Page 1

TĂ­tulos


2. Palavra do Presidente da Fundação CDL Pró-Criança.........................6 3. Palavra da Diretoria Executiva ..........................................................................7 4. A Fundação CDL Pró-Criança .............................................................................8 5. Missão, visão e valores........................................................................................9 6. Conselhos ...................................................................................................................10 7. Programa Educação e Trabalho - PET .......................................................15

7.2. Objetivo Geral ............................................................................................................................. 15 7.3 Público Alvo.....................................................................................................................................15 7.4 Etapas..................................................................................................................................................16 7.5 Recursos Financeiros..............................................................................................................19 7.6 Atividades Culturais................................................................................................................. 20

8. Centro de Atendimento Social .......................................................................41 9. Corrida na Ativa .................................................................................. 47 10. Sorridente ...........................................................................................53 11. Ver é Bom Demais...............................................................................57 12 . Brincadeira é coisa séria ................................................................61 13. Natal de Todo Mundo........................................................................65 14. Clipping..........................................................................................................68 15. Institucional ................................................................................................70

Sumário

1. Palavra do Presidente da CDL /BH .................................................................5


O mercado atual busca profissionais cada vez mais competentes, atualizados e preparados para atuar nas organizações. Diante deste desafio, o termo “empregabilidade” está relacionado a qualquer modalidade de trabalho, seja na administração do próprio negócio ou na prestação de serviços como empregado.

Fundação CDL Pró-Criança

Foto: Acervo CDL/BH

1. Palavra do Presidente da CDL /BH

É preciso estar atento ao constante crescimento e transformação do mercado de trabalho. O desenvolvimento de competências e habilidades é imprescindível para o Bruno Falci | Presidente da CDL/BH ingresso de profissionais em um mercado tão competitivo e veloz. A sociedade contemporânea e os avanços tecnológicos contribuem para a atenção a esse novo olhar voltado para a empregabilidade. A Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) está alinhada com esta premissa por meio da atuação da Fundação CDL-Pró Criança. Como braço social da CDL/BH, a Fundação CDL desenvolve, por meio de seus programas e projetos, constantes ações visando a preparação de crianças e adolescentes para a vida social e profissional. Temos que direcionar nossos esforços neste sentido para que a sociedade brasileira possa formar cidadãos conscientes, politizados e preparados para assumir de forma eficiente as atribuições nas organizações, contribuindo para a redução da desigualdade social. E o nosso trabalho vem tendo como meta a preocupação com as enormes carências e desigualdades existentes no país, em especial na capital mineira. Foi assim que em 1986, empresários do setor de comércio e serviços associados à CDL/BH criaram a Fundação CDL Pró-Criança. Os projetos direcionados às crianças se estenderam aos adolescentes e hoje já contempla a formação profissional e a inserção no mercado de trabalho. Temos muito ainda o que fazer, mas é gratificante vermos o resultado do trabalho da Fundação CDL Pró-Criança em tantos sorrisos, olhares e retorno profissional.

Bruno Falci | Presidente da CDL/BH

5


Trabalhar o desenvolvimento humano, certamente, não é uma missão fácil. É complexo, exigindo do grupo envolvido seriedade e atitudes que gerem resultados positivos a curto, médio e longo prazo. Foto: Acervo CDL/BH

Fundação CDL Pró-Criança

2. Presidente da Fundação CDL Pró-Criança

No ano de 2013, a Fundação CDL Pró-Criança teve um grande desafio: aumentar a capacidade de atendimento de seus públicos alvos (crianças e adolescentes), contribuir para o aumento da empregabilidade e oferecer capacitação profissional e práticas cidadãs. Vilson da Silva Mayrink | Presidente da Nossos nove programas sociais estão plenamente Fundação CDL Pró-Criança alinhados com estes propósitos. São inúmeras as constatações reais da transformação na vida destes públicos. Um bom exemplo é o Programa de Educação e Trabalho, desenvolvido há 13 anos pela Fundação CDL Pró-Criança. Ele consegue realizar de forma prática e eficaz o elo entre empregabilidade x capacitação profissional x cidadania. O jovem entra no programa com a perspectiva de arrumar o primeiro emprego, mas ao longo de dezesseis meses, prazo para o desenvolvimento da aprendizagem, ele percebe que as transformações na sua vida serão benéficas e eternas, principalmente na atuação como agente de transformação dentro da sua comunidade de origem, seja incentivando outros jovens a participarem do Programa, como líder comunitário, ou desenvolvendo projetos pessoais e públicos de diversas formas. O que precisamos em Minas Gerais não é isto? Fomentar a formação da cultura cidadã e empreendedora? Para os próximos anos, tenho a certeza que continuaremos desenvolvendo um excelente trabalho. Afinal, temos parceiros que acreditam no nosso trabalho e profissionais capacitados para realizá-lo.

Vilson da Silva Mayrink | Presidente da Fundação CDL Pró-Criança

6


Fotos: Acervo CDL/BH

Fundação CDL Pró-Criança

3. Palavra da Diretoria Executiva

Giuliana Loschiavo Dir. de Rel. Corporativas

José Galeno

Dir. de Assuntos Sociais

Leonardo Braga

Vice-Presidente

Moacir Muzzi

Diretor Institucional

Osvaldo Graça

Diretor Financeiro

Começamos o ano de 2013 sentindo que os desafios ao longo dos doze meses seriam enormes. Sem dúvida, foi um ano cheio de adequações, mudanças e inovações. Durante esse ano, além da execução de ações dos programas e projetos já tradicionais da Fundação (Programa Educação e Trabalho – PET, Sorridente, Ver é Bom Demais, Brincadeira é Coisa Séria, Natal de Todo Mundo), tivemos também o lançamento de dois novos projetos: a Corrida Na Ativa e o Protagonizar En-Cena. A realização dessas ações possibilitou a ampliação da visibilidade da Fundação perante a sociedade mineira e, também, a formação de novas parcerias, essenciais para nossa Entidade. Além disso, sustentabilidade foi a palavra chave para a atuação da nossa organização em 2013. Nossa decisão estratégica nos mostra que os resultados econômicos são fundamentais para manutenção eficiente dos programas e projetos sociais, gerando desenvolvimento humano e social. Ações de relacionamento para captar novos parceiros e verbas são fundamentais para a melhoria contínua e para a longevidade da Entidade. Temos que ter sempre em mente que a legislação do terceiro setor é complexa e mutável. É necessário estudar, aprender sempre. Nosso desafio está apenas começando. Estamos ávidos por novas ideias, novos projetos e novas tecnologias que possam modernizar nossa gestão e operação.

Diretoria Executiva da Fundação CDL Pró-Criança

7


Fundação CDL Pró-Criança

4. A Fundação CDL Pró-Criança A Fundação CDL Pró-Criança é o braço social da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte e tem como missão levar igualdade de oportunidade às pessoas e contribuir para a construção de um futuro melhor, fortalecendo e exercendo a cidadania em Belo Horizonte. No ano de 2013, a Fundação CDL Pró-Criança desenvolveu 06 programas e projetos: Programa Educação e Trabalho, Sorridente, Ver é Bom demais, Natal de Todo Mundo, Brincadeira é Coisa Séria e Corrida na Ativa. Conforme previsto no Plano de Ação de 2013, todos os projetos foram executados.

Todos os projetos seguem os objetivos do art.3 do Estatuto da Fundação: Art.3 - A Fundação tem por objetivo a promoção do desenvolvimento social da criança e do adolescente através das seguintes iniciativas: a) Programas de repasse de subvenção financeiras a instituições conveniadas; b) Programas de capacitação técnica e de gestão a instituições conveniadas; c) Programas de geração de renda, objetivando a auto sustentação dessas instituições; d) Programas voltados à assistência social; e) Programas voltados para a educação, a cultura, o esporte e o lazer; f) Programas de aprendizagem para adolescentes entre 15 a 18 anos, objetivando sua formação técnico-profissional metódica, compatível com o desenvolvimento físico, moral e psicológico; g) Encaminhamento e/ou contratação para as empresas conveniadas, de adolescentes aprendizes, com certificado de qualificação profissional emitido pela Fundação.

8


5.1 Missão • Levar igualdade de oportunidades às pessoas e contribuir para a construção de um futuro melhor, fortalecendo e exercendo a cidadania.

5.2 Visão

Fundação CDL Pró-Criança

5. Missão, visão e valores

• Em 2015, vamos nos orgulhar da transformação que fizemos na vida de milhares de pessoas, teremos crescido muito e de forma autossustentável, formaremos juntos com a comunidade e com os nossos parceiros uma grande família.

5.3 Valores • Paixão É não medir esforços para servir com amor, alegria, satisfação, sempre acreditando no potencial das pessoas e na transformação que elas podem gerar nas próprias vidas e no mundo.

• Relacionamento É apostar na reunião de pessoas e esforços para um fim comum, compartilhando sonhos e ideais, sempre confiando na força da parceria.

• Realização É ser capaz de construir o futuro, realizando o melhor a cada dia, promovendo o encontro entre a necessidade e a solução.

9


Fundação CDL Pró-Criança

6. Conselhos O Conselho Consultivo É o Conselho de Orientação da Fundação, composto pelos fundadores contribuintes da Fundação, pelos ex-presidentes da Instituidora, que são seus integrantes natos, por até 20 (vinte) representantes escolhidos pelo Conselho Deliberativo junto à sociedade, a partir de indicações recebidas dos Conselhos e da Diretoria Executiva, e de um representante dos Participantes, indicado de comum acordo entre eles.

Fundadores Contribuintes da Fundação Antônio Augusto Júnior (in memorian) Antônio Carlos Gomes Figueiredo (in memorian) Carlos Alberto Cruz (in memorian) Cássio José Monteiro França Celso Teixeira (in memorian) Daniel de Freitas B. Reis (in memorian) Dante Lapertosa Neto Eduardo Silveira de Noronha Filho Elizabeth da Cunha Pimenta Fernando Luso Corrêa Francisco Sales Dias Horta Gil Nogueira (in memorian) Ignácio Ballesteros Rodrigues (in memorian) Ivaldy Duarte Pessoa (in memorian) Ives Alves (in memorian) Ivon Lopes de oliveira Jaime Anastácio Medina João Rolla (in memorian) Joaquim Mariano da Silva (in memorian) Jorge Marinho Rolla José Alencar Gomes da Silva (in memorian) José Costa (in memorian) José de Oliveira Galeno Filho José Francisco Cavallini (in memorian) José Lúcio Costa Josias Marques dos Reis Júlio César Valério Riccio Júlio Vicente Cruz (in memorian) Lauro Roscoe Leonardo Augusto Ferreira Levy Nogueira Lúcio Assumpção Luiz de Almeida Luder Marcelo Matte Maurício de Assis Lopes Maurício Roscoe Moacir Carlos Muzzi Machado Moacir Carvalho de Oliveira (in memorian) 10


Fundação CDL Pró-Criança

Nagib Calil El Abras Osvaldo Mello Campos C. de Oliveira Renato Falci (in memorian) Roberto Alves Horta Roberto Rodrigues Mol Sebastião Mauro Figueiredo Silva Tânia Mara Vila Nova Orsini Sales Tasso Assunção (in memorian)

Representantes da Sociedade Agmar Alves de Souza Antônio Carlos Cabral Aguiar Carlos Augusto Magalhães Filho Carolina de Oliveira Castro Baia Antunes Daniel Mariani Magalhães Prado Euler Fuad Nejm Felisberto Carvalho de Goes Neto Helton Freitas Icek Majer Weinreich José Ângelo de Souza Kátia Nancy Borges Rodrigues de Freitas Lázaro Luiz Gonzaga Louis Burlamaqui de Mello Neto Luzia Maria Ferreira Márcio Antônio Pacheco Marco Aurélio Jarjour Carneiro Modesto Carvalho de Araújo Neto Patrícia Nogueira Roberto Dias de Andrade Willy Alves Dieguez

Ex-presidentes da Instituidora Cássio José Monteiro França Celso Teixeira (in memorian) Eduardo Silveira Noronha Filho Francisco Sales Dias Horta Jorge Marinho Rolla Leonardo Augusto Ferreira Manoel Pereira Bernardes Marcos Furman (in memorian) Nagib Calil El Abras Nirlando Moacir de Miranda Beirão (in memorian) Oscar Nicolai (in memorian) Ronaldo Ferretti

11


Fundação CDL Pró-Criança

O Conselho Deliberativo É o Conselho de deliberação da Fundação, presidido pelo Presidente da CDL-BH, com a seguinte constituição: Ex-presidentes da Diretoria Executiva, seus integrantes natos; (quinze) integrantes, escolhidos por seu Presidente, sendo 08 (oito) dentre os participantes do Conselho Deliberativo da CDL-BH, e os demais, entre os integrantes dos Órgãos Complementares ou funcionários da CDL-BH. Armando Dummont Oliveira Armando Santos Guimarães Altair Orotides de Rezende Daniela Li Chen Fausto Sebastião Izac Fernando Luiz Cardoso Fernando Tércius Batista Sasso Franciso Sales Dias Horta Gilmar Antônio Gatto Joel Henrique de Souza Matos Josias Marques dos Reis Laila Campolina de Barros Lauro Roscoe Lucas Pitta Maciel Macoud Redemacker Patrocínio Manoel Pereira Bernardes Marco Antônio Mendonça Gaspar Marcos Inneco Corrêa Marcelo de Souza e Silva Maurício de Assis Lopes Nirlando Moacir de Miranda Beirão (in memorian) Rafael Mariné da Cunha Guimarães Sylvia Nascimento Antônio

12


É o Conselho de controle interno da Fundação, composto por 03 (três) integrantes efetivos e 03 (três) suplentes indicados pelo Conselho Deliberativo da Instituidora, para um mandato de 02 (dois) anos, podendo ser reconduzidos.

Membros Efetivos Adriano dos Santos Boscatte Romero Fernandes do Espírito Santo Sebastião Mauro Fiqueiredo Silva

Fundação CDL Pró-Criança

O Conselho Fiscal

Membros Suplentes Fabiano Estevão de Oliveira Felipe Alvarenga Guimarães João Luiz Bahia Antunes

A Diretoria Executiva A Diretoria Executiva é constituída por 06 (seis) titulares, convidados na forma descrita a seguir: • (Um) Presidente, escolhido pelo Presidente da Instituidora junto ao Conselho Deliberativo da CDL/BH; • (Um) Vice-Presidente, escolhido pelo Presidente convidado, junto ao Conselho Deliberativo da CDL/BH; • (Quatro) Diretores, de livre escolha do Presidente convidado.

Vilson da Silva Mayrink – Presidente Leonardo Miranda Braga – Vice-Presidente Moacir Carlos Muzzi Machado - Diretor Institucional José de Oliveira Galeno Filho - Diretor de Assuntos Sociais Giuliana Loschiavo Cardoso - Diretora de Relações Corporativas Osvaldo Oliveira Graça Junior - Diretor Financeiro

13


14


O Programa Educação e Trabalho (PET) – através do seu projeto de Aprendizagem Profissional – faz o elo entre o jovem responsável e sua primeira experiência profissional no mercado de trabalho formal, sendo suas atividades regulamentadas pela Lei da Aprendizagem (10.097/2000), Decreto Lei que o regulamenta 5.598/05, Portarias correlatas do Ministério do Trabalho e Emprego e pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, quando se referir à aprendizagem para menores de 18 anos. No ano de 2013, os cursos do Programa Educação e Trabalho foram ministrados na Faculdade Pitágoras / Filial Timbiras: (Rua Timbiras, nº 1.375 – Funcionários / BH) e a equipe do Núcleo Pedagógica e do Núcleo de Acompanhamento atuaram na mesma sede.

Programa Educação e Trabalho

7. Programa Educação e Trabalho (PET)

Em 10 de Junho de 2013, foi inaugurada uma nova unidade: Centro de Desenvolvimento Educacional e Profissional (CEDEP) do programa PET, onde estão sendo realizadas as oficinas de capacitação para o mercado de trabalho e os serviços de assistência social (palestras, entrevistas socioeconômicas e atendimento social). Este programa segue os objetivos previstos no art. 3 do Estatuto da Fundação.

