Page 1

Encarte especial

SANTOS OFFSHORE NEWS 2010 www.weg.net

P-57 começa a operar com soluções WEG Além dos produtos para compor a parte elétrica da plataforma, a WEG forneceu todos os cubículos de média tensão MTW-04 resistentes a arco inteiro. A Petrobras acaba de batizar a P-57, plataforma gigante com capacidade de extrair 180 mil barris de petróleo por dia. Com previsão de iniciar a produção de petróleo no Parque das Baleias, porção norte da Bacia de Campos, no fim de novembro, a P-57 vai operar com um grande pacote de soluções WEG. Fornecidos para a Single Buoy Moorings (SBM), empresa responsável pela engenharia, suprimentos e construção da P-57, os equipamentos WEG foram enviados ao estaleiro em Cingapura, onde o navio foi convertido e onde a maioria dos produtos fornecidos foram integrados à plataforma. “O trabalho conjunto da SBM e da WEG não foi uma simples parceria: foi uma união em torno de um objetivo comum. A P-57 foi um projeto grande e complexo, com cronograma apertado, e as duas empresas ficaram lado a lado, mantendo uma ótima comunicação entre elas e com a Petrobras”, declara Jean-François Labrunie, FPSO P-57 - Package Manager da SBM. Do pacote fornecido pela WEG, constam: Painéis de Média Tensão, Painéis de Baixa Tensão, CCMs (Centro de Controle de Motores) e Transformadores de Média e Baixa Tensão a Seco, entre outros subsistemas de supervisão e segurança. E através de vários OEMs, o fornecimento é completado por: Motores para Compressores de Gás, vendidos para a MAN Turbo da Suiça; Motores para Bombas de Água, vendidos para a SULZER do Brasil; e

Motores para Bombas de Aplicação Geral, vendidos para a KSB do Brasil. Todos estes produtos possuem certificação ABS e, quando requerida, certificação de área classificada conforme normas brasileiras e internacionais. “A Petrobras tem por característica trabalhar junto com o fornecedor, porque cada projeto é um desafio novo, uma barreira nova para transpor. A gente não consegue superar tudo sozinho. Na P-57, onde o conteúdo nacional é muito alto, a proximidade se tornou fator determinante. E a WEG não é só uma empresa brasileira, é uma empresa impressionante em qualquer lugar do mundo: a grandiosidade, o ambiente de trabalho, a engenharia, a qualidade são aspectos muito positivos que levamos em conta”, diz Claudio Jacyntho, Gerente Setorial de Plataforma da Petrobras. A P-57 é uma plataforma do tipo FPSO (sigla em inglês que significa unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de óleo) e integra a segunda fase de desenvolvimento do campo de Jubarte. Ancorada a uma profundidade d´água de 1.260 metros, produzirá óleo de 17 graus API (medida de densidade do petróleo). Ela terá capacidade para processar, diariamente, até 180 mil barris de petróleo e 2 milhões de metros cúbicos de gás. Vai operar interligada a 22 poços, sendo 15 produtores e 7 injetores de água. Será a primeira unidade dessa complexidade a operar na costa do Espírito Santo.

Escopo do Pacote Elétrico fornecido para a P-57 Produto

Quantidade

Painéis de Média Tensão

39

Painéis de Baixa Tensão

136

Paineis de Baixa Tensão à Prova de Explosão (Eex e)

22

Transformadores de Média Tensão

08

Transformadores de Baixa Tensão

09

Motores de Média Tensão para Bombas

10

Motores de Média Tensão para Compressores

04

Motores em Geral / OEMs (BT)

150

PMS – Sistema de Gerenciamento de Potência

01

UPS– Fornecimento Ininterrupto de Energia

01

Foto: Agência Petrobras

Com previsão para entrar em operação ainda este ano, P-57 contará com soluções WEG para extrair 180 mil barris de petróleo por dia.


Encarte especial

SANTOS OFFSHORE NEWS 2010 www.weg.net

Novos Geradores WD10 - Refrigerados por manto d'água Os geradores WD10 foram desenvolvidos para atender a demanda crescente por geradores compactos, típicos de equipamentos para aplicação naval. Há quem diga que o metro quadrado mais caro do mundo está nas plataformas e embarcações do mercado de Oil & Gas. Por isso, em ambientes onde espaço é um item de luxo, nada mais justo do que criar um produto que atenda todas as necessidades e ainda seja compacto. Os novos geradores WD10 da WEG são exatamente a tradução de tudo isso. Eles aliam performance, longa vida útil, custo reduzido e baixo índice de manutenção. Todas essas características fazem do WD10 a solução mais adequada para plataformas, embarcações e demais aplicações no segmento naval. Além da redução de 37% no volume em relação ao gerador com trocador de calor ar-água (IC81W), o WD10 da WEG se destaca também pelo alto índice de conteúdo nacional. O fato de o WD10 ser refrigerado por manto d'água faz com que a emissão de calor no ambiente seja mínima e o nível de ruído bastante reduzido, quando comparado às máquinas refrigeradas por ar. Esse sistema retira o calor gerado pela máquina elétrica através da circulação de água ao redor da carcaça. Os geradores WD10 estão aptos as certificações navais ABS, Lloyd's, Register, DNV, BV, entre outras. Eles são indicados para todos os ambientes, inclusive os mais agressivos.

Principais Vantagens Dimensões reduzidas Mínima dissipação térmica para o ambiente Baixo nível de ruído sonoro Apto a operar em condições ambientais severas

Escopo Carcaças: 450 a 560 (IEC) Potência: até 2.125 kVA Tensões: 440 V a 6.600 V Polaridade: 4 polos Frequência: 60 Hz Classe de isolação: F ou H Forma construtiva: IM1001 (B3) ou IM1101 (B20) Grau de proteção: IP55 Redução de 37% no volume em relação ao gerador com trocador de calor ar-água (IC81W).

Refrigeração: IC71W Características diferentes sob consulta.

Santos Offshore News  

Encarte especial para o jornal Oil & Gas da WEG, distribuído na Feira Santos Offshore.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you