Page 1


EXPEDIENTE PRESIDENTE Vilson da Silva Mayrink VICE-PRESIDENTE Leonardo Miranda Braga DIRETOR INSTITUCIONAL José Maria Cunha DIRETOR DE ASSUNTOS SOCIAIS José de Oliveira Galeno Filho DIRETOR ADMINISTRATIVO-FINANCEIRO Moacir Carlos Muzzi Machado DIRETOR DE RELAÇÕES CORPORATIVAS Marcelo Augusto Cataldo

FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA Av. João Pinheiro, 495 / 7º andar Funcionários - BH/MG CEP: 30.130-180 Telefone: (31) 3249-1791 www.fundacaocdl-bh.org.br --------------------------------------------JORNALISTA RESPONSÁVEL:

Andressa Guimarães Melo TEXTOS & IMAGENS:

Andressa Guimarães Melo DIAGRAMAÇÃO & PROJETO GRÁFICO:

Andressa Guimarães Melo REVISÃO:

Rodrigo Martins Antonio


SUMÁRIO Apresentações

Programa Educação e Trabalho (PET)

02 16

Ver é Bom Demais

Brincadeira é Coisa Séria

5

03 37

43

Natal de Todo Mundo

Institucional & Clipping

07

03 55

02 49


Foto: arquivo CDL/BH

PALAVRA DO PRESIDENTE DA CDL/BH Bruno Falci

Perto de completar 30 anos, a Fundação CDL Pró-Criança contabiliza grandes vitórias. São quase três décadas realizando sonhos, mudando vidas para melhor e contribuindo com uma sociedade menos desigual. O sonho de um grupo de empresários do comércio da capital mineira que nasceu pequeno, no ano de 1986, cresceu dia após dia e, hoje, leva oportunidades a milhares de crianças, adolescentes e jovens. O resultado está aqui e nos dá a certeza que estamos no caminho certo. Continuamos a trajetória do que foi idealizado há alguns anos, ampliamos o leque de oportunidades e hoje oferecemos projetos que contemplam desde a saúde bucal e visual até a formação profissional. São ações que resgatam a autoestima e garantem um futuro mais promissor para as jovens gerações e, consequentemente, para a sociedade. Com apoio de parceiros e de uma diretoria e colaboradores engajados, levamos educação, capacitação, informação, saúde, alegria e brincadeiras para aqueles que por muitas vezes foram esquecidos pelo poder público. Nossas ações em prol da sociedade e do comércio estão distribuídas em inúmeras iniciativas no campo social que protagonizamos em nome dos setores de comércio e serviços de Belo Horizonte. Temos consciência que desenvolvimento não é apenas responsabilidade do governo. É responsabilidade de cada um de nós. E cada um deve fazer a sua parte. E quando é feita em conjunto, o resultado é muito melhor. É por isso que nos orgulhamos do trabalho que desenvolvemos, pois temos a certeza que estamos contribuindo para uma sociedade mais justa. Bruno Falci| Presidente da CDL/BH

7


Foto: arquivo CDL/BH

PALAVRA DO PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO CDL PRÓCRIANÇA Vilson Mayrink

Em 2015, buscando solidificar o cumprimento da nossa missão, que é a de levar igualdade de oportunidade a todos, decidimos diversificar o público atendido por nossos projetos sociais, sempre mantendo o foco na questão da vulnerabilidade social. O nosso objetivo foi atender às necessidades dessas crianças, cada uma com sua realidade de vida específica, e atender a cada uma delas em suas especificidades. E podemos nos orgulhar de dizer que cumprimos com êxito a nossa proposta! Conseguimos gerar impacto social para públicos que antes não eram beneficiados pelos nossos programas, como por exemplo, as crianças em tratamento de câncer e as crianças de regiões de alta vulnerabilidade social, como a Vila Acaba Mundo e o bairro 1º de Maio. Além disso, apesar da crise econômica vivida em nosso país, conseguimos fechar o ano com um aumento no número de empresas parceiras e um crescimento de cerca de 30% no número de aprendizes inseridos no mercado de trabalho por meio do Programa Educação & Trabalho (PET), o que nos permitiu ampliar as oportunidades dadas aos jovens de Belo Horizonte e da Região Metropolitana. Nos orgulhamos, ainda, de termos adquirido um imóvel para a Fundação CDL Pró-Criança, localizado na Av. Amazonas, 361 / 3º andar - Centro. O novo espaço, que recebeu o nome de Centro de Desenvolvimento Social (CDS), possui 364 m² e terá 4 salas de aula, com capacidade para atendimento de, aproximadamente, 800 jovens. O objetivo do CDS é, além da capacitação dos aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET), o desenvolvimento dos demais projetos sociais da Fundação CDL/BH. Vilson da Silva Mayrink | Presidente da Fundação CDL Pró-Criança

8


Marcelo Augusto

Moacir Muzzi

Leonardo Braga

José Galeno

José Maria Cunha

Dir. de Relações Corporativas

Diretor Administrativo Financeiro

Vice-Presidente

Dir. de Assuntos Sociais

Diretor Institucional

Desde a instituição da Fundação CDL Pró-Criança, em 1986, até este ano de 2015, vivenciamos muitas crises em nosso país, com profundos reflexos no seguimento dos lojistas e na sociedade como um todo. Apesar disso, a Fundação CDL manteve seu vigor, trazendo para estudo e avaliação as inquietudes dos lojistas e ouvindo atentamente a percepção de sua instituidora, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte. Por meio de nossa atuação social, a Fundação CDL tem sido reconhecida na capital do Estado e se tornou uma referência junto ao Ministério Público (Curadoria de Fundações), além de atuar junto à Federação que integra as Fundações e Associações de Direito Privado em Minas Gerais (FUNDAMIG) e à Confederação Brasileira de Federações de Fundações de Direito Privado, representado o seguimento Fundacional Privado no Brasil (CEBRAF). Nos orgulhamos de servir de exemplo tanto no meio fundacional, como no meio empresarial, e de termos uma Diretoria muito dedicada, que se aperfeiçoa a cada dia com a prática empresarial, do comércio, e com a prática das ações das políticas sociais. Hoje, as nossas atividades têm grande força na sociedade, com o apoio de uma comunicação ativa e abrangente, e de uma trajetória de sucesso que culmina na aquisição de um espaço próprio da Fundação CDL, para realizar suas atividade e programas para o desenvolvimento social e atendimento a crianças e adolescentes e suas famílias em situação de vulnerabilidade social. Diretores em atividades não remuneradas e profissionais em atividades remuneradas marcam a diferença dessas realizações.

9

Fotos: arquivo CDL/BH

PALAVRA DA DIRETORIA EXECUTIVA


FUNDAÇÃO CDL PRÓ-CRIANÇA

A Fundação CDL Pró-Criança é o braço social da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte e tem como missão levar igualdade de oportunidade às pessoas e contribuir para a construção de um futuro melhor, fortalecendo e exercendo a cidadania em Belo Horizonte. No ano de 2015, a Fundação CDL Pró-Criança desenvolveu 4 programas: ŸPrograma Educação e Trabalho; ŸVer é Bom demais; ŸNatal de Todo Mundo; ŸBrincadeira é Coisa Séria;

Todos os programas seguem os objetivos do Art. 3º do Estatuto da Fundação: Art.3 - A Fundação tem por objetivo a promoção do desenvolvimento social da criança e do adolescente através das seguintes iniciativas: a) Programas de repasse de subvenção financeiras a instituições conveniadas; b) Programas de capacitação técnica e de gestão a instituições conveniadas; c) Programas de geração de renda, objetivando a auto sustentação dessas instituições; d) Programas voltados à assistência social; e) Programas voltados para a educação, a cultura, o esporte e o lazer; f) Programas de aprendizagem para adolescentes entre 15 e 20 anos, objetivando sua formação técnico-profissional metódica, compatível com o desenvolvimento físico, moral e psicológico; g) Encaminhamento e/ou contratação para as empresas conveniadas, de adolescentes aprendizes, com certificado de qualificação profissional emitido pela Fundação.

10


MISSÃO - VISÃO - VALORES

Missão • Levar igualdade de oportunidades às pessoas e contribuir para a construção de um futuro melhor, fortalecendo e exercendo a cidadania.