7. 2 - Objetivo Geral O objetivo geral do programa é promover a formação profissional do jovem, para que ele atue com qualidade e responsabilidade nos diversos segmentos empresariais, além de possibilitar o desenvolvimento de suas potencialidades, através dos temas de aprendizagem.

7.3 - Público Alvo No ano de 2013, atuamos com três tipos de aprendizagem: Auxiliar Administrativo, Comércio e Serviço e Logística (Almoxarife). O público alvo do programa foram adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social, matriculados e frequentes em escola pública e pertencentes a núcleos familiares com renda per capta de até um salário mínimo. Os requisitos para inserção do adolescente/jovem no Programa de Aprendizagem são: a) Participar do curso de Iniciação Profissional e apresentar um desempenho satisfatório no mesmo; b) Ter idade entre 15 a 18 anos; c) Estar cursando no mínimo o primeiro ano do Ensino Médio em escola pública; d) Pertencer à família em situação de vulnerabilidade social com renda per capta não superior a 1 (um) salário mínimo, considerando as suas variáveis e aplicações sob análise socioeconômica.

15


Programa Educação e Trabalho

7.4 - Etapas Para participar do programa o candidato deverá passar pelas etapas: • 1° Etapa: Palestra Introdutória (informações sobre aprendizagem); • 2° Etapa: Entrevista com a Assistente Social (verificar a renda familiar); • 3° Etapa: Curso de iniciação profissional (preparação para o mercado de trabalho); • 4° Etapa: Entrevista com a Psicóloga (verificar o perfil do candidato); • 5° Etapa: Inclusão no banco de talentos (espera para contratação por uma empresa parceira); • 6° Etapa: Contratação como aprendiz e matrícula no curso de aprendizagem. A 1ª, 2ª e 3ª etapas são realizadas no CEDEP e seu objetivo principal é o atendimento dos candidatos a aprendizes e seus familiares para o programa PET. A metodologia de atendimento funciona da seguinte forma: o interessado entra em contato pelo telefone de inscrição 3226-8880 e agenda a palestra introdutória. Na palestra o candidato conhece um pouco a Fundação CDL, seus projetos e o funcionamento do programa PET. Em seguida, caso o candidato tenha interesse em participar do programa, o mesmo deverá providenciar determinados documentos para a entrevista socioeconômica. O espaço físico conta com uma sala para recepção com cadeiras para espera dos candidatos, uma sala para entrevista socioeconômica e duas salas de aula, disponíveis para a realização da palestra introdutória e para as oficinas de iniciação profissional, com capacidade para atender 30 pessoas. No ano de 2013, o Centro de Atendimento Social (CAS), permaneceu com suas atividades de orientação e apoio aos interessados em conhecer a Fundação CDL e participar dos projetos. Contudo, as atividades de assistência social foram repassadas para o CEDEP. No CEDEP, foram realizadas 213 palestras introdutórias e agendadas 3.723 entrevistas socioeconômicas. Contudo, deste número, apenas 3.076 adolescentes e jovens da região metropolitana de Belo Horizonte compareceram às entrevistas. A meta do plano de ação de 2013 foi atender 3.500 interessados no Programa Educação e Trabalho, e a meta não foi atingida, devido ao grande número de desistentes. A 3ª etapa é o curso de iniciação profissional, que tem como objetivo preparar os jovens para o mercado de trabalho.

16


Tais oficinas foram realizadas tanto na Fundação CDL, como nas instituições parceiras; Centro Sacramentino (Lutador), Obras Pavonianas, Fica Vivo!, Comunidade Fé e Esperança ( Vila Pinho), CDM - Comunidade Viva, dentre outras. A 4ª etapa consiste em entrevistas e dinâmicas de grupo com a psicóloga responsável pela seleção. Na seleção é avaliado o comportamento do candidato, seu interesse pelo programa e suas habilidades e pontos a serem melhorados.

Programa Educação e Trabalho

Em 2013, foram capacitados no curso de iniciação profissional 1789 jovens. A meta de capacitação prevista no plano de ação era de 1800, devido às mudanças de sede e de metodologia atingimos nossa meta em 99,3%.

A 5ª etapa consiste na inclusão dos aprovados em nosso Banco de Talentos. Neste banco, os jovens aguardaram para serem efetivados por uma de nossas empresas parceiras. A 6ª etapa consiste na contratação do aprendiz em uma de nossas empresas parceiras. No ano de 2013, foram encaminhados 762 aprendizes para o mercado de trabalho, sendo 309 do sexo masculino e 453 do sexo feminino. Os cursos de aprendizagem foram de Auxiliar Administrativo, Comércio e Serviço e Logística (Almoxarife). Em relação aos tipos de aprendizagem no ano de 2013, 404 foram em Auxiliar Administrativo, 236 em Comércio e Serviço e 122 em Logística (Almoxarife) - (53%

Aux. Administrativo, 31% Comércio e Serviço e 16% Logística). A meta prevista no plano de ação de 2013 era de 772 contratações, sendo 448 seriam para reposição das vagas já existentes e 324 para novas vagas. Conseguimos atingir 98% da meta proposta. A metodologia de atendimento funciona da seguinte forma: o aprendiz permanece quatro (4) dias na empresa, realizando a aprendizagem prática e um (1) dia na Fundação CDL, realizando a aprendizagem teórica (podendo ser duas vezes por semana na aprendizagem teórica para reposição de carga horária).

17


Programa Educação e Trabalho

Tivemos, no ano de 2013, dois currículos em andamento, pois em 31 de Março entrou em vigor a Portaria N° 723 do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) que alterou alguns aspectos da lei de aprendizagem, e umas das principais mudanças a duração do contrato de aprendizagem e a carga horária inicial de 80 horas. Os aprendizes do modelo antigo cumpriram a carga horária de 1484 h, divididos em aprendizagem teórica 368, cultural 32 e prática 1084, com duração de contrato de 18 meses. Os aprendizes que iniciaram a partir de 1º de Abril de 2013 cumpriram a carga horária de 1280 h, divididos em: 380h de teoria, 20h de cultural e 880h de prática, com duração de contrato de 16 meses. Os aprendizes foram avaliados e monitorados na aprendizagem prática e teórica, através de visitas In Loco e reuniões periódicas.

O setor de acompanhamento havia previsto para o ano de 2013 600 visitas In loco, 800 avaliações de Desempenho Presenciais, • 200 avaliações on-line • E aplicar 1.000 feedbacks aos aprendizes • •

PET/Ceasa 120 visitas In loco; • 160 avaliações de desempenho Presenciais; • 40 avaliações on-line; • E aplicar 200 feedbacks aos aprendizes. •

E o setor realizou 644 visitas in loco (7% a mais que o previsto); 900 avaliações de Desempenho Presenciais (12,5% a mais que o previsto); • 241 Avaliações On-line (20% a mais que o previsto), e aplicou • 1.062 feedbacks aos aprendizes. (6% a mais que o previsto). • •

As metas referentes ao PET/Ceasa foram canceladas, pois nossa filial encerrou as atividades a partir de 2° semestre de 2013. Contudo, o setor de acompanhamento realizou no PET/Ceasa:

12 35 • 11 • 22 • •

visitas in loco; avaliações de desempenho presenciais; Avaliações on-line e aplicar feedbacks aos aprendizes.

No gráfico a seguir os dados do crescimento do núcleo de acompanhamento dos últimos três anos.

18


2011

2013

2012 1141

1062

918 807 644 536

306

325

Programa Educação e Trabalho

Indicadores

205

O setor conta com espaço físico de uma sala com computadores e mesas, onde os colaboradores dos dois núcleos realizam suas atividades, e conta ainda com salas de aula com ar condicionado, com capacidade para atender 35 alunos.

7.5 - Recursos Financeiros

PROGRAMA EDUCAÇÃO E TRABALHO RECEITA

R$

3.021.921,96

TAXAS DE APRENDIZAGEM

R$

1.139.294,89

R$

1.882.627,07

R$

2.736.404,40

R$

1.699.752,10

R$

594.526,74

DESPESAS COM MATERIAIS

R$

4.425,55

DESPESAS COM SERVIÇOS

R$

437.038,40

DESPESAS TRIBUTÁRIAS

R$

180,00

DESPESAS FINANCEIRAS

R$

481,61

TAXAS + REEMBOLSO DE DESPESAS C/ APRENDIZ DESPESA DESPESA COM PESSOAL: SALÁRIOS + ENCARGOS DESPESA COM PESSOAL: BENEFÍCIOS + UNIFORMES

19


Programa Educação e Trabalho

7.6 Atividades Culturais Arquivo Público Mineiro e o Museu Mineiro Nos dias 5 e 7 de fevereiro, oito turmas de aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET) participaram de atividade cultural no Arquivo Público Mineiro (APM) e no Museu Mineiro. A educadora Verlaine Guimarães ressaltou a importância da atividade cultural proporcionada aos aprendizes do PET para a formação desses jovens, porque “muitos deles não conheciam os museus da nossa cidade e, agora, eles estão tendo a oportunidade de aprender sobre a história da nossa sociedade e do estado de Minas Gerais. Nós, educadores, podemos notar o interesse deles nas palestras, nas exposições e visitações, principalmente, através de suas perguntas e participações que depois serão transformadas em um relatório a ser apresentado em sala de aula”. No primeiro momento da visitação, os aprendizes assistiram a uma palestra ministrada por Denis Soares, assistente da Diretoria de Acesso à Informação e Pesquisa, que falou sobre o histórico do Arquivo Público Mineiro, criado em Ouro Preto em 1895 e transferido para Belo Horizonte em 1901, ocupando prédios provisórios até 1938, quando passou a ocupar a localização atual. O casarão onde está instalado o APM foi construído pela Comissão Construtora da Nova Capital para servir como residência do secretário das finanças e, posteriormente, foi sede da Prefeitura de Belo Horizonte, até 1938. Atualmente, o Arquivo possui cerca de 12.000 títulos, dos quais 2.500 são considerados obras raras e preciosas. Os jovens aprenderam também algumas atribuições do Arquivo, que são recuperar, restaurar e conservar os materiais do acervo, além de organizar, classificar, gerenciar e disponibilizar as informações para consulta da sociedade. Além disso, Denis explicou alguns conceitos de arquivologia e apresentou o vídeo institucional do Arquivo Público Mineiro. Para o assistente Denis Soares, “a visitação de estudantes ao Museu Mineiro e ao APM é muito importante para a sensibilização com relação à valorização da nossa história e preservação da memória; eles têm a oportunidade de verificar como era a cidade e a sociedade antigamente e contrapor com a atualidade, isso fica muito claro, principalmente, no acervo fotográfico”, comenta. Após a palestra introdutória, os alunos se dirigiram à Sala de Projetos, na qual assistiram a uma apresentação sobre o Projeto Memória da Administração, que tem como objetivo a organização de documentos das secretarias estaduais de 1889 a 1945. Após a apresentação, os alunos viram e manusearam alguns objetos catalogados pelo Projeto, como moedas, notas e bilhetes de loteria falsos, encontrados pela Chefia de Polícia (antecessora da atual Secretaria de Segurança Pública) e fotos de “gatunos” (como eram chamados os ladrões antigamente). Depois, os aprendizes visitaram um dos depósitos do Acervo e, posteriormente, se dirigiram à sala de consulta e referência, onde Denis Soares explicou sobre técnicas de reformatação e conservação preventiva, como a microfilmagem e a digitalização. Ao final, os aprendizes conheceram o laboratório de conservação e restauração, no qual foram apresentados a algumas técnicas de recuperação de documentos. Denis ressalta ainda que “o trabalho desenvolvido pelo Arquivo é importante não só para os estudantes, mas para o público em geral, pois esse trabalho possibilita a revisão da história, auxilia a produção acadêmica em diversas áreas do conhecimento e ajuda na ampliação da cidadania através do acesso a documentos utilizados para a comprovação de direitos, por exemplo, relacionados à aquisição de dupla cidadania ou de restituição devido à cassação de direitos na época da ditadura”, explica ele.

20


Programa Educação e Trabalho

No Museu Mineiro, os jovens aprenderam um pouco sobre a história do prédio no qual o museu está instalado, que abrigou anteriormente a residência oficial do secretário de Estado da Agricultura, o antigo Senado Mineiro e a Pagadoria Geral. A constituição do acervo do Museu Mineiro teve início na época de criação do Arquivo Público Mineiro, ou seja, antecede em mais de 80 anos a sua inauguração. Atualmente, o Museu Mineiro possui um acervo de mais de 2.600 objetos, mas apenas uma parte está disponível para exposição ao público. No Museu, os aprendizes visitaram a exposição da “Coleção Geraldo Parreiras”, que reúne aproximadamente 187 imagens sacras e equipamentos litúrgicos, datados dos séculos XVIII e XIX. Posteriormente, os jovens visitaram a “Coleção Arquivo Público Mineiro”, composta por pinturas históricas, achados arqueológicos, mobiliário, conjunto de moedas e de armas. Além disso, os aprendizes viram também a exposição temporária “Metaflor – Metaflor”, da artista Solange Pessoa. Para o aprendiz Matheus de Morais, a atividade cultural foi muito proveitosa, pois “a visita ao Museu Mineiro revelou parte da expressão histórica e artística de Minas Gerais. O Arquivo Público Mineiro, além de nos proporcionar um vasto conhecimento sobre a história mineira e brasileira, também nos levou à reflexão da importância do arquivo em uma instituição. O ‘cultural’ tem como objetivo promover as diversas manifestações de cultura e, nesse sentido, essa missão foi cumprida com excelência!”

21


Programa Educação e Trabalho

Museu das Minas e do Metal No dia 5 de março, duas turmas de aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET) participaram de atividade complementar ao Módulo de Ética e Cidadania no Museu das Minas e do Metal (MMM), integrante do Circuito Cultural da Praça da Liberdade. Aproximadamente 60 jovens participaram da atividade. Para as assistentes pedagógicas, Talita Siqueira de Souza e Luciene Costa, que acompanharam os aprendizes durante a visita, “a ida ao Museu de Minas e do Metal foi enriquecedora não somente para os aprendizes, mas também para nós que estávamos acompanhando-os. Todos nós ficamos admirados com os espaços e atrações do MMM. A todo momento, durante a visita, foi ressaltado o valor da história e cultura mineira, o que consideramos ser muito relevante, uma vez que tivemos a oportunidade de ver a riqueza do nosso país, para nos conscientizarmos da importância da nossa história. Enfim, recomendamos com louvor a visita ao Museu, pois era evidente o interesse dos aprendizes que, de uma maneira lúdica e atrativa, se deliciaram com a oportunidade de ver na prática o que muitos conheciam apenas na teoria”, ressaltam. O Museu das Minas e do Metal abriga grande acervo sobre mineração e metalurgia, documentando duas das principais atividades econômicas de Minas Gerais. O museu utiliza, de forma criativa e dinâmica, tecnologia de ponta para mostrar o universo das rochas, os processos de transformação dos minérios e a importância deles para a vida humana e o desenvolvimento social, econômico e cultural. Em ambientes virtuais, os visitantes podem interagir com os espaços criados para permitir intensa vivência pelo mundo dos metais. A aprendiz Jenifer Lorrane Souza Nonato ressalta que a visita ao Museu das Minas e do Metal, para ela, foi muito proveitosa, pois lhe deu a possibilidade de “observar o quanto a cultura de Minas Gerais faz com que possamos conhecer melhor a nossa história, riquezas, diversidades, possibilitando o entendimento daquilo que se passa ao nosso redor. No Museu, aprendi como é o processo de extração de minérios e também vi uma maquete da Serra do Curral, da qual foi extraída uma grande quantidade de minério e que hoje se tornou uma reserva que todos podem visitar. A visita ao MMM foi muito interessante, gostaria que houvesse mais visitas como essa, para que possamos adquirir mais conhecimento diante de tanta riqueza e cultura em nosso estado”, comenta a aprendiz. Durante a visita, os jovens aprenderam sobre a história do prédio que abriga o Museu, implantado na antiga sede Secretaria de Estado da Educação; o prédio foi inaugurado juntamente com a capital mineira, em 1897, para abrigar originalmente a Secretaria do Interior.

