Issuu on Google+

release UMA NOITE COM NERVOSO E OS CALMANTES + LAFAYETTE Tropicalismo cinematográfico da banda carioca encontra mestre das teclas no Teatro do Sesc Pompéia (SP) Apresentação Sabe o que a cantora Nina Becker (Orquestra Imperial), Bernardo Vilhena (poeta, compositor, autor de inúmeros pop hits, como “Menina Veneno”) e Lafayette (o organista que acompanhou Roberto Carlos na época de ouro do Rei) têm em comum? É que eles estão no meio da turma que participa do primeiro disco de Nervoso e os Calmantes, que já está na boca do forno. Quem conhece o trabalho de estréia do cantor compositor Nervoso, “Saudade das Minhas Lembranças” (Midsummer Madness/2004), vai se sentir o amadurecimento da banda – que também participou do debut solo - e das novas composições, além de uma incrível diferença no que diz respeito à qualidade sonora da bolacha, gravada no Estúdio Soma (RJ). “Produzimos esse disco em parceria com os sócios do Soma, que são amigos super competentes e compraram nosso barulho” – lembra Nervoso. “Dessa vez, tive mais tempo para produzir e gerar uma unidade com o material que tinha em mãos, mesmo sabendo da diversidade sonora que havia proposto. Enfim, trata-se de um disco de Nervoso e os Calmantes”. A alegria é justificável. Em 2004, Nervoso teve que percorrer diversos estúdios de amigos e contar com horas vagas e boa vontade para conceber o“Saudade das Minhas Lembranças”. O disco teve boa aceitação na mídia e a pequena tiragem inicial se foi. Virou ítem de colecionador. Com a parceria (in)formalizada, foi diferente. Foram três meses de dedicação ao disco, incluindo ensaios caseiros, pré-produção e estúdio. Deu tempo até de receber amigos, que deram uma canja. Um deles foi o lendário tecladista Lafayette, que eternizou uma harmonia de piano memorável em “Minha Saudade”, parceria de Nervoso com o poeta letrista Bernardo Vilhena (que ainda gravou uma locução no disco).

Assim, é chegada a hora de a banda colocar em prática as novidades geradas dentro do estúdio. Quem conhece o show de Nervoso e os Calmantes sabe bem do que se trata. Com a palavra, Nervoso: “mesmo as canções mais tranqüilas ganham força ao vivo, talvez por conta das melodias que ficam na cabeça do público que curte nosso som. Estamos cada vez mais entrosados, principalmente agora, com a entrada de um guitarrista novinho em folha (Alê de Morais, sócio do Estúdio Soma)”. Para celebrar o lançamento do disco com antecedência – o disco deve chegar às lojas em dezembro - no Sesc Pompéia, Nervoso promete muitas novidades,


participações surpresas e, pela primeira vez, uma formação inédita no palco. Sobre o espetáculo UMA NOITE COM NERVOSO E OS CALMANTES & LAFAYETTE” A escolha do Teatro do Sesc Pompéia para abrigar o espetáculo “UMA NOITE COM NERVOSO E OS CALMANTES & LAFAYETTE NO TEATRO DO SESC POMPÉIA” não poderia ter sido mais oportuna. Foi lá que, recentemente, Nervoso se apresentou como baterista do projeto A Era Iluminada, à convite dos Autoramas, e se apaixonou pelo local. Não foi por menos: a arena é perfeita para abrigar a cenografia proposta para o espetáculo, totalmente voltada à concepção imaginativa do disco, em que madames anoréxicas alienígenas são flagradas num pasto psicodélico noturno, com céu de Van Gogh como pano de fundo”, diz Nervoso, com menção à capa desenvolvida pela artista pástica Raphaella Valladão. “ Essa estética cenográfica dançará conforme a música, ou seja, será um complemento à composição física dos músicos no palco.” Piano de cauda, quarteto de cordas e banda. É essa a combinação sonora proposta por Nervoso e o Calmantes para as duas noites de espetáculo. Com essa formação, o público pode esperar novos arranjos para músicas já conhecidas como, “Já Desmanchei Minha Relação”, “ O Percurso”, “O Bom Veneno”, entre outras, e já apreciar músicas novas, com a pegada do maestro Lafayette, desta vez, sem o órgão Hammond que o tornou famoso, mas envolto numa faceta provavelmente inédita em sua trajetória profissional nos palcos: a de pianista. É claro que, na presença de Lafayette, não poderá faltar um hit ou outro do Rei Roberto. É chegar para conferir! Na foto abaixo, Nervoso e os Calmantes no estúdio com quarteto de cordas.


Roteiro Básico (duração 01h15) BLOCO 01 piano+quarteto de cordas - Introdução com o tema “Antes” (The Alberto) banda entra – performance com quarteto e lafayette - Candidato a Amigo (banda+piano+quarteto de cordas) - O Grande Herói - A Canção do Vento (Bernardo Vilhena / Nervoso) - Universo Vocacional (Nervoso) - Kit-Homem (Nervoso) - Bom Veneno (Renato Martins / Nervoso) - Despertar (Benjão) Nervoso sem banda+Lafayette+Quarteto de Cordas - Minha Saudade (Bernardo Vilhena / Nervoso) BLOCO 02 (rock) - O Percurso -

Peça de Tabuleiro (Nervoso)


-

Não Quero Dar Explicação (Nervoso) O Mala (Nervoso) Maus Limites (Nervoso) Minha Tranqüilidade (Nervoso) Uma Simples Questão (Nina Becker / Nervoso)

BLOCO 03 – FIM (TODOS) - Já Desmanchei Minha Relação - Surpresas com Lafayette (a definir)



UMA NOITE COM NERVOSO E OS CALMANTES LAFAYETTE & QUARTETO DE CORDAS