Page 1


Sumário NOVIDADES

2

SÉRIES NACIONAIS

4

SÉRIES BRITÂNICAS

5

WEBSÉRIES

6

BANCO DE SÉRIES

8

FRIENDS

10

DRAMA

16

CRIMINAIS

18

FANTASIA

20

SOBRENATURAIS

22

SITCOMS

24

REALITY SHOWS

26

+ DE 10 TEMPORADAS

27

DESPEDIDAS

28 3


Sumário NOVIDADES

2

SÉRIES NACIONAIS

4

SÉRIES BRITÂNICAS

5

WEBSÉRIES

6

BANCO DE SÉRIES

8

FRIENDS

10

DRAMA

16

CRIMINAIS

18

FANTASIA

20

SOBRENATURAIS

22

SITCOMS

24

REALITY SHOWS

26

+ DE 10 TEMPORADAS

27

DESPEDIDAS

28 3


Aos seis anos, Mary torna-se rainha da Escócia e tem um casamento arranjado com Francis, príncipe da França, para unir os dois países em uma aliança. Reign se inicia quando Mary, crescida, vai viver com a realeza francesa. Contrariando a ideia de que casamentos arranjados são infelizes, Mary se apaixona por Francis, mas tem que lidar com o irmão dele, filho bastardo do rei, que mostra interesse por ela. Como uma verdadeira rainha, porém, Mary luta para colocar o país à frente de seus interesses pessoais, enquanto lida com as traições e segredos da corte. A série mistura história, romance e drama; discute a política da época e cria situações plausíveis e envolventes, formando um sucesso que caminha para sua segunda temporada.

Novidades Quando já não suportamos mais acompanhar as mesmas histórias há várias temporadas, é bom adotar séries novas. Viciar-se em uma série é um sofrimento que aguentamos e, pior, procuramos; por isso, separamos uma lista de potenciais sucessos que acabaram de sair do forno - ainda não ultrapassaram sua primeira temporada - e que provaram merecer um lugar fixo nas telinhas (e na sua lista particular). Seguindo a febre de distopias literárias, The 100 baseia-se no livro homônimo para criar a série do canal CW. Há 98 anos, os poucos sobreviventes da guerra nuclear que devastou o planeta vivem em um satélite, esperando que a Terra seja segura para civilização novamente. Quando um problema no oxigênio alarma o conselho e exige menos pessoas na nave, a solução encontrada é enviar 100 prisioneiros jovens para “testar” a situação do planeta. Os 100, porém, têm que aprender a sobreviver num mundo devastado sem a ajuda da nave, e a lidar com as crises de anarquia e caos geradas quando chegam ao chão. Isso sem contar com outro pequeno problema: existem humanos sobreviventes selvagens, que pretendem travar uma guerra com os novos habitantes da Terra. Sucesso de público em pouquíssimo tempo de exibição, a adaptação deu muito certo e promete permanecer na TV por um bom tempo. Pegue personagens fortes, recorrentes em uma série de sucesso, e crie uma nova trama que englobe seres sobrenaturais de todos os tipos: está pronta a receita de The Originals, spin-off de The Vampire Diaries. A família de vampiros originais - Klaus, Rebekah e Elijah, os primeiros vampiros da Terra - muda-se para Nova Orleans, cidade que ajudaram a construir e que dominaram por um tempo, mas que agora encontra-se governada por Marcell, um vampiro que Klaus criou. Klaus, sedento pelo poder, traça seu plano para retomar a liderança da cidade, ainda que, para isso, tenha que passar por cima do melhor amigo, aliarse às bruxas que odeia e, de quebra, proteger a lobisomem que engravidou sem intenção e que está sendo perseguida por carregar um bebê híbrido, que pode, supostamente, acabar com bruxas e vampiros. Tecendo uma rede de facções de bruxas, lobisomens, vampiros e humanos, The Originals cria uma Nova Orleans dominada pelo sobrenatural e surpreende por ser um spinoff considerado melhor que a série que o gerou. 4

Brooklyn 99 finalizou sua primeira temporada no começo de 2014 e já ganhou os Globos de Ouro de Melhor Série e Ator de Comédia. Inova justamente por ser uma comédia policial, enquanto os outros programas sobre combater o crime são estritamente dramáticos. Brooklyn 99 foca no dia-a-dia dentro da delegacia 99 no Brooklyn e encontra a comédia leve nos personagens da trama. O protagonista, detetive Jake Peralta, acha que é o melhor detetive de todos e passa os episódios provando-se para o capitão Holt – que, de início, o vê como antiprofissional - e para a detetive Amy Santiago, com quem trava apostas e disputas ao resolver crimes não muito complexos. Os outros detetives, sargentos e assistentes fecham o grupo dinâmico que garante o humor da série.

A nova série de comédia da MTV mal deu seus primeiros suspiros e já está dando o que falar. Faking It quebra paradigmas e surpreende pela sinceridade e pela ousadia do tema. Quando Karma e Amy, duas melhores amigas, cansam de serem invisíveis na escola em que estudam, Karma usa uma jogada para promover sua popularidade: inventa um relacionamento lésbico com Amy. O plano dá certo e até Liam, o garoto popular e bonito por quem Karma é apaixonada, interessa-se por ela exatamente por achar que ela é lésbica. O problema, porém, é que Amy encontra a verdade sobre si mesma no meio disso, e não sabe como lidar com o que descobre: que a paixão que sente pela amiga não é fingimento. 5


Novidades

Aos seis anos, Mary torna-se rainha da Escócia e tem um casamento arranjado com Francis, príncipe da França, para unir os dois países em uma aliança. Reign se inicia quando Mary, crescida, vai viver com a realeza francesa. Contrariando a ideia de que casamentos arranjados são infelizes, Mary se apaixona por Francis, mas tem que lidar com o irmão dele, filho bastardo do rei, que mostra interesse por ela. Como uma verdadeira rainha, porém, Mary luta para colocar o país à frente de seus interesses pessoais, enquanto lida com as traições e segredos da corte. A série mistura história, romance e drama; discute a política da época e cria situações plausíveis e envolventes, formando um sucesso que caminha para sua segunda temporada.

Quando já não suportamos mais acompanhar as mesmas histórias há várias temporadas, é bom adotar séries novas. Viciar-se em uma série é um sofrimento que aguentamos e, pior, procuramos; por isso, separamos uma lista de potenciais sucessos que acabaram de sair do forno - ainda não ultrapassaram sua primeira temporada - e que provaram merecer um lugar fixo nas telinhas (e na sua lista particular). Seguindo a febre de distopias literárias, The 100 baseia-se no livro homônimo para criar a série do canal CW. Há 98 anos, os poucos sobreviventes da guerra nuclear que devastou o planeta vivem em um satélite, esperando que a Terra seja segura para civilização novamente. Quando um problema no oxigênio alarma o conselho e exige menos pessoas na nave, a solução encontrada é enviar 100 prisioneiros jovens para “testar” a situação do planeta. Os 100, porém, têm que aprender a sobreviver num mundo devastado sem a ajuda da nave, e a lidar com as crises de anarquia e caos geradas quando chegam ao chão. Isso sem contar com outro pequeno problema: existem humanos sobreviventes selvagens, que pretendem travar uma guerra com os novos habitantes da Terra. Sucesso de público em pouquíssimo tempo de exibição, a adaptação deu muito certo e promete permanecer na TV por um bom tempo. Pegue personagens fortes, recorrentes em uma série de sucesso, e crie uma nova trama que englobe seres sobrenaturais de todos os tipos: está pronta a receita de The Originals, spin-off de The Vampire Diaries. A família de vampiros originais - Klaus, Rebekah e Elijah, os primeiros vampiros da Terra - muda-se para Nova Orleans, cidade que ajudaram a construir e que dominaram por um tempo, mas que agora encontra-se governada por Marcell, um vampiro que Klaus criou. Klaus, sedento pelo poder, traça seu plano para retomar a liderança da cidade, ainda que, para isso, tenha que passar por cima do melhor amigo, aliarse às bruxas que odeia e, de quebra, proteger a lobisomem que engravidou sem intenção e que está sendo perseguida por carregar um bebê híbrido, que pode, supostamente, acabar com bruxas e vampiros. Tecendo uma rede de facções de bruxas, lobisomens, vampiros e humanos, The Originals cria uma Nova Orleans dominada pelo sobrenatural e surpreende por ser um spinoff considerado melhor que a série que o gerou. 4

Brooklyn 99 finalizou sua primeira temporada no começo de 2014 e já ganhou os Globos de Ouro de Melhor Série e Ator de Comédia. Inova justamente por ser uma comédia policial, enquanto os outros programas sobre combater o crime são estritamente dramáticos. Brooklyn 99 foca no dia-a-dia dentro da delegacia 99 no Brooklyn e encontra a comédia leve nos personagens da trama. O protagonista, detetive Jake Peralta, acha que é o melhor detetive de todos e passa os episódios provando-se para o capitão Holt – que, de início, o vê como antiprofissional - e para a detetive Amy Santiago, com quem trava apostas e disputas ao resolver crimes não muito complexos. Os outros detetives, sargentos e assistentes fecham o grupo dinâmico que garante o humor da série.

A nova série de comédia da MTV mal deu seus primeiros suspiros e já está dando o que falar. Faking It quebra paradigmas e surpreende pela sinceridade e pela ousadia do tema. Quando Karma e Amy, duas melhores amigas, cansam de serem invisíveis na escola em que estudam, Karma usa uma jogada para promover sua popularidade: inventa um relacionamento lésbico com Amy. O plano dá certo e até Liam, o garoto popular e bonito por quem Karma é apaixonada, interessa-se por ela exatamente por achar que ela é lésbica. O problema, porém, é que Amy encontra a verdade sobre si mesma no meio disso, e não sabe como lidar com o que descobre: que a paixão que sente pela amiga não é fingimento. 5


Séries Nacionais Iniciada em 2012, Sessão de Terapia conta a história de Theo, um psicoterapeuta de meiaidade, e sua relação com seus diferentes pacientes, um por semana. Os conflitos trabalhados são os mais diversos, desde terapia de casal à tensão sexual psicólogo-paciente, o que traz à série um tom diferenciado. Além disso, Theo enfrenta seus próprios problemas com a esposa Clarice, e frequenta semanalmente sua própria psicóloga e orientadora sênior. Dirigida por Selton Mello, a série do GNT já conta com duas temporadas e é bem elogiada pela crítica especializada. Sem dúvidas, um dos melhores dramas brasileiros da atualidade.

Séries Britânicas Não é segredo pra ninguém que Skins é a série teen mais diferente dos últimos anos. Ousada em um nível nunca visto antes, fala sobre um grupo de amigos que vivem em Bristol, cuja vida é regada a sexo, drogas e festas. Os problemas enfrentados pelos personagens, apesar de se aproximarem de dramas comuns à juventude, são potencializados a um nível absurdo, o que torna a série tão interessante. Skins é atípica, também, por apresentar renovação de elenco a cada 2 temporadas, além de ter o foco de cada episódio em um personagem diferente. Destaque especial para Kaya Scodelario (filha de uma brasileira!), que conquistou legiões de fãs em diversos blogs como a linda e misteriosa Effy.

O detetive mais famoso de todos os tempos aparece de maneira inovadora nessa série da BBC. Baseada nos contos de Sir Arthur Conan Doyle, a série conta os casos de Sherlock Holmes ao lado de seu fiel amigo, Dr. Watson. Seguindo uma linha diferente, suas temporadas contam com apenas 3 episódios, que vão ao ar a cada 2 anos (todavia, o tempo de duração deles também é incomum: aproximadamente 90 minutos). Cada temporada conta com um mistério principal, desvendado no último episódio, além de casos menores resolvidos pela dupla. Por mais que seja apenas uma das inúmeras adaptações do detetive para as telinhas, Sherlock possui fãs no mundo todo, os quais ficam aflitos com a (grande) espera pelas próximas temporadas.

Protagonizada pela consagrada Fernanda Montenegro, Doce de Mãe conta a história de Dona Picucha, uma adorável senhora de 85 anos que apronta grandes confusões. Mãe amorosa de quatro filhos adultos, a premissa da série é sua mudança para um asilo, enquanto desconfia que seu falecido marido teve uma filha fora do casamento. Criada a partir de um filme feito para a televisão, a série tem sido bem recebida por público e crítica, rendendo, inclusive, um Emmy à Fernanda Montenegro. Em formato de sitcom, Doce de Mãe é uma pedida leve e divertida para as noites de quinta-feira na Globo.

