações foram propostas ao Inmetro. O prazo da consulta pública encerrou-se dia 05 de novembro. Estamos aguardando a reunião com o Inmetro para discussão dos pontos apontados pelo envolvidos. Segue Portaria na integra: Portaria n.º 316, de 05 de setembro de 2018. CONSULTA PÚBLICA OBJETO: Proposta de ajustes na Portaria Inmetro n.º 456, de 01 de dezembro de 2010, que aprova a revisão dos Requisitos de Avaliação da Conformidade para Capacetes para Condutores e Passageiros de Motocicletas e Similares. ORIGEM: Inmetro / MDIC. O PRESIDENTE DO INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO, no uso de suas atribuições, conferidas no § 3º do art. 4º da Lei n.º 5.966, de 11 de dezembro de 1973, nos incisos I e IV do art. 3º da Lei n.º 9.933, de 20 de dezembro de 1999, e no inciso V do art. 18 da Estrutura Regimental da Autarquia, aprovada pelo Decreto n.º 6.275, de 28 de novembro de 2007, resolve: Art. 1º Fica disponível, no sitio www.inmetro.gov.br, a proposta de texto da Portaria Definitiva referente ao ajuste na Portaria Inmetro

nº 456, de 01 de dezembro de 2010, que aprova a revisão dos Requisitos de Avaliação da Conformidade para Capacetes para Condutores e Passageiros de Motocicletas e Similares. Art. 2º Fica aberto, a partir da data da publicação desta Portaria no Diário Oficial da União, o prazo de 60 (sessenta) dias para que sejam apresentadas sugestões e críticas relativas aos textos propostos. Art. 3º As críticas e sugestões deverão ser encaminhadas no formato da planilha modelo, contida na página http://www.inmetro.gov.br/ legislacao/, preferencialmente em meio eletrônico, e para os seguintes endereços: - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia - Inmetro Diretoria de Avaliação da Conformidade - Dconf Rua Santa Alexandrina, nº 416 - 5º andar - Rio Comprido Cep. 20.261232- Rio de Janeiro - RJ, ou - E-mail: dconf.consultapublica@inmetro.gov.br § 1º As críticas e sugestões que não forem encaminhadas de acordo com o modelo citado no caput serão consideradas inválidas para efeito da consulta pública e devolvidas ao demandante. § 2º O demandante que tiver dificuldade em obter a planilha no endereço eletrônico mencionado acima, poderá solicitá-la no endereço físico ou no e-mail elencados no caput. Art. 4º Findo o prazo fixado no art. 2º, o Inmetro se articulará com as entidades que tenham manifestado interesse na matéria, para que indiquem representantes nas discussões posteriores, visando à consolidação do texto final. Art. 5º Publicar esta Portaria de Consulta Pública no Diário Oficial da União quando iniciará sua vigência. CARLOS AUGUSTO DE AZEVEDO Presidente


Espaço Anfamoto PROPOSTA DE TEXTO DE PORTARIA DEFINITIVA

Portaria e disponibilizados no sítio www.inmetro.gov.br ou no endereço abaixo:

O PRESIDENTE DO INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE TECNOLOGIA - INMETRO, no uso de suas atribuições, conferidas no § 3º do art. 4º da Lei n.º 5.966, de 11 de dezembro de 1973, nos incisos I e IV do art. 3º da Lei n.º 9.933, de 20 de dezembro de 1999, e no inciso V do art. 18 da Estrutura Regimental da Autarquia, aprovada pelo Decreto n.º 6.275, de 28 de novembro de 2007; Considerando a alínea f do subitem 4.2 do Termo de Referência do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade, aprovado pela Resolução Conmetro n.º 04, de 02 de dezembro de 2002, que outorga ao Inmetro competência para estabelecer diretrizes e critérios para a atividade de avaliação da conformidade; Considerando a necessidade de zelar pela segurança dos consumidores visando à prevenção de acidentes; Considerando a Portaria Inmetro n.º 456, de 01 de dezembro de 2010, publicada no Diário Oficial da União de 03 de dezembro de 2010, seção 01, página 136, que aprova os Requisitos de Avaliação da Conformidade para Capacetes para Condutores e Passageiros de Motocicletas e Similares; Considerando que a Norma ABNT NBR 7471:2015 - Capacete e viseiras para condutores e passageiros de motocicletas e veículos similares – Requisitos de desempenho e método de ensaio apresenta inovações tecnológicas que tornam mais seguro o produto capacetes para condutores e passageiros de motocicletas e similares, resolve:

Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – Inmetro Diretoria de Avaliação da Conformidade - Dconf Rua Santa Alexandrina, 416 - 5º andar – Rio Comprido CEP 20.261-232 – Rio de Janeiro – RJ

Art. 1º Aprovar os ajustes e esclarecimentos aos Requisitos de Avaliação da Conformidade para Capacetes para Condutores e Passageiros de Motocicletas e Similares, aprovados pela Portaria Inmetro n.º 456/2010, estabelecidos no Anexo desta ||||

20 |

ANFAMOTO em Revista | Edição 145

Art. 2º A Consulta Pública que originou as alterações nos Requisitos de Avaliação da Conformidade para Capacetes para Condutores e Passageiros de Motocicletas e Similares, aprovado pela Portaria Inmetro n.º 456/2010, foi divulgada pela Portaria Inmetro n.º XX, de XX de XXX de XX, publicada no Diário Oficial da União de XX de XXX de XX, seção XX, página XX. Art. 3º Fica estabelecido o prazo de 12 (doze) meses, contados da publicação desta Portaria, para que fabricantes e importadores fabriquem e importem para o mercado nacional capacetes para condutores e passageiros de motocicletas e similares em conformidade com os requisitos ora aprovados. § 1º O disposto no caput é aplicável tanto para a adequação dos processos de certificação e registro em andamento como para as certificações e registros que se iniciarem a partir da data de publicação desta Portaria. § 2º Fica estabelecido o prazo de 12 (doze) meses, além daquele estabelecido no caput para que os fabricantes e importadores comercializem, no mercado nacional, somente capacetes para condutores e passageiros de motocicletas e similares em conformidade com os requisitos ora aprovados. Art. 4º Os capacetes para condutores e passageiros de motocicletas e similares, certificados e devidamente registrados no Inmetro até a data prevista no parágrafo 2º do art. 3º poderão ser comercializados até o fim de seus estoques.


Art. 5º As demais disposições dos Requisitos de Avaliação da Conformidade aprovados pela Portaria Inmetro n.º 456/2010 permanecerão inalteradas. Art. 6º Publicar esta Portaria no Diário Oficial da União, quando iniciará sua vigência. CARLOS AUGUSTO DE AZEVEDO Presidente ANEXO 1 O item 2 dos Requisitos de Avaliação da Conformidade, aprovados pela Portaria Inmetro n.º 456/2010, passará a viger com a seguinte redação: “2 DOCUMENTOS COMPLEMENTARES Lei n.º 8078, de 11 de setembro de 1990 Dispõe sobre a proteção do consumidor e dá outras providências. Lei nº 9933, de 20 de dezembro de 1999

- Dispõe sobre as competências do Conmetro e do Inmetro, institui a Taxa de Serviços Metrológicos, e dá outras providências. Portaria Inmetro n.º 512/2016 e substitutivas - Aprova o aperfeiçoamento do Regulamento para o Registro de Objeto. Resolução Contran n.º 453/2013 - Disciplina o uso de capacete para condutor e passageiro de motocicletas, motonetas, ciclomotores, triciclos motorizados e quadriciclos motorizados. Portaria Inmetro n.º 274/2014 e substitutivas - Aprova, para sua fiel observância, o Regulamento para o Uso das Marcas, dos Símbolos, dos Selos e das Etiquetas do Inmetro. Norma ABNT NBR 7471:2015 Capacete e viseiras para condutores e passageiros de motocicletas e veículos similares – Requisitos de desempenho e método de ensaio. Norma ABNT NBR ISO 9001 Sistemas de Gestão da Qualidade – Requisitos. Norma ABNT NBR ISO IEC 17025:2005 Requisitos gerais para a competência de laboratório de ensaio e calibração” (N.R.)

2. A Tabela 1 dos Requisitos de Avaliação da Conformidade, aprovados pela Portaria Inmetro n.º 456/2010, passará a viger com a seguinte redação:

Distribuição das amostras para os ensaios de comprovação Tamanho da amostra

Distribuição para cada ensaio 10 capacetes para ensaios de Absorção de impacto (50ºC)

30 capacetes do maior tamanho

10 capacetes para ensaios de Absorção de impacto (-20ºC) 10 capacetes para ensaios de Absorção de impacto (umidade) 5 capacetes para ensaios de Sistema de retenção

10 capacetes do menor tamanho

6 viseiras

5 capacetes para ensaios de Descalçamento Nota: para o ensaio de Verificação das características gerais e dimensionais, utilizar um exemplar de capacete destinado ao ensaio de Descalçamento 1 viseira para ensaio de Campo visual 3 viseiras para ensaios de Transmitância luminosa, Difusão da luz, Reconhecimento de luzes de sinalização, Transmitância espectral, Qualidade óptica e Resistência a riscos 2 viseiras para ensaios de Poderes refrativos e Propriedades mecânicas Tabela 1 - (N.R.)


Espaço Anfamoto 3. A Tabela 2 dos Requisitos de Avaliação da Conformidade, aprovados pela Portaria Inmetro n.º 456/2010, passará a viger com a seguinte redação: Distribuição das amostras para os ensaios de manutenção Tamanho da amostra (prova, contraprova e testemunha)

Distribuição do ensaio

4 capacetes do maior tamanho

3 capacetes para ensaio de Absorção de impacto 1 capacete para ensaio de Verificação das características gerais e dimensionais

4 capacetes do menor tamanho

3 capacetes para ensaio de Absorção de impacto 1 capacete para ensaio de Sistema de retenção

4 capacetes do tamanho intermediário

3 capacetes para ensaio de Absorção de impacto 1 capacete para ensaios de Descalçamento

5 viseiras

3 viseiras para ensaios de Difusão da luz, Qualidade óptica e Resistência a riscos 2 viseiras para ensaios de Poderes refrativos e Propriedades mecânicas Tabela 2 - (N.R.)

4. A Tabela 3 dos Requisitos de Avaliação da Conformidade, aprovados pela Portaria Inmetro n.º 456/2010, passará a viger com a seguinte redação: Distribuição das amostras para os ensaios de comprovação Tamanho da amostra

Distribuição para cada ensaio 10 capacetes para ensaios de Absorção de impacto (50ºC)

30 capacetes do maior tamanho

10 capacetes para ensaios de Absorção de impacto (-20ºC) 10 capacetes para ensaios de Absorção de impacto (umidade) 5 capacetes para ensaios de Sistema de retenção

10 capacetes do menor tamanho

6 viseiras

5 capacetes para ensaios de Descalçamento Nota: para o ensaio de Verificação das características gerais e dimensionais, utilizar um exemplar de capacete destinado ao ensaio de Descalçamento. 1 viseira para ensaio de Campo visual 3 viseiras para ensaios de Transmitância luminosa, Difusão da luz, Reconhecimento de luzes de sinalização, Transmitância espectral, Qualidade óptica e resistência a riscos 2 viseiras para ensaios de Poderes refrativos e Propriedades mecânicas Tabela 3 - (N.R.)

