Page 1

reforma e construção

Banheiros Beleza que relaxa Reforma de volta para o futuro

Comercial sofisticação feminina Sustentável conforto sem agredir a natureza

Cobertura

de encher os olhos

DICAS informações para deixar sua casa mais bonita

reforma e construção


Editorial

reforma e construção

Dicas

Novos produtos que estão no mercado e truques práticos para renovar o seu jardim

Comercial

Espelhos bronze e policarbonato proporcionaram sofisticação à loja de roupas femininas

Vitrine

As faixas decorativas contam com diferentes motivos e acabamentos: ideais para personalizar cozinhas, banheiros e áreas de serviço

Apartamento

Em ponto privilegiado do litoral brasileiro, a cobertura passou por uma reforma que acentuou ainda mais sua beleza e conforto

Paisagismo

Projeto muda completamente o fundo de um terreno. A área era dominada por árvores doentes e velhas. Hoje, abriga um lindo jardim

Banheiro

O espaço evoluiu e passou a ter muito mais conforto e requinte. Agora, a sala de banho conta com novos tipos de acabamento, que ajudam a aumentar o apelo do espaço

Descanso

EXPEDIENTE

O sonho dos clientes era ter um espaço para se reunir com amigos e que possibilitasse meditar e apreciar a natureza

Projeto

O projeto principal apresentado nesta edição só aumenta aquela vontade que acomete milhares de brasileiros no final do ano: passar as férias na praia. A reforma realizada numa cobertura de frente para o mar proporcionou beleza, conforto e comodidade. A paisagem vista na área de lazer e o living são os pontos altos do projeto idealizado pela arquiteta Débora Aguiar. O leitor poderá conferir ainda outra reforma espetacular. As obras recuperaram um imóvel com mais de 30 anos de construção. O trabalho do arquiteto Leonardo Junqueira deu nova personalidade a casa, que ganhou estilo contemporâneo. Já o projeto da arquiteta Alessandra Pires prima pelos quesitos de sustentabilidade – uma grande preocupação mundial. Além de contar com sistema para captação de água de chuva, energia solar e pisos drenantes, a casa possui uma área de lazer com muito verde. Esta edição traz ainda matérias especiais sobre planejamento de reforma e construção, banheiros, faixas decorativas e piscinas.

Com vários itens de sustentabilidade, o imóvel se destaca por sua arquitetura clean e a beleza de sua área verde

Piscina

A área de lazer está passando por uma verdadeira revolução. São luzes e cores que dão mais vida à piscina e tornam o conjunto muito mais bonito

Boa leitura! João André de Moraes

Reforma

A antiga casa deu lugar a um imóvel com arquitetura contemporânea. As obras pouparam apenas o piso original da sala, paredes e telhado

DIREÇÃO EXECUTIVA: Evandro Rodrigues da Silva, Walter Rodrigues Moço Filho DIREÇÃO EDITORIAL: Glauco Piccirillo da Silva GERÊNCIA ADMINISTRATIVA: Adriane Azadinho COMERCIAL: Tiago Serpentino REDAÇÃO: João André de Moraes DIREÇÃO DE ARTE: Aline Souza JORNALISTA RESPONSÁVEL: João André de Moraes - MTB 23624 PRODUÇÃO GRÁFICA: Carlos Eduardo Oliveira e Igor Barreto ATENDIMENTO: Ana Carolina Rossetti ADMINISTRAÇÃO: Karina Cavicchia e Mônica Gonçalves IMPRESSÃO: Quatrocor Gráfica e Editora TIRAGEM: 80 mil exemplares. A CM&N não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos assinados, bem como pelas informações ou conteúdo dos anúncios publicados. A reprodução total ou parcial do conteúdo desta obra é expressamente proibida sem prévia autorização. Casamais é uma publicação bimestral da CM&N Central de Marketing e Negócios: (17) 3229-1940, casamais@centralcmn.com.br.


dicas Dê boas-vindas à Primavera

Scarlet também em home theater

Fonte: Incefra

Chegou a segunda geração da linha Scarlet de televisões e home theater, da LG. Os produtos contam com conexões sem fio - Bluetooth. As TVs em LDC possuem três opções de tamanho: 32, 42 e 47 polegadas. Já o Home Theater Scarlet II, versão com Blu-Ray, foi projetado para se harmonizar e segue o mesmo estilo das TVs da nova linha, tanto em tecnologia quanto em design. O produto oferece ainda LG Sound Gallery que, dentre outras funções, restaura arquivos MP3, entrada HDMI, compatibilidade com DivX e acesso direto ao YouTube.

Desenvolvido para obras rápidas

Uma nova opção de revestimento cerâmico chega ao mercado brasileiro para reduzir o tempo de aplicação. A linha possui tecnologia similar à utilizada em porcelanatos e massas claras e pode ser empregada sobre blocos, paredes de concreto leves, paredes de gesso e de PVC. Segundo o fabricante, a grande resistência ao lascamento e quebra durante o corte é obtida pelas grossas camadas de esmaltes e o maior tempo no processo de queima.

