Anfamoto em Revista - Edição

Page 1




Editorial A opinião dos empresários do setor Esta é a primeira edição de 2016 da ANFAMOTO em Revista e, como fechamos 2015 falando das expectativas dos líderes empresariais a respeito da economia, resolvemos dar o mesmo espaço para que os empresários do setor de motopeças associados à ANFAMOTO, também pudessem expor suas opiniões sobre 2016. E é interessante observar que, apesar de todas as dificuldades, o otimismo ainda impera entre os empreendedores do setor. Apesar de alguns empresários terem demitido funcionários em função da queda no faturamento, a maioria tem planos por acreditar que este momento ruim não vai durar por muito tempo. É na dificuldade que se prepara a estrutura para os momentos de bonança. A revista também traz uma interessante matéria sobre a insistência de alguns políticos paulistas em desenvolverem projetos sem utilidade alguma. O texto fala especialmente de três: projeto de lei do deputado estadual Jooji Hato, que quer proibir garupa em motocicletas em determinados dias e horários, outro do deputado Coronel Telhada, que exige a impressão da placa da moto no capacete e, no âmbito municipal, os estudos da Prefeitura de São Paulo para cobrar zona azul de motos. Nos casos dos deputados, os projetos são inócuos no que diz respeito à melhoria da segurança pública e só servirão para atrapalhar o dia a dia das pessoas que usam a moto para se locomover. Quanto à Prefeitura de São Paulo, o que ela está fazendo é aumentar os custos dos motociclistas, principalmente dos motofretes. Aproveite também para ler e conhecer mais sobre nossos associados, sobre o Salão da Motopeças e outras informações do setor de duas rodas ou de interesse geral do empresariado. Tudo nesta edição, feita exclusivamente para você. Boa leitura..

Associação Nacional dos Fabricantes e Atacadistas de Motopeças Presidente: 1º Vice Presidente: 2º Vice Presidente: Tesoureiros:

Orlando Cesar Leone Valdenir dos Santos Galvão Valério Valente Divino Jorge da Silva Amarildo Severino Fernandes

Conselho Deliberativo - Presidente :

Gianfranco Menna Zezze

Membros do Conselho Deliberativo:

Mônica Orlando de Oliveira Carlos Alberto Fiorotti Renan Chiabi Feghali

Suplentes do Conselho Deliberativo:

Nelson Pedro Scherer - In Memorian David Teixeira do Amaral Carlos Roberto Pontes

Membros do Conselho Fiscal:

Sandra Brandani Picinato José Jacob Fernandes José Mauricio Felipe

Suplentes do Conselho Fiscal:

Giancarlo Vancini Breno de Britto Teixeira Delvino Coser

Coordenadores de Setoriais: Fabricante: Freios: Escapamentos: Capacetes: Editor responsável: Serviços Gráficos: Editor de Arte: Secretaria:

Valério Valente Valério Valente Frank Lemos Anfamoto Marcelo de Paula (MTb 27470) Gráfica Nywgraf Luis Fernando L. Corrêa Patricia Sartori

Coordenação de Eventos:

Equipe Anfamoto

ANFAMOTO em Revista:

Equipe Anfamoto

Assessora da Presidência:

Fabia Helena Allegrini Pereira

PUBLICIDADE & COMERCIAL

Número de Registro: 823713350 EDIÇÃO 132 - JAN/FEV 2016 A responsabilidade sobre opiniões e fatos presentes nos artigos assinados na “ANFAMOTO em Revista” é exclusiva de seus autores, não exprimindo necessariamente o pensamento desta publicação nem a posição da ANFAMOTO.

Av. Nove de Julho, 3229 Cjtos 208/209/210 Jardim Paulista CEP 01407-000 - São Paulo-SP PABX: (11) 3052-2002 - Fax: (11) 3885-7637 E-mail: anfamoto@anfamoto.com.br - Site: www.anfamoto.org



Capa

Sumário Palavra do Presidente

2016: Um ano de desafios

Mercado

Produção de motocicletas recua quase 17% em 2015

Associado em Destaque

Enerbrax se prepara para ampliar sua linha de baterias

Atacadista

Pellegrino oferece 25 mil itens em 22 unidades de negócios

Espaço Anfamoto

IX Salão Nacional e Internacional das Motopeças já é sucesso

Legislação

Regras podem prejudicar motociclistas

Duas Rodas

Quadriciclos agora devem ser emplacados

Representante

A.V.Lopes: uma empresa de muita credibilidade

Artigo

Preferência do pedestre não é absoluta

Dengue

Combater o Aedes aegypti é dever de todos

8 10

24 2016 é ano para se trabalhar com bastante cautela

14 Sua Moto em Detalhe 16

18 20

30 Sempre faça a revisão de sua moto

33

Duas Rodas

34 36 39

Notícias 40 e 41 - Dicas & Lançamentos 42 e 44 - Lista de associados 45

32 Honda lança nova CG 125i Fan com sistema de injeção eletrônica



Orlando Leone Presidente

2016: Um ano de desafios Essa é a nossa primeira edição de 2016 e como o ano só começa após o Carnaval, feliz ano novo a todos! Não podemos negar o momento que estamos atravessando e temos que nos preparar para superar as possíveis dificuldades que enfrentaremos. O principal fator que alimenta essa crise é a falta de credibilidade do governo e de sua equipe econômica. A dificuldade em aprovar as medidas de ajuste fiscal tem um claro motivo: ninguém quer “colocar” dinheiro na mão de um governo que não sabe aplicá-lo em beneficio do desenvolvimento da Nação. O momento também é de expectativa quanto ao cenário econômico mundial. A China vem atravessando sua pior fase econômica e teve uma desaceleração significativa do PIB e também uma diminuição em seu ritmo de crescimento, o que preocupa mercados de todo mundo, em particular dos que exportam para o gigante asiático. O Brasil faz parte desse grupo, exportamos 18% para a China em 2015. Logo no começo de 2016 a saúde financeira chinesa derrubou mercados por conta da divulgação de dados mais fracos que o esperado sobre a indústria, derrubou a bolsa de Shangai, arrastando a Europa e os EUA, afetando também no Brasil a Bovespa. Além da nossa preocupação com a economia interna ainda sofremos pelos temores externos.

Como se não bastassem todas essas preocupações, medidas inócuas tomadas pelos nossos legisladores tornam a vida do motociclista mais difícil. Foram anunciadas três medidas em São Paulo que segundo seus autores têm como objetivo aumentar a segurança. Um projeto de Lei que propõe a proibição da circulação da moto com o garupa em determinados horários que foi vetada pelo Governador Geraldo Alckmin. Outro Projeto de Lei que determina que os motociclistas e garupas fixem na parte de trás do capacete o número da placa do veículo em todo o estado de São Paulo. E por fim a proposta da Prefeitura do Município de São Paulo, que estuda cobrar Zona Azul das motocicletas que estacionam nas mais de 20 mil vagas disponíveis na cidade. Ao invés do poder público olhar o motociclista como se fosse um estorvo seria melhor se lhe desse a atenção devida. São medidas que claramente são “soluções” paliativas para um problema endêmico e sistêmico de segurança pública. Ou seja, ao invés de aumentar o policiamento e resolver o problema crônico de segurança que temos em São Paulo o Estado pune o trabalhador. O marginal vai continuar assaltando, matando e utilizando a moto sem todos esses artifícios legislativos. O motociclista não é bandido de capacete. A questão é muito mais profunda do que a burocrática. O poder legislativo deveria chamar os principais interessados e discutir propostas que inibam o roubo de motos para fim de criminalidade e não estudar leis que punam o trabalhador e o cidadão que utiliza a motocicleta como meio de transporte mais barato e eficiente que também não é oferecido pelo governo. Sei que o cenário não é muito animador, mas não podemos nos tomar pelo pessimismo e a descrença. Acredito na força do Brasil e no trabalho contínuo para promovermos a transformação desse cenário. Os desafios são grandes, mas vamos continuar cobrando medidas e vamos com a esperança renovada de que ainda podemos salvar 2016 e retomar o crescimento tão esperado por nossas empresas. Que 2016 seja de grandes resultados para todos tanto profissionalmente quanto pessoalmente.

Um grande abraço, Orlando Cesar Leone

Agenda Janeiro 07/01 – Reunião Administrativa 12/01 – Reunião da comissão de coroa, corrente e pinhão 18/01 – Reunião ABRACICLO 21/01 – Reunião Administrativa

|||| 08 | ANFAMOTO em Revista | Edição 132

27/01 – Reunião INMETRO – RJ / Reunião FGV 28/01 – Reunião Administrativa

Fevereiro 25/02 – Reunião Setorial de Escapamentos



Mercado

Produção de motocicletas recua quase 17% em 2015 No acumulado de 2015, montadoras fabricaram 1,2 milhão de unidades. Projeção para este ano é manter produção no mesmo patamar Pelos dados divulgados pela Abraciclo – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, em dezembro foram fabricadas 50.633 motocicletas, ante 84.820 unidades em mês similar de 2014, correspondendo a uma retração de 40,3%. Em novembro de 2015, a produção havia chegado a 74.972, o que deixa o volume de dezembro 32,5% inferior. Porém devem ser consideradas as habituais férias coletivas das fábricas do setor no último mês do ano. No acumulado do ano, foram produzidas 1.262.708 motocicletas, 16,8% a menos do que o registrado em 2014 (1.517.662). As vendas no atacado – para as concessionárias – atingiram 69.253 unidades em dezembro, recuo de 39,3% em relação ao mesmo mês de 2014, com 114.104, e leve queda de 1,6%, em comparação com novembro de 2015 (70.398). De janeiro a dezembro foram comercializadas 1.189.933 motocicletas, 16,8% inferior ao mesmo período de 2014, com 1.430.393. As exportações somaram 5.944 unidades em dezembro, ante 6.298 do mês anterior, o que corresponde a uma baixa de 5,6%. Em comparação ao mesmo mês de 2014, houve uma retração de 1,8%. Nos 12 meses do ano passado foram exportadas 69.123 motocicletas, frente a 88.056 unidades em 2014, correspondendo a uma queda de 21,5%. Ainda em dezembro, com base nos licenciamentos registrados pelo Renavam, foram emplacadas 131.253 motocicletas, volume 24,6% superior ao apresentado no mês anterior (105.371 unidades), porém estes números continuam a ser impactados pela nova regulamentação

|||| 10 | ANFAMOTO em Revista | Edição 132

dos ciclomotores. Em relação ao mesmo mês de 2014 (127.711 unidades), houve alta de 2,8%. No acumulado do ano, a queda foi de 11%, passando de 1.429.692, em 2014, para 1.273.047, em 2015. Efeito ciclomotor Através da lei 13.154/2015, sancionada em 30 de julho passado, o emplacamento dos ciclomotores passou a ser de reponsabilidade dos Detrans de cada estado, o que impulsionou um crescimento substancial nos números de licenciamento do veículo, que passaram de 17.011 unidades, em 2014, para 64.692, em 2015, significando um avanço de 280,3%. É importante observar também que, em função da nova legislação, muitos ciclomotores que estão sendo licenciados agora chegam a ter dois ou três anos de uso. Na comparação regional, destaque para o Nordeste, que registrou 36.188 ciclomotores licenciados, em 2015, contra 1.884, em 2014. A região Sudeste, em segundo lugar, apresentou 22.239 unidades frente a 9.960. Na sequência estão as regiões Centro-oeste, com 4.327 emplacamentos, Norte (1.503) e Sul (435). Diante dos números efetivamente registrados em 2015, o Setor de Duas Rodas ajustou suas projeções para 2016, que passam a ser: produção de 1.295.000 motocicletas (+2,5%); venda no atacado de 1.220.000 unidades (+2,5%) e no varejo de 1.280.000 unidades (+0,5%); e exportação de 75.000 motos (+8,5%). Fonte: Abraciclo



Mercado

|||| 12 | ANFAMOTO em Revista | Edição 123



Associado em destaque

Enerbrax se prepara para ampliar sua linha de baterias Fabricante da marca Route pretende atender a praticamente toda a necessidade do mercado de duas rodas brasileiro

Presente em todos os Estados brasileiros e com uma grande participação no mercado a Enerbrax, fabricante de baterias para motocicletas, pretende lançar neste ano quatro novos modelos de acumuladores. Com isto, a empresa disponibilizará aos consumidores uma linha com quase 40 produtos, o que possibilitará o atendimento de praticamente toda a frota circulante de motos do País. Dentro deste pensamento, a Enerbrax já havia lançado, no ano passado, três novos modelos de baterias. “O mercado de duas rodas é muito dinâmico. Por esta razão, estamos sempre atentos às necessidades que se apresentarem. Temos bastante agilidade para lançar novos produtos e isto também traz um diferencial para a empresa”, afirma o diretor José Luiz Miranda Simonelli, que comanda a Enerbrax em sociedade com Adalberto Mansano. Fundada em 2001, e sediada em Bauru (SP), a primeira dificuldade enfrentada pela Enerbrax foi com relação às exigências para licenciamento ambiental. Um longo percurso até vencer este obstáculo, seguido de um outro bastante conhecido de todos: a concorrência de produtos chineses, que sempre tiveram preços muito baixos. Os diretores não se intimidaram. Decidiram que o investimento em qualidade era a melhor forma de combater os preços baixos dos asiáticos. “A filosofia ||||

14 |

ANFAMOTO em Revista | Edição 132

de qualidade do produto e excelência no atendimento é até hoje a principal característica de trabalho da empresa”, diz Simonelli. Esse modo de pensar tinha tudo para dar certo, e deu. A empresa contava com 30 funcionários e hoje emprega 155. Começou as atividades com a fabricação de baterias estacionárias (para uso em nobreaks e centrais de alarmes) e agora fabrica acumuladores para veículos de duas rodas, e o mercado nacional se tornou pequeno, tanto que a Enerbrax exporta para Argentina, Paraguai, Uruguai, Equador e Guatemala. “A exportação representa 10% de nosso faturamento”. A empresa está instalada em área de aproximadamente 6 mil m², em prédios próprios, e possui as certificações ISO 9001 (qualidade) e ISO 14001 (ambiental) outorgadas pela DNV (Det Norske Veritas), bem como a certificação do Inmetro. Todas as baterias Route têm tecnologia de eletrólito absorvido em manta de micro fibra de vidro (AGM) e são reguladas por válvulas e ativadas e testadas na fábrica. “Essa tecnologia é a mais indicada para a fabricação de baterias para motocicletas. Devido à compressão exercida na massa ativa das placas da bateria, proporciona muito mais resistência a impactos e vibrações, prolongando sua vida útil”, explica Simonelli. Outra vantagem é que as baterias Route são ativadas na fábrica e não no estabelecimento comercial, no momento da venda ao consumidor. Dessa forma, é possível realizar alguns procedimentos de verificação de qualidade só possíveis de serem aplicados em baterias ativadas como, por exemplo, ensaios de “high rate”. “Este e outros ensaios são aplicados em 100% das baterias”, garante o diretor. Enerbrax: (14) 2107-4000 - www.bateriasroute.com.br



Atacadista

Pellegrino oferece 25 mil itens em 22 unidades de negócios Fundada em outubro de 1941, a Pellegrino Distribuidora de Autopeças oferece aos varejistas um mix com mais de 25 mil peças e acessórios para motocicletas e automóveis em 22 unidades de negócios estrategicamente localizadas nos principais polos comerciais do Brasil. Para o segmento de motopeças, especificamente, a empresa concentra foco na distribuição de componentes de motor, freio, suspensão e elétrica para veículos de média e baixa cilindrada. No ponto de vista de Marcos Augusto Avelino, diretor de vendas e marketing da Pellegrino, o mercado de motocicletas está em plena evolução. A chegada de novas montadoras nos últimos anos, o lançamento de novos modelos e a evolução da tecnologia dos veículos de duas rodas vem modificando as características do mercado de reposição. Dessa forma, as fábricas são desafiadas a desenvolver novos produtos ao mesmo tempo que cresce a necessidade de investimentos logísticos no processo de distribuição. “Nossa expectativa é continuar crescendo no mercado de motopeças, nos aproximando de nossos clientes lojistas, entendendo suas necessidades oferecendo a eles as soluções que aprendemos nesses 75 anos distribuindo autopeças para todo o Brasil”, afirma o diretor de vendas. |||| 16 | ANFAMOTO em Revista | Edição 132

História A Pellegrino foi fundada por Dante Pellegrino, comerciante que viajava para os mais diversos lugares para oferecer seus produtos. Com grande espírito empreendedor, ele se dedicou à importação e comercialização de autopeças na cidade de São Paulo, em uma época que a indústria para suprimento automotivo praticamente não existia no País. No começo, a Pellegrino comercializava peças para carros, caminhões e ônibus. O negócio deu certo. A distribuidora de peças se expandiu, ganhou musculatura para conquistar o Brasil e hoje conta com cerca de 750 colaboradores. Se no início era preciso comprar componentes do exterior, hoje a empresa não atua na importação de peças. Na atualidade, Marcos Augusto Avelino divide o comando da empresa com Antonio de Paula, que atua como diretor e gerente geral, e com Nilton de Oliveira, diretor de suprimentos e logística.

