Page 1

Boletim Informativo do Mandato do Deputado Gilberto Martin • Edição 02 • Setembro de 2013

Lei Maria da Lei da Gestante: Penha para punir a mãe vai saber crimes virtuais onde terá o bebê

Pg 6

drgilbertomartin

Lei de combate ao mosquito da Dengue

Pg 6

gilbertobmartin

Pg 8

Gilberto é da Saúde, e o seu partido é o SUS

Pg 2

gilbertobmartin.wordpress.com


Gilberto é da Saúde, e o seu partido é o SUS A saúde universal no Brasil, como direito de todos e dever do Estado, tem 25 anos de vida. Antes disso, só quem tinha carteira de trabalho assinada era atendido pelos antigos Inamps e funrural, mesmo assim depois de dias na fila de espera. O cruel, nesta época, é que quem não tinha carteira era atendido só por caridade. Tempos duros e injustos.

Saúde + 10

Criação do SUS

Audiência Pública

HC da UFPR

Carreira Pública

Carreira Pública

Saúde básica

Saúde básica

Hoje o SUS – Sistema único e Saúde é uma realidade. Não é perfeito, mas garante atendimento universal para toda a população, e precisa ser melhorado dia a dia. A aprovação da Lei de Iniciativa Popular, o Saúde + 10, para destinar 10% do PIB para a Saúde, já está no Congresso Nacional e se aprovado será um grande avanço na melhoria de todo o sistema, diminuindo os gargalos de atendimento em todo o País.

Carreira Pública O Congresso Nacional já discute, também, outra necessidade fundamental para resolver o problema da falta de médicos: a criação da carreira de estado nos moldes da que existe para o judiciário e ministério público. Neste caso, juízes e promotores mudam de cidade a cada dois anos. São ações de Governo que infelizmente chegam apenas sob a pressão popular, quando deveriam estar no DNA de todas as administrações.

Gilberto e o SUS Gilberto Martin e o SUS, história comum em 25 anos, desde que foi secretário da saúde de Cambé, priorizando a atenção básica à saúde. Implantou os primeiros postos de saúde, agrupou os serviços de saúde da AMEPAR, articulou a APASEMS o COSEMS, o CONASEMS, fundado nos Congressos de Londrina e Olinda, e atuando nas AIS, SUDS e 8ª. Conferência Nacional que consolidou o SUS na Constituinte de 88. Luta que continua para chegarmos ao SUS que queremos.

02

facebook.com/drgilbertomartin


Em menos de um ano de mandato, Gilberto Martin mostrou uma produção legislativa intensa para a população: promoveu audiências públicas em Curitiba, Londrina, Cambé, Cornélio Procópio, Irati e Apucarana, com temas como a Falta de Médicos no Interior do País, o Saúde+ 10, a CPI da Telefonia, pelo fim da PEC 27, a Lei da Gestante, a

Justiça Salarial para professores aposentados, a Lei Maria da Penha Virtual, o TDAH dentre outras. Gilberto Martin não pára: participou de todas as sessões e se manifestou em quase todas elas denunciando injustiças ou reconhecendo o trabalho de pessoas e entidades, como o Hospital do Câncer de Londrina,

Observatório de Gestão Púbica e a Pastoral da Criança. É integrantes das Comissões Permanentes de Saúde e da Cultura da Paz, relator adjunto da CPI da Telefonia e integrante, também, da Comissão de Defesa da Mulher. Um pouco do seu trabalho legislativo está nesta e nas outras páginas deste informativo.