Visão • Transformar a vida de milhares de pessoas, crescendo muito e de forma autossustentável, formando junto com a comunidade e com os nossos parceiros uma grande família.

Valores • Paixão - É não medir esforços para servir com amor, alegria, satisfação, sempre acreditando no potencial das pessoas e na transformação que elas podem gerar nas próprias vidas e no mundo. • Relacionamento - É apostar na reunião de pessoas e esforços para um fim comum, compartilhando sonhos e ideais, sempre confiando na força da parceria. • Realização - É ser capaz de construir o futuro, realizando o melhor a cada dia, promovendo o encontro entre a necessidade e a solução.

11


CONSELHOS

Conselho Consultivo É o Conselho de Orientação da Fundação, composto pelos fundadores contribuintes da Fundação, pelos ex-presidentes da Instituidora, que são seus integrantes natos, por até 20 (vinte) representantes escolhidos pelo Conselho Deliberativo junto à sociedade, a partir de indicações recebidas dos Conselhos e da Diretoria Executiva, e de um representante dos Participantes, indicado de comum acordo entre eles. Fundadores Contribuintes da Fundação: ŸAntônio Augusto Júnior (in memorian) ŸAntônio Carlos G. Figueiredo (in memorian) ŸCarlos Alberto Cruz (in memorian) ŸCássio José Monteiro França ŸCelso Teixeira (in memorian) ŸDaniel de Freitas B. Reis (in memorian) ŸDante Lapertosa Neto ŸEduardo Silveira de Noronha Filho ŸElizabeth da Cunha Pimenta ŸFernando Luso Corrêa ŸFrancisco Sales Dias Horta ŸGil Nogueira (in memorian) ŸIgnácio B. Rodrigues (in memorian) ŸIvaldy Duarte Pessoa (in memorian) ŸIves Alves (in memorian) ŸIvon Lopes de oliveira ŸJaime Anastácio Medina ŸJoão Rolla (in memorian) ŸJoaquim Mariano da Silva (in memorian) ŸJorge Marinho Rolla ŸJosé Alencar G. da Silva (in memorian) ŸJosé Costa (in memorian) ŸJosé de Oliveira Galeno Filho

ŸJosé Francisco Cavallini (in memorian) ŸJosé Lúcio Costa ŸJosias Marques dos Reis ŸJúlio César Valério Riccio ŸJúlio Vicente Cruz (in memorian) ŸLauro Roscoe ŸLeonardo Augusto Ferreira ŸLevy Nogueira ŸLúcio Assumpção ŸLuiz de Almeida Luder ŸMarcelo Matte ŸMaurício de Assis Lopes ŸMaurício Roscoe ŸMoacir Carlos Muzzi Machado ŸMoacir Carvalho de Oliveira (in memorian) ŸNagib Calil El Abras ŸOsvaldo Mello Campos C. de Oliveira ŸRenato Falci (in memorian) ŸRoberto Alves Horta ŸRoberto Rodrigues Mol ŸSebastião Mauro Figueiredo (in memorian) ŸTânia Mara Vila Nova Orsini Sales ŸTasso Assunção (in memorian)

12


CONSELHOS

Representantes da Sociedade: ŸAgmar Alves de Souza ŸCarlos Augusto Magalhães Filho ŸEuler Fuad Nejm ŸFelisberto Carvalho de Goes Neto ŸFernando Tércius Batista Sasso ŸFlávia Falci Tavares ŸFrederico Papatella Padovani ŸGeovanne Gualberto Teles ŸIcek Majer Weinreich ŸJosé Ângelo de Souza ŸJosé Batista de Oliveira ŸJúlio Coelho de Lima Filho ŸLeandro Henriques Gonçalves ŸMaurícia Lopes Vieira Zama ŸModesto Carvalho de Araújo Neto ŸOsvaldo França Oliveira Junior ŸRaymundo Almeida Vianna ŸRoberto Dias de Andrade ŸRonnye Peterson Baia Antunes ŸRosani Lúcia Soares Lima

Fundadores Contribuintes da Fundação e Expresidentes da Instituidora: ŸCássio José Monteiro França ŸFrancisco Sales Dias Horta ŸJosé de Oliveira Galeno Filho ŸJúlio César Valério Riccio ŸLauro Roscoe ŸLevy Nogueira ŸMaurício de Assis Lopes ŸMoacir Carlos Muzzi Machado ŸNagib Calil El Abras ŸRoberto Alfeu Pena Gomes

13


CONSELHOS

Conselho Deliberativo É o Conselho de deliberação da Fundação, presidido pelo Presidente da CDL-BH, com a seguinte constituição: ex-presidentes da Diretoria Executiva, seus integrantes natos; 15 (quinze) integrantes, escolhidos por seu Presidente, sendo 8 (oito) dentre os participantes do Conselho Deliberativo da CDL-BH, e os demais entre os integrantes dos Órgãos Complementares ou funcionários da CDL-BH. ŸAltair Orotides de Rezende ŸArmando Santos Guimarães ŸCatarina Lutero Mendes ŸDaniela Li Chen ŸFausto Sebastião Izac ŸFrancisco Sales Dias Horta ŸGilmar Antônio Gatto ŸJoel Henrique de Souza Matos ŸLauro Roscoe ŸLucas Pitta Maciel ŸMacoud Rademacker Patrocínio ŸMarcelo de Souza e Silva ŸMárcio Lucas de Moura Alves ŸMarco Antônio Mendonça Gaspar ŸMarcos Innecco Corrêa ŸMaurício de Assis Lopes ŸRafael Mariné da Cunha Guimarães ŸSalvador Domingos Motta ŸSylvia Nascimento Antônio

14


CONSELHOS

Conselho Fiscal É o Conselho de controle interno da Fundação, composto por 3 (três) integrantes efetivos e 3 (três) suplentes indicados pelo Conselho Deliberativo da Instituidora, para um mandato de 2 (dois) anos, podendo ser reconduzidos. Membros Efetivos: ŸAdriano dos Santos Boscatte ŸJoão Luiz Bahia Antunes ŸRenato Carvalho Fernandes dos Reis

Membros Suplentes: ŸFabiano Estevão de Oliveira ŸFelipe Alvarenga Guimarães ŸRomero Fernandes do Espirito Santo

Diretoria Executiva A Diretoria Executiva é constituída por 6 (seis) titulares, convidados da seguinte forma: • Um Presidente - escolhido pelo Presidente da Instituidora junto ao Conselho Deliberativo da CDL/BH; • Um Vice-Presidente - escolhido pelo Presidente convidado, junto ao Conselho Deliberativo da CDL/BH; • Quatro Diretores - livre escolha do Presidente convidado.

Vilson da Silva Mayrink – Presidente Leonardo Miranda Braga – Vice-Presidente Moacir Carlos Muzzi Machado - Diretor Administrativo-Financeiro José de Oliveira Galeno Filho - Diretor de Assuntos Sociais José Maria Cunha - Direitor Institucional Marcelo Augusto Cataldo - Diretor de Relações Corporativas

15


Programa Educação e Trabalho (PET) – por meio do PET, a Fundação CDL Pró-Criança faz o elo entre o jovem e sua primeira experiência no mercado de trabalho formal, sendo suas atividades regulamentadas pela Lei da Aprendizagem (10.097/2000); pelo Decreto Lei que a regulamenta 5.598/05; pelas Portarias correlatas do Ministério do Trabalho e Emprego; e pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, quando se referir à aprendizagem para menores de 18 anos. O programa segue, ainda, os objetivos previstos no Art. 3º do Estatuto da Fundação.

Cursos oferecidos - No ano de 2015, o Programa foi desenvolvido com três tipos de aprendizagem: Auxiliar Administrativo, Comércio e Serviço e Logística (Almoxarife). Os cursos do Programa Educação e Trabalho foram ministrados na Faculdade Pitágoras / Filial Timbiras (Rua Timbiras, nº 1.375 – Funcionários - BH/MG), na qual houve a atuação das equipes do Núcleo Pedagógico e do Núcleo de Acompanhamento.

Objetivo Geral - promover a formação profissional do jovem, para que ele atue com qualidade e responsabilidade nos diversos segmentos empresariais, além de possibilitar o desenvolvimento de suas potencialidades, através dos temas de aprendizagem.

Além disso, em 2015, o Centro de Atendimento Social (CAS) permaneceu com suas atividades de orientação e apoio aos interessados em conhecer a Fundação CDL e participar dos programas. Contudo, as atividades de assistência social foram repassadas para o CEDEP.