Pellegrino: (11) 2171-7900 www.pellegrino.com.br

Empresa fundada em 1941 tem como foco componentes de motor, freio, suspensão e elétrica para veículos de média e baixa cilindrada



Espaço Anfamoto

IX Salão Nacional e Internacional das Motopeças já é sucesso Não é mais novidade que o cenário econômico dos País não está nada favorável aos empresários este ano, mas em tempos de crise a regra é procurar saídas para inovar na divulgação de seu negócio. E uma ótima estratégia é a participação em feiras de negócios. E um ambiente totalmente favorável para a realização de novos negócios é o Salão das Motopeças, que é a maior vitrine do segmento em toda a América Latina. Consagrado como a mais completa mostra de motopeças, o IX Salão já tem 90% de suas áreas comercializadas. O presidente da ANFAMOTO, Orlando Leone, aposta na feira como uma alternativa para o crescimento do setor em 2016. “Estamos preparando um evento de ponta para nossos expositores sempre com um ambiente propicio à fomentação de negócios. Esperamos que mesmo com todo cenário de dificuldade o Salão impulsione as vendas e traga novos clientes”. As empresas expositoras estão entre as mais renomadas do setor. Na IX edição da feira que acontecerá de 17 a 20 de agosto de 2016, no pavilhão Amarelo do Expo Center Norte, em São Paulo (SP), o visitante poderá ver lançamentos, fazer negócios e estreitar o relacionamento com seus fornecedores. São esperados nessa edição cerca de 12 mil visitantes e mais de mil profissionais do setor que esta||||

18 |

ANFAMOTO em Revista | Edição 132

rão prontos para essa intensa troca de informações e experiências. Não fique de fora dessa edição,

temos poucos espaços disponíveis. Para participar ligue para ANFAMOTO F. (11) 3052-2002.

Aniversariantes Janeiro / Fevereiro Empresa

Fundação

idade

MGL MECÂNICA GRIZANTE LTDA

20/02/1975

41

IND. E COM. DE MOTOPEÇAS CHAPAM

01/01/1977

39

MELO DISTRIB. DE PEÇAS LTDA

04/01/1980

36

MOTO NANUQUE LTDA

17/02/1982

34

SBS COM. DE VEÍCULOS LTDA

03/01/1983

33

WABTEC DIA FRAG IND. E COM. DE PEÇAS E EQUIP.

15/02/1984

32

SAMPA MOTO PEÇAS LTDA

27/01/1986

30

BRV IND. DE ART. PLÁSTICOS METAL. LTDA

08/01/1986

30

FAMA LTDA

18/02/1987

29

SUPER TRAIL

10/02/1988

28

RAIO LASER COM. DE BATERIAS E COMPONENTES LTDA

29/02/1988

28

JC VIANA REPRESENTAÇÕES

13/02/1990

26

ACR REPRESENTAÇÕES LTDA

31/01/1991

25

WAL CUSTOM

04/01/1995

21

JESKAP IND. COM. IMP. EXP. LTDA

17/02/1995

21

DAGOSTIN FABR. DE PEÇAS P/ MOTOCICLETAS

26/02/1996

20

ATLANTA COM. E REPRES. IMP. E EXP. LTDA

24/01/1996

20

CIA MAGNETRON IND. E COM. DE COMPONENTES

13/02/1998

18

COSER IND. MET. LTDA

18/02/2002

14

RCL PEÇAS LTDA

10/01/2002

14

PROTECTOR FRANCA IND. E COM. DE ACESSÓRIOS

03/02/2003

13

AWA MOTOS

04/02/2004

12

SANDRO MOTOS

17/02/2006

10

LUCCA COM. IMP. E EXP. LTDA

15/02/2008

8

MTO COMPONENTES MOTOCICLÍSTICOS LTDA

21/01/2009

7

AM&JM REPRESENTAÇÕES LTDA

21/02/2009

7

S A REPRESENTAÇÕES DE MOTOC. PEÇAS E ACESSÓRIOS

08/01/2011

5

MAKOTO COM. E IMP. DE PEÇAS LTDA

26/01/2012

4

EVEMOTOS COM. DE MOTOPEÇAS LTDA

08/01/2014

2



Legislação

Regras podem

prejudicar motociclistas Prefeitura de São Paulo quer cobrar zona azul de motos e deputados tentam aprovar projetos restritivos Se não bastassem as medidas que restringem a circulação de motocicletas em determinadas vias urbanas de São Paulo, como a proibição de circular na pista expressa da Marginal Tietê, a Prefeitura de São Paulo estuda uma forma de cobrar zona azul das cerca de 20 mil vagas exclusivas para motos existentes na capital paulista. No âmbito estadual, o governador do Estado, Geraldo Alckmin, vetou projeto de lei do deputado estadual Jooji Hato, que visa proibir a circulação de motos com garupa em determinados horários. Apesar do veto, um outro projeto, de autoria do deputado Coronel Telhada, para exigir a impressão da placa da moto no capacete, tramita na Assembleia Legislativa. A ideia da Prefeitura paulistana surgiu recentemente, mas não é uma novidade. A cobrança por meio do sistema rotativo de estacionamento (zona azul), já é feita em cidades do interior como Ibiúna, Araçatuba e Taubaté e em alguns municípios de outros Estados como Juiz de Fora (MG) e Londrina (PR). O SindimotoSP, sindicato que representa os motofretes em São Paulo, é contra. O presidente da entidade, Gilberto de Almeida dos Santos, argumenta que o motofretista faz entre 15 e 20 entregas por dia. E os custos com o sistema aumentariam muito. “Quanto ele gastaria só para estacionar a moto? A Prefeitura não pode onerar o motociclista que já paga IPVA e DPVAT altíssimos. Além disso, o prefeito Fernando Haddad já mostrou que não deseja incluir motocicletas em seu plano de mobilida|||| 20 | ANFAMOTO em Revista | Edição 132

de urbana. Um grande erro isso”, diz. A cobrança aos motociclistas faz parte de um projeto maior da Prefeitura que prevê a substituição do sistema de talões por um sistema de cobrança eletrônico baseado em aplicativo de celular. Mas o processo para implantação é longo, pois o edital para o desenvolvimento do sistema deve ser lançado ainda no final de fevereiro. Legislativo Dois projetos criados por deputados estaduais também incomodam os motociclistas como um todo e não apenas motofretes. O elaborado por Jooji Hato não é novo e, além de proi-

bir o garupa também previa a impressão da placa da moto no capacete de todos os motociclistas e no colete (no caso dos motofretes). O deputado estadual entende que o projeto ajudaria a evitar assaltos decorrentes da chamada “saidinha de banco” e dificultaria crimes durante a madrugada. Para Hato, as medidas previstas também aumentariam a segurança para o próprio motociclista. A restrição seria nos dias úteis entre os horários das 10h e 16h30 e 23h às 5h. Quem descumprisse poderia ser multado em R$ 130. Mas o governador Geraldo Alckmin vetou por entender que o transporte de passageiros e o uso do capacete estão previstos no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e,



Legislação por isso, o projeto em âmbito estadual seria inconstitucional. “Essa lei fere o direito de ir e vir do cidadão que compra uma motocicleta homologada pelo CTB. Além do mais, não compete aos deputados estaduais legislar sobre leis de trânsito. Isso é competência do governo federal via Contran e Denatran. Nossa sugestão é que haja mais policiamento com equipes especiais para combater esse tipo de criminalidade, ou seja, assalto com motos”, comenta o presidente do Sindimoto. O projeto do Coronel Telhada, por sua vez, se limita a exigir a impressão do número da placa da moto no capacete como forma de facilitar a identificação do condutor que pratique algum crime. Esse projeto também é criticado porque assaltante não cumpre leis. Pelo contrário, ele rouba uma moto e sai pelas ruas para praticar outros crimes sem se importar se a placa será ou não anotada.

O presidente da ANFAMOTO, Orlando Leone, é contra essas medidas porque elas colocam todos os motociclistas na vala comum da criminalidade. “O motociclista não é bandido de capacete. A questão é muito mais profunda do que a burocrática. O poder legislativo deveria chamar os principais interessados e discutir propostas que inibam o roubo de motos para fim de criminalidade e não estudar leis que punam o trabalhador e o cidadão que utiliza a motocicleta como meio de transporte mais barato, rápido e eficiente que também não é oferecido pelo governo”, afirma Leone. Opinião semelhante tem o sindicato, que enxerga a ideia de gravar o número da placa no capacete como sendo discriminatória. “Entendemos que é discriminatória porque “marca” o motociclista como escravos eram marcados. Num assalto, a vítima nem consegue anotar a placa da moto que é maior, quanto mais um número no

capacete e no colete. Se essa lei passar na Assembleia vamos recorrer ao governador, que agiu com bom senso ao vetar o projeto de Jooji Hato”. O cientista político e especialista em segurança pública, Guaracy Mingardi, também é contra os projetos de lei elaborados por Hato e Telhada. Em sua opinião, os textos não foram aprovados nem mesmo pela cúpula da polícia paulista, caso contrário, o governador teria sancionado. Mingardi ressalta que a medida é inócua e só faz atrapalhar a vida da população como um todo. “Em primeiro lugar, a polícia tem de fazer um trabalho investigativo e prender os criminosos. Proibir garupa em certos horários não resolve porque os bandidos passarão a assaltar em outros horários. Além do mais, não se deve criar leis que, em nome da segurança, dificultem a vida de toda a população”, analisa o especialista.



2016 é ano para se trabalhar com bastante cautela Estratégia é aproveitar ajustes feitos em 2015 como ferramenta de expansão no mercado Na opinião da maioria dos representantes do segmento de motopeças que respondeu a um questionário enviado pela ANFAMOTO em Revista, 2016 será economicamente tão difícil quanto 2015. Todos acreditam que é até possível se manter no mesmo patamar de vendas ou crescer um pouco em função dos ajustes implementados em suas empresas no ano anterior, mas a estratégia é agir com cautela. Decisões econômicas tomadas pelo governo como aumento de impostos, elevação da taxa básica de juros e reajuste de tarifas públicas desagradam a todos porque impactam diretamente na competitividade à medida que elevam os custos, além de contribuírem para o crescimento da inflação. Sem credibilidade, a presidente Dilma Rousseff perdeu o apoio de seus aliados no Congresso Nacional e não consegue aprovar medidas necessárias para corrigir os erros que levaram o País ao atoleiro. Esse fato somado à briga pelo poder que se instalou em Brasília gera insegurança para novos investimentos. “O ano de 2015 foi singular no cenário político e econômico do País. O setor de motopeças também não atravessou seu melhor momento. Porém, para o segmento de reposição em especial foi um pouco melhor. Devido à queda nas vendas de motocicletas novas, o setor não sentiu tanto, pois a manutenção das cerca de 23 milhões de motos em circulação tem que ser feita. Não vejo nenhuma mudança significativa para 2016, acredito que manteremos um patamar de |||| 24 | ANFAMOTO em Revista | Edição 132

crescimento conservador na casa dos 2% em relação a 2015. O empresário terá que apostar num planejamento bem a curto prazo, acompanhando passo a passo os acontecimentos políticos e apostando na tão sonhada retomada do crescimento”, avalia Orlando Leone, presidente da ANFAMOTO. Além da queda nas vendas de motos novas, que ajudou a vender mais peças de reposição, o que favorece em parte o setor de motopeças é que muitos ajustes foram realizados em 2015 para superar a crise. Algumas empresas reduziram o quadro de funcionários, mas investiram em maquinário mais moderno de forma a garantir a produtividade em caso de retomada da economia. É o caso, por exemplo, da fabricante de pastilhas de freio Fischer que entre 2014 e 2015 diminuiu em 40% o quadro de funcionários, mas investiu maciçamente para equalizar a produção. “Não pretendemos contratar funcionários em 2016,


a menos que haja adequação nas Leis Trabalhistas. Mas vamos continuar a investir em automação e, possivelmente, não voltaremos a demitir, a não ser em casos esporádicos. As operações não serão expandidas, ficaremos contentes se mantivermos a atual”, afirma Valério Valente, engenheiro e assessor comercial da empresa. Valdir Mariano, diretor da PPardal Plasbor fabricante de carcaças de farol e de painel, entre outros itens, afirma que em 2015 demitiu 50% de sua força direta de trabalho, 100% da indireta e chegou a vender patrimônio para se manter. Com quadro enxuto e compromissos financeiros equalizados ele acredita que poderá voltar a crescer neste ano. “O ano passado foi o pior desde nossa fundação. Pretendo expandir, na medida do possível, com recursos próprios e, consequentemente, se houver êxito, voltar a contratar funcionários”, disse. Mariano ressalta que o governo poderia olhar mais para o mercado interno, como tem feito a China. “Além disso é preciso reindustrializar o País”.

DÓLAR A desvalorização do real perante o dólar divide opiniões. A moeda americana, no patamar que está, beneficia a indústria exportadora, mas prejudica os importadores de motopeças. A gerente Comercial da SBS Comércio de Veículos, Sandra Brandani Picinato, afirma que os pontos que mais prejudicaram a empresa no decorrer de 2015 e que podem continuar pesando são os reajustes de tarifas públicas como água e energia elétrica e a subida do dólar. “Nossas prateleiras têm hoje 80% de produtos importados e 20% de nacionais”, conta. Apesar disso, Sandra diz que a SBS fechou o ano com resultado positivo e não precisou demitir. A situação difícil do mercado deve prosseguir e exigirá muita criatividade e empenho das empresas na manutenção da carteira de clientes. “Nosso lema é reciprocidade e tratar bem o cliente para ele retornar. Só assim vamos conseguir melhorar e nos fortalecer”, afirma a gerente. Para colocar o lema em prática a empresa iniciou pro-

cesso de mudanças internas, sem demissões, com a finalidade de mudar a cultura de trabalho e atendimento, principalmente em setores da loja mais acomodados. Trata-se de uma iniciativa que exige muito treinamento. “Todo mês convidamos um professor universitário para ministrar palestras para nossa equipe de vendas”. Se o dólar alto é ruim para importadores, para fabricantes pode ser bom. O real fraco beneficia as exportações e foi assim, com vendas para o mercado externo, que a fabricante de pneus Rinaldi conseguiu superar os resultados pouco animadores da comercialização de sua linha de produtos no mercado doméstico. A empresa também compreendeu a necessidade de investir no seu processo de produção e treinamento de funcionários. O resultado é que o gerente comercial da empresa, Sérgio de Paris, se mostra otimista com 2016, embora avalie que será mais um ano difícil. “Acreditamos que haverá muitos desafios, porém, estamos confiantes de que será um


ano melhor que 2015. Pretendemos manter o quadro de colaboradores, pois consideramos a expansão de vendas no mercado interno e a busca de novos mercados no exterior”, afirma. O gerente da Rinaldi também diz que a empresa seguirá com a filosofia de incentivo ao esporte, por meio do patrocínio a pilotos e competições do motociclismo brasileiro. Além disso, a fábrica investirá na ampliação da linha de pneus para uso sem câmara de ar e fará lançamentos no segmento de competições.