Audiência TDAH

Audiência Prof. Aposentados

Audiência Saúde + 10

Transtorno de atenção com hiperativida que atinge 8,5% das crianças

Mais de 10 mil professores aposentados lutam ha 17 anos por justiça salarial

O Paraná conseguiu mais de 110 mil assinaturas para a proposta de lei popular

Curitiba

Curitiba

Curitiba

Audiência Lei das Gestantes

Audiência CPI da Telefonia

Audiência contra o Pedágio

Agora é lei: as mamães do Paraná vão saber em qual maternidade terão bebê

Solução de cobranças indevidas, mais 300 novas antenas e um plano de investimentos

Aqui o pedágio é um dos mais caros do país, e 2 mil km ainda são de pista simples

Londrina

Londrina

Irati

Reconhecimento público a quem faz o Bem ILES - Instituto Londrinense de Educação de Surdos

HC - Hospital do Câncer de Londrina

facebook.com/drgilbertomartin

03


Londrina, Cambé e Ibiporã formam a Região Metropolitana de Londrina, a “Capital” do Norte do Paraná com mais de 800 mil habitantes. Outras 15 cidades também fazem desta RML, dentre elas Arapongas, J a t a i z i n h o , B e l a Vi s t a , Sertanópolis... Embora unidas, cada cidade é única: Cambé, por exemplo, tem sua história, que começou como Nova Dantzig, um orgulho para quem é de lá e entende as sutilezas que são só dela. Ibiporã , a “Terra Plana”em TupiGuarani, também tem suas parti-

cularidades. E Londrina, a Pequena Londres, a mais inglesa das cidades brasileiras, homenagem de Lord Lovat à capital de seu País, a Inglaterra. Todas as 18 cidades que compõem a RML preservam suas origens e dividem interesses e problemas comuns. Afinal, a conquista de uma beneficia a outra. O futuro Hospital da Zona Oeste, quando for construído entre Londrina e Cambé, será uma solução para todos. E para unir soluções como esta, o Deputado Gilberto Martin trabalha por todas elas, pela RML.

Cambé

Gilberto Martin e João Pavinato: inauguração da UPA

Londrina

Calçadão de Londrina: assinaturas para o Saúde + 10

04

Prefeito de Londrina Kireff, vereadora Elza Correia e o deputado Gilberto Martin

Ibiporã

Cambé

Zé Maria prefeito de Ibiporã e o deputado Gilberto Martin

Cambé

Câmara de Vereadores de Londrina: as boas vindas

Londrina

Londrina

UPA Cambé: um time competente e dedicado

Ibiporã

Reunião com o PMDB Jovem de Cambé

Cambé

Funcionários de Limpeza Pública: time de respeito

facebook.com/drgilbertomartin

Audiência na Secretaria de Esportes do Estado com Ibiporã

Londrina

Com o Requião e o prefeito Kireff


Londrina

Instituto do Câncer de Londrina: solidariedade

Cambé

Curitiba

Cambé

Com a equipe de Ação Social da Igreja

Ibiporã

Os amigos da Casa da Cultura de Cambé

Londrina

Com o professor Reginaldo na Escola Teotônio Vilela

Londrina

Cambé

Equipe da Vigilância Sanitária de Cambé

Cambé

Conferência de Assistência Social de Londrina

Cambé

No Comando Regional da PM em Londrina

Festa do Barreado em Cambé

Londrina

Cambé

Visita do senador Requião em Cambé

Gilberto Martin e Beto Richa: Tubarão de coração

Reunião com o PMDB Mulher de Cambé

facebook.com/drgilbertomartin

Hospital Universitário: criação do Inesco

05


O Deputado Gilberto Martin é um caso único no legislativo paranaense: Ele foi eleito com mais de 40 mil votos e assumiu o mandato por exatos 71 dias com base em sua votação no partido, o PMDB. A Justiça eleitoral, no entanto, interpretou a Lei eleitoral de outra maneira e transferiu seu mandato para a coligação, o que permitiu a um outro deputado assumir no seu lugar. Em janeiro de 2013 Gilberto Martin reassumiu, desta vez no lugar de um colega deputado que foi para uma secretaria de estado. E em apenas alguns meses de mandato, ele produziu um trabalho legislativo intenso e importante para a população. Conheça um pouco deste trabalho parlamentar sério e comprometido com as necessidades da população.

