Page 1

Janeiro, Fevereiro de 2009 | Ano V | nº 36

“Deixe a visão que tem dentro do coração ser o projecto da sua vida”

       (Mandino)

Carnaval 2009

Memória: Truques e estratégias

II Concurso de Poesia da Anem

Regras para uma melhor maneira de viver

(novo regulamento)

pág. 3

pág. 4

pág. 6


?

ESTACIONAMENTO

Como fazer valer o seus direitos

2

Uma das questões que nos é colocada com maior frequência é como usufruir dos direitos que assistem as pessoas portadoras de deficiência no que diz respeito a estacionamento. Sabemos que o automóvel é um meio indispensável de locomoção para os doentes de Esclerose Múltipla, mas um dos principais problemas com que se deparam é a procura de um local adequado para estacionar o veículo… Assim, fique a saber que os portadores de deficiência com um grau de incapacidade motora igual ou superior a 60% têm direito a estacionar nos locais que lhes são reservados e que se encontram devidamente assinalados, sendo para esse efeito necessário possuir um Cartão de Estacionamento. Este Cartão, instituído desde Dezembro de 2003 e de modelo comunitário uniforme, veio substituir o anterior Dístico de Estacionamento, que apenas mantém a validade até ao termo do prazo de vigência que nele consta. Uma das diferenças entre os dois documentos prende-se com o facto do Cartão de Estacionamento não ter averbada a matrícula, pelo que pode ser utilizado em qualquer viatura onde se faça transpor-

lugar de estacionamento junto da sua habitação ou do local de trabalho, sempre que tiver uma deficiência motora que lhe confira um grau de incapacidade igual ou superior a 60% ou tiver multideficiência profunda com grau de incapacidade igual ou superior a 90%. Neste caso, deve dirigirse à Câmara Municipal da sua localidade.

tar. O Cartão deve, então, ser colocado junto ao pára-brisas dianteiro do seu automóvel, de forma visível do exterior, sempre que este se encontre estacionado nos locais que lhe estão especialmente destinados. Para requerer este novo Cartão de Estacionamento, deverá apresentar requerimento na Direcção Regional de Viação da área da sua residência, fazendo-se acompanhar do Bilhete de Identidade e da certificação da condição de pessoa com deficiência motora ou de pessoa com multideficiência profunda, através de Atestado Médico de Incapacidade. Pelas suas características este cartão é pessoal e intrans-

missível e tem validade de cinco anos, excepto se do atestado médico constar um período de validade inferior. Uma das suas vantagens é o facto deste Cartão de Estacionamento garantir o estacionamento da sua viatura, ou da de outrem onde se faz transportar, não só nos locais reservados para o efeito, mas também permitir ainda o estacionamento em outros locais, em situações de absoluta necessidade e por curtos períodos de tempo desde que não prejudique a normal e livre circulação de peões e de veículos. Para além do direito de estacionamento nos locais assinalados pode ainda requerer um

Para mais informações, pode consultar a seguinte legislação: • Decreto-Lei n.º 307/2003, de 10 de Dezembro; • Decreto-Lei n.º 202/96, de 23 de Outubro, alterado e republicado pelo Decreto-Lei n.º 174/97 de 19 de Julho; • Código da Estrada, com a nova redacção dada pelo Decreto-Lei n.º 44/2005, de 23 de Fevereiro; • Decreto-Regulamentar n.º 22-A/98, de 1 de Outubro.


rece a recordação porque automatiza certas actividades que facilitam esse processo. (Sánchez, González & Kulisevsky, 2002); 7. Crie rotinas – As rotinas e estruturas fixas de comportamento facilitam um bom funcionamento do quotidiano. As reter a informação na memória mudanças desestruturam e (Sánchez, González & Kulisevsky, confundem! (Sánchez, Gonzá2002); lez & Kulisevsky, 2002). 2. Organize a memória dos lugares – Colocar os objectos sempre no mesmo lugar, de forma a “criar” uma memória dos lugares onde estão os objectos (Sánchez, González & Kulisevsky, 2002);. 3. Crie uma lista de tarefas pendentes – Realizar uma lista Mais uma vez a nossa caride todas as coisas que se têm nha andou a conhecer mais de fazer, e uma vez desempe- um cantinho do nosso bonito nhada, anotar como tarefa já país. Desta vez não fomos lonefectuada (Sánchez, González ge, deslocamo-nos ao Monte Crasto situado na freguesia de & Kulisevsky, 2002);. 4. Utilize um calendário se- S. Cosme em Gondomar. manal ou mensal – Um calen- São 194 metros de extendário onde se observe toda a sa vegetação, ideais para um semana ou mês irá facilitar a passeio a pé ou de bicicleta, recordação das visitas mé- um piquenique ou um simples dicas, aniversários ou outros refúgio para esquecer, por moacontecimentos importantes mentos, da rotina e da pres(Sánchez, González & Kulisevsky, são a que estamos sujeitos diariamente. Em pleno centro 2002); 5. Tenha uma agenda de de Gondomar, na freguesia de mão ou electrónica – Permite S. Cosme, onde o rio se une ter presente tudo o que se tem com a serra, ergue-se o Monte de fazer. (Sánchez, González & Crasto, uma fortaleza natural, excepcional erupção de uma Kulisevsky, 2002); 6. Desenvolva hábitos de Natureza exuberante e celememória – Criar hábitos favo- brada.