5. A Tabela 4 dos Requisitos de Avaliação da Conformidade, aprovados pela Portaria Inmetro n.º 456/2010, passará a viger com a seguinte redação: Distribuição das amostras para os ensaios de manutenção Tamanho da amostra (prova, contraprova e testemunha)

Distribuição do ensaio

4 capacetes do maior tamanho

3 capacetes para ensaio de Absorção de impacto 1 capacete para ensaio de Verificação das características gerais e dimensionais

4 capacetes do menor tamanho

3 capacetes para ensaio de Absorção de impacto 1 capacete para ensaio de retenção

4 capacetes do tamanho intermediário

3 capacetes para ensaio de Absorção de impacto 1 capacete para ensaios de Descalçamento

5 viseiras

3 viseiras para ensaios de Difusão da luz, Qualidade óptica e Resistência a riscos 2 viseiras para Poderes refrativos e Propriedades mecânicas Tabela 4 - (N.R.)

||||

22 |

ANFAMOTO em Revista | Edição 145


6. A Tabela 5 dos Requisitos de Avaliação da Conformidade, aprovados pela Portaria Inmetro n.º 456/2010, passará a viger com a seguinte redação: Amostragem para certificação de lote modelo com mais de 2 (dois) tamanhos LOTE

Até 500

De 501 até 1200

A partir de 1201

Tamanho da amostra (prova, contraprova e testemunha)

Distribuição do ensaio

3 capacetes do maior tamanho

1 capacete para ensaio de Absorção de impacto 1 capacete para ensaios de Sistema de retenção 1 capacete para ensaio de Descalçamento

2 capacetes do menor tamanho

1 capacete para ensaio de Absorção de impacto 1 capacete para ensaio de Descalçamento

2 capacetes do tamanho intermediário

1 capacete para ensaio de Absorção de impacto 1 capacete para ensaio de Descalçamento

6 viseiras

1 viseira para ensaio de Campo visual 3 viseiras para ensaios de Transmitância luminosa, Difusão da luz, Reconhecimento de luzes de sinalização, Transmitância espectral, Qualidade óptica e Resistência a riscos 2 viseiras para ensaios de Poderes refrativos e Propriedades mecânicas

4 capacetes do maior tamanho

2 capacetes para ensaio de Absorção de impacto 1 capacete para ensaios de Sistema de retenção 1 capacete para ensaio de Descalçamento

4 capacetes do menor tamanho

2 capacetes para ensaio de Absorção de impacto 1 capacete para ensaios de Sistema de retenção 1 capacete para ensaio de Descalçamento

3 capacetes do tamanho intermediário

2 capacetes para ensaio de Absorção de impacto 1 capacete para ensaio de Descalçamento

6 viseiras

1 viseira para ensaio de Campo visual 3 viseiras para ensaios de Transmitância luminosa, Difusão da luz, Reconhecimento de luzes de sinalização, Transmitância espectral, Qualidade óptica e Resistência a riscos 2 viseiras para ensaios de Poderes refrativos e Propriedades mecânicas

8 capacetes do maior tamanho

6 capacetes para ensaio de Absorção de impacto 2 capacetes para ensaios de Sistema de retenção e Descalçamento

8 capacetes do menor tamanho

6 capacetes para ensaio de Absorção de impacto 1 capacete para ensaios de Sistema de retenção 1 capacete para ensaio de Descalçamento

7 capacetes do tamanho intermediário

6 capacetes para ensaio de Absorção de impacto 1 capacete para ensaio de Descalçamento

6 viseiras

1 viseira para ensaio de Campo visual 3 viseiras para ensaios de Transmitância luminosa, Difusão da luz, Reconhecimento de luzes de sinalização, Transmitância espectral, Qualidade óptica e Resistência a riscos 2 viseiras para ensaios de Poderes refrativos e Propriedades mecânicas Tabela 5 - (N.R.)


Espaço Anfamoto 7. A Tabela 6 dos Requisitos de Avaliação da Conformidade, aprovados pela Portaria Inmetro n.º 456/2010, passará a viger com a seguinte redação: Amostragem para certificação de lote modelo com 2 (dois) tamanhos Tamanho da amostra (prova, contraprova e testemunha)

LOTE

5 capacetes do maior tamanho

Distribuição do ensaio 3 capacetes para ensaio de Absorção de impacto 1 capacete para ensaios de Sistema de retenção 1 capacete para ensaio de Descalçamento

5 capacetes do menor tamanho

3 capacetes para ensaio de Absorção de impacto 1 capacete para ensaios de Sistema de retenção 1 capacete para ensaio de Descalçamento

6 viseiras

1 viseira para ensaio de Campo visual 3 viseiras para ensaios de Transmitância luminosa, Difusão da luz, Reconhecimento de luzes de sinalização, Transmitância espectral, Qualidade óptica e Resistência a riscos 2 viseiras para ensaios de Poderes refrativos e Propriedades mecânicas

8 capacetes do maior tamanho

6 capacetes para ensaio de Absorção de impacto 1 capacete para ensaios de Sistema de retenção 1 capacete para ensaio de Descalçamento

8 capacetes do menor tamanho

6 capacetes para ensaio de Absorção de impacto 1 capacete para ensaios de Sistema de retenção 1 capacete para ensaio de Descalçamento

6 viseiras

1 viseira para ensaio de Campo visual 3 viseiras para ensaios de Transmitância luminosa, Difusão da luz, Reconhecimento de luzes de sinalização, Transmitância espectral, Qualidade óptica e Resistência a riscos 2 viseiras para ensaios de Poderes refrativos e Propriedades mecânicas

Até 500

A partir de 501.

Tabela 6 - (N.R.)

8. A Tabela 7 dos Requisitos de Avaliação da Conformidade, aprovados pela Portaria Inmetro n.º 456/2010, passará a viger com a seguinte redação: Amostragem para certificação de lote modelo com 1 (um) tamanho Tamanho da amostra (prova, contraprova e testemunha)

LOTE

Distribuição do ensaio

8 capacetes

6 capacetes para ensaio de Absorção de impacto 1 capacete para ensaios de Sistema de retenção 1 capacete para ensaio de Descalçamento

6 viseiras

1 viseira para ensaio de Campo visual 3 viseiras para ensaios de Transmitância luminosa, Difusão da luz, Reconhecimento de luzes de sinalização, Transmitância espectral, Qualidade óptica e Resistência a riscos 2 viseiras para ensaios de Poderes refrativos e Propriedades mecânicas

13 capacetes

9 capacetes para ensaio de Absorção de impacto 2 capacetes para ensaios de Sistema de retenção 2 capacetes para ensaio de Descalçamento

Até 500

A partir de 501. 6 viseiras

1 viseira para ensaio de Campo visual 3 viseiras para ensaios de Transmitância luminosa, Difusão da luz, Reconhecimento de luzes de sinalização, Transmitância espectral, Qualidade óptica e Resistência a riscos 2 viseiras para ensaios de Poderes refrativos e Propriedades mecânicas. Tabela 7 - (N.R.)

||||

24 |

ANFAMOTO em Revista | Edição 145


9. O Anexo A, dos Requisitos de Avaliação da Conformidade, aprovados pela Portaria Inmetro n.º 456/2010, passará a viger com a seguinte redação: ANEXO A SELO DE IDENTIFICAÇÃO DA CONFORMIDADE A1 O Selo de Identificação da Conformidade, ilustrado abaixo, deve ser afixado na parte traseira do capacete. PEGAR DESENHO NO LINK 10. O Anexo F, item 2 – Desenho, dos Requisitos de Avaliação da Conformidade, aprovados pela Portaria Inmetro n.º 456/2010, passará a viger com a seguinte redação:

“2- Desenho: PEGAR DESENHO NO LINK 11. O Anexo G dos Requisitos de Avaliação da Conformidade, aprovados pela Portaria Inmetro n.º 456/2010, passará a viger com a seguinte redação: ANEXO G ETIQUETA DO SISTEMA DE RETENÇÃO DO CAPACETE Esta etiqueta deve ser confeccionada de forma clara e duradoura, de acordo com as dimensões mínimas estabelecidas neste anexo. PEGAR DESENHO NO LINK http://www.inmetro.gov.br/legislacao/rtac/ pdf/RTAC002532.pdf


O que foi 2018 e o que esperar de 2019 O setor de motopeças teve um ano atípico, apesar do aumento na venda de motos 0Km, o mercado de reposição teve um primeiro semestre retraído.

|||| 26 | ANFAMOTO em Revista | Edição 145

Certamente 2018 não foi um ano qualquer. Foi um ano com muitos acontecimentos, desde o mundo esportivo até a política. Fatos marcantes influenciaram diretamente a economia e o rumo político do País. Foi um ano para “arrumar a casa”. Arrastamos de 2017 a grave crise que passamos, o impacto das reformas necessárias que não foram feitas e o cenário em si. A operação Lava Jato prosseguiu com as investigações e o combate à corrupção que culminou com a prisão do ex-presidente Lula, condenado a 12 anos e 1 mês

de reclusão pelo então juiz Sérgio Mouro, atitude essa que mudaria mais adiante, radicalmente, o cenário jurídico e eleitoral do País. Outro acontecimento que afetou ainda mais o cenário econômico que vinha tentando sair da UTI, foi a greve dos caminhoneiros que durou dez dias, e impactando drasticamente a rotina do brasileiro no mês de maio, refletindo ainda por uma boa parte do ano. A categoria parou para exigir redução no valor do óleo diesel, que teve um aumento de mais de 50% no intervalo de 12 meses, como também


a fixação da tabela mínima para os valores de fretes. Essa paralisação impactou gravemente no abastecimento das linhas de produção de motocicletas, no varejo de motopeças gerando inúmeras perdas. Bem como exigiam que fosse fixada uma tabela mínima para os valores de fretes. A paralisação teve um grave impacto no abastecimento inclusive das linhas de produção de motocicletas, no varejo de motopeças o que gerou inúmeras perdas. O governo assinou acordo com a associação que estava naquele ato representando os caminhoneiros autônomos e pôs fim à paralisação. Mas os olhos do país estavam mesmo voltados para a Copa do Mundo e para as eleições presidenciais. Superado a derrota no mundial, a corrida às urnas ganhou intensidade com o cenário que se desenhava. Durante a campanha o então candidato Jair Bolsonaro, que estava despontando nas pesquisas, levou uma facada no abdômen e o crime foi considerado inconformismo político. O descaso também vitimou o Museu Nacional no Rio de Janeiro. Um incêndio causado pela falência do Estado, destruiu um acervo de séculos. Bolsonaro foi eleito em segundo turno com uma vantagem histórica sobre seu adversário Fernando Haddad do PT, pondo fim a uma era nefasta da administração petista que devastou o país em muitas áreas, mas principalmente na econômica e na disseminação da corrupção. As eleições também corroboraram com a insatisfação generalizada o que resultou na grande renovação que houve no Congresso. O ano de 2019 nos reserva muitas novidades, mas também, a vontade de ver todas as mudanças necessárias concretizadas, principalmente no plano econômico, político e das reformas para alavancar o crescimento do país. Abaixo traremos a retrospectiva de 2018 e as perspectivas para 2019 de algumas das entidades ligadas ao setor. Uma questão é unânime todos queremos que as reformas necessárias sejam feitas para que possamos alavancar o crescimento e a produtividade de nossas empresas.