22


23

Programa Educação e Trabalho


Programa Educação e Trabalho

III Gincana Cultural do PET No dia 22 de abril, a Fundação CDL Pró-Criança realizou, em parceria com o SESC – Unidade Venda Nova, a III Gincana Cultural do Programa Educação e Trabalho (PET). O evento contou com a participação de aproximadamente 600 aprendizes, de 24 colaboradores voluntários da Fundação, 20 monitores do SESC e 3 profissionais da JG Esportes, especialistas em arbitragem esportiva. Com a oferta de uma programação diversificada, os jovens puderam escolher entre atividades como torneio de futebol de campo, futsal, vôlei, cinema e caminhada ecológica, na parte da manhã e, à tarde, puderam usufruir também do parque aquático. O presidente da Fundação, Vilson Mayrink, ressalta a importância da realização da Gincana Cultural: “esse trabalho de recreação é muito importante para os aprendizes, não só por ser uma oportunidade para a prática de esportes e acesso a atividades culturais, mas também porque ensina a eles que, na vida, temos momento para tudo: trabalho, aprendizagem e lazer”. Na abertura do evento, compareceram o presidente da Fundação CDL Pró-Criança, Vilson Mayrink; o superintendente executivo Paulo Costa; o gerente da Unidade Venda Nova, Sergio das Mercês; a gerente regional, Erica Rocha; o analista de esporte e lazer, Anselmo Nonato; o analista de projetos de educação e cultura, Walesson Gomes, e os consultores corporativos, Amâncio Marcos e Keyla Lopes. O presidente Vilson Mayrink destacou a importância da formação da parceria com o SESC. “A parceria com o SESC foi fundamental para que a Gincana Cultural oferecida aos aprendizes tenha o melhor resultado. A estrutura do clube é muito boa e nós pudemos oferecer um dia de muita qualidade aos aprendizes. O evento foi um sucesso e a Fundação CDL Pró-Criança só tem a agradecer a toda equipe do SESC pelo apoio e empenho em nos ajudar”. O gerente da Unidade Venda Nova, Sergio das Mercês, destaca o sucesso que foi a realização do evento e complementa: “o evento cumpriu a missão de transformação social da Fundação CDL Pró-Criança e do SESC”. Os aprendizes do PET confirmam que o evento foi um sucesso. Confira: - “Só tenho a agradecer ao pessoal da Fundação CDL Pró-Criança por nos proporcionar um dia tão legal. Estava tudo ótimo, muito bem organizado (lanche, almoço e atividades). Que vocês continuem assim, buscando sempre o melhor para os aprendizes. Parabéns, continuem assim!” – Lorrane Correia (cronograma verde – manhã); - “A Gincana Cultural realizada pela Fundação CDL, em parceria com o SESC Venda Nova, foi ótima! Todos nós tivemos a oportunidade de interagir, pois as atividades propostas atendiam a todos os diversos estilos dos aprendizes. Além disso, a atividade nos deu a oportunidade para que pudéssemos conhecer uns aos outros de forma divertida e descontraída. Foi muito bom! Obrigada!” – Aline Teodoro Xavier (cronograma laranja – manhã); - “Eu amei a Gincana Cultural que tivemos no SESC de Venda Nova. Pudemos desfrutar de lugares agradáveis, como o cinema, as quadras, a natureza e a piscina; tivemos oportunidade de conhecer pessoas novas e nos divertimos muito! Além disso, fomos muito bem tratados pelos funcionários do SESC, que nos deixaram bem à vontade e nos ofereceram um almoço maravilhoso. Gostei demais!” – Fernanda Câmara Ferreira (cronograma verde – manhã);

24


Programa Educação e Trabalho Museu de Artes e Ofícios No dia 13 de maio, 288 aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET) realizaram Atividade Cultural no Museu de Artes e Ofícios (MAO), localizado na Praça da Estação. Durante a visita, com duração aproximada 1h e 30min, os aprendizes puderam conhecer a história de diversas profissões, como Ofícios de Transporte, Ambulantes, do Comércio, de Mineração, do Fogo, da Madeira, da Cerâmica, da Lapidação e Ourivesaria, do Couro, da Terra, da Conservação e Transformação de Alimentos, do Fio e do Tecido e o Jardim das Energias. O aprendiz Rômulo Lopes, da turma OAM, conta que a visita foi muito proveitosa para ele. “O Museu tem um acervo muito grande, e todo esse acervo está relacionado a um contexto histórico. O guia nos deu explicações muito claras sobre as profissões e suas respectivas histórias, foi muito enriquecedor. A visita foi muito bacana”. O Museu de Artes e Ofícios é um espaço cultural inteiramente dedicado ao trabalho do período pré-industrial no País. O espaço cultural abriga e difunde um acervo representativo do universo do trabalho, das artes e dos ofícios do Brasil. É um lugar de encontro do trabalhador consigo mesmo, com sua história e com o seu tempo. O educador do Museu de Artes e Ofícios, Diego Bianch, explica que a visita ao MAO é uma atividade muito interessante para os jovens aprendizes, “porque dá a eles a oportunidade de serem envolvidos em projetos culturais fora do ambiente escolar, o que lhes permite expandir suas fronteiras diárias e ampliar seus conhecimentos”, ressalta. O MAO abriga um acervo com rara e valiosa coleção de cerca de 2.500 peças reunidas. Essa coleção apresenta ao público as tecnologias de produção que deram origem a muitas das profissões contemporâneas. São peças que permitem aos visitantes fazer uma viagem aos fazeres, ofícios e artes dos últimos três séculos. O acervo é composto de objetos de grande, médio e pequeno porte, confeccionados em madeira, ferro, couro, cerâmica - desde um alambique até minúsculas formas para confecção de joias. O Museu ocupa os prédios históricos das áreas de embarque e jardins da Estação Central de Belo Horizonte e da Estação Oeste de Minas, onde funciona ainda hoje a principal estação do metrô da cidade.

25


Programa Educação e Trabalho

O educador social, Felipe Marques, salienta que “a todo momento, os educadores do Museu tentaram relacionar a profissão do passado com o que é feito hoje, e isso foi muito importante, pois possibilita que os aprendizes reflitam sobre as formas de execução dos trabalhos, das diferentes profissões, os recursos utilizados e os impactos causados na sociedade”, explica. A visita integra a carga horária obrigatória de atividades culturais, conforme a Lei de Aprendizagem do Ministério do Trabalho, que determina que a carga horária da aprendizagem seja dividida em: 400 horas/aula de teoria, 32 horas de atividades esportivas e culturais, e o restante de prática na empresa parceira.

Atividade cultural com Tema MESE No dia 10 de junho, os aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET), dos Cronogramas Azul, Laranja, Orange e Módulo Introdutório, participaram da atividade cultural promovido pela Junior Achievement, com o Tema MESE. O evento foi realizado no auditório da CDL/BH no turno da manhã e da tarde (das 13:30 às 17:30), e contou com a presença de 245 aprendizes. O Mese é um jogo de empresas que possibilita aos participantes operar suas próprias corporações em um ambiente que reproduz o mercado dos negócios.

26


Aproximadamente 585 aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET) participaram da Atividade Cultural composta por Oficinas de Bordado e de Dobradura em Tecido. As oficinas foram ministradas por 12 voluntários da terceira idade participantes dos projetos “Minha Vida é um Bordado” e “Quem Conta, Encanta”, ambos desenvolvidos pelo SESC Minas. A atividade cultural foi realizada no dia 29 de novembro, no turno da manhã e da tarde, na Faculdade Pitágoras. O objetivo da Atividade Cultural foi proporcionar aos jovens a aquisição de novos conhecimentos e o crescimento profissional, além oferecer a eles a possibilidade de conquistar uma renda extra, ao colocarem em prática as novas habilidades adquiridas. Além disso, o encontro entre gerações e a promoção da compreensão e do respeito mútuo são alguns dos objetivos desses projetos voltados para o voluntariado na terceira idade. Conforme explica a analista de projetos do SESC, Glaucia Santos, “esse tipo de atividade proporciona o resgate do trabalho artesanal a partir da atividade intergeracional, que é o encontro entre gerações e a troca de experiências. Isso é importante para promover a desmistificação da imagem do idoso, como uma pessoa sofrida e sem utilidade, perante o jovem. O encontro entre as gerações possibilita ainda a troca de experiências e de linguagens, além de favorecer o rompimento de barreiras dentro do lar”.

Programa Educação e Trabalho

Oficinas de Bordado e de Dobradura em Tecido

O aprendiz Marlon Cesar Gonçalves conta que a oficina o ajudou a se identificar com uma atividade realizada pela avó: “eu sempre via a minha avó fazendo bordado e hoje pude aprender um pouco mais sobre o que ela faz. Também gostei muito da forma como as voluntárias nos passaram as tarefas, elas são muito tranquilas e nos ensinaram tudo de forma bem paciente. Essa Atividade Cultural foi muito bacana!”, comenta o aluno do PET. Para as voluntárias do projeto, a oportunidade de compartilhar conhecimentos com os jovens é algo gratificante, como dizem as senhoras Nilma Gonçalves e Maria das Dores Oliveira. “O trabalho como voluntária é cansativo, mas nos traz um bem-estar pessoal. A gente se sente útil ao ensinar algo para as outras pessoas. É muito bom ver o interesse dos meninos e, depois, o sorriso no rosto deles, quando veem o resultado”, ressalta Nilma. A voluntária Maria das Dores concorda com a colega: “hoje, até me surpreendi, porque a maioria dos alunos demonstrou interesse em aprender o trabalho artesanal e eles pareciam estar gostando muito das oficinas oferecidas. Acho muito importante compartilhar nossos conhecimentos, é tanta coisa bonita que podemos ensinar e eu fico muito feliz por poder repassar o que eu aprendi nesse tempo de vida. O SESC me deu a oportunidade de contribuir com a vida de outras pessoas”, comenta.

Atualmente, o grupo do projeto Minha Vida é um Bordado é composto por 36 idosos. “Após a aposentadoria, muitos idosos se sentem desvalorizados perante a família e a sociedade, e alguns, inclusive, desenvolvem até um processo de depressão. Diante dessa realidade social, o SESC criou esse projeto que tem como objetivo promover o resgate da autoestima, do sentimento de utilidade e de capacidade”, explica a analista Glaucia.

27


Programa Educação e Trabalho

A voluntária Maria da Conceição Xavier conta que “sempre comento com minhas amigas como o SESC tem melhorado minha qualidade de vida, elas não sabem o que estão perdendo. Eu vou ao SESC duas vezes por semana, faço aulas de fuxico, origami e desenho; até me descobri desenhista, era um talento que estava adormecido em mim”. E ela faz ainda uma confissão: “para ministrar essas oficinas para os jovens do PET, eu até pedi um ‘help’ a Deus. A adrenalina que senti hoje, nunca irei esquecer. Fico feliz porque, no final, deu tudo certo. Eu gosto muito de aprender coisas novas, mas também estou gostando muito de ensinar; compartilhar conhecimentos é algo que nos mantém vivos”, ressalta. Para a aprendiz Dayane Barradas Pereira, “a atividade poderia e deveria acontecer mais vezes, pois foi uma forma diferente e divertida de aprendizado. Adorei as senhoras voluntárias e espero que elas voltem para nos ensinar mais coisas”.

Palestras Palestra sobre Expressividade e Voz No dia 27 de fevereiro, os aprendizes do cronograma azul assistiram à palestra “Expressividade e Voz”, na qual foram abordados aspectos que influenciam na saúde da voz. As palestras foram ministradas pelas estagiárias de Fonoaudiologia da instituição Isabela Hendrix, Keila Martins, Jennifer Coelho, Maryane Santos e Débora Dutra. Ao total, 74 aprendizes participaram da atividade, realizada com o intuito de contextualizar maior conhecimento ao módulo vigente: “Introdução ao Marketing Pessoal, Marketing de Serviço e Postura profissional”. Nas palestras, as estagiárias falaram sobre a importância da expressividade, que é a habilidade comunicativa que permite a interação com o outro, podendo ser tanto verbal como não verbal. Além disso, elas esclareceram alguns mitos e verdades relacionados à saúde da voz e deram dicas aos aprendizes para uma boa apresentação oral, como

28


As palestrantes explicaram também alguns conceitos relacionados ao processo respiratório, pois, para produzir uma voz com qualidade, é necessário ter um bom controle da respiração e fonação, que é o processo chamado de Coordenação Pneumofônica Articulatória. Ao final, os aprendizes realizaram alguns exercícios de aquecimento vocal e do aparelho respiratório, colocando em prática os conceitos aprendidos.

Programa Educação e Trabalho

o cuidado com a entonação vocal, a importância do uso de gestos e do olhar. Outras recomendações para uma comunicação efetiva são: ter domínio do assunto; usar uma linguagem adequada ao público; tomar cuidado com a gramática e vocabulário a ser utilizado; cuidar da aparência (cuidar da higiene corporal e evitar roupas muito justas, sapatos de salto alto, etc.).

Workshop para alinhamento de posturas No dia 28 de fevereiro, os aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET), alocados na CDL/BH e na Fundação CDL Pró-Criança, participaram de workshop para orientação e alinhamento de postura. As reuniões, que contaram com a participação de 83 aprendizes, foram realizadas no período da manhã, das 9h às 10h, e na parte da tarde, das 14h às 15h, na Faculdade Pitágoras. O workshop foi conduzido pela coordenadora do Núcleo de Acompanhamento, Aline Maia, juntamente com as monitoras de acompanhamento Carla dos Santos, Dayana Coelho e Isabela Medeiros. Na reunião, foram abordadas questões relacionadas ao contrato e ao termo de compromisso assinado pelos aprendizes, além de aspectos sobre a apresentação pessoal, o comportamento e a conduta ideal nas dependências do prédio da CDL/BH, bem como o horário de intervalo para lanche. Com relação aos aspectos contratuais, as monitoras de acompanhamento salientaram a importância da pontualidade para entrada e saída da empresa e devido cumprimento da carga horária, que é de 4h/dia; da observância do devido tempo de intervalo para lanche que é de, no máximo, 15 minutos e somente se a empresa permitir; do devido cumprimento do cronograma; da entrega da folha de ponto no dia combinado; e explicaram sobre a possibilidade de remanejamento por parte das empresas. Além disso, os aprendizes receberam e assinaram um termo de compromisso sobre o correto uso dos elevadores. As monitoras salientaram, também, a importância dos cuidados com a higiene e apresentação pessoal; a necessidade do uso diário do uniforme e a proibição do uso de piercings, bonés, brincos, rasteirinhas, chinelo, roupas transparentes, calça legging, bermudas e shorts. Além disso, foram destacadas algumas atitudes que merecem atenção, como a circulação desnecessária nas dependências do prédio, que deve ser evitada; o cuidado com o vocabulário e tom de voz utilizado dentro da empresa; a educação e cordialidade para com os demais colegas e colaboradores, com um “bom dia”, “boa tarde”, “com licença” e “obrigado”.

29


Programa Educação e Trabalho

Palestras sobre as áreas de logística e auxiliar administrativo No dia 11 de novembro, quatro turmas de aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET) assistiram à palestra ministrada pelo analista de logística da empresa Benassi Minas, Alexandre José Lopes. Além disso, nesse mesmo dia, duas turmas do curso de auxiliar administrativo do PET participaram de palestra ministrada pelo analista de departamento pessoal da Fundação CDL Pró-Criança, João Paulo Santos, que falou a respeito das funções do profissional de auxiliar administrativo. Todas essas turmas iniciaram no mês de novembro o módulo específico do curso de aprendizagem, cujo objetivo principal é desenvolver, juntamente com os aprendizes, os conhecimentos técnicos a respeito da sua área de aprendizagem. As palestras propiciaram momentos de discussão e reflexão para os aprendizes, agregando conhecimentos a respeito das profissões e do mercado de trabalho.