Iniciada há 13 anos, a família mais amada da televisão brasileira não podia deixar de estar na lista. A história da família Silva, que vive no subúrbio carioca, conquistou gerações desde sua exibição original na década de 70. Com elenco renovado para os anos 2000, o remake terá sua última temporada este ano, e deixará saudades em muitos corações. A caretice de Lineu como pai de família, as neuroses de Nenê como mãe e esposa e as traquinagens de Agostinho são apenas alguns aspectos que fizeram com que a série tenha feito, desde a estreia, tanto sucesso com o público e a crítica. A Grande Família teve um longa-metragem lançado em 2007 e, em 2008, Pedro Cardoso recebeu uma indicação ao Emmy por sua interpretação de Agostinho. 6

Criada em 1963, Doctor Who já pode ser considerada um clássico apenas pela sua idade: não é todo dia que vemos uma série passar dos 50 anos. A história do alienígena que viaja com sua máquina do tempo (TARDIS), ajudando pessoas em diferentes épocas, apaixonou pessoas em toda parte, possuindo público fiel desde seu lançamento anos atrás. Os protagonistas já foram renovados 11 vezes (o décimo-segundo doutor terá sua estreia esse ano na pele de Peter Capaldi), visto que o personagem se regenera de tempos em tempos. O atual responsável pela série é Steven Moffat, criador de Sherlock, que era fã desde a infância. 7


Séries Nacionais Iniciada em 2012, Sessão de Terapia conta a história de Theo, um psicoterapeuta de meiaidade, e sua relação com seus diferentes pacientes, um por semana. Os conflitos trabalhados são os mais diversos, desde terapia de casal à tensão sexual psicólogo-paciente, o que traz à série um tom diferenciado. Além disso, Theo enfrenta seus próprios problemas com a esposa Clarice, e frequenta semanalmente sua própria psicóloga e orientadora sênior. Dirigida por Selton Mello, a série do GNT já conta com duas temporadas e é bem elogiada pela crítica especializada. Sem dúvidas, um dos melhores dramas brasileiros da atualidade.

Séries Britânicas Não é segredo pra ninguém que Skins é a série teen mais diferente dos últimos anos. Ousada em um nível nunca visto antes, fala sobre um grupo de amigos que vivem em Bristol, cuja vida é regada a sexo, drogas e festas. Os problemas enfrentados pelos personagens, apesar de se aproximarem de dramas comuns à juventude, são potencializados a um nível absurdo, o que torna a série tão interessante. Skins é atípica, também, por apresentar renovação de elenco a cada 2 temporadas, além de ter o foco de cada episódio em um personagem diferente. Destaque especial para Kaya Scodelario (filha de uma brasileira!), que conquistou legiões de fãs em diversos blogs como a linda e misteriosa Effy.

O detetive mais famoso de todos os tempos aparece de maneira inovadora nessa série da BBC. Baseada nos contos de Sir Arthur Conan Doyle, a série conta os casos de Sherlock Holmes ao lado de seu fiel amigo, Dr. Watson. Seguindo uma linha diferente, suas temporadas contam com apenas 3 episódios, que vão ao ar a cada 2 anos (todavia, o tempo de duração deles também é incomum: aproximadamente 90 minutos). Cada temporada conta com um mistério principal, desvendado no último episódio, além de casos menores resolvidos pela dupla. Por mais que seja apenas uma das inúmeras adaptações do detetive para as telinhas, Sherlock possui fãs no mundo todo, os quais ficam aflitos com a (grande) espera pelas próximas temporadas.

Protagonizada pela consagrada Fernanda Montenegro, Doce de Mãe conta a história de Dona Picucha, uma adorável senhora de 85 anos que apronta grandes confusões. Mãe amorosa de quatro filhos adultos, a premissa da série é sua mudança para um asilo, enquanto desconfia que seu falecido marido teve uma filha fora do casamento. Criada a partir de um filme feito para a televisão, a série tem sido bem recebida por público e crítica, rendendo, inclusive, um Emmy à Fernanda Montenegro. Em formato de sitcom, Doce de Mãe é uma pedida leve e divertida para as noites de quinta-feira na Globo.

Iniciada há 13 anos, a família mais amada da televisão brasileira não podia deixar de estar na lista. A história da família Silva, que vive no subúrbio carioca, conquistou gerações desde sua exibição original na década de 70. Com elenco renovado para os anos 2000, o remake terá sua última temporada este ano, e deixará saudades em muitos corações. A caretice de Lineu como pai de família, as neuroses de Nenê como mãe e esposa e as traquinagens de Agostinho são apenas alguns aspectos que fizeram com que a série tenha feito, desde a estreia, tanto sucesso com o público e a crítica. A Grande Família teve um longa-metragem lançado em 2007 e, em 2008, Pedro Cardoso recebeu uma indicação ao Emmy por sua interpretação de Agostinho. 6

Criada em 1963, Doctor Who já pode ser considerada um clássico apenas pela sua idade: não é todo dia que vemos uma série passar dos 50 anos. A história do alienígena que viaja com sua máquina do tempo (TARDIS), ajudando pessoas em diferentes épocas, apaixonou pessoas em toda parte, possuindo público fiel desde seu lançamento anos atrás. Os protagonistas já foram renovados 11 vezes (o décimo-segundo doutor terá sua estreia esse ano na pele de Peter Capaldi), visto que o personagem se regenera de tempos em tempos. O atual responsável pela série é Steven Moffat, criador de Sherlock, que era fã desde a infância. 7


Webséries

e foi ao ar entre outubro e dezembro de 2011.

Produzida por Hank Green e Berne Su e exibida pelo Youtube, The Lizzie Bennet Diaries é uma moderna e divertida adaptação do clássico britânico Orgulho e Preconceito, de Jane Austen. Estreou no dia 9 de abril de 2012 e foi encerrada em 28 de março de 2013 com 100 episódios produzidos. O sucesso foi tão grande que a série chegou a arrecadar, em poucas horas, o dinheiro necessário à produção de um DVD. Além disso, em 2013, ganhou o Emmy de Projeto Interativo Original, e os produtores já estão trabalhando em um livro baseado nela.

Uma das primeiras produções originais do Netflix, House of Cards é um drama político baseado no livro homônimo de Michael Dobb. Sua primeira temporada foi liberada na íntegra no dia 1 fevereiro de 2013, e, a segunda, no dia 14 de fevereiro de 2014. A série é um sucesso de críticas e recebeu vários Emmys, incluindo o de melhor Elenco de Série Dramática e o de Melhor Direção de Série Dramática, entrando para a história como a primeira websérie a ganhar um troféu na maior premiação da televisão dos EUA.

Com o avanço e expansão do meio digital, as produções de televisão não perderam tempo e começaram a usar a internet para produzir conteúdo. Desse modo, nos últimos anos, um novo formato de séries vem ganhando a simpatia dos telespectadores e dos patrocinadores ao redor do mundo. Websérie é o conceito de produzir um seriado usando a internet como plataforma de distribuição. O conteúdo produzido para a internet tem conquistado espaço ao lado de produções de canais tradicionais, e o You Tube é o site mais conhecido para alojar e distribuir esse tipo de formato. Uma característica positiva é que esse forma8

to permite um contato direto com telespectadores, sendo possível analisar em tempo real os erros e acertos da produção e fazer as mudanças necessárias. Além disso, plataformas como Facebook, Twitter e Instagram são muito

utilizadas para dinamizar o conteúdo e permitir uma interação maior entre o telespectador e produtor.

No Brasil, as produções começaram a ir ao ar a partir de 2009 e vem conquistando uma legião de internautas interativos e fiéis. O primeiro sucesso brasileiro no gênero foi Lado Nix, que conta a história de uma balconista de uma loja de quadrinhos que é a apaixonada por games da década de 80. Foi produzida pela Mambo Jack Filmes

Orange Is the New Black trata da história de Piper, uma mulher que é acusada de tráfico de drogas e enviada para uma prisão federal, na qual ela tem que lidar com diversas dificuldades. Baseado no livro homônimo e na história real de Piper Chapman, a série destaca-se pela presença de fortes protagonistas femininas e por abordar assuntos universais. O Netflix, produtor da série, disponibilizou a primeira temporada no dia 11 de julho de 2013. A segunda temporada estreia em 2014 e a terceira já foi confirmada.

9


Webséries

e foi ao ar entre outubro e dezembro de 2011.

Produzida por Hank Green e Berne Su e exibida pelo Youtube, The Lizzie Bennet Diaries é uma moderna e divertida adaptação do clássico britânico Orgulho e Preconceito, de Jane Austen. Estreou no dia 9 de abril de 2012 e foi encerrada em 28 de março de 2013 com 100 episódios produzidos. O sucesso foi tão grande que a série chegou a arrecadar, em poucas horas, o dinheiro necessário à produção de um DVD. Além disso, em 2013, ganhou o Emmy de Projeto Interativo Original, e os produtores já estão trabalhando em um livro baseado nela.

Uma das primeiras produções originais do Netflix, House of Cards é um drama político baseado no livro homônimo de Michael Dobb. Sua primeira temporada foi liberada na íntegra no dia 1 fevereiro de 2013, e, a segunda, no dia 14 de fevereiro de 2014. A série é um sucesso de críticas e recebeu vários Emmys, incluindo o de melhor Elenco de Série Dramática e o de Melhor Direção de Série Dramática, entrando para a história como a primeira websérie a ganhar um troféu na maior premiação da televisão dos EUA.

Com o avanço e expansão do meio digital, as produções de televisão não perderam tempo e começaram a usar a internet para produzir conteúdo. Desse modo, nos últimos anos, um novo formato de séries vem ganhando a simpatia dos telespectadores e dos patrocinadores ao redor do mundo. Websérie é o conceito de produzir um seriado usando a internet como plataforma de distribuição. O conteúdo produzido para a internet tem conquistado espaço ao lado de produções de canais tradicionais, e o You Tube é o site mais conhecido para alojar e distribuir esse tipo de formato. Uma característica positiva é que esse forma8

to permite um contato direto com telespectadores, sendo possível analisar em tempo real os erros e acertos da produção e fazer as mudanças necessárias. Além disso, plataformas como Facebook, Twitter e Instagram são muito

utilizadas para dinamizar o conteúdo e permitir uma interação maior entre o telespectador e produtor.

No Brasil, as produções começaram a ir ao ar a partir de 2009 e vem conquistando uma legião de internautas interativos e fiéis. O primeiro sucesso brasileiro no gênero foi Lado Nix, que conta a história de uma balconista de uma loja de quadrinhos que é a apaixonada por games da década de 80. Foi produzida pela Mambo Jack Filmes

Orange Is the New Black trata da história de Piper, uma mulher que é acusada de tráfico de drogas e enviada para uma prisão federal, na qual ela tem que lidar com diversas dificuldades. Baseado no livro homônimo e na história real de Piper Chapman, a série destaca-se pela presença de fortes protagonistas femininas e por abordar assuntos universais. O Netflix, produtor da série, disponibilizou a primeira temporada no dia 11 de julho de 2013. A segunda temporada estreia em 2014 e a terceira já foi confirmada.

9


Banco de Séries

Banco de Séries é uma rede social criada especialmente para os viciados em seriados. É uma verdadeira “mão na roda” pra quem assiste a tantas séries que se perde em meio a episódios, estreias e hiatos, e ainda quer achar novas para acompanhar. O site oferece funções que giram em torno de um objetivo: organizar tudo que envolve séries na vida do usuário, desde as que ele já assistiu até as que ele pretende assistir um dia.

sificar um episódio... As opções pessoais do menu são todas voltadas para essas funções. Correio, visualização dos comentários, notificações e badges são algumas das mais populares. Os badges merecem atenção especial: são uma espécie de reconhecimento das proezas conseguidas por usuários. Por exemplo: o badge “Game of Thrones – Ready for Season 3” só é adquirido se todos os episódios da série forem assistidos.

A página inicial é repleta de estatísticas referentes ao mundo das séries e à própria rede social. Assim, segundos depois de entrar nela, é possível conhecer os destaques do dia e se informar rapidamente. Depois disso, chega a hora de criar sua grade e é aí que tudo fica mais interessante! Você pode começar listando todas as séries já assistidas, e o sistema as divide em “ativas atrasadas”, “episódio recente/episódio de hoje” e “finalizadas”. Há também a opção de colocar séries “na geladeira”, o que significa que você deseja vê-la um dia, mas ainda não começou nem sabe quando começará. Grade pronta? O sistema gerará suas estatísticas, apresentando seu total geral de episódios vistos, total de séries ativas na grade, entre outros.

