Page 1

Gustavo Colombini (São Paulo, 1990)

Gustavo Colombini é dramaturgo e diretor teatral formado pela Universidade de São Paulo (ECA-USP) e fez parte da terceira turma do Núcleo de Dramaturgia SESI - British Council. Foi indicado ao Prêmio Shell de Teatro de São Paulo 2012, na categoria de Melhor Autor, pela peça O silêncio depois da chuva (2011). Integrante e cofundador do grupo artístico Cinza. Concebeu, dirigiu e escreveu as ações Ponto de Fuga (2014), na Casa do Povo e Planta (2013), realizado dentro da X Bienal de Arquitetura de São Paulo, ambas em parceria com o escritor João Dias Turchi. Foi dramaturgista do espetáculo infantil Para Meninos e Gaivotas (2013), selecionado para estrear no FIT - Festival Internacional de Teatro, de São José do Rio Preto. Escreveu Histórias para serem lidas em voz alta, selecionado para o prêmio ProAC de Criação Literária (2014), em coescritura com João Dias Turchi. Integra o coletivo 6 dramaturgos (junto a André Felipe-SC, Ligia Oliveria Souza-PR, Diogo Liberano-RJ, Diones Camargo-RS e Vinicius SouzaMG). Como o grupo, realizou a cena-intervenção A estrutura dos

intervalos de tempo entre as vírgulas do texto que eu nunca escrevi (2014), selecionada para o 15o. Festival de Cenas Curtas do Galpão Cine Horto, em Belo Horizonte-MG. Realizou o acompanhamento crítico-artístico da Mostra Hífen de Pesquisa-Cena 2014, no Rio de Janeiro-RJ. É dramaturgista e orientador em dramaturgismo atuante nos Núcleos de Artes Cênicas do SESI São Paulo (2013: SESI Araraquara, SESI São José do Rio Preto, SESI Vila das Mercês e SESI


realizou a exposição A imagem do texto no texto da imagem, projeto premiado pelo Edital SESI Arte Contemporânea de Curitiba, trabalho em parceria com Leonardo Araújo (exibição: novembro/2012 a março/2013 – SESI Curitiba – Paraná). Também escreveu “seis segundos a mais do que eles previram” (2011), pela Editora 3 dias, “CIDADE” (2012), publicação independente e "Duplicata" (2013), publicação independente com coautoria de Leonardo Araujo. Ministrou oficinas em diversas cidades brasileiras e na Argentina junto ao dramaturgo André Felipe (SC).

Distinções profissionais: Prêmio ProAC de Criação Literária (2014), pelo livro “Histórias para serem lidas em voz alta”. Indicação ao Prêmio Shell de Teatro de São Paulo (2011), na categoria de Melhor Autor, pela peça “O silêncio depois da chuva”. Destaque 2011 de Dramaturgia, pelo Caderno Teatral, por “O silêncio depois da chuva”. Premiado pelo I Concurso Jovens Dramaturgos, realizado pelo Teatro Escola SESC (2011), no Rio de Janeiro,

pelo texto inédito “A sinfonia”.


portfólio

Revista Pesquisa Fapesp – n.210. Jornalista: Gustavo Fioratti. 2013. (páginas 90/91)


ponto de fuga (2014) Ação realizada na Casa do Povo Cinza Direção, concepção e textos: Gustavo Colombini e João Dias Turchi


planta (2013) Ação realizada dentro de um apartamento para ser visto do Minhocão (Elevado Costa e Silva)

Evento integrante da X Bienal de Arquitetura (2013) Cinza Direção, concepção e textos: Gustavo Colombini e João Dias Turchi


Folha de São Paulo – 23 de novembro de 2013. Jornalista: Gustavo Fioratti. (Ilustrada - página E5)


a estrutura de intervalos de tempo entre as vírgulas do texto que eu nunca escrevi (2014) Ação realizada pelo grupo 6 dramaturgos 15º. Cenas Curtas do Festival do Galpão Cine Horto Belo Horizonte/MG


o silêncio depois da chuva (2011) Dramaturgia: Gustavo Colombini Direção: Leonardo Moreira Elenco: Thiago Amaral, Gisela Millás e Fabricio Licursi Indicada ao Prêmio Shell 2011 nas categorias Melhor Autor e Melhor Cenário


Endereรงo da pรกgina: http://www.cadernoteatral.com.br/destaque/destaques-2011-dramaturgia-e-direcao/


para meninos e gaivotas, um voo rasante Espetáculo infantil (2013). Direção Marcio Pimentel e Marcelo Denny Selecionado para estrear no FIT – Festival Internacional de Teatro, de São José do Rio Preto Elenco: Rodrigo Scarpelli, Melany Kern e Conrado Caputo


Prefácio de Sidnei Cruz* para “A sinfonia”, texto de Gustavo Colombini. Premiado pelo I Concurso Jovens Dramaturgos – SESC RJ (2011) *Sidnei Cruz é dramaturgo e diretor teatral (Unirio), MBA em Gestão Cultural (Ucam) e mestre em Bens Culturais e Projetos Sociais (FGV-RJ).

2

1

3

4


carta de intenção (2013) o carta de intenção é um grupo de pesquisa, exercício e experimentação voltado a práticas que se interseccionam entre arte e literatura. O objetivo do grupo é conceber a produções de publicações, exposições e seminários que apresentem a pesquisa de conteúdo a partir de experimentações gráficas e textuais com a linguagem. Na maioria das vezes as produções são realizadas através de exercícios compartilhados entre todos os integrantes do grupo. Por isso, a abordagem da construção criativa desse projeto se estabelece a partir do entendimento da escrita como laboratório.


http://www.atelieaberto.art.br/carta-de-intencao/


*


a imagem do texto no texto da imagem (2012) o projeto a imagem do texto no texto da imagem é uma realização conjunta entre o crítico Leonardo Araujo e o dramaturgo Gustavo Colombini. Unindo a escrita criativa e uma estruturação própria de apreensão do texto, a dupla propõe uma reconfiguração imagética e imaginária de dois textos literários de autoria própria. São eles Fórmica, de Gustavo Colombini e Duas em Uma (ou) Uma em Duas, de Leonardo Araujo. Dentro dessa proposta, iniciou-se uma concepção sobre uma possível “palestra visual” dos textos trabalhados e a partir dela foi lançado o desafio de pensa-la como exposição. Almejar a desfronteirização entre as diversas áreas da produção cultural (literatura, dramaturgia, artes visuais, crítica de arte e uma metodologia própria) foi a provocação principal que influenciou os autores.


Link do conteĂşdo: http://www.sesipr.org.br/cultura/FreeComponent14094content200777.shtml


dramaturgismo – SESI 2013/2014


portfolio gustavo colombini