Para ter um jardim bonito na estação mais florida ainda este ano é preciso começar o trabalho rapidamente. A primeira coisa a fazer: preparar logo a terra do jardim e a que vai ser usada em vasos e sementeiras. Segundo o paisagista Gilberto Matter, algumas espécies, como as floríferas, possuem ciclo biológico de pequena duração. Passado esse período é preciso substituí-las por outras plantas da época. O Amor-Perfeito se encaixa perfeitamente nesse caso durante o inverno. “Pouco adianta substituir as mudas de uma determinada espécie no canteiro por outras cujo ciclo vital esteja pela metade”, comenta. Melhores resultados serão obtidos com mudas de flores que ainda estejam em botões. Para facilitar essa operação, Matter recomenda o seguinte roteiro para o preparo do canteiro: Retire todas as mudas com suas raízes. Revolva a terra, profundidade de 15 a 30 cm, quebrando os torrões e afofando o solo. Acrescente matéria orgânica e adubo mineral para o plantio, revolvendo o solo novamente para que os ingredientes se misturem. Faça um leve nivelamento. Plante novas mudas conforme espaçamento adequado às espécies, em média 30 cm. Use uma cobertura para proteger o canteiro, como casca de árvore ou cavaco de madeira. Por fim, regue bem. Ele lembra ainda ser necessário alimentar as plantas com adubo líquido, contendo nitrogênio, fósforo e potássio. “No entanto, se a planta estiver doente ou for recém-plantada, não a adube”. Durante a primavera e o verão alimente melhor a sua planta aplicando o adubo a cada 15 dias. Espécies com plena floração durante a Primavera: Agapanto (Agapanthus africanus), Alpínia (Alpinia purpurata), Boca de leão (Antirrhinum majus), Calceolária ou sapatinho de Vênus (Calceolariaherbeohybrida), Dama da noite (Cestrum nocturnum), Cravina (Dianthus chinensis), Centáurea ou escovinha (Centaurea cyanus), Lágrima de Cristo (Clerodendron thomsonae), Clívia (Clivia miniata), Estefânia (Cobaea scandens), Orquídea Dendróbio (Dendrobium densiflorum), Dedaleira (Digitalis purpurea), Lírio do amazonas (Eucharis grandiflora), Frésia (Freesia híbrida), Gardênia ou jasmim-do-cabo (Gardenia jasminoides), Gérbera ou margarida do Transval (Gerbera jamesonii), Hortênsia (Hydrangea macrophylla), Orquídea Laelia (Laelia purpurata) e Magnólia branca (Magnolia grandiflora).

CasaMais


Fonte: Golfem

dicas Incandescente

Fluorescente

60W

Compacta 15W

Vida da lâmpada

750h

8.000h

Preço da lâmpada*

R$ 1,00

R$ 8,00

Custo da energia gasta em 8.000h.(R$ 0,40)

R$ 192,00

R$ 60,00

Custo de lâmpadas substituídas em 8.000h

R$ 9,00

0

Custo total

R$ 202,00

R$ 68,00

Economia obtida durante a vida da lâmpada

-

R$ 134,00

No estilo da garotada

Uma boa pedida são os novos cadeados infantis para proteger malas e identificar bagagens. O grande diferencial da linha é ter personagens de desenhos animados atuais como tema, bem ao gosto da criançada: Pucca para as meninas e Ben 10 para os meninos. O produto pode ser usado também para trancar armários escolares, mochilas e diários.

* valores médios de mercado

Fluorescente proporciona maior economia

A redução no consumo de energia e a durabilidade superior são as grandes vantagens na utilização da lâmpada compacta fluorescente em comparação ao modelo incandescente. No final, a economia pode chegar a R$134,00. A fórmula para calcular esse desempenho leva em consideração o consumo dos produtos, funcionando ao mesmo tempo em horas (5 horas) e dias (30 dias) e considerando o valor do Kw/h a R$ 0,40.

Linhas orgânicas e retrô em alta

Alguns designers estão apostando na volta do predomínio de traços retos, mas com leve curvamento, para as peças dos banheiros. Tal tendência se aplica tanto a cubas como acessórios: saboneteiras, porta-escovas e outros tipos de potes para bancada. Os tons se mostram um pouco mais fortes, apesar do acabamento fosco. A ideia é trazer um pouco mais de vida e cor ao banheiro

Escoamento mais eficiente

Um novo modelo de ralos promete aumentar em 23% a capacidade de escoamento em relação aos produtos similares com design tradicional. Até o momento, a linha conta com duas versões de ralos retangulares, 10 ou 15 cm de largura e 50 cm de comprimento, e uma opção quadrada, com 20 cm de largura e 20 cm de comprimento. As peças são feitas em duralumínio e em aço inox antiferrugem, com 0,6 mm de espessura, para garantir maior resistência à oxidação e maresia. Fonte: Expambox

Fonte: R. Szpilman Design


capa

o paraíso existe Reforma em cobertura cria ambientes perfeitos para desfrutar os prazeres do verão e a linda paisagem do litoral brasileiro CasaMais

S

e já não bastasse a deslumbrante vista do mar, o apartamento recriado pela arquiteta Débora Aguiar ganhou beleza e sofisticação em cada espaço. O projeto, encomendado por um casal, conta com soluções práticas e ambientes que esbanjam bom gosto. Com três filhas adultas, os clientes têm o hábito de viajar muito e se reunir com parentes e amigos aos finais de semana e feriados prolongados para um bate-papo descontraído no espaço gourmet ou à beira da piscina. “Eles queriam algo que espelhasse

a atmosfera leve e tranqüila do litoral”, explica Débora. “Para a área externa a escolha recaiu em ambientes mais despojados para aproveitar o sol e apreciar horas agradáveis de lazer”. Os principais cuidados na execução da reforma se concentraram na escolha de materiais que suportassem melhor o clima agressivo da região. Além da atenção redobrada com acabamentos e impermeabilização, os itens utilizados na decoração também levaram em consideração os efeitos da


O living possui grandes janelas, que proporcionam iluminação natural e a possibilidade de vislumbrar de qualquer ponto não só o terraço e a piscina, mas também a paisagem. A decoração deu ênfase a elementos tropicais, como vasos, cadeiras, quadros, poltronas, lanternas e outros elementos em madeira ou fibra natural.