Outras opções do menu incluem Minha agenda, Hoje na TV e Quando volta/estreia. São nada mais que listas das programações: no primeiro, unicamente, das séries da sua grade; no segundo, a programação geral do dia; e, no terceiro, todas as estreias e lançamentos da TV. Vale lembrar que o site não se limita a séries americanas ou britânicas: inclui séries, minisséries e especiais da TV brasileira, além de apresentar webséries.

Não para por aí: o site não é apenas um “organizador de séries”; ele também tem um lado interativo! É possível escrever resenhas, comentar, clas10

Montar sua grade e descobrir cada função do Banco de Séries é diversão pura e, depois de ter todas suas séries organizadas, duvidamos que você vá conseguir viver sem essa rede social! Afinal, como não amar um site que te impede de perder o primeiro episódio da nova temporada da sua série favorita ou te dá a notícia incrível de que aquela série que você pensava ter acabado lançou um episódio especial? 11


Banco de Séries

Banco de Séries é uma rede social criada especialmente para os viciados em seriados. É uma verdadeira “mão na roda” pra quem assiste a tantas séries que se perde em meio a episódios, estreias e hiatos, e ainda quer achar novas para acompanhar. O site oferece funções que giram em torno de um objetivo: organizar tudo que envolve séries na vida do usuário, desde as que ele já assistiu até as que ele pretende assistir um dia.

sificar um episódio... As opções pessoais do menu são todas voltadas para essas funções. Correio, visualização dos comentários, notificações e badges são algumas das mais populares. Os badges merecem atenção especial: são uma espécie de reconhecimento das proezas conseguidas por usuários. Por exemplo: o badge “Game of Thrones – Ready for Season 3” só é adquirido se todos os episódios da série forem assistidos.

A página inicial é repleta de estatísticas referentes ao mundo das séries e à própria rede social. Assim, segundos depois de entrar nela, é possível conhecer os destaques do dia e se informar rapidamente. Depois disso, chega a hora de criar sua grade e é aí que tudo fica mais interessante! Você pode começar listando todas as séries já assistidas, e o sistema as divide em “ativas atrasadas”, “episódio recente/episódio de hoje” e “finalizadas”. Há também a opção de colocar séries “na geladeira”, o que significa que você deseja vê-la um dia, mas ainda não começou nem sabe quando começará. Grade pronta? O sistema gerará suas estatísticas, apresentando seu total geral de episódios vistos, total de séries ativas na grade, entre outros.

Outras opções do menu incluem Minha agenda, Hoje na TV e Quando volta/estreia. São nada mais que listas das programações: no primeiro, unicamente, das séries da sua grade; no segundo, a programação geral do dia; e, no terceiro, todas as estreias e lançamentos da TV. Vale lembrar que o site não se limita a séries americanas ou britânicas: inclui séries, minisséries e especiais da TV brasileira, além de apresentar webséries.

Não para por aí: o site não é apenas um “organizador de séries”; ele também tem um lado interativo! É possível escrever resenhas, comentar, clas10

Montar sua grade e descobrir cada função do Banco de Séries é diversão pura e, depois de ter todas suas séries organizadas, duvidamos que você vá conseguir viver sem essa rede social! Afinal, como não amar um site que te impede de perder o primeiro episódio da nova temporada da sua série favorita ou te dá a notícia incrível de que aquela série que você pensava ter acabado lançou um episódio especial? 11


F.R.I.E.N.D.S Friends, sitcom do canal NBC criada por David Crane e Marta Kauffman, foi um verdadeiro marco para os anos 90. A série gira em torno da vida de seis amigos – Monica Geller (Courtney Cox), Ross Geller (David Schwimmer), Rachel Green (Jennifer Aniston), Chandler Bing (Matthew Perry), Joey Tribbiani (Matt LeBlanc) e Phoebe Buffay (Lisa Kudrow) – e o dia a dia típico de jovens da época numa cidade grande (Nova York). A série sempre contou com um ar descontraído, tiradas engraçadas e, diga-se de passagem, situações facilmente relacionáveis. O apartamento de Monica e o café Central Perk são os cenários principais dos acontecimentos, onde todos se reúnem pelo menos uma vez a cada episódio e onde diversos momentos decisivos da série ocorrem. Desde sua primeira temporada até a décima, quando chegou ao fim, Friends sempre foi uma série de qualidade, melhorando crescentemente, a cada episódio, a cada temporada. O mesmo acontece com os personagens, que se tornam parte da família do espectador – é impossível não amar e se apegar a cada um deles – e vão amadurecendo no decorrer do programa, tendo que lidar com problemas e situações cada vez mais complexos, como gravidez, casamento, desemprego e desilusões amorosas. Todavia, nem por isso perdem a leveza e o humor tão característicos de Friends.

se diverte e ri nas mesmas cenas. As referências à série são praticamente históricas, e alguns marcos transcendem gerações e não se limitam à idade, gênero ou qualquer outra classificação: a abertura ao som de “I’ll Be There for You” dos The Rembrandts, a moldura ao redor do olho mágico do apartamento de Monica, o sofá do Central Perk, as cantadas de Joey, a compulsão por limpeza e a competitividade de Monica, o histórico do relacionamento de Ross e Rachel e a irmã gêmea má de Phoebe(para citar apenas algumas). O legado e o impacto de Friends pode ser sentido até os dias de hoje. Mesmo para alguém que começou a assistir a série atualmente, é impossível não se identificar e se sentir parte do universo desses seis amigos. No final das contas, todo mundo tem um pouquinho de Monica, Chandler, Ross, Rachel, Joey e Phoebe.

O sucesso da série foi tão grande que, quando chegou ao fim, a comoção foi mundial. Era como se todos estivessem se despedindo de amigos reais, já que por quase 10 anos esses personagens fizeram parte da vida das pessoas, “visitando” suas casas semanalmente e partilhando suas histórias. No dia 6 de maio de 2004, foi ao ar o último episódio da série: festas e eventos foram organizados e um telão foi instalado na Times Square, em Nova York, para a exibição do mesmo. Uma das grandes verdades a respeito da série é que Friends nunca envelhece. Não importa se todos os episódios já foram assistidos, sempre tem algum especial que se deseja ver de novo; ou que não se lembra; ou aquele que, mesmo depois de assistir diversas vezes, o espectador ainda 13


F.R.I.E.N.D.S Friends, sitcom do canal NBC criada por David Crane e Marta Kauffman, foi um verdadeiro marco para os anos 90. A série gira em torno da vida de seis amigos – Monica Geller (Courtney Cox), Ross Geller (David Schwimmer), Rachel Green (Jennifer Aniston), Chandler Bing (Matthew Perry), Joey Tribbiani (Matt LeBlanc) e Phoebe Buffay (Lisa Kudrow) – e o dia a dia típico de jovens da época numa cidade grande (Nova York). A série sempre contou com um ar descontraído, tiradas engraçadas e, diga-se de passagem, situações facilmente relacionáveis. O apartamento de Monica e o café Central Perk são os cenários principais dos acontecimentos, onde todos se reúnem pelo menos uma vez a cada episódio e onde diversos momentos decisivos da série ocorrem. Desde sua primeira temporada até a décima, quando chegou ao fim, Friends sempre foi uma série de qualidade, melhorando crescentemente, a cada episódio, a cada temporada. O mesmo acontece com os personagens, que se tornam parte da família do espectador – é impossível não amar e se apegar a cada um deles – e vão amadurecendo no decorrer do programa, tendo que lidar com problemas e situações cada vez mais complexos, como gravidez, casamento, desemprego e desilusões amorosas. Todavia, nem por isso perdem a leveza e o humor tão característicos de Friends.

se diverte e ri nas mesmas cenas. As referências à série são praticamente históricas, e alguns marcos transcendem gerações e não se limitam à idade, gênero ou qualquer outra classificação: a abertura ao som de “I’ll Be There for You” dos The Rembrandts, a moldura ao redor do olho mágico do apartamento de Monica, o sofá do Central Perk, as cantadas de Joey, a compulsão por limpeza e a competitividade de Monica, o histórico do relacionamento de Ross e Rachel e a irmã gêmea má de Phoebe(para citar apenas algumas). O legado e o impacto de Friends pode ser sentido até os dias de hoje. Mesmo para alguém que começou a assistir a série atualmente, é impossível não se identificar e se sentir parte do universo desses seis amigos. No final das contas, todo mundo tem um pouquinho de Monica, Chandler, Ross, Rachel, Joey e Phoebe.

O sucesso da série foi tão grande que, quando chegou ao fim, a comoção foi mundial. Era como se todos estivessem se despedindo de amigos reais, já que por quase 10 anos esses personagens fizeram parte da vida das pessoas, “visitando” suas casas semanalmente e partilhando suas histórias. No dia 6 de maio de 2004, foi ao ar o último episódio da série: festas e eventos foram organizados e um telão foi instalado na Times Square, em Nova York, para a exibição do mesmo. Uma das grandes verdades a respeito da série é que Friends nunca envelhece. Não importa se todos os episódios já foram assistidos, sempre tem algum especial que se deseja ver de novo; ou que não se lembra; ou aquele que, mesmo depois de assistir diversas vezes, o espectador ainda 13


F.R.I.E.N.D.S Se um dos seis pode ser considerado o alternativo da turma, sem dúvida é Phoebe Buffay. Hippie e diferente, Phoebe tece os comentários mais absurdos da série, provocando muitas risadas. Espiritualizada e bem-humorada (apesar de seu passado trágico em que a mãe se suicidou e ela se tornou moradora de rua), a personagem é dotada de uma autoconfiança inabalável, ainda que seus amigos a considerem um pouco maluca. Na quarta temporada, Phoebe concorda em ser barriga de aluguel para o irmão Frank (já que sua esposa, mais velha, não poderia engravidar). Na quinta, ela da a luz à trigêmeos no 100º episódio da série, trazendo muitos de nós às lágrimas. A dona do sucesso queridinho do público “Smelly Cat” encontra seu final feliz ao casar-se com Mike, na 10ª temporada.

F.R.I.E.N.D.S Pouco dotado de inteligência acadêmica, Joey Tribbiani é o amigo que todos pediram a Deus. Sempre bem-humorado, ele é um ator na constante luta pelo sucesso (o qual alcançou por um tempo com seu papel de Drake Ramoray na novela Days of Our Lives), ainda que seu talento e técnica sejam duvidosos. Seu bom coração e personalidade doce fazem de Joey um personagem preocupado com a família e os amigos acima de tudo. Solteirão de carteirinha, sua frase de efeito “How you doing?” se tornou um dos bordões mais famosos do programa. O personagem termina a série solteiro - como era de se esperar - e garanhão como sempre. Matt LeBlanc ganhou seu próprio spin-off - intitulado “Joey” - após o fim de Friends, mas este foi cancelado na 2ª temporada. Sarcástico 24 horas por dia, Chandler Bing é o personagem favorito de grande parte do público da série. Seu humor inteligente, suas tiradas nos momentos certos e seu jeito atrapalhado, sem dúvida, são os principais fatores que contribuíram para isso. Chandler, apesar de seu jeito bobo e piadista, no fundo tem um bom coração e se preocupa com seus amigos, dos quais é mais próximo que de sua própria familia. No ramo familiar, inclusive, Chandler possui traumas graves, o que se refletiu de certa forma em sua vida, já que a insegurança é uma de suas características mais marcantes. Isso, é claro, até ele iniciar seu relacionamento com Monica na 5ª temporada, tornando-se parte do casal favorito de muitos fãs.

