Page 8

BAtE-pApo

Atriz do Zorra Total abre sua vida para o Guia da Família

Fotos: Marleide Moraes e Ricardo Leal

Matéria SincEr rAMAlHO

Recife ficou muito pequena para essa atriz que tinha o Brasil inteiro para conquistar. Fabiana Karla, que interpreta a Dilmaquinista no programa Zorra Total, da Rede Globo, sentiu a necessidade de se mudar para o Rio de Janeiro porque percebeu que é no eixo Rio-São Paulo que tudo acontece. Moradora da Barra da Tijuca, a atriz incorpora sua personagem Gislai-

ne quando perguntada sobre seu dia a dia: “Rotina?! Isso não me pertence mais (risos). Tento fazer academia e algumas pesquisas e projetos nos momentos em que não estou gravando, pois sou muito inquieta”, explica ela, que se desdobra entre viagens para gravação de comerciais e eventos, e idas constantes a Recife para visitar seus três filhos adolescentes, além de conferir o andamento de seu mais novo salão especializado em unhas. “É uma vida corrida, mas acho que sempre pedi isso a Deus porque tenho medo da mesmice”, confessa a atriz.

Fabiana Karla e suas outras faces

Apesar de nunca ter planejado ser comediante, Fabiana percebeu bem cedo que tinha o dom para a coisa. Aos 16 anos descobriu que conseguia fazer centenas de pessoas rirem com facilidade. A origem nordestina parece ter contribuído com a sua carreira, afinal, grandes artis-

EsTar EM COnTaTO COM Os FÃs É MaraViLHOsO. ELEs ME insPiraM.

tas do humor brasileiro surgiram lá e a sua família é daquele tipo que conta uma história triste com graça. “Quando meus irmãos abrem a boca eu fico no chinelo. Mas é tudo bem espontâneo; eles não tentam fazer graça, não”, comenta Fabiana.

Os bordões da vida Quase 20 redatores são encarregados de criarem os famosos bordões de Zorra Total, inclusive aqueles que Gislaine, Drª Lorca e Dona Lucicreide (personagens de Fabiana Karla) soltaram durante anos na telinha. A atriz conta que quase todas as personagens já chegam prontas e ela apenas coloca o seu “tempero”. Já Lucicreide foi criação dela própria, o que acabou lhe ren-

dendo o prêmio de melhor atriz em um festival de Recife. Mas a carreira de Fabiana não se limita ao humor. Sua estreia na TV foi em grande estilo, interpretando a Célia, criação de Manoel Carlos para a novela “Mulheres Apaixonadas”. Além disso, a humorista fez a peça “Gorda”, onde precisou mostrar seu outro lado como artista: o drama.

isso pode Com 95 quilos, 18 a menos do que pesava antes da cirurgia, Fabiana Karla precisou entrar na faca porque seu peso estava atrapalhando a carreira. “Fiz uma peça onde subia e descia uns andaimes e percebi que estava comprometendo meu desempenho”, esclarece ela, que trocou o manequim 54 pelo 46. A atriz conta que como todo mortal teve medo de operar, mas tomou a decisão para prevenir diabetes e pressão alta. Hoje, Fabiana tem um anel no intestino, o que faz os alimentos serem menos absorvidos pelo organismo e, com isso, desprezados mais rapidamente. Água? Como diria sua personagem Drª Lorca: “Isso pode”. Por indicação pós-cirurgia, Fabiana precisa beber bastante deste líquido durante as refeições, além disso, seu paladar mudou

15

muito, reduzindo sua obsessão por doces e pães. “Sempre fui gordinha, mas meu pai vivia dizendo que eu era linda e isso é importante para elevar a auto-estima”, explica. A alegria desta atriz da Globo é tanta que seus projetos não param. Para 2012, ela espera lançar seu livro infantil e seguir com seu quadro “Giro Domingão”, no programa “Domingão do Faustão”, além de, claro, continuar pilotando o “Metrô Zorra Brasil” para alegrar seu público. “Estar em contato com os fãs é maravilhoso! Eles me inspiram”, finaliza a comediante.

Guia RIOPAE nº 9  

RIOPAE guia de benefícios

Advertisement