Agora é Lei no Paraná: Toda gestante vai saber em qual maternidade terá o seu bebe Temos 2.500 UBS, 150 hospitais credenciados e 152 mil partos por ano O medo, a dúvida e a incerteza de futuras mamães sobre a maternidade onde ganhará o bebe está prestar a acabar. O Deputado Gilberto Martin aprovou, por unanimidade, a Lei 17651/2013 que cria uma rede de atendimento ligando as unidades pré-natal às maternidades e define, além disso, penalidades e obrigatoriedades para os serviços de saúde, garantindo que a futura

mãe tenha acesso completo e interligado, desde a primeira consulta do pré-natal até o parto do bebe. De acordo com ele, o Paraná tem cerca de 2.500 unidades básicas de saúde aptas a realizar o pré-natal, além de 150 hospitais credenciados, sendo 113 de risco habitual e intermediário e outros 37 para partos de alto risco. “No ano

passado tivemos 152 mil nascimentos, sendo que na média 15% são de alto risco. Vamos criar uma rede completa para as gestantes”, disse. Para Martin, esta situação pode atenuar os gastos do Governo com tratamentos de alta complexidade. “Somente no ano passado foram investidos R$ 48 milhões em diárias para bebês nas UTI’s”.

Gilberto Martin quer mais punição a crimes virtuais contra as mulheres Divulgar imagens íntimas sem autorização terá punição mais severa Um casal resolve registrar imagens de momentos íntimos enquanto a paixão ferve e há uma grande confiança mútua, mas com o fim do relacionamento esta situação muda completamente a vida de uma das partes envolvidas. O ex companheiro divulga as imagens pela internet como punição pelo fim do relacionamento e transforma a vida da mulher por

06

completo. Este tipo de situação, que torna-se cada vez mais comum, agora deverá ser enquadrado como violência doméstica e punido com a Lei Maria da Penha. Por ser Lei Federal, Martin fez parceria com o colega deputado federal João Arruda que incluiu a sugestão para debate em Brasília, tendo sido, inclusive, já aprovada pela Comissão de Constituição e

Justiça da Câmara. Na sugestão encaminhada pelo deputado ao colega João Arruda, qualquer violação da intimidade com divulgação na internet por meio de vídeos, áudios, montagens, fotocomposição e adulteração será enquadrada como violência doméstica, cabendo as sanções previstas na Lei Federal 11.340, conhecida como Lei Maria da Penha.

facebook.com/drgilbertomartin


CPI da telefonia: Deputado Gilberto Martin propõe mutirão das operadoras no Estado Operadoras faturaram R$ 287 bilhões e investiram menos de 10% Quando se fala em CPI é difícil não associar à “pizza”, ou seja, que o resultado não vai dar em nada. Na CPI da Telefonia, no entanto, da qual o deputado Gilberto Martin fez parte como relator adjunto, o resultado foi diferente, porque todas as operadoras assinaram um TAC – Termo de Ajustamento de Conduta - em troca de não serem processadas pela Justiça. Pelo TAC, comprometeram-se a uma série de ações, como, por exemplo, a elaboração de um plano de investimentos a ser apresentado e aprovado pela comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia; a instalação imediata de 300 novas antenas de transmissão no Estado para melhorar o sinal dos aparelhos e tiveram que acatar a sugestão do deputado Gilberto Martin de realizar

um grande mutirão em todo o Estado durante o mês de Agosto, com ampla divulgação pela mídia, para resolver especialmente problemas de cobranças indevidas, tão comuns segundo denúncias feitas à CPI. A exigência do mutirão, inédita no País, teve o objetivo de comprometer, na prática, as operadoras com o atendimento direto, já que os call centers das empresas foram apontados em pesquisa como ineficientes, como o serviço de telefonia no Paraná que ele considera muito ruim. Uma informação importante apontada pela CPI: s operadoras faturaram R$ 287 bilhões e investiram menos de 10% em melhorias do sistema. “Fazer elas cumprirem o TAC é nosso desafio daqui para frente”, disse Martin.