Obcecada por limpeza e organização, Monica Geller é a mais centrada dos seis amigos. Trabalhadora, esforçada e pé no chão, ela tem o sonho de casar-se com o homem ideal e ter filhos desde a 1ª temporada. Por ter sido gorda na adolescência, a personagem frequentemente apresenta recaídas em diversos comentários, trazendo boa dose de humor aos episódios. Apesar de se sentir como filha preterida, Monica ama muito seu irmão, Ross, e seus pais. Fiel e companheira, está sempre disposta a ajudar seus amigos nas piores situações - como quando abriu as portas para Rachel no piloto da série. A chef de cozinha casa-se com Chandler na sétima temporada, adotando, posteriormente, um casal de gêmeos. Interpretada por Jennifer Aniston, Rachel Green é conhecida por ser mimada e egocêntrica. Apesar disso, a atriz conseguiu fazer o papel de forma tão dócil que o bom coração da personagem se sobrepôs aos seus defeitos. Nascida em família rica, Rachel se une ao grupo no primeiro episódio, após fugir de um casamento arranjado com um homem que não amava. A partir daí, a personagem traça uma trajetória de independência, apresentando grande crescimento ao longo das 10 temporadas. Nesse período, trabalha como garçonete até que consiga seguir seu sonho de trabalhar no ramo da moda. Enquanto isso, mantém um relacionamento instável com Ross, do qual nasce Emma (na 8ª temporada), entre outros namoricos. 14

Atrapalhado e azarado, Ross Geller é o mais inteligente do grupo de amigos. Com ares de nerd vindos da adolescência, o paleontólogo sempre se mostrou apaixonado por Rachel, que não dava muita bola pra ele no passado. No início da série, Ross passa por um divórcio, já que sua mulher Carol, grávida, se descobre lésbica e passa a viver em união estável com Susan. Ross, então, é pai de Ben, o que não o impede de ter um relacionamento conturbado e apaixonante e outros namoros avulsos. Competitivo e exibido, é o principal responsável pelo humor físico da série, com suas expressões exageradas e situações constrangedoras (como o inesquecível bronzeamento artificial). No fim da série, Ross consegue ficar com seu amor da juventude, Rachel, com quem tem uma filha na oitava temporada. 15


F.R.I.E.N.D.S Se um dos seis pode ser considerado o alternativo da turma, sem dúvida é Phoebe Buffay. Hippie e diferente, Phoebe tece os comentários mais absurdos da série, provocando muitas risadas. Espiritualizada e bem-humorada (apesar de seu passado trágico em que a mãe se suicidou e ela se tornou moradora de rua), a personagem é dotada de uma autoconfiança inabalável, ainda que seus amigos a considerem um pouco maluca. Na quarta temporada, Phoebe concorda em ser barriga de aluguel para o irmão Frank (já que sua esposa, mais velha, não poderia engravidar). Na quinta, ela da a luz à trigêmeos no 100º episódio da série, trazendo muitos de nós às lágrimas. A dona do sucesso queridinho do público “Smelly Cat” encontra seu final feliz ao casar-se com Mike, na 10ª temporada. Obcecada por limpeza e organização, Monica Geller é a mais centrada dos seis amigos. Trabalhadora, esforçada e pé no chão, ela tem o sonho de casar-se com o homem ideal e ter filhos desde a 1ª temporada. Por ter sido gorda na adolescência, a personagem frequentemente apresenta recaídas em diversos comentários, trazendo boa dose de humor aos episódios. Apesar de se sentir como filha preterida, Monica ama muito seu irmão, Ross, e seus pais. Fiel e companheira, está sempre disposta a ajudar seus amigos nas piores situações - como quando abriu as portas para Rachel no piloto da série. A chef de cozinha casa-se com Chandler na sétima temporada, adotando, posteriormente, um casal de gêmeos. Interpretada por Jennifer Aniston, Rachel Green é conhecida por ser mimada e egocêntrica. Apesar disso, a atriz conseguiu fazer o papel de forma tão dócil que o bom coração da personagem se sobrepôs aos seus defeitos. Nascida em família rica, Rachel se une ao grupo no primeiro episódio, após fugir de um casamento arranjado com um homem que não amava. A partir daí, a personagem traça uma trajetória de independência, apresentando grande crescimento ao longo das 10 temporadas. Nesse período, trabalha como garçonete até que consiga seguir seu sonho de trabalhar no ramo da moda. Enquanto isso, mantém um relacionamento instável com Ross, do qual nasce Emma (na 8ª temporada), entre outros namoricos. 14

F.R.I.E.N.D.S Pouco dotado de inteligência acadêmica, Joey Tribbiani é o amigo que todos pediram a Deus. Sempre bem-humorado, ele é um ator na constante luta pelo sucesso (o qual alcançou por um tempo com seu papel de Drake Ramoray na novela Days of Our Lives), ainda que seu talento e técnica sejam duvidosos. Seu bom coração e personalidade doce fazem de Joey um personagem preocupado com a família e os amigos acima de tudo. Solteirão de carteirinha, sua frase de efeito “How you doing?” se tornou um dos bordões mais famosos do programa. O personagem termina a série solteiro - como era de se esperar - e garanhão como sempre. Matt LeBlanc ganhou seu próprio spin-off - intitulado “Joey” - após o fim de Friends, mas este foi cancelado na 2ª temporada.

Sarcástico 24 horas por dia, Chandler Bing é o personagem favorito de grande parte do público da série. Seu humor inteligente, suas tiradas nos momentos certos e seu jeito atrapalhado, sem dúvida, são os principais fatores que contribuíram para isso. Chandler, apesar de seu jeito bobo e piadista, no fundo tem um bom coração e se preocupa com seus amigos, dos quais é mais próximo que de sua própria familia. No ramo familiar, inclusive, Chandler possui traumas graves, o que se refletiu de certa forma em sua vida, já que a insegurança é uma de suas características mais marcantes. Isso, é claro, até ele iniciar seu relacionamento com Monica na 5ª temporada, tornando-se parte do casal favorito de muitos fãs.

Atrapalhado e azarado, Ross Geller é o mais inteligente do grupo de amigos. Com ares de nerd vindos da adolescência, o paleontólogo sempre se mostrou apaixonado por Rachel, que não dava muita bola pra ele no passado. No início da série, Ross passa por um divórcio, já que sua mulher Carol, grávida, se descobre lésbica e passa a viver em união estável com Susan. Ross, então, é pai de Ben, o que não o impede de ter um relacionamento conturbado e apaixonante e outros namoros avulsos. Competitivo e exibido, é o principal responsável pelo humor físico da série, com suas expressões exageradas e situações constrangedoras (como o inesquecível bronzeamento artificial). No fim da série, Ross consegue ficar com seu amor da juventude, Rachel, com quem tem uma filha na oitava temporada. 15


F.R.I.E.N.D.S Friends rendeu a Lisa Kudrow um Emmy e dois Screen Actors Guild, prêmios aos quais fora indicada, respectivamente, nove e onze vezes. Há também, em seu histórico, uma indicação ao Globo de Ouro e vários papéis no cinema, em filmes de sucesso como Dr. Doolitle 2, P.S.: I Love You e Easy A. Estrelou Web Therapy, websérie que contou com a participação especial e produção executiva de Courtney Cox. Por sua vez, Lisa também teve uma participação especial na série estrelada pela amiga, Cougar Town. Hoje, é atriz recorrente na terceira temporada da série Scandal, cuja criadora é a mesma de Grey’s Anatomy, Shonda Rhimes.

F.R.I.E.N.D.S Seu papel como o sedutor e carismático Joey rendeu a Matt LeBlanc uma continuação do seu personagem com a série Joey (Vida de Artista), que permaneceu no ar por duas temporadas. O ator também se aventurou nos bastidores do cinema ao produzir o filme Jonah Hex. Atualmente, é o protagonista da sitcom Episodes, na qual interpreta a si próprio, sendo reconhecido com o Globo de Ouro de Melhor Ator de Comédia ou Musical em 2012.

Courtney Cox, a eterna anfitriã-mor da série, destaca-se pelo seu papel em séries como Dirty, na qual participou de 20 episódios, e Cougar Town, em que é a atriz principal. Seu espírito cômico já rendeu à atriz algumas indicações ao Globo de Ouro e ao Teen Choice Awards. Além disso, estrelou filmes como O Segredo dos Animais, Zoom: Academia de Super-Heróis e a franquia Pânico.

Conhecido pelo humor sarcástico de Chandler, Matthew Perry destacou-se pelo seu papel no filme 17 outra vez e na série The Ron Clark Story. O ator também chegou a produzir o filme Numb. Seus mais recentes trabalhos incluem a série de comédia Go On, na qual interpretava um locutor esportivo e personagem principal, e a série de drama The Good Wife.

Em Friends, Jennifer Aniston conquistou um Emmy, um Globo de Ouro e um Screen Actors Guild. Fora da série, construiu uma sólida carreira cinematográfica e é, sem dúvidas, a representante do elenco que obteve mais sucesso após o fim da produção. Fez uma participação especial na série Dirt, de Courtney Cox, em 2007. No cinema, protagonizou sucessos como Quero Ficar com Polly, Separados pelo Casamento, Marley e Eu, Ele Não Está Tão a fim de Você, O Amor Acontece, Caçador de Recompensas, Coincidências do Amor, Esposa de Mentirinha e Quero Matar Meu Chefe. É, além de renomada atriz, diretora e produtora. Atualmente, trabalha nas filmagens de Life of Crime e She’s Funny That Way, que estrearão ainda esse ano. 16

David Schwimmer, indicado em 1995 ao Emmy de melhor ator coadjuvante em série de comédia por seu trabalho em Friends, dirigiu nove episódios do seriado. Também foi diretor em Joey, criada após o fim de Friends e tendo o personagem homônimo como protagonista. Além disso, o ator teve um papel de destaque na minissérie Band of Brothers, na qual interpretou o capitão Sobel. No cinema, deu voz à girafa Melman em todos os filmes da franquia Madagascar e dirigiu o drama Trust. É, atualmente, um dos produtores executivos da série da NBC Growing Up Fisher, que estreou em fevereiro deste ano. 17


F.R.I.E.N.D.S Friends rendeu a Lisa Kudrow um Emmy e dois Screen Actors Guild, prêmios aos quais fora indicada, respectivamente, nove e onze vezes. Há também, em seu histórico, uma indicação ao Globo de Ouro e vários papéis no cinema, em filmes de sucesso como Dr. Doolitle 2, P.S.: I Love You e Easy A. Estrelou Web Therapy, websérie que contou com a participação especial e produção executiva de Courtney Cox. Por sua vez, Lisa também teve uma participação especial na série estrelada pela amiga, Cougar Town. Hoje, é atriz recorrente na terceira temporada da série Scandal, cuja criadora é a mesma de Grey’s Anatomy, Shonda Rhimes.

F.R.I.E.N.D.S Seu papel como o sedutor e carismático Joey rendeu a Matt LeBlanc uma continuação do seu personagem com a série Joey (Vida de Artista), que permaneceu no ar por duas temporadas. O ator também se aventurou nos bastidores do cinema ao produzir o filme Jonah Hex. Atualmente, é o protagonista da sitcom Episodes, na qual interpreta a si próprio, sendo reconhecido com o Globo de Ouro de Melhor Ator de Comédia ou Musical em 2012.

Courtney Cox, a eterna anfitriã-mor da série, destaca-se pelo seu papel em séries como Dirty, na qual participou de 20 episódios, e Cougar Town, em que é a atriz principal. Seu espírito cômico já rendeu à atriz algumas indicações ao Globo de Ouro e ao Teen Choice Awards. Além disso, estrelou filmes como O Segredo dos Animais, Zoom: Academia de Super-Heróis e a franquia Pânico.

Conhecido pelo humor sarcástico de Chandler, Matthew Perry destacou-se pelo seu papel no filme 17 outra vez e na série The Ron Clark Story. O ator também chegou a produzir o filme Numb. Seus mais recentes trabalhos incluem a série de comédia Go On, na qual interpretava um locutor esportivo e personagem principal, e a série de drama The Good Wife.

Em Friends, Jennifer Aniston conquistou um Emmy, um Globo de Ouro e um Screen Actors Guild. Fora da série, construiu uma sólida carreira cinematográfica e é, sem dúvidas, a representante do elenco que obteve mais sucesso após o fim da produção. Fez uma participação especial na série Dirt, de Courtney Cox, em 2007. No cinema, protagonizou sucessos como Quero Ficar com Polly, Separados pelo Casamento, Marley e Eu, Ele Não Está Tão a fim de Você, O Amor Acontece, Caçador de Recompensas, Coincidências do Amor, Esposa de Mentirinha e Quero Matar Meu Chefe. É, além de renomada atriz, diretora e produtora. Atualmente, trabalha nas filmagens de Life of Crime e She’s Funny That Way, que estrearão ainda esse ano. 16

David Schwimmer, indicado em 1995 ao Emmy de melhor ator coadjuvante em série de comédia por seu trabalho em Friends, dirigiu nove episódios do seriado. Também foi diretor em Joey, criada após o fim de Friends e tendo o personagem homônimo como protagonista. Além disso, o ator teve um papel de destaque na minissérie Band of Brothers, na qual interpretou o capitão Sobel. No cinema, deu voz à girafa Melman em todos os filmes da franquia Madagascar e dirigiu o drama Trust. É, atualmente, um dos produtores executivos da série da NBC Growing Up Fisher, que estreou em fevereiro deste ano. 17


Drama Até o presente momento, é incontestável que tal promessa está sendo rigorosamente cumprida. A decepção de Cristina em perder o sonhado Harper Avery, a descoberta de que a derrota deveu-se meramente a questões políticas e o retorno genial de Preston Burke preparam os corações dos espectadores para uma despedida aparentemente impossível. Além da incrível conexão entre os fatos e da imprevisibilidade destes, pretende-se que sirva de alento ao público a confirmação de que, de um jeito ou de outro, Cristina realizará todos os seus sonhos e marcará a História da medicina.