POLÍTICA Outra fabricante, a Cometa Moto apresentou queda de 20% nas vendas e demitiu o mesmo percentual de funcionários no ano passado. O diretor, Amarildo Fernandes, não acredita em mudanças e vê o cenário político atual como o principal responsável pela forte desaceleração da economia. “Estamos preparados para encarar os desafios dos próximos meses em função dos ajustes que já fizemos no ano anterior. Mas a mudança do atual cenário politico é necessária porque nosso governo, além de desacreditado, não tem nenhum apoio”, comenta Fernandes. Jaimar Edson Meneghel, diretor da Indústria de Motopeças Chapam concorda com Fernandes e diz que o reajuste de tarifas públicas é o que mais alavanca a escalada de preços. Para ele, tudo o que é de responsabilidade do poder público tem influenciado no empobrecimento da população. “O cenário político não é favorável para a economia. É preciso mudança de atitudes”, afirma. Segundo Meneghel, a Chapam teve desempenho satisfatório em 2015 com faturamento considerado bom diante do quadro recessivo. Não houve demissões, mas os funcionários que pediram demissão não foram substituídos, situação que deve ser mantida até o final do ano. “Otimismo faz parte da vida de um empreendedor. Mas em 2016 investiremos pouco na empresa. Contratar ou demitir não está em nossos planos. Pelo nosso histórico, o primeiro semestre costuma ser melhor que o segundo. Está difícil manter a assiduidade do cliente, uma vez que a concorrência é um fator de muita especulação”, diz. |||| 26 | ANFAMOTO em Revista | Edição 132

Veja abaixo outros depoimentos:

VEDAMOTORS “O ano de 2015 foi um ano bom, não atingimos nossa meta em 100% mas chegamos muito próximos com 96% dela. Continuamos a investir em novas tecnologias e capacitar os profissionais. O ponto mais crítico de 2015 foram os reajustes de preços que nossos fornecedores nos repassaram. Não demitimos por conta da recessão, substituímos colaboradores por conta de baixa produtividade, pois o mercado está oportuno para contratação de mão de obra ou por melhoria de processo. Nossa expectativa para 2016 não é muito positiva, visto todos os escândalos políticos que impactam na nossa economia. A conta será paga pelas empresas e pelo povo. Mas não podemos pensar negativo”. Rodrigo Alves, Controller.


MONTANNA “O balanço de 2015 foi positivo em virtude de várias ações tomadas durante o ano para reverter o posicionamento difícil em que se encontrava o mercado. A aquisição de novas marcas e o desenvolvimento de novos produtos contribuíram para que não houvesse necessidade de demitir. Acredito que 2016 será melhor, foram tomadas medidas de planejamento para realinhamento dos custos da empresa e para criação de novas oportunidades de negócios. Gostaria de ressaltar que a queda na venda de motos 0KM fez com que a manutenção de usadas se aquecesse, o que favoreceu o mercado de reposição. No entanto, prejudicou as vendas de peças e acessórios para as montadoras. Pretendemos continuar expandindo a linha de produtos, incentivar a expansão de novos mercados, investindo em ações de marketing, capacitação e aguardar a evolução do mercado, procurando manter a produtividade e o nível de competitividade”. Orlando Leone, diretor.

CIRCUIT “Foi um ano bem diferente dos últimos 20 anos. Houve queda nas vendas das lojas e fomos obrigados a expandir as vendas para o exterior. Os custos fixos como energia, mão de obra e água tiveram aumentos muito importantes e acabaram reduzindo o poder de compra dos motociclistas. Fomos melhorando a gestão interna da fábrica e usando o dinheiro de forma mais racional. Em 2016, eu acho que o mercado de modo geral vai piorar. No caso da Circuit, estamos prevendo crescimento de 15% nas vendas por causa das novas estratégias que pretendemos implementar. Aproveitamos os últimos três anos de real valorizado para comprar máquinas e tecnologia. Nosso maior investimento a partir de agora será em pessoal para melhorar nossa distribuição dentro e fora do Brasil”. Renato Edmundo Breda, diretor.

EBRAM “Foi um ano de superação e muito trabalho, fechamos bem o ano. O reajuste na matéria-prima e na cesta de insumos, que obrigatoriamente usamos na produção de nossos produtos, influenciaram bastante nosso desem-

penho, mas a alta do dólar favoreceu a concorrência sobre os similares importados. Em 2016 adotaremos a mesma receita de 2015: trabalho, muito trabalho. Mas é importante que o governo implemente uma profunda reforma fiscal. Estamos atentos ao clamor do mercado. Se o desemprego aumentar e a população se endividar, teremos que puxar o freio de mão. Agora, se o governo não colocar ainda mais insegurança, as coisas se acomodarem, temos tudo para crescer e dar emprego, ampliando nossa área de atuação no País e lançando novos produtos”. Cesar Rorato, diretor comercial.

VEDOX “A Vedox conseguiu um ano produtivo, dentro do que esperávamos. Acreditamos que a alta do dólar contribuiu para uma retração geral na economia. Em nosso caso a moeda americana impactou no custo dos insumos. Trabalhamos com a expectativa de que 2016 seja melhor. As correções necessárias na economia já foram ou estão sendo feitas pelos órgãos responsáveis, mas também precisamos de tempo para que as mesmas surtam efeito. Além do mercado nacional, vamos trabalhar para levar nossos produtos ao exterior, tanto que investimos em tecnologia com a aquisição de uma máquina injetora de alumínio”. Marcos Paulo, gerente geral

POLIVISOR “A respeito de 2015, apesar do ano ter sido muito instável em diversos momentos, tivemos resultado positivo com crescimento de 5% em relação a 2014, mesmo assim, tivemos de demitir 15% de nossos empregados. Os aspectos que mais influenciam nossos negócios são os impostos, que além de muitos têm valores altíssimos. Outro problema é a concorrência desleal. Eu acredito que mais fiscalização e a implantação de um sistema tributário justo, para que empresas sérias não paguem pelas outras, que só bagunçam o mercado, são medidas necessárias para que o cenário melhore. O plano para 2016 é a expansão da marca dentro e fora do território nacional. Feito isso, pretendemos aumentar todo o restante de nossas operações”. Lucas Pena Mantovani, gerente comercial e marketing.




Sua moto em detalhe

Sempre faça a revisão de sua moto

Observar constantemente o desgaste natural contribui para a segurança e durabilidade do veículo

|||| 30 | ANFAMOTO em Revista | Edição 132

Há algo pior do que a moto apresentar problemas no trânsito? Uma quebra em movimento, mais do que o transtorno do veículo parado pode representar riscos à integridade física e à vida do condutor e de outras pessoas em seu entorno. Por esta razão é importante fazer a manutenção preventiva da motocicleta. Além do mais, o motociclista que tem o hábito da revisão contribui para aumentar a vida útil da moto. O freio é um dos itens mais importantes e que deve ser verificado constantemente. O supervisor de vendas da Fabreck, Layon Willian de Souza, explica que o varão de freio é o principal indicador de desgaste. Para garantir a segurança nas frenagens basta observá-lo constantemente e, de tempos em tempos, dar um aperto nele. Mas chega uma hora que não é mais possível apertar. É o aviso de que

a moto tem de ir para o mecânico. No caso das pastilhas, basta observar se o material de atrito está desgastado aproximando-se da base de metal”, explicou. Souza reforça que ao instalar patins ou pastilhas de freio novas é necessário que o cubo (no caso de patins) ou os discos (pastilhas) tenham passado por uma retífica. “Conforme o freio vai sendo acionado, há um desgaste natural dessas peças. Se não for realizada a retífica, a nova pastilha ou patim não terá contato total com a superfície do disco ou do cubo, o que reduz a eficiência da frenagem”. Outro item de segurança muito importante é o pneu. Em condições normais de uso ele dura entre 10 mil e 12 mil quilômetros. Mas para que isso ocorra é imprescindível calibrá-lo sempre, pois pneu murcho prejudica a dirigibilidade, desgasta mais rapidamente e contribui para


o aumento do consumo de combustível. O diretor técnico da fabricante de pneus Rinaldi, João Umberto Volpato, aconselha a olhar também se os pneus possuem rachaduras, bolhas, cortes e perfurações e atenção à data de fabricação porque a garantia, em geral, é de cinco anos. “Outro ponto importante é visualizar o TWI, sigla inglesa que significa indicador do desgaste do pneu, que está localizado em três pontos em cada um dos flancos. Essa marcação possibilita avaliar, visualmente, se o pneu atingiu o limite de desgaste”. Um detalhe importante: aros danificados criam vibrações e reduzem a estabilidade da motocicleta. Portanto, preste atenção neles. Motor O óleo lubrificante é outro item a ser verificado com frequência. Muitos problemas no motor ocorrem porque o motociclista não se atenta ao momento certo de fazer a troca ou ao tipo recomendado. Siga as instruções do manual. O óleo é um item muito barato se comparado aos estragos causados pelo esquecimento de sua troca. O mecânico Rômulo da Silva Menezes, da Wheeling Motopeças, de São Paulo, lembra que não se trata apenas de se preocupar com o tempo da troca. É preciso ver se há algum vazamento. Ele também lembra da necessidade de prestar atenção a barulhos diferentes no motor. “Se o motor fizer um barulho metálico, acima do normal, pode ser que ele esteja batendo pino, ou seja, há peças muito desgastadas que poderão gerar custos adicionais”, explica. O conjunto corrente, coroa e pinhão também merece atenção especial, pois é esse sistema que leva a força do motor para a roda traseira. A lubrificação da corrente deve ser feita semanalmente ou, no mínimo, a cada 15 dias. Em época de chuvas ou quando se usa o veículo em estradas de terra, o ideal é fazer diariamente. Essa ação ajuda a aumentar a vida útil do sistema. Uma corrente sem lubrificação pode se romper porque trabalha com atrito maior, além de corroer a coroa e o pinhão. O rompimento da corrente é perigoso porque se ela enroscar na roda pode gerar graves acidentes. Outros Outros itens merecem especial atenção para que a moto funcione sempre bem. Se a bateria for comum, verifique o nível de água e só complete com

água destilada. Verifique se há muita oxidação dos polos da bateria. Dê preferência ao uso de bateria selada, que é livre de manutenção. Coloque apenas combustível em postos de confiança. Gasolina ou álcool adulterado podem acelerar a corrosão de peças metálicas ou danificar vedações causando grandes danos ao motor. Fique atento também ao painel de instrumentos, pois ele apresenta informações importantes para o piloto. Por fim, não esqueça de olhar as lâmpadas, pois são itens de segurança obrigatórios e custam muito pouco. Se a ocorrência de lâmpadas queimadas for constante, vale fazer uma revisão elétrica. “A manutenção de sua moto tem que ser feita sempre e de maneira preventiva. Alguns itens podem ser verificados visualmente todos os dias pelo motociclista antes mesmo de sair de casa. E nos demais casos sempre é recomendado que um profissional qualificado faça essa revisão. Tenha sempre certeza de que sua moto está funcionando em perfeitas condições de uso e segurança. Prevenir é muito melhor que ter surpresas desagradáveis”, comenta Orlando Leone, presidente da ANFAMOTO.


DUAS RODAS

Honda lança nova CG 125i Fan com sistema de injeção eletrônica A Honda inicia o ano com novidade em sua linha street de baixa cilindrada. Em fevereiro toda a rede de concessionárias passou a comercializar a nova CG 125i Fan, que incorporou nova tecnologia. Entre as inovações, destaque para a adoção de sistema de injeção eletrônica de combustível. O modelo também incorporou novo tanque de combustível, com traços elevados e tampa esportiva, escape redimensionado com novo protetor e ponteira, além de novo conjunto de pedaleiras. Utilizada em grandes centros urbanos, tanto para o uso profissional quanto para o lazer, os principais atributos da nova CG 125i Fan estão relacionados à economia de combustível e a um conjunto extremamente eficiente, de grande resistência e baixo custo de manutenção. Seu motor monocilín-

|||| 32| ANFAMOTO em Revista | Edição 132

drico OHC (Over Head Camshaft) tem capacidade de 124,7cm³, quatro tempos, arrefecido a ar. A principal novidade é a adoção de um moderno sistema de injeção eletrônica PGM-FI (Programmed Fuel Injection) em substituição ao carburador. Com possibilidade de abastecimento apenas com gasolina, são 11,8 cv a 8.500 rpm e torque máximo de 1,06 kgf.m a 5.000 rpm. O modelo conta ainda com partida a pedal e câmbio de cinco velocidades, com transmissão final por corrente. Seu chassi de aço do tipo Diamond oferece ótimas respostas em rigidez para toda a estrutura. A suspensão tem garfo dianteiro telescópico, com curso de 115 mm. Já a traseira, conta com amortecedores duplos e mola, com curso de 64 mm. Os freios são a tam-

bor, com 130 mm na frente e 130 mm atrás. As rodas raiadas apresentam aros em alumínio e pneus 80/100-18 (dianteiro) e 90/90-18 (traseiro). Leve, todo conjunto oferece pilotagem facilitada graças ao peso de apenas 107 kg. Com a chegada do novo modelo todas as versões oferecidas pela linha CG no Brasil passam a atender definitivamente a segunda fase do PROMOT 4 (Programa de Controle da Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares). A CG 125i Fan é fabricada em Manaus (AM) e já está disponível em toda rede de concessionárias de motocicletas Honda. Comercializada nas cores preta e vermelha, tem preço público sugerido de R$ 6.790 com base no Estado de São Paulo, sem despesas de frete ou seguro. A garantia é de três anos sem limite de quilometragem, com fornecimento gratuito de óleo em sete revisões.


DUAS RODAS

Quadriciclos agora devem ser emplacados O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou, no dia 16 de dezembro de 2015, a Resolução 573 que definiu regras para circulação e segurança de quadriciclos em vias urbanas. Segundo a nova norma, todos os quadriciclos devem ser registrados e licenciados para poderem circular pelas vias públicas brasileiras. Com a medida, que entrou em vigor na data de sua publicação, os quadriciclos devem ser emplacados, na traseira, como as motos, para rodar nas ruas. Outra exigência é que o condutor tenha carteira nacional de habilitação da categoria “B”. Assim como é exigido de motociclistas, os condutores e passageiros de quadriciclos também são obrigados a usarem capacete certificado pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia e Qualidade Industrial) e viseiras. Está proibido o transporte de crianças menores de 7 anos. A circulação deste tipo de veículo está restrita a vias urbanas, sendo proibida sua circulação em rodovias federais, estaduais e do Distrito Federal. Os quadriciclos foram divididos pelo Contran em dois grupos. Um é o tradicional, descrito como veículo automotor similar às motos, com guidão dotado de 4 rodas e

com eixo traseiro e dianteiro. Nesse caso, o motor pode ser movido à combustão ou elétrico. Seu peso não pode ser superior a 400 kg ou 550 kg, quando for um veículo destinado ao transporte de carga. Se for elétrico, será descontado o peso das baterias, se o motor não tiver potência superior a 15 kW (cerca de 20,4 cavalos). O outro grupo é composto por veículos elétricos com cabine fechada, possuindo eixo dianteiro e traseiro, também dotado de 4 rodas. Seu peso não pode ser superior a 400 kg ou 550 kg, quando for um veículo destinado ao transporte de carga. A massa das baterias deve ser excluída quando a potência não for superior a

15 kW (cerca de 20,4 cavalos). Essa divisão em tipos também altera, em parte, algumas exigências. Por exemplo, o capacete é obrigatório quando o condutor está em um quadriciclo tradicional. Em quadriciclos de cabine fechada o acessório não é necessário, porém, o veículo deve ser provido de cinto de segurança de três ou quatro pontos e airbag frontal. Está proibido o uso de cabine fechada nos quadriciclos tradicionais e a transformação de outros tipos de veículos em quadriciclos.