Memória Caros leitores nesta edição do jornal ou abordar um assunto por vós já muito conhecido. Apesar de tudo nunca é demais relembrarmos estes assuntos! A memória o que é? “capacidade de reter e recuperar informações, e com isso, alterar o comportamento em função de experiências anteriores, sendo o “armazém” relativo às informações aprendidas. Ou seja, o cérebro processa, armazena, e recupera informação de diferentes formas para atender a necessidades diferentes (Mackay, 2006); (Pinto, 1999); (Strang, 2006).” Passo a indicar-vos algumas estratégias que ajudam com que o seu dia-a-dia seja melhor e sem tantos aborrecimentos porque se esqueceram de algo! 1. Escreva notas efectivas – O processo de resumir uma informação obriga a pensar naquilo que se tem de escrever durante o dia, resumi-lo e transcrevê-lo em outras palavras. Este processo ajuda a

Visita ao Monte Crastro

Trata-se de um espaço verde de recreio com bela panorâmica - central numa “cidade suburbana” - pertença da Confraria de Santo Isidoro, que se tem empenhado para manter incólumes as capacidades ecológicas daquela zona. A ela se devem melhoramentos como a reparação da torre, com a nova escada de caracol em cimento, a construção da nova capela e da gruta, que dá um tom pitoresco ao acesso à esplanada, e ainda a plantação de centenas de novas árvores de diversas espécies e arruamento de canteiros floridos. O Monte Crasto tem conseguido vencer a pressão urbanística na sua envolvente e mantém-se, desde o século XIX, altura em que a propriedade foi doada à confraria, como o principal “pulmão” da urbe gondomarense.

3


Promover a criatividade e a expressão escrita no campo da poesia e incentivar o aparecimento de novos valores.

1º (Objecto) No intuito de criar e consolidar hábitos de leitura e de escrita, promover a poesia e valorizar esta expressão literária, é instituído o “II Concurso de Poesia da ANEM” no plano anual de actividades. 2º (Tema) Neste concurso, cada participante poderá escolher o tema da sua preferência.

4

3º (Divulgação do Concurso) O anúncio do concurso será efectuado no sítio electrónico da ANEM (www.anem.org.pt) e eventualmente noutros locais de referência. 4º (Natureza dos Trabalhos) Os géneros literários admitidos neste concurso são a poesia e a prosa (conto e crónica). 5º (Critérios de Admissão) Apenas serão aceites produções que se apresentem com as seguintes características: a) Que sejam inéditas. b) Que se apresentem dactilografadas numa só face e a dois espaços, em papel de formato A4, podendo ser ilustrados de forma pessoal e criativa. c) Que não excedam os seguintes limites de extensão: • Originais em verso – duas páginas • Originais em prosa – cinco páginas

STINAT

ÁR I O S

TIVO

DE

O BJ E C

Este concurso destina-se aos associados da ANEM, seus familiares e/ou cuidadores e à população em geral.