Dessa forma, as oficinas de capacitação para o mercado de trabalho e os serviços de assistência social (palestras, entrevistas socioeconômicas e atendimento social) foram realizadas no Centro de Desenvolvimento Educacional e Profissional (CEDEP) do programa PET, inaugurado em 2013. Foram realizadas, ainda, Oficinas Introdutórias em instituições parceiras, como Centro Sacramentino (O Lutador), Obras Pavonianas, Comissão Fé e Esperança (Vila Pinho), CDM Comunidade Viva, Árvore da Vida, ACBI - Associação do Bairro das Indústrias, Inclusão Produtiva de Nova Lima e Coletivo Coca-Cola (Suzano e Barragem Santa Lúcia).

Público Alvo - adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social, matriculados e frequentes em escola pública e pertencentes a núcleos familiares com renda per capita de até um salário mínimo. Os requisitos para inserção do adolescente/jovem no Programa de Aprendizagem são: a) Ter idade entre 15 e 20 anos; b) Participar do curso das Oficinas Introdutórias e apresentar desempenho satisfatório; c) Estar cursando, no mínimo, o primeiro ano do Ensino Médio em escola pública; d) Pertencer à família com renda per capita não superior a um salário mínimo, considerando as suas variáveis e aplicações sob análise socioeconômica.

17


Para participar do programa, o candidato deverá passar pelas etapas: • 1° Etapa: Palestra Introdutória (informações sobre aprendizagem); • 2° Etapa: Entrevista com a Assistente Social (avaliação socioeconômica); • 3° Etapa: Oficinas Introdutórias (oficinas de capacitação para o mercado de trabalho); • 4° Etapa: Inclusão no banco de talentos (espera para contratação por uma empresa parceira); • 5° Etapa: Contratação como aprendiz e matrícula no curso de aprendizagem.

A 1ª e a 2ª etapas são realizadas no CEDEP e seu objetivo principal é o atendimento dos candidatos a aprendizes e seus familiares para o programa PET. A metodologia de atendimento funciona da seguinte forma: o interessado entra em contato pelo telefone de inscrição e agenda a palestra introdutória. Na palestra, o candidato conhece um pouco a Fundação CDL, seus projetos e o funcionamento do programa PET. Em seguida, caso o candidato tenha interesse em participar do programa, o mesmo deverá providenciar determinados documentos para a entrevista socioeconômica. A 3ª etapa consiste em entrevistas e dinâmicas de grupo com a psicóloga responsável pela seleção. Na seleção, são avaliados quesitos como o comportamento do candidato, seu interesse pelo programa, suas habilidades e pontos a serem melhorados. A 4ª etapa consiste na inclusão dos aprovados em nosso Banco de Talentos. Neste banco, os jovens aguardam para serem efetivados por uma de nossas empresas parceiras, de acordo com a demanda. A 5ª etapa consiste na contratação do aprendiz em uma de nossas empresas parceiras. A metodologia da aprendizagem funciona da seguinte forma: o aprendiz permanece quatro dias na empresa, realizando a aprendizagem prática e um dia na Fundação CDL, realizando a aprendizagem teórica (podendo, eventualmente, o aprendiz ter que comparecer à aprendizagem teórica duas vezes por semana, nos casos de necessidade de reposição de carga horária).

18


1. CENTRO DE ATENDIMENTO SOCIAL (CAS)

A Fundação CDL, por meio do CAS presta informações à comunidade, a respeito dos programas e projetos desenvolvidos pela instituição. O CAS funciona no 1º subsolo do prédio da CDL-BH, no mesmo local onde são feitos os atendimentos à população e associados.

a) Atendimento - Ao longo do ano de 2015, foram realizados no CAS 2.672 atendimentos presenciais e 5.117 atendimentos telefônicos. Desse total, 99% se tratavam do Programa Educação e Trabalho.

19


2. CENTRO DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL E PROFISSIONAL (CEDEP)

O CEDEP, inaugurado em 2013, recebe inscrições de jovens de Belo Horizonte e Região Metropolitana para o Programa Educação e Trabalho (PET). O CEDEP está localizado na Rua da Bahia, 360 / 7º andar, Centro.

a) Informações sobre o PET - No ano de 2015, 10.584 pessoas procuraram informações sobre o Programa Educação e Trabalho no CEDEP. Desse número, 9.206 contatos se deram através de ligações telefônicas e 1.378 por informações presenciais.

b) Palestras - No ano, foram agendadas 188 palestras, nas quais os jovens e responsáveis são informados sobre o Programa de Educação e Trabalho e sobre o processo de inserção no mesmo. Dos candidatos agendados, 3.656 compareceram e 1.597 faltaram.

20


c) Entrevistas sociais - Nesse ano, foram realizadas 2.709 entrevistas socioeconômicas, sendo que 2.101 jovens foram considerados aptos, 114 inaptos e 494 jovens não apresentaram toda a documentação exigida, impossibilitando a avaliação.

d.2) Faixa Etária - Considerando o critério da faixa etária para inscrição no PET, 548 dos jovens entrevistados tinham 15 anos de idade, 948 tinham 16 anos, 686 tinham 17 anos, 324 tinham 18 anos, 160 tinham 19 anos e 43 tinham 20 anos.

d) Perfil Social d.1) Regionais - Dos candidatos entrevistados no ano de 2015, 1.629 residiam em Belo Horizonte e 1.080 na Região Metropolitana.

21


d.3) Gênero - Dos jovens entrevistados, 1.505 eram do sexo feminino e 1.204 do sexo masculino.

d.4) Renda per capta - A renda per capita familiar dos jovens entrevistados no ano apresenta-se da seguinte forma:

- Indicador 1 (R$ 0,00 a R$ 197,00): 330 - Indicador 2 (R$ 197,01 a R$ 394,00): 822 - Indicador 3 (R$ 394,01 a R$ 591,00): 654 - Indicador 4 (R$ 591,01 a R$ 788,00): 322 - Indicador 5 (Acima de R$ 788,00): 67

* Não foi possível definir a renda per capta de 514 jovens, pois esses não apresentaram as declarações de renda da família ou, por não atender outro critério para participar do programa, não foi conferida toda documentação

22


e) Benefício Social - Nas entrevistas realizadas, percebeu-se que 273 candidatos recebem algum tipo de benefício social, que é concedido pelo governo para as famílias em vulnerabilidade social. Desses jovens que recebem benefício, 242 informaram que recebem Bolsa Família e 31 recebe o BPC (Benefício de Prestação Continuada). Os outros 2.436 jovens informaram que não recebem nenhum tipo de benefício.

f) Meios de informação - Dos jovens entrevistados, 601 deles ficaram sabendo do programa através do site, 821 através de algum parceiro (instituição, empresa ou ONG), 499 conheceram o programa por algum aprendiz do PET, 113 deles por algum tipo de propaganda, 90 através da escola e 585 por outros meios.

23


3. OFICINAS INTRODUTÓRIAS

O curso ‘‘Oficinas Introdutórias para o Mercado de Trabalho’’ tem como objetivo promover a capacitação de jovens para o mercado de trabalho. O curso contribui para o desenvolvimento profissional, pessoal e social desses jovens e orienta-os para competir e atuar no mercado de trabalho. Durante a capacitação, são realizadas diversas abordagens, como autoconhecimento, planejamento profissional, noções sobre o mercado de trabalho, noções empresariais, trabalho em equipe, relacionamento interpessoal, ética profissional, capacidade de receber críticas, marketing pessoal, comunicação, entre outros. O curso tem duração de cinco dias, com a entrega de certificado no final.

a) Jovens capacitados - Em 2015, foram realizadas 97 oficinas de capacitação para o mercado de trabalho. No total, foram capacitados 2.054 jovens e 448 jovens desistiram do processo nessa etapa das inscrições.

a) Parecer das oficinas - Dos jovens capacitados no ano, 1.943 foram considerados aptos e 111 inaptos, pois não atingiram o objetivo das oficinas.

b) Perfil dos candidatos - Entre os jovens capacitados, 1.204 são do sexo feminino e 850 do sexo masculino.