CasaMais


maresia. Tecidos e revestimentos mais resistentes deveriam não só embelezar e tornar mais aconchegante os ambientes, mas também proporcionar maior durabilidade. Dentro desse conceito, o porcelanato desempenhou papel fundamental e é encontrado em todas as dependências do apartamento. Os tons escolhidos do piso, predominantemente creme e bege, se harmonizaram perfeitamente ao estilo adotado na decoração, que possui muitos detalhes em branco e se vale das fibras naturais e sintéticas, bem como móveis em madeira, para criar um clima tropical, mas sempre com muito requinte. A utilização desse tipo de revestimento cerâmico permitiu ainda maior conforto térmico com espaços frescos durante o ano inteiro. “Até mesmo a pintura da parede foi pensada para deixar os ambientes mais arejados”, comenta. A seleção de cores de matiz neutra também leva o clima como orientador por proporcionar maior conforto visual. O apartamento conta com um luxuoso e amplo espaço central. Débora aproveitou a área para criar sala de jantar e living, que foi subdividido em sala de estar e home theater. Esses últimos ambi-

O home theater, apesar de pequeno, transborda conforto e graça. Instalado no mesmo espaço do living, ele conta com chaises que garantem toda a comodidade na hora de apreciar um filme. Já os abajures estrategicamente posicionados nas laterais permitem a iluminação necessária para uma boa leitura.

CasaMais


entes ganharam em muita beleza com o pé direito duplo, grande área envidraçada e uma estante que abriga quadros, vasos, lanternas e, criativamente, os aparelhos de ar condicionado. A iluminação suave é feita por leds e luzes embutidas nas sancas de gesso. Os quartos seguem a sobriedade das outras dependências do apartamento. Na suíte de casal, o destaque fica para um painel na cabeceira da cama de pastilha de osso. O guarda-roupa ocupa toda a parede e consegue economizar espaço, mas sem perder em beleza. No banheiro, o porcelanato bege faz uma bela composição com o granito natural polido crema marfil da bancada. Já a cuba de sobrepor de semiencaixe exige uma pequena área para sua instalação e empresta um ar moderno à decoração. Os painéis nas cabeceiras também

foram utilizados nos quartos das filhas do casal. Esse recurso cria uma atmosfera delicada muito comum ao universo feminino. Na maioria dos projetos, o grande destaque da área de lazer acaba recaindo sobre piscinas, cozinhas gourmet ou salões de jogos. Não foi o caso do trabalho desenvolvido por Débora Aguiar. A arquiteta não tentou roubar a atenção da atração principal: a natureza. Ao contrário, todas as intervenções tiveram como objetivo aumentar a facilidade para apreciar o calor, o ar puro e a vista da praia, sem a necessidade de colocar o pé na areia. O espaço passou por uma grande transformação. A piscina recebeu novo revestimento de pastilhas de vidro em tom azul, que acompanha a cor dos vidros do guarda-corpo e se harmoniza com a imensidão do mar na linha do horizonte. O piso escolhido em

Nos dormitórios domina a sobriedade da decoração com tons cremes. Além de tornar os ambientes muito bonitos, essas cores permitem maior conforto na hora do descanso. Os nichos e armários brancos ganham destaque e abrigam vários tipos de elementos decorativos.

CasaMais


porcelanato segue essa orientação natural e imita o padrão areia. Tal opção torna o cenário muito bonito, pois traz para esse ambiente todo o apelo da paisagem. Para completar, o conjunto conta com projeto paisagístico tropical e decoração com poltronas e espreguiçadeiras em fibra, móveis em madeira natural e outros detalhes envelhecidos. A comodidade para contemplar a vista é garantida pela proximidade do espaço gourmet e da cozinha. A churrasqueira passou por uma grande reforma, ganhando novos tampos e bordas. Bebidas e pratos podem ser apreciados confortavelmente ao abrigo do sol, mas sem perder as vantagens de se estar à beira-mar.

A área de lazer sofreu várias intervenções: ganhou novos revestimentos, como as pastilhas aplicadas na piscina e o mármore na bancada da churrasqueira. Para aguentar os rigores do clima da região, o piso escolhido foi o porcelanato por sua beleza de acabamento e alta resistência.

CasaMais


Projeto DĂŠbora Aguiar www.deboraaguiar.com.br

CasaMais


REFoRMa

Retrofit Projeto de mais de trinta anos ganha ares contemporâneos e muita personalidade. Com linhas bem definidas, o novo estilo adotado tornou a casa, além de bonita, mais prática na hora da manutenção e limpeza

CasaMais

ADEUS AOS ANOS 70

S

omente as pessoas que conheceram o antigo sobrado conseguem dimensionar sua transformação. Em apenas quatro meses foi possível não só reformar, mas dar nova vida ao imóvel. O principal desejo dos moradores era contar com mais conforto, facilidade para limpar e manter a casa e atualizar seu estilo arquitetônico datado dos anos 70. Para tanto, o projeto de autoria de Leonardo Junqueira promoveu uma série de alterações, que não se limitaram a bela fachada contemporânea criada para o imóvel. “O sobrado estava em péssimo estado e muitas intervenções foram necessárias”,

comenta. Por essa razão, houve grande preocupação em realizar todas as melhorias dentro de um custo viável. A distribuição interna recebeu mudanças para se tornar mais atual e abrigar quatro suítes, sendo uma máster, no pavimento superior. Para dar ideia da transformação, antes havia somente uma suíte e dois quartos. Hoje o jovem casal e seus três filhos, com oito, dez e treze anos, contam com a comodidade de repousarem em dormitórios separados. Com muito espaço, as meninas agora podem brincar e estudar com total privacidade. A delicadeza dos


Por estar situado numa área densamente povoada, o imóvel precisou ter seu sistema de segurança reforçado. Novos equipamentos eletrônicos foram instalados e um muro, com mais de dois metros de altura, erguido para dar maior tranqüilidade aos moradores.