REGULAMENTO DO II CONCURSO DE POESIA

d) Cada concorrente pode 8º (Datas Relevantes) participar com um número ili- O concurso rege-se pelos semitado de trabalhos. guintes prazos, que poderão e) Cada original deverá ser ser alterados se entretanto foacompanhado de quatro có- rem cumpridos todos os parâmetros, sem que disso resulte pias. f) Os trabalhos devem ser prejuízo para os participantes: acompanhados de um so- a) Até 31de Março de 2009 brescrito lacrado, contendo na – Divulgação do concurso; parte exterior o pseudónimo e b) Mês de Abril de 2009 – Reno interior a identificação com- cepção dos poemas; pleta do autor (nome, morada, c) Até 15 de Maio de 2009 contacto telefónico). No caso – Publicação dos resultados; de envio por e-mail, os poe- d) 24 de Maio de 2009 – Cerimas deverão seguir por anexo, mónia de entrega de prémios. identificados com o pseudónimo e em formato do Word 9º (Condicionamentos do 1997-2003. Concurso) g) Os trabalhos devem ser O concurso só se realizará se enviados por correio para o obtiver um número mínimo de seguinte endereço: Associa- 10 participantes e será limitação Nacional de Esclerose do a um número máximo de Múltipla, Rua Júlio Dinis, nº 250 participantes. 247, 4420-481 Gondomar ou por e-mail para anem@anem. 10º (Constituição do Júri) As produções serão apreciaorg.pt. das por um Júri constituído por quatro elementos: um ele6º (Confidencialidade dos mento da Direcção, dois PoeConcorrentes) Os participantes deverão con- tas a representar a cidade de correr identificados com pseu- Valbom e um representante da dónimo e a sua identificação Autarquia local, podendo este apenas será publicada com o consultar outros convidados consentimento dos mesmos. ilustres no âmbito da poesia para melhor servir o propósito do concurso. 7º (Direitos de Autor) Ao participarem neste concurso, os autores assumirão a ce- 11º (Prémios) dência de autorização de pu- a) As produções serão avablicação dos trabalhos, quer liadas pelo Júri, que irá selecdurante o concurso, quer em cionar e classificar os trabapublicações posteriores even- lhos e eleger os três melhores, tualmente desenvolvidas pelo classificando-os em primeiro, segundo e terceiro lugar. projecto.

b) Os vencedores deste concurso terão direito à divulgação dos seus poemas e ao respectivo prémio, a definir de acordo com as angariações conseguidas para apoio ao concurso. c) Os trabalhos vencedores serão afixados na sede da ANEM e publicitados no site e no jornal da mesma. d) O Júri poderá deixar de atribuir quaisquer dos prémios, desde que as produções apresentadas não o justifiquem. 12º (Contactos) Todos os contactos referentes à atribuição dos prémios serão efectuados por correio electrónico, carta ou via telefone. 13º (Ocorrências Não Previstas) Qualquer ocorrência não prevista neste regulamento será resolvida entre os interessados e a Direcção da ANEM. 14º (Entrada em Vigor) Este Regulamento entrou em vigor imediatamente após a sua aprovação em reunião de Direcção da ANEM no mês de Março de 2009.


Festa de Carnaval

Vinte e um de Fevereiro foi a data escolhida pela ANEM para comemoração do Carnaval com os seus associados. Desta vez, a festa decorreu na Escola EB 2/3 de Gondomar, onde esteve disponível um serviço de Bar disponibilizado pela associação. Assim, a preços convidativos e com muita variedade, foi possível servir todos os presentes e angariar fundos para a ANEM. Contudo, lamentamos o facto dos nossos associados não terem aderido a este convívio conforme prevíamos, apesar da longa preparação e do belo dia de sol que marcou este data… Por fim, não poderíamos deixar de agradecer a todos os patrocinadores que gentilmente ofereceram os bens alimentares para o serviço de Bar!

Existem milhares de provas de amor. Um novo medicamento é uma delas.

5

Sanofi-aventis, líder mundial da indústria farmacêutica, investiga, desenvolve e distribui soluções terapêuticas para melhorar a vida de cada um de nós.

Para mais informações, por favor consulte o nosso site na internet: www.sanofi-aventis.pt


Regras para uma melhor maneira de viver 6

Segundo Mandino (2002), existe um conjunto de regras que proporcionam uma melhor maneira de viver, as quais poderão ser úteis para as pessoas portadoras de Esclerose Múltipla. Mandino (2002) refere algumas regras a ter em consideração: Ocupar o tempo com coisas Dar valor aos bens que a pes- significantes, de forma a posoa possui, no sentido de per- der rentabilizá-lo; ceber a importância daquilo que tem a seu favor; Eliminar a tensão, as preocupações e as aflições, desvaloNão pensar muito tempo so- rizando as situações desagrabre um erro ou um assunto dáveis por as quais a pessoa que provoque tristeza. Deve- passa, facto que liberta a mense ter em conta que os erros te de forma a pensar com dissão a forma que a vida tem de cernimento na solução para os ensinar a pessoa e que os fra- problemas; cassos fazem parte do cresciNão negligenciar as pequenas mento; coisas nas quais se investe; Atribuir uma recompensa pe- ß Investir nas relações com as outras pessoas; las metas atingidas; ß Sustentar cuidadosamente o amor que a família nutre pela Estabelecer objectivos para cada dia e não realizar projecpessoa; tos a longo prazo e difíceis; Construir cada dia com base em pensamentos agradáveis Viver cada dia como se fosse e positivos, de modo a impe- o último e como uma oportunidir obstáculos ou quaisquer dade de concluir os objectivos imperfeições que a pessoa re- que a pessoa não conseguiu concluir no dia anterior; ceie;

