Issuu on Google+


Bibliografia José Carlos Pereira Ary dos Santos GOIH (Lisboa, 07 de dezembro de 1937 — Lisboa, 18 de Janeiro de 1984) foi um poeta e declamador português .

Manuel Maria de Barbosa l'Hedois du Bocage (Setúbal, 15 de Setembro de 1765 – Lisboa, 21 de Dezembro de 1805) foi um poeta português e, possivelmente, o maior representante do arcadismo lusitano.


Eugénio de Andrade nasceu na freguesia de Póvoa de Atalaia (Fundão) em 19 de Janeiro de 1923. Fixou-se em Lisboa aos dez anos, com a mãe, que entretanto se separara do pai.

Emily Elizabeth Dickinson (Amherst, 10 de dezembro de 1830 - 15 de maio de 1886) foi uma poetisa americana, considerada moderna em vários aspectos da sua obra

Hippolyte Léon Denizard Rivail foi educador, autor e tradutor francês. Sob o pseudônimo de Allan Kardec, notabilizou-se como o codificador do Espiritismo, também denominado de Doutrina Espírita.

1


Procura «Procuro a ternura súbita, os olhos ou o sol por nascer do tamanho do mundo, o sangue que nenhuma espada viu, o ar onde a respiração é doce, um pássaro no bosque com a forma de um grito de alegria.»

2 EUGÉNIO DE ANDRADE


O

aaaaaa aaaaaaa

aaaaaaa

aaaaaaaa aaaaaaaa

aa aaa aaa

o

aaaaaaaaa aaaaaaaa aaaaaaaa

aaaaaaa

3


Poder «Deu-lhe alta dignidade, e rendas competentes, Poder de despachar os brutos pretendentes, De reprimir os maus, fazer aos bons justiça»

4 MANUEL MARIA


l

l

o l

l

l l l

o o U

5


Silêncio «Quando a ternura parece já do seu ofício fatigada, e o sono, a mais incerta barca, inda demora, quando azuis irrompem os teus olhos e procuram nos meus navegação segura, é que eu te falo das palavras desamparadas e desertas, pelo silêncio fascinadas.»

6 EUGÉNIO DE ANDRADE


l

L

L O O

O O O

7


Caridade «O verdadeiro homem de bem é aquele que pratica a lei de justiça,de amor e de caridade na sua maior pureza.»

8 ALLAN KARDEC


lc l

c

o

ll

ll

l ll l

9


Tristeza «Cantar como quem despe a ganga da tristeza e põe a nu a espádua da saudade chama que nasce e cresce e morre acesa em plena liberdade.»

10 ARY DOS SANTOS


O c

O O

11


Verdade «Diz toda a Verdade mas di-la tendenciosamente - O êxito está no Circuito É demasiado brilhante para o nosso enfermo Prazer A esplêndida surpresa da Verdade

12 EMILY DINCKINSON


l

A

13


Vitória «Nus e ensanguentados dançaremos a glória Dos nossos esponsais eternos com o estio E coroados de apupos teremos a vitória De nos rirmos do mundo num leito vazio.»

14 ARY DOS SANTOS


olll ll 1#

l

15


Ă?ndice


PROCURA........................................................2 PODER.............................................................4 SILÊNCIO.........................................................6 CARIDADE.......................................................8 TRISTEZA......................................................10 VERDADE......................................................12 VITÓRIA.........................................................14



O tempo