Deputado cria Lei para tratar do Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade

Audiência Pública para o Saúde + 10: Paraná consegue 110 mil assinaturas

8,5% das crianças são afetadas no Paraná

Projeto popular quer mais R$ 40 bilhões para a Saúde

Embora conhecido desde o século XIV pela medicina, o transtorno ainda é desconhecido da população e atinge até 8,5% das crianças em idade escolar. Ainda não existe pesquisa sobre números gerais confiáveis, mas é de se supor que no Paraná cerca de 34 mil teriam o transtorno. São as crianças “elétricas”, irrequietas, que não conseguem se concentrar nem desenvolver atividades de grupo e em casa, acabam gerando tensão familiar. Por conta disso são marginaliza-

das e, pelo desconhecimento dos pais e professores, acabam rotuladas, comprometendo seu futuro acadêmico, profissional e social. O problema é grave. Por isso, o deputado Gilberto Martin aprovou na assembleia, e por unanimidade, a Lei 207/2013 que inclui a primeira semana de agosto de cada ano no calendário de eventos do Estado para tratar da informação e conscientização sobre o Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade, o TDAH.

O Movimento Nacional pela Saúde conseguiu e já protocolou no Congresso Nacional 1,8 milhão de assinaturas para o projeto de iniciativa popular que objetiva destinar 10% do PIB para a saúde, o que poderá garantir mais R$ 40 bilhões para financiar o SUS. Aqui no Paraná, a campanha se intensificou a partir da Audiência Pública que o Deputado Gilberto Martin realizou dia 19 de março, reunindo entidades ligadas a sindicatos de trabalhadores, promotoria pública e especialistas na área de

facebook.com/drgilbertomartin

saúde. Foram mais de 110 mil assinaturas, depois de campanhas nas principais cidades, com o apoio de centrais sindicais, entidades de classe, serviços médicos e hospitais que envolveram-se de forma intensa na campanha. “O Hospital de Clínicas de Curitiba, por exemplo, auxiliou profundamente neste projeto”, recorda o deputado. Segundo ele, um documento foi assinado por todos, pedindo apoio aos nossos deputados e senadores para aprovação do projeto.

07


Deputado Gilberto Martin cria Lei de combate à dengue no Paraná Em Londrina, este ano, 6.163 notificações de casos de dengue As pessoas e as autoridades só se preocupam com a Dengue quando ela faz vítimas, e até vítimas fatais. Quando assumiu a 17ª. Regional de Saúde em Londrina, ou quando foi Secretário de Estado da Saúde do Paraná, Dr. Gilberto Martin enfrentou a maior e mais grave infestação de dengue. Como chefe do 17o. Distrito Sanitário de Londrina, em 2003, envolveu a cidade no combate ao

mosquito, criando armadilhas (ovitrampas) sem dar tréguas ao Aedes Aegypti. Resultado: no ano seguinte, redução a quase zero no número de casos ocorridos. No Paraná, como secretário da Saúde, Dr. Gilberto Martin mobilizou a Defesa Civil e outras áreas do Governo do Estado, criando campanhas como, Natal Sem Dengue, Carnaval Sem Dengue... O objetivo era acabar

com o ciclo do mosquito, e teve sucesso. Hoje, como deputado, ele aprovou a Lei 152/2013, por unanimidade, instituindo todo dia 9 de cada mês no calendário oficial do Estado como dia de combate à dengue. Um detalhe para complementar: em Londrina, neste ano, (2013) foram registradas 6.163 notificações com 1.137 confirmações de vítimas da dengue.