Formaturas Fevereiro No dia 26 de fevereiro, às 19h, a Fundação CDL Pró-Criança realizou a cerimônia de formatura dos 98 jovens que finalizaram o Programa de Aprendizagem de Setembro/2012 a Janeiro/2013. Participaram do evento, realizado no Pilotis da CDL/BH, os aprendizes que concluíram o Programa de Educação e Trabalho (PET) nas áreas de Comércio e Serviço, Auxiliar Administrativo, Logística e Telemarketing. A mesa da cerimônia foi composta pelo diretor institucional da Fundação, Moacir Muzzi, representando o presidente da Fundação, Vilson Mayrink; pelo superintendente executivo, Paulo Costa; pela educadora Verlaine Guimarães (representando todos os educadores); pela representante da Arcan Locadora de Veículos, Fabiana Felix da Silva (representando as empresas parceiras); e pela mãe da formanda Camila Fernandes, Rosemonea Rodrigues da Silva (representando os pais). Também prestigiaram o evento os familiares dos aprendizes, professores e colaboradores da Fundação CDL-BH. O diretor, Sr. Moacir, e o superintendente, Paulo Costa, lembraram aos jovens a necessidade de continuar essa caminhada em busca de conhecimento e a importância da persistência no alcance dos ideais. A representante das empresas parceiras, Fabiana Felix, avalia de maneira positiva a participação dos aprendizes na empresa na qual trabalha, a Arcan Locadora de Veículos. Para ela, “é muito bom vê-los aprendendo a rotina de uma empresa, as tarefas e responsabilidades que um profissional deve ter. Mesmo após se desligarem da empresa, muitos deles passam na empresa para nos contar onde estão trabalhando,

30


Para Rosemonea Rodrigues da Silva, mãe da formanda Camila Fernandes, a participação no PET foi muito importante para a vida de sua filha. Ela avalia que “esse Programa trouxe para minha filha a oportunidade de participar de empresas e, com isso, aprender um ofício e a ter mais disciplina e responsabilidade. Fiquei muito feliz por minhas filhas terem tido essa oportunidade, pois a irmã dela também está no PET e, para mim, essa chance que a Fundação CDL ofereceu a elas, de se capacitarem e ingressarem no mercado de trabalho, foi a melhor coisa que aconteceu na vida das duas. É uma emoção muito grande ver uma filha se formar nesse curso. Estou muito orgulhosa dela. Muito obrigada a todos vocês da Fundação”.

Programa Educação e Trabalho

nos mostrar que estão bem no mercado, e esse retorno é muito importante para nós. É muito gratificante quando os aprendizes me falam que tiveram uma boa experiência na nossa empresa e que aprenderam muito comigo”, comenta.

Também discursaram os aprendizes David Pires, Demétrio Júnior, Emilly Prado e Sabrina Tavares, que fizeram homenagens aos educadores, pais e pais ausentes e agradeceram pela oportunidade e o apoio da Fundação CDL-BH.

31


Programa Educação e Trabalho

Abril No dia 15 de abril, a Fundação CDL Pró-Criança realizou a formatura da turma das Oficinas Introdutórias para o Mercado de Trabalho, realizadas na Comissão Fé e Esperança, na Vila Pinho. A capacitação constitui uma das etapas para ingresso de jovens no Programa Educação e Trabalho (PET). Com duração de 10 dias, a Oficina teve como objetivo preparar os jovens para o mercado de trabalho. Ao todo, participaram 28 jovens, com idade entre 15 e 20 anos, que agora estão aptos para serem encaminhados para o programa de aprendizagem. As Oficinas foram ministradas pela assistente de RH, Marianne Policarpo, e pela estagiária de psicologia, Núbia Caroline, com supervisão da coordenadora de RH, Paula Alves. A mesa da cerimônia foi composta pelo superintendente executivo da Fundação, Paulo Costa; pelo presidente da empresa Dumont Fomento Mercantil e vice-presidente da ANFAC, Alexandre Dumont; pelo presidente do SINDISFAC, Jeferson Passos; pelo executivo da SINSFAC, Geraldo Wilton da Mata; e pela coordenadora pedagógica da Comissão Fé e Esperança, Valéria Pereira Guimarães. Para o colaborador da Pastoral, Alexandre Dumont, “o mérito maior do Programa Educação e Trabalho (PET) é oferecer aos jovens a inserção no mercado de trabalho, o primeiro emprego, em um dos momentos nos quais eles mais precisam. Por meio do Programa, eles estão tendo a chance de ter uma vida melhor, de se desenvolverem por meio de seu trabalho; o PET dá a eles a oportunidade de buscarem uma nova realidade”, ressalta Alexandre, que é parceiro da Fundação CDL na realização do curso das Oficinas Introdutórias na Pastoral Comissão Fé e Esperança. O presidente do SINDISFAC, Jeferson Passos, avalia positivamente a parceria firmada com a Fundação CDL Pró-Criança e com a Pastoral. “O sindicato é uma associação de pessoas com interesses em comum e uma das nossas preocupações é o bem estar geral, por isso, quando a ideia de atuar na capacitação de jovens nos foi apresentada, nós abraçamos essa causa. É essencial a formação de uma base sólida para os jovens que estão ingressando no mercado de trabalho, para que eles se tornem bons profissionais no futuro”, comenta Jeferson. Alguns dos jovens capacitados pelo curso das Oficinas Introdutórias contam o que acharam: “As Oficinas Introdutórias foram muito boas, pois fizeram com que eu aprendesse mais sobre o mercado de trabalho, a postura que eu devo ter dentro de uma empresa e nas entrevistas de emprego. Gostei muito das dinâmicas e das atividades realizadas. Obrigada por tudo!” “Gostaria de elogiar as Oficinas Introdutórias, pelo ótimo desempenho, as instrutoras têm uma ótima capacidade para ensinar o processo profissional. Gostei muito e aprendi muitas coisas que vou levar sempre comigo.” “Eu achei as Oficinas Introdutórias muito legais, além de ter uma ótima qualidade, gostei muito da Marianne e da Núbia, pois elas fizeram um ótimo trabalho, ensinando

32


Programa Educação e Trabalho

como devemos nos comportar dentro das empresas, além de serem professoras, elas procuraram ser amigas, sempre tentando nos entender. Obrigado, Fundação CDL, por estar nos dando essa oportunidade!”

Junho No dia 14 de junho, às 17h30, a Fundação CDL Pró-Criança realizou a cerimônia de formatura dos 90 jovens que finalizaram o Programa de Aprendizagem de Fevereiro a Maio/2013. Participaram do evento, realizado na sala 305 da Faculdade Pitágoras, os aprendizes que concluíram o Programa de Educação e Trabalho (PET) nas áreas de Comércio e Serviço, Auxiliar Administrativo e Logística. A mesa da cerimônia foi composta pelo gerente institucional, Paulo Costa; pela coordenadora pedagógica, Josiane Cruz; pela educadora Josiane Fátima (representando os educadores); e pela mãe Maria Aparecida da Silva (representando os pais). Também prestigiaram o evento os familiares dos aprendizes, professores e colaboradores da Fundação CDL Pró-Criança. O gerente institucional Paulo Costa ressaltou a necessidade de os jovens seguirem essa caminhada em busca de conhecimento, persistentes no alcance de seus ideais.

Fundação CDL Pró-Criança realiza formatura para aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET) No dia 26 de setembro, às 17h, a Fundação CDL Pró-Criança realizou a cerimônia de formatura dos 75 jovens que finalizaram o Programa de Aprendizagem de Junho a Agosto/2013. Participaram do evento, realizado na sala 305 da Faculdade Pitágoras, os aprendizes que concluíram o Programa de Educação e Trabalho (PET) nas áreas de Comércio e Serviço, Auxiliar Administrativo e Logística.

33


Programa Educação e Trabalho 34

A mesa da cerimônia foi composta pelo gerente institucional, Paulo Costa; pela coordenadora pedagógica, Josiane Cruz; pela educadora Lívia Cristina (representando os educadores); pela representante da empresa Drogaria Araújo (representando as empresas parceiras); e pela mãe Edina de Almeida Santos (representando os pais). Também prestigiaram o evento os familiares dos aprendizes, professores e colaboradores da Fundação CDL Pró-Criança. O gerente institucional Paulo Costa ressaltou a necessidade de os jovens seguirem essa caminhada em busca de conhecimento, persistentes no alcance de seus ideais.


Abraço no Mineirão No dia 17 de maio, os aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET) participaram do abraço simbólico no Estádio Mineirão. Ao total, estiveram presentes cerca de 5.000 pessoas na manifestação, dentre as quais 33 eram aprendizes do PET, acompanhados pela educadora social, Karina Souza, e pelas monitoras de acompanhamento, Dayana Coelho e Juliana Duretti. O dia 18 de maio é considerado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A manifestação foi realizada com objetivo de chamar a atenção da população para esta data e, assim, mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade para esta causa. Além disso, a realização do evento visa a ampliação da divulgação dos canais de denúncia, como o disque Direitos Humanos (0800-031-1119), do governo estadual; e o Disque 100, do governo federal.

Programa Educação e Trabalho

Outras ações do PET

Avaliação da qualidade do atendimento no Ceasa Shopping Nos dias 21 de maio e 7 de junho, os aprendizes das turmas GAT, OAM e OAT realizaram uma pesquisa de qualidade no atendimento do setor privado, com ênfase em lojas da Ceasa Shopping, em Contagem-MG. A pesquisa de campo tem como objetivo contribuir com o Módulo de Qualidade no Atendimento, permitindo uma visualização entre as expectativas do cliente e as atitudes dos atendentes, e demonstrando a necessidade de uma postura profissional e de abertura ao lidar com os consumidores. Quando o aprendiz enxerga o atendimento sem a pretensão de compra ou contratação de um produto/serviço, o mesmo consegue perceber, cuidadosamente, vários aspectos relacionados ao atendimento do cliente externo, reconhecendo o quanto a busca pela excelência é fundamental neste tipo de relacionamento. 35


Programa Educação e Trabalho

Os aprendizes avaliaram os atendimentos considerando: • Abordagem: cordialidade, simpatia e identificação da necessidade do cliente; • Desenvolvimento: atenção, demonstração do que foi solicitado, informações claras e precisas, e esclarecimento de dúvidas; • Estratégia de venda: finalização do atendimento; • Aspectos relevantes: aparência, higiene pessoal e postura profissional.

Formatura do Programa Miniempresa No dia 6 de setembro, o vice-presidente da Fundação CDL Pró-Criança, Leonardo Braga, participou da composição da mesa de formatura de 172 alunos do Programa Miniempresa (ME), desenvolvido pela Junior Achievement de Minas Gerais (JAMG). O evento foi realizado no Teatro Sesiminas, às 19h, e contou com a presença de oito escolas estaduais e particulares de Belo Horizonte. Na primeira edição do Miniempresa de 2013, os estudantes tiveram um desafio diferente: inovar com sustentabilidade. E assim foi feito. Foram criados vários produtos com a iniciativa, como arquinhos feitos de pet e tecido, vasos de flores confeccionados com palitos de picolé, feitos com madeira de reflorestamento, ecobags, almofadas customizadas, capas de celular feitas com caixas de leite e retalhos de tecido, dentre outros. Ao final do programa, é realizada a Feira de Miniempresas, na qual os alunos expõem e vendem seus produtos. “Foi uma ótima experiência. Com o programa eu tive certeza do que quero fazer: abrir uma empresa de moda”, conta o aluno da Escola Estadual Mastro Villa Lobos, Luis Gustavo Marques de Oliveira Silva. A gerente-geral da Junior Achievement, Catarina Lutero, explica que “o Programa é uma oportunidade única que diversos alunos têm para encarar um desafio real: o mercado de negócios”. No Programa, os alunos gerem um negócio, formam miniempresas de acordo com a realidade do mercado e criam um produto com todo o planejamento de produção, comercialização, estratégias de marketing e distribuição. O Miniempresa já formou mais de 100.000 novos empreendedores em Minas Gerais.

36


A mesa da formatura foi composta pelo diretor presidente da Junior Achievement Minas Gerais, Aristides Newton; pelo vice-presidente da Junior Achievement Minas Gerais, Flávio Roscoe; pela gerente-geral da Junior Achievement Minas Gerais, Catarina Lutero; pelo fundador da Localiza Rent a Car e paraninfo dos formandos do programa miniempresa, Salim Mattar; pelo diretor da Escola Estadual Professor Leopoldo de Miranda, Ataide Adenilson de Resende; pelo diretor da Escola Estadual Maestro Villa Lobos, Geraldo Magela dos Santos Alves; pela coordenadora do Colégio Santa Dorotéia, Simone Maria Machado da Silveira; pelo diretor da Escola Estadual Ordem e Progresso, Emerson Abreu Bastos; pela vice-diretora da Escola Estadual Pedro II, Cristiane Michelle Justi; pelo representante da Unimed, João Victor de Oliveira; pelo diretor da Escola Estadual Técnico Industrial Professor Fontes, Daniel Borges da Silva.

Programa Educação e Trabalho

A Fundação CDL Pró-Criança participou do Miniempresa com uma turma de 14 aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET), que desenvolveram uma bolsa ecológica para a miniempresa Uno Bag S.A/E. O vice-presidente da Fundação CDL, Leonardo Braga, ressalta que foi muito proveitoso participar do evento. “É muito gratificante ver o empenho e interesse dos alunos para desenvolverem bons projetos; foi possível ver claramente a competitividade entre eles, para serem os melhores. Acredito que o Miniempresa foi de grande valia para todos que participaram do Programa”, afirma.

Cortejo pelos Direitos de Crianças e Adolescentes No dia 29 de outubro, 17 aprendizes do Programa Educação e Trabalho e colaboradores do Núcleo de Acompanhamento representaram a Fundação CDL Pró-Criança no IV Cortejo pelos Direitos de Crianças e Adolescentes, que reuniu cerca de 3 mil crianças e adolescentes das escolas municipais e de entidades que trabalham pela defesa desse público. O evento, realizado no Parque Municipal para celebrar o mês da criança, foi promovido pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal Adjunta de Assistência Social (Smaas), em parceria com a Associação Municipal de Assistência Social (Amas), com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, fóruns e entidades sociais.

37


Programa Educação e Trabalho

A proposta tem como objetivos enaltecer os cuidados de proteção e promoção dos direitos de crianças e adolescentes. A temática, “Meu direito de ser criança ou adolescente em BH é...”, guiou as atividades pré-cortejo realizadas pelas escolas participantes, responsáveis pela produção de desenhos feitos pelas crianças e adolescentes. As produções foram exibidas em um varal montado no parque no dia do evento e ficaram expostas até o dia 5 de novembro no local. O cortejo contou com dez alas distintas, diferenciadas por cores, cada uma apresentando um dos direitos das crianças e adolescentes, indicados pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. Um piquenique coletivo finalizou o evento.

6º Encontro do Projeto Ação e Cidadania 2013 No dia 5 de novembro, três turmas de alunos do Programa Educação e Trabalho (PET) participaram do o 6º encontro do Ação & Cidadania, realizado no auditório da CDL/BH. O evento, que integra as atividades da Semana Global do Empreendedorismo 2013, foi realizado pela Junior Achievement de Minas Gerais, em parceria com o Fórum Mineiro de Jovens Lideranças, Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) e CDL Jovem. Por meio de uma gincana entre as escolas, o evento estimula o desenvolvimento de competências como liderança, trabalho em equipe, tomada de decisões, entre outros. Os aprendizes do PET, além de serem campeões da gincana, ainda ganharam os cinco prêmios de R$30,00 distribuídos para os alunos para as melhores resenhas sobre empregabilidade. A Semana Global do Empreendedorismo é um movimento global que busca fortalecer a Cultura Empreendedora: conectando, capacitando e inspirando as pessoas a empreender. Idealizado pelo Fórum Mineiro de Jovens Lideranças, o Ação e Cidadania é um projeto de cunho social voluntário que atua, desde 2003, na área de educação. Além dos alunos terem a oportunidade de assistir a palestras mensais sobre temas relacionados à cidadania, os presentes participam ativamente, sob a coordenação da Junior Achievement de Minas Gerais, de atividades voltadas para a educação empreendedora.