Representante

A.V. Lopes: uma empresa de muita credibilidade Sediada no Rio de Janeiro, comercializa cerca de 2 mil itens oriundos de dez representadas Credibilidade acima de tudo. Essa é a frase que resume toda a trajetória comercial da A.V. Lopes Representações e também a filosofia de trabalho da empresa. Sediada no Rio de Janeiro, a companhia foi fundada em junho de 1986 por Antonio Vicente Lopes, Maria Caria Lopes e Ricardo Caria Lopes. Eles Ricardo Caria Lopes era recémformado em administração haviam notado a falta, na quando fundou a empresa época, de representantes comerciais para os setores de peças para automóveis e motocicletas e resolveram explorar melhor esses mercados. Ricardo era recém-formado em administração de empresas e Antonio havia sido gerente da Eninco, empresa do segmento de motocicletas. O trabalho teve início com autopeças. Não demorou muito para que o segmento de motopeças fosse incorporado aos trabalhos e, em 1990, os sócios fizeram a opção de focar na representação de peças para o mercado de duas rodas. “Tínhamos em nosso portfólio três empresas representadas aqui no Rio de Janeiro. Acertamos em escolher o setor de motos, mas o início foi duro porque o mercado era pequeno, limitado e com poucas fábricas”, diz Ricardo, atual diretor da A.V. Lopes Representações. Ricardo conta que no início a empresa contava com |||| 34 | ANFAMOTO em Revista | Edição 132

três prepostos, enquanto ele e o pai gerenciavam os negócios em todo o Estado. Era uma época sem celular ou computador. “Tínhamos apenas força e disposição para trabalhar”. Atualmente, a A.V. Lopes Representações representa dez empresas e comercializa cerca de 2 mil itens em peças e acessórios. Mas por conta da tecnologia, o número de propostos diminuiu de três para um. “Com essas novas tecnologias, a representação comercial ficou mais dinâmica. Todo o processo está mais ágil no atendimento a clientes e representadas”. Questionado se trabalha com produtos importados, Ricardo explica que na atualidade os importados se encontram em todas as fases de produção da indústria de mototpeças, algumas fábricas com mais outras com menos. Quanto à linha de produtos, a A.V. Lopes não tem necessariamente um item que possa ser chamado de carro-chefe das vendas. “Tudo que temos para representar é significativo e importante para nosso mercado. Por essa razão não uso esse termo”. A.V. Lopes Representações: (21) 2564-1787 E-mail: avlopesrep@gmail.com



Artigo

Preferência do pedestre não é absoluta to Brasileiro e o §2º, do inciso XII, do artigo 29, não pode ser interpretado isoladamente, quando menciona: “Respeitadas as normas de circulação e conduta estabelecidas neste artigo, em ordem decrescente, os veículos de maior porte serão sempre responsáveis pela segurança dos menores, os motorizados pelos não motorizados e, juntos, pela incolumidade dos pedestres. ” E o que incumbi ao pedestre? André Garcia

Semana passada na condição de pedestre, presenciei um cidadão atravessando uma rua em local inapropriado, perto de esquina em cruzamento, sem faixa de pedestre, propiciando pouca visibilidade para ele e para o motorista do automóvel que quase o atropelou. O que chamou atenção, foi a agressividade do pedestre. Literalmente, ele teve intenção de dividir o espaço com o automóvel. O automóvel freou, desviou e mesmo em uma velocidade pouco menor de 50km/h, quase, por muito pouco, houve o incidente. Não consideraria acidente, dado a postura do pedestre. Logo me veio à cabeça o quanto a informação muitas vezes é passada ao cidadão de forma equivocada, como faz a Prefeitura Municipal de São Paulo e a CET/SP quando se refere à prioridade do pedestre no trânsito ou na via pública. A tal preferência do pedestre está regulamentada no Código de Trânsi-

|||| 36 | ANFAMOTO em Revista | Edição 132

Entre os artigos 68 e 70 do CTB fica determinado as obrigações do pedestre e o que chama atenção é: para cruzar a pista de rolamento o pedestre tomará precauções de segurança, levando em conta, principalmente, a visibilidade, a distância e a velocidade dos veículos, utilizando sempre as faixas ou passagens a ele destinadas sempre que estas existirem numa distância de até cinquenta metros

dele, (Art.69 grifo nosso). Na letra “a” do mesmo artigo 69 assevera: não deverão adentrar na pista sem antes se certificar de que podem fazê-lo sem obstruir o trânsito de veículos; Ninguém em sã consciência, dolosamente, atropelará um pedestre porque este não cumpriu sua parte determinada pelo CTB, todavia, 555 mortes por atropelamento só na cidade de São Paulo, segundo Relatório Anual 2014 de Acidentes de Trânsito Fatais da CET/ SP, aumento de 8%, ante as 514 mortes de 2013 é um número assustador. Portanto, o “direito de preferência” do pedestre não é absoluto e como parte do sistema tem a obrigação de zelar pela segurança de todos na via pública. As piores vias foram Marginal Tietê com 15, Av. Mal. Tito com 11, Marginal Pinheiros e Av. Sen. Teotônio Vilela com 9 atropelamentos com morte. Ainda no estudo, é apontado que os horários críticos são


nos períodos da tarde e noite, ou seja, quando há diminuição da visibilidade. Infelizmente no relatório não é apontado o causador do acidente, mas basta andar pelas ruas de São Paulo para verificar que pedestre tem tido uma postura quase suicida, porque houve um “marketing” equivocado, levando o cidadão ao erro, levando-o acreditar que em qualquer lugar o veículo tem que parar, todavia, sua preferência é na calçada, no acostamento (quando não existe calçada), na faixa de pedestres ou quando na mudança do vermelho para o verde, o veículo é obrigado aguardar o término da travessia do pedestre. E como fazer isso nas vias onde teve maior número de mortes por atropelamento? Como fazer isso em vias cuja velocidade é igual ou superior a 60/70km/h? O Prefeito Haddad demagogicamente reduziu a velocidade drasticamente em toda cidade, óbvio que para aumen-

tar a arrecadação e não salvar vidas, todavia, agora pode atropelar em uma velocidade menor, já que diminuiu o efeito secundário ou o agravante de um acidente de trânsito, qual seja, a velocidade; ignorando a causa do acidente ou causa primária do acidente de trânsito: o que faz um pedestre na Marginal Tietê ou Marginal Pinheiros? Via expressa é assim definida: “uma via de transito rápido e sem interrupção. Elas foram concebidas para se assemelharem a uma autoestrada cortando as cidades por amplos setores. Por definição devem evitar terem instaladas em sua adjacência estruturas que demandem trânsito intenso como supermercados ou centros universitários. ” Em um país sério, pedestre que tenta atravessar via expressa é multado, chega a ser preso. Esse equívoco infelizmente é reparado tardiamente, já se perdeu a vida, quando se verifica farta jurisprudência eximindo o condutor do veículo à morte de um cidadão por atropelamento, onde o Poder Judiciário aplica, exatamente, o que consta entre os artigos 68 e 70 do CTB, infelizmente artigos, cujo importante conteúdo não foi levado ao conhecimento dos cidadãos. Que existe multa, com infração gravíssima, para os infratores de posse de veículo motorizado é de amplo conhecimento, como por exemplo, do art. 214 quando não se dá preferência ao pedestre que se encontra na faixa a ele destinada, ou que não haja concluído a travessia quando ocorre sinal verde para os veículos, para os portadores de deficiência física, crianças, idosos e gestantes; do artigo 220

quando é obrigatório reduzir a velocidade quando se aproxima de passeatas, aglomerações, cortejos, em locais controlados pelo agente de trânsito, ao aproximar-se da guia da calçada ou acostamento, escolas, hospitais, dentre muitas outras possibilidades neste artigo (220). E o que muita gente não sabe é que sim, o pedestre está sujeito à multa e é o que determina o artigo 254, do CTB: É proibido ao pedestre: I - permanecer ou andar nas pistas de rolamento, exceto para cruzá-las onde for permitido; II - cruzar pistas de rolamento nos viadutos, pontes, ou túneis, salvo onde exista permissão; III - atravessar a via dentro das áreas de cruzamento, salvo quando houver sinalização para esse fim; (o que narrei no início deste artigo) IV - Utilizar-se da via em agrupamentos capazes de perturbar o trânsito, ou para a prática de qualquer folguedo, esporte, desfiles e similares, salvo em casos especiais e com a devida licença da autoridade competente; V - andar fora da faixa própria, passarela, passagem aérea ou subterrânea; VI - desobedecer à sinalização de trânsito específica; Infração - leve; Penalidade - multa, em 50% (cinquenta por cento) do valor da infração de natureza leve. O problema aqui é como multar? Mesmo problema ocorre com bicicletas. Apesar do nosso Código de Trânsito Brasileiro ter apenas 19 (dezenove) anos, nosso Congresso Nacional muito ocupado, muito produtivo, espe-


Artigo

cialmente quando se trata do aumento dos próprios salários e subsídios, ainda não conseguiu resolver esse imbróglio. A solução está no CPF – Cadastro de Pessoa Física do Ministério da Fazenda, aliás, solução esta que deveria ser levado a cabo para todos, inclusive se tratando de veículos automotores. A cobrança ficaria a cargo da Fazenda Nacional com direito a execução e negativação do CPF e os valores ar-

|||| 38 | ANFAMOTO em Revista | Edição 132

recadados destinados para o FUNSET que, por sua vez, deve ser repensado na divisão de valores, pois uma cidade como São Paulo tem que receber o equivalente ao que gerou de multa. Enquanto no Brasil prevalecer a demagogia no trânsito, ao invés de se pensar, verdadeiramente, sem bandeira partidária e ou fome por arrecadação, na segurança do trânsito, os 60 mil mortos no trânsito por ano, segundo a ABRAMET, só tende a aumentar.

André Garcia é motociclista, advogado especialista em Gestão e Direito de Trânsito, colunista na imprensa especializada de duas rodas, idealizador do Projeto Motociclismo com Segurança que busca aculturar a sociedade em segurança viária por meio de palestras e aulas de pilotagem, laureado com o Prêmio ABRACICLO de Jornalismo em 2008 – Destaque em Internet e 2013 – Vencedor na categoria Revista com matérias de segurança viária e homenageado na Câmara Municipal de São Paulo pelo Dia Internacional do Motociclista em agosto de 2013 com o Troféu “Marco da Paz” por sua atuação no trabalho de ação social e pela construção da cultura de paz no mundo. andregarcia@motosafe.com.br.


DENGUE

Combater o Aedes aegypti é dever de todos Casos de dengue aumentam no País e o mosquito ainda é responsável pela transmissão do perigoso zika vírus

Ele parece insignificante de tão pequeno, mas tem provocado terror no País inteiro. Trata-se do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chicungunya, zika vírus e febre amarela. Não é para menos, segundo noticiado na Agência Brasil, somente no período de 3 a 23 de janeiro deste ano foram registrados 73.872 casos prováveis de dengue em todo o Brasil. Para se ter ideia, no mesmo período de 2015, o número era de 49.857 registros, ou seja, houve avanço de 48% nas infecções de dengue. Vale ressaltar que esses números não são exatos porque o governo federal tem atrasado o envio de kits para testes de dengue aos municípios. Ou seja, muitos casos são

notificados como prováveis ou nem ao menos registrados porque não havia como confirmar. Em outras palavras, a situação deve ser muito pior do que os dados oficiais indicam. E como se não bastasse, o mosquito transmite o zika vírus, doença que no início ninguém deu atenção por acreditar que era inofensiva, mas que depois foi relacionada a milhares de casos de nascimento de crianças com microcefalia. Ocorre que o Aedes aegypti é um mosquito totalmente adaptado ao ambiente urbano e capaz de se reproduzir em qualquer poça d’água. Uma tampinha de garrafa cheia de água é suficiente para ele se reproduzir. Daí a dificuldade imensa de controlar essa praga. Seu ciclo de reprodução demora de 7 a 12 dias, conforme a temperatura ambiente: quanto mais quente, melhor para ele. Por esta razão, o combate é um dever de todos. É preciso que cada cidadão faça sua parte. Não se deve deixar aqueles pratinhos para segurar a água de plantas, recipientes como garrafas, utensílios devem ser armazenados em lugar coberto ou pelo menos com a boca virada para baixo. Verifique se a caixa d’água está bem fechada. Se houver acúmulo de água em calhas ou lajes, convém secar.

Empresários também devem ficar atentos. Observe, no pátio da empresa se há algum material exposto que possa juntar água. É comum material de descarte ficar a céu aberto. Proprietários de oficinas mecânicas em especial devem ficar de olho porque é comum uma peça trocada e que não tem mais uso ficar armazenada em um lugar que não atrapalhe a movimentação dos profissionais. O problema é que, muitas vezes, esse lugar é aberto. Pneus e qualquer peça curva que possa armazenar a chuva se transforma em criadouro para o mosquito. “A dengue é um problema gravíssimo que atinge todo o País. Já que nosso governo não fez a lição de casa, a população tem que se envolver diretamente para ajudar nesse combate que deve ser ininterrupto, não deve haver campanha de combate ao mosquito só na crise. Esse se tornou um problema de todos e é obrigação de todos nós lutarmos nesse combate”, alerta Orlando Leone, presidente da ANFAMOTO. Lembre-se: se o mosquito nascer em seu próprio quintal, antes de picar os outros ele picará você mesmo e sua família por uma questão de proximidade. Combater o Aedes aegypti é, acima de tudo, cuidar do bem-estar da própria família e, de quebra, ajudar toda a sociedade. | ANFAMOTO em Revista | Edição 132 | 39 ||||


Notícias

Shineray ocupa 2ª posição em emplacamentos Pelo segundo mês consecutivo, a Shineray do Brasil assume a segunda posição no emplacamento de veículos de duas rodas no País. Os dados são da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) relativos ao mês de janeiro de 2016. Em novembro de 2015, a montadora

||||

pernambucana já havia assumido a terceira posição no ranking e, em dezembro, cravou o segundo lugar no número de emplacamentos, ultrapassando a Yamaha. No cômputo total, a marca registrou 10.527 emplacamentos no primeiro mês do ano e o item responsável pelo crescimento são os ciclomotores da marca. Credita-se a isso a obrigatoriedade de emplacamento das chamadas cinquentinhas a partir da implantação da Lei 16.154/2015, que repassou aos estados a responsabilidade do licenciamento e registro dos produtos.

HND Racing PRT ganha 500 Milhas Brasil

Índice de confiaça do comércio fica estável

A equipe HND Racing PRT venceu, na categoria SuperSport, a prova 500 Milhas Brasil, realizada nos dias 30 e 31 de janeiro no autódromo de Interlagos, em São Paulo. A equipe campeã, formada pelos pilotos Marcus Vinícius, Rafa Nunes e Zerbo, disputou a prova com motocicleta Kawasaki ZX6. Durante a prova, mais de 90 pilotos profissionais competiram por títulos de velocidade, resistência, força e técnica. O título foi recebido com o encerramento das 187 voltas da prova em 5:50:22.23, levando toda a equipe ao pódio. O segundo lugar ficou com a equipe GST Honda Mobil Supermoto. A prova 500 Milhas Brasil foi criada em 1970 para promover disputas de longa duração de motocicletas no País. A competição é ideal para o teste de resistência das montadoras e uma vitrine para expor a qualidade de seus produtos. Hoje é considerada a prova de gala do motociclismo brasileiro, sendo a única corrida oficial da América Latina reconhecida internacionalmente.

Em janeiro, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) alcançou 74,5 pontos, uma elevação de 0,7% em relação a dezembro de 2015. Entretanto, na comparação com o mesmo período anterior, o recuo foi de 24,8%. Apurado mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), o ICEC varia de zero (pessimismo total) a 200 pontos (otimismo total). De acordo com a Entidade, o indicador vem apresentando certa estabilidade desde o segundo semestre de 2015. A Federação reforça, entretanto, que ainda se trata de um resultado negativo e indica pessimismo dos empresários do setor. Afinal, inflação, juros altos, falta de crédito e desemprego derrubaram as vendas em 2015 e devem manter fraco o desempenho do setor ao longo de 2016.

40

| ANFAMOTO em Revista | Edição 132


Atividade industrial cai em São Paulo Com exceção da forte queda de 9,3% em 2009, ano da crise, a queda de 6,1% na passagem de 2014 para 2015, é o pior patamar da atividade industrial de São Paulo desde 2003, apura o Indicador de Nível de Atividade da Fiesp e do Ciesp (INA), divulgado no dia 3 de fevereiro. Somente no último trimestre do ano passado, o desempenho do setor manufatureiro caiu 3% na comparação com o período anterior. A variável Horas Trabalhadas na Produção despencou 12,9% na comparação anual e foi a principal influência negativa para o resultado de 2015, segundo o Departamento de Pesquisas e Estudos Econô-

micos (Depecon) da Fiesp e do Ciesp. Paulo Francini, diretor do Depecon, afirma que a redução das horas trabalhadas na produção não indica exclusivamente uma queda do emprego no setor, mas a adoção de medidas como lay-off por parte de empresas, que é a suspensão do contrato de trabalho por tempo determinado.

BMW faz recall de dois modelos

Mercado sobe estimativa de inflação

Os proprietários dos scooters BMW C 600 Sport e C 650 GT, fabricados entre abril de 2013 e janeiro de 2015, devem se preocupar com sistema de freio. A fabricante alemã disparou um chamado de recall solicitando agendamento técnico para a vistoria do tubo flexível dianteiro. Após a inspeção, o componente poderá ser substituído. Segundo comunicado, existe o risco do flexível apresentar desgaste por conta do atrito com o tubo da suspensão que, segundo a empresa, pode “comprometer a capacidade de frenagem”. A substituição, caso necessária, está sendo feita desde 15 de fevereiro. No caso da C 600 Sport os chassis envolvidos vão de ZZ51928 a ZZ55652; no C 650 Sport vão de ZZ75205 a ZZ75416. Vale lembrar que nos dois modelos os números não são sequenciais, alerta o comunicado. Informações estão disponíveis no telefone 0800 707 3578.