Duplicação da PR 445 no trecho urbano em Cambé: Gilberto viabiliza pedido da população Em vez de rampa, que dividiria o Novo Bandeirantes, a duplicação será em nível A conquista duplicação da PR 445, no trecho urbano de Cambé, na região do Jardim Novo Bandeirantes, estava se tornando um problema para os moradores da região e também para o governo, devido às características do projeto inicial, que dividia o bairro em duas partes. Diversas liderança comunitárias e o vereador Paulo Soares levaram o problema ao deputado Gilberto Martin que de imediato agendou, para eles, em Curitiba, duas audiências: com o Secretário de Infraestrutura e Logística, Pepe

Richa, e com o diretor do DER Nelson Leal Junior. Mais: o deputado levou, ainda, dirigentes e técnicos do DER para uma Audiência Pública convocada pela câmara de vereadores de Cambé, para debater com a cidade a preocupação com as obras de duplicação. Com todas essas negociações e a firme participação da comunidade cambeense, o Governo do Paraná atendeu aos apelos da comunidade e mudou o projeto, fazendo o rebaixamento das pistas.

Gilberto na luta pelo Instituto de Criminalística de Apucarana O Instituto de Criminalística é um sonho de ambos

08

O desejo e a necessidade de instalar o serviço do Instituto de Criminalística em Apucarana, para atender todo o Vale do Ivaí, começa a ganhar forma. Por iniciativa dos vereadores de Apucarana, liderados pelo Professor Molina e José Antoniassi, o deputado Gilberto Martin promoveu reuniões em Curitiba, com o secretario Cid Vasques e assessoria, em Londrina, com o perito Daniel Felipetto, diretor do Instituto de Criminalística e também com o Prefeito de Apucarana Beto Preto.

facebook.com/drgilbertomartin

Segundo o deputado Gilberto Martin, o objetivo desses encontros é articular uma solução intermediária onde o município de Apucarana entraria com as instalações e parte do pessoal e o Estado com as viaturas, os técnicos e os equipamentos. Para isso acontecer, falta apenas solucionar alguns aspectos de ordem técnica e administrativa. Gilberto Martin espera que com o empenho e o envolvimento de todos, a conquista de Apucarana e de todo o Vale do Ivaí pelo Instituto de Criminalística tenha um final de sucesso.


Deputado Gilberto Martin na luta com os professores aposentados por justiça salarial Há 17 anos 10.926 professores lutam por justiça salarial

A luta dos professores estaduais do Paraná que se aposentaram até abril de 1996 é uma das mais antigas envolvendo uma categoria profissional que se tem notícia por aqui. E ainda está sem solução. São 10.926 mestres que dedicaram sua vida na arte de ensinar e se aposentaram no mais alto nível da carreira, valendo-se da Constituição no seu Artigo 40, Inciso 3º. e parágrafo

4º. que trata dos direitos dos aposentados em ter os mesmos reajustes que os do mesmo nível da ativa. No entanto, mudanças posteriores de ordem administrativa criaram outros níveis na carreira e eles, não foram reenquadrados, gerando um prejuízio salarial que acumulam até hoje. A justiça que reclamam é o cumprimento da constituição,

garantindo o reenquadramento ao nível dos colegas da ativa, ou seja, parassarem para o nível 2 já que desde a aposentadoria em abril de 1996, encontram-se no nível I. A luta, que já dura tanto, agora tem um aliado dentro da Assembleia Legislativa: o Deputado Gilberto Martin. Pela primeira vez nesses anos todos,

os aposentados tiveram uma Audiência Pública na Alep (20/8/2013) para tratar exclusivamente do seu problema. Ela foi marcada e coordenada pelo parlamentar, autor, também, da proposta de se criar uma comissão permanente para tratar do assunto junto ao Governo do Estado com representante de cada um dos 29 núcleos da APP – Sindicato do Paraná.