38


Programa Educação e Trabalho

O projeto tem o intuito de contribuir para melhoria do mundo em que vivemos, ao incentivar estudantes em suas vidas acadêmicas, mostrando que, apesar dos obstáculos, vale a pena continuar a busca pelo sucesso.

Feira das Profissões – Educação para o Mundo do Trabalho Nos dias 5, 6 e 7 de novembro, a Fundação CDL Pró-Criança participou da Feira das Profissões – Educação para o Mundo do Trabalho, realizada na Escola Estadual Professor Hilton Rocha. O evento foi organizado pela Conspiração Mineira em parceria com a Secretaria de Educação de Minas Gerais. Nos três dias de evento, o stand da Fundação recebeu a visita de 827 jovens e foram realizadas 399 inscrições para o Programa Educação e Trabalho (PET). Realizada com objetivo de mostrar os caminhos e as oportunidades para que os jovens ingressem no ensino superior e sejam inseridos no mercado de trabalho, a feira contou com a participação de cerca de dez mil alunos do 3º ano do Ensino Médio de escolas públicas de Belo Horizonte e região metropolitana.

39


40


O Centro de Atendimento Social (CAS), criado em 16 de maio de 2011, além de ser um local de divulgação dos programas desenvolvidos pela Fundação CDL Pró-Criança, também recebe inscrições de jovens da região metropolitana de Belo Horizonte para o Programa Educação e Trabalho. A Equipe é formada por assistentes sociais, estagiários de serviço social e auxiliares administrativos que avaliam a composição familiar do jovem candidato ao PET.

Centro de Atendimento Social

8. Centro de Atendimento Social

Dados referentes às palestras introdutórias que foram realizadas no período de Janeiro a Dezembro de 2013. Mês Janeiro Fevereiro

Quantidade de palestras

Candidatos Presentes

Candidatos Ausentes

Candidatos Agendados

48

1297

661

1958

Não houve palestras

Março

14

542

152

694

Abril

12

406

*

406

Maio

4

73

178

251

Junho

24

347

*

347

Julho

42

217

*

217

Agosto

41

469

*

469

24

527

*

527

Novembro

4

97

*

97

Dezembro

Não houve palestras

3975

991

4966

Setembro Outubro

Total

Não houve palestras

213

Foram ministradas 213 palestras obtendo um total de 3.975 participantes.

41


Centro de Atendimento Social

Entrevista Social Contabilizando o número total de entrevistas agendadas e o número de candidatos presentes, temos o seguinte resultado:

Mês Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Total

Entrevistas Agendadas

Atendimentos Realizados

446

331

596

516

369

334

405

378

280

216

300

185

287

192

267

194

250

206

230

192

280

224

130

108

3723

3076

Regionais de Belo Horizonte Barreiro

Centro Sul

Leste

Nordeste

Noroeste

Oeste

Pampulha

Venda Nova

Janeiro

18

11

14

26

25

16

11

34

Fevereiro

33

18

29

41

25

27

23

53

Março

42

12

23

22

15

13

15

27

Abril

45

12

11

23

25

27

16

33

Maio

15

5

16

15

13

6

10

23

Junho

37

3

12

17

7

6

4

25

Julho

26

18

14

13

11

5

5

22

Agosto

27

4

4

10

4

7

8

35

Mês

42

Setembro

24

4

9

9

6

10

5

16

Outubro

23

16

5

15

2

6

7

16

Novembro

36

3

11

13

14

13

19

23

Dezembro

19

0

12

0

0

0

0

14

Total

345

106

160

204

147

283

123

321


Mês

Betim

Contagem

Ibirité

Nova Lima

Ribeirão das Neves

Sabará

Santa Luzia

Vespasiano

Outros

Janeiro

16

31

12

5

34

15

25

12

7

Fevereiro

29

66

19

3

51

19

33

11

10

Março

10

49

8

3

33

7

21

0

8

Abril

15

35

26

2

41

11

12

8

10

Maio

8

31

7

1

24

6

9

3

4

Junho

3

18

3

0

31

1

4

2

3

Julho

3

21

9

0

22

1

8

2

4

Agosto

3

19

2

0

33

3

12

2

4

Setembro

25

21

10

1

31

3

6

3

4

Outubro

21

7

16

2

25

1

4

4

7

Novembro

6

21

10

1

19

5

12

8

2

Dezembro Total

0

2

5

0

42

0

6

0

3

139

321

127

18

386

72

152

55

66

17 anos

18 anos

19 anos

20 anos

Centro de Atendimento Social

Região Metropolitana

Faixa Etária Mês

15 anos

16 anos

Janeiro

63

144

89

28

5

2

Fevereiro

128

223

128

24

7

6

Março

86

144

77

21

5

1

Abril

109

154

92

14

8

1

Maio

54

93

45

16

6

2

Junho

46

68

48

14

4

5

Julho

54

84

38

13

3

0

Agosto

55

79

44

12

4

5

Setembro

69

93

28

10

4

2

Outubro

49

71

45

13

6

4

Novembro

50

100

60

10

4

0

Dezembro

33

40

25

4

3

3

Total

796

1293

719

179

59

31

43


Centro de Atendimento Social

Gênero Mês

Feminino

Masculino

Janeiro

195

136

Fevereiro

329

187

Março

195

139

Abril

228

150

Maio

133

83

Junho

109

76

Julho

124

68

Agosto

122

72

Setembro

126

80

Outubro

119

73

Novembro

138

86

Dezembro

72

36

1890

1186

Total

Renda per capta Avaliando a procura por renda familiar per capta podemos diferenciar nosso público de acordo com os seguintes indicadores:

Janeiro De 0 a R$ 169,50

Abril 60

45

120

De R$ 169,51 a R$ 339,00

148

De R$ 339,01 a R$ 508,50

79

De R$ 339,01 a R$ 508,50

75

De 508,51 a R$ 678,00

32

De 508,51 a R$ 678,00

36

Acima de R$ 678,00

6

Fevereiro De 0 a R$ 169,50

Acima de R$ 678,00

6

Maio 68

De 0 a R$ 169,50

20

De R$ 169,51 a R$ 339,00

192

De R$ 169,51 a R$ 339,00

53

De R$ 339,01 a R$ 508,50

148

De R$ 339,01 a R$ 508,50

49

De 508,51 a R$ 678,00

56

De 508,51 a R$ 678,00

8

Acima de R$ 678,00

7

Acima de R$ 678,00

8

Março De 0 a R$ 169,50 De R$ 169,51 a R$ 339,00 De R$ 339,01 a R$ 508,50 De 508,51 a R$ 678,00 Acima de R$ 678,00

44

De 0 a R$ 169,50

De R$ 169,51 a R$ 339,00

Junho 34

De 0 a R$ 169,50

34

124

De R$ 169,51 a R$ 339,00

61

80

De R$ 339,01 a R$ 508,50

38

24

De 508,51 a R$ 678,00

17

5

Acima de R$ 678,00

2


De 0 a R$ 169,50

15

De 0 a R$ 169,50

19

De R$ 169,51 a R$ 339,00

51

De R$ 169,51 a R$ 339,00

51

De R$ 339,01 a R$ 508,50

32

De R$ 339,01 a R$ 508,50

36

15

De 508,51 a R$ 678,00

22

De 508,51 a R$ 678,00 Acima de R$ 678,00

Acima de R$ 678,00

0

1

Novembro

Agosto 27

De 0 a R$ 169,50

29

De R$ 169,51 a R$ 339,00

73

De R$ 169,51 a R$ 339,00

64

De R$ 339,01 a R$ 508,50

46

De R$ 339,01 a R$ 508,50

27

De 508,51 a R$ 678,00

17

De 508,51 a R$ 678,00

11

De 0 a R$ 169,50

Acima de R$ 678,00

Acima de R$ 678,00

1

Centro de Atendimento Social

Outubro

Julho

2

Dezembro

Setembro 37

De 0 a R$ 169,50

13

De R$ 169,51 a R$ 339,00

57

De R$ 169,51 a R$ 339,00

31

De R$ 339,01 a R$ 508,50

43

De R$ 339,01 a R$ 508,50

19

De 508,51 a R$ 678,00

16

De 508,51 a R$ 678,00

6

Acima de R$ 678,00

0

De 0 a R$ 169,50

Acima de R$ 678,00

0

Forma pelo qual o candidato conheceu o Programa Aprendiz

Empresa

Escola

Programa Parceiro

Propaganda

Site

Outros

57

0

4

1

115

49

105

115

4

17

3

135

75

167

Março

64

12

5

23

68

48

114

Abril

85

6

20

39

29

63

136

Maio

62

3

17

27

17

27

63

Junho

35

2

4

53

11

28

52

Julho

46

3

5

45

8

26

59

Agosto

37

1

5

77

11

17

46

Setembro

41

1

15

61

15

32

41

Outubro

38

0

2

53

2

17

80

Novembro

24

0

6

46

8

32

108

Dezembro

2

0

8

11

0

27

60

606

32

108

439

419

441

1031

MĂŞs Janeiro Fevereiro

Total

45


6% 22%

12%

30%

Ftodos os setores tanto em uma empresa quanto na vida pessoal. Além disso, acho que a Fundação CDL Pró-Criança sai na frente de muitas outras instituições trazendo uma palestra com um assunto muito atualizado e de ampla aplicabilidade na vida pessoal e

46


1ª edição da Corrida Na Ativa reúne mais de 600 participantes Realizada pela Fundação CDL Pró-Criança, a Corrida Na Ativa reuniu, no domingo dia 30 junho, mais de 600 participantes na Savassi. A corrida teve como objetivo incentivar a prática de esporte e contribuir para o futuro de centenas de crianças por meio do programa Brincadeira é Coisa Séria, responsável pela implantação de brinquedotecas em casas-lares, creches e hospitais de Belo Horizonte e Região Metropolitana. Todo valor arrecadado com as inscrições será destinado à construção de brinquedotecas.

Corrida na Ativa Títulos

9. Corrida na Ativa

Unindo esporte e ação social, a corrida, apresentada pela Faculdade Pitágoras, contou com três modalidades (corrida de seis e três quilômetros e caminhada de dois quilômetros), tendo como ponto de largada o Shopping Pátio Savassi. Os participantes percorreram as Avenidas Nossa Senhora do Carmo e Contorno, e as ruas Sagarana, Leopoldina e Major Lopes. Segundo o presidente da Fundação CDL Pró-Criança, Vilson Mayrink, “o público que prestigiou nossa corrida foi bastante diversificado. Nós conseguimos envolver vários braços da sociedade, como o poder publico, entidades privadas e pessoas que se preocupam com o lado social. Nossa missão, nesse primeiro evento, foi cumprida com êxito, pois conseguimos despertar nas pessoas a atenção, não apenas para a prática do esporte e cuidados com a saúde, mas principalmente para o olhar com relação ao lado social”, avalia. O presidente comenta, ainda, sobre a participação de ex-dependentes químicos na Corrida. “Foi algo que me deixou bastante alegre, pois, através de programas e incentivos dos poderes públicos, essas pessoas estão conseguindo buscar outros caminhos para sua vida, por meio do esporte”. A satisfação em participar da Corrida é percebida no depoimento do atleta João Hebert de Souza, ex-dependente químico. Ele reencontrou a vida através do esporte, das corridas. Dos 13 aos 33 anos, João foi viciado em drogas, “foram 20 anos de sofrimento para toda a família, cheguei até a morar na rua”, afirmou. “Passei nove meses internado e há cinco anos estou livre das drogas, o esporte salvou minha vida”, completou. Recuperado, o atleta comemorou a conquista junto com sua família na 1ª Corrida na Ativa. “Foi muito bom vestir a camisa da Corrida na Ativa, promover o esporte e a cidadania. Desejo que esta seja a primeira corrida de muitas que ainda estão por vir”, afirmou. A Fundação CDL Pró-Criança agradece o apoio e parceria da apresentadora, Faculdade Pitágoras; da organizadora, TBH Esportes; dos patrocinadores Governo de Minas (Secretaria de Esportes), Band Minas, 98 FM, Jornal O Tempo, Diário do Comércio, Five Comunicação, Elemídia, Unimed e Rede Netimóveis; o apoio da Araújo, 102,9 FM, Z1, Instituto Ceasa Minas, Alta Energia, Everest Signs, Prodel, Loyola Canabravra, Gráfica o Lutador e Morieli Festas; e o apoio institucional da CDL/BH, CDL Jovem, Federação CDL, Prefeitura de Belo Horizonte, Belo Horizonte Conventions Bureau, Pátio Savassi, RedeGOTS e Minaspetro.

47


Corrida na Ativa

Vencedores 3km – Masculino:

3km – Feminino:

1º. ANDRE LUIS CORREA- Eq. ACORLAF /

1º. MARIA REGINA SANTOS – Eq.

ESTUDIO RENAN ARNONI

CRUZEIRO

2º. JEFFERSON DE SOUSA CORREIA – Eq.

2º. MÁRCIA GORETT RIBEIRO GROSSI

ACORLAF

3º. LIZANDRA OLIVEIRA PUNGIRUM

3º. EDIMAR ANTONIO DE FARIA – Eq.

4º. ELIZABETH MENDES TEIXEIRA – Eq.

CORREIOS

LAZER

4º. FABIO FERNANDO DOS SANTOS – Eq.

5º. EDMIRDES DE OLIVEIRA CORREA –

GARRA DE MINAS

Eq. ACORLAF

5º. LAFAIETE VALADARES DOS SANTOS –

6km – Feminino:

Eq. ACORLAF / RM 7

PARK TRACK CLUB

1º. JOÃO MARCOS FONSECA – Eq.

2º. CARLA CADAVAL - UNIMED MINAS

CRUZEIRO 2º. FABIO CARDOSO PEREIRA 3º. ADILSON NEVES ROSA – Eq. GMBH 4º. EDMAR FERREIRA DIAS – Eq. CARREFOUR VIVA 5º. LEANDRO COLARES DA SILVA – Eq. TEO ESPORTES

48

1º. ALMA MARIA LIEBRECHT - CENTRAL

6Km – Masculino:

3º. BRUNA MENDES 4º. RAQUEL GOMIDE MOTTA 5º. MARINA BARRA RODRIGUES UNIMED MINAS


49

Corrida na Ativa


Corrida na Ativa

Fundação CDL Pró-Criança realiza palestra “Como vencer a corrida da vida através do coaching, venha dar um gás em sua vida” No dia 21 de maio, a Fundação CDL Pró-Criança realizou a palestra “Como vencer a corrida da vida através do coaching, venha dar um gás em sua vida”, ministrado pelos Master Coaches Antenor Bittencourt e Herica Santos. O evento contou com a participação de 150 pessoas. A palestra foi aberta pelo gerente institucional da Fundação, Paulo Costa, que apresentou a Fundação e falou sobre o objetivo da realização deste evento (parte integrante de uma série de ações de divulgação da Corrida na Ativa, um projeto que une a prática de esportes à ação social; todo o dinheiro arrecadado com as inscrições da Corrida Na Ativa será revertido na construção de Brinquedotecas em Casas Lares, de Belo Horizonte). Durante a palestra, os participantes puderam entender o que é o coaching, um método inovador e extraordinário de aceleração de resultados através da cocriação e reorganização de recursos; é uma forma de sair do estado atual e alcançar o estado desejado. Por meio do coaching, estabelece-se uma relação de parceria que revela e liberta o potencial das pessoas de forma a maximizar seu desempenho. O Master Coach Antenor Bittencourt esclarece como funciona consultoria de coaching: “é uma parceria cocriativa e sob medida entre um coach e um cliente, que acontece no presente com foco no futuro, onde são usados métodos, técnicas e ferramentas para gerar empoderamento, reduzir a autossabotagem e produzir resultados positivos”, explica. Além disso, os participantes conheceram alguns tipos de coaching (self/life, executive, business), metodologias de aplicação da técnica e testes relacionados à área. A Master Coach Herica Santos ressaltou os resultados trazidos pelo coaching: “Coaching é muito mais que apenas um processo, é uma filosofia de vida. O coaching engloba um mix de ciências, dentre as quais se incluem psicologia, neurociências e programação neurolinguística (PNG). Acredito que o coaching produz ótimos resultados na vida do ser humano, como autocura, autoconhecimento e respeito à história pessoal e do outro”. O Master Coach Antenor Bittencourt destacou importância da realização dessa palestra: “É uma satisfação poder participar de um evento cujo foco é a criança e o adolescente porque essa é uma maneira que, embora pareça demorada, é uma forma rápida de mudar a realidade da nossa sociedade. Além disso, esta é uma oportunidade de apresentar e divulgar o coaching para as pessoas. Muitas delas não sabiam que esta é a segunda profissão que mais cresce no mundo, segundo o International Coaching Federation (ICF)” – a primeira é Tecnologia da Informação (TI). O psicólogo Miguel Soares, participante da palestra, avalia que a atividade foi proveitosa. “Achei válida minha participação, pois tive a oportunidade de conhecer mais sobre essa ferramenta que possibilita a promoção de uma gestão de qualidade e que colabora com todos os setores tanto em uma empresa quanto na vida pessoal. Além disso, acho que a Fundação CDL Pró-Criança sai na frente de muitas outras instituições trazendo uma palestra com um assunto muito atualizado e de ampla aplicabilidade na vida pessoal e profissional. A palestra foi muito interessante!”