#FarewelltoCristina: Meredith e o difícil adeus à sua alma gêmea Tiroteio, queda de avião, morte de alguns queridinhos do público e quase-morte de todos os outros. Dez anos após a estreia, a multipremiada Grey’s Anatomy – um Emmy e dois Globos de Ouro, incluindo o de melhor série dramática - parece resistir a qualquer reviravolta com a qualidade intacta. Entretanto, em decorrência da saída de Sandra Oh, o décimo ano tem a árdua missão de encerrar o ciclo de umas das personagens mais emblemáticas da série. A relevância de Cristina Yang é tão incomensurável que sua despedida, inevitavelmente, levanta questionamentos sobre o futuro da produção e a manutenção de sua essência. Ainda assim, há um motivo para o sucesso incondicional de Grey’s Anatomy, e é provável que seja o fato de que todas as mudanças drásticas no enredo são encaixadas de maneira extremamente pertinente no roteiro. Mesmo se o rumo da trama desagradar um espectador, ele precisa reconhecer que tudo foi muito bem feito. Nesse sentido, os produtores levaram a máxima “se a vida te der limões, faça uma limonada” ao seu limite: o duro golpe virou objeto de promoção. Nas redes sociais e nas chamadas de TV, impera a jogada de marketing intitulada #farewelltoCristina, destacando os momentos inesquecíveis da personagem e prometendo-lhe um final digno. 18

Tudo isso é louvável, mas como superar o fim dos momentos Grey-Yang? A amizade de Meredith e Cristina é um dos laços mais bonitos e inquebráveis da História da televisão. Obviamente, não há como contestar quão interessantes são o eterno chefe Richard Webber, sobrevivente, na atual temporada, de uma eletrocução; o casamento de April e Jackson, o mais perfeito exemplo de que os opostos se atraem; a (até que enfim!) felicidade de Alex, que vive um encantador relacionamento com Jo; o inabalável amor de Callie e Arizona, que finalmente conseguem reerguer seu casamento; a linda família de Meredith e Derek; a também emblemática Bailey; enfim, todos os outros “coadjuvantes” também são marcas identitárias da série. No entanto, em dez temporadas, a única certeza era de que Meredith e Cristina estariam juntas até o fim. Por esse motivo, um cenário em que uma exista sem a outra é inconcebível para qualquer fã de Grey’s Anatomy. Embora esse seja o maior desafio da existência do seriado, estamos familiarizados à genialidade de Shonda Rhimes, o que nos impele ao otimismo. Não seria a primeira vez na produção que justas homenagens, reviravoltas e apego aos personagens restantes supririam a perda de elementos célebres. Sendo assim, é possivelmente seguro dizer que os espectadores não têm nada a temer. Conhecendo Grey’s Anatomy como conhecemos, não há razões para sequer imaginarmos que a série perderá seu potencial de encantar, prender a atenção e fazer o público ansiar pelos próximos episódios. Como já dissemos, nada se torna um ícone à toa...

Situada em 1960, Mad Men tem como foco a fictícia agência de publicidade Sterling Cooper, bem como as vidas profissionais e pessoais de seus personagens à luz das mudanças sociais ocorridas nos Estados Unidos da época. Vencedora de nada mais, nada menos que quinze Emmy Awards e quatro Globos de Ouro, a série deixa público e crítica com grandes expectativas para sua sétima e última temporada.

Inspirada nos casos de Eliot Spitzer e Bill Clinton, The Good Wife gira em torno de Alicia Florrick, esposa do promotor Peter Florrick. Após a prisão de Peter, decorrente de seu protagonismo num escândalo sexual e de corrupção de grande repercussão na imprensa, Alicia volta a exercer a profissão de advogada para sustentar seus dois filhos e reconstruir sua reputação. Atualmente no fim de sua quinta temporada e com a sexta já garantida, a série, que já levou um Globo de Ouro e quatro Emmy Awards, aumenta a cada dia a paixão dos espectadores e multiplica indefinidamente o número de fãs. 19


Drama Até o presente momento, é incontestável que tal promessa está sendo rigorosamente cumprida. A decepção de Cristina em perder o sonhado Harper Avery, a descoberta de que a derrota deveu-se meramente a questões políticas e o retorno genial de Preston Burke preparam os corações dos espectadores para uma despedida aparentemente impossível. Além da incrível conexão entre os fatos e da imprevisibilidade destes, pretende-se que sirva de alento ao público a confirmação de que, de um jeito ou de outro, Cristina realizará todos os seus sonhos e marcará a História da medicina.

#FarewelltoCristina: Meredith e o difícil adeus à sua alma gêmea Tiroteio, queda de avião, morte de alguns queridinhos do público e quase-morte de todos os outros. Dez anos após a estreia, a multipremiada Grey’s Anatomy – um Emmy e dois Globos de Ouro, incluindo o de melhor série dramática - parece resistir a qualquer reviravolta com a qualidade intacta. Entretanto, em decorrência da saída de Sandra Oh, o décimo ano tem a árdua missão de encerrar o ciclo de umas das personagens mais emblemáticas da série. A relevância de Cristina Yang é tão incomensurável que sua despedida, inevitavelmente, levanta questionamentos sobre o futuro da produção e a manutenção de sua essência. Ainda assim, há um motivo para o sucesso incondicional de Grey’s Anatomy, e é provável que seja o fato de que todas as mudanças drásticas no enredo são encaixadas de maneira extremamente pertinente no roteiro. Mesmo se o rumo da trama desagradar um espectador, ele precisa reconhecer que tudo foi muito bem feito. Nesse sentido, os produtores levaram a máxima “se a vida te der limões, faça uma limonada” ao seu limite: o duro golpe virou objeto de promoção. Nas redes sociais e nas chamadas de TV, impera a jogada de marketing intitulada #farewelltoCristina, destacando os momentos inesquecíveis da personagem e prometendo-lhe um final digno. 18

Tudo isso é louvável, mas como superar o fim dos momentos Grey-Yang? A amizade de Meredith e Cristina é um dos laços mais bonitos e inquebráveis da História da televisão. Obviamente, não há como contestar quão interessantes são o eterno chefe Richard Webber, sobrevivente, na atual temporada, de uma eletrocução; o casamento de April e Jackson, o mais perfeito exemplo de que os opostos se atraem; a (até que enfim!) felicidade de Alex, que vive um encantador relacionamento com Jo; o inabalável amor de Callie e Arizona, que finalmente conseguem reerguer seu casamento; a linda família de Meredith e Derek; a também emblemática Bailey; enfim, todos os outros “coadjuvantes” também são marcas identitárias da série. No entanto, em dez temporadas, a única certeza era de que Meredith e Cristina estariam juntas até o fim. Por esse motivo, um cenário em que uma exista sem a outra é inconcebível para qualquer fã de Grey’s Anatomy. Embora esse seja o maior desafio da existência do seriado, estamos familiarizados à genialidade de Shonda Rhimes, o que nos impele ao otimismo. Não seria a primeira vez na produção que justas homenagens, reviravoltas e apego aos personagens restantes supririam a perda de elementos célebres. Sendo assim, é possivelmente seguro dizer que os espectadores não têm nada a temer. Conhecendo Grey’s Anatomy como conhecemos, não há razões para sequer imaginarmos que a série perderá seu potencial de encantar, prender a atenção e fazer o público ansiar pelos próximos episódios. Como já dissemos, nada se torna um ícone à toa...

Situada em 1960, Mad Men tem como foco a fictícia agência de publicidade Sterling Cooper, bem como as vidas profissionais e pessoais de seus personagens à luz das mudanças sociais ocorridas nos Estados Unidos da época. Vencedora de nada mais, nada menos que quinze Emmy Awards e quatro Globos de Ouro, a série deixa público e crítica com grandes expectativas para sua sétima e última temporada.

Inspirada nos casos de Eliot Spitzer e Bill Clinton, The Good Wife gira em torno de Alicia Florrick, esposa do promotor Peter Florrick. Após a prisão de Peter, decorrente de seu protagonismo num escândalo sexual e de corrupção de grande repercussão na imprensa, Alicia volta a exercer a profissão de advogada para sustentar seus dois filhos e reconstruir sua reputação. Atualmente no fim de sua quinta temporada e com a sexta já garantida, a série, que já levou um Globo de Ouro e quatro Emmy Awards, aumenta a cada dia a paixão dos espectadores e multiplica indefinidamente o número de fãs. 19


Criminais

Com estreia em 2005, Criminal Minds representou uma inovação no ramo das séries de investigação criminal. Enquanto as mais consagradas tinham o foco voltado para os crimes, Criminal Minds segue outro caminho: seu ponto forte é o criminoso, principalmente os serial-killers. A série tem como centro uma área do FBI voltada para análise comportamental. Não contando com evidências ou provas de laboratório, o objetivo da equipe é gerar uma lista de suspeitos baseada no padrão de ação do assassino. Para isso, eles estudam os casos levando em conta perfil das vítimas (idade, físico, vida pessoal...), armas utilizadas, local, horário e muitas outras variáveis. A equipe da BAU (como é chamada essa área do FBI) é um dos maiores destaques do programa. Eles são como uma família e, ao assistir a série, é impossível não se apegar a cada um deles. Ela é formada, na média, por 5 a 6 agentes, 20

sofrendo algumas alterações no decorrer das temporadas. Quem são eles? Jason Gideon, o líder da equipe; Spencer Reid, um gênio de pensamento altamente rápido e preciso; Derek Morgan, especialista em crimes obsessivos; Aaron Hotchner, especialista em desvendar os segredos das pessoas; Penelope Garcia, técnica em informática, extremamente eficiente e capaz de descobrir todo tipo de informação; Jennifer Jareau (ou apenas JJ), a relações públicas da equipe, responsável por fazer contato com a mídia. No ar por nove temporadas, Criminal Minds é inteligente, surpreendente, muitas vezes assustadora e capaz de despertar diversas reações no espectador, desde pavor pelos crimes cometidos até alegria por algum acontecimento na vida de membros da equipe. Já foi indicada a 5 People’s Choice Awards, ganhadora de 3 BMI Film & TV Awards e indicada a 3 Emmy Awards.

Cold Case, como já diz o nome, tem como foco a investigação e resolução de crimes arquivados há muito tempo. Com estreia em 2003, a série fez muito sucesso, mas chegou ao fim em 2010, na sua 7ª temporada. Tendo como personagem principal a detetive Lilly Rush da polícia da Filadélfia, os crimes não resolvidos passam por novas investigações e, durante o episódio, são intercaladas cenas da investigação atual, da anterior e de momentos passados relativos ao crime. O final dos episódios é emblemático: a vítima, em espírito, faz uma aparição, parecendo agradecer a equipe que desvendou o crime. Série ganhadora de 7 ASCAP Filme and Television Music Awards, indicada a 2 ALMA Awards e 1 Emmy Awards. Clássico do gênero criminal, Law and Order estreou nos anos 90 e só chegou ao fim em 2010, já na sua 20ª temporada. A série tem dois focos: a investigação do crime e seu julgamento. Dessa forma, ela envolve diferentes instâncias, como os policiais, detetives, promotores, advogados e juízes, e seus conflitos e interesses. A série fez tanto sucesso que ganhou franquias, os chamados spin-offs: “Law and Order: SVU”, que tem como tema principal crimes de caráter sexual (que são considerados hediondos pelo sistema americano); “Law and Order: CI”, que foca em investigações de alta prioridade; e “Law and Order: Los Angeles”, cuja única diferença da original é ter Los Angeles como cenário dos crimes (a original é em Nova York). A série ganhou de 2 Screen Actors Guils Awards, 4 Emmys e foi indicada a 5 Globos de Ouro.