24


4. RECRUTAMENTO E SELEÇÃO

a) Tipo de Aprendizagem - No ano de 2015, foram selecionados e contratados 854 aprendizes. Sendo 651 para a aprendizagem de auxiliar administrativo, 94 para comércio e serviço e 109 para a aprendizagem de logística.

b) Seleção - A idade dos jovens contratados era: Ÿ15 anos - 124 jovens Ÿ16 anos - 292 jovens Ÿ17 anos - 259 jovens Ÿ18 anos - 112 jovens Ÿ19 anos - 54 jovens Ÿ20 anos - 13 jovens

c) Inaptos / Desistentes - No ano de 2015, 486 jovens do banco de habilitados foram considerados inaptos a participar do programa. Os motivos pelos quais os jovens se tornaram inaptos foram: Ÿ275

desses jovens já estavam trabalhando, Ÿ128 não tinham mais interesse, Ÿ30 não conseguimos contato por mais de três vezes, Ÿ21 preferiram dar prioridade aos estudos e Ÿ32 por outros motivos.

25


d) Considerações - As atividades desenvolvidas por toda a equipe do RH no Programa Educação e Trabalho, ao longo do ano de 2015, tiveram como objetivo a inserção de jovens vulneráveis socialmente, com maior qualificação, no mercado de trabalho. Através da formação humana, o propósito do setor é preparar a nova geração de trabalhadores para as exigências profissionais, desenvolvendo conhecimentos, habilidades e atitudes necessárias para o crescimento no ambiente de trabalho. Com a determinação e empenho de todos os integrantes desta equipe, as metas foram alcançadas conforme o Plano de Ação de 2015, desenvolvido e apresentado ao CMDCA (Conselho Municipal da Criança e do Adolescente) de Belo Horizonte:

Em comparação aos indicadores do ano de 2014, em 2015 houve um grande salto no número de atendimentos, inscrições e preparação dos jovens para o PET, como mostra o gráfico abaixo:

26


Percebe-se que essa realidade, além de ser uma oportunidade de incluir na sociedade mais jovens de baixa renda, também se deve as exigências do mercado de trabalho, que está cada vez mais seletivo. Dessa forma, quanto mais jovens inscritos e qualificados, maior a concorrência entre eles e mais opções para as empresas. Ainda, nota-se uma demanda de emprego elevada por parte dos jovens. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2015, a taxa de desocupação dos jovens de 18 a 24 anos de idade atingiu 19,7% entre julho e setembro. É possível perceber o crescimento do número de jovens, principalmente daqueles a partir dos 18 anos, que buscam no programa de aprendizagem uma oportunidade de se inserir no mercado de trabalho, conforme gráfico seguinte:

Quanto ao número de jovens encaminhados e admitidos, houve um pequeno aumento frente ao número de 2014, sendo uma diferença de 10 jovens. Tal fato pode ser reflexo da crise nacional, tendo em vista que muitas empresas reduziram a cota de aprendizes ou não contrataram devido à redução do quadro de funcionários. Portanto, aqueles jovens que foram qualificados pelas Oficinas de Capacitação para o Mercado de Trabalho e não conseguiram uma oportunidade, serão encaminhados de acordo com o perfil e as próximas vagas que surgirem.

27


5. SETOR DE RELAÇÕES CORPORATIVAS

No ano de 2015, o Setor de Relações Corporativas realizou: ŸVisitas In Loco - 178 ŸEntrada de novos aprendizes - 434 ŸEntrada por meio de reposição - 420 ŸFechamento de novos contratos (novas empresas) - 116

A Fundação CDL Pró-Criança fechou o ano com 974 aprendizes e com 371 empresas parceiras do PET, o que representa um crescimento de 32% em relação ao número de empresas parceiras no ano anterior.

6. NÚCLEO DE ACOMPANHAMENTO No ano de 2015, o Núcleo de Acompanhamento realizou: ŸVisitas In Loco - 788 ŸAvaliação de Desempenho (presencial e online) - 1.758 ŸFeedbacks - 1.669 ŸOrientação ao aprendiz e/ou responsável - 1.288

Foram realizados, 8 Momentos Empresa (dois em cada turma). O setor realizou, ainda, 28 treinamentos iniciais do Módulo Introdutório e um treinamento sobre Drogas - Juventude Fectipa, além de acompanhar mensalmente as reuniões do Fectipa e do Juventude Fectipa. Em dezembro / 2015, foi realizada uma visita ao Hospital São Lucas para acompanhamento de uma aprendiz hospitalizada. Ao todo, foram atendidos 1.539 aprendizes dos turnos da manhã e tarde e, desses, 81% dos aprendizes consideraram sua aprendizagem prática muito boa ou ótima no ano de 2015.

28


7. NÚCLEO PEDAGÓGICO - ATIVIDADES CULTURAIS

Visita guiada ao Mercado Central No dia 21 de janeiro, as turmas do Módulo Introdutório do Programa Educação e Trabalho (PET) participaram de uma visita guiada ao Mercado Central, acompanhados pelas educadoras, Sandra Ferreira e Aline Cristina. Antes da visita, os jovens assistiram a uma palestra com a guia turística do Mercado Central e tiveram a oportunidade de conhecer a história do local desde a sua fundação. Durante a visita, as educadoras abordaram diversos assuntos tratados em sala de aula, como qualidade no atendimento, diversidade cultural e evolução e necessidades atuais do mercado de trabalho. Além disso, os aprendizes tiveram a oportunidade de entrevistar os comerciantes para conhecer histórias e fatos do local sob diferentes pontos de vista.

Cinema no SESC Palladium Nos dias 14 e 15 de janeiro, os aprendizes do Cronograma Marrom, do Programa Educação e Trabalho (PET), assistiram ao filme brasileiro “Hoje eu não quero voltar sozinho”, no SESC Palladium. Os jovens foram acompanhados por seus educadores Aline Cristina, Daniela Vieira, Felipe Marques, Sandra Ferreira e Vitória Veiga. O filme conta a história do personagem Leonardo (ator Guilherme Lobo), um adolescente com deficiência visual que tenta lidar com a mãe superprotetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando Leonardo conhece o personagem Gabriel (ator Fabio Audi), um jovem recém-chegado na cidade, novos sentimentos começam a surgir em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade. O filme aborda diversos assuntos pertinentes ao cotidiano dos adolescentes, como o Bullying, a acessibilidade, a sexualidade e os conflitos familiares. Após a exibição, os jovens tiveram a oportunidade de debater em sala de aula e refletir sobre tais assuntos, o que proporciona a ampliação de seus conhecimentos sobre os temas e de suas visões de mundo.

29


ATIVIDADES CULTURAIS Visita ao painel “Civilização Mineira”, de Portinari, na Casa Fiat de Cultura No dia 9 de fevereiro, quatro turmas do Programa Educação e Trabalho (PET) realizaram atividade cultural na Casa Fiat de Cultura. Ao total, aproximadamente 200 aprendizes participaram da visita, que incluiu palestra sobre a vida do famoso pintor brasileiro Cândido Portinari (1903 –1962) e sua obra “Civilização Mineira”, além de oficina de produção artística baseada na tela do pintor. O painel Civilização Mineira foi pintado em 1959 e possui mais de oito metros de largura e mais de dois metros de altura; é o maior quadro de Portinari em Minas Gerais atualmente. A obra representa a transferência da capital mineira de Ouro Preto para Belo Horizonte, em 1897, e a evolução da civilização mineira após esse período de mudanças. O acervo de obras de Portinari é composto por 5.146 itens, sendo o “homem” (a humanidade) o tema predominante em sua carreira. O aspecto mais conhecido do grande público é a força de sua temática social. Pela importância de sua produção estética e por sua atuação consciente na vida cultural e política brasileira, o pintor possui grande reconhecimento dentro e fora do Brasil. O falecimento do artista foi provocado pela intoxicação causada por metais pesados presentes nas tintas usadas em sua obra. Todas essas informações, entre outras, foram apresentadas aos aprendizes durante a palestra sobre a vida e obra de Portinari. Posteriormente, os jovens foram conduzidos para a sala multiuso do Programa Educativo, onde realizaram oficina de produções artísticas. A oficina foi realizada com o objetivo aproximar o aprendiz do processo artístico, por meio de um momento lúdico no qual ele tem a oportunidade de aprender sobre o processo de criação da arte. Além disso, o estímulo ao desenvolvimento da criatividade é importante para os jovens, uma vez que essa habilidade é essencial tanto no âmbito pessoal quanto profissional. O aprendiz Luan Prates comenta como essa atividade cultural o fez refletir sobre aspectos da sua vida pessoal. “Foi muito bacana a palestra sobre Portinari, porque a educadora explicou que hoje fazemos as coisas de forma muito automática, não temos um rascunho, um planejamento do que queremos fazer. E o pintor não era assim, ao contrário, ele estudava muito e planejada cuidadosamente o que ia fazer em suas obras. Isso me fez pensar sobre algumas coisas na minha vida. Por exemplo, quero deixar de fazer tudo diretamente no computador e começar a fazer coisas à mão primeiro, para ter um registro daquilo que estou fazendo”, explica.