MOTOPEÇAS O setor de motopeças teve um ano atípico, apesar do aumento na venda de motos 0Km, o mercado de reposição teve um primeiro semestre retraído. De acordo com a Anfamoto – Associação Nacional dos Fabricantes e Atacadistas de Motopeças com a realização do Salão das Motopeças em agosto o setor teve um reaquecimento no segundo semestre e um incremento nas vendas. 2018 ainda sob o conturbado cenário político, ano de eleições, as reformas necessárias não foram concluídas, “esperamos principalmente pela reforma tributária, a alta carga de impostos é um grande inibidor do crescimento”, diz Orlando Cesar Leone – presidente da Anfamoto. Já foram feitos avanços em relação à economia, a inflação sob controle, a redução da taxa de juros, a estabilização no nível de consumo, nos dão uma segurança para 2019. Para retomar o crescimento o setor ainda precisa que a economia se sustente, que a retomada do crescimento seja feita de eficiente e contínua. As reformas precisam ser aprovadas. Vários fatores interferem no progresso setorial, uma delas a burocracia que é um grande entrave. Para 2019 a projeção de crescimento é de 5,4%. Com a realização do Salão das Duas Rodas em novembro esse número deve sofrer uma alteração. Mas essa projeção só poderá medida depois de novembro. O segmento de duas rodas programou uma série de lançamentos para 2019


o que trará uma oxigenação ao mercado de reposição. Há expectativa de que o novo governo tome medidas para que a confiança dos investidores no Brasil seja retomada, que os índices de empregabilidade aumentem e que possamos ter condições de produzir, a variação cambial também é um fator de entrave, bem como a unificação de impostos seria bem-vinda. “A política monetária brasileira vinha calcada num cenário expansionista, somada as perspectivas da realização de reformas fiscais. Precisamos reduzir as incertezas e apostar no crescimento sustentável, fazendo com que as empresas tenham segurança em investir a longo prazo visando um melhor resultado em 2019”, finaliza Orlando Leone. DUAS RODAS

necessário que o cenário econômico se estabilize, a taxa de emprego aumente, as pessoas recuperem sua renda e tenham mais crédito. Esses fatores são fundamentais para todo o mercado, não apenas o de motocicletas. Além disso, o setor sofre bastante com a crise da Argentina, nosso principal comprador. Até novembro, o desempenho das exportações apresentou queda de 12,9%, sendo 65.062 unidades no acumulado de 2018 ante 74.682 no mesmo período do ano passado. A projeção de crescimento do setor para 2019 é de 4,3%, deverão ser produzidas 1.080.000 unidades pelas fabricantes instaladas no PIM. “Temos a expectativa de um cenário econômico positivo para 2019. Os desafios para o novo governo são bem conhecidos, como a necessidade de reformas estruturais, principalmente a previdenciária. Também é preciso dar continuidade à política monetária para estimular a economia”, disse Marcos Fermanian. De acordo com os analistas financeiros, 2019 deverá ser um ano melhor e isso certamente vai atrair novos investimentos para o País. A indústria de duas rodas vai expandir os investimentos na modernização do parque industrial, em novas tecnologias e em novos modelos. O crescimento da produção em 2018 já permitiu expansão dos empregos e com expectativas positivas para os próximos anos serão gerarados mais postos de trabalhos. “Após anos de quedas consecutivas, o negócio de motocicletas finalmente está convivendo com uma retomada. O crescimento ainda é modesto, mas sinaliza um novo ciclo de expansão nos negócios. Esperamos que o novo governo federal consiga implementar as medidas necessárias para que o nosso País volte a crescer com vigor, estimulando o investimento privado, geração de empregos e aumento consistente do poder de compra dos consumidores”, finaliza o presidente da Abraciclo.

Segundo o presidente da Abraciclo – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, Marcos Fermanian, O ano de 2018 representou a recuperação do Setor de Duas Rodas. Foi ultrapassada a marca de 1 milhão de unidades produzidas, algo que não acontecia desde 2015, quando foram fabricadas 1.262.708 motocicletas. A produção de motocicletas das fábricas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) fechou 2018 com 1.036.846 unidades, o que representa uma alta de mais de 17,2% na comparação com o ano passado. A retomada da economia, aliada ao lançamento de novos produtos contribuíram significativamente para o aumento da demanda. Bem como a melhoria dos indicadores macroeconômicos, a inflação sob controle, queda no índice de inadimplência e menos taxas de juros trouxeram mais confiança ao consumidor que voltou a comprar. Houve também uma expansão na concessão do crédito, inclusive a partir das marcas que têm bancos próprios para financiar as TRANSPORTE DE CARGAS vendas. Esse conjunto de fatores foi fundamental para a O setor enfrentou grandes desafios em 2018, o maior retomada do setor. Na opinião do presidente da Abraciclo a produção de motocicletas ainda está abaixo da deles foi a greve dos caminhoneiros autônomos, que capacidade instalada nas fábricas do PIM. Para que O desempenho das empresas do TRC em relação ao semestre anterior o mercado possa crescer vigorosamente e volte a Fev/18 (em relação ao 2º semestre de 2017) Fev/18 (em relação ao 2º semestre de 2017) marcas obtidas anteriorMelhor 23% Melhor 21,5% mente, é necessário Igula 25 % Igula 26,0% Para que voltemos aos Pior 52% Pior 52,5% resultados anteriores, é |||| 28 | ANFAMOTO em Revista | Edição 145


junto com outros fatores políticos-economicos, atrapalharam muito um ano que tinha tudo para ser bem melhor. De acordo com dados da Associação Nacional de Transportes de Carga e Logística – NTC&Logística, muitas empresas do setor já têm começado a sentir uma melhora em seu desempenho: Para Tayguara Helou, Presidente do SETCESP – Sindicato das Empresas de Transporte de Carga de São Paulo e Região, a falta de medidas por parte do governo, como a não aprovação da reforma da previdência trouxeram um impacto muito negativo no mercado como um todo, refletindo diretamente no desempenho econômico do país e das empresas de transporte de carga. O setor de transportes é movido pela economia, se o PIB sobe o transporte de carga sobe junto de 3 a 4 vezes, porém se a economia cai, o setor cai na mesma proporção. O TRC (Transporte Rodoviário de Carga) é responsável pela maior parte da matéria prima, da matéria prima semi-acabada, componentes, produtos acabados entre outros. Para que esse setor seja mais eficiente, em prol da economia brasileira, Helou ressalta que o transporte

rodoviário de cargas precisa ser incentivado já que ele é um viabilizador econômico. “É preciso olhar com muito cuidado para as questões de infraestrutura, redução da carga tributária, redução da burocracia, um efetivo programa de reciclagem e renovação da frota de caminhões e, claro, sempre menos regulamentações. Lembro que as distorções por abusos de mercado, monopólios ou oligopólios devem ser tratadas como exceções pelas autoridades”, acrescenta Helou.  As expectativas do SETCESP para 2019, são baseadas no crescimento do PIB que se ficar entre 2 e 3%, será um excelente ano, com muito movimento, prosperidade e investimentos. Ainda nesse cenário o setor deve crescer na casa de 6%, sendo que algumas atividades especificas poderão crescer bem mais do que isso. O segmento é altamente empregador, todo o sistema de transporte depende diretamente de uma mão de obra bem qualificada, pois as operações, nos tempos de hoje, demandam grandes aplicações tecnológicas. Portanto, se as expectativas são de crescimento, as empresas vão precisar buscar no mercado essas pessoas.


SUA MOTO EM DETALHES

SEGURANÇA EM PRIMEIRO LUGAR! PNEUS REMOLD UMA AMEAÇA A VIDA Em outubro de 2018, o Inmetro– Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia, por solicitação do Sindipneus-MG – Sindicato das Empresas de Revenda e Prestação de Serviços de Reforma e Similares e da ABR – Associação Brasileira do Segmento de Reforma de Pneus, reabriu a discussão, através de uma reunião com as partes interessadas, sobre a reforma de pneus para motocicletas, no popular conhecido como “pneu remold”. Desde 2008 foram publicadas pelo Inmetro uma série de portarias sobre a regulamentação de pneus. Desde abril de 2004 a Resolução CONTRAN No 158, em seu “artigo 1º diz que – Fica proibido, em ciclomotores, motonetas, motocicletas e triciclos o processo de recapagem, recauchutagem ou remoldagem, bem como rodas que apresentem quebras, trincas e deformações”. Bem como a Portaria Inmetro No 554, de 29 de outubro de 2015 “Art. 6º - Determinar a proibição do serviço de reforma de pneus destinados ao uso em vias públicas para ciclomotores, motonetas, motocicletas e triciclos, para fins de atendimento ao estabelecido na Resolução CONTRAN No 158/2004. Apesar da Resolução em vigor e das Portarias serem bem claras quanto à proibição da utilização, a ABR - As|||| 30 | ANFAMOTO em Revista | Edição 145

sociação Brasileira do Segmento de Reforma de Pneus, pediu ao Inmetro a revogação do Artigo 6º da Portaria Inmetro No 554/2015. Conforme apresentado na reunião do Inmetro por executivos da ANIP, Pirelli e Levorin, a revogação do Artigo 6º da Portaria Inmetro 554/2015, traz sérias consequências e apresentaram vários argumentos técnicos para a não utilização de pneus remoldados: • Pneus de motocicletas não são projetados para Reconstrução: os pneus de motocicletas são projetados com o objetivo de maximizar suas características de dirigibilidade e segurança, em detrimento de aspectos que possibilitariam a sua reforma. • Dificuldade de preservar as características dos pneus após a reforma: Os Pneus dianteiros e traseiros são projetos para trabalhar em conjunto para proporcionar condições ideais de dirigibilidade e estabilidade para o motociclista, o que é difícil de preservar com a reforma. A falta de uniformidade da banda de rodagem, por exemplo, pode gerar vibrações e problemas de dirigibilidade comprometendo a segurança para o motociclista;


• Comprometimento da carcaça e dificuldade de sua avaliação: Durante a sua vida de uso, cada pneu passa por condições individuais com comprometimento diferente para cada carcaça. Dessa forma, cada carcaça individualmente deve passar por uma avaliação específica para ver as condições para a sua reforma, não sendo possível realizar uma amostragem representativa. Os representantes da ANIP alegam que não é possível avaliar essas condições através de inspeções visuais e que os únicos ensaios conhecidos para essa análise são destrutivos. Os ensaios apresentados pela ABR na reunião não são suficientes para atestar a segurança do pneu remoldado. A Anfamoto participou da reunião e também é contra a utilização de pneus remoldados. Falamos com especialistas de mercado e traremos ao leitor um “raio-x” do mercado de pneus e sobre os riscos de usar esse produto. O pneu é o item responsável pelo contato da motocicleta com o solo, portanto um item de segurança, que em caso de falha pode causar perda do controle e causar graves acidentes. Há um pneu certo para cada moto e também é importante considerar o tipo de uso que é feito, se a moto circula em vias pavimentadas, em pistas de terra ou utilização mista. Bem como temos a utilização em motos de competi-

ção on ou off-road. Após a definição do tipo de pneu a ser utilizado é preciso saber as características do pneu a ser adquirido. As especificações estão estampadas no próprio pneu na forma de códigos (letras e números). Por exemplo se tiver a letra “R” é porque se trata de um pneu radial. Vamos apresentar uma tabela de como ler as informações estampadas em um pneu. Pneus remold – Os fabricantes de pneus de motocicleta alertam que esse tipo de pneu não foi projetado para ser reformado. Os pneus de moto só têm uma vida. Os pneus transferem esforços de aceleração e frenagem, geram as forças laterais necessárias para a manutenção do equilíbrio da moto em curvas e absorve irregularidades do solo, além de possuir características especificas quanto à aderência e estabilidade. Na aplicação do material de reforma, existe grande chance de deformação de rugas, bolhas e má adesão, além da possibilidade de dei-


SUA MOTO EM DETALHES

xar o pneu assimétrico (um lado mais alto que o outro), com prometendo a dirigibilidade (menor estabilidade e maior distância de frenagem). Uma inspeção visual, mesmo que detalhada, não é capaz de detectar problemas estruturais. Não há controle de primeira vida da carcaça e nem mesmo teste ou ensaio que possa assegurar a integridade de sua estrutura após o uso. Portanto não é possível prever o comportamento do pneu durante o uso contínuo. “O uso de pneus remold não só põe em risco a vida

do motociclista, como vai contra tudo o que se tem lutado desde 2012 quando essa discussão veio à tona. É sabido que esse tipo de pneu pode causar seria instabilidade na dirigibilidade da motocicleta. Não há testes que assegurem a integridade da carcaça após o uso. A Anfamoto é contra qualquer medida que ponha em risco a vida do usuário. Não podemos concordar com a sobreposição econômica à segurança. Pedimos as autoridades competentes que tenham critério para decidir

sobre o assunto”, comenta Orlando Cesar Leone – Presidente da Anfamoto. O pneu não serve apenas para rodar, ele está diretamente ligado a segurança do motociclista, por ser o único ponto de apoio, não pode falhar. São anos de pesquisa, investimento em tecnologia e desenvolvimento para lançar um produto no mercado, que todos sabem bem que não é projetado para ter uma segunda vida. A estrutura (carcaça) do pneu sofre grandes desgastes até o fim de sua vida útil, o que compromete completamente sua reutilização. “É preciso total atenção do governo sobre a não liberação dos pneus remoldados devido a insegurança, forte fiscalização sobre a fabricação e venda de pneus sem a certificação do Inmetro e seguir com o controle sobre a importação”, disse Mauro Antonio Thome – Gerente Comercial da Rinaldi. Embora o setor tenha passado por uma crise, no mercado de reposição, os pneus

Tabela de códigos de velocidades Índice Km/h

J K L M N P Q R S T H V W 100 110 120 130 140 150 160 170 180 190 210 240 270

|||| 32 | ANFAMOTO em Revista | Edição 145

(W) >270


seguem com alta de vendas, segundo a ANIP o crescimento acumulado de janeiro a novembro de 2018 foi de 9,6%. O mercado de motocicletas 0Km teve um crescimento até acima do esperado e aqueceu também o segmento. O setor de maneira geral espera medidas do novo governo tais como aberturas de linhas de investimentos que possibilitem otimização das linhas de produção, intensificação da fiscalização, os impactos das novas medidas na competitividade da indústria e as aguardadas reformas tributária e previdenciária. “Seguimos para 2019 com foco nas reformas e também nas mudanças que podem trazer a competitividade tão almejada pela indústria de pneus. Acreditamos que o maior foco do novo governo federal na competitividade trará, finalmente, um ambiente empresarial realmente comparável ao dos países desenvolvidos”, apontou Kçauss Curt Müller – Presidente da ANIP.