Talvez a série criminal mais popular e de abertura mais marcante – ao som de “Who are you?” da banda The Who. CSI estreou em 2000 e continua sendo produzida até os dias atuais, já tendo completado 14 temporadas (a 15ª está prevista para setembro de 2014). As investigações do crime são feitas por cientistas forenses, partindo das pistas e resquícios presentes na cena do crime para se chegar aos suspeitos. A série apresenta diversas técnicas (análises de DNA, cadáveres...), fazendo com que a maioria das cenas se passe em laboratórios. Devido ao grande sucesso, também ganhou spin-offs: “CSI New York” e “CSI Miami”. A série ganhou 1 Screen Actors Guild e 5 Emmys, e foi indicada a 4 Globos de Ouro. 21


Criminais

Com estreia em 2005, Criminal Minds representou uma inovação no ramo das séries de investigação criminal. Enquanto as mais consagradas tinham o foco voltado para os crimes, Criminal Minds segue outro caminho: seu ponto forte é o criminoso, principalmente os serial-killers. A série tem como centro uma área do FBI voltada para análise comportamental. Não contando com evidências ou provas de laboratório, o objetivo da equipe é gerar uma lista de suspeitos baseada no padrão de ação do assassino. Para isso, eles estudam os casos levando em conta perfil das vítimas (idade, físico, vida pessoal...), armas utilizadas, local, horário e muitas outras variáveis. A equipe da BAU (como é chamada essa área do FBI) é um dos maiores destaques do programa. Eles são como uma família e, ao assistir a série, é impossível não se apegar a cada um deles. Ela é formada, na média, por 5 a 6 agentes, 20

sofrendo algumas alterações no decorrer das temporadas. Quem são eles? Jason Gideon, o líder da equipe; Spencer Reid, um gênio de pensamento altamente rápido e preciso; Derek Morgan, especialista em crimes obsessivos; Aaron Hotchner, especialista em desvendar os segredos das pessoas; Penelope Garcia, técnica em informática, extremamente eficiente e capaz de descobrir todo tipo de informação; Jennifer Jareau (ou apenas JJ), a relações públicas da equipe, responsável por fazer contato com a mídia. No ar por nove temporadas, Criminal Minds é inteligente, surpreendente, muitas vezes assustadora e capaz de despertar diversas reações no espectador, desde pavor pelos crimes cometidos até alegria por algum acontecimento na vida de membros da equipe. Já foi indicada a 5 People’s Choice Awards, ganhadora de 3 BMI Film & TV Awards e indicada a 3 Emmy Awards.

Cold Case, como já diz o nome, tem como foco a investigação e resolução de crimes arquivados há muito tempo. Com estreia em 2003, a série fez muito sucesso, mas chegou ao fim em 2010, na sua 7ª temporada. Tendo como personagem principal a detetive Lilly Rush da polícia da Filadélfia, os crimes não resolvidos passam por novas investigações e, durante o episódio, são intercaladas cenas da investigação atual, da anterior e de momentos passados relativos ao crime. O final dos episódios é emblemático: a vítima, em espírito, faz uma aparição, parecendo agradecer a equipe que desvendou o crime. Série ganhadora de 7 ASCAP Filme and Television Music Awards, indicada a 2 ALMA Awards e 1 Emmy Awards. Clássico do gênero criminal, Law and Order estreou nos anos 90 e só chegou ao fim em 2010, já na sua 20ª temporada. A série tem dois focos: a investigação do crime e seu julgamento. Dessa forma, ela envolve diferentes instâncias, como os policiais, detetives, promotores, advogados e juízes, e seus conflitos e interesses. A série fez tanto sucesso que ganhou franquias, os chamados spin-offs: “Law and Order: SVU”, que tem como tema principal crimes de caráter sexual (que são considerados hediondos pelo sistema americano); “Law and Order: CI”, que foca em investigações de alta prioridade; e “Law and Order: Los Angeles”, cuja única diferença da original é ter Los Angeles como cenário dos crimes (a original é em Nova York). A série ganhou de 2 Screen Actors Guils Awards, 4 Emmys e foi indicada a 5 Globos de Ouro.

Talvez a série criminal mais popular e de abertura mais marcante – ao som de “Who are you?” da banda The Who. CSI estreou em 2000 e continua sendo produzida até os dias atuais, já tendo completado 14 temporadas (a 15ª está prevista para setembro de 2014). As investigações do crime são feitas por cientistas forenses, partindo das pistas e resquícios presentes na cena do crime para se chegar aos suspeitos. A série apresenta diversas técnicas (análises de DNA, cadáveres...), fazendo com que a maioria das cenas se passe em laboratórios. Devido ao grande sucesso, também ganhou spin-offs: “CSI New York” e “CSI Miami”. A série ganhou 1 Screen Actors Guild e 5 Emmys, e foi indicada a 4 Globos de Ouro. 21


Fantasia

Baseada na série de livros “As Crônicas de Gelo e Fogo” de George R.R. Martin, A Guerra dos Tronos é um sucesso de crítica e audiência em todo o mundo. A série foi criada por David Bennioff e D. B. Weiss para o canal pago HBO. O título foi retirado do primeiro volume da série de livros e, atualmente, a quarta temporada está no ar. A série se passa em Westeros, um reino medieval onde as estações duram por muito tempo e o tão temido inverno se aproxima. A história tem como pano de fundo uma batalha pelo controle do trono de ferro e o ataque de criaturas sobrenaturais místicas conhecidas como “os outros”. Sete famílias nobres são as principais da série, sendo elas os Starks, Lannisters, Baratheon, Tyrell, Arryn, Tully e Targaryen. Destaque especial para a Patrulha da Noite, que são os responsáveis por proteger todos os Sete Reinos de ameaças externas. Com uma trama cheia de conspirações políticas, traições, assassinatos e sexo, a série é considerada 22

Once Upon a Time retoma vários personagens dos contos de fadas infantis, como Branca de Neve, Príncipe Encantado e Capitão Gancho. É ambientada na cidade de Storybrook, no Maine, na qual os moradores são os personagens dos contos de fadas que, amaldiçoados, perderam a memória sobre a própria identidade. A cada episódio, um novo personagem é apresentado e uma nova parte desse quebra cabeça é resolvida. O sucesso da série rendeu o spin-off Once Upon a Time in Wonderland, que trata do mundo de Alice no País das Maravilhas, e o livro Once Upon A Time – Despertar, que é baseado na primeira temporada da série.

uma das melhores de fantasia já produzidas. A Guerra dos Tronos é uma aventura inteligente e empolgante, a qual o espectador não consegue largar. Os grandes diferenciais da série são os personagens não serem unilaterais e maquiavélicos, o autor dos livros não ter nenhum apego por seus personagens e a história seguir as perspectivas dos múltiplos personagens, sendo muito útil para que o espectador conheça tudo que ocorre. A internet é apontada como a grande responsável pelo êxito da série, que foi considerada por dois anos a mais pirateada da web. Houve 5,9 milhões de downloads somente em 2013, superando o número de telespectadores da série na HBO.

“Quando se joga a guerra dos tronos, você vence ou morre.”

Inspirada livremente no conto A Bela e a Fera, a história gira em torno de Catherine - uma detetive que investiga o assassinato de sua mãe - e Vincent - um médico que esconde um grande segredo que o fez ficar afastado da sociedade por dez anos. Durante uma investigação, os caminhos dos dois personagens se cruzam e tem início uma relação complexa e perigosa. Beauty and the Beast foi premiada com o People’s Choice Awards em 2014, na categoria de Melhor Programa de Ficção Científica/Fantasia e o de Melhor Atriz de Ficção Científica/Fantasia para Kristin Kruek.

Doctor Who é um clássico da televisão britânica, exibido inicialmente em 1963. Conta a história de um alienígena descendente dos Senhores do Tempo, que viaja pelo tempo e espaço na sua TARDIS (acrônimo para Tempo e Dimensão Relativas no Espaço) combatendo inimigos e salvando civilizações. Cinquenta anos depois de sua estreia, a série continua a inspirar milhares de fãs ao redor do mundo (mais conhecidos como whovians).

– Cersei Lannister

23


Fantasia

Baseada na série de livros “As Crônicas de Gelo e Fogo” de George R.R. Martin, A Guerra dos Tronos é um sucesso de crítica e audiência em todo o mundo. A série foi criada por David Bennioff e D. B. Weiss para o canal pago HBO. O título foi retirado do primeiro volume da série de livros e, atualmente, a quarta temporada está no ar. A série se passa em Westeros, um reino medieval onde as estações duram por muito tempo e o tão temido inverno se aproxima. A história tem como pano de fundo uma batalha pelo controle do trono de ferro e o ataque de criaturas sobrenaturais místicas conhecidas como “os outros”. Sete famílias nobres são as principais da série, sendo elas os Starks, Lannisters, Baratheon, Tyrell, Arryn, Tully e Targaryen. Destaque especial para a Patrulha da Noite, que são os responsáveis por proteger todos os Sete Reinos de ameaças externas. Com uma trama cheia de conspirações políticas, traições, assassinatos e sexo, a série é considerada 22

Once Upon a Time retoma vários personagens dos contos de fadas infantis, como Branca de Neve, Príncipe Encantado e Capitão Gancho. É ambientada na cidade de Storybrook, no Maine, na qual os moradores são os personagens dos contos de fadas que, amaldiçoados, perderam a memória sobre a própria identidade. A cada episódio, um novo personagem é apresentado e uma nova parte desse quebra cabeça é resolvida. O sucesso da série rendeu o spin-off Once Upon a Time in Wonderland, que trata do mundo de Alice no País das Maravilhas, e o livro Once Upon A Time – Despertar, que é baseado na primeira temporada da série.

uma das melhores de fantasia já produzidas. A Guerra dos Tronos é uma aventura inteligente e empolgante, a qual o espectador não consegue largar. Os grandes diferenciais da série são os personagens não serem unilaterais e maquiavélicos, o autor dos livros não ter nenhum apego por seus personagens e a história seguir as perspectivas dos múltiplos personagens, sendo muito útil para que o espectador conheça tudo que ocorre. A internet é apontada como a grande responsável pelo êxito da série, que foi considerada por dois anos a mais pirateada da web. Houve 5,9 milhões de downloads somente em 2013, superando o número de telespectadores da série na HBO.

“Quando se joga a guerra dos tronos, você vence ou morre.”

Inspirada livremente no conto A Bela e a Fera, a história gira em torno de Catherine - uma detetive que investiga o assassinato de sua mãe - e Vincent - um médico que esconde um grande segredo que o fez ficar afastado da sociedade por dez anos. Durante uma investigação, os caminhos dos dois personagens se cruzam e tem início uma relação complexa e perigosa. Beauty and the Beast foi premiada com o People’s Choice Awards em 2014, na categoria de Melhor Programa de Ficção Científica/Fantasia e o de Melhor Atriz de Ficção Científica/Fantasia para Kristin Kruek.

Doctor Who é um clássico da televisão britânica, exibido inicialmente em 1963. Conta a história de um alienígena descendente dos Senhores do Tempo, que viaja pelo tempo e espaço na sua TARDIS (acrônimo para Tempo e Dimensão Relativas no Espaço) combatendo inimigos e salvando civilizações. Cinquenta anos depois de sua estreia, a série continua a inspirar milhares de fãs ao redor do mundo (mais conhecidos como whovians).

– Cersei Lannister 23


Sobrenaturais

Surpreendentemente, a série de horror de maior sucesso da FX possui os mesmos criadores de American Horror Story uma série completamente diferente: Glee. Mas American Horror Story conquistou seu próprio lugar no topo com os temas aterrorizantes e um toque assombrado e perturbado de roteiro e direção. Cada temporada configura uma pequena história de horror americana com um tema diferente. Até agora foram Murder House (a temporada se passa numa casa assombrada), Asylum (em um hospício), Coven (foca em um grupo de bruxas) e a quarta, como divulgado, será Freak Show (sobre um circo bizarro). A série já ganhou dois Emmys e um Globo de Ouro. No Brasil, é exibida pela FOX.