30


ATIVIDADES CULTURAIS

Oficina do Projeto Ecocebrac No dia 23 de fevereiro, os aprendizes da turma Mundo Jovem III, do Programa Educação e Trabalho (PET), participaram de uma oficina de currículo oferecida gratuitamente pelo Centro Brasileiro de Cursos (Cebrac). A oficina faz parte do projeto Ecocebrac, que é o projeto socioambiental da instituição desenvolvido durante todo o ano. Em 2015, a primeira etapa do projeto está sendo a “Cadeira Solidária”, que visa o recolhimento de materiais recicláveis e a comercialização dos mesmos para a aquisição de cadeiras de rodas. Essas cadeiras são doadas a instituições que cuidam de indivíduos com necessidades especiais e em situação de risco. Para contribuir com o projeto, cada aprendiz levou cinco latinhas de alumínio ou três garrafas “PET”.

Visita ao Museu de Artes e Ofícios No dia 24 de março, cerca de 170 aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET) realizaram Atividade Cultural no Museu de Artes e Ofícios (MAO), localizado na Praça da Estação. Durante a visita, com duração aproximada 1h e 30min, os aprendizes puderam conhecer a história de diversas profissões, como Ofícios de Transporte, Ambulantes, do Comércio, de Mineração, do Fogo, da Madeira, da Cerâmica, da Lapidação e Ourivesaria, do Couro, da Terra, da Conservação e Transformação de Alimentos, do Fio e do Tecido e o Jardim das Energias. O objetivo da visita ao MAO é possibilitar aos aprendizes a oportunidade de serem envolvidos em projetos culturais fora do ambiente escolar, o que lhes permite expandir suas fronteiras diárias e ampliar seus conhecimentos. O Museu de Artes e Ofícios é um espaço cultural inteiramente dedicado ao trabalho do período pré-industrial no País. O espaço cultural abriga e difunde um acervo representativo do universo do trabalho, das artes e dos ofícios do Brasil. É um lugar de encontro do trabalhador consigo mesmo, com sua história e com o seu tempo. O MAO abriga um acervo com rara e valiosa coleção de cerca de 2.500 peças reunidas. Essa coleção apresenta ao público as tecnologias de produção que deram origem a muitas das profissões contemporâneas. São peças que permitem aos visitantes fazer uma viagem aos fazeres, ofícios e artes dos últimos três séculos.

31


ATIVIDADES CULTURAIS Visitam a instituições de apoio a pessoas com deficiência Para finalizar o módulo de acessibilidade, os aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET) participaram de visitas guiadas ao Instituto São Rafael, entidade de apoio às pessoas com deficiência visual, e ao Núcleo Assistencial Caminhos para Jesus, associação beneficente que presta assistência social e material a crianças, adolescentes, adultos e idosos carentes, deficientes ou com paralisia cerebral. As visitas ao Instituto São Rafael foram realizadas durante toda a segunda quinzena do mês de março e tiveram a participação de 516 aprendizes, ao total. O Instituto realiza trabalhos como alfabetização em braile, reabilitação e reinserção social do deficiente visual, acompanhamento psicológico e conscientização da família. Durante a atividade, os jovens tiveram a oportunidade de observar o cotidiano dos deficientes visuais atendidos pelo Instituto: escutar suas histórias, compreender, por meio de seus relatos, suas dificuldades e possiblidades de lutar por seus direitos e exercer sua cidadania. O Coral da Instituição presenteou os jovens com uma apresentação de canto, acompanhada pelo piano tocado pelo professor de música deles. No Núcleo Assistencial Caminhos para Jesus, a visita foi realizada no dia 26 de março e contou com a participação de 40 jovens, que tiveram a oportunidade de conhecer o dia-a-dia de uma equipe profissional que luta pela qualidade de vida e inclusão de portadores de paralisia cerebral.

Visita à exposição “Assis Horta: Retratos” Durante todo o mês de abril, 180 aprendizes visitaram a exposição “Assis Horta: Retratos”, no Palácio das Artes. O objetivo da visita foi ampliar o conhecimento sociocultural dos jovens e despertar a sensação de pertencimento a espaços tão conceituados e importantes da cidade, que é o caso do Palácio das Artes Com aproximadamente 200 retratos, capturados entre as décadas de 1930 e 1950, a exposição resgata parte da história do Brasil após a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), estabelecida durante o governo de Getúlio Vargas, que tornou obrigatório o registro fotográfico dos trabalhadores para a Carteira de Trabalho e Previdência Social. As imagens foram feitas por Assis Horta, em seu estúdio fotográfico em Diamantina, Minas Gerais.

32


ATIVIDADES CULTURAIS

Visitam ao Centro de Arte Popular – Cemig No dia 2 de julho, 34 aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET), da Fundação CDL PróCriança, visitaram o Centro de Arte Popular – Cemig. A visita buscou revelar aos aprendizes um pouco da cultura tradicional do estado de Minas Gerais. A ação foi realizada de maneira dinâmica, mediada por um colaborador do CAP-Cemig. Durante a exposição, além das justificativas sobre todo o acervo, o mediador realizou uma contação de histórias, momento que possibilitou maior interação dos aprendizes com o universo cultural em questão. Os aprendizes observaram os trabalhos artesanais dispostos no local, distribuídos por seis espaços distintos:

ŸSala composta por elementos simples e diversificados: miniaturas de presépio e barco, tapetes e estruturas de cerâmica; Ÿ Sala representada por aspectos rústicos: pintura e utensílios. Também traz obras em formatos de animais; ŸSala que contempla a religiosidade e seus significados; ŸSala de artigos em madeira; ŸSala voltada para o artesanato com retalhos e serragem; ŸVaranda com paredes grafitadas. O Centro de Arte Popular – Cemig é um espaço de imersão na cultura mineira de raiz. Local de divulgação e apreciação da arte popular de todo o Estado de Minas Gerais, o acervo do museu, que integra ao Circuito Cultural da Praça da Liberdade, conduz o visitante ao imaginário de diferentes artistas. Por meio de suas obras, é possível conectar-se às origens, às histórias e às crenças de um povo que traz nas mãos as referências próprias da cultura mineira. Em todos os andares, o museu abriga salas que retratam a arte popular mineira. O visitante pode conferir um acervo composto por esculturas em madeira e cerâmica, entre outros materiais

33


ATIVIDADES CULTURAIS

Espetáculo de dança “Quem Sou Eu?” No dia 10 de julho, 200 aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET) assistiram ao espetáculo de Dança Contemporânea “Quem Sou Eu?”, organizado pelo Projeto Querubins. Além dos aprendizes, colaboradores da CDL/BH e da Fundação CDL PróCriança, juntamente com seus acompanhantes, também tiveram oportunidade de assistir ao espetáculo, realizado no Teatro Bradesco. “Quem Sou Eu?” recria por meio da dança, as raízes e desdobramentos da arte e cultura proveniente do encontro de descendentes africanos e os demais povos que constituem o Brasil. O espetáculo é fruto do programa Arte & Educação, da Associação Querubins, entidade parceira da Fundação CDL Pró-Criança e seu objetivo principal é dar continuidade às ações de formação ofertadas, prioritariamente, às crianças e jovens moradores da Vila do Acaba Mundo, comunidade de baixa renda localizada no bairro Sion.