O imóvel ganhou novas dependências, como suítes e escritório. Os banheiros receberam revestimento em porcelanato por possibilitar fácil manutenção, beleza e grande capacidade de se adequar aos mais variados estilos. A decoração dos quartos teve atenção redobrada e se enquadrou com perfeição ao gosto dos filhos do casal. Base

quarto de empregada

WC

garagem

lavabo

lavanderia

WC 2

escritório suíte 2

cozinha

escada

WC 1

suíte 3

escada

WC 3 área de lazer

living

suíte 4

Home TV WC 4

closet suíte 1

jardim

Pavimento Superior

CasaMais


ambientes especialmente criados para elas pode ser notada nos nichos, que acolhem brinquedos e sonhos, estantes e escrivaninhas. Há um predomínio das cores rosa suave e branco nos quartos, tornando-os bem femininos. Já o pré-adolescente tem uma decoração mais sóbria, mais condizente com sua idade e seu gosto por futebol, miniaturas e brinquedos de radiocontrole. O melhor posicionamento dos ambientes no andar térreo permitiu a criação de um home na parte frontal da casa. A antiga sala de estar foi ampliada e deu lugar a um living, dividido em estar e jantar. O piso original com padronagem singular estava em boas condições, por isso passou por um processo de recuperação e agora reveste quase todos os espaços. O desenho da escada que dá acesso aos dormitórios também não recebeu alteração, bem como sua estrutura. No entanto, houve a

necessidade de trocar o corrimão e o piso. A escolha recaiu sobre o travertino romano. As áreas úmidas também ganharam novos revestimentos. O porcelanato fosco se mostra muito bonito, possui grande resistência e é muito fácil de limpar. O banheiro da suíte máster ficou muito mais requintado com o acabamento em madeira de demolição em uma de suas paredes. Já os demais receberam detalhes em vidrotil, que formam belos mosaicos nos boxes. Para combinar com o novo estilo, louças e metais seguiram a tendência de design clean. As cubas de sobrepor combinaram perfeitamente com o tampo em travertino. Na cozinha, a escolha recaiu sobre o branco – aposta segura para azulejos e móveis. O antigo padrão xadrez do piso deu lugar a um belíssimo porcelanato bege. Todo o sistema elétrico e hidráulico foi trocado e novos itens de

Sem espaço suficiente para uma ampla área de lazer, a alternativa foi criar um pequeno ambiente que engloba churrasqueira e minissala de exercícios. A diversão para os finais de semana é garantida pelo home theater – acomodado na parte frontal da casa.

CasaMais


Amplas esquadrias de alumínio garantem luminosidade natural durante o dia inteiro. Sem contar o impacto positivo na conta de energia elétrica, esse recurso tornou os ambientes mais claros e bonitos por proporcionarem maior sentido de espaço. O acabamento escolhido, pintura branca, se harmoniza com o estilo escolhido para a casa.

Projeto Leonardo Junqueira contato@leonardojunqueira.com.br

antes

segurança incorporados ao sobrado. Outro destaque do projeto é o aproveitamento da luz natural em todos os ambientes com a substituição das esquadrias por modelos em alumínio mais modernos. “São de fácil manutenção e baixo custo”, explica Leonardo. “Por se tratar de perfis com pintura branca a pó, o material se encaixou perfeitamente no conceito contemporâneo, limpo, tornando fácil sua harmonização com os outros materiais especificados”. O telhado também recebeu atenção especial, pois não podia ser alterado profundamente. A troca da estrutura inviabilizaria a reforma do imóvel.


Luz, cor... Prazer!

TEndÊncia

As piscinas ganharam vida com os novos recursos disponíveis. A ideia é sair do lugar comum e deixar a área de lazer muito mais arrojada com padrões, saídas de água e iluminação, que proporcionam grande variedade de efeitos visuais CasaMais

O emprego de fibras óticas em cascatas, decks e piscinas valoriza o espaço. O material tem como principais destaques o baixo consumo elétrico e a não emissão de calor. Além disso, sua grande aplicabilidade possibilita a concepção de diferentes projetos para a área de lazer.

Foto: Sibrape

Fotos: Fasa

O

fundo azul, o deck em madeira e as luzes laterais são coisas do passado. Hoje, as piscinas contam com uma série de itens para torná-las verdadeiros espetáculos. Essa mudança começa com a padronagem escolhida que pode ter grande variedade de cores - verde, amarela, laranja - e de grafismo – quadrados, pontilhados, mosaicos e desenhos, que são feitos a partir do vinil, azulejos ou pastilhas, dependendo do revestimento adotado. À noite também é possível mudar a cor da piscina por meio de luzes. Equipamentos especiais permitem a alternância de tons e criam um verdadeiro show na água. O sistema é feito a partir dos já conhecidos leds, mas pode ganhar muito mais charme com o emprego de fibras óticas. Esse material também vem sendo utilizado em cascatas e pisos de deck produzindo efeitos incríveis, como o chão de estrelas.