Sucesso estrondoso da MTV, Teen Wolf é baseada levemente no filme de mesmo nome (atenção: levemente). Após ser transformado em lobisomem, Scott tem que lidar com as mudanças de seu corpo e de sua vida, contando com a ajuda de Derek, um lobisomem solitário; Stiles, seu melhor amigo humano; Allison, seu interesse amoroso (o que fica um pouco complicado quando a família dela se revela uma dinastia de caçadores de lobisomens) e da colega Lydia, constantemente assombrada pelo desconhecido. A série evoluiu muito desde sua primeira temporada, e chegou a ganhar um aumento de episódios na terceira temporada pela grande audiência. A quarta temporada começa em julho. No Brasil, vai ao ar pela Sony. The Walking Dead já virou febre. A tão conhecida série de zumbis possui grande sucesso de público e de crítica desde sua estreia nos Estados Unidos, em 2010, quando a primeira temporada foi ao ar no canal AMC. Baseada em uma série de quadrinhos escrita por Robert Kirkman, Tony Moore e Charlie Adlard, a adaptação para as telinhas traz o mesmo nome que a obra impressa. A série inicia-se quando o xerife Rick Grimes (Andrew Lincoln) acorda em um hospital após um incidente no trabalho e descobre que o mundo foi devastado por zumbis. Rick vai à busca de sua família e, ao encontrá-la, acaba virando líder de um grupo de sobreviventes que se torna o centro da trama. O grupo migra para vários lugares com o intuito de permanecerem vivos a todo custo, lutando contra seus principais inimigos - os zumbis - e contra ameaças secundárias, mas igualmente perigosas (e que se tornam ainda mais perigosas com o decorrer das temporadas): os outros humanos. 24

The Walking Dead funciona porque sabe se recriar: cada temporada apresenta um cenário novo e uma problemática nova, mesmo que o tema principal seja sempre a sobrevivência. O sucesso de crítica vem do roteiro forte e do elenco talentoso, que garantem a qualidade total da série, frequentemente presente nas listas dos programas de televisão mais assistidos e comentados nos Estados Unidos e no mundo. Foi nomeada ao Globo de Ouro de Melhor Série de Drama em 2010. O hit sobrenatural teve sua quarta temporada finalizada em 2014 e encaminha-se para uma quinta temporada que promete ter tanto sucesso quanto as outras. O tema pode até parecer desgastado e ter adquirido uma aura grotesca, mas The Walking Dead consegue equilibrar com primazia ótimos personagens e questões filosóficas sobre sobrevivência, justiça e até mesmo amor, e fazer uma série sobre mortos vivos canibais parecer surpreendentemente convincente e real.

Há nove temporadas Supernatural segue a vida dos irmãos Dean e Sam Winchester, caçadores de seres sobrenaturais. Como uma série sobre monstros com apenas dois personagens fixos (às vezes o anjo Castiel também é protagonista) pode ter material para tantas temporadas e fazer tanto sucesso? Baseando-se em praticamente todas as lendas e folclores conhecidos mundialmente, até mesmo dedicando temporadas ao Apocalipse, a série se equilibra com episódios extremamente sérios e outros praticamente de comédia, e impressiona pela capacidade de relacionar tantas histórias e seres fantásticos sem perder o fio da meada. Atrai o público pela trama ágil e dinâmica e pelo carisma dos atores, que é transmitido nos personagens. Supernatural tem sua legião de fãs devotos (os hunters) que mantêm o sucesso do hit do canal CW. No Brasil, é exibido pela Warner. 25


Sobrenaturais

The Walking Dead já virou febre. A tão conhecida série de zumbis possui grande sucesso de público e de crítica desde sua estreia nos Estados Unidos, em 2010, quando a primeira temporada foi ao ar no canal AMC. Baseada em uma série de quadrinhos escrita por Robert Kirkman, Tony Moore e Charlie Adlard, a adaptação para as telinhas traz o mesmo nome que a obra impressa. A série inicia-se quando o xerife Rick Grimes (Andrew Lincoln) acorda em um hospital após um incidente no trabalho e descobre que o mundo foi devastado por zumbis. Rick vai à busca de sua família e, ao encontrá-la, acaba virando líder de um grupo de sobreviventes que se torna o centro da trama. O grupo migra para vários lugares com o intuito de permanecerem vivos a todo custo, lutando contra seus principais inimigos - os zumbis - e contra ameaças secundárias, mas igualmente perigosas (e que se tornam ainda mais perigosas com o decorrer das temporadas): os outros humanos. 24

The Walking Dead funciona porque sabe se recriar: cada temporada apresenta um cenário novo e uma problemática nova, mesmo que o tema principal seja sempre a sobrevivência. O sucesso de crítica vem do roteiro forte e do elenco talentoso, que garantem a qualidade total da série, frequentemente presente nas listas dos programas de televisão mais assistidos e comentados nos Estados Unidos e no mundo. Foi nomeada ao Globo de Ouro de Melhor Série de Drama em 2010. O hit sobrenatural teve sua quarta temporada finalizada em 2014 e encaminha-se para uma quinta temporada que promete ter tanto sucesso quanto as outras. O tema pode até parecer desgastado e ter adquirido uma aura grotesca, mas The Walking Dead consegue equilibrar com primazia ótimos personagens e questões filosóficas sobre sobrevivência, justiça e até mesmo amor, e fazer uma série sobre mortos vivos canibais parecer surpreendentemente convincente e real.

Surpreendentemente, a série de horror de maior sucesso da FX possui os mesmos criadores de American Horror Story uma série completamente diferente: Glee. Mas American Horror Story conquistou seu próprio lugar no topo com os temas aterrorizantes e um toque assombrado e perturbado de roteiro e direção. Cada temporada configura uma pequena história de horror americana com um tema diferente. Até agora foram Murder House (a temporada se passa numa casa assombrada), Asylum (em um hospício), Coven (foca em um grupo de bruxas) e a quarta, como divulgado, será Freak Show (sobre um circo bizarro). A série já ganhou dois Emmys e um Globo de Ouro. No Brasil, é exibida pela FOX. Sucesso estrondoso da MTV, Teen Wolf é baseada levemente no filme de mesmo nome (atenção: levemente). Após ser transformado em lobisomem, Scott tem que lidar com as mudanças de seu corpo e de sua vida, contando com a ajuda de Derek, um lobisomem solitário; Stiles, seu melhor amigo humano; Allison, seu interesse amoroso (o que fica um pouco complicado quando a família dela se revela uma dinastia de caçadores de lobisomens) e da colega Lydia, constantemente assombrada pelo desconhecido. A série evoluiu muito desde sua primeira temporada, e chegou a ganhar um aumento de episódios na terceira temporada pela grande audiência. A quarta temporada começa em julho. No Brasil, vai ao ar pela Sony.

Há nove temporadas Supernatural segue a vida dos irmãos Dean e Sam Winchester, caçadores de seres sobrenaturais. Como uma série sobre monstros com apenas dois personagens fixos (às vezes o anjo Castiel também é protagonista) pode ter material para tantas temporadas e fazer tanto sucesso? Baseando-se em praticamente todas as lendas e folclores conhecidos mundialmente, até mesmo dedicando temporadas ao Apocalipse, a série se equilibra com episódios extremamente sérios e outros praticamente de comédia, e impressiona pela capacidade de relacionar tantas histórias e seres fantásticos sem perder o fio da meada. Atrai o público pela trama ágil e dinâmica e pelo carisma dos atores, que é transmitido nos personagens. Supernatural tem sua legião de fãs devotos (os hunters) que mantêm o sucesso do hit do canal CW. No Brasil, é exibido pela Warner. 25


Sitcoms

É irônico para uma série tão atrelada à ciência, mas somente “evolução” explica The Big Bang Theory. É impressionante como uma temporada sempre supera a anterior e, com a sétima, não foi diferente. Seu grande mérito está em explorar, como em nenhuma das outras, as peculiaridades emocionais de cada um dos personagens e as várias relações entre eles. Chuck Lorre conseguiu encontrar o equilíbrio ideal entre a liberdade de roteiro de uma sitcom e a continuidade necessária à verossimilhança e ao aprofundamento dos relacionamentos. Isso resulta num enredo mais consistente e melhor estruturado, elevando o já altíssimo nível da série. Ressalta-se, aqui, que a alusão a “relacionamentos” é muito mais abrangente do que parece. É evidente que a proximidade emocional entre os casais acentua-se consideravelmente nessa temporada. Entretanto, há algo ainda mais significativo que as relações amorosas: o enorme crescimento de intimidade nas relações paralelas 26

dentro do próprio grupo, que deixa de ser uma união circunstancial de “amigos em comum” e se fortalece como instituição. Utilizando-se dos tradicionais eventos inusitados, a trama nos dá o prazer de testemunhar a construção de laços inimagináveis. Como se isso não fosse o suficiente, as inconsistências do enredo, há muito sem explicação, são finalmente esclarecidas. É o caso da carreira de atriz de Penny, que, ao voltar à pauta, expõe o momento de fragilidade e a crise de identidade da personagem. Todos esses fatores, atrelados à criatividade ímpar das situações de cada episódio, ajudam a entender o sucesso retumbante da série, renovada para mais três temporadas numa só assinatura. Direção inteligente, personagens apaixonantes, atuações excepcionais e, mais do que nunca, roteiro sólido: para alívio e regozijo dos fãs, tudo isso parece muito distante do fim. O brilhante Jim Parsons terá tempo de sobra para estender sua coleção de Emmy Awards. Espera-se também que a produção

leve o Globo de Ouro que lhe falta. Fica a torcida. Falta de merecimento, definitivamente, não será um problema.

Questionadora de paradigmas, vencedora de cinco Emmy Awards (num ano em que todos os seus atores adultos foram indicados) e marcada por singularidade, Modern Family, além de sucesso de audiência, é aclamada pela crítica. Apesar de algumas polêmicas quanto à questão de gênero, é inegável seu aspecto inovador, manifestado na reflexão sobre a família tradicional e na decorrente constatação de que as diferentes formatações em nada ferem a integridade da instituição. Ambientada em Los Angeles, a série retrata as famílias de Jay Pritchett e de seus filhos Claire e Mitchell. Sua quinta temporada terá início em setembro deste ano.

Difícil pensar numa estreia mais bem sucedida que a de Brooklyn Nine-Nine. Em sua primeira temporada, já levou dois Globos de Ouro, incluindo o de melhor série de comédia, e foi o grande destaque da noite de premiações. Jake Peralta é um imaturo, apesar de talentoso, detetive da polícia de Nova York. Assim como seus colegas, não leva muito a sério o trabalho, como sugere o slogan “The law. Without the order” da produção, numa clara e perspicaz referência à consagrada série criminal. O cotidiano marcado pelo descaso muda completamente com a chegada do severo capitão Ray Holt, com quem Jake passa a ter constantes conflitos. Naturalmente, a segunda temporada da série já foi garantida e estreará em setembro de 2014.

Vencedora de um Globo de Ouro, Parks and Recreation desenvolve-se em formato de documentário. Leslie Knope, do departamento de parques, deve ajudar a enfermeira Ann Perkins a transformar um espaço abandonado num parque para a comunidade. O que Leslie não esperava era ter de enfrentar vizinhos grosseiros, imobiliários corruptos e o próprio processo burocrático, que tanto defende. Outro obstáculo em seu caminho é Ron Swanson, um liberal que odeia o governo e personifica um americano conservador clássico. A inteligente sátira à política estadunidense prepara-se para sua sétima e última temporada. 27


Sitcoms

É irônico para uma série tão atrelada à ciência, mas somente “evolução” explica The Big Bang Theory. É impressionante como uma temporada sempre supera a anterior e, com a sétima, não foi diferente. Seu grande mérito está em explorar, como em nenhuma das outras, as peculiaridades emocionais de cada um dos personagens e as várias relações entre eles. Chuck Lorre conseguiu encontrar o equilíbrio ideal entre a liberdade de roteiro de uma sitcom e a continuidade necessária à verossimilhança e ao aprofundamento dos relacionamentos. Isso resulta num enredo mais consistente e melhor estruturado, elevando o já altíssimo nível da série. Ressalta-se, aqui, que a alusão a “relacionamentos” é muito mais abrangente do que parece. É evidente que a proximidade emocional entre os casais acentua-se consideravelmente nessa temporada. Entretanto, há algo ainda mais significativo que as relações amorosas: o enorme crescimento de intimidade nas relações paralelas 26

dentro do próprio grupo, que deixa de ser uma união circunstancial de “amigos em comum” e se fortalece como instituição. Utilizando-se dos tradicionais eventos inusitados, a trama nos dá o prazer de testemunhar a construção de laços inimagináveis. Como se isso não fosse o suficiente, as inconsistências do enredo, há muito sem explicação, são finalmente esclarecidas. É o caso da carreira de atriz de Penny, que, ao voltar à pauta, expõe o momento de fragilidade e a crise de identidade da personagem. Todos esses fatores, atrelados à criatividade ímpar das situações de cada episódio, ajudam a entender o sucesso retumbante da série, renovada para mais três temporadas numa só assinatura. Direção inteligente, personagens apaixonantes, atuações excepcionais e, mais do que nunca, roteiro sólido: para alívio e regozijo dos fãs, tudo isso parece muito distante do fim. O brilhante Jim Parsons terá tempo de sobra para estender sua coleção de Emmy Awards. Espera-se também que a produção

leve o Globo de Ouro que lhe falta. Fica a torcida. Falta de merecimento, definitivamente, não será um problema.