Visita ao Memorial Minas Gerais Vale Nos dias 28 e 29 de julho, 216 aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET) participaram de visita guiada ao Memorial Minas Gerais Vale, integrante do Circuito Praça da Liberdade. O museu apresenta grande potencial educativo, abordando diversos temas contemporâneos, populares e folclóricos de forma interativa, lúdica e dinâmica. A visita proporciona aos aprendizes a noção do que é patrimônio histórico e cultural, além de ampliar seus conhecimentos e horizontes sobre a história do estado em que vivem. A visita foi mediada pelos educadores do Memorial, em parceria com os educadores da Fundação CDL Pró-Criança. Caracterizado como um museu de experiência, o Memorial, mostra, de forma interativa, a história e as tradições mineiras. Cenários reais e virtuais se misturam para criar experiências e sensações que levam os visitantes do século XVIII ao século XXI. O museu busca colocar em contato direto presente e passado promovendo, assim, outras formas de aproximação do público com as questões que perpassam as diferentes épocas.

34


ATIVIDADES CULTURAIS

Giro de Profissões na Faculdade Pitágoras No dia 9 de outubro, 120 aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET), da Fundação CDL Pró-Criança, participaram do evento Giro de Profissões da Faculdade Pitágoras. Durante o evento, os jovens realizaram visitas guiadas para conhecer a infraestrutura do campus, debates em diversas áreas do conhecimento e bate-papo com coordenadores e professores. Além das palestras sobre a escolha profissional e o mercado de trabalho, os jovens tiveram a oportunidade de assistir a apresentações culturais e apresentação de DJ que garantiu a animação do evento. A Fundação CDL Pró-Criança agradece à Faculdade Pitágoras a concessão dessa oportunidade aos jovens do Programa Educação e Trabalho.

Programa Mese da Junior Achievement No dia 3 de dezembro, cerca de 470 aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET), da Fundação CDL Pró-Criança, participaram do Programa MESE, desenvolvido Junior Achievement com objetivo de familiarizar os jovens com conceitos relacionados aos negócios. O Mese é um programa que possibilita aos participantes operar uma empresa em um ambiente que simula o mercado real de negócios. O Programa familiariza os alunos com conceitos ligados a administração de negócios, concorrência, tomada de decisões, trabalho em equipe e estimula o desenvolvimento de estratégias de sucesso. Ao longo da atividade, os alunos formam grupos de cinco integrantes que concorrem entre si.

35


ATIVIDADES CULTURAIS Aprendizes do PET produzem brinquedos com materiais recicláveis Durante a última semana do mês de outubro, 40 aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET), da Fundação CDL Pró-Criança, realizaram a entrega de cerca de 700 brinquedos produzidos com materiais recicláveis por 960 jovens durante o módulo “Mundo Jovem II”. Aproximadamente mil crianças foram presentadas com os brinquedos nas seguintes instituições: Ÿ Associação Projeto Providência – A Associação Projeto Providência atende, diariamente, a cerca de mil crianças e adolescentes que vivem em áreas de risco social, oferecendo complementação pedagógica, atividades recreativas, atendimento odontológico e oficinas profissionalizantes. São três unidades em Belo Horizonte, em áreas de grande vulnerabilidade social: Vila Maria, Taquaril e Aglomerado da Serra (Fazendinha). Ÿ Creche das Rosinhas - A Creche das Rosinhas atende aproximadamente a 200 crianças com idades entre três meses e 14 anos, em regime de semi-internato. Ela está localizada no Aglomerado da Serra, na região Centro – Sul de Belo Horizonte. Ÿ Centro de Educação Infantil Zélia Aleixo - O principal objetivo do Centro de Educação Infantil Zélia Aleixo é atender, gratuitamente e em tempo integral, a 90 crianças na faixa etária de quatro meses a seis anos, filhos de famílias residentes na cidade de Belo Horizonte e Região Metropolitana. Ÿ UMEI Carlos Prates - Criada dentro do Programa Primeira Escola, a UMEI (Unidade Municipal de Educação Infantil) é uma instituição pública destinada às crianças de zero a cinco anos com atendimento em horário integral.

36


Um pouco de história... O Programa Ver é Bom Demais foi criado em 2002, em parceria com o CDL Jovem.

Objetivos:

ETAPAS

Promover a melhoria do nível de saúde visual de crianças e adolescentes beneficiados, proporcionando a melhoria no aproveitamento das aptidões escolares e intelectuais e um aumento da autoestima de crianças e adolescentes envolvidos.

Resultados: 4.205 1.657 testes de acuidade visual

consultas oftalmológicas

1.213 óculos doados 38


Entidade beneficiada em 2015: Associação Querubins -

entidade sem fins lucrativos que desenvolve atividades relacionadas à arte, à cultura e à educação para cerca de 200 crianças e jovens da Vila Acaba Mundo (Bairro Sion – Belo Horizonte/MG), buscando preservá-las do risco de marginalização e profissionalizá-las por meio da ArteEducação.

Resultados

2015

39


1ª etapa: Testes de Acuidade Visual no Projeto Querubins (Vila Acaba Mundo - Sion)

2ª etapa: Consultas oftalmológicas gratuitas

Clínica NOE - Núcleo de Oftalmologia Especializada

Clínica NEO - Núcleo de Excelência em Oftalmologia

Clínica dos Olhos - Dr. Icek Majer

3ª etapa: Entrega dos óculos na Ótica Centro Visão e cobertura do SBT

40


Homenagens aos Parceiros

No dia 11 de novembro de 2015, a Fundação CDL Pró-Criança realizou homenagem aos sócios-proprietários das Óticas Centro Visão, Davidson Cardoso e Fernando Cardoso, para agradecer pela parceria na realização do Programa Ver é Bom Demais.

‘‘O Programa Ver é Bom Demais impacta diretamente naquilo que nosso país mais precisa evoluir: a educação. É um orgulho para o Centro Visão participar desse programa social porque, a partir dele, temos a oportunidade de ajudar essas crianças e adolescentes para que possam utilizar a visão de forma saudável, principalmente, na rotina de estudos e para que enxerguem um mundo melhor. Dessa forma, contribuímos também para a construção de uma nação mais justa e igualitária’’. Fernando Cardoso - Sócio-proprietário das Óticas Centro Visão.

41


Agradecimentos

Para a realização do Programa em 2015, a Fundação CDL Pró-Criança contou com a ajuda dos seguintes parceiros: ŸDr. Icek Majer; ŸClínica Neo – Núcleo de Excelência em Oftalmologia; ŸNúcleo de Oftalmologia Especializada; ŸÓtica Centro Visão;

E dos voluntários: ŸMembros do CDL Jovem: Arthur Costa, Elisa Vidgal, Gabriela Peixoto, Hanny Mustafá, Júlio Barbosa, Rafael Guimarães, Rafael Rocha, Renato Reis ŸColaboradores da CDL/BH: Deise Caldeiras, Felipe Pimenta, Jacquison Vieira e Josiane dos Anjos ŸColaboradora da Fundação CDL: Maria Aparecida Ribeiro ŸAprendiz do Programa Educação e Trabalho – PET: Rayane Pereira ŸColaboradores da Associação Querubins: Maria José Barbosa, Marcos Vinícius Lima e Taciana Rodrigues.

42


Um pouco de história... O Programa Brincadeira é Coisa Séria foi criado em 2011, em parceria com o CDL Jovem.

Objetivo: Construir brinquedotecas em instituições de acolhimento (espaços de acolhimento para crianças e adolescentes em situação de violação de direitos, retirados da convivência familiar por recomendação do Juizado da Infância e da Juventude ou pelos Conselhos Tutelares), em creches, hospitais infantis e Organizações Não-Governamentais (ONG's) com atendimento infantil.

Resultados:

7

350

brinquedotecas construídas

crianças beneficiadas 44


Entidades beneficiadas em 2015: Casa dos Irmãos (Irmão Sol)

Lar Teresa de Jesus

Instituição de acolhimento que atende a 15 crianças com idades entre 7 e 12 anos, de ambos os sexos. O objetivo da entidade é atender a irmãos retirados do convívio familiar pelo poder judiciário, de modo a manter o vínculo entre os irmãos, evitando que eles sejam separados no sistema de acolhimento.

Instituição filantrópica que acolhe, gratuitamente, adultos e crianças de famílias de baixa renda que saem do interior de Minas Gerais para realizar tratamento do câncer na rede pública hospitalar de Belo Horizonte. A entidade oferece hospedagem para o acolhido e um acompanhante, com direito a seis refeições diárias, transporte para os hospitais, assistência social, psicológica, nutricional e enfermagem. Também são promovidas atividades espirituais, oficinas de arte e entretenimento, dentre outras, o que ajuda a resgatar a confiança e a auto-estima de quem está em tratamento médico.