Ficou mais fácil fugir do padrão azul mar tão exaustivamente empregado. Os novos acabamentos permitem utilizar várias cores e tipos de grafismos. Dessa forma, ganha-se muito mais liberdade para criar e adequar a piscina ao estilo arquitetônico da casa.


painel Fontes: Gyotoku e Porto Ferreira

Um toque todo especial na decoração C

om grande variedade de tamanhos, cores e combinações, os listelos ou faixas decorativas conseguem atender todos os tipos de estilos. O acabamento pode variar desde os mais simples, com relevos sutis, até peças que empregam ouro e platina em sua fabricação. Tamanha diversidade pode dificultar na hora de definir a melhor opção. Nesses momentos, o melhor é seguir a orientação de um especialista e levar em consideração alguns pontos importantes, mas antes de tudo, lembrar que a escolha deve refletir o gosto pessoal, mas sem entrar em desacordo com os demais itens decorativos do ambiente. A gerente de especificação da Cerâmica Gyotoku, arquiteta Thais Pasko, adverte que é preciso preferir modelos de desenhos ligados ao espaço, como frutas ou objetos culinários para uma cozinha, por exemplo. “Ainda é possível escolher desenhos geométricos ou abstratos, desde que combinem com as cores da decoração”, ressalta. Entretanto, é preciso ter atenção para não exagerar no tamanho dos desenhos

ou no número de peças, pois, caso contrário, o resultado pode tornar o ambiente visualmente cansativo. Depois de definido o estilo, cores e tamanho, a atenção deve recair sobre o alinhamento entre as juntas do revestimento e da faixa. A utilização de marcas diferentes pode acarretar problemas na hora da instalação. O recomendado é escolher produtos do mesmo fabricante ou modelos universais, que como tem acabamento triangular ou redondo, não precisam se alinhar com o revestimento de parede. Além disso, essa opção oferece diversos desenhos e cores para combinar com qualquer tipo de ambiente. O gerente de Marketing da Porto Ferreira, Sérgio Formícola, faz outra recomendação com relação à manutenção. Faixas com detalhes em ouro ou platina são peças delicadas e estão sujeitas a riscos, por isso deve-se evitar o uso de produtos abrasivos que possam riscar o acabamento. Para a limpeza, basta o uso de uma esponja macia com água e sabão neutro. Não se deve usar palha de aço ou o lado áspero das esponjas.

As pastilhas de vidro combinam com vários tipos de revestimentos, dão um apelo sofisticado e permitem grande número de combinações, inclusive o degradê. Além disso, podem ser usados livremente em cozinhas, banheiros, lavabos e áreas de serviço.

A preferência continua recaindo nos motivos com frutas, legumes e aparelhos culinários. As cores alegres e vibrantes são algo muito comum dentro desse padrão. No entanto, recomenda-se cuidado na hora da escolha como forma de evitar exageros. CasaMais


laZER O projeto prima pelo conforto e beleza. As cores e acabamentos proporcionam uma atmosfera aconchegante que só aumenta a harmonia com a natureza. A combinação pedra, madeira, fibras e o tom terracota foi a escolha certa, pois consegue efeito calmante nas retinas cansadas pela vida atribulada nas grandes cidades.

Para os olhos e para a alma Sem deixar de lado os almoços e jantares com amigos e parentes nos finais de semana, o espaço de lazer foi concebido para proporcionar todo o prazer de meditar e contemplar a Natureza

CasaMais

A

r puro, muito verde, paz... A belíssima paisagem ao redor da casa foi a inspiração que deu os contornos gerais ao projeto elaborado pelo arquiteto Luiz Maganhoto e o designer Daniel Casagrande. A ideia inicial era ampliar a área externa e adicionar um deck com spa, gazebo e varanda. Além disso, havia o desejo de realizar uma redistribuição interna da sala de jantar e alterações nas espécies de plantas no entorno do imóvel. Os clientes, um jovem casal com filha pequena, recepcionam amigos em jantares e festas especiais na fazenda com 2.500 alqueires. A casa, com 600m² de área, é utilizada aos finais de semana, durante o inverno e parte do verão. “O corre-corre diário, os desgastes físico e emocional, tem feito com que as pessoas procurem um refugio, um local de contemplação para descanso e reflexão”, explica Maganhoto.


A concepção do deck, que abriga a área para apreciar a paisagem, causou as maiores dificuldades para a execução do projeto. Isso porque o espaço necessitava acolher um bom número de convidados com certa frequência. Casagrande comenta que o estilo adotado na decoração segue “a linha contemporânea aplicada à vida no campo, com pinceladas pela etnia oriental pontuada pelos tecidos estampados e vermelhos e esculturas balinesas”. As paredes externas, cor terracota, foram mantidas, pois conseguiram se harmonizar ao espírito pretendido ao espaço. Esse tom transmite aconchego e calor para os dias com temperaturas mais baixas e durante o inverno. A preferência do mobiliário recaiu sobre as peças compostas por fibras sintéticas e naturais com madeira. Boa parte das esculturas presentes no ambiente já eram de propriedade do casal e se encaixaram perfeitamente ao estilo.

A natureza pode ser apreciada em qualquer época do ano. Nos dias mais frios, ao abrigo da varanda com proteção de vidro; nos frescos, a preferência recai sobre o spa ou gazebo; já no verão, a opção mais adequada é a piscina, que se mantém a uma boa distância dos outros equipamentos do espaço.