Os economistas do mercado financeiro elevaram novamente sua estimativa de inflação para este ano e passaram a prever uma contração maior da economia brasileira. Os dados são do relatório Focus, divulgado no dia 15 de fevereiro pelo Banco Central, e que reúne dados pesquisados junto a mais de 100 instituições financeiras. Para 2016, a expectativa para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, subiu de 7,56% para 7,61%, o sétimo aumento seguido. Com isso, permanece acima do teto de 6,5% do sistema de metas do ano e bem distante do objetivo central de 4,5%. Para 2017, a estimativa do mercado financeiro para a inflação permaneceu estável em 6%. Com isso, segue distante da meta central de 4,5% do ano que vem e continua exatamente no teto de 6% do regime de metas para o período. O IPCA ganhou força no início de 2016, chegando a 1,27% em janeiro - maior taxa mensal para janeiro desde 2003, quando atingiu 2,25%. Em 12 meses, o indicador acumula alta de 10,71%.


DICAS & LANÇAMENTOS

#1 MONTANNA

#2 FISCHER

#3 MELC

RK Chain é um produto ORIGINAL DE FÁBRICA HONDA e, hoje, divide a linha de montagem, é um produto produto campeão mundial, com Marc Marquez. A corrente com tecnologia japonesa, presente em todo mundo, agora também no Brasil. A Montanna é distribuidor exclusivo no Brasil da linha 428H. Linha completa: alta, média e baixa cilindrada. (428H, 520H, 520KRO, 520 GXW, 520 MXU, 520 MXZ4, 520 KRX, 525 GXW, 530 GXW)

A Fischer lança para o mercado a pastilha de freio que equipa a linha de UTV’s da marca POLARIS. Fabricada com material de atrito cerâmico e plaqueta de aço inox, o produto foi desenvolvido especificamente para prática do off road com excelente custo/benefício.

A Melc lançou recentemente o paralama dianteiro para XTZ 150 Crosser. A matéria-prima utilizada para confecção deste novo item é de primeira linha, fato que assegura a qualidade exigida por nossos clientes.

MAIS INFORMAÇÕES: (11) 2475-7000

MAIS INFORMAÇÕES: (11) 4822-7171

MAIS INFORMAÇÕES: w.helio@melc.com.br

#4 HJC CAPACETES

#5 CONTROLFLEX

#6 VALFLEX

Quer dar o máximo, ultrapassar seus limites e tudo isso com beleza, conforto e a máxima segurança? Conheça FG-17 Phoenix MC-1: fabricado em composição entrelaçada de Kevlar e fibra de vidro, leve e resistente, classificado com 4 estrelas SHARP (um dos mais conceituados institutos de teste Britânico). Além de ser testado e aprovado em exclusivo túnel de vento.

A Controlflex Cabos, marca associada ao Grupo Controlflex, apresenta novas opções de cabos com qualidade e desempenho para motocicletas. Os modelos que ganharam novas opções são: cabos de velocímetro para Shineray e cabos de acelerador para Honda.

Valflex lança no mercado filtro de ar compatível com Titan Bros 160.

MAIS INFORMAÇÕES: www.hjcdobrasil.com.br

MAIS INFORMAÇÕES: (11) 4603-13311

MAIS INFORMAÇÕES: (11) 2317-3388

|||| 42 | ANFAMOTO em Revista | Edição 132



DICAS & LANÇAMENTOS

#7 VALPLAS

#8 REPSOL

#9 NASA CAPACETES

Valplas disponibiliza suporte de placa conforme resolução N.° 510 de 27 de novembro de 2014 do Contran.

Quando você escolhe Lubrificantes Repsol, escolhe muito mais. A Repsol proporciona a milhões de pessoas e empresas em todo mundo as soluções mais eficientes, responsáveis e inovadoras. Agora a Repsol chega ao Brasil para trazer essa tecnologia e qualidade ao mercado brasileiro. Conheça e se surpreenda com nossos produtos.

A Nasa Capacetes lançou seus novos modelos da linha 881 2016. Um grafismo mais lindo do que o outro. O casco possui uma aerodinâmica incrível e não é à toa que é o mais leve da sua categoria, ideal para você. Conheça todos os modelos!

MAIS INFORMAÇÕES: (11) 4603-1331

MAIS INFORMAÇÕES: 08000 10 6969

MAIS INFORMAÇÕES: (11) 2087-7750


Lista de Associados

FABRICANTES

A.A.S. Moto Ind. e Com.(Pedro A. Souza) R. Centralina, 268-A 08410-100 - São Paulo - SP Tel.: (11) 2961-6902 - Fax.: (11) 2961-4665 E-mail: aasmoto@ig.com.br Fabricante de Guarnição para ponteiras de escapamentos e elementos para filtro de ar (espuma) A.F. Frigeri Coml. de Moto Peças Ltda R. Sergio Cardoso, 210 - Jd. do Trevo 13211-380 - Jundiaí - SP Tel (11) 4581-1282/ Fax (11) 4582-6595 E-mail: comprasvendasfrigeri@terra.com.br Site: www.frigeri.com.br Fabricante de Filtros de ar Alba Industrial Impermeáveis Ltda Rua Fernão Pompeu de Camargo, 835 Jd. Trevo - 13041-025 - Campinas -SP Tel.: (19) 3272-9821 / Fax: (19) 3272-9795 Site: www.albaindustrial.com.br Fabricante de conjuntos impermeáveis, capas p/ motos, sobre botas, luvas, casacos, blusões e mochilas Arbyn Favaro Tecnometal R. Eng. Guilherme Cristiano Frender, 1.114 Aricanduva 03477-000 São Paulo- SP Tel.: (11) 2727-3777 / Fax: (11) 2722-1444 E-mail: arbyn@arbyn.com.br www.arbyn.com.br AWA Motos Rua Lavineo de Arruda Falcão, 1272 14808-390 – Araraquara – SP (16) 3301-1890 E-mail: marina.murari@awamotos.com.br Site: www.awamotos.com.br Baterias Heliar Av. Antonio Carlos Cômitre, 540 6º andar Campolim 18047-620 Sorocaba-SP Tel.: (11) 3416-8125 Site: www.heliar.com.br

Cachorro Locco Confecções Ltda Rua Belchio Carneiro, 239 05068-050 - São Paulo - SP Tel.: (11) 3864-6406 Fax.: (11) 3672-6565 Site: www.cachorrolocco.com.br Fabricante de capas, jaquetas e mochilas Caramori Ind. e Com. Ltda. Av. Dr. Alberto Jackson Byington, 1777 06276-000 - Osasco - SP Tel (11) 3601-4522/Fax (11) 3601-2608 E-mail: caramori@gmail.com Fabricante de acessórios e baús. Cerâmica e Velas de Ignição NGK do Brasil Ltda.

Estrada Mogi - Salesopolis, Km 9 - Cocuera

08701-970 – Mogi das Cruzes - SP Tel (11) 4793-8000 Site: www.ngkntk.com.br Fabricante de Velas de ignição, cabos de ignição, terminais supressivos e sensores de oxigênio

CIA. Magnetron Indústria e Comércio de Componentes Alameda Arpo , 750-e, Ouro Fino 83010-290 – São José dos Pinhais – PR Tel. 41 3381 8800 / fax 41 3381 8855 E-mail: magnetron@magnetron.com.br Site: www.magnetron.com.br Fabrica e distribui produtos de ignição e energia para motos como, Bobinas de ignição, luz, força e pulso, reles de partida, chaves de ignição, Bombas de combustível, fiação principal, buzinas, lâmpadas e velas de ignição. Circuit Equipamentos Esportivos Ltda Av. Alexandrina das Chagas Moreira, 760 12412-800 Pindamonhangaba – SP Tel.: (12) 3648-3300 Site: www.circuit.com.br Fabricante de Manoplas, protetores de mão, coletes, paralamas, etc Cometa Ind. e Com. de Moto Peças Ltda. R. Sitha, 301 Jd. Inamar 09981-070 Diadema – SP Tel (11) 4091-1517/Fax (11) 4091-6006 Site: www.cometamoto.com.br Fabricante de manetes, manicotos e pedais. Controlflex - Ind. Cabos Comando Ltda. R. Carmelina Garcia, 790 – Altos da Fortaleza 18113.010 - Votorantim - SP PABX: 15 3353.9000 – SAC 0800 10 6969 Site: www.controlflex.com.br

Brandy Indústria e Comércio Ltda. Rua: Caconde 660 - Salgado Filho 14079-016 Ribeirão Preto - SP (Ref.: Marginal da Rod.Anhanguera Km 317) Tel (16) 3995-9955 / Fax (16) 3995-9953 e-mail: brandy@brandy.com.br Site: www.brandy.com.br Fabricante de: Coxim, pastilhas, guia, tensor, filtros, reparador, lubrificantes e linha de óleos.

Corteco América do Sul- Freudenberg Av. Piraporinha, 411- Jd. Oriental 09950-902 - Diadema - SP Tel (11) 4072-8000 Site: www.corteco.com.br Fabricante de retentores e selos haste de válvulas, Juntas de motor, reparo da direção hidráulica, kit câmbio, filtros de ar-condicionado e kit de roda com e sem rolamento

BRV Ind. De Artigos Plast. Metal. Ltda Rua Ituverava, 89 03151-020 – São Paulo – SP Tel.: (11) 2273-7329 Site: http://brvmoto.wix.com/brv-moto# Fabricante de Borrachas e plásticos.

Corvintec Indústria e Comércio Ltda. (Motovisor) R. Sérgio Tomás, 550 01131-010 - São Paulo - SP Tel (11) 3223-4344/Fax (11) 3361-7591 Site: www.motovisor.com.br Fabricante de Acessórios e Viseiras.

Coser Ind. Met. Ltda R. Cap. Manoel de Campos Salva Terra, 160 95330-000 - Veranopolis -RS Tel/Fax: (54) 3441-1948 e-mail: coser@pressa.com.br Fabricante de peças p/ motos, bicicletas e serviços em geral Costa e Brito Ind. e Com. Ltda-ME BRC Racing Av. Sampaio Corrêa, 546 Santa Luzia 24722-500 São Gonçalo – RJ Tel/Fax: (21) 3606-2074 Site: www.escapamentosbrc.com.br Fabricante de Escapamentos Dagostin / Maximo Fabr. De Peças p/ Motocicletas - Máximo Rod. SC 443, Km 17,9 B. Graziela 88830-000 Morro da Fumaça – SC. Tel (48) 3434-4711 Site: www.exijamaximo.com.br Fabricante de retrovisores para motocicleta. Danidrea Ind. e Com. Ltda. R. Aristides Crivellaro, 474 Morro das Pedras 13279-813 Valinhos – SP Tel (019) 2136-0888 E-mail: danidrea@danidrea.com.br Site: www.danidrea.com.br Fabricante de Caixa de Direção, Reparos p/ Freios, Buchas p/ Suspensão,Travas p/ Coroa. Defender Tech Ind. e Com. de Equip. Eletrônicos Ltda R. Gaspar Martins, 92 90220-160 Porto Alegre – RS F. (51) 3023-2007 E-mail: vendas@defendertech.com.br Site: www.defendertech.com.br Deltacapas Comercial e Industrial Ltda Av.: Das Industrias, 750 – prédio: 02 – modulos: 04 e 05 Dstrito Industrial 94930-230 Cachoeirinha-RS tel.: (51) 3238-4000 - fax: (51) 3238-4004 Demtec Artefatos de Borracha Ltda. Rua: Maria Rosa de Jesus, 200 V. Sto. Antonio 08534-030 Ferraz de Vasconcelos – SP Tel.: (11) 2280-3661/4674.5435 Call free- 0800.707.3661 e-mail: vendas@demtec.com.br site: www.demtec.com.br Fabricante de Coletores de Admissão, Bucha da Coroa e Coxim. Dewan Distribuidora Automotiva Ltda Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 401 13571-410 São Carlos – SP Tel.: (16) 3411-6688 E-mail: Waldemar@dewan.com.br Site: www.dewan.com.br Ebram Metalurgica Imp. Exp. Ltda R. da Primavera, 194 09980-040 Diadema – SP F. (11) 4051-2066 Fax: (11) 4051-2066 E-mail: ebramvendas@yahoo.com Site: www.aronipmotos.com.br Fabricante de Aros e raios


Lista de Associados

EBF VAZ - Ind. Com. Ltda. Av. Arquimedes, 615 - Cx.Postal 00436 13211-840 - Dist. Indl. Jundiaí - SP Tel (11) 4585-3900 /Fax (11) 4582-1613 E-mail: clientes@ebf.com.br Fabricante de Coroas, Pinhões e Engrenagens. EGK Motoparts Ind. e Com. Ltda R. Iolando Ribeiro Boaventura, 394 Jd.Maringá 03525-120 São Paulo – SP Tel/Fax: (11) 2021-2491 www.egkmotoparts.com.br E-mail:vendas@egkmotoparts.com.br Fabricante de correntes de comando, filtro de ar, filtro de óleo e caixas de direção Eninco Eng. Ind. e Com. Ltda. Av. Brasil, 20384 - Coelho Neto 21515-000 - Rio de Janeiro - RJ Tel (21) 3907-5400 / Fax (21) 3907-5415 Site: www.eninco.com.br Fabricante de raios e aros em alumínio e aço para motos e bicicletas. Evolution Ind. Com. Pçs Acess. Ltda-ME Estrada do Guarapiranga, 4200 Pq. Europa 04911-005 São Paulo – SP Tel.: (11) 5514-5007 e-mail: vendas@evolutionind.com.br Site: www.evolutionind.com.br Fabricante de: Reparo de Carburador , Reparo de Freio, Coxim da Coroa, Cilindro de Bengala, Pedal de Cambio, Caixa De Direção, Engrenagem Do Velocimento Etc Fabreck - Emedepe Peças e Acess. Lt. R- Uirapuru, 450 Waldemar Hauer 86030-410 Londrina – PR Tel (43) 3347-3696 E-mail: fabreck@fabreck.com.br Fabricante de Pastilhas, patins, cubos, rodas esportivas, trava de segurança, Saca bucha e porta baú Fapinha Miniveículos Motores Ltda. R. Itamanduaba, 18 - Jd. Umarizal 05755-140 - São Paulo - SP Tel (11) 5842-5000 E-mail: fapinha@fapinha.com.br Fabricante de miniveículos Fischer Pastilhas e Freios Especiais Rua Eng. Frederico Fischer Jr., 75 09411-080 – Ribeirão Pires – SP Tel.: (11) 4822-7171 - Fax: (11) 4822-7193 Vendas: (DDR) (11) 4822-7181 E-mail: vendas@fischerfreios.com.br Site: www.fischerfreios.com.br Fabricante de pastilhas de freio, patins e discos de embreagem. FNA - Fábrica Nac. de Amortecedores Ltda. AV. Perimetral Bruno Segalla, 11.114 -Kayser 95098-752 - Caxias do Sul - RS Tel: (54) 3213.6500 - Fax: (54) 3213.6511 E-mail: vendas@fna.ind.br Site:www.fna.ind.br Fabricante de Amortecedores e cilindros |||| 46 | ANFAMOTO em Revista | Edição 132