Saiba como ler as informações estampadas em um pneu Exemplo de dimensão: 130/180 – 17M/CTL 65H • 130 = largura nominal do pneu em mm • 80 = razão percentual entre largura nominal e a altura do pneu • - = tipo da construção (o traço significa pneu “convencional”). Se no lugar do traço aparecer a letra R é porque se trata de pneu radial. • 17 = diâmetro interno em polegadas • M/C = pneu específico para motocicleta (Motor/Cycle) • TL = uso sem câmara de ar (TubeLess) • 65 = Índice de capacidade de carga (290 Kg) • H = índice de velocidade (210 Km/h).


CADERNO DUAS RODAS BMW Motorrad Brasil convoca recall das linhas F, G, K e R A BMW Motorrad Brasil realiza um recall envolvendo modelos das linhas F, G, K e R comercializados no país. Os proprietários das motocicletas envolvidas devem entrar em contato com um concessionário autorizado da marca para agendar gratuitamente a verificação e, se necessário, o reparo dos componentes que podem apresentar inconformidades técnicas, não se descartando risco de acidentes e danos físicos e/ou materiais aos ocupantes das motos e a terceiros.

Linha F Os modelos F 650 GS e F 650 CS, fabricados entre 2000 e 2002, estão sendo convocados devido a riscos de perda de eficiência de frenagem na roda traseira, desligamento repentino do motor e vazamento de combustível na região da bomba de combustível. Os reparos incluem a instalação de clipe de reforço na balança traseira, substituição do diodo do relé principal e reparo do flange da bomba de combustível. Os modelos F 650 GS e F 650 GS DAKAR, fabricados em 2006, estão sendo convocados para substituição da parte inferior do quadro. O risco envolvido é de queda repentina do veículo enquanto o veículo permanece estacionado ou no momento em que o piloto e garupa montarem no veículo. Já os modelos F 800 S, F 800 GS e F 650 GS, fabricados entre 2006 e 2008, estão sendo chamados devido a riscos de bloqueio da roda traseira, possível perda repentina da força motriz e instabilidade direcional. Os reparos incluem correção na rota do tubo de respiro |||| 34 | ANFAMOTO em Revista | Edição 145

do tanque de combustível; substituição dos elementos de fixação da coroa traseira; verificação e, se necessário, substituição do eixo da roda dianteira.

Linha G As motocicletas G 650 Xchallenge, G 650 Xmoto e G 650 Xcountry, fabricadas entre 2006 e 2008, são convocadas para substituição da mangueira de saída da bomba de combustível; substituição do espaçador da corrente de transmissão final e da pala do amortecedor traseiro (apenas modelo Xchallenge); verificação e, se necessário, reparo do cubo da roda traseira. Os riscos envolvem o bloqueio da roda traseira, vazamento de combustível e travamento do amortecedor traseiro.

Linha K As motocicletas K 1200 RS, K 1200 S e K 1200 R, fabricadas entre 1997 e 2006, são convocadas em razão de riscos associados à perda de controle do veículo e redução na eficiência de frenagem dianteira. Os reparos necessários incluem a verificação e, se necessário, substituição da bomba de óleo; verificação e eventual correção do torque dos parafusos de ajuste dos manetes de freio e embreagem; substituição do parafuso banjo e dos discos de freio dianteiros.

Linha R Os modelos R 1100 R e R 1100 S, fabricados entre 1996 e 1998, devem ser encaminhados a uma concessionária autorizada para

verificação e, se necessário, substituição ou correção dos seguintes componentes e sistemas: chicote do canhão de ignição e chicote elétrico; amortecedor dianteiro; junta esférica no pedal do freio traseiro; conjunto do distribuidor de combustível. Os riscos estão associados com o desligamento repentino do motor, perda de controle do veículo, falha no acionamento do sistema de freio traseiro e vazamento de combustível, respectivamente. Já os modelos R 1200 C, fabricados entre 1997 e 2000, devem ser avaliados para substituir as chapas de apoio e fixação do banco do passageiro; refazer a rosca e substituir os elementos de fixação da mesa superior; verificar e, se necessário, corrigir o torque dos parafusos de ajuste dos manetes de freio e embreagem. O risco decorrente da falta desses reparos é a perda de controle do veículo. Os modelos R 1150 GS, R 1150 GS Adventure, R 1150 RT e R 1150 Rockster, fabricados entre 1999 e 2003, participam do recall para instalação do coxim e, se necessário, substituição da tubulação do fluído de freio dianteiro; instalação de disco distanciador e, se necessário, substituição da roda fônica e sensor do ABS; substituição do flexível de freio da roda traseira; correção da rota dos cabos do sistema de ignição. Os riscos estão associados com a redução na eficiência de frenagem dianteira ou traseira e desligamento repentino do motor. Os modelos R 1200 GS e RT, fabricados entre 2004 e 2005, devem comparecer à rede de concessionárias para os seguintes


reparos: verificar e, se necessário, substituir a junta da bomba de combustível; instalar as coberturas das polias do cabo do acelerador; verificar e, se necessário, substituir o parafuso banjo no flexível de freio dianteiro; corrigir a rota do chicote do sensor do ABS dianteiro. Os riscos estão associados com o desligamento repentino do motor, perda do controle do veículo e redução na eficiência de frenagem dianteira. Agendamento Os reparos das inconformidades técnicas apresentadas nesta campanha de recall podem ser agendados imediatamente. O tempo total de reparo é de até 2 horas (linhas F e G), e de 3 a 4 horas (linhas K e R). Para verificar se sua unidade está dentro do sequenciamento de chassis ou, para mais informações, por favor, acesse www.bmw-motorrad.com.br, clicando na opção Serviços e Acessórios, Recall e Consulta de Recall, ou entre em contato com o Serviço de Atendimento ao Cliente BMW, exclusivo para Recall, 0800 019 7097, de 2ª a 6ª feira, das 8 às 19 horas.

Moto trail poderá fazer parte dos jogos olímpicos de 2024 O esporte a motor nunca teve muita vez nos jogos olímpicos, nunca houve espaço para modalidades ligadas a máquinas motorizadas. A Federação Internacional de Motociclismo (FIM) está tentando mudar essa regra para as Olimpíadas de 2024. De acordo com informações obtidas pela Motociclismo espanhola, a FIM está interagindo com o Comitê Olímpico Internacional (COI), para que a moto seja incluída nos Jogos de Paris. A modalidade escolhida será o Trial-E, que é disputado apenas por modelos elétricos. Segundo a revista espanhola, o Trial-E foi escolhido por preencher os requisitos necessários para entrar nas Olímpiadas: perfil jovem, aberto a homens e mulheres, não requer novas estruturas e poder ser praticado em todos os continentes. Outro ponto importante é a questão da sustentabilidade. Por serem moto elétricas, o Trial-E poderá ser disputado dentro de ginásios, a disputa com veículos elétricos será uma tendência do motociclismo no mundo e do esporte a motor. O trial praticado com motos elétricas é relativamente novo, mas já tem uma prova homologada pela FIM, que estreou em junho do ano passado, na França. A expectativa é que vire esporte Olímpico, mas a decisão deve sair somente depois dos jogos de Tóquio em 2020.

SALÃO DUAS RODAS ACONTECE EM NOVEMBRO DE 2019 A 15ª edição do Salão Duas Rodas acontecerá de 19 a 24 de novembro de 2019, no São Paulo Expo, na capital paulista. A parceria entre a Abraciclo – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares e a Reed Alcântara Machado, que organiza o evento, foi estendida até 2025. O evento gera altas expectativas no mercado, pois representa um grande impulsionamento de vendas uma vez que o ano de 2019 marca a retomada de crescimento do setor. Não foram divulgadas ainda informações sobre a venda de ingressos.

Acompanhe as novidades no site: www.salaoduasrodas.com.br.


Notícias

CAPACETE DE OURO 2018 A Revista Racing promoveu durante a realização do Salão do Automóvel, a edição do Capacete de Ouro de 2018, principal premiação do esporte do esporte a motor nacional. Realizado na Arena Racing, o evento contou com a participação dos mais importantes pilotos brasileiros nas categorias nacionais e internacionais em carros e motos, modalidade que foi contemplada pela primeira vez em 24 edições. Pilotos de 11 categorias concorreram ao prêmio nessa edição: Fórmula Indy, Fórmula E, Internacional, Internacional Top, Stock Car, Nacional, Formação de Pilotos, Kart, Revelação, Off-Road e Raly. Nico Hülkenberg, piloto da Renault da Formula 1, representou os pilotos da principal categoria do automobilismo mundial durante a cerimônia. Um dos pontos altos da noite foi a participa-

ção do Bicampeão de Fórmula 1, Emerson Fitipaldi, que recebeu de Alan Mosca um capacete pintado na cor dourada, representando o evento. Ayrton Senna também foi homenageado por conta dos 30 anos dos tricampeonato. Bianca Senna, diretora de branding do Instituto Ayrton Senna, representou o piloto. O Capacete de Ouro ainda premiou ainda pilotos de categorias de Velocidade em Pista de Terra pela primeira vez, com um troféu de honra ao mérito. O Prêmio contemplou ainda pilotos de motos pela primeira vez. Os premiados na categoria motos em 2018 foram:

Super Moto: Pedro Rehn Motocross: Carlos Campano Enduro: Bruno Crivillin Rali: Gregório Caselani Quad: Geison Belmont UTV: Denísio Nascimento Motovelocidade: Alex Barros

CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO COMPLETA 21 ANOS E COM MUITAS MUDANÇAS Em janeiro de 1998 nascia o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Algo que era ainda desconhecido para os brasileiros, já que as regras de trânsito eram muito antigas, de 1966, e não acompanharam a evolução das cidades. O CTB prometia ser uma das legislações mais modernas em relação à educação no trânsito. Quando foi criado o CTB tinha 341 artigos que visava reduzir o número de acidentes e tornar o trânsito mais seguro. Ao longo dos seus 21 anos o Código sofreu muitas mudanças, o número de infrações aumentou também de acordo com a evolu|||| 36 | ANFAMOTO em Revista | Edição 145

