Issuu on Google+

mu

[Life Style]

[8 JUL 2010]

6

PACOTES DE INTERRAIL MODALIDADES » InterRail Global Pass (InterRail Global) Permite viajar em 30 países da Europa à tua escolha durante 15 dias, 22 dias ou 1 mês. » InterRail One Country Pass Válido para viajar num único país, com excepção de BósniaHerzegovina e Montenegro. » Benelux Pass A Bélgica, Holanda e Luxemburgo estão incluídos neste passe que engloba os três países. ONDE COMPRAR » Os passes podem ser adquiridos, no máximo com dois meses de antecedência, nas agências de viagens ou numa das estações de venda internacional da CP.

Viagens

INTERRAIL E COUCHSURFING. CONHECER A EUROPA DE COMBOIO E FAZER AMIGOS NOVOS

PRÓXIMA ESTAÇÃO:

UM SOFÁ NUM PAÍS DESCONHECIDO NAS FÉRIAS NÃO HÁ NADA MELHOR DO QUE PARTIR PARA O DESCONHECIDO E DESCOBRIR NOVOS LUGARES. JÁ ALGUMA VEZ FIZESTE UM INTERRAIL? NÃO? ENTÃO PREPARA A TROUXA E FAZ-TE À AVENTURA. AH, POIS! PORQUE VERÃO QUE É VERÃO FAZ-SE DE MOCHILA ÀS COSTAS. E NÃO TE PREOCUPES. SE NÃO QUERES DORMIR NO COMBOIO, TEMOS A SOLUÇÃO PARA TI: O COUCHSURFING. PODES FICAR EM CASA DE ESTRANGEIROS E FAZER NOVOS AMIGOS. PREPARADO PARA A VIAGEM?

ANDREIA ARENGA aarenga@mundouniversitario.pt

m dia, o Pedro quis descobrir como seria ficar uma temporada longe dos pais, ter de tomar decisões sozinho, conviver com as mesmas pessoas durante um mês e passar sem a comida deliciosa da mamã. Surgiu assim um projecto: juntar-se com os amigos e percorrer a Europa de comboio. «Foi no Verão de 2008, de 1 de Agosto até 4 de Setembro. Saímos de Lisboa e fomos para Madrid», conta o Pedro, estudante de Engenharia Mecânica no Instituto Superior Ténico.

U

VISITAR 30 PAÍSES NUM MÊS Em pouco mais de um mês percorreram praticamente toda a Europa de comboio, ao abrigo do sistema InterRail. De Espanha seguiram para França, Alemanha, Suíça, Holanda,

Bélgica, Croácia, Polónia, República Checa, Reino Unido, Escócia, passando sempre por diferentes cidades nos vários países, até regressarem a Lisboa. «Acho que batemos o recorde (risos). Escolhemos o passe para toda a Europa [InterRail Global Pass], com visita a países à nossa escolha, durante um mês. Custou à volta de 400 e poucos euros. Mas valeu a pena porque de outra forma tínhamos gasto milhares de euros só em viagens», diz. E desengane-se quem acha que o InterRail é um formato ultrapassado. Acaba por ser mais barato que ir de avião e, sobretudo, mais mágico. RITMO ALUCINANTE Mas embarcar numa experiência como esta e conseguir ver tudo em tão pouco tempo não é pêra doce. É preciso alguma disciplina e organização. O truque, conta-nos o Pedro, é acordar bem

cedo, procurar os melhores lugares para ver e explorar tudo ao máximo. «Acabámos por entrar naquele ritmo tão intenso. Quando chegávamos a um sítio dirigiamo-nos logo ao posto de informação para saber sempre três coisas: onde ficar, quais os melhores espaços para visitar e pedir o mapa da cidade. E isso ajuda imenso, porque não temos que tentar descobrir e poupamos tempo. E tínhamos sempre uma rotina que era acordar bem cedo e começar a explorar tudo.» MUITA DIVERSÃO E NOVAS CULTURAS Quando se pensa em InterRail pensa-se imediatamente em diversão, e também foi isso que levou o Pedro a apanhar o comboio. Partir de mochila às costas para lugares

completamente diferentes, conhecer novas culturas e pessoas. «Decidi fazer o InterRail primeiro pela diversão, por podermos explorar novas culturas e novos países.» Depois, a grande vantagem de um programa de férias deste género é pôr à prova capacidades ou ultrapassar obstáculos que, naturalmente, surgem em contextos inesperados, tais como os conflitos que podem surgir quando se está em equipa. «Acho que a maior dificuldade é teres que interagir com o mesmo grupo de pessoas durante um mês seguido e sempre nas mesmas condições. Por outro lado, é sentir que nos conseguimos tornar independentes. Eu vivo com os meus pais e sempre tive aquela dúvida de como é que seria estar sozinho, noutro país, durante um mês.»

Para informações mais detalhadas sobre preços e passes de viagem acede a www.cp.pt ou www.interrailnet.com.

Pedro na Suíça Pedro em

Itália

Pedro na Holanda


Reportagem Interail e Couchsurfing 1