Gallic Ind. e Com. Ltda R.São João, 340 Jd.N.Sra. Caminho 08540-200 Ferraz de Vasconcelos – SP Tel. (11) 4676-7756 Fax (11) 4676-9090 E-mail: gallic@uol.com.br Site: www.gallic.com.br Fabricante de aro e guidão de moto GEMOTO R. 28 de Junho, 386 V. Morangueirinha 87040-280 Maringá – PR Tel/fax (44) 3028-8559 Site: WWW.gemoto.com.br E-mail: gemoto@gemoto.com.br Fabricante de: escapamentos, guidões, pedais de partida,pedais de apoio (estribos), cavalete laterais, suporte aranha de farol Gow Helmets Indústria e Comércio Ltda Av. Riachuelo, 73 76970-000 Pimenta Bueno – RO F. (69) 3451-2550 E-mail: gow@gowcapacetes.com.br Fabricante de Capacetes Grua Ind. e Com. Ltda. R. Prof. João Machado, 325 - Freguesia do Ó 02927-000 - São Paulo - SP Tel (11) 3931-0891/Fax (11) 3931-5744 Site: www.grua.com.br Fabricante de cabos de comando, bucha da coroa e da balança, ferramentas especiais. GVS SPORT Ind. e Com. de Peças Ltda Estrada Municipal, 1840 - Jundiazinho 07600-000 Terra Preta Mairiporã - SP Tel: (11) 4486-2611 Fax: (11) 4343-5012 Site: www.gvssport.com.br Fabricante e retrovisores IKS Industria de Cabos Ltda – IKS Cablex Rodovia da Convenção, 1900 Conte 13324-240 Salto – SP Tel: (11) 4028-0522 Fax : (11) 4028-2480 Site: www.iks.com.br Fabricante de cabos de comando Ind. de Baterias Raiom Ltda R. Dois, 216 Distrito Indl. 35040-600 Govern. Valadares – MG Tel.: (33) 3279-9696 Site: www.bateriasraiom.com.br Ind. e Com. de Motopeças Chapam Av. Longarone, 1329 - Bairro De Villa 88840-000 - Urussanga - SC Tel/Fax (48) 3465-1453 / 3465-3290 e-mail: chapam@terra.com.br Site: www.chapam.com.br Fabricante de alças, antenas, bagageiros, cavaletes, guidões, pedai de freio, protetores, suportes diversos, etc. Ind. de Pistões Rocatti Ltda Av. Gil Martinez Perez, 25 14807-038 Araraquara – SP Tel. (16) 3311-4144 Fax (16) 3322-2311 E-mail: Joaquim.caratti@rocatti.com.br Site: www.rocatti.com.br Prestação de serviço de:Usinagem, fundição em ligas de alumínio, pintura epóxi , cromo duro e nicasil Industrial Levorin S/A Av. Monteiro Lobato, 2.495 - B. S. Roque 07190-002 - Guarulhos - SP Tel (11) 2464-6500/Fax (11) 2464-2325 E-mail: indlevorin@uol.com.br Fabricante de Artefatos de Borracha

J.A Varella e Cia Ltda - Motovisão Rua: Vitório Marenda, 408 Afonso Pena 83045-680 São José dos Pinhais –PR Tel/Fax.: (41) 3382-9262 Site: www.motovisao.com.br Fabricante de viseiras e acessórios Jeskap Ind. Com. Imp. Exp. Ltda – Epp Rua Pedro Criste, 65 06900-000 – Embu Guaçu – sp (11) 4661-8020 E-mail: adm@jeskap.com.br Site: www.jeskap.com.br Jojafer Com. de Peças e Acess. p/ Motos Ltda-EPP R. Dias da Silva, 287 09172-600 Santo André - SP Tel.: (11) 4978-3178 Fax: (11) 4474-2078 Site: www.jojafer.com.br E-mail: jojafer@uol.com.br Krieck Componentes Mecânicos LTDA ROD. BR 470 Nº 4521 89130-000 – Indal – SC 47-3333-1991 www.krieck.com.br administrativo@krieck.com.br KSPG Automotive Brasil Ltda. Rod. Arnaldo Julio Mauerberg, 4000 BL- 1 13460-000 - Nova Odessa - SP Tel (19) 3466-9360 Site:www.ms-motor-service.com.br Fabricante de Produtos automotivos Mahle Metal Leve S.A Rod. Eng. João Tosello, SP 147, Km 96 – Pinhal 13486-264 Limeira – SP Tel.:(19) 3404-7700 / Fax:(19) 3404-7711 Site: www.mahle.com.br Pistões com Pino: pistão + pino; - Pistões com Anel: pistão + pino + anel, Kits p/ Motores: pistão + pino + anel + camisa, - Anéis: anel, - Válvulas: válvula; Guias de Válvulas: guias de válvulas MBR Metalurgia Ind. E Com. Ltda EPP R. Milton Alves, 92 Jd. Alvorada 06612-120 Jandira – SP. Tel.: (11) 4707-8009 www.mbrmetalurgia.com.br e-mail: carla@mbrmetalurgia.com.br Fabricante de alça traseira, pedaleira, mini manete, manete longo Megaville Ind. e Com. de Peças para Motocicletas Ltda. Rua: Candeias, 225 89233-410 - Joinville - SC Tel/Fax (47) 3426-3302 E-mail: vendas@industriamegaville.com.br Site: www.industriamegaville.com.br Fabricante de bobinas, estatores linha completa, chicotes, baterias 2,5 amp á 7 amp., rele de partida e de pisca, cdi e retificadores, porta escovas e reparos, pedal de partida, camara de ar, guidão / suporte do báu, cachimbos de vela, coxim e bucha da coroa, protetor de mão, trava pneu, linha motoserra / modulo e pinhão, volante magnético.


Lista de Associados

Melc Ind. e Com. Ltda. Av. Armando Giassetti, 501 Torres S. José 13214-525 Jundiaí – SP Tel.: (11) 4815-9200/9202 Site: www.melc.com.br Fabricante de Peças Plásticas em geral.

MT ACESSÓRIOS Rua Conego Agostinho, 1856 62900-000 – Russas – Ce Tel.: (88) 3411-2305 E-mail: mt.acessorios@hotmail.com Site: www.mtacessorios.com.br

Metalúrgica Fortuna Ltda. Rod. Marechal Rondon, KM 517 (600 mts) 16204-104 - Birigüi - SP Tel (18) 3642-3846 / Fax (18) 3641-1052 E-mail: vendas@fortunaescapamentos.com.br Fabricante de Escapamentos p/ motocicletas

Nachi Brasil Ltda Av. João XXIII, 2330 08830-000 Mogi das Cruzes – SP Tel.: (11) 3284-9844 Fax (11) 3284-1751 Site: www.nachi.com.br Fabricante de: Rolamento de rodas, transmissão e virabrequim p/ motocicletas e p/ aplicações auto-elétrico e industrial

Metalurgica Frontal Ltda-ME R. Manuel Vila Lobos, 40/42 Jd D. Sinha 03924-050 São Paulo- SP Tel.: (11) 2702-6022/2701-7180 Site: www.frontalmotos.com.br E-mail: vendasfrontalmotos@gmail.com MGL Mecânica Grizante Ltda. R. Maria Aparecida Dequeche, 1365 Distr. Indl. João Batista Caruzo 13848-662 - Mogi Guaçu - SP Tel (19) 3891-2904/ Fax (19) 3891-5789 E-mail: mgl@mglmotos.com.br Site: www.mglmotos.com.br Fabricante de Buchas, molas, porcas, parafusos, etc. MN3 Comercial Ltda R. Marechal Tasso Tinoco, 98 04468-050- São Paulo-SP Tel: (11) 5611-0016 Site: www.mn3.com.br Fabricante de baús para motos Monaco Ind. de Peças de Alumínio Ltda R. Dos Anturios, 377 Cid. Jardim 13466-610 Americana – SP Tel.: (19) 3461-9541 E-mail: contato@monaconet.com.br site: www.monaconet.com.br Moto Bor - I. Com. Artef. de Borracha Lt. R. Sanhasso, 108 - Portal das Laranjeiras 07700-000 - Caieiras - SP Tel (11) 4441-8352 Site: www.motobor.com.br Fabricante de Artefatos de Borracha - Anéis, Retentores, Buchas e Coxins. Motopeças TOPS Ltda Epp. R. Fernando de Souza e Silva, 410 89052-475 Blumenau - SC Tel.: (47) 3323-0149 E-mail: tops@terra.com.br Fabricante de peças de usinagem em geral. entores MTE Thomson Ind. E Com. Ltda Av. Moinho Fabrini, 1033 Jd. Brasilia 09862-900 São B. Campo – SP Tel.: (11) 4393-4343 / 0800-7047277 Email: alfredo@mte-thomson.com.br Site: www.mte-thomson.com.br Fabricante de peças para Injeção Eletrônica, como Sensor Lambda,de Temperatura e Sensor Triplex

OGB Ind. e Com. de Motopeças Ltda-EPP R. Devanir Terence, 121 Dist. Industrial 16206-012 - Birigui - SP Tel/Fax (18) 3 641-5015/6550 E-mail:vendas@metalurgicabirigui.com.br Site: www.metalurgicabirigui.com.br Fabricante de: cubo e plator, embreagem, polia raiada e fundição sob pressão em alumínio Paramotos Ind. Com. e Importação Ltda. Av. Jovino Fernandes Sales, 677 37130-000 - Alfenas - MG Tel/Fax (35) 3291-3355/3392-2630 E-mail: paramotos@uol.com.br Fabricante de peças em plástico p/ motocicletas Plasmoto Ind. Com. e Repres. Ltda.-ME R. Sete de Setembro, 71B 11013-350 Santos – SP Tel/Fax (13) 3234-1211 E-mail: plasmoto@uol.com.br Fabricante de peças de plásticos em geral. Plastec Ind. e Com. de Peças Plásticas Ltda (Sportive) R. Gal. Bertolo Klinger, 29 - Paulicéia 09688-000 - São Bernado do Campo - SP Tel (11) 4361-2355 E-mail: sportive.plasticos@terra.com.br Fabricante de plásticos para motocicletas

Piracapas Capas e Bancos p/ Motoc. Ltda. R. Augusto de Lello, 1.000 13414-132 - Piracicaba - SP Tel (19) 3421-7800/Fax (19) 3421-6455 Site: www.piracapas.com.br E-mail: piracapa@terra.com.br Fabricante de Capas p/ Bancos. PPardal / Plasbor R. Dr. João Rodrigues de Abreu, 546 05208-090 São Paulo – SP Fabricante de Carcaças de Farol/ Painel, Coxins de Coroa, bor. De pedal e cintas de Aro. Polivisor - Ind. e Com. de Viseiras Ltda-EPP Av. Dr. Comendador Santoro Mirone, 970 13347-300 - Indaiatuba - SP Tel (19) 3935-7352 Fax (19) 3935-1327 Site: www.polivisor.com.br e-mail: polivisor@polivisor.com.br Fabricante de viseiras e acessórios para capacetes.

Polimet Ind. Met. Ltda Av Industrial, 797 - Campo de Boituva 18550-000 Boituva - SP Tel.: (15) 3363-8633 e-mail: polimet@polimet.com.br Fabricante de barras estabilizadoras, bagageiro, escapamento, guidão, protetor, estribo pedais de freio e alças Protec Ind. e Com. de Peças Ltda. R. Itanhaem, 1747 14075-050 - Ribeirão Preto - SP Tel (16) 3626-6180 / Fax 3626-6180 Site: www.protecmotopecas.com.br Fabricante de Pedaleiras, buchas, manetes e manicotos

Protecform Equiptos. de Proteção Individual Ltda. R. Ernesto Wil, 393 Centro 96880-000 Vera Cruz –RS Tel/Fax.: (51) 3718-3044 Site: www.protecform.com.br E-mail: Ismael@protecform.com.br Fabricante de capas de chuva e acessórios Protector Franca Ind. e Com. de Acessórios p/ Motos Ltda AV. Domingos Sanna , 830 Jd.Ant.Petraglia 14406-330 Franca – SP Tel/FAx: (16) 3712-4374 Site: www.protectomotos.com.br Fabricante de acessórios Protercapas Ltda Av. Ângelo Altoé, 2040 – Loja 1 Bananeiras 29375-000 Venda Nova do Imigrantes - ES Tel (28) 3546-6276 SAC 0800-285-3050 Site: www.protercapas.com.br E-mail: protercapas@protercapas.com.br Fabricante de capas e acessórios Pro-Tork Ind. Com. Equip. P/ Motoc. R. Odilon Leite Rodrigues, 1479 Sala 1 Parque Industrial III 84940-000 - Siqueira de Campos - PR Tel.: (43) 3571-8500 E-mail: marketing@protork.com Site: www.protork.com Fabricante de escapamentos, bagageiros, guidãos, protetores, tanques de combustível, espelhos ProVision Com. de Plásticos e Acessórios Ltda. R. Das Dalias, 214 03202-060 São Paulo – SP Tel.: (11) 2341-4605 Site: www.provisionviseiras.com.br Renascença Ind. e Com. de Peças para Motocicletas Ltda R. Areião, 101/111 - Tatuapé 03410-020 - São Paulo - SP Tel (11) 2295-0688 / Fax (11) 2097-7326 Site: www.renascencaretrovisores.com.br E-mail: renascenca@superig.com.br Fabricante de espelhos retrovisores, acessórios p/ bike, moto e ciclomotor


Lista de Associados

Rinaldi S/A Ind. de Pneumáticos R. Luiz Alegretti, 193 - Licorsul 95700-000 - Bento Gonçalves - RS Tel (54) 3455-7500 / Fax (54) 3455-7575 E-mail: rinaldi@rinaldi.com.br Site: www.rinaldi.com.br Fabricante de Pneus e câmaras de ar Robert Bosch Ltda Via Anhanguera, km 98 13065-900 – Campinas – SP www.bosch.com.br Roncar Ind. e Com. Ltda R. Amparo, 1250 - Vila Mariana 14075-120 - Ribeirão Preto - SP Tel/Fax (16) 3628-1414 Site: www.roncar.com.br Fabricante de escapamentos, alças de selim, protetores e guidões. Route- Enerbrax Acumuladores Ltda. Av. Rodrigues Alves, 6018 Pq. Paulista 17034-285 Bauru – SP. Tel.: (14) 2107-4000 Fax.: (14) 2107 4001 E-mail: comercial@enerbrax.com.br Site: www.bateriasroute.com.br Fabricante de: Baterias Rovcan Ind. e Com. de Capacetes Ltda R. Dervile Gabriel Pereira, 115/173 C. Empresarial 18280-614 – Tatuí – SP. Tel/Fax: (15) 3205.9180 Site: www.rovcan.com.br Fabricante de capacetes RTO - Ind. e Com. de Artefatos de Borracha Ltda. Av. Itaberaba, 1286 02734-000 - São Paulo - SP Tel (11) 3975-4437 E-mail:rtoretentores@ig.com.br Fabricante de artefatos de borracha, retentores e diafragmas. Sabó Ind. e Com. de Autopeças S/A R. Matteo Forte, 216 – Lapa 05038-160 São Paulo – SP Tel: (11) 2174-5994 Fax: (11) 2174-5777 E-mail: daniella@sabo.com.br Site: www.sabogroup.com.br Servitec Ind. Eletrônica Ltda. R. Angelo Agostini, 215 95042-090- Caxias do Sul - RS Tel/Fax (54) 3224-2299 / 3025-1600 Site: www.servitecmoto.com.br Fabricante de: Módulo de Injeção, Cdis e Dinamômetros de Rolo Inercial Silcapas - Ind. Capas e Bancos p/Motoc. R. Rui da Silveira Machado, 246 39527-000 - Mato Verde - MG Tel (38) 3813-1058 / 3222-8736 E-mail: silkapas@yahoo.com.br Fabricante de capas e bancos para motos Slin Graphics Ind. e com. Ltda R. Cel. Daniel Peluso, 820 Matadouro 12926-001 Bragança Paulista – SP Tel.: (11) 4035-3106 / Fax: (11) 4035-1705 Site: www.slin.ind.br E-mail: slin@slin.com.br

|||| 48 | ANFAMOTO em Revista | Edição 132

Slyck Ind e Com. de Retrovisores Ltda R. José Del Roio, 316 12908-844 - Bragança Paulista - SP Tel /Fax (11) 4603-1331 E-mail: slyckretrovisores@terra.com.br Fabricante retrovisores Still Glass - SG Com. Ind. de Prod. Fiber e Politileno Ltda Av.Industrial 2509, Campestre 09080-511 - Santo André Tel.: (11) 4991-6668 Site: www.stillglass.com.br e-mail: vendas@stillglass.com.br Fabricante de baús p/ motos em fibras e plásticos STLU Ind. e C. de Artef. Plásticos Ltda. Av. Inconfidência Mineira, 1514 c/ acesso R. Alto Belo,894/896 03476-010 São Paulo – SP Tel/Fax (11) 2785-0022/0455/0418 Site: www.stlu.com.br Fabricante de Carcaças do Farol e Painel, Stop de Freios, Lentes do Pisca e da Lanterna, Piscas e Lanternas, Tensor da Corrente CG, Protetor da Corrente, Painéis Completo Taygra Motor´s do Brasil Ltda. (IGNITEC) R. Marechal Arthur da Costa e Silva, 371 87550-000 Altonia - PR Tel.: (44) 3659-1845 / 1179 e-mail ignitec@uol.com.br Fabricante de buchas da coroa e da balança, bujão do óleo e tampa de válvula, cachimbo de vela, chicotes elétricos, Kit conversor Plat./ CDI, e outros Technic do Brasil Ltda R. Vereador José Nanci, 335 09290-415 Santo André – SP F. (11) 4977-8838 Fax: (11) 4977-8877 E-mail: marketing@pneustechnic.com.br Site: www.pneustechnic.com.br Fabricante de Pneus para motocicleta THL - Ind. e Com. Ltda. R. José Guilherme de Almeida, 334 12231-810- São José dos Campos - SP Tel (12) 3931-9689/5757 E-mail: thlbr@yahoo.com.br Fabricante de artefatos de borracha, tensor e guia, filtros de ar, carburador. TMD Friction do Brasil S/A (Cobreq) R. Tupi, 293 - Vila Mariana 13330-000 - Indaiatuba - SP Tel (19) 3894-9783 / Fax (19) 3875-8432 Site: www.cobreq.com.br Fabricante de Pastilhas e Lonas de Freios. TOP Light Av. Armando Giassetti, 501 Torre S.José 13214-525 Jundiaí- SP Tel.: (11) 4815-9202 e-mail: comercial@toplight.ind.br site: www.toplight.ind.br Fabricante de lentes e lanternas traseiras completas.