ção urbana e ganhou um capitulo especifico sobre os crimes de trânsito, bem como uma parte para inspeção de segurança veicular que é obrigatória a realização anual. Ganhou 34 Leis e mais de 770 resoluções. O CTB trouxe grandes avanços em termos de legislação e de controle de gestão do poder público. Permitiu trazer aos órgãos municipais competências para fiscalizar e punir, bem como acompanhar mais de perto a evolução do trânsito e dos acidentes em suas localidades. Porém apenas 25% dos municípios são integrados ao SNT – Sistema Nacional de Trân-

sito, isso representa apenas 1,5 mil das mais de 5,5 cidades brasileiras. Daí vem a dificuldade em fiscalizar e promover ações educativas com os cidadãos. Mas também houveram grandes avanços, a Lei Seca que foi criada em 2008 e exigiu uma mudança no comportamento e nos hábitos dos motoristas. Quem for flagrado dirigindo sob o efeito de qualquer quantidade de bebida alcóolica, está sujeito a multa de R$ 2.934,70, comete infração gravíssima, além de ter o direito de dirigir suspenso por 12 meses. Quem reincidir na infração no período de um


ano, o valor da multa é dobrado e terá a habilitação cassada. Desde de 2016 quem se recusa a fazer o exame do bafômetro tem a mesma penalidade. Desde 2018 p motorista que estiver embriagado e causar acidente com vítimas fatais pode sofrer punição de até 8 anos de detenção e ser houver feridos graves a pena pode chegar até 5 anos de reclusão. Teve início no final de 2018 a vigência do Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans), que deve realizar ações de conscientização para a redução de acidentes e mortes no trânsito. Outros pontos importantes

que foram incluídos no CTB foram a obrigatoriedade do uso da cadeirinha, a exigência de airbag duplo e freios ABS nos veículos fabricados a partir de 2014. O uso do celular ao volante é considerado infração gravíssima. Em 2019 algumas mudanças já foram implantadas no código, e essas novidades não atingem só carros e motos, estão relacionadas a ciclistas e pedestres que cometerem infrações, estão previstas para começar a vigorar a partir de março. As infrações que passarão a ser multadas são: atravessar a rua fora da faixa e pedalar em local proibido. As placas padrão Mercosul após um longo entra-

ve e depois de cinco adiamentos, teve data definida para entrar em vigor, até 30 de junho de 2019 os Detrans devem se adequar. A nova placa só precisa ser adotada no primeiro emplacamento e para as placas antigas no caso de troca de município ou propriedade. A inspeção veicular está prevista para começar até o final de 2019 e a CNH com chip deve começar a ser emitida em 2022, o serviço tinha previsão de início para 1o de janeiro. Para as motocicletas a novidade é que a partir de 1 de janeiro de 2019 todas as motos 0KM devem ter freio ABS ou CBS. Em 2016 essa exigência era de 60%.


DICAS & LANÇAMENTOS

#1 FICHER

#2 NASA

#3 Maxx Premium

A Fischer lança para o mercado a pastilha código FJ2880SM que equipa o freio traseiro da Scooter HONDA modelo SH 125/125i. Fabricadas com composto de atrito semi-metálico, isento de amianto, proporciona frenagens seguras sem danificar o disco de freio e tem excelente custo/benefício.

Tem novidade na Linha de boutique NASA em 2019. Desenvolvidas com materiais de primeira qualidade, as luvas NASA possuem proteção de couro na palma da mão, elástico nos dedos, e proteções de borracha e polietileno que garantem a maior segurança, tudo isso desenvolvido em cima de um tecido de poliéster muito confortável. E pensando em você, colocamos também a função touch screen na ponta do dedo.

Rodas de liga leve Maxx Premium, construídas com uma excelente liga de alumínio, as rodas Maxx Premium proporcionam uma montagem ideal e segura, para o usuário, seu acabamento e balanceamento robotizado, garantem a máxima confiança e durabilidade.

MAIS INFORMAÇÕES: (11)4822-7171

MAIS INFORMAÇÕES: 11 2087-7755

MAIS INFORMAÇÕES: (11)2475-7000

#4 Montanna

#5 Valflex

#10 RK CHAIN

Nasa Elegance: Além da segurança e conforto tem lindo grafismo e uma incrível relação custo benefício.

Produto testado e aprovado no melhor laboratório do mundo: As pistas do MOTOGP. Produto Campeão Mundial, com Marc Marques. Tecnologia Japonesa, original de fábrica Honda no mundo e também no Brasil.

As pastilhas de freio Maxx Premium são fabricadas com matérias resistentes e totalmente compatíveis com os produtos originais. Desenvolvidos em dois modelos, City e Speed, as pastilhas proporcionam uma frenagem eficiente com durabilidade excelente, tudo isso sem agredir ou desgastar o disco de freio.

MAIS INFORMAÇÕES: (11)2475-7000

|||| 38 | ANFAMOTO em Revista | Edição 145

Produzido em resina termoplástica ABS de alta pressão, leve, resistente seguro e design aerodinâmico. A NASA sempre tem o capacete que combina com você. Nasa, todo mundo U.S.A!

MAIS INFORMAÇÕES: (11) 2087-7750

Conheça as correntes RK Racing Chains, sucesso de vendas! Linha completa: Alta, média e baixa cilindrada. MAIS INFORMAÇÕES: (11) 2087-7755


Lista de Associados

FABRICANTES A.A.S. Moto Ind. e Com.(Pedro A. Souza) R. Centralina, 268-A 08410-100 - São Paulo - SP Tel.: (11) 2961-6902 - Fax.: (11) 2961-4665 E-mail: aasmoto@ig.com.br Fabricante de Guarnição para ponteiras de escapamentos e elementos para filtro de ar (espuma) Alba Industrial Impermeáveis Ltda Rua Fernão Pompeu de Camargo, 835 Jd. Trevo - 13041-025 - Campinas -SP Tel.: (19) 3272-9821 / Fax: (19) 3272-9795 Site: www.albaindustrial.com.br Fabricante de conjuntos impermeáveis, capas p/ motos, sobre botas, luvas, casacos, blusões e mochilas Arbyn Favaro Tecnometal R. Eng. Guilherme Cristiano Frender, 1.114 Aricanduva 03477-000 São Paulo- SP Tel.: (11) 2727-3777 / Fax: (11) 2722-1444 E-mail: arbyn@arbyn.com.br www.arbyn.com.br AWA Motos Rua Lavineo de Arruda Falcão, 1272 14808-390 – Araraquara – SP (16) 3301-1890 E-mail: marina.murari@awamotos.com.br Site: www.awamotos.com.br Baterias Heliar Av. Antonio Carlos Cômitre, 540 6º andar Campolim 18047-620 Sorocaba-SP Tel.: (11) 3416-8125 Site: www.heliar.com.br Brandy Indústria e Comércio Ltda. Rua: Caconde 660 - Salgado Filho 14079-016 Ribeirão Preto - SP (Ref.: Marginal da Rod.Anhanguera Km 317) Tel (16) 3995-9955 / Fax (16) 3995-9953 e-mail: brandy@brandy.com.br Site: www.brandy.com.br Fabricante de: Coxim, pastilhas, guia, tensor, filtros, reparador, lubrificantes e linha de óleos. Brake Shoes Ind. e Com. de Materiais de Atrito Eireli – EPP Rua Eng. Frederico Fischer Junior,95 09411-080 – Ribeirão Pires – SP Tel.: (11) 4822-7171 E-mail: adm@fischerfreios.com.br BRV Ind. De Artigos Plast. Metal. Ltda Rua Ituverava, 89 03151-020 – São Paulo – SP Tel.: (11) 2273-7329 Site: http://brvmoto.wix.com/brv-moto# Fabricante de Borrachas e plásticos.

Caramori Ind. e Com. Ltda. Av. Dr. Alberto Jackson Byington, 1777 06276-000 - Osasco - SP Tel (11) 3601-4522/Fax (11) 3601-2608 E-mail: caramori@mail.com Fabricante de acessórios e baús. Cerâmica e Velas de Ignição NGK do Brasil Ltda.

Estrada Mogi - Salesopolis, Km 9 - Cocuera

08701-970 – Mogi das Cruzes - SP Tel (11) 4793-8000 Site: www.ngkntk.com.br Fabricante de Velas de ignição, cabos de ignição, terminais supressivos e sensores de oxigênio Cia Magnetron Ind. E Com. de Componentes Alameda Arpo, 760 – E 83210-290 – São José dos Pinhais – PR 41-3381-8800 www.magnetron.com.br

Cometa Ind. e Com. de Moto Peças Ltda. R. Sitha, 301 Jd. Inamar 09981-070 Diadema – SP Tel (11) 4091-1517/Fax (11) 4091-6006 Site: www.cometamoto.com.br Fabricante de manetes, manicotos e pedais. Controlflex - Ind. Cabos Comando Ltda. R. Carmelina Garcia, 790 – Altos da Fortaleza 18113.010 - Votorantim - SP PABX: 15 3353.9000 – SAC 0800 10 6969 Site: www.controlflex.com.br Corteco América do Sul- Freudenberg Av. Piraporinha, 411- Jd. Oriental 09950-902 - Diadema - SP Tel (11) 4072-8000 Site: www.corteco.com.br Fabricante de retentores e selos haste de válvulas, Juntas de motor, reparo da direção hidráulica, kit câmbio, filtros de ar-condicionado e kit de roda com e sem rolamento Costa e Brito Ind. e Com. Ltda-ME BRC Racing Av.Gilberto Carvalho, s/nº lt. C123 24944-000 – Maricá – RJ Tel/Fax: (21) 3606-2074 Site: www.escapamentosbrc.com.br Fabricante de Escapamentos Dagostin / Maximo Fabr. De Peças p/ Motocicletas - Máximo Rod. SC 443, Km 17,9 B. Graziela 88830-000 Morro da Fumaça – SC. Tel (48) 3434-4711 Site: www.exijamaximo.com.br Fabricante de retrovisores para motocicleta. Danidrea Ind. e Com. Ltda. R. Aristides Crivellaro, 474 Morro das Pedras 13279-813 Valinhos – SP Tel (019) 2136-0888 E-mail: danidrea@danidrea.com.br Site: www.danidrea.com.br Fabricante de Caixa de Direção, Reparos p/ Freios, Buchas p/ Suspensão,Travas p/ Coroa.

Deltacapas Comercial e Industrial Ltda Av.: Das Industrias, 750 – prédio: 02 – modulos: 04 e 05 Dstrito Industrial 94930-230 Cachoeirinha-RS tel.: (51) 3238-4000 - fax: (51) 3238-4004 Demtec Artefatos de Borracha Ltda. Rua: Maria Rosa de Jesus, 200 V. Sto. Antonio 08534-030 Ferraz de Vasconcelos – SP Tel.: (11) 2280-3661/4674.5435 Call free- 0800.707.3661 e-mail: vendas@demtec.com.br site: www.demtec.com.br Fabricante de Coletores de Admissão, Bucha da Coroa e Coxim. Dewan Distribuidora Automotiva Ltda Rua Arthur Rodrigues de Castro, 352 135570-410 São Carlos – SP Tel.: (16) 3411-6688 E-mail: Waldemar@dewan.com.br Site: www.dewan.com.br EBF Ind. e Com. de Artefatos Plásticos Ltda Rod. Eng. Ermênio de Oliveira Penteado, km 54,5 13340-600 – Indaiatuba – SP Tel.: 19-3825-4460 E-mail: sac@ebfcapacetes.com.br Site: www.ebfcapacetes.net.br Fabricante de Capacetes EBF VAZ - Ind. Com. Ltda. Av. Arquimedes, 615 - Cx.Postal 00436 13211-840 - Dist. Indl. Jundiaí - SP Tel (11) 4585-3900 /Fax (11) 4582-1613 E-mail: clientes@ebf.com.br Fabricante de Coroas, Pinhões e Engrenagens. Ebram Metalurgica Imp. Exp. Ltda R. da Primavera, 194 09980-040 Diadema – SP F. (11) 4051-2066 Fax: (11) 4051-2066 E-mail: ebramvendas@yahoo.com Site: www.aronipmotos.com.br Fabricante de Aros e raios EGK Motoparts Ind. e Com. Ltda R. Iolando Ribeiro Boaventura, 394 Jd.Maringá 03525-120 São Paulo – SP Tel/Fax: (11) 2021-2491 www.egkmotoparts.com.br E-mail:vendas@egkmotoparts.com.br Fabricante de correntes de comando, filtro de ar, filtro de óleo e caixas de direção Eninco Eng. Ind. e Com. Ltda. Tel (43) 3571-8640 Site: www.eninco.com.br Fabricante de raios e aros em alumínio e aço para motos e bicicletas. Fischer Pastilhas e Freios Especiais Rua Eng. Frederico Fischer Jr., 75 09411-080 – Ribeirão Pires – SP Tel.: (11) 4822-7171 - Fax: (11) 4822-7193 Vendas: (DDR) (11) 4822-7181 E-mail: vendas@fischerfreios.com.br Site: www.fischerfreios.com.br Fabricante de pastilhas de freio, patins e discos de embreagem.