45


Casa dos Irm達os - Agosto / 2015

46


Lar Teresa de Jesus - Novembro / 2015

47


Agradecimentos

Brinquedoteca da Casa dos Irmãos Ÿ Doadores que participaram da campanha pelo site Kickante*: Antonio Carlos Cabral Aguiar;

Antonio Chaves; Carolina O. Castro Antunes; Cristina Ribeiro Flausino da Silva; Daniela Chen; Geovanne Telles; Humberto Noronha; Isabela Martines; João Luiz Bahia Antunes; Joel Cedraz de Júnior; José Maria Cunha; Juliana Capelão; Juliano Lages; Lidiane Tostes; Lílian Vieira; Lucas Pitta; Luisa Bontempo (Tetris Presentes); Manimed Farmácia de Manipulação Ltda.; Marcelo Horta; Nathália Barroso (Depósito Diplomata); Osvaldo Graça; Raquel Godoy; Rodrigo Martins; Romero Fernandes; Ronnye Castro Baia Antunes; Tânia Carvalho; Theodoro Procopiu. Ÿ Patrocinadores da Corrida Na Ativa*: 98 Fm; 102,9 Fm; Academia Alta Energia; Band Minas; Belotur

- Prefeitura de Belo Horizonte; BH Conventions Bureau; Brinkel; Depósito Diplomata; Diário do Comércio; Drogaria Araújo; Editora Dimensão; Elemídia; Everest Signs; Faculdade Pitágoras; Federação CDL's/MG; Festa Animada; Five Comunicação; Governo de Minas - Secretaria de Esporte e Juventude; Gráfica e Editora - O Lutador; Grupo Festa Animada; Instituto Aquila; Instituto Ceasaminas; Jornal O Tempo; José Galeno; José Maria Cunha; Leonardo Braga; Lions Clube; Loyola Canabrava Advogados; Marcelo Augusto Gomes Cataldo; Minaspetro; Mixpel; Morieli Festas; Moacir Muzzi; Pátio Savassi; Prodel; Rede Gots; Rede Netimóveis; TBH Esportes; Unimed; Vilson Mayrink; Z1 Motion.

Brinquedoteca do Lar Teresa de Jesus Ÿ Lions Clube (patrocinador); Ÿ Arquiteta Laura Nunes (apoio técnico na construção e decoração do espaço); Ÿ Escolas Trilha da Criança, Sonho Infantil, Viva Espaço Lúdico e Escola Infantil

Imaculada Conceição (realização de campanha de arrecadação de brinquedos); Ÿ CDL/BH e CDL Jovem (apoio na divulgação e apoio institucional ao Programa

Brincadeira é Coisa Séria). * Obs.: A primeira brinquedoteca do ano de 2015 foi construída com os recursos arrecadados durante a campanha de crowdfunding realizada no site Kickante, somados aos recursos arrecadados na 1ª Edição da Corrida Na Ativa, realizada em 2013.

48


Um pouco de história... O Programa, inicialmente chamado ‘‘Projeto Festa de Natal’’, começou em 1994, com a iniciativa do CDL Jovem. A partir de 1999, o programa passou a ser denominado Natal de Todo Mundo e teve suas atividades ampliadas para beneficiar mais crianças.

Objetivo: Proporcionar a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social a vivência do espírito do Natal, por meio da realização de uma grande festa, com brincadeiras, lanches e a presença do Papai Noel distribuindo presentes.

Resultados:

22 15.000 festas realizadas

presentes distribuídos 50


Entidade beneficiada em 2015: Escola Municipal Sociedade Espírita Joanna de Ângelis Instituição filantrópica sem fins lucrativos, localizada no bairro 1º de Maio, cuja missão é promover e divulgar os estudos do Espiritismo, bem como atividades sócio educativas visando à formação do ser integral. Nela, são desenvolvidas atividades sócias educacionais e espirituais, tais como: creche Joaninha, oficina de costura, bazares, assistência as famílias menos favorecidas, atendimento psicológico e fraterno, atividades doutrinarias.

500

200

presentes arrecadados

51

300

crianças crianças beneficiadas presenteadas durante a Festa com brinquedos de Natal


52


53


Agradecimentos

“A nossa festa de natal foi um momento mágico! Ver a alegria estampada no rostinho das crianças nos emocionou e nos alegrou muito. Tenho certeza de que este dia ficará eternamente gravado na memória dos pequenos. Sabemos que essa foi apenas uma gota d'água em um imenso oceano, que é a cidade de Belo Horizonte, mas toda a energia e o trabalho despendido para que o Natal de Todo Mundo fosse um sucesso foi muito gratificante para mim e para toda a Assessoria Feminina de Ações Filantrópicas, Sociais e de Apoio Geral do Distrito LC-4, A parceria com a Fundação CDL/BH nos propiciou uma ação mais bem planejada, pois, nos anos anteriores, fazíamos a distribuição de presentes de forma aleatória, sem um público alvo bem definido. Agradecemos o empenho de todos os envolvidos e desejamos que esta parceria possa ainda render bons frutos em atividades de serviço para toda a comunidade belo-horizontina”.

Governadora do Lions Carmem Lúcia

54

‘‘O Programa Natal de Todo Mundo resgata o espírito da infância nas crianças, para as quais levamos amor, carinho, brinquedos, em um dia de muita festa e brincadeira. É emocionante, como papai Noel, poder sentir no olhar e no abraço apertado de cada criança a renovação da esperança por meio de 'pequenos' gestos, com apenas um dia de brincadeiras e diversão. Tenho orgulho de poder, junto à fundação e ao CDL Jovem, fazer parte dessa corrente de esperança!”

Vice-presidente de assuntos sociais do CDL Jovem, Rafael Guimarães, que trabalhou como Papai Noel voluntário no evento.


INSTITUCIONAL & CLIPPING


INSTITUCIONAL

Reunião dos Conselhos Deliberativo e Consultivo

No dia 13 de maio, o Conselho Deliberativo, o Consultivo e a Diretoria Executiva da Fundação CDL Pró-Criança se reuniram para deliberar sobre o Relatório de Atividades de 2014, a Prestação de Contas do exercício de 2014 e a previsão orçamentária para 2015. O evento foi realizado no Pilotis da CDL/BH, das 8h às 10h30. A mesa diretora foi composta pelo presidente da CDL/BH e presidente do Conselho Deliberativo da Fundação CDL-Pró Criança, Bruno Selmi Dei Falci; pelo presidente da Fundação CDL, Vilson Mayrink; pelo Vice-Presidente da Fundação CDL, Leonardo Braga; pelo diretor financeiro, Moacir Muzzi; pelo deputado estadual Roberto Andrade; e pelos ex-presidentes da CDL/BH, Cássio França e Nagib El Abras. Além disso, o evento contou com a participação de diversos conselheiros e convidados. A assistente de comunicação, Andressa Guimarães, apresentou os resultados do Relatório de Atividades de 2014, mostrando aos conselheiros dados e fotos de todas as ações realizadas pela Fundação CDL Pró-Criança naquele ano. Posteriormente, o gerente administrativo-financeiro, Rodrigo Martins, apresentou a prestação de contas e situação econômica do ano 2014 e a previsão orçamentária para o ano de 2015. Após as deliberações dos conselheiros, a prestação de contas, o relatório de atividades e a previsão orçamentária foram aprovados por unanimidade.

56


INSTITUCIONAL

Comemoração do Dia das Crianças

No dia 17 de outubro, a Fundação CDL Pró-Criança realizou uma comemoração ao Mês das Crianças na praça Engenheiro Iron Marra, no bairro Santa Amélia. Participaram da festa cerca de 120 crianças, acompanhadas de seus familiares. Durante uma manhã de muita diversão, as crianças puderam brincar à vontade e disfrutar de uma programação inteiramente gratuita, que incluiu: pula-pula, cama-elástica, pintura facial, algodão doce, pipoca e muitas outras guloseimas. Além de comemorar o Mês das Crianças, os objetivos do evento foram divulgar os projetos sociais desenvolvidos pela Fundação CDL Pró-Criança, estreitar os laços entre a CDL/BH e os lojistas da região e conscientizar os participantes sobre a exploração sexual infantil e as formas de denúncia contra tal crime, a fim de que haja proteção e combate à violência contra crianças e adolescentes. Para o presidente da Fundação CDL PróCriança, Vilson Mayrink, a realização desse evento foi muito importante para “fortalecer o envolvimento da CDL/BH, representada pelo seu braço social, a Fundação CDL Pró-Criança, em um momento de ocupação e retomada de um espaço público essencial, que é a praça Engenheiro Iron Marra, pelos lojistas e pelos moradores da região”, explica Vilson.