Torbal |Ind. e Com. de Escapamentos LTDA RUA NITERÓI, 499 08573-270 – ITAQUAQUECETUBA – SP 11-4640-1853 www.torbal .com.br compras@torbal.com.br Valflex Juntas e Filtros Ind. Com. Ltda. R. Artur Pereira, 11/13 - JD Iguatemi 08381-580 - São Paulo - SP Tel/Fax (11) 2317-3388 FAX (11) 2917-2595 Site: www.valflex.com.br E-mail: valflex@valflex.com.br Fabricante de Juntas p/ Motos e peças em geral. Valplas Ind. e Com. Motopeças Ltda R. José Del Roio, 501 - JD. São Lourenço 12908-844 Bragança Paulista - SP Tel.: (11) 4603-1331 e-mail: valplas@valplas.com.br site: www.valplas.com.br Fabricante de: Piscas, lentes e lanternas Vedamotors Ind. e Com. de Juntas Ltda Estrada Blumenau, 2222 - Bairro Bremer 89161-120 Rio do Sul - SC (47) 3411-0500 Site: www.vedamotors.com.br E-mail: vedamotors@vedamotors.com.br Fabricante de: Juntas e Jogo de Juntas, Anéis de Escape, peças em borrachas, Coxim, Buchas, Filtros de Ar, Óleo e Combustível, Biela, Kit Cilindro, Kit Pistão, Válvula, Disco Embreagem, Vareta Válvula, Guarnições, Reparo Carburador e injeção, Cola Junta e Junta Líquida. Vedox Indústria de Motopeças Ltda Loteam. Norte Center, Qdra 02, lotes 7 e 14 Portão 42700-000 Lauro de Freitas – BA. Tel: (71) 3415-6655 Site:www.vedox.com.br E-mail: vedox@vedox.com.br Fabricante de Oring´s, retentores, buchas e guarnições Wabtec Dia-Frag Ind. e Com. de Peças e Equipamentos R. 19 de novembro, 305 - São Cristovão 15910-000 - Monte Alto - SP Tel (16) 3244-5000 / Fax (16) 3243-2046 E-mail: comercial@diafrag.com.br Fabricante de Coletores, patins, pastilhas de freio, mesas, cubos, flange e mesas.

Wester Ind. e Com Ltda R. Gustavo Zimmermann, 8463 - Bloco A Itoupava Central 89063-002 Blumenau - SC Tel.: /FAX: (47) 3337-5054 Site: www.wester.com.br E-mail: wester@wester.com.br Fabricante de peças e acessórios para motos


Lista de Associados

WLS Coml. Imp. e Exp. de Pneumaticos Eirelli Rua Barão de Penedo, 407 07222-015 – Guarulhos – SP 11-2066-2000 www.vulcanbor.com.br

ATACADISTAS Abrascort Coml. Import. de Correntes Lt R. Francisco Szurek, 170 Cid Indl 81350-140 Curitiba – PR Tel.: (41) 2169-9999 Fax: (41) 2169-9900 e-mail: vendas@abrascort.com.br Site: www.abrascort.com.br Acepeças - C. Acess. e Peças p/ Biciclos Ltda. Av. Tocantins, 56 - Centro 76400-000 - Uruaçu - GO Tel/Fax (62) 3357-1102 Albino Antonio de Moura (Moto Moura) Av. Dep. Raimundo de Sá Ùrtiga, 244 64600-000 - Picos - PI Tel (89) 3422-1561/3422-3665 E-mail: motomoura@motomoura.com.br Site: www.motomoura.com.br Antonio Sizimar de Freitas (Cantinho Peças) R. Frei Miguelinho, s/n - salas1/3 Centro Comercial Potiguar 59603-350 - Mossoró - RN Tel (84) 3315-1370 E-mail: compras@cantinhopecas.com.br Atlanta Com. Repres. Imp. e Exp. Ltda. R. Conselheiro Nébias, 396 01203-000 - São Paulo - SP Tel/Fax (11) 3224-9377 Site: www.atlantamotos.com.br E-mail: atlanta@atlantamotos.com.br Canárias Motor Peças Ltda. R. Flack, 104 - Riachuelo 20960-150 - Rio de Janeiro - RJ Tel./Fax.: (21) 3575-8383 / 0800-7078388 E-mail: canariasmotos@canariasmotos.com.br Site: www.canariasmotos.com.br Car-Central de Autopeças e Rolamentos Ltda Rua Eugênio Bellotto, 200 – Galpão E 04185-160 – São Paulo –SP Tel. 11-2168-6000 Fax. 11-2168-6006 Site: www.carcentral.com.br

Com. de Motos Matsuo Ltda. R. Guaycurus, 532 05033-001 - São Paulo - SP Tel (11) 3864-2711 Site:www.motomatsuo.com.br

Lagoa Motoparts R. José Américo de Almeida, 14 30520-230 - Belo Horizonte - MG Tel/Fax (31) 2121-0005 Site: www.lmp.com.br

Comercial Automotiva Ltda - DPK R. Edmundo Navarro Andrade, 1700 Pq. Indl. 13031-695 Campinas – SP Tel.: (19) 3772-8649 Fax.: (19) 3772-8655 Site: www.dpk.com.br

Láquila Peças Ltda. R. Riciere Bernardi, 283 Campo Fundo 83430-000 Campina Grande do Sul – PR Tel (41) 3012-6200 Site: www.laquila.com.br

Comercial Motociclo S/A. R. Francisco Souza dos Santos, 731 1º andar - Jd Limoeiro 29164-153 - Serra - ES DISQUE-PEÇAS: 0800-979 1055 Site: www.motociclo.com.br Europeças Motoparts Ltda R. Lima e Silva, 617 Ipiranga 04215-020 São Paulo- SP Tel.: (11) 5034-0869 e-mail: europecasmoto@terra.com.br Evemotos Com. De Motopeças Ltda – ME Rua Conselheiro Nébias, 407 01203-000 – São Paulo – SP (11) 3221-8575 / 3222-0418 E-mail: contato@evemotopecas.com.br Site: www.evemotopecas.com.br Fênix Com. Motopeças Imp. E Exp. Ltda-EPP R. Marcos Arruda, 385 Belém 030200-000 São Paulo - SP Tel.: (11) 2369-9542 Fax: (11) 2369-9543 E-mail: vendas@rioestrela.com.br Site: www.rioestrela.com.br GV1 IMP. E EXP. LTDA Av. Nove de Julho, 3229, Sala 503 Jardim Paulista - São Paulo - SP 01407-000 Hiper Motos Ltda. Av. Ricardo Caran Guimaraes 170 Distrito Industrial 35164-554 - Ipatinga - MG Tel/Fax.: (31) 3801-4000 E-mail: hipermotos@ hipermotos.com.br INTERNACIONAL FORTUNE BUSINESS R. Urbano Santos, 547. 07182-320 – Guarulhos - SP 11- 2087-7755 www.ifbimport.com.br comercial@ifbimport.com.br

Ciclo Cairu Ltda R. Cairu, 601 Setor Industrial 76970-000 Pimenta Bueno – RO Tel.: (69) 3451-0500 Fax: (69) 3451-2367 e-mail: vendas@ciclocairu.com.br Site: www.ciclocairu.com.br

L.M. Moto Av. Brasil, 2420 35590-000 - Lagoa da Prata - MG Tel.:0800-702-4044 Site: www.lmmoto.com.br E-mail: contato@lmmoto.com.br

Cobra Rolamentos e Autopeças Ltda. Av. Tulio Teodoro de Campos, 155 04360-040 - São Paulo - SP Tel (11) 5033-6500/Fax 5031-5218 Site: www.cobrarolamentos.com.br

Labormotos Peças Ltda. R. Conselheiro Nébias, 412 01203-000 - São Paulo - SP Tel.: (11) 3334-6200 Site: www.labormotos.com.br

Leone Motoparts Solutions R. General Osório, 691 01213-003 - Santa Ifigênia - SP wleoneoriginalparts@gmail.com Lucca – Com. Imp. e Exp. LTDA RUA JOAQUIM VAZ, 1322 SL. 204/205 88102-650 – SÃO JOSÉ – SC 48-3357-0035 adm@mormaiimx.com Montanna Distribuidora de Motopeças Ltda. R. Ásea, 97 - Vl. Monteiro Lobato 07190-020 - Guarulhos - SP Pabx (11) 2475-7000 Site: www.montanna.com.br Makoto Com. e Importação de Peças Ltda R. Jonas Rodrigues Moura, 1750 14409-000 Franca – SP Tel.: (16) 3402-7155 E-mail: aurelio.makoto@gmail.com Site: www.makotomotoparts.com.br MarkC&A Com Dist E Import Ltda R. Cel. Carvalho, 2978 Barra do Ceará 60.341-630 Fortaleza - CE Tel.: (85) 3304-7000 Melo Distribuidora de Peças Ltda R. Tefé, 487 – praça 14 69020-090 Manaus – AM Tel.: (92) 2121-4000 Site: www.melopecas.com.br Motospirit R. Urbano Santos, 151. 07182-320 – Guarulhos - SP 11- 2087-7750 Motostreet Ltda. R. Rio Grande do Norte, 1460 - Funcionários 30130-131 - Belo Horizonte - MG Tel (031) 3281-1912 e-mail: motostreet@motostreet.com.br Site:www.motostreet.com.br Moto Nanuque Ltda. Av. Mucuri, 1.587 - Centro 39860-000 - Nanuque - MG Tel (33) 3621-4321/Fax (33) 3621-4070 MTO Componentes Motociclisticos Ltda R- Dorandia, 52 Jd.Brasil 02234-080 São Paulo – SP. Tel./Fax.: (11) 2242-8866 e-mail: nicoly@mtomotopecas.com.br Site: www.mtomotopecas.com.br


Lista de Associados

Mundopeças do Brasil Ltda. R. Edgar Linhares, 499 - Nova Esperança 88336-210 - Balneário Camboriú - SC Tel.: (47) 3366-1728 / (47) 3366-0449 e-mail: mundopecas@mundopecas.com.br Site: www.vmg-far.com.ar / www.amortiguadoresfar.com.ar Nacar Comercial Imp. E Exp. Ltda A. São João 1086 2º andar Loja 17 República 01036-100 São Paulo – SP. Tel.: (11) 5055-4380 Fax (11) 5055-6308 E-mail: elaine@tuttomoto.com.br Site: www.tuttomoto.com.br Orleon Motopeças R. Gal. Osório, 521 Santa Efigênia 01213-001– São Paulo – SP. Tel.: (11) 3225-2233 e-mail: orleonmotos@terra.com.br Pellegrino Distribuidora de Autopeças Ltda Av. Imperatriz Leopoldina, 86 1º andar Vl. Leopoldina 05305-000 São Paulo - SP Tel.:(11) 2171-7900 Fax:(11) 2171 7949 Site: www.pellegrino.com.br Quality & Winner Motors Imp. Exp. Ltda R. Bahia, 383 Alphaville 06465-110 Barueri - SP Tel.: (11) 2134-3400 Fax.: (11) 2134-3409 Site: www.winner-motors.com.br Raio Laser Com. de Baterias e Componentes Ltda Av. Brig. Faria Lima, 1013 Bom Clima 07130-000 Guarulhos – SP Tel.: (11) 2405-0022 Fax: (11) 2405-8688 Site: www.raiobat.com.br E-mail: jcmignella@terra.com.br

Sampa Moto Peças Ltda. R. General Osório, 680 01213-000 - São Paulo - SP Tel.: (11) 3335-4950/3335-4953 FAX: (11) 3337-6958 E-mail: sampamoto@sampamoto.com.br Sandro Motos R. Vitorio Gasparo, 160 Mini Indl. Adail Vetorazzo 15046-768 S. José do Rio Preto- SP Tel.: (17) 2139-9999 E-mail.: srbo2@terra.com.br SBS Com. de Veículos Ltda. R. Visconde do Rio Branco, 320 14015-000 Ribeirão Preto – SP Tel (16) 3977-2777 E-mail: sbs@convex.com.br Shopping das Motopeças R. Dos Gusmões, 666 01212-000 São Paulo- SP Tel.: (11) 3354-0075 Sul Brasil Atacado de Moto Peças R- Alcino Guanabara, 307 Hauer 81.610-110 Curitiba – PR. Tel.: (41) 3018 2431 e-mail: sulbrasil@swi.com.br Técnica Mecânica Italssuis Ltda. Av. Santo Amaro, 1744/1764 04506-002 - São Paulo - SP Tel (11) 3841-9474 e-mail: italsuiss@italsuiss.com.br site: www.italsuiss.com.br Trilha Moto Peças Com. Importações Ltda. Av. Independência, 6.519 Funcionários 74543-020 Goiânia – GO. Tel.: (62) 3230-3100 Fax: (61) 3230-3120 Site: www.trilhamoto21.com.br

RCC Coml. Import. Ltda Av. Camara Filho, 1723 QD. 125 LT 20 74375-150 Goiania – GO Tel/Fax:(62) 3519-1999 e-mail: Elton@rcccomercial.com.br Site: www.rcccomercial.com.br

Veslam Com. de Motos e Peças Ltda. R. José Tavares Carneiro, 800 44020-205 Feira de Santana – BA Tel: (75) 3025-6565 E-mail: veslam@veloxmail.com.br

RCL Peças Ltda Rodov. RN 117, nº 450 Dr. Sebastião Maltez 59780-000 Caraubas – RN Tel.: (84) 3337-2547 Fax.:(84) 3337-2924 E-mail rclvendas@hotmail.com

Victor Moto Peças Av. Jabaquara, 402 / 406 04046-000 - São Paulo - SP Tel (11) 2275-8478/Fax (11) 2275-9804 Site: www.victormotopecas.com.br e-mail: comercial@victormotopecas.com.br

R. Damásio o (Ceará) Importação de Peças e Acessório Ltda R. Felix Pacheco, 866 Centro 64001-160 Teresina – PI Tel.: (86) 3131-8300 Fax: (86) 3131-8444 E-mail: rdamasio@rdamasio.com.br Rugata Distribuidora de Peças e Rolamentos Ltda R. Jamil Salomão Jorge Chamma, 121 07600-000 Mairiporã – SP. Tel.: (11) 4419-5963 Fax: (11) 4604-8530 E-mail: contato@rugatarolamentos.com.br Site: www.rugatarolamentos.com.br |||| 50 | ANFAMOTO em Revista | Edição 132

Vocatvs- Wako e Guimarães Peças e Aces. p/ Veículos – R. Rufina de Oliveira Arantes, 07 Buquirinha 12213-821- São José dos Campos – SP Tel.: (12) 3307-2103 E-mail.: contato@vocatvs.com.br Site: www.vocatvs.com.br X Import & Export Ltda ROD BR 376, 1965 – Térreo 83010-500 – São José dos Pinhais – PR 41-3282-1166 e-mail: sac@xmotosdobrasil.com.br Site: www.xmotosdobrasil.com.br

Wing Com. Moto Peças Ltda R. Gal. Osório, 495 01213-000 - São Paulo - SP Tel: 0800 772 22 02 - (11) 3223-1107 Fax: (11) 3223-6613 e-mail: vendaswing@wingmotos.com.br www.wingmotos.com.br