50


Corrida na Ativa

A Fundação CDL Pró-Criança agradece o patrocínio da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), Rádio CDL, CDL-Jovem, Everest Soluções em Comunicação, Mixpel Papelaria Loja da Floresta, Brinkel e Clássica Distribuidora de Livros. Também o apoio da Faculdade Pitágoras, Jornal Balcão, Fala Minas, Jornal da Cidade, Sou BH e equipe de colaboradores da Fundação, que tornaram possível a realização deste evento.

51


52


Fundação CDL Pró-Criança realiza ação do Programa Sorridente na Vila Pinho No dia 15 de maio, a Fundação CDL Pró-Criança realizou a primeira ação de 2013 do Programa Sorridente. Durante a ação, desenvolvida na Comissão Fé e Esperança, localizada na Vila Pinho (Barreiro), foram atendidas 16 crianças com idades entre 7 e 10 anos.

Sorridente

10. Sorridente

As crianças assistiram a palestras sobre saúde bucal e participaram de brincadeiras educativas sobre o tema. Além disso, elas receberam kits, patrocinados pela clínica odontológica Arcata, contendo escova de dente, creme dental, fio dental, protetor de cerdas e cartilha explicativa. No local, as crianças ainda aprenderam na prática como escovar os dentes e passar o fio. A ação contou com a participação das voluntárias Paula Oliveira, Jéssica Moreira, Lorrane Correa e Andressa Guimarães.

Fundação CDL Pró-Criança realiza ação do Programa Sorridente na CDM - Comunidade Viva No dia 20 de maio, a Fundação CDL Pró-Criança realizou ação do Programa Sorridente na CDM - Comunidade Viva, em Contagem, na qual foram atendidas 15 crianças e adolescentes com idades entre 10 e 15 anos. Os participantes assistiram a palestras sobre saúde bucal e fizeram o jogo de “Verdadeiro ou Falso”, com perguntas sobre higiene e saúde da boca. Além disso, eles receberam kits, patrocinados pela V&M do Brasil, contendo escova de dente, creme dental, fio dental, protetor de cerdas e cartilha explicativa. No local, os participantes ainda aprenderam na prática como escovar os dentes e passar o fio. A ação contou com a participação das voluntárias Jéssica Moreira, Núbia Carolina Pereira e Andressa Guimarães.

CDM – Comunidade Viva - O Comunidade Viva é um programa de responsabilidade social da V&M do Brasil, sob a gestão da ONG CDM - Cooperação para o Desenvolvimento e Morada Humana. O projeto possui dois eixos de atuação: 53


Sorridente

fortalecimento da comunidade, no qual são realizados trabalhos com as lideranças do bairro; educação e trabalho com crianças e adolescentes, no qual são realizadas oficinas socioeducativas de formação humana, monitorias de português e matemática e oficina de street dance. Os trabalhos são realizados com moradores da região e com crianças e adolescentes de 10 a 15 anos.

Fundação CDL Pró-Criança realiza ação do Programa Sorridente na entidade Valorizando o Sorriso de uma Criança No dia 24 de maio, a Fundação CDL Pró-Criança realizou ação do Programa Sorridente no projeto Valorizando o Sorriso de uma Criança, no bairro Kátia (Ribeirão das Neves), na qual foram atendidas 46 crianças com idades entre 4 e 10 anos. Os participantes assistiram a palestras sobre saúde bucal e fizeram o jogo de “Verdadeiro ou Falso”, com perguntas sobre higiene e saúde da boca. Além disso, eles receberam kits, patrocinados pela clínica odontológica Arcata, contendo escova de dente, creme dental, fio dental, protetor de cerdas e cartilha explicativa. No local, as crianças ainda aprenderam como escovar os dentes e passar o fio. A ação contou com a participação das voluntárias Jéssica Moreira, Luisa Dias, Gabriela Lima, Jenifer Nonato e Andressa Guimarães. A presidente do projeto Valorizando o Sorriso de uma Criança, Renata Ferreira, avalia que o apoio da Fundação CDL Pró-Criança foi fundamental, não apenas para o projeto, mas principalmente para as crianças da comunidade. “Essa é uma região muito carente e, muitas vezes, os pais não têm condições de proporcionar a seus filhos um acompanhamento com um dentista e, tampouco, um tratamento dentário. Por isso, essa ação do Programa Sorridente é muito importante, para ensinar às crianças a maneira correta de realizar sua higiene bucal e, principalmente, para detectar cáries e encaminhálas para um tratamento gratuito. Se não fosse por essa ação, muitas crianças não teriam a oportunidade de cuidar de seus dentinhos”, comenta Renata.

Projeto Valorizando o Sorriso de uma Criança - Segundo a presidente, Renata Ferreira, “o projeto Valorizando o Sorriso de uma Criança auxilia a comunidade por meio de eventos como essa ação do Programa Sorridente, comemorações do Dia das Crianças, Dia das Mães, Pascoa, Natal, dentre outras datas especiais. Em parceria com a Igreja Presbiteriana, que nos cede o espaço, nós atendemos a toda a região de Justinópolis. O projeto não tem fins lucrativos, nós dependemos de doações e 54


Sorridente

voluntários, tanto moradores quanto pequenos empresários da própria comunidade”, explica.

Fundação CDL Pró-Criança realiza ação do Programa Sorridente na cidade de Rio Piracicaba/MG No dia 24 de novembro, a Fundação CDL Pró-Criança realizou uma ação do Programa Sorridente na cidade de Rio Piracicaba / MG. Na ação, foram atendidos 72 crianças e adolescentes. As autoridades que estiveram presentes no evento foram: o prefeito de Rio Piracicaba, Gentil Alves Costa; o prefeito de São Domingos do Prata, Fernando Rolla; o prefeito de João Monlevade, Teófilo Torres; o prefeito de Santa Bárbara, Leris Braga; o presidente da Câmara Municipal, vereador Taironi Guimarães; os vereadores Antônio Augusto Mafra, Luiz Sérgio de Oliveira, Sidney Ivan Batista, Walter dos Santos; o secretário Municipal de Saúde de Rio Piracicaba, Geraldo Martins; o advogado Dr. Leonardo; a Sra. Ester Sanches; a pastora Sônia; o coordenador do Núcleo de Projetos da Fundação CDL, Cristiano Gonçalves; e a estagiária Jéssica da Cruz.

Resultados • Comunidade Viva – 15 atendimentos • Vila Pinho – 16 atendimentos • Valorizando o Sorriso de uma Criança – 46 atendimentos • Rio Piracicaba – 72 atendimentos • Total = 149 crianças atendidas

55


56


No dia 12 de março, os voluntários do programa Ver é Bom Demais receberam treinamento de acuidade visual, ministrado pela coordenadora institucional, Luciana Coutinho. O treinamento, com uma hora de carga horária, teve como objetivo preparar os colaboradores da Fundação CDL Pró-Criança e voluntários da CDL Jovem para a aplicação de testes de acuidade visual, que visam avaliar e detectar possíveis casos de deficiência. As crianças e adolescentes diagnosticados com baixa visão serão encaminhados para oftalmologistas voluntários e, se necessário, receberão óculos gratuitamente.

Títulos

Voluntários do Programa Ver é Bom Demais recebem treinamento de acuidade visual

Ver é Bom Demais

11. Ver é Bom Demais

Fundação CDL Pró-Criança realiza teste de acuidade visual em crianças e adolescentes da Vila Cafezal No dia 19 de março, a Fundação CDL Pró-Criança, em parceria com o CDL Jovem, realizou teste de acuidade visual em 41 crianças e adolescentes da Vila Cafezal. A ação, que consistiu na primeira etapa do Programa Ver é Bom Demais, foi desenvolvida na instituição JOCUM-BH - Jovem com uma Missão, localizada na Vila Cafezal. As crianças e adolescentes diagnosticados pelos voluntários com baixa visão serão encaminhados para médicos oftalmologistas voluntários do Programa e, em caso de necessidade, receberão óculos gratuitamente.

57


Ver é Bom Demais

JOCUM-BH - A JOCUM-BH, Jovens com uma Missão, é uma entidade sem fins lucrativos que atual na Vila Cafezal há 20 anos. A instituição oferece atividades para a comunidade visando desenvolvimento comunitário, por meio de diversas modalidades como futebol, grupo de reforço escolar, hidroginástica, artesanato, prevenção quanto ao uso de drogas e violência, recreação, palestras, cursos de idioma e alfabetização, entre outros.

Fundação CDL Pró-Criança realiza testes de acuidade visual em aprendizes do PET Nos dias 26/03, 03/04, 18/04 e 26/04, a Fundação CDL Pró-Criança, em parceria com o CDL Jovem, realizou testes de acuidade visual em 520 aprendizes do Programa Educação e Trabalho (PET). A ação, que consistiu na primeira etapa do Programa Ver é Bom Demais, foi desenvolvida na unidade da Faculdade Pitágoras, no bairro Funcionários. Do total, 313 jovens foram diagnosticados pelos voluntários com baixa visão e serão encaminhados para médicos oftalmologistas voluntários do Programa; no caso de necessidade, eles receberão óculos gratuitamente.

58


59

Ver ĂŠ Bom Demais


brincadeira

ĂŠ coisa sĂŠria


Fundação CDL Pró-Criança inaugura a 3ª brinquedoteca do Brincadeira é Coisa Séria Após a carreata que atravessou as ruas belorizontinas no dia 15 de dezembro, com direito à chegada do papai noel no carro do Corpo de Bombeiros, a Fundação CDL Pró-Criança inaugurou a terceira brinquedoteca do Programa Brincadeira é Coisa Séria. A instituição beneficiada foi a Casa Copacabana, que atende a 15 crianças do sexo masculino com idades entre 7 e 12 anos. A brinquedoteca, construída com o dinheiro arrecadado na 1ª edição da Corrida Na Ativa, recebeu o nome do ex-presidente da Fundação CDL, Altair Orotides de Rezende.

Brincadeira é Títulos coisa Séria

12. Brincadeira é Coisa Séria

Durante a cerimônia de inauguração, o vice-presidente da Fundação CDL, Leonardo Braga (representando o presidente Vilson Mayrink), discursou sobre a importância do brincar, que auxilia no desenvolvimento cognitivo, social e afetivo da criança. O vicepresidente da CDL-BH e secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico da PBH Marcelo de Souza (representando o presidente Bruno Falci) falou sobre a importância da brinquedoteca, “um espaço de aprendizado lúdico que fornece a essas crianças uma atividade complementar para o tempo livre que elas têm, além de ajudar na sua formação, ao estimular a imaginação e ao possibilitar uma convivência saudável”. O ex-presidente da Fundação, Altair Orotides, agradeceu à Fundação pela homenagem: “me senti lisonjeado e emocionado com esta homenagem. Estou na Fundação desde 1996, sempre trabalhei em prol da instituição e continuei acompanhando as ações e ajudando no que fosse possível, mesmo após o término da minha gestão. É muito gratificante receber o reconhecimento por isso”, ressalta. A brinquedoteca, toda decorada com a temática de futebol, conta com brinquedos, televisão, DVD’s, filmes infantis, estantes de livros, revistas em quadrinhos, materiais para colorir, puffs, tapetes, mesas, cadeiras e quadro negro. Além disso, voluntários da Fundação CDL restauraram seis computadores que não estavam em condições de uso, criando uma mini lan-house para as crianças. A colaboradora da instituição de acolhimento, Kenia Regina Lourenço, acredita que o novo espaço irá agregar muito valor para as crianças. “A brinquedoteca ficou muito bonita, acho que os idealizadores acertaram na decoração de futebol, que ficou bem masculina e é algo que os meninos adoram. Acredito, também, que além dos brinquedos, os computadores vão proporcionar um grande aprendizado para essas crianças, principalmente através da internet, que possibilitará a eles o acesso a informação e a novos conhecimentos”, comenta Kenia. A Fundação CDL Pró-Criança agradece a todos os investidores sociais e voluntários que possibilitaram a construção de mais uma brinquedoteca: 102,9 Fm; 98 Fm; Academia Alta Energia; Band Minas; Belotur - Prefeitura de Belo Horizonte; BH Conventions Bureau; Brinkel; Corpo de Bombeiros; Diário do Comércio; Drogaria Araújo; Edmilson Vial; Elemídia; Everest Signs; Faculdade Pitágoras; Five Comunicação; Governo de Minas - Secretaria de Esporte e Juventude; Gráfica e Editora - O Lutador; Império Tecnologia;

61


Brincadeira é coisa Séria

Instituto Ceasaminas; Jornal O Tempo; Loyola Canabrava Advogados; Minaspetro; Mixpel; Pátio Savassi; Prodel; Programa Leite para Todos; Rede Gots; Rede Netimóveis; TBH Esportes; Unimed; Z1 Motion.

Dia das Crianças Fundação CDL Pró-Criança realiza ação do Dia das Crianças em Instituição de Acolhimento No dia 15 de outubro, a Fundação CDL Pró-Criança comemorou o Dia das Crianças na instituição de acolhimento Casa Lar Esperança Francisca Paula de Jesus, situada no bairro Santo André. A instituição acolhe 15 crianças (7 anos a 12 anos) e 15 adolescentes (13 anos a 17 anos). O objetivo da ação foi proporcionar uma tarde animada e divertida para as crianças e adolescentes da entidade. No início da tarde, a Fundação CDL Pró-Criança ofereceu almoço para as crianças. Foram realizadas brincadeiras, esculturas de balão, pintura facial, mágica e apresentação da orquestra de violão da ONG Projeto de Vida. As crianças participaram de um bazar, com dinheiro sem valor comercial, no qual puderam comprar roupas e brinquedos doados pela representante do Buffet Pic Nic, Helen Rose Pereira. Além disso, as crianças e adolescentes se divertiram nas camas-elásticas e, para as adolescentes, houve um bate-papo com a escritora de livros infanto-juvenis, Laura Conrado. 62


Brincadeira é coisa Séria

Uma adolescente moradora da instituição conta o que achou da ação: “onde eu morava, não tinha esse tipo de recreação; hoje eu me diverti muito. E também gostei do batepapo com a escritora Laura Conrado, me identifiquei com a personagem do livro Só Gosto De Cara Errado”, comenta. A escritora Laura Conrado conta que a iniciativa da Fundação CDL foi muito válida, não apenas para as crianças e adolescentes, mas para ela também. “Foi muito bom poder participar de uma ação social na região onde eu moro e na minha cidade, poder contribuir de alguma forma para a sociedade. E, nesse bate-papo com as adolescentes, eu pude me inspirar para escrever sobre outros temas, apresentar outras realidades para meus leitores”, comenta. Ao final, os participantes receberam lanches, como algodão doce, sorvetes, salgados, bolo e refrigerantes. Os moradores da instituição de acolhimento receberam presentes, como kit de guloseimas; brinquedos; bolas e kits de cosméticos d’O Boticário. A coordenadora da instituição, Lúcia Santos, ressalta que essa ação foi o melhor presente que as crianças podiam ganhar, “podemos ver a satisfação delas em suas carinhas felizes”. A educadora das adolescentes, Jaqueline Rodrigues, achou que a ação do Dia das Crianças também foi muito proveitosa para as adolescentes, “porque elas não têm muita oportunidade de diversão. Além disso, achei muito bacana a iniciativa da Fundação CDL de trazer atividades também para as adolescentes, como o bate-papo com a escritora e a cama elástica grande, na qual elas puderam pular também”. A Fundação CDL Pró-Criança agradece aos fornecedores e parceiros pela disponibilidade e ajuda para realização do evento: a escritora Laura Conrado; o animador de festas Goiabinha (Ederson Ferreira); o Buffet Pic Nic; a Loja Festejando; a distribuidora Mega Fort; o Sorvete Salada; a ONG Projeto de Vida; loja de brinquedos Brinkel; o proprietário da Rommanel, Marcelo Augusto Gomes; o proprietário de algumas lojas da franquia O Boticário, José Ângelo de Melo, e o colaborador da Fundação CDL Pró-Criança, Marlúcio Silva.