Projeto Luiz Maganhoto e Daniel Casagrande contato@maganhoto.arq.br casagrande@maganhoto.arq.br

CasaMais


sUsTEnTÁVEl

De bem com a

Os vários itens amigáveis ao meio ambiente só aumentaram o apelo do projeto residencial. A preocupação em aproveitar a iluminação natural, por exemplo, proporcionou um arquitetura limpa, clara e com grande sentido de espaço CasaMais

Natureza U

ma preocupação cada vez mais comum é a utilização de materiais e sistemas que sejam menos agressivos à natureza e tenham responsabilidade social. A linda casa projetada pela arquiteta Alessandra Pires com 740m² segue tais orientações e proporciona a seus moradores todo o conforto da vida moderna. O imóvel de linhas retas se destaca pela arquitetura clean e horizontalidade. Somente a sala de estar conta com pé-direito alto para se beneficiar da claridade e verticaliza minimamente a construção. A casa no terreno forma um “L”, tendo a área

de lazer ao centro, o que permite visão completa da piscina com 60m², jardins e da mata ao redor em qualquer ambiente visitado. Essa disposição facilitou ainda a integração entre as salas de estar e de jantar, varanda e cozinha, que ficam em sentido contínuo e são separadas apenas por portas de correr. Para aumentar o apelo natural da casa, vários detalhes foram construídos em pedra mineira filetada, como o revestimento da lareira do home theater e do corredor que liga o home à sala de jantar e termina ao lado da churrasqueira.


Da varanda da casa é possível visualizar toda a beleza da natureza ao redor e descarregar todo o estresse acumulado durante uma semana de trabalho. Além das montanhas que cercam a região, existem no terreno árvores frutíferas plantadas ao fundo e três imponentes palmeiras (Washingtonia sp).

CasaMais


Aproveitar a luz natural foi uma das principais preocupações do projeto. Os quartos e a área de lazer são banhados pelos suaves raios de sol da manha. Ao entardecer, as linhas retas da casa ganham novo apelo. A iluminação artificial destaca a ampla varanda e a beleza das pastilhas em tons de azul e do deck de ipê da piscina.

Esse material se harmonizou com o branco das paredes e a madeira utilizada em profusão em móveis, piso e, inclusive, na fachada e no deck da piscina. A decoração acompanhou essa linha e se mantém discreta por toda a residência. No entanto, são os princípios de sustentabilidade e de responsabilidade social que dão um toque diferenciado ao projeto. Essa preocupação começou a ser levada em consideração antes mesmo do início dos trabalhos, com o planejamento para utilizar mão de obra da região, o que minimizou os gastos de energia com deslocamentos e capacitou os profissionais locais. Outro cuidado tomado foi com os resíduos produzidos no canteiro de obras. A elaboração de um sistema de coleta para posterior encaminhamento à reciclagem do condomínio resolveu a questão e permitiu a reutilização do material descartado. Para economizar o consumo de água, o imóvel emprega cisterna CasaMais


A sala de jantar e o home theater são separados por um corredor, que conta numa de suas laterais com revestimento em pedra mineira filetada. A decoração do conjunto aposta numa atmosfera mais clean, justificada pelo estilo arquitetônico e materiais construtivos utilizados no imóvel. O acabamento em madeira aquece e proporciona um sentido de conforto aos ambientes.

Na cozinha, como nos outros espaços da casa, segue a preferência por paredes brancas e móveis com acabamento em madeira. Essa predominância só é quebrada pelo piso com revestimento cerâmico em tom escuro e o prateado dos eletrodomésticos. O espaço está estrategicamente posicionado próximo à área de lazer, o que garante facilidade na hora de recepcionar os convidados.

de captação de água de chuva, que é utilizada para a rega do jardim e lavagem das áreas externas, sem consumo de energia para bombeamento, nem filtragem. A redução nos gastos também é feita nos banheiros e lavabos com o uso de descargas com caixa acoplada e eco-válvula, que possui dois tipos de acionamento, dois e quatro litros. O sistema híbrido de aquecimento central, sendo a energia solar a principal matriz, permite redução na conta da luz. A iluminação natural também contribui para essa economia. Grandes janelas, empregadas principalmente próximas à área de lazer, proporcionam muita claridade durante boa parte do dia. Outros artifícios utilizados foram: abertura zenital, protegida por vidro, no teto da sala de jantar; espaço envidraçado na sala de jantar acima das portas, com proteção de quebra-luz; e domus no closet. O imóvel emprega também telhas termoacústicas, pisos drenantes para aumento da permeabilidade, tintas a base de água e madeira certificada. O terreno com 2.400 m² abriga ainda árvores frutíferas para atração de pássaros e horta de temperos e chás.

Projeto Alessandra Pires www.a1arquitetura.com.br

CasaMais


coMERcial A falta de espaço não impediu a criação de um projeto que esbanja em sofisticação. Localizada num dos shoppings mais caros do País, a loja de roupas femininas de grife recebeu acabamentos brilhantes e dourados, que proporcionaram um efeito luxuoso à decoração

Requinte e

beleza

no ponto

Houve muito cuidado com a iluminação em razão dos materiais escolhidos. Os tons do espelho bronze e do revestimento das paredes fizeram com que os ambientes ficassem um pouco escuros. Esse obstáculo foi ultrapassado com a combinação de vários modelos de lâmpadas para dar destaque aos produtos, mas com uma distribuição uniforme de luz quente por toda a loja. CasaMais


A cliente fez poucas exigências na elaboração do projeto. A principal foi a criação de três provadores confortáveis com a possibilidade de ampliação. Regina solucionou o problema e reservou espaço na antessala para um possível quarto provador. Dessa forma, caso seja necessário, a loja poderá aumentar sua capacidade de atendimento sem muitas dificuldades. Limitar o trabalho à metragem diminuta disponível foi o grande desafio da arquiteta Regina Adorno no projeto elaborado para uma rede lojas de roupas. Os 50 m² de área precisavam conter, além do espaço destinado à exposição de produtos, três provadores e uma antessala. Como a marca se destina a consumidoras de alto padrão, o ponto de venda necessitava proporcionar muito conforto – uma das exigências da cliente. Para solucionar esse problema, as araras tiveram de ser melhor aproveitadas e posicionadas nas laterais, o que facilitou a circulação e abriu espaço para mesa expositora e módulo ao centro, que abrigam os lançamentos, itens em promoção e dão destaque a produtos diferenciados. Nichos para bolsas – uma verdadeira paixão das mulheres – ficam a altura dos olhos. O balcão do caixa recebeu expositor para relógios e bijuterias. Além de incentivar uma última olhada nas peças, tal disposição permite que os funcionários mantenham atenção aos produtos mais caros.