Questionadora de paradigmas, vencedora de cinco Emmy Awards (num ano em que todos os seus atores adultos foram indicados) e marcada por singularidade, Modern Family, além de sucesso de audiência, é aclamada pela crítica. Apesar de algumas polêmicas quanto à questão de gênero, é inegável seu aspecto inovador, manifestado na reflexão sobre a família tradicional e na decorrente constatação de que as diferentes formatações em nada ferem a integridade da instituição. Ambientada em Los Angeles, a série retrata as famílias de Jay Pritchett e de seus filhos Claire e Mitchell. Sua quinta temporada terá início em setembro deste ano.

Difícil pensar numa estreia mais bem sucedida que a de Brooklyn Nine-Nine. Em sua primeira temporada, já levou dois Globos de Ouro, incluindo o de melhor série de comédia, e foi o grande destaque da noite de premiações. Jake Peralta é um imaturo, apesar de talentoso, detetive da polícia de Nova York. Assim como seus colegas, não leva muito a sério o trabalho, como sugere o slogan “The law. Without the order” da produção, numa clara e perspicaz referência à consagrada série criminal. O cotidiano marcado pelo descaso muda completamente com a chegada do severo capitão Ray Holt, com quem Jake passa a ter constantes conflitos. Naturalmente, a segunda temporada da série já foi garantida e estreará em setembro de 2014.

Vencedora de um Globo de Ouro, Parks and Recreation desenvolve-se em formato de documentário. Leslie Knope, do departamento de parques, deve ajudar a enfermeira Ann Perkins a transformar um espaço abandonado num parque para a comunidade. O que Leslie não esperava era ter de enfrentar vizinhos grosseiros, imobiliários corruptos e o próprio processo burocrático, que tanto defende. Outro obstáculo em seu caminho é Ron Swanson, um liberal que odeia o governo e personifica um americano conservador clássico. A inteligente sátira à política estadunidense prepara-se para sua sétima e última temporada. 27


Reality Shows The Voice estreou em 2011, mas já possui seis temporadas completas. É a versão americana de um programa holandês, que conta com mais sete versões ao redor do mundo. Encontrou seu diferencial nas audições às cegas: os quatro jurados ficam virados de costas para os participantes. Assim, a escolha é feita sem base na aparência ou presença de palco do competidor. Com astros da música tomando a missão de treinadores e jurados, os participantes vão batalhando entre si até chegarem aos shows ao vivo, a partir dos quais são julgados pelo público. O vencedor ganha um contrato musical e 100 mil dólares. O reality ganhou o de Emmy de Melhor Reality Show em 2013. É exibido pela NBC nos Estados Unidos e, no Brasil, pela Sony.

Os Simpsons é a sitcom animada mais popular da televisão americana. A série é detentora de 27 Emmys, 25 temporadas e uma estrela na Calçada da Fama. Inspirou diversos jogos, além de um filme. O piloto foi ao ar em 17 de dezembro de 1989 e seu sucesso foi instantâneo. Através das aventuras dessa família disfuncional, a série é reconhecida pelas suas sátiras ao estilo de vida da classe média norteamericana, à televisão e aos aspectos humanos.

Os melhores tatuadores dos Estados Unidos disputam 100 mil dólares e o título de Ink Master, passando por diversos desafios que exigem habilidades específicas do mundo da tatuagem. A cada semana, os participantes precisam provar sua capacidade com uma tatuagem que segue um estilo escolhido pelos jurados e a pior tatuagem leva à eliminação do candidato. Apresentado por Dave Navarro, da banda Jane’s Addiction, e julgado também por Chris Nūnez e Oliver Peck, o programa mostra ao público tatuagens incríveis e, outras, nem tanto. Exibida no Spike, nos Estados Unidos, e no TLC, no Brasil.

Apresentado pela supermodelo Heidi Klum, Project Runway promove uma competição de moda entre vários estilistas. Os jurados são Heidi Klum; Michael Kors, estilista; Nina Garcia, diretora de moda da Elle; e o consultor Tim Gunn. O vencedor, além de se apresentar na New York Fashion Week com os outros dois finalistas, ainda recebe 100 mil dólares para montar sua própria coleção e uma matéria de capa na Elle. A série já gerou dois spinoffs. Vai ao ar nos EUA na Bravo e, no Brasil, é exibido nos canais Glitz e E!. Recebeu os Emmys de Melhor Edição de Reality Show em 2009 e Melhor Apresentador(a) de Reality Show em 2013. 28

Mais de 10 temporadas

Embora tenha sido criada inicialmente como um spin-off da série policial Law & Order, a série já conquistou uma identidade própria e um bom público. Ao longo das 13 temporadas, algumas alterações foram feitas no elenco principal, mas nada que atrapalhasse seu sucesso. A história gira em torno dos detetives da Unidade de Vítimas Especiais de Nova York e das investigações de crimes sexuais e hediondos. Law and Order: SVU já foi renovada para décima quarta temporada.

Two and a Half Men, sitcom americana conhecida por suas polêmicas, ataques verbais e demissões, chegou à décima primeira temporada esse ano e uma próxima já foi confirmada. A série está na sua segunda fase, pois todo o roteiro teve de ser repensado após a saída de Charlie Sheen, ator principal da série, e o afastamento de Angus T. Jones, que interpretava Jake. Apesar das mudanças, a série continua sendo um sucesso e já recebeu muitos prêmios em reconhecimento.

29


Reality Shows The Voice estreou em 2011, mas já possui seis temporadas completas. É a versão americana de um programa holandês, que conta com mais sete versões ao redor do mundo. Encontrou seu diferencial nas audições às cegas: os quatro jurados ficam virados de costas para os participantes. Assim, a escolha é feita sem base na aparência ou presença de palco do competidor. Com astros da música tomando a missão de treinadores e jurados, os participantes vão batalhando entre si até chegarem aos shows ao vivo, a partir dos quais são julgados pelo público. O vencedor ganha um contrato musical e 100 mil dólares. O reality ganhou o de Emmy de Melhor Reality Show em 2013. É exibido pela NBC nos Estados Unidos e, no Brasil, pela Sony.

Os Simpsons é a sitcom animada mais popular da televisão americana. A série é detentora de 27 Emmys, 25 temporadas e uma estrela na Calçada da Fama. Inspirou diversos jogos, além de um filme. O piloto foi ao ar em 17 de dezembro de 1989 e seu sucesso foi instantâneo. Através das aventuras dessa família disfuncional, a série é reconhecida pelas suas sátiras ao estilo de vida da classe média norteamericana, à televisão e aos aspectos humanos.

Os melhores tatuadores dos Estados Unidos disputam 100 mil dólares e o título de Ink Master, passando por diversos desafios que exigem habilidades específicas do mundo da tatuagem. A cada semana, os participantes precisam provar sua capacidade com uma tatuagem que segue um estilo escolhido pelos jurados e a pior tatuagem leva à eliminação do candidato. Apresentado por Dave Navarro, da banda Jane’s Addiction, e julgado também por Chris Nūnez e Oliver Peck, o programa mostra ao público tatuagens incríveis e, outras, nem tanto. Exibida no Spike, nos Estados Unidos, e no TLC, no Brasil. Apresentado pela supermodelo Heidi Klum, Project Runway promove uma competição de moda entre vários estilistas. Os jurados são Heidi Klum; Michael Kors, estilista; Nina Garcia, diretora de moda da Elle; e o consultor Tim Gunn. O vencedor, além de se apresentar na New York Fashion Week com os outros dois finalistas, ainda recebe 100 mil dólares para montar sua própria coleção e uma matéria de capa na Elle. A série já gerou dois spinoffs. Vai ao ar nos EUA na Bravo e, no Brasil, é exibido nos canais Glitz e E!. Recebeu os Emmys de Melhor Edição de Reality Show em 2009 e Melhor Apresentador(a) de Reality Show em 2013. 28

Mais de 10 temporadas

Embora tenha sido criada inicialmente como um spin-off da série policial Law & Order, a série já conquistou uma identidade própria e um bom público. Ao longo das 13 temporadas, algumas alterações foram feitas no elenco principal, mas nada que atrapalhasse seu sucesso. A história gira em torno dos detetives da Unidade de Vítimas Especiais de Nova York e das investigações de crimes sexuais e hediondos. Law and Order: SVU já foi renovada para décima quarta temporada.

Two and a Half Men, sitcom americana conhecida por suas polêmicas, ataques verbais e demissões, chegou à décima primeira temporada esse ano e uma próxima já foi confirmada. A série está na sua segunda fase, pois todo o roteiro teve de ser repensado após a saída de Charlie Sheen, ator principal da série, e o afastamento de Angus T. Jones, que interpretava Jake. Apesar das mudanças, a série continua sendo um sucesso e já recebeu muitos prêmios em reconhecimento.

29


Despedidas A série, iniciada em 2008, conta a história de Walter White, um professor de química que, após descobrir um câncer no pulmão, entra para o ramo das drogas com o objetivo de manter sua família financeiramente estável perante o problema. O enredo, a princípio simples, se tornou um dos dramas mais brilhantes do século XXI, elogiado por público e crítica, além de muito premiado. Ao longo de sua história, Breaking Bad recebeu 10 Emmys, além de inúmeros Golden Globes. O final da série foi considerado justo pela maior parte da audiência, ainda que fique a saudade. Para que seja amenizada, a série contará com um spin-off, chamado Better Call Saul, no qual o foco será o personagem Saul Goodman.

A série legen – wait for it – dary, iniciada em 2005, é a história de cinco amigos (sendo frequentemente comparada à Friends) contada a partir de Ted, que, no ano de 2050, começa a contar a seus filhos como conheceu a mãe deles. A partir daí, junto a Barney, Lily, Robin e Marshall, Ted vive inúmeras aventuras e romances. Destaque para Neil Patrick Harris, elogiado na pele do sedutor Barney, que já lhe rendeu um Critics Choice Award em 2011. Além desse, a série já ganhou diversos prêmios, entre os quais 7 Emmys. Ainda que os rumos do último episódio tenham desagradado a uma boa parcela dos fãs, How I Met Your Mother sem dúvida deixará saudades nos corações de muitos. Iniciada em 2007, Californication conta a vida de Hank, um escritor que passa por um bloqueio criativo enquanto tenta se ajustar à sua vida na Califórnia. Além dos problemas de todo homem adulto, Hank ainda precisa lidar com sua ex-namorada Karen e sua filha adolescente Becca. A série, que costuma ser apelidada de “Sex and the City do mundo masculino” (por abordar os problemas amorosos e sexuais do homem contemporâneo), já foi indicada a diversos prêmios, recebendo, inclusive, 1 Emmy e 1 Golden Globe. A sétima e última temporada de Californication estréia esse ano e deixará, sem dúvidas, saudades nos marmanjos de plantão. 30


Despedidas A série, iniciada em 2008, conta a história de Walter White, um professor de química que, após descobrir um câncer no pulmão, entra para o ramo das drogas com o objetivo de manter sua família financeiramente estável perante o problema. O enredo, a princípio simples, se tornou um dos dramas mais brilhantes do século XXI, elogiado por público e crítica, além de muito premiado. Ao longo de sua história, Breaking Bad recebeu 10 Emmys, além de inúmeros Golden Globes. O final da série foi considerado justo pela maior parte da audiência, ainda que fique a saudade. Para que seja amenizada, a série contará com um spin-off, chamado Better Call Saul, no qual o foco será o personagem Saul Goodman.

A série legen – wait for it – dary, iniciada em 2005, é a história de cinco amigos (sendo frequentemente comparada à Friends) contada a partir de Ted, que, no ano de 2050, começa a contar a seus filhos como conheceu a mãe deles. A partir daí, junto a Barney, Lily, Robin e Marshall, Ted vive inúmeras aventuras e romances. Destaque para Neil Patrick Harris, elogiado na pele do sedutor Barney, que já lhe rendeu um Critics Choice Award em 2011. Além desse, a série já ganhou diversos prêmios, entre os quais 7 Emmys. Ainda que os rumos do último episódio tenham desagradado a uma boa parcela dos fãs, How I Met Your Mother sem dúvida deixará saudades nos corações de muitos. Iniciada em 2007, Californication conta a vida de Hank, um escritor que passa por um bloqueio criativo enquanto tenta se ajustar à sua vida na Califórnia. Além dos problemas de todo homem adulto, Hank ainda precisa lidar com sua ex-namorada Karen e sua filha adolescente Becca. A série, que costuma ser apelidada de “Sex and the City do mundo masculino” (por abordar os problemas amorosos e sexuais do homem contemporâneo), já foi indicada a diversos prêmios, recebendo, inclusive, 1 Emmy e 1 Golden Globe. A sétima e última temporada de Californication estréia esse ano e deixará, sem dúvidas, saudades nos marmanjos de plantão. 30


Hiatus  

LG 2014-1_EC1_G4

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you