Lista de Associados

FNA - Fábrica Nac. de Amortecedores Ltda. AV. Perimetral Bruno Segalla, 11.114 -Kayser 95098-752 - Caxias do Sul - RS Tel: (54) 3213.6500 - Fax: (54) 3213.6511 E-mail: vendas@fna.ind.br Site:www.fna.ind.br Fabricante de Amortecedores e cilindros Fras-le S/A Rod 122, km 66,1 nº 10945 95115-550 – Caxias do Sul – RS 54-3239-2000 www.fras-le.com GEMOTO R. 28 de Junho, 386 V. Morangueirinha 87040-280 Maringá – PR Tel/fax (44) 3028-8559 Site: WWW.gemoto.com.br E-mail: gemoto@gemoto.com.br Fabricante de: escapamentos, guidões, pedais de partida,pedais de apoio (estribos), cavalete laterais, suporte aranha de farol

Ind. de Pistões Rocatti Ltda Av. Gil Martinez Perez, 25 14807-038 Araraquara – SP Tel. (16) 3311-4144 Fax (16) 3322-2311 E-mail: Joaquim.caratti@rocatti.com.br Site: www.rocatti.com.br Prestação de serviço de:Usinagem, fundição em ligas de alumínio, pintura epóxi , cromo duro e nicasil Jayfex Consultoria e Com. Exterior Ltda Rua Tupy, 565 89214-400 – Joinville – SC 47-3467-0071 www.jayfex.com.br / www.hardt-way.com Jeskap Ind. Com. Imp. Exp. Ltda – Epp Rua Pedro Criste, 65 06900-000 – Embu Guaçu – sp (11) 4661-8020 E-mail: adm@jeskap.com.br Site: www.jeskap.com.br

Gow Helmets Indústria e Comércio Ltda Av. Riachuelo, 73 76970-000 Pimenta Bueno – RO F. (69) 3451-2550 E-mail: gow@gowcapacetes.com.br Fabricante de Capacetes

Jojafer Com. de Peças e Acess. p/ Motos Ltda-EPP Av. Rangel Pestana, 256 sl. 04 09185-220 – Santo André – SP Tel.: (11) 4978-3178 Fax: (11) 4474-2078 Site: www.jojafer.com.br E-mail: jojafer@uol.com.br

Grua Ind. e Com. Ltda. R. Prof. João Machado, 325 - Freguesia do Ó 02927-000 - São Paulo - SP Tel (11) 3931-0891/Fax (11) 3931-5744 Site: www.grua.com.br Fabricante de cabos de comando, bucha da coroa e da balança, ferramentas especiais.

Krieck Componentes Mecânicos LTDA ROD. BR 470 Nº 4521 89130-000 – Indal – SC 47-3333-1991 www.krieck.com.br administrativo@krieck.com.br

GVS SPORT Ind. e Com. de Peças Ltda Estrada Municipal, 1840 - Jundiazinho 07600-000 Terra Preta Mairiporã - SP Tel: (11) 4486-2611 Fax: (11) 4343-5012 Site: www.gvssport.com.br Fabricante e retrovisores Impacto Peças para Automotores Ltda (Motobor +) Rua Belchior Carneiro, 293 05068-050 – São Paulo – SP Tel.: (11)3895-8628 E-mail: Motobor@motobor.com.br Site: www.motobor.com.br Ind. e Com. de Motopeças Chapam Av. Longarone, 1329 - Bairro De Villa 88840-000 - Urussanga - SC Tel/Fax (48) 3465-1453 / 3465-3290 e-mail: chapam@terra.com.br Site: www.chapam.com.br Fabricante de alças, antenas, bagageiros, cavaletes, guidões, pedai de freio, protetores, suportes diversos, etc. |||| 40 | ANFAMOTO em Revista | Edição 145

KSPG Automotive Brasil Ltda. Rod. Arnaldo Julio Mauerberg, 4000 BL- 1 13460-000 - Nova Odessa - SP Tel (19) 3466-9360 Site:www.ms-motor-service.com.br Fabricante de Produtos automotivos Mahle Metal Leve S.A Rod. Eng. João Tosello, SP 147, Km 96 – Pinhal 13486-264 Limeira – SP Tel.:(19) 3404-7700 / Fax:(19) 3404-7711 Site: www.mahle.com.br Pistões com Pino: pistão + pino; - Pistões com Anel: pistão + pino + anel, Kits p/ Motores: pistão + pino + anel + camisa, - Anéis: anel, - Válvulas: válvula; Guias de Válvulas: guias de válvulas Megaville Ind. e Com. de Peças para Motocicletas Ltda. Rua: Candeias, 225 89233-410 - Joinville - SC Tel/Fax (47) 3426-3302 E-mail: vendas@industriamegaville.com.br

Site: www.industriamegaville.com.br Fabricante de bobinas, estatores linha completa, chicotes, baterias 2,5 amp á 7 amp., rele de partida e de pisca, cdi e retificadores, porta escovas e reparos, pedal de partida, camara de ar, guidão / suporte do báu, cachimbos de vela, coxim e bucha da coroa, protetor de mão, trava pneu, linha motoserra / modulo e pinhão, volante magnético. Melc Ind. e Com. Ltda. Av. Armando Giassetti, 501 Torres S. José 13214-525 Jundiaí – SP Tel.: (11) 4815-9200/9202 Site: www.melc.com.br Fabricante de Peças Plásticas em geral. Metalúrgica Fortuna Ltda. Rod. Marechal Rondon, KM 517 (600 mts) 16204-104 - Birigüi - SP Tel (18) 3642-3846 / Fax (18) 3641-1052 E-mail: vendas@fortunaescapamentos.com.br Fabricante de Escapamentos p/ motocicletas MGL Mecânica Grizante Ltda. R. Maria Aparecida Dequeche, 1365 Distr. Indl. João Batista Caruzo 13848-662 - Mogi Guaçu - SP Tel (19) 3891-2904/ Fax (19) 3891-5789 E-mail: mgl@mglmotos.com.br Site: www.mglmotos.com.br Fabricante de Buchas, molas, porcas, parafusos, etc. MT ACESSÓRIOS Rua Conego Agostinho, 1856 62900-000 – Russas – Ce Tel.: (88) 3411-2305 E-mail: mt.acessorios@hotmail.com Site: www.mtacessorios.com.br Nachi Brasil Ltda Av. João XXIII, 2330 08830-000 Mogi das Cruzes – SP Tel.: (11) 3284-9844 Fax (11) 3284-1751 Site: www.nachi.com.br Fabricante de: Rolamento de rodas, transmissão e virabrequim p/ motocicletas e p/ aplicações auto-elétrico e industrial Pantaneiro Ind. E Com. De Capas Eireli Rua Visconde de São Leopoldo, 795 93025-400 – São Leopoldo – RS Tel.: (51) 3590-4217 Site: www.pantaneirocapas.com.br Paramotos Ind. Com. e Importação Ltda. Av. Jovino Fernandes Sales, 677 37130-000 - Alfenas - MG Tel/Fax (35) 3291-3355/3392-2630 E-mail: paramotos@uol.com.br Fabricante de peças em plástico p/ motocicletas


Lista de Associados

Plasmoto Ind. Com. e Repres. Ltda.-ME R. Sete de Setembro, 71B 11013-350 Santos – SP Tel/Fax (13) 3234-1211 E-mail: plasmoto@uol.com.br Fabricante de peças de plásticos em geral. Piracapas Capas e Bancos p/ Motoc. Ltda. R. Augusto de Lello, 1.000 13414-132 - Piracicaba - SP Tel (19) 3421-7800/Fax (19) 3421-6455 Site: www.piracapas.com.br E-mail: piracapa@terra.com.br Fabricante de Capas p/ Bancos. Polivisor - Ind. e Com. de Viseiras Ltda-EPP Av. Dr. Comendador Santoro Mirone, 970 13347-300 - Indaiatuba - SP Tel (19) 3935-7352 Fax (19) 3935-1327 Site: www.polivisor.com.br e-mail: polivisor@polivisor.com.br Fabricante de viseiras e acessórios para capacetes.

Polimet Ind. Met. Ltda Av Industrial, 797 - Campo de Boituva 18550-000 Boituva - SP Tel.: (15) 3363-8633 e-mail: polimet@polimet.com.br Fabricante de barras estabilizadoras, bagageiro, escapamento, guidão, protetor, estribo pedais de freio e alças Protercapas Ltda Av. Ângelo Altoé, 2040 – Loja 1 Bananeiras 29375-000 Venda Nova do Imigrantes - ES Tel (28) 3546-6276 SAC 0800-285-3050 Site: www.protercapas.com.br E-mail: protercapas@protercapas.com.br Fabricante de capas e acessórios Pro-Tork Ind. Com. Equip. P/ Motoc. R. Odilon Leite Rodrigues, 1479 Sala 1 Parque Industrial III 84940-000 - Siqueira de Campos - PR Tel.: (43) 3571-8500 E-mail: marketing@protork.com Site: www.protork.com Fabricante de escapamentos, bagageiros, guidãos, protetores, tanques de combustível, espelhos ProVision Com. de Plásticos e Acessórios Ltda. R. Das Dalias, 214 03202-060 São Paulo – SP Tel.: (11) 2341-4605 Site: www.provisionviseiras.com.br Rinaldi S/A Ind. de Pneumáticos R. Luiz Alegretti, 193 - Licorsul 95700-000 - Bento Gonçalves - RS Tel (54) 3455-7500 / Fax (54) 3455-7575 E-mail: rinaldi@rinaldi.com.br Site: www.rinaldi.com.br Fabricante de Pneus e câmaras de ar

Roncar Ind. e Com. Ltda Site: www.roncar.com.br Fabricante de escapamentos, alças de selim, protetores e guidões. Route- Enerbrax Acumuladores Ltda. Av. Rodrigues Alves, 6018 Pq. Paulista 17034-285 Bauru – SP. Tel.: (14) 2107-4000 Fax.: (14) 2107 4001 E-mail: comercial@enerbrax.com.br Site: www.bateriasroute.com.br Fabricante de: Baterias RTO - Ind. e Com. de Artefatos de Borracha Ltda. Av. Itaberaba, 1286 02734-000 - São Paulo - SP Tel (11) 3975-4437 E-mail:rtoretentores@ig.com.br Fabricante de artefatos de borracha, retentores e diafragmas. Sabó Ind. e Com. de Autopeças S/A R. Matteo Forte, 216 – Lapa 05038-160 São Paulo – SP Tel: (11) 2174-5994 Fax: (11) 2174-5777 E-mail: daniella@sabo.com.br Site: www.sabogroup.com.br Servitec Ind. Eletrônica Ltda. R. Ângelo Agostini, 215 95042-090 - Caxias do Sul-RS Tel.: (54) 3224-2299 / 3025-1600 E-mail: Servitec@servitecmoto.com.br Site: www.servitecmoto.com.br Fabricante e distribuidor de Módulos de Injeção,Ignição eletrônica (CDI), Reguladores de Voltagem, Bobinas em geral, Relés de Partida e Pisca, Chaves de Luz, Suportes e Escovas, Estatores, Cabos de Bateria e Fiação Principal. Slyck Ind e Com. de Retrovisores Ltda R. José Del Roio, 316 12908-844 - Bragança Paulista - SP Tel /Fax (11) 4603-1331 E-mail: slyckretrovisores@terra.com.br Fabricante retrovisores SOFAPE Fabricante de Filtros Ltda (Tecfil) Rod. Pres. Dutra, km 213,8 07183-904 – Guarulhos – SP Tel.: 11-2145-5890 Site: www.tecfil.com.br Fabricante de Filtros Sportive Ind. E Com. de Peças p/ Motocicletas Eireli Estrada Geraldo Costa Camargo, 472 galpões 63 e 97/98/99 13187-115 – Hortolândia – SP Tel.: 19-3965-8864 Email: Sportive.plasticos@terra.com.br Fabricante de plásticos para motocicletas