LOJISTAS General Motos R. General Osório, 529/537 01213-001 – São Paulo –SP Tel: 11-3222-9986 - (11) 3361-5033 E-mail: generalmotos@uol.com.br Grupo Monteiro Av. Lucas Nogueira Garces,240-centro 8563-100 Poá – SP Tel: 11-4636-1810 e-mail: grupomonteiromotos@uol.com.br Moto Boutique JK Comércio Ltda. Av. Juscelino Kubtschek, 835 Vl. Nova Conceição 04543-010 São Paulo – SP Tel.: (11) 2579-4076 Moto TEC R. Florianópolis, 1231 Guanabara 89207-000 Joinville – SC Tel.: (47) 3426-2901 Fax: (47) 3427-1335 Site: www.mototecracing.com.br e-mail: mototec_racing@hotmail.com Nova Suzuki Com. Import. Export. Ltda. Al. Jurupis, 1415 Moema 04088-004 São Paulo - SP Tel/Fax: (11) 5531- 1455 e-mail: gado@nacar.com.br Site: www.novasuzuki.com.br Promotos Com. de Peças e Motos Ltda Av. XV de Novembro, 300 Centro 86300-000 Cornélio Procópio – PR Tel.: (43) 3524-2040 Fax: (43) 3523-2002 Site: www.promotos.com.br E-mail:falecom@promotos.com.br Super Trail Motos R. Gal Osorio, 511- Santa Efigênia 01213-001 – São Paulo –SP Tel.: (11) 3331-2974 E-mail: supertrail@supertrailmotos.com.br Trinca Trilha Motos Av. Geraldo de Lima Bastos, 517 27600-000 Valença – RJ Trinity Motos Ltda (C.P.V.A) Trinity Motos - endereço Av. Const. João Antonio de Santana 656 49480-000 Simão Dias - SE Tel.: (79) 3611-1002 e-mail: trinitymotos@hotmail.com Wal Custom R. General Osorio 604 - Shopping General Lojas 12, 13, 14 Santa Efigênia 01213-010 –São Paulo - SP Tel.: (11) 3337 0222 / Fax 3331 3882 E-mail: walcustom@walcustom.com.br


Lista de Associados

Wheeling Motopeças Av. Água Fria, 1114 Água Fria 02332-000 São Paulo- SP Tel.: 11- 2262-3560 Fax.: 11-2953-2453 E-mail: wheelingmotopecas@ wheelingmotopecas.com.br Site: www.wheelingmotopecas.com.br

Cabral e Araujo Representações Ltda Av. Maria Lacerda Montenegro, 3490 Sl. 101/102 59152-600 Parnamiriam – RN Tel.: (84) 4009-9250 e-mail: comercial@cabralearaujo.com site: www.cabralearaujo.com

Xitão Motos Ltda Av. Presid. Ernesto Geisel, 3749 Centro 79005-470 Campo Grande – MS Tel/Fax. (67) 3321-4443 www.xitaomotos.com.br E-mail: xitaocg@terra.com.br

Churinga Representações Av. Dep. Francisca Trindade, 1745 Morada do Sol 64601-533 Picos – PI Tel.:(89) 9972 8840 E-mail: fchuringa.representacoes@hotmail.com

REPRESENTANTES

AM & JM Representações Ltda-ME R. Benedito Correa, 20 S. Domingos 13471-150 Americana – SP Tel.: 19-7909-7361 e-mail: arimota@superig.com.br ACR Representações Ltda R. João Carlos, 397 Sagrada Família 31030-350 Belo Horizonte – MG Tel.: (31)3466-7891 Fax: (31) 3467-3035 e-mail: acrmg@acrmg.com.br A.V.Lopes Representações Ltda R. Conde De Agrolongo, 470 loja B 21020-190 - Rio de Janeiro –RJ Tel.: (21) 2564-1787 - 2564-6148 e-mail: avlopesrep@gmail.com Bimotos Representações Ltda R. Rafael Rinaldi, 884 Martins 38400-384 Uberlândia – MG Tel.: (34) 3236-5705 Fax: (34) 3236-5705 Site: www.bimotos.com.br E-mail: Paulo@bimotos.com.br

Curaçao do Brasil Ltda R. Felix de Sousa, 247 Vila Congonhas 04612-080 São Paulo- SP Tel (11) 2145-4700/Fax(11) 2145-4747 Site: www.curacaodobrasil.com.br E-mail: info@curacaodobrasil.com.br Deatik Com. e Representações Ltda R. Marcos Macedo, 1333 s/ 2212 Aldeota 60150-190 Fortaleza - CE Tel.: (85) 3264-6000 Fax: (85) 3261-3322 E-mail: deatik@deatik.com.br Site: www.deatik.com.br Fama Ltda R. 2.500, 1111 Sl. 111-Centro 88330-000- Balneário Camboriú-SC Tel.: 47-3264-6028 Fax: 47-3264-6028 e-mail: famamoto@terra.com.br Estação de Negócios R. Esaú Matos, 35 Cidade Modelo 45053-520 Vitória da Conquista - BA (75) 3425-3288 / (75)9238-1933 e-mail:representacoesfenix@hotmail.com Evo Com. E Representações Ltda R. Lucia Viveiros, 1155 APT 802B Cond. Paul. Cezanne 59086-005 Natal – RN. Tel/Fax.: (84) 3206-8600 e-mail: evo.representacoes@yahoo.com.br

J.C. Viana Representações R. Arlindo Pedrali,1311 sl 01 Jdm Santa Helena 87083-150 Maringá - PR Tel.: (44) 3261-7271 /Fax: (44) 3262-7777 e-mail: escritório@jcviana.com.br JG Representações Ltda Rua Aristides Lobo, 200 60.861-090 - Fortaleza-CE Tel. 85-3456-3056 Email: edimar@grupojg.com.br Jotas’s Comércio e Representações Ltda Al. Barão de Limeira,71 1º piso - Lj. 24 Sta. Efigênia 01202-001 São Paulo – SP Tel.: (11) 3361-9019 Fax: (11) 3224-0130 e-mail: jotas@terra.com.br J.Fonseca Representações R- Graciliano Ramos, 300 Jd. Eucaliptos 88130-660 Palhoça – SC Tel.: (48) 3242-9058 e-mail: jfonseca@jfonseca.com.br Site: www.jfonseca.com.br Julio Lopes Representações Ltda Av. protasio alves, 4638/206 - Porto alegre/RS Cep: 91310-000 Fone: (51) 3377-5595 juliolopes@juliolopesrepre.com.br www.juliolopesrepre.com.br Kikoka Com. de Confecções e Repres. Coml. Ltda-ME R. Comendador Roseira, 4 sobre loja Rebouças 80215-210 Curitiba – PR. Tel./Fax: (41) 3208-2300 Site: www.kikoka.com.br e-mail: kikoka@kikoka.com.br Líder Representações Ltda Av. Santos Dumont, 2828 S/704 Aldeota 60150-161- Fortaleza – CE. Tel.: (85) 3133-1014 Fax: (85) 3133-1020 Site: www.acdgroup.com.br e-mail: líder-ce@acdgroup.com.br

Binatti Representações R. Edgar Linhares, 515 B 88336-210 - Balneário Camboriú - SC Tel.: (47) 3366 7860 Fax: (47) 3366 7860 E-mail: binatti@binatti.com.br Site: www.binatti.com.br MSN: binatti@binatti.com.br SKYPE: binatti_repres

Gefredo Comércio e Representações LTDA R. Tamuatá, 251 – Salas 09 e 10 - S. João Climaco 04255-140 - São Paulo – SP Tel.: (11) 2946-7639 v/ Fax: (11) 2948-0804 e-mail: luciana@gefredomotos.com.br e-mail: gefredomotos@terra.com.br Site: www.gefredomotos.com.br

Bonsucesso Motopeças Ltda R. Pirituba, 1156 Guanandi 79086-430 Campo Grande- MS Tel.: (67) 3386-0553 e-mail: ricardoabreu@live.com

Gestec Representações R. Engenheiro Frontin, 59 São Francisco 79.009-330 Campo Grande/Ms Tel.: (67) 3301-8898 / 9995-6528 E-Mail/Msn : gestec@terra.com.br

Bossoni Representações de Moto e Autopeças Ltda R. Prof. Gustavo Pires de Andrade, 85 Casa 2 03140-010 São Paulo – SP E-mail: bossonirepresentacoes@hotmail.com

Italmotos Representações Ltda R. Cons. Álvaro de Oliveira, 680 Parquelândia 60455-555 Fortaleza – CE Tel.: (85) 3281-5788 Fax (85) 3283-4395 e-mail: rep.italmotos@yahoo.com.br

Marco Representações R. Padre Julio Mário, 1136 Sl-02 66812-470 Belém – PA. Tel.: (91) 3227-6618 Tim: Marco (91) 81826856 Escr. (91) 8166-0539 Vivo: Marco (91) 9112-4861 Escr.(91) 9215-2517 E-mail: marcorep22@ig.com.br MSN: marcorep21@hotmail.com Skipe: marco041988

Brum Representações Comerciais Ltda R. São Domingos, 37 Araças 29103-180 Vila Velha – ES Tel.: (27) 3063-0006 E-mail: eliobrum@lfbrum.com.br

Jaime Zapellini Representações Ltda R. Lorival Zocatelli, 41 Vila Lenzi 89252-540 Jaraguá do Sul - SC Tel/Fax (47) 3275-1921 E-mail: zape@netuno.com.br

Maresca Representações. Al. Barão de Limeira 71, loja 11 Piso 2 , Sta Efigênia - 12000-000, São Paulo - SP. Tel.: (11) 2024 0177 e-mail: cristiano_maresca@yahoo.com.br

Lugli Sper Com. e Representações Trav. Marques do Herval, 22 Sl. 21 12400-200 Pindamonhangaba - SP Tel/Fax: (12) 3642-1861 e-mail: luglisperep@uol.com.br site: www.lsrepresentacoes.com.br


Lista de Associados

Martins Representações Ltda R. Açucenas, 20 Sala 2 Nova Suiça 30421-232 Belo Horizonte – MG Tel.: (31) 3377-9452 e-mail:martinsrep@martinsrep.com.br Mateus Moreno Representações Coms. – EPP Av. Santos Dumont, 371 – Sl. 23 Tel: (11) 4453-3530 E-mail: mateus@motoemarcas.com.br Site: www.motoemarcas.com.br MR Representações de Motopeças Ltda R. João Francisco de Paula, 191 Centro 35570-000 Formiga - MG Tel/Fax: (37) 3322-1115 e-mail: magno@mrrepresentacoes.com.br site: www.mrrepresentacoes.com.br Motoczar Assessoria e Repres. Negócios Empresariaia Ltda R. D. Joana Guião Qd. 32 Lt. 19 74935-630 Goiânia – GO. Tel.: (62) 3097-7282 / 9614-8214 Site: www.motoczar.com Email: mariano@motoczar.com.br Mutual Intern. Representações Ltda Av. Santos Dumont, 2828 sl-1704/1705 Aldeota - Cep 60150-161 Fortaleza - CE Tel.: (85) 3133-1002/1004 Fax: (85) 3133-1010 Site: www.acdgroup.com.br Noa Comércio e Representações Ltda Av. Conselheiro Carrão, 889 03403-000 São Paulo – SP Tel.: (11) 98368-9873 / 2653-2886 E-mail: noa@noarepresentante.com.br Site: www.noarepresentante.com.br Nuno Figueiredo Representações Ltda R. Ademar de Barros, 355 sl. 02 13330-130 Indaiatuba – SP Tel.: (19) 3825-1020 Fax: 0800-725-5580 E-mail: nfcomercial@terra.com.br / nfvendas@terra.com.br Oliveira Araújo Comércio Representações Ltda R. Cap. Leal Sobrinho , WE 39,2 –IANETAMA 68745-680 – Castanhal –PA Fone: (91) 3721-4109 E-mail: rr.representacoes@ig.com.br Pegrucci Representações Ltda Av. Padre Francisco S. Coulturato, 314 - Sala 1 14802-000 Araraquara – SP Tel/Fax: 16-3337-2507 E-mail: pegrucci.rep@terra.com.br Site: www.pegrucci.com.br Podium Representações R. Marcos Antonio de Carvalho, 653 Cx Postal: 87 84940-000 Siqueira Campos – PR F/Fax: (43) 3571-3610 Cel: (43) 9919-3680 E-mail: carlos.alves@ podiumrepresentacoes.com.br RC Representações Ltda R. Dr.Deodatho Wertheimer, 470 s/01 Braz Cubas 08740-270 Mogi das Cruzes – SP Tel.: (11) 4735-1890 Fax: 0800-774-2228 E-mail: rc_pedido@terra.com.br |||| 52 | ANFAMOTO em Revista | Edição 132

Reapla Repres. Comercio Ltda Av. Pres. Kennedy, 698 Campinas 88101-900 São José – SC Tel.: (48) 3241-2535 Fax: 0800 6452535 Vendas2@reapla.com.br Reney Soares Representações Ltda R. Prof.clemente Pinto, 41- Medianeira 90870-220 – Porto Alegre –RS Tel.: (51) 3233- 0511 /FAX: (51) 3231-6014 E-mail: reneys@terra.com.br

Unipar Representações - Motox R. Castelo de Lisboa, 301 31330-340 Belo Horizonte – MG Tel. (31) 3498-1525/34981934 E-mail: uniparmotos@uniparmotos.com.br Site: www.uniparmotos.com.br Valim Representacões Ltda R.joao Beltrao Araujo,75 - Jd. Patricia 38414-210- Uberlândia- MG Tel.: 34-3238-8139 E-mail: valimrep@valimrep.com.br

Representações Nordeste e Sudeste R. Maria Emília de Oliveira, 120 Ouro Verde 45995-000 Teixeira de Freitas – BA Tel: (73) 3263.0223 Fax (73)3011.7418 E-mail kmliberdade@uol.com.br

Walmir Representações Ltda Av. dos Engenheiros, 563 Alípio de Melo 30840-300 - Belo Horizonte – MG Tel.: (31) 3474-6544Fax: (31) 3474-7010 E-mail: walmir.representacoes@gmail.com

Rofer Representações Ltda R- Santíssima Trindade, 278 31030-250 Belo Horizonte – MG Tel/Fax: (31) 3481-5074 E-mail: rofermg@rofermg.com.br

Vasques Representações Comerciais Ltda R Antonio Bicudo, 541 São Lourenço 79041-320 Campo Grande - MS (67) 3341-3426 Fax: (67) 3341-6777 E-mail: vasques@vasquesrep.com.br

Sandro Representações Ltda R. Monsenhor Veras, 480/1103 91340-020 Porto Alegre – RS Tel.: (51) 3219-2119 E-mail: sandrorepresentacoes@terra.com.br Site: www.sandrorepresentacoes.com.br S A Representações de Motoc. Peças e Acess. Ltda R. 06 nº 149 s/01 Qd. 159/E Cj. Rio Maracana 69028-306 Manaus – AM Tel.: (92) 3646-6883-9356-0014 E-mail: sergio@sarepresentacao.com.br Site: www.sarepresentacao.com.br Scudler Representações R. Severino Marques, 205 São Francisco 79009-730 Campo Grande – MS Tel/Fax.: 67-3365-3528 E-mail: scudlerr@terra.com.br S&M Representações Ltda R. Espinosa, 376 Carlos Prates 30710-320 Belo Horizonte - MG Tel.: (31) 3412-8722 Fax: (31) 3411-2117 Site: www.smrep.com.br E-mail: smrep@smrep.com.br Sudamérica Marketing Repres. S/S Ltda-Me Av. Dr. Luiz Arrobas Martins, 548 Veleiros 04781-001 - São Paulo - SP Tel.: (11) 5548-4226 / Fax. (11) 5521-6923 E-mail: sudamerica@terra.com.br Site: www.kmchain.com.br Taurus Representações Ltda Av. Santos Dumont, 2828 S/1001 60150-161 – Fortaleza – CE Tel.: (85) 3133-1013 Fax: (85) 3133-1021 Site: www.acdgroup.com.br E-mail: taurusce@acdgroup.com.br

ENTIDADE DE CLASSE Motorcycle Industry Council, Inc. (Mic) 2 Jenner Street, Suite 150 Irvine, CA 92618-3812 - USA Fone (1) (714) 727-4211 - extension 3028 Fax (1) (714) 727.4217 ASSOMOTOS- Associação das empresas Revendedoras e Prestadoras de Serviço de Moto Peças Av. Visconde do Rio Branco, 1605, sala 05, Centro 60055-170 Fortaleza-CE Tel.: (85) 3254-7661 E-mail: assomotos.ceara@hotmail.com



Serviços

www.montanna.com.br vendas 11 2475-7000

PARA MÃO-DE-OBRA NO ESTADO DE SÃO PAULO - 2012 (VALORES EM REAIS R$)

(11)

2317-3388

valflex@valflex.com.br |||| 54 | ANFAMOTO em Revista | Edição 132