Apreciar cada dia e descansar satisfeito(a) com aquilo que se conseguiu alcançar; Perceber que a verdadeira felicidade se encontra dentro de cada pessoa. Tenha sempre em mente esta ideia:

“Deixe a visão que tem dentro do coração ser o projecto da sua vida” (Mandino, p.71)

Referências Bibliográficas Mandino, O. (2002). A melhor maneira de viver. Cascais: Editora Pergaminho.


agenda

SUDOKU nível 3

Torta Fofa

1 8 5 6 9 7 3 4 1 6 3 9 5 2 6 1 2 4 1 3 3 1 6 2 8 5 8 3 5 9

6

Colabore connosco, participando nas seguintes iniciativas:

Ingredientes

5 8 7

Festa da Páscoa – dia 18 de Abril, pelas 14h30 na sede da ANEM.

6 ovos 2 colheres de sopa de farinha 1 chávena de molho bechamel sal q. b. 150 g. de sobras de carne, peixe ou bacalhau cozinhados ou ainda fiambre, bacon ou atum Preparação Bata as claras em castelo e sua-

Feira da Saúde de Paredes – de 24 a 26 de Abril, no Parque José Guilherme, em Paredes (junto à Câmara Municipal). Acções de divulgação e informação sobre a Esclerose Múltipla à comunidade em geral, com venda de trabalhos manuais.

vemente junte-lhe as gemas, a farinha deitada em chuva (por entre os

Soluções do passatempo anterior

dedos), assim como o sal a gosto. Misture cuidadosamente, sem bater, para não quebrar as claras e a massa não perder a levedura. Deite a massa num tabuleiro rectangular, bem untado com manteiga e polvilhado de farinha.

Angariação de Fundos – dia 2 de Maio, das 10 às 18h, no Centro Comercial Parque Nascente, em Gondomar. Venda de trabalhos manuais, angariação de sócios e sensibilização para a doença.

Vai ao forno, previamente aquecido, e quando a torta estiver cozida, (o que demora 10 a 15 minutos) mas não seca, desenforma-se sobre um pano polvilhado com pão ralado ou farinha, estende-se o recheio em toda a superfície e enrola-se. NOTA – Pode servir-se quente, coberta com molho de tomate e rodeada por uma salada verde, ou fria, por exemplo, para lanche.

Normédica/Ajutec 2009 – de 7 a 10 de Maio, na Exponor. A ANEM estará presente nos quatro dias do evento com um stand informativo, uma actuação musical e uma palestra.

7


apelo

A ANEM agradece!

Para Portadores de Esclerose Múltipla. O RebiCare® é um serviço de apoio desenvolvido para melhorar a convivência com a doença. O programa disponibiliza alguns serviços específicos que visam ajudar o portador de EM a ultrapassar dificuldades inerentes à sua condição.

Para mais informação sobre o programa RebiCare®, consulte o seu Médico ou Enfermeiro de referência.

Merck, s.a.

08/2009

Como muitas outras IPSS’s, a ANEM está a atravessar sérias dificuldades financeiras, que colocam seriamente em risco a continuidade do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido. Gostaríamos de deixar aqui o nosso apelo para que ajudem a ANEM, pois existem várias formas para o fazer: - Pague atempadamente as suas quotas e actualize as que possa ter em atraso; - Ofereça bens antigos/usados em bom estado, que possam ser utilizados pelos utentes ou que ajudem a equipar as instalações (por ex.: tintas, pincéis, tesouras, materiais para artesanato, estantes, material de escritório,...); - Necessitamos de fraldas, produtos de higiene pessoal e de limpeza com grande regularidade; - Faça o seu donativo por cheque, vale de correio ou transferência bancária para o NIB 0018 0000 555 9472 10 20 50 (Banco Santander Totta).

Rua Alfredo da Silva, 3-C - 1300-040 Lisboa Tel.: +351 213 613 500 / Fax: +351 213 613 660 / E-mail: merck@merck.pt C.R.C. Lx / Cont. N.º 500 650 870 / Capital Social: 8.649.530 €

Jornal ANEM Janeiro, Fevereiro de 2009 - Ano V - nº 36)  

Jornal da ANEM. Orgão Oficial da Associação Nacional de Esclerose Múltipla.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you