Technic do Brasil Ltda R. Vereador José Nanci, 335 09290-415 Santo André – SP F. (11) 4977-8838 Fax: (11) 4977-8877 E-mail: marketing@pneustechnic.com.br Site: www.pneustechnic.com.br Fabricante de Pneus para motocicleta TMD Friction do Brasil S/A (Cobreq) R. Tupi, 293 - Vila Mariana 13330-000 - Indaiatuba - SP Tel (19) 3894-9783 / Fax (19) 3875-8432 Site: www.cobreq.com.br Fabricante de Pastilhas e Lonas de Freios. TOP Light Av. Armando Giassetti, 501 Torre S.José 13214-525 Jundiaí- SP Tel.: (11) 4815-9202 e-mail: comercial@toplight.ind.br site: www.toplight.ind.br Fabricante de lentes e lanternas traseiras completas. Torbal |Ind. e Com. de Escapamentos LTDA RUA NITERÓI, 499 08573-270 – ITAQUAQUECETUBA – SP 11-4640-1853 www.torbal .com.br compras@torbal.com.br UMICORE BRASIL LTDA Av. São Jerônimo, 5000 13470-310 – Americana – SP Site: www.umicore.com.br Valflex Juntas e Filtros Ind. Com. Ltda. R. Artur Pereira, 11/13 - JD Iguatemi 08381-580 - São Paulo - SP Tel/Fax (11) 2317-3388 FAX (11) 2917-2595 Site: www.valflex.com.br E-mail: valflex@valflex.com.br Fabricante de Juntas p/ Motos e peças em geral. Valplas Ind. e Com. Motopeças Ltda R. José Del Roio, 501 - JD. São Lourenço 12908-844 Bragança Paulista - SP Tel.: (11) 4603-1331 e-mail: valplas@valplas.com.br site: www.valplas.com.br Fabricante de: Piscas, lentes e lanternas Vedamotors Ind. e Com. de Juntas Ltda Estrada Blumenau, 2222 - Bairro Bremer 89161-120 Rio do Sul - SC (47) 3411-0500 Site: www.vedamotors.com.br E-mail: vedamotors@vedamotors.com.br Fabricante de: Juntas e Jogo de Juntas, Anéis de Escape, peças em borrachas, Coxim, Buchas, Filtros de Ar, Óleo e Combustível, Biela, Kit Cilindro, Kit Pistão, Válvula, Disco Embreagem, Vareta Válvula, Guarnições, Reparo Carburador e injeção, Cola Junta e Junta Líquida.


Lista de Associados

Vedox Indústria de Motopeças Ltda Loteam. Norte Center, Qdra 02, lotes 7 e 14 Portão 42700-000 Lauro de Freitas – BA. Tel: (71) 3415-6655 Site:www.vedox.com.br E-mail: vedox@vedox.com.br Fabricante de Oring´s, retentores, buchas e guarnições Wabtec Brasil Fab. e Man. de Equipamentos Ltda R. 19 de novembro, 305 - São Cristovão 15910-000 - Monte Alto - SP Tel (16) 3244-5000 / Fax (16) 3243-2046 E-mail: comercial@diafrag.com.br Site: www.wabtec.com Fabricante de Coletores, patins, pastilhas de freio, mesas, cubos, flange e mesas. Wester Ind. e Com Ltda R. Gustavo Zimmermann, 8463 - Bloco A Itoupava Central 89063-002 Blumenau - SC Tel.: /FAX: (47) 3337-5054 Site: www.wester.com.br E-mail: wester@wester.com.br Fabricante de peças e acessórios para motos WLS Pneumáticos & Moto-Parts, Ind. e Com. Eirelli Rua Barão de Penedo, 407 07222-015 – Guarulhos – SP 11-2066-2000 www.vulcanbor.com.br

ATACADISTAS Abrascort Coml. Import. de Correntes Lt R. Francisco Szurek, 170 Cid Indl 81350-140 Curitiba – PR Tel.: (41) 2169-9999 Fax: (41) 2169-9900 e-mail: vendas@abrascort.com.br Site: www.abrascort.com.br

Car-Central de Autopeças e Rolamentos Ltda. Rua Eugênio Bellotto, 200 – Galpão E 04185-160 – São Paulo –SP Tel. 11-2168-6000 Fax. 11-2168-6006 Site: www.carcentral.com.br Ciclo Cairu Ltda. R. Cairu, 601 Setor Industrial 76970-000 Pimenta Bueno – RO Tel.: (69) 3451-0500 Fax: (69) 3451-2367 e-mail: vendas@ciclocairu.com.br Site: www.ciclocairu.com.br Com. de Motos Matsuo Ltda. R. Guaycurus, 532 05033-001 - São Paulo - SP Tel (11) 3864-2711 Site:www.motomatsuo.com.br Comercial Automotiva Ltda. - DPK R. Edmundo Navarro Andrade, 1700 Pq. Indl. 13031-695 Campinas – SP Tel.: (19) 3772-8649 Fax.: (19) 3772-8655 Site: www.dpk.com.br Comercial Motociclo S/A. R. Francisco Souza dos Santos, 731 1º andar - Jd Limoeiro 29164-153 - Serra - ES DISQUE-PEÇAS: 0800-979 1055 Site: www.motociclo.com.br Evemotos Com. De Motopeças Ltda. – ME Rua Conselheiro Nébias, 407 01203-000 – São Paulo – SP (11) 3221-8575 / 3222-0418 E-mail: contato@evemotopecas.com.br Site: www.evemotopecas.com.br

King Com. De Importação de Peças Av. Sebastião Florencio Pereira, 528 17280-000 – Pederneiras – SP Tel.: 16-3701-3595 E-mail: rafael@kingmotoparts.com.br Site: www.kingmotoparts.com.br L.M. Moto Av. Brasil, 2420 35590-000 - Lagoa da Prata - MG Tel.:0800-702-4044 Site: www.lmmoto.com.br E-mail: contato@lmmoto.com.br Lagoa Motoparts R. José Américo de Almeida, 14 30520-230 - Belo Horizonte - MG Tel/Fax (31) 2121-0005 Site: www.lmp.com.br Láquila Peças Ltda. R. Riciere Bernardi, 283 Campo Fundo 83430-000 Campina Grande do Sul – PR Tel (41) 3012-6200 Site: www.laquila.com.br Leone Motoparts Solutions R. General Osório, 691 01213-003 - Santa Ifigênia - SP wleoneoriginalparts@gmail.com Montanna Distribuidora de Motopeças Ltda. R. Ásea, 97 - Vl. Monteiro Lobato 07190-020 - Guarulhos - SP Pabx (11) 2475-7000 Site: www.montanna.com.br MarkC&A Com Dist E Import Ltda R. Cel. Carvalho, 2978 Barra do Ceará 60.341-630 Fortaleza - CE Tel.: (85) 3304-7000

Gramotos Comércio de Moto Peças Eireli Av. 30 de Junho, 2056 76916-000 – Presidente Médici – RO Tel.: (69) 3471-2909 E-mail: gerenciagramotos01@gmail.com Site: www.gramotos.com.br

Melo Distribuidora de Peças Ltda R. Tefé, 487 – praça 14 69020-090 Manaus – AM Tel.: (92) 2121-4000 Site: www.melopecas.com.br

GV1 IMP. E EXP. LTDA Av. Nove de Julho, 3229, Sala 503 Jardim Paulista - São Paulo - SP 01407-000

Motospirit R. Urbano Santos, 151. 07182-320 – Guarulhos - SP 11- 2087-7750

Alfa Motos Av. Diogo Naves, 251 – Qd. 8 – Lote 9 74370-695 – Goiânia – GO E-mail: alfamotos.adm@gmail.com

Hiper Motos Ltda. Av. Ricardo Caran Guimaraes 170 Distrito Industrial 35164-554 - Ipatinga - MG Tel/Fax.: (31) 3801-4000 E-mail: hipermotos@ hipermotos.com.br

Moto Nanuque Ltda. Av. Mucuri, 1.587 - Centro 39860-000 - Nanuque - MG Tel (33) 3621-4321/Fax (33) 3621-4070

Atlanta Com. Repres. Imp. e Exp. Ltda. R. Conselheiro Nébias, 396 01203-000 - São Paulo - SP Tel/Fax (11) 3224-9377 Site: www.atlantamotos.com.br E-mail: atlanta@atlantamotos.com.br

INTERNACIONAL FORTUNE BUSINESS R. Urbano Santos, 547. 07182-320 – Guarulhos - SP 11- 2087-7755 www.ifbimport.com.br comercial@ifbimport.com.br

Acepeças - C. Acess. e Peças p/ Biciclos Ltda. Av. Tocantins, 56 - Centro 76400-000 - Uruaçu - GO Tel/Fax (62) 3357-1102

|||| 42 | ANFAMOTO em Revista | Edição 145

Mundopeças do Brasil Ltda. R. Edgar Linhares, 499 - Nova Esperança 88336-210 - Balneário Camboriú - SC Tel.: (47) 3366-1728 / (47) 3366-0449 e-mail: mundopecas@mundopecas.com.br Site: www.vmg-far.com.ar / www.amortiguadoresfar.com.ar


Lista de Associados

Orleon Motopeças R. Gal. Osório, 521 Santa Efigênia 01213-001– São Paulo – SP. Tel.: (11) 3225-2233 e-mail: orleonmotos@terra.com.br Pellegrino Distribuidora de Autopeças Ltda Rua Ernesto de Castro, 37 – Mooca 03042-900 – São Paulo – SP Tel.: 0800-178288 Site: www.pellegrino.com.br RCC Coml. Import. Ltda Av. Camara Filho, 1723 QD. 125 LT 20 74375-150 Goiania – GO Tel/Fax:(62) 3519-1999 e-mail: Elton@rcccomercial.com.br Site: www.rcccomercial.com.br RCL Peças Ltda Rodov. RN 117, nº 450 Dr. Sebastião Maltez 59780-000 Caraubas – RN Tel.: (84) 3337-2547 Fax.:(84) 3337-2924 E-mail rclvendas@hotmail.com R. Damásio o (Ceará) Importação de Peças e Acessório Ltda R. Felix Pacheco, 866 Centro 64001-160 Teresina – PI Tel.: (86) 3131-8300 Fax: (86) 3131-8444 E-mail: rdamasio@rdamasio.com.br Sampa Moto Peças Ltda. R. General Osório, 680 01213-000 - São Paulo - SP Tel.: (11) 3335-4950/3335-4953 FAX: (11) 3337-6958 E-mail: sampamoto@sampamoto.com.br Sandro Motos R. Vitorio Gasparo, 160 Mini Indl. Adail Vetorazzo 15046-768 S. José do Rio Preto- SP Tel.: (17) 2139-9999 E-mail.: sandro@sandromotopecas.com.br SBS Com. de Veículos Ltda. R. Visconde do Rio Branco, 320 14015-000 Ribeirão Preto – SP Tel (16) 3977-2777 E-mail: sbs@convex.com.br

Trilha Moto Peças Com. Importações Ltda. Av. Independência, 6.519 Funcionários 74543-020 Goiânia – GO. Tel.: (62) 3230-3100 Fax: (61) 3230-3120 Site: www.trilhamoto21.com.br Veslam Com. de Motos e Peças Ltda. R. José Tavares Carneiro, 800 44020-205 Feira de Santana – BA Tel: (75) 3025-6565 E-mail: veslam@veloxmail.com.br Victor Moto Peças Av. Jabaquara, 402 / 406 04046-000 - São Paulo - SP Tel (11) 2275-8478/Fax (11) 2275-9804 Site: www.victormotopecas.com.br e-mail: comercial@victormotopecas.com.br Wing Com. Moto Peças Ltda R. Gal. Osório, 495 01213-000 - São Paulo - SP Tel: 0800 772 22 02 - (11) 3223-1107 Fax: (11) 3223-6613 e-mail: vendaswing@wingmotos.com.br www.wingmotos.com.br