INSTITUCIONAL

Comemoração dos 29 anos da Fundação CDL PróCriança em reunião dos Conselhos Deliberativo e Consultivo Na ocasião, foi realizado o lançamento oficial do vídeo institucional da Fundação CDL/BH No dia 22 de outubro, a Fundação CDL Pró-Criança comemorou seu aniversário de 29 anos durante a reunião ordinária dos Conselhos Deliberativo e Consultivo da Fundação CDL Pró-Criança. Na ocasião, também foi lançado, oficialmente, o vídeo institucional da entidade, que apresenta os projetos sociais da Fundação CDL/BH. A mesa de cerimônia foi composta pelo presidente da CDL/BH, Bruno Falci; o presidente da Fundação CDL/BH, Vilson Mayrink, e seu vice-presidente, Leonardo Braga; o ex-presidente e conselheiro, Altair Rezende; e pelo vice-presidente do CDL Jovem e conselheiro, Rafael Guimarães. Durante a reunião ordinária, o gerente executivo Rodrigo Martins apresentou o Plano Orçamentário para 2016. Para o presidente da CDL/BH, Bruno Falci, é uma alegria participar de uma reunião festiva como essa. “A reunião foi extremamente positiva, com inúmeras boas notícias: comemoração do aniversário e aquisição de um novo imóvel, com uma localização excepcional, o que possibilitará a ampliação dos atendimentos da Fundação CDL/BH àqueles que mais necessitam. Tudo isso junto é motivo para comemorar e parabenizar todos o corpo técnico, gestores e apoiadores da Fundação CDL/BH, que desenvolve seu trabalho com muita competência e dedicação”, elogia. O presidente da Fundação CDL/BH, Vilson Mayrink, concorda com Falci: “é muito importante participar de uma gestão que tem trazido tantos resultados positivos. Esse é um momento de muita gratidão pelo processo pelo qual estamos passando, de renovação de estratégias e de várias conquistas. Agradeço, principalmente, à nossa casa, a CDL/BH, pelo apoio constante, a todos os patrocinadores e membros dos Conselhos, que apoiam nossos projetos sociais, aos colegas diretores, aos gestores e colaboradores da nossa entidade, que dedicam seu tempo com tanto carinho. Esperamos, para 2016, que tenhamos um crescimento, no mínimo, igual ao desse ano, mas almejamos um desempenho ainda melhor!”, ressalta Mayrink.

58


INSTITUCIONAL

Lançamento do Vídeo Institucional

No mês de outubro de 2015, foi lançado, oficialmente, o vídeo institucional da entidade, que apresenta os projetos sociais da Fundação CDL/BH. O vídeo pode ser assistido no canal do YouTube ou na página do Facebook: YouTube https://www.youtube.com/watch?v=EH83hjnK1Ec Facebook https://www.facebook.com/cdl.procrianca/videos/vb.100003156272373/8454871388 99821/?type=3&theate r

59


INSTITUCIONAL

Realização de parceria com o SETCEMG A Fundação CDL Pró-Criança fechou parceria com o Sindicato das Empresas de Transportes de Carga do Estado de Minas Gerais para fomentar captações para o Programa Educação e Trabalho. Estiveram presentes na reunião, representando a Fundação CDL PróCriança: o gerente institucional Rodrigo Martins; a coordenadora do Núcleo de Acompanhamento e de Relações Corporativas, Aline Maia; e a agente de relações corporativas Sandra Oliveira; e, representando o SETCEMG: o gerente Renato dos Santos; o coordenador administrativo Valdemir Moreira e a gerente de atendimento da empresa Interface Comunicação Empresarial Isabella Antunes. Por meio dessa parceria, o SETCEMG irá enviar uma carta ou e-mail aos seus associados, com objetivo de recomendar a Fundação CDL e facilitar o acesso da Agente de Relações Corporativas, Sandra Oliveira, às empresas de transportes. Dessa forma, a profissional terá oportunidade apresentar o Programa Educação e Trabalho (PET) e sensibilizar as empresas quanto à obrigatoriedade de contratação de aprendizes, conforme a Lei 10.097 / 2000.

60


INSTITUCIONAL

I Bingão Beneficente em prol do Natal de crianças carentes No dia 17 de novembro, o Lions, em parceria com a Fundação CDL Pró-Criança, realizou o I Bingão Beneficente do Distrito LC-4 em prol do natal das crianças carentes. O evento, promovido no Clube dos Oficiais de Minas Gerais, reuniu 270 participantes, que concorreram a diversos prêmios, como televisão, notebook, bicicleta, micro-ondas, relógio e outros brindes surpresa. O objetivo do Bingo foi arrecadar recursos financeiros que serão integralmente destinados ao Programa Natal de Todo Mundo, da Fundação CDL/BH. No dia 2 de dezembro, 200 crianças da Escola Municipal Sociedade Espírita Joana Angelis, localizada no bairro 1º de Maio, serão beneficiadas pela ação do Programa, que levará a elas um dia de festividades natalinas, com lanches, brincadeiras, a presença do Papai Noel e entrega de presentes. A governadora DG Carmem Lúcia Camargos Redoan relata sua satisfação pela parceria firmada com a Fundação CDL Pró-Criança: “fiquei muito feliz em ver que a nossa primeira edição do Bingão Beneficente foi um sucesso, com a presença expressiva de mais de 250! Isso demonstra que temos a capacidade de realizar muito quando nos unimos em torno de um propósito comum que, neste caso, é proporcionar um Natal feliz para crianças carentes, em parceria com a Fundação CDL/BH que muito contribuiu para a organização e êxito do evento. Agradecemos o empenho de todos e, em especial, às integrantes da Assessoria Feminina de Ações Sociais e de Apoio Geral, bem como à Assessoria de Apoio à Clube de Mães do Distrito LC-4, sob a coordenação da Companheira Leão Ana Lúcia Sangiorgi Café. Que as luzes do Natal, emanadas dos corações daqueles que colaboraram, se multipliquem em bênçãos e prenúncio de novas realizações, fazendo cumprir o nosso slogan: 'Faça o melhor: com dignidade, harmonia, humanidade.'.”

61


CLIPPING

Matéria na Rádio Itatiaia sobre o Programa Educação & Trabalho (PET)

62


CLIPPING

Fundação CDL Pró-Criança na Rede Globo

Diretor AdministrativoFinanceiro da Fundação CDL Pró-Criança, Moacir Muzzi, concedeu entrevista à Rede Globo sobre a época da criação da Fundação, que contou com a participação do Sr. Ives Alves, que é da Globo.

A aprendiz do Programa Educação & Tr a b a l h o ( P E T ) , Rayane Marques, concedeu entrevista à Rede Globo para falar sobre os benefícios e desafios de ser jovem aprendiz.

63


CLIPPING

Matéria no Jornal O Tempo sobre a 1ª etapa do Programa Ver é Bom Demais

64


CLIPPING

Aprendiz do Programa Educação & Trabalho (PET) no Jornal Estado de Minas

65


CLIPPING

Matéria no Jornal da Alterosa (SBT) sobre a 3ª etapa do Programa Ver é Bom Demais

66


CLIPPING

Matérias na Rádio Itatiaia e Jornal da BAND sobre a inauguração da 2ª brinquedoteca em 2015

67


CLIPPING

Matérias sobre a inauguração da 1ª brinquedoteca do Programa Brincadeira é Coisa Séria em 2015

68


Avenida João Pinheiro, 495 | 7º andar Bairro: Funcionários • BH/MG • CEP: 30.130-180 Telefone: (31) 3249-1791 www.fundacaocdl-bh.org.br fundação-cdl-pró-criança

@fundacaocdlbh

Relatório de Atividades 2015  

Relatório de Atividades 2015

Relatório de Atividades 2015  

Relatório de Atividades 2015

Advertisement