Deputado é parceiro de um sonho de 25 anos: Asfaltamento de Godoy Moreira a Jardim Alegre O asfaltamento encurtaria a viagem a Ivaiporã em 36 quilômetros Um encontro de trabalho com lideranças comunitárias e políticas do Vale do Ivaí foi o que proporcionou o deputado Gilberto Martin no DER com o Secretario de infraestrutura e Logística do Estado, Pepe Richa, para tratar da realização de um sonho: o asfaltamento da estrada municipal de 26 quilômetros ligando Godoy Moreira e Jardim Alegre. Foram 40 líderes comunitários de Godoy Moreira, Jardim Alegre e Lunardelli que ocuparam o auditório do DER em Curitiba. Com o asfaltamento da estrada, os moradores de Godoy Moreira, que

precisam ir a Ivaiporã e que passam obrigatoriamente por Jardim Alegre, encurtariam o percurso em 36 quilômetros. Para o parlamentar, mais do que sonho e segurança para população, o asfaltamento é uma questão de justiça, porque a obra já foi licitada, inclusive com ordem serviço assinada, mas acabou deixada de lado. Participaram da reunião a prefeita Neusa Pessuti, de Jardim Alegre, o vice prefeito José Gonçalves, de Godoy Moreira e os vereadores Mazinho, Nego da Ferradura, Varilson Matias de Oliveira e Nelti Baldoli.

facebook.com/drgilbertomartin

09


Deputado é contra pedágio e foi um dos primeiros a pedir a instalação de CPI

Recuperar hospital abandonado para atender pacientes de mais de 20 cidades

Temos um dos pedágios mais caros do País

O hospital da Golden Gross em Cambé está abandonado

Ninguém tem dúvidas de que a questão dos pedágios no Paraná é um enorme problema que precisa ser equacionado com isenção e sob a ótica jurídica, por conta do repúdio público de milhares de usuários ao estado das rodovias e ao preço dos pedágios. A maior parte dos 2 mil quilômetros de duplicação do Anel de Integração do Estado ainda são de pista simples, embora no contrato inicial de concessão essa obra fosse pré-requisito. Pior: com um dos preços de pedágio mais altos

Desde o final da década de 70 o caso do Hospital da Golden Gross, de 9.700 metros quadrados, localizado na divisa de Cambé com Londrina, é polêmico. Já está abandonado, depredado e “penhorado” há anos para garantir o pagamento de débitos jcom o Instituto Nacional de Seguridade Social - INSS e à Receita Federal. O deputado Gilberto Martin quer recuperar tudo para solucionar o grave problema de atendimento médico, não só para Cambé, hoje com a UPA recém inaugurada, como

também para Londrina e mais de 20 cidades da região, um desejo que ele compartilha com o prefeito Pavinato, de Cambé, e Kireff, de Londrina. E todos com às bênçãos da Sesa. Segundo Martin, é possível que fique mais barato desapropriar, reformar e equipar o hospital, que seria o da Zona Oeste, do que comprar terreno, aprovar projeto, construir e equipar um novo. A saúde tem pressa. Ele destaca, no entanto, que a operação de desapropriação é igualmente complicada e pode ser demorada. Mas não desiste.

Carreira de estado e investimentos para resolver o problema da falta de médicos

Observatório de Gestão Pública Londrina: Exemplo para outras cidades, diz Martin

Há médicos suficientes, mas sem carreira e infraestrutura

Impedir a corrupção e fiscalizar as licitações

O País acompanha as ações do Governo Federal de “importar” médicos estrangeiros para atender centenas de cidades do interior que não dispõem deste tipo de serviço. Os médicos cubanos já estão no País como bolsistas, fato que tem gerado críticas de entidades médicas nacionais, contrárias a uma relação profissional que julgam ilegal e equivocada. Para o Deputado Gilberto Martin, o problema da falta de médicos – foco de uma audiência pública que ele realizou em junho, resume-se a

10

do País, o que vem justificando seguidos pedidos de CPI, instalada, finalmente, há pouco tempo. O deputado Gilberto Martin, ao tomar posse por 71 dias no início de seu mandato, foi um dos primeiros a assinar o pedido de instalação da comissão, tendo participado da audiência pública em Londrina, promovida pelo Fórum Nacional de Transportes. Disse, na ocasião, que a questão dos pedágios e dos contratos com as operadoras é grave, lamentável e precisa de solução urgente.

dois pontos: a absoluta falta de estrutura de atendimento mínimo, para garantir o trabalho do profissional, e uma carreira de estado para os médicos, quase como a dos magistrados e promotores públicos, que têm progressão na carreira, ou seja, começam nas pequenas cidades e sobem de posto e mudam de comarca a cada 2 anos. Mais: bons salários e estabilidade profissional e investimento em infraestrutura, daí o motivo do Projeto de Lei popular Saúde + 10, para se destinar 10% do PIB ao setor.