Resultados: Brinquedoteca – 1 ação: • 15 crianças atendidas (sexo masculino – 7 a 12 anos) – Instituição de Acolhimento Casa de Copacabana

Dia das Crianças – 1 ação: • 30 crianças e adolescentes atendidas (unidade 1 - sexo masculino e feminino – 7 a 12 anos / unidade 2 – sexo feminino – 13 a 18 anos) - Casa Lar Esperança Francisca Paula de Jesus 63


64


Fundação CDL Pró-Criança realiza 20ª edição do Natal de Todo Mundo No dia 16 de dezembro, a Fundação CDL Pró-Criança realizou a 20ª edição do Natal de Todo Mundo para cerca de 250 crianças e adolescentes moradores de instituições de acolhimento de Belo Horizonte e Região Metropolitana. O evento foi promovido no Jaraguá Country Club, das 9h às 17h.

Natal de Todo Títulos Mundo

13. Natal de Todo Mundo

A programação do evento incluiu: Rua de Lazer do SESC (camas-elásticas, pulapula polvo, touro mecânico, pintura facial, oficina de bijuterias e oficina de tecido emborrachado); brinquedos da Recreart (pulas-pulas, mesa de xadrez, totó; pinguepongue, air-game); mini salão de beleza da Maxi Brasil; contação de histórias do grupo Vai e Volta Contando; apresentação dos palhaços do Circo de Belô; apresentação do grupo Violões Sem Fronteiras; participação dos mascotes do Cruzeiro, Atlético e América; ao final, chegada do Papai Noel com distribuição de presentes. Além disso, as crianças e adolescentes receberam almoço e lanches na parte da manhã e da tarde. O programa Natal de Todo Mundo tem como objetivo proporcionar alegria, amor e carinho para as crianças e adolescentes residentes em instituições de acolhimento de Belo Horizonte, definidas como locais de proteção provisória destinados a crianças e adolescentes encaminhados pelo o poder judiciário por terem sofrido algum tipo de violação de direitos, como maus tratos, exploração sexual, agressão física ou psicológica. A realização da festa é uma oportunidade para as crianças vivenciarem o espírito de Natal, renovando sentimentos e esperança de um futuro melhor.

65


Natal de Todo Mundo

O analista de marketing da Maxi Brasil, Marcus Vinicius Peixoto, ressalta a importância de uma empresa cumprir com seu papel social. “A Maxi Brasil sempre teve essa vontade de participar de ações sociais, mas até hoje somente tínhamos participado de ações menores, em creches da região da nossa fábrica; nunca tínhamos tido a oportunidade de estar presente em uma ação tão grande como esta. E quando recebemos o pedido de doação de alguns kits de beleza para as adolescentes, nós prontamente o atendemos, mas pensamos que poderíamos fazer mais. Por isso, decidimos trazer o mini salão de beleza para o evento, para dar uma contribuição maior e proporcionar, além de alegria, saúde, beleza e autoestima para as crianças e adolescentes. Acho que toda empresa deve ter essa preocupação com o lado social, com a contribuição que pode dar para a transformação da nossa sociedade”, ressalta Marcus. A representante do Comitê Feminino do Clube Jaraguá, Márcia de Castro Magalhães, também fala sobre a importância de contribuir com o lado social. “O Comitê Feminino atua na área de desenvolvimento de projetos sociais do Clube Jaraguá e o evento do Natal de Todo Mundo vem justamente ao encontro da nossa filosofia. É uma obrigação social do clube dar a essas crianças e adolescentes a oportunidade de desfrutarem de um espaço como esse e de aproveitarem um momento tão bacana, que traz para eles alegria, diversão, socialização, possibilidade de praticar esportes, etc. E quando encontramos um parceiro como a Fundação CDL, que organiza um evento tão grandioso, é ótimo, porque há um encontro e uma troca de objetivos em comum”, comenta. A assistente social coordenadora da instituição de acolhimento Juventude Masculina, acredita que o Natal de Todo Mundo é, também, um momento de acolhimento, porque “mesmo estando afastados de suas famílias, nesse momento, essas crianças e adolescentes podem se sentir iguais às outras crianças, eles podem sentir que também têm oportunidades de se divertir e de ter um natal feliz, como todos os outros; isso é essencial para eles”. A aprendiz do Programa Educação e Trabalho (PET), desenvolvido pela Fundação CDL, Joyce Kellen, que foi voluntária no Natal de Todo Mundo concorda com a opinião da assistente social. “Acho que esse momento é muito importante para essas crianças e adolescentes, porque acredito que, nessa hora, talvez eles até se esqueçam de que estão afastados da família, esqueçam essa realidade tão triste, mesmo que seja por apenas um dia. Fiquei muito feliz por ter vindo, muitos deles são tão carinhosos, nos abraçam, nos chamam para conversar; é muito gratificante ver que estamos proporcionando o sorriso para eles. Além disso, muitas vezes, nós reclamamos tanto de coisas bobas e não paramos para pensar no quanto nossa vida é boa. Participar dessa ação e conviver um pouco com essas crianças foi também um aprendizado para mim!”, diz Joyce.

66


Natal de Todo Mundo

Na cerimônia de encerramento, o presidente da Fundação CDL Pró-Criança, Vilson Mayrink, agradeceu o apoio dos parceiros, colaboradores e voluntários que possibilitaram a realização desta grande festa e falou sobre a alegria de participar de um momento como este, que traz esperança para as crianças e adolescentes afastados do convívio familiar. Além disso, o presidente agradeceu aos investidores sociais: 102,9 Fm; Benassi; Boticário; Brinkel; Circo de Belô; clubes Cruzeiro, Atlético e América; Congebrás; Constance; Copasa; Corpo de Bombeiros; Delícia Sobremesa; Dental Sorriso; Diário do Comércio; Sr. Edmilson Vial; Elmo Calçados; Fundação Pitágoras; Governo de Minas - Secretaria de Esportes e Juventude; Jaraguá Country Club; Junior Achievement; K9; Klapex Caixas; Mega Fort Alimentos; Mercado Central; Mundo Animal PET; Recreart; Rommanel; Sensus; Sesc; Total Calçados; Trata; Vovó Delma Alimentos.

67


Clipping

14. Clipping Programa Educação e Trabalho (PET) é tema de matérias na mídia No dia 10 de janeiro, a Rede Globo gravou duas reportagens sobre o Programa Educação e Trabalho (PET). Na primeira, que entrou ao vivo no MGTV 1ª edição, o vice-presidente da Fundação CDL Pró-Criança, Leonardo Braga, falou sobre as inscrições do PET. A segunda, que foi ao ar no MGTV 2ª edição, abordou a questão da carência de profi ssionais qualifi cados no mercado de trabalho e a importância dos cursos de capacitação oferecidos aos jovens. Na matéria, foram entrevistados aprendizes do PET e o vice-presidente de relações institucionais da CDL-BH e secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico da PBH, Marcelo de Souza, que falou sobre a importância do Programa para o ingresso desses jovens no mercado de trabalho. O jovem aprendiz Diego Schueng afirma que “é muito difícil nessa fase, 16 anos, estando novo assim, a gente não tem a oportunidade de entrar em uma empresa grande”, mas a jovem aprendiz Nathália Silva complementa “normalmente, o nosso objetivo que é aprendiz é pensar assim ‘nossa, eu vou ser contratada, quando eu fizer 18 anos eu já vou ter o meu emprego e a carteira assinada. E realmente essa oportunidade de contratação é real, a gente observa isso no dia-a-dia”. No dia 11 de janeiro, foi a vez da Rede Minas falar sobre o PET no Programa Emprego e Renda. Na matéria, foram entrevistados o diretor institucional da Fundação CDL PróCriança, Moacir Muzzi e a aprendiz Kayth Cristina. Além disso, o PET também esteve presente nos jornais impressos Estado de Minas, O Tempo e Metro.

68


Clipping Rede Globo entrevista o presidente da Fundação CDL Pró-Criança sobre o Programa Natal de Todo Mundo No dia 29 de novembro, o presidente da Fundação CDL Pró-Criança, Vilson Mayrink, concedeu entrevistas à Rede Globo sobre o programa Natal de Todo Mundo. Uma das matérias foi ao ar no MGTV 1ª Edição do dia 3 de dezembro; a outra foi ao ar, ao vivo, no Bom Dia Minas, no dia 6 de dezembro. O presidente falou sobre a campanha de arrecadação de brinquedos e/ou materiais escolares que está sendo realizada pela Fundação. Toda a arrecadação será revertida para a 20º edição do programa “Natal de Todo Mundo”, que beneficiará cerca de 300 crianças e adolescentes residentes em instituições de acolhimento (antigos abrigos ou casas-lares) de Belo Horizonte. A festa foi realizada no dia 16 de dezembro, das 9h às 17h, no clube Jaraguá, com um dia repleto de alegria, brincadeiras, teatro, música, dança e entrega de presentes pelo Papai Noel. Para o presidente da Fundação CDL Pró-Criança, Vilson Mayrink, participar da campanha é contribuir para que centenas de crianças vivenciem o espírito do Natal. “A nossa missão é disseminar a esperança de um futuro melhor para todos”, explicou.

69


Institucional

15. Institucional Conselho Deliberativo da Fundação CDL Pró-Criança se reúne para discussão do Planejamento Estratégico e Previsão Orçamentária de 2013 No dia 26 de fevereiro, às 9h00, no Pilotis da CDL/BH, o Conselho Deliberativo da Fundação CDL Pró-Criança se reuniu para apresentar e aprovar o Planejamento Estratégico e Previsão Orçamentária para o exercício de 2013. A reunião contou com a participação do presidente da CDL/BH e do Conselho Deliberativo, Bruno Falci; do vice-presidente da CDL, Anderson Rocha; do presidente da Fundação, Vilson Mayrink; do vice-presidente, Leonardo Braga; do diretor institucional Moacir Muzzi; dos conselheiros Marco Antônio Gaspar, Macoud Patrocínio, Sylvia Nascimento, Rafael Mariné, Daniela Li Chen, Marcelo de Souza e Fernando Sasso; além dos colaboradores da CDL e da Fundação. O superintendente executivo, Paulo Costa, apresentou o Planejamento Estratégico da Fundação, falando brevemente sobre a identidade organizacional da instituição, missão, visão e valores. Além disso, ele apresentou, ainda, o mapa estratégico, as metas e ações definidas para cada setor, programas e projetos desenvolvidos pela Fundação. O gerente administrativo, Rodrigo Martins, apresentou o Plano de Previsão Orçamentária para o exercício de 2013, demonstrando as receitas e despesas dos setores da Fundação e dos Programas desenvolvidos pela instituição, gerando uma previsão anual de superávit social. Posteriormente, os conselheiros fizeram considerações e votaram pela aprovação do Planejamento Estratégico e da Previsão Orçamentária, por unanimidade.

70


No dia 1º de março, a Fundação CDL Pró-Criança, representada pelo superintendente executivo da Fundação CDL Pró-Criança, Paulo Costa, tomou posse como conselheiro, representante da sociedade civil, no Conselho Estadual dos Direitos da Criança e Adolescente (CEDCA), para um mandato de três anos. A cerimônia de posse foi realizada às 9 horas, no Plenário da Casa de Direitos Humanos – nova sede do CEDCA (Rua São Paulo, 679/7º andar).

Institucional

Fundação CDL Pró-Criança toma possa como conselheira da sociedade civil do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e Adolescente (CEDCA)

Entre as funções de um conselheiro estão a participação em reuniões mensais, atuação em pelo menos uma Comissão Temática do CEDCA, elaboração do Plano Decenal para Política da Criança e Adolescente, de propostas, de projetos e de discussões, além do planejamento do Conselho para o triênio da sua gestão. O CEDCA é um órgão paritário de caráter consultivo, deliberativo e propositivo, integrante da Secretária de Estado de Desenvolvimento Social. Ele é composto por representantes do governo e da sociedade civil e suas ações são desenvolvidas com o intuito de propor e controlar as políticas públicas dirigidas à efetivação dos direitos da criança e do adolescente.

71


Institucional

Fundação CDL Pró-Criança apresenta o Programa Educação e Trabalho (PET) no Fórum Regional da Juventude No dia 15 de março, a auxiliar-administrativo Kesya Mota participou do Fórum Regional da Juventude como representante da Fundação CDL Pró-Criança. O evento, realizado no período da manhã no Espaço BH Cidadania / CRAS Zilah Spósito, contou com a participação de aproximadamente 100 jovens. Com o tema “A Juventude e o Mercado de Trabalho”, o Fórum teve como objetivo discutir o papel dos jovens perante as políticas públicas e as perspectivas destes em relação ao mercado de trabalho. Nesse contexto, Kesya Mota apresentou o Programa Educação e Trabalho (PET), desenvolvido pela Fundação CDL Pró-Criança, e explicou aos jovens como funciona o processo de seleção e o programa de aprendizagem e inserção no mercado de trabalho. O evento contou ainda com apresentações culturais de judô e dança, com a participação de representantes da sociedade civil e da comunidade local, além da apresentação da palestra “Mercado de Trabalho e Elaboração de Currículo”, ministrada pela analista de formação profissional do SENAC, Aline Fernandes. A apresentação teve como objetivo auxiliar o jovem a descobrir o que deseja fazer e aonde quer chegar, pessoalmente e profissionalmente, e, para isso, é necessário buscar o autoconhecimento e ampliar a visão sobre o mercado de trabalho. Aline instruiu os jovens a se questionarem sobre “o que eu gosto de fazer?”; “quais são minhas qualidades e potencialidades?”; “o que eu tenho de bom a oferecer às outras pessoas?”. Além disso, a palestrante falou sobre o perfil profissional procurado pelo mercado de trabalhado e sobre atitudes que prejudicam a imagem pessoal e profissional do jovem em uma empresa. A coordenadora do Espaço BH Cidadania / CRAS Zilah Spósito, Rosana Coelho, ressalta que a realização do Fórum é feita com o intuito de “tocar nos sonhos dos jovens, oferecendo a eles várias portas, várias oportunidades de crescimento através de suas próprias escolhas. Com isso, as drogas e a violência ficam mais distantes da realidade deles. O trabalho com a juventude é uma tarefa da sociedade, por isso, nós buscamos incluir no evento vários representantes do governo, da sociedade civil, da comunidade, das escolas para que todos, juntos, possam dizer a esses jovens que são eles os responsáveis pelo futuro do pais e pela construção de um mundo novo”, salienta.

72


No dia 8 de maio, a Fundação CDL Pró-Criança sediou a reunião mensal do Comitê de Entidades no Combate à Fome e pela Vida (COEP). O evento foi realizado das 10h às 12h, no pilotis da CDL/BH. Na reunião, a coordenadora institucional, Luciana Coutinho, apresentou os Programas desenvolvidos pela Fundação CDL Pró-Criança para as entidades presentes. A representante do SESC, Luciana Araújo, apresentou o Mesa Brasil, que é uma rede nacional de bancos de alimentos contra a fome e o desperdício. O Programa de Segurança Alimentar e Nutricional baseia-se em ações educativas e de distribuição de alimentos excedentes ou fora dos padrões de comercialização, mas que ainda podem ser consumidos. O objetivo do Mesa Brasil é contribuir para a promoção da cidadania e a melhoria da qualidade de vida de pessoas em situação de pobreza, em uma perspectiva de inclusão social.