Para aumentar o apelo feminino na decoração, Regina decidiu utilizar muito dourado e brilho. Tal critério começou com a própria fachada e se espalhou por todas as dependências da loja. “O estilo é contemporâneo, mas tomei cuidado para não criar uma atmosfera fria”, comenta. Esse objetivo foi alcançado lançando mão de espelhos bronze, que dão requinte e sensação de amplitude, mas, ao contrário do padrão prateado, escurecem um pouco os ambientes. Dessa forma, a iluminação teve de ser cuidadosamente planejada com spots simulando uma cor quente em determinados pontos. As paredes foram revestidas com policarbonato. A loja conta ainda com duas poltronas e uma pequena mesa de centro. Esse espaço de espera foi especialmente criado para maridos e namorados. Nos fundos, foi instalada uma copa para fazer café para os clientes. Já o mezanino abriga o estoque e uma minioficina para passar a roupa e fazer pequenos reparos nas peças.

Projeto Regina Adorno projetos@reginaadorno.arq.br

CasaMais


paisaGisMo

O desejo era contar com um espaço para andar de motocicleta e com os filhos, que permitisse o contato com a natureza e uma maior integração da família. O sonho foi plenamente alcançado e ganhou ares de requinte com a instalação de três cascatas e quatro lagos

Projeto para passear e

sonhar

O local mais bonito do projeto é o que abriga as plantas predominantemente tropicais, lagoas e cascatas. À noite o espaço ganha maior apelo com a iluminação especial criada para dar maior destaque para a queda d’água e às pedras que compõem o conjunto. No entanto, essa não é a única atração: a área conta ainda com pergolados, quiosque, campo de futebol e piscina.

CasaMais


Para resolver o desnivelamento foi preciso fazer um aterro com a utilização de 60 caminhões de terra. A área de 10 mil m² ocupa todo o fundo do terreno, o que garante privacidade e segurança à família e maior liberdade para as crianças brincarem.

S

obrou pouco da aparência do antigo terreno desnivelado de 10 mil m². As árvores velhas e doentes deram lugar a novas espécies e a área irregular ficou apenas com um leve declive com a substancial ajuda de 60 caminhões de terra. O projeto do paisagista Nil de Souza buscou atender um antigo sonho de um casal jovem com filhos pequenos: um amplo jardim para passeios. O proprietário do imóvel, fanático por motociclismo, possui um modelo Harley-Davidson e tinha como

desejo a criação de um caminho para curtir sua moto. “Essa foi uma das razões para a escolha do piso de concreto estampado”, explica. “O formato das vias também levaram em consideração essa exigência”. Os grandes destaques do jardim são as três cascatas e os quatro lagos artificiais. O fornecimento é garantido por uma bomba que puxa água de um poço no terreno. Já as cascatas foram formadas a partir de pedra caverna – material muito comum na região. Nessa área a preferência

recaiu sobre espécies tropicais, como palmeiras rabo de raposa, patas de elefante e ixoras. Já o centro do jardim recebeu predominantemente plantas de topiaria, como tuias e buxinhos. Essa divisão foi um dos pedidos iniciais dos clientes. O projeto conta ainda com pergolados e quiosque de piaçava, que são apreciados em passeios com a família aos finais de semana. Além de limpar o terreno e criar o projeto paisagístico, Souza foi responsável ainda pela instalação da piscina.

Projeto Nil de Souza newgarden@brturbo.com.br

CasaMais


Especial

Planejamento começa pela

compra Os primeiros passos para se evitar surpresas na reforma são estabelecer um programa de trabalho e verificar se vale a pena investir na casa escolhida. Além disso, a ajuda de profissionais experientes e com referências sempre garante melhores resultados CasaMais

O barato pode sair caro, por isso é preciso analisar a técnica e a ética do profissional que está sendo contratado. Muitas vezes, o preço mais em conta esconde apenas uma estratégia para ganhar a concorrência. Vale a pena gastar um pouco mais de tempo e verificar não só o resultado, mas também o relacionamento do trabalhador com seus antigos clientes.


D

izem que alguns fantasmas assombram a reforma e a construção de imóveis. O mais famoso dessas entidades do além é o “já que” ou Jacques para os mais íntimos. Ele aparece geralmente na boca de pedreiros e aplicadores em determinada fase da obra e vem acompanhado da seguinte frase: “Já que vai mexer, porque o senhor não aproveita para fazer isso aqui”. Para o engenheiro Civil Paulo Vieira, tal fato só ocorre em função do trabalho não ter sido organizado desde o seu início: “O ‘já que’ é filho da

Com a ajuda de pessoal experiente é possível evitar pequenos erros, como subestimar a necessidade de água e energia para casa. Esse cuidado evita que, passado pouco tempo, o morador precise instalar extensões por não prever a compra de um microcomputador para os filhos ou que seja surpreendido com a falta de energia por sobrecarregar o sistema.

falta de planejamento”, adverte. “É preciso providenciar um projeto antes de qualquer coisa”. Em sua opinião, o profissional experiente está capacitado a estimar com boa precisão o investimento necessário e o tempo para execução da obra. Até mesmo o gasto suplementar ocorre em função do “Jacques”. Isso acontece por causa do retrabalho – no meio da execução de uma tarefa é descoberta a necessidade de se fazer algo não planejado. “Essas situações são resolvidas facilmente antes no papel”, comenta.