O trabalho desenvolvido por um grupo de voluntários a partir de 2009, em Londrina, tornou-se exemplo para todas as cidades do Paraná. O Observatório da Gestão Pública atua com ações efetivas e preventivas para o bom uso de dinheiro público. Segundo Gilberto Martin, o trabalho que o Observatório de Gestão Pública tem realizado garante a boa utilização dos recursos públicos, garantindo e fortalecendo, de forma preventiva, o controle social. E entre as ações desenvolvidas pela

facebook.com/drgilbertomartin

entidade está a capacitação de pequenas e médias empresas para participarem de licitações, ampliando assim a livre concorrência e consequentemente diminuindo os preços de compras para o serviço público com a ampliação da oferta. E justo por isso, o deputado Gilberto Martin indicou, e os deputados estaduais aprovaram por unanimidade a declaração de Entidade de Utilidade Pública no Estado para o Observatório de Gestão Pública de Londrina, entidade que é um exemplo.


Em pouco mais de 7 meses de mandato, o Deputado Gilberto Martin não parou um instante: Nesse período percorreu mais de 70 cidades, retomando e estreitando os laços que construiu em sua vida pública como Secretário de Estado da Saúde e depois na campanha de deputado. O mandato que ele assumiu apenas em janeiro deste ano, segundo ele, pertence a quem ajudou a elegê-lo e o seu trabalho parlamentar é o compromisso que assumiu em campanha: cuidar das pessoas e fazer o bem.

Curitiba - foto da posse

Apucarana

Os amigos, em Curitiba, na posse em 7 de janeiro de 2013

Bandeirantes

Com lideranças políticas e comunitárias

Cambará

Bela Vista do Paraíso

No gabinete do prefeito com o presidente da câmara

Cornélio Procópio

Um café da tarde na casa da dona Lucila Carolo

Icaraíma

Com o senador Requião em reunião do PMDB

Irati

Com o prefeito e vereadores

Com vereadores de Apucarana

Brasilândia do Sul

Recebendo os vereadores em Curitiba

Alvorada do Sul

Com o prefeito, vereadores e lideranças comunitárias

Itambaracá

Audiência Pública sobre a Lei da Gestante

facebook.com/drgilbertomartin

Visita ao Hospital Municipal

11


Jandaia do Sul

Ivaiporã

Visita ao novo Centro de Saúde

Jataizinho

Entrevista na FM Cidade

Marumbi

Com o vereador Jorginho e lideranças políticas

Paissandu

Recepcionando lideranças políticas na Assembleia

Rio Azul

Com a Cida o Valter e lideranças

Lideranças políticas e comunitárias

No gabinete da prefeita com lideranças políticas

Centenário do Sul

Na casa das Lideranças Adriano e Cidinha

Prado Ferreira

Um chimarrão com Mario e amigos

Uraí

São Jorge do Patrocínio

Jardim Alegre

Visita ao Hospital Municipal

Lupionópolis

Com o Requião, prefeito e lideranças

Reunido com o prefeito e sua equipe

Gabinete do deputado Gilberto Martin - (41) 3350-4281 - Jornalista responsável: Pedro Paulo Pepa Perroni - DRT: 2088 - Diagramação: André Rodrigues - Tiragem: 20 mil

12

Assembleia Legislativa do Paraná - Praça Nossa Senhora de Salete, s/n - Curitiba - PR - CEP: 80530-911 - Telefone: (41) 3350-400

Nosso Mandato  

Jornal do deputado Gilberto Martin

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you