LOJISTAS Moto Boutique JK Comércio Ltda. Av. Juscelino Kubtschek, 835 Vl. Nova Conceição 04543-010 São Paulo – SP Tel.: (11) 2579-4076 Moto TEC R. Florianópolis, 1231 Guanabara 89207-000 Joinville – SC Tel.: (47) 3426-2901 Fax: (47) 3427-1335 Site: www.mototecracing.com.br e-mail: mototec_racing@hotmail.com Nova Suzuki Com. Import. Export. Ltda. Al. Jurupis, 1415 Moema 04088-004 São Paulo - SP Tel/Fax: (11) 5531- 1455 e-mail: gado@nacar.com.br Site: www.novasuzuki.com.br

Sul Brasil Atacado de Moto Peças R- Alcino Guanabara, 307 Hauer 81.610-110 Curitiba – PR. Tel.: (41) 3018 2431 e-mail: sulbrasil@swi.com.br

Promotos Com. de Peças e Motos Ltda Av. XV de Novembro, 300 Centro 86300-000 Cornélio Procópio – PR Tel.: (43) 3524-2040 Fax: (43) 3523-2002 Site: www.promotos.com.br E-mail:falecom@promotos.com.br

Tmac Comércio de Autopeças Ltda Rua Dias da Silva, 479 02114-001 – São Paulo – SP Tel.: (11) 3542-1738 E-mail: alex@tmacimport.com.br

Wal Custom R. General Osorio 604 - Shopping General Lojas 12, 13, 14 Santa Efigênia 01213-010 –São Paulo - SP Tel.: (11) 3337 0222 / Fax 3331 3882 E-mail: walcustom@walcustom.com.br

Wheeling Motopeças Av. Água Fria, 1114 Água Fria 02332-000 São Paulo- SP Tel.: 11- 2262-3560 Fax.: 11-2953-2453 E-mail: wheelingmotopecas@ wheelingmotopecas.com.br Site: www.wheelingmotopecas.com.br

REPRESENTANTES ACD Com. e Repres. Ltda Av. Santos Dumont, 2828 S/1001 60150-161 – Fortaleza – CE Tel.: (85) 3133-1013 Fax: (85) 3133-1021 Site: www.acdgroup.com.br E-mail: taurusce@acdgroup.com.br ACR Representações Ltda R. João Carlos, 397 Sagrada Família 31030-350 Belo Horizonte – MG Tel.: (31)3466-7891 Fax: (31) 3467-3035 e-mail: acrmg@acrmg.com.br A.V.Lopes Representações Ltda R. Conde De Agrolongo, 470 loja B 21020-190 - Rio de Janeiro –RJ Tel.: (21) 2564-1787 - 2564-6148 e-mail: avlopesrep@gmail.com Binatti Representações R. Edgar Linhares, 515 B 88336-210 - Balneário Camboriú - SC Tel.: (47) 3366 7860 Fax: (47) 3366 7860 E-mail: binatti@binatti.com.br Site: www.binatti.com.br MSN: binatti@binatti.com.br SKYPE: binatti_repres Cabral e Araujo Representações Ltda Av. Maria Lacerda Montenegro, 3490 Sl. 101/102 59152-600 Parnamiriam – RN Tel.: (84) 4009-9250 e-mail: comercial@cabralearaujo.com site: www.cabralearaujo.com Curaçao do Brasil Ltda R. Felix de Sousa, 247 Vila Congonhas 04612-080 São Paulo- SP Tel (11) 2145-4700/Fax(11) 2145-4747 Site: www.curacaodobrasil.com.br E-mail: info@curacaodobrasil.com.br Deatik Com. e Representações Ltda R. Marcos Macedo, 1333 s/ 2212 Aldeota 60150-190 Fortaleza - CE Tel.: (85) 3264-6000 Fax: (85) 3261-3322 E-mail: deatik@deatik.com.br Site: www.deatik.com.br


Lista de Associados

Edgar Marques Com. E Repres. Ltda Rua Prof. Manoel Ribeiro, 1315 41770-095 – Salvador – BA Tel.: 71-3341-5382 / 71-98124-9000/ 7599131-9181 Email: edgarmarquesvendasba@yahoo.com.br

Reapla Repres. Comercio Ltda. Av. Pres. Kennedy, 698 Campinas 88101-900 São José – SC Tel.: (48) 3241-2535 Fax: 0800 6452535 Vendas2@reapla.com.br

Jaime Zapellini Representações Ltda R. Lorival Zocatelli, 41 Vila Lenzi 89252-540 Jaraguá do Sul - SC Tel/Fax (47) 3275-1921 E-mail: zape@netuno.com.br

Reney Soares Representações Ltda. R. Prof.clemente Pinto, 41- Medianeira 90870-220 – Porto Alegre –RS Tel.: (51) 3233- 0511 /FAX: (51) 3231-6014 E-mail: reneys@terra.com.br

JG Representações Ltda Av. Santos Dumont, 1510 Sl. 1508 60150-160 - Fortaleza-CE Tel. 85-3456-3056 Email: edimar@grupojg.com.br

RV Representações Ltda Al. Barão de Limeira, 264 – cj. 9-B 01202-000 – São Paulo – SP Tel.: 11-99973-3780 Email.: vannucchi@terra.com.br

Martins Representações Ltda R. Açucenas, 20 Sala 2 Nova Suiça 30421-232 Belo Horizonte – MG Tel.: (31) 3377-9452 e-mail:martinsrep@martinsrep.com.br

Sandro Representações Ltda. R. Monsenhor Veras, 480/1103 91340-020 Porto Alegre – RS Tel.: (51) 3219-2119 E-mail: sandrorepresentacoes@terra.com.br Site: www.sandrorepresentacoes.com.br

Mateus Moreno Representações Coms. – EPP Av. Santos Dumont, 371 – Sl. 23 Tel: (11) 4453-3530 E-mail: mateus@motoemarcas.com.br Site: www.motoemarcas.com.br

Sudamérica Marketing Repres. S/S Ltda-Me Av. Dr. Luiz Arrobas Martins, 548 Veleiros 04781-001 - São Paulo - SP Tel.: (11) 5548-4226 / Fax. (11) 5521-6923 E-mail: sudamerica@terra.com.br Site: www.kmcchain.com.br

Mutual Intern. Representações Ltda. Av. Santos Dumont, 2828 sl-1704/1705 Aldeota - Cep 60150-161 Fortaleza - CE Tel.: (85) 3133-1002/1004 Fax: (85) 3133-1010 Site: www.acdgroup.com.br Noa Comércio e Representações Ltda Av. Conselheiro Carrão, 889 03403-000 São Paulo – SP Tel.: (11) 98368-9873 / 2653-2886 E-mail: noa@noarepresentante.com.br Site: www.noarepresentante.com.br Nuno Figueiredo Representações Ltda R. Ademar de Barros, 355 sl. 02 13330-130 Indaiatuba – SP Tel.: (19) 3825-1020 Fax: 0800-725-5580 E-mail: nfcomercial@terra.com.br / nfvendas@terra.com.br Pegrucci Representações Ltda Av. Padre Francisco S. Coulturato, 314 - Sala 1 14802-000 Araraquara – SP Tel/Fax: 16-3337-2507 E-mail: pegrucci.rep@terra.com.br Site: www.pegrucci.com.br Podium Representações Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 1649 84940-000 – Siqueira Campos – PR F/Fax: (43) 3571-3610 Cel: (43) 9919-3680 E-mail: carlos.alves@podiumrepresentacoes. com.br |||| 44 | ANFAMOTO em Revista | Edição 145

Vasques Representações Comerciais Ltda. R Antonio Bicudo, 541 São Lourenço 79041-320 Campo Grande - MS (67) 3341-3426 Fax: (67) 3341-6777 E-mail: vasques@vasquesrep.com.br

NOVO ASSOCIADO Imotopeças Digital de Varejo de Motopeças, Acessórios e Duas Rodas Ltda Av. Nove de Julho, 3229 sls. 506 à 509 01407-000 – São Paulo – SP Tel.: 11-3539-6811 Email: imotopecas@imotopecas.com.br Site: www.imotopecas.com.br

ENTIDADE DE CLASSE Motorcycle Industry Council, Inc. (Mic) 2 Jenner Street, Suite 150 Irvine, CA 92618-3812 - USA Fone (1) (714) 727-4211 - extension 3028 Fax (1) (714) 727.4217 ASSOMOTOS- Associação das empresas Revendedoras e Prestadoras de Serviço de Moto Peças Av. Visconde do Rio Branco, 1605, sala 05, Centro 60055-170 Fortaleza-CE Tel.: (85) 3254-7661 E-mail: assomotos.ceara@hotmail.com


Aniversariantes de Novembro, Dezembro, Janeiro e Fevereiro EMPRESA

FUNDAÇÃO

IDADE

MGL MECANICA GRIZANTE LTDA

20/02/1975

44

IND. E COM. DE MOTOPEÇAS CHAPAM

01/01/1977

42

MOTO NANUQUE LTDA

17/02/1982

37

SBS COM. DE VEICULOS LTDA

03/01/1983

36

WABTEC DIA FRAG IND. E COM. DE PEÇAS E EQUIPAMENTOS

15/02/1984

35

BRV IND. DE ART. PLASTICOS METAL. LTDA

08/01/1986

33

SUDAMERICA MARKETING REPRES S/S LTDA

09/12/1986

32

PARAMOTOS IND. COM. IMP. LTDA

01/12/1986

32

ACR REPRESENTAÇÕES LTDA

31/01/1991

28

MT ACESSÓRIOS

21/12/1990

28

BINATTI REPRESENTAÇÕES

12/02/1992

27

UMICORE BRASIL LTDA

03/02/1993

26

JESKAP IND. COM. IMP. EXP. LTDA

17/02/1995

24

WAL CUSTOM

04/01/1995

24

ATLANTA COM. E REPRES. IMP. E EXP. LTDA

24/01/1996

23

KRIECK COMPONENTES MECANICOS LTDA

01/11/1995

23

LAGOA MOTOPARTS LTDA

01/11/1996

22

WING COM. MOTO PEÇAS LTDA

15/12/1997

21

LAQUILA PEÇAS LTDA

28/12/1998

20

TECHNIC DO BRASIL LTDA

19/11/1998

20

SUL BRASIL ATACADO DE MOTO PEÇAS

12/12/2000

18

RCL PEÇAS LTDA

10/01/2002

17

AWA MOTOS

04/02/2004

15

ARBYN FAVARO TECNOMETAL LTDA

16/12/2003

15

MOTO BOUTIQUE JK COM. LTDA

04/12/2003

15

SANDRO MOTOS

17/02/2006

13

CIA MAGNETRON IND. E COM. DE COMPONENTES

15/01/2010

8

PODIM REPRESENTAÇÕES

09/11/2010

6

EVEMOTOS COM. DE MOTOPEÇAS LTDA

08/01/2014

5


Serviços

www.montanna.com.br vendas 11 2475-7000

PARA MÃO-DE-OBRA NO ESTADO DE SÃO PAULO - 2016 (VALORES EM REAIS R$)

(11)

2317-3388

valflex@valflex.com.br |||| 46 | ANFAMOTO em Revista | Edição 145


Acessa que tem! www.

imotopecas .com.br

Já está no ar a maior loja online do segumento de motopeças, acessórios e duas rodas da América Latina As maiores empresas do segmento são parceiras IMOTOPEÇAS.

SEJA UM PARCEIRO

Informações: 11 3539-6811 | contato@imotopecas.com.br

imotopecasmarketplace

imotopecas

Acesse nosso site em seu smartphone ou tablet.


Profile for Anfamoto

Edição 145  

Edição 145