Institucional

Fundação CDL Pró-Criança sedia a reunião mensal do Comitê de Entidades no Combate à Fome e pela Vida (COEP)

Foram discutidos outros assuntos da pauta, como a comemoração dos 20 anos do COEP e a participação no Prêmio Bentinho, para o qual o COEP está buscando indicação de pessoas que fazem bons trabalhos na área de reciclagem. Estiveram presentes na reunião mensal do COEP: Marieta Macedo, Marcos Antônio Oliveira; Juliana Martins, Luciana Araújo, Ednamar Fernandes e Fernanda Rocha, do SESC/MG; Renata Grossi, do Banco do Brasil; Dulce Fernandes, da DATAPREV; Elizabeth Mendes, da SERPRO; Daisy D’Aquino e Elessandra Ribeiro, do INDEC; Geraldo Avelar, da CONAB; Aline Silva, da FOSPBV; Rosiane Soares, da AFFAS; Tânia Mara de Nordi, do SEBRAE; Rodrigo Starling, da Minas Voluntários; além dos representantes da Fundação CDL Pró-Criança, Paulo Costa, Luciana Coutinho, Lídia Rodrigues, Andressa Guimarães e Jéssica Moreira.

73


Institucional

Fundação CDL Pró-Criança participa do 9º Encontro Nacional do Terceiro Setor Nos dias 9 e 10 de junho, a Fundação CDL Pró-Criança participou do 9º Encontro Nacional do Terceiro Setor, no Auditório da Uni-BH. O evento, realizado pela FUNDAMIG - Federação Mineira de Fundações e Associações de Direito Privado, possui reconhecimento nacional e teve como tema central a imunidade tributária, com debates dos temas: profissionalização, gestão, captação de recursos e comunicação para o Terceiro Setor; a atuação de organizações sociais em áreas como: segurança, saúde, meio ambiente, educação e assistência social; bem como, a intersetorialidade. O Governador Antônio Anastásia, o Prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, o Presidente da Fundamig, Leonardo Coelho e a promotora de Justiça, Valma Leite Cunha realizaram a abertura oficial do evento, que contou com a participação de várias organizações sociais, personalidades do primeiro, segundo e terceiro setor. Representaram a Fundação CDL: o vice-presidente Leonardo Braga, o gerente institucional Paulo Costa e o gerente administrativo Rodrigo Martins. O gerente institucional Paulo Costa participou da Mesa de Educação, apresentando o case de sucesso: Parceria do Programa Educação e Trabalho (PET) com a Conspiração Mineira pela Educação (Movimento Mineiro pela melhoria da Educação em Minas Gerais).

74


No dia 13 de junho, a Fundação CDL Pró-Criança recebeu a visita da consulesa norteamericana Merry Miller, acompanhada da juíza americana Ester Sanches. Elas foram recebidas pela diretoria da Fundação, que apresentou a elas os projetos e programas realizados pela instituição. Durante a reunião, foram abordados também temas de interesse do Consulado Americano, como educação, inclusão social, economia, violência doméstica, dentre outros.

Institucional

Fundação CDL Pró-Criança recebe visita de cônsul americana

O estabelecimento de um Consulado dos Estados Unidos em Belo Horizonte facilitará o acesso dos mineiros a inúmeros serviços, como, por exemplo, a retirada do visto de entrada no país.

75


Institucional

Fundação CDL Pró-Criança participa de Ciclo de Debates sobre o terceiro setor No dia 15 de julho, a Fundação CDL Pró-Criança, representada por seu vice-presidente Leonardo Braga e pelo gerente institucional Paulo Costa, participou da primeira edição do Ciclo de Debates realizado pelo Centro Mineiro de Alianças Intersetoriais – CEMAIS. O evento teve como debatedor o promotor de justiça e conselheiro do CEMAIS, Tomaz de Aquino Rezende, que falou sobre a importância da criação de uma constituinte e o papel do terceiro setor frente às novas mudanças que o Brasil irá, em breve, atravessar. A mediadora foi a jornalista e apresentadora da Rede Bandeirantes, Inácia Soares. O debates abrangeram discussões sobre as Propostas de Emendas Constitucionais, marco legal do terceiro setor, reforma política e tributária, sistema carcerário X violência X redução da responsabilidade civil e penal para 16 anos. Ficou acordado que o CEMAIS irá ser o fomentador de debates relacionados ao tema, funcionando como um “espaço cidadania”.

Fundação CDL Pró-Criança participa de mais um Ciclo de Debates do CeMAIS No dia 20 de agosto, a Fundação CDL Pró-Criança, representada pelo gerenteinstitucional Paulo Costa, participou de mais uma edição do Ciclo de Debates do CeMAIS. Cidadania, ajuda ao próximo e resgate de uma sociedade melhor foram alguns pontos analisados no segundo Ciclo de Debates, realizado na sede da Associação Mineira do Ministério Público. A segunda edição do Ciclo tratou do tema Voluntariado, ainda pouco difundido. Foram discutidos dificuldades e problemas, possíveis soluções, responsabilidades e compromissos da prática do voluntariado. Os participantes, além de contarem suas experiências, deram sugestões que podem contribuir para a manutenção do voluntariado nas comunidades. “Se não tomarmos uma providencia para ajudar o próximo, será o fim da sociedade”, apontou Luiz Carlos, que emocionou os convidados ao falar sobre as dificuldades enfrentadas no inicio. “Os grandes homens são os que mudam a situação local. E o sr. Luiz é um grande homem por isso. É uma honra poder estar presente ao lado desta pessoa”, enfatizou o representante da Fundação CDL Pró-Criança, Paulo Costa. Possíveis caminhos para o Voluntariado também foram discutidos e apresentados pelos participantes, como os cuidados para quem quer se dedicar ao trabalho voluntario. Para Sônia Pessoa, o encontro foi importante e de grande valia para todos. “Voluntariado é desejo, cidadania e consciência. E tudo isso faz parte para que possamos buscar uma sociedade melhor”, conclui.

76


O evento contou com a participação do presidente e co-fundador do Centro de Convivencia Casa Azul, Luiz Calors Cordeiro; da jornalista e autora do blog “Tudo Bem Ser Diferente”, Sônia Pessoa; e da diretora-presidente do CeMAIS, Marisa Seoane. A abertura do Ciclo foi realizada pela promotora de justiça e coordenadora do CAO Terceiro Setor, Dr. Valma Leite. Ao total, o Ciclo de Debates CeMAIS teve a presença de 47 pessoas, dentre elas, representantes de associações, instituições e empresas.

Institucional

Já a analista social do CeMAIS, Juliana Roela, acredita que ações altruístas devem ser entendidas como algo inerente a alguns seres humanos. “A prática poderia ser chamada de involuntária, uma vez que a pessoa que a realiza se entrega à atividade de forma livre. É muito maior que a nossa vontade. Se dedicar ao outro é um amor pleno, uma motivação interna”, declara.

77


Institucional

Fundação CDL Pró-Criança participa da ação do Dia do Bem-Fazer 2013 A Fundação CDL Pró-Criança, representada pela analista de projetos Lídia Rodrigues, participou da ação do Dia do Bem Fazer 2013, realizada no dia 25 de agosto, na cidade de Pedro Leopoldo/MG. Foram beneficiadas 20 instituições, entre Centros de Educação Municipal de Assistência à Infância (Cemais) e Escolas Municipais. No dia, participaram 38 empresas parceiras e cerca de 3.5000 voluntários. As atividades desenvolvidas foram pinturas, jardinagens, obra civil, reparos elétricos, mecânicos e rua de lazer com ação global (retirada de documentos, realização de exames de glicose, aferimento de pressão, etc.). O Dia do Bem Fazer é exemplo real de como a união de esforços, alegria, entusiasmo, solidariedade e cidadania tem uma força transformadora. Criado em 2009, com o objetivo de celebrar os 70 anos do Grupo Camargo Corrêa, o Dia do Bem Fazer tornouse um evento anual de solidariedade. A iniciativa faz parte do programa Ideal Voluntário, desenvolvido pelo Instituto Camargo Corrêa, para estimular e criar oportunidades de trabalho voluntário.

78


No dia 20 de setembro, a Fundação CDL Pró-Criança, representada por seu vicepresidente Leonardo Braga, pelo gerente institucional Paulo Costa, pela analista de projetos Lídia Rodrigues e pela assistente de comunicação Andressa Guimarães, participou da cerimonia de inauguração da instituição de acolhimento Casa Lucas. A inspiração para a realização do projeto da Casa Lucas surgiu a partir da história familiar de Carla de Magalhães Pereira e Luís Marcelo Vieira Karam que decidiram, após a perda de seu único filho, Lucas Magalhães Karam, fazer a diferença na vida de outras crianças. Assim, eles criaram a Associação Lucas Magalhães Karam – Casa Lucas.

Institucional

Fundação CDL Pró-Criança prestigia inauguração da instituição de acolhimento Casa Lucas

A entidade tem por objetivo garantir proteção às crianças no período em que lá permanecerem, oferecendo-lhes cuidados, carinho, noções de respeito, amor ao próximo, e exemplos de harmoniosa convivência familiar, buscando elevar ou recuperar a autoestima, preparando-as para o retorno à família de origem ou para a adoção. Instalada em uma espaçosa casa no bairro Dona Clara, a instituição conta com uma equipe constituída de seis profissionais contratados e voluntários para atender a crianças na faixa etária de zero a seis anos em situações de risco. A casa é um abrigo temporário para crianças órfãs, vítimas de abandono, de dramas e conflitos familiares, muitas vezes de extrema violência, que aguardam decisão do Juizado da Infância e da Juventude de Belo Horizonte sobre seus destinos. A casa funciona 24 horas por dia, com toda estrutura voltada para o atendimento e conforto de dez crianças. “Atualmente, atendemos a cinco crianças e conduzimos nossas atividades para celebrar convênio com a Prefeitura de Belo Horizonte, o que nos permitirá dobrar nossa capacidade de acolhimento”, informa a presidente da entidade, Carla de Magalhães Pereira. No início de setembro, a entidade foi certificada pelo Conselho Municipal do Direito da Criança e do Adolescente de Belo Horizonte – CMDCA/BH, iniciando em seguida suas atividades. “A solenidade foi uma forma de coroar todo o esforço realizado por seus idealizadores para transformar o antigo sonho em realidade”, diz a presidente Carla.

79


Institucional

Fundação CDL Pró-Criança e CDL-BH patrocinam Seminário de Desenvolvimento do Terceiro Setor No dia 23 de setembro, a Fundação CDL Pró-Criança e a CDL-BH patrocinaram o Seminário de Desenvolvimento do Terceiro Setor, realizado pela ABCR-Minas, no auditório da CDL-BH, com objetivo de proporcionar um fórum de discussão e de convívio para aqueles que se dedicam à atuação estruturada no Terceiro Setor. O evento foi gratuito e reuniu diversos captadores de recursos para debater os desafios e perspectivas da área. A mesa de abertura do evento foi composta pela coordenadora do Núcleo de Cultura da ABCR Nacional, Suelen Moreira; pelo desembargador do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Wagner Wilson Ferreira; pelo presidente da Fundamig, Leonardo Leopoldo Costa Coelho; pelo representante da CEMIG, Wagner Delgado Costa Reis; pelo Mentor para o desenvolvimento organizacional e gestão de projetos, co-fundador da Gaia Foundation Austrália, John Croft; pelo vice-presidente da Fundação CDL Pró-Criança, Leonardo Braga; e pelo coordenador de projetos da Fundação CDL e do Núcleo de Comunicação da ABCR-Minas, Cristiano Gonçalves. O vice-presidente Leonardo Braga ressaltou a importância do evento, que proporcionou a reflexão “sobre a carência da gestão nas organizações do Terceiro Setor e sobre a forma como a captação de recursos pode contribuir para o desenvolvimento do segmento no país. As trocas de experiências e as palestras ministradas possibilitam a geração de metodologias, ferramentas e conceitos inovadores que nos auxiliam nesta jornada em busca do crescimento não somente das entidades, mas também de todos os participantes do evento, como cidadão e seres humanos”, destaca. Durante o Seminário, foram debatidas questões acerca da “Visão dos Investidores Sociais sobre a gestão das organizações do terceiro setor”, a “Visão do Estado sobre a capacidade de gestão das organizações do Terceiro Setor”, a “Visão das Organizações do Terceiro Setor sobre a sua capacidade de gestão” e a “Visão do Captador de Recursos sobre a Gestão nas Organizações do Terceiro Setor”. O evento foi realizado pela ABCR-Minas, em parceria com a ABCR Nacional, Fundação CDL Pró-Criança, CDL-BH, Fundamig, Copasa, Associação Intergerencial da Cemig (AIC), Gremig, Gráfica e Editora O Lutador, Diálogo Gestão, Junior Achievement.

80


No dia 24 de outubro, a Fundação CDL Pró-Criança recebeu a visita do cônsul da Espanha, Ignacio Martínex-Castignani, que tinha o objetivo de conhecer os projetos e programas realizados pela Fundação e apresentar as ações empreendidas pelo Consulado Espanhol no Brasil. Durante a reunião, foram abordados temas como educação, inclusão social, economia, dentre outros. O cônsul explicou que o Instituto Cervantes é o representante oficial do Governo da Espanha no Brasil. Foram apresentadas as missões do Instituto, que são: diplomáticas, formação de negócios com os lojistas brasileiros, disseminação da língua espanhola no país e divulgação da instituição certificadora da língua espanhola no mundo.

Institucional

Fundação CDL Pró-Criança recebe visita de cônsul espanhol

O governo da Espanha tem parceria com todas as secretarias do governo brasileiro em âmbito federal, estadual e municipal, para a capacitação de estudantes e o desenvolvimento de atividades culturais voltadas para a língua e cultura espanholas. O cônsul foi recebido pela diretoria da Fundação, representada pelo presidente, Vilson Mayrink; pelo vice-presidente; Leonardo Braga; e pelo diretor de assuntos sociais, José Galeno.

81


Institucional

Conselhos Deliberativo e Consultivo da Fundação CDL Pró-Criança se reúnem para avaliar relatório de atividades, prestação de contas e alterações estatutárias No dia 30 de outubro, às 10h, no Centro de Convenções da CDL-BH – Platô 2, os Conselhos Deliberativo, Consultivo e Diretoria Executiva da Fundação CDL Pró-Criança se reuniram para deliberar sobre Prestação de Contas de 2012; sobre o Relatório de Atividades de 2012; e sobre aprovação das Alterações do Estatuto. A mesa diretora foi composta pelo presidente da CDL BH e presidente do Conselho Deliberativo da Fundação CDL-Pró Criança, Bruno Selmi Dei Falci; pelo Vice-Presidente da Fundação, Leonardo Braga, representando o presidente Vilson Mayrink; pelo secretário municipal adjunto de Desenvolvimento Econômico, Marcelo de Souza; pela vice-presidente do CDL-Jovem, Laila Campolina, representando o presidente Lucas Pita. Além disso, o evento contou com a participação de diversos conselheiros e convidados. O gerente administrativo, Rodrigo Martins, apresentou a prestação de contas e situação econômica financeira do ano 2012. Posteriormente, o gerente institucional, Paulo Costa, apresentou o relatório de atividades do ano de 2012. Ao final, o diretor institucional, Moacir Muzzi, leu uma mensagem enviada à Fundação pela Curadora das Fundações do Ministério Público de Minas Gerais, Valma Leite. Após as deliberações dos conselheiros, a prestação de contas, o relatório de atividades de 2012 e as modificações estatutárias foram aprovadas por unanimidade.

82


Relatório de Atividades 2013  

Relatório de Atividades 2013

Relatório de Atividades 2013  

Relatório de Atividades 2013

Advertisement