Ele afirma ainda que o projeto se mostra muito importante na hora de cotar fornecedores, pois existe uma base segura e bem definida para orçar. Isso vale para todos os pontos: estrutura, hidráulica, elétrica, acabamento, etc. Logicamente, o tamanho do trabalho influenciará na complexidade dos detalhes. No entanto, esses conceitos básicos precisam ser levados em consideração tanto em pequenas como grandes obras. A vantagem de ter tudo organizado também vale na aprovação do projeto no poder público. Dependendo da reforma é preciso entrar em contato com a prefeitura municipal, bem como com companhias de fornecimento de energia, água e esgoto. “Isso ocorre quando há mudanças na entrada e saída da rede, por exemplo”. Para a arquiteta Ornella Lenci, o planejamento deve começar ao escolher o imóvel que vai receber a reforma: “Verifica-se a necessidade de demolir ou não, a infraestrutura da casa, aquecimento, a demanda elétrica, etc.”. Ou seja, todos os detalhes serão levantados e revistos. Ela comenta ainda ser muito importante o cliente conversar com os profissionais contratados e dar uma idéia dos recursos disponíveis para a obra. De posse dessas informações será possível contar com um menor número de surpresas, principalmente em relação a imóveis mais antigos, e priorizar tarefas. “O que não pode é depois de alguns meses puxar uma caneleta por causa duma tomada imprevista”, adverte. “É preciso imaginar a casa como um todo em seu uso e o que vai ser utilizado em cada cômodo, inclusive eletrodomésticos não comprados”. Para evitar sobressaltos, Ornella recomenda ainda prever uma reserva de 10% a 15% para gastos suplementares. Isso porque existe sempre a possibilidade de uma área estar infestada por cupins ou sofrer com infiltrações.

CasaMais


Sala de Banho O banheiro se transformou num dos espaços mais requintados da casa. Agora ele pode abrigar, além dos equipamentos tradicionais, banheiras luxuosas, TV de LCD, aparelhos de som, plantas, novos acabamentos e até obras de arte. O limite para criação se tornou a imaginação do arquiteto ou o gosto do cliente

Bendito descanso CasaMais


Os antigos gabinetes ainda sobrevivem, mas é possível ver na parte debaixo de inúmeras bancadas esse espaço dar lugar a jardins e nichos com flores. Prateleira simples também é outra opção muito comum, assim como armários móveis, que podem ser deslocados pelo ambiente conforme a necessidade do morador.

Considerado no passado o patinho feio de qualquer apartamento ou casa, o banheiro ganhou ares mais nobres e disputa com outros ambientes a primazia de ser o mais bonito e confortável. Se antes esse espaço desempenhava funções básicas como o banho, hoje concentra inúmeros itens para torná-lo a opção perfeita para descansar e relaxar. Mas não é só isso, houve uma mudança de concepção em relação a este espaço. “Antigamente, por exemplo, os revestimentos se limitavam ir do chão ao teto. Tudo muito comportado; não tinha inovação”, comenta o arquiteto Aquiles Kilaris. “Agora é possível trabalhar com vários tipos de materiais, como pastilhas, texturas e até mesmo madeira ou papel na área seca”. Tal liberdade permite maiores voos, personalização e integração com a decoração das outras dependências e o estilo arquitetônico do imóvel. Mesmo nos casos da preferência recair sobre uma atmosfera mais clássica, há grande diferença dos ambientes

criados no passado. Nem mesmo a presença do bidê e de metais dourados, impede algo inusitado, como a aplicação de um desenho numa das paredes. Kilaris explica que os banheiros evoluíram muito e abrigam telas de LCD e quadros. Dentro desse novo cenário, a iluminação desempenha papel importante. Se antes os pontos de luz eram empregados apenas em alguns locais – área central e bancada, agora existem várias opções, com a utilização de sancas e spots, bem como lâmpadas especiais. “As luzes criam efeitos na banhei-

CasaMais


ra, como um tom azulado à água, ou dão a ilusão da pele ser levemente queimada”. Isso sem contar, modelos de chuveiro que fazem cromoterapia durante o banho. Os metais também deixaram de ser apenas mecanismos para abertura e fechamento e contam com função decorativa, com duchas embutidas e torneiras simulando esculturas. Coleções são lançadas todos os anos de louças e metais em grandes feiras num conceito muito similar ao utilizado no mundo da moda. As bancadas ganharam novas combinações em razão das cubas de encaixar e de sobrepor, que permitem, além de espaço suplementar, o uso de materiais diferentes, como vidro e acrílico.

Já os gabinetes dispostos embaixo da pia perderam a função básica de guardar. “É possível ter nichos ou abrigar um baú que não fica à mostra”, comenta Aquiles. Até mesmo a Natureza vem conquistando terreno. Em muitos ambientes podem ser vistos pequenos jardins nas salas de banho e flores ou arranjos posicionados em cima da bancada ou em nichos especiais. Para manter um pouco da privacidade e higiene, alguns banheiros de suítes passaram a contar com áreas próprias para cada cônjuge. Os equipamentos sanitários, com vaso e pia, são separados. Somente o boxe e a banheira permanecem sendo utilizados em conjunto pelo casal.

Uma grande mudança ocorreu com as novas versões disponíveis de cubas de sobrepor. O modelo ganhou a preferência dos arquitetos em função de seu bonito desenho e por aproveitar melhor o espaço da bancada. Agora é possível abrigar acessórios e até plantas sem abrir mão da praticidade.

Projetos Aquiles Nicolas Kilaris www.arquitetoaquiles.com.br

CasaMais


Revista Casa Mais 05  

Edição 05 da Revista Casa Mais

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you