Issuu on Google+

www.jornalocidental.com.br Entrevista com Raffa Santoro, DJ, Produtor e ativista social [5]

Cidade Ocidental perde Neto [12]

Jornal Ocidental COMPROMISSO

COM O LEITOR

Fundado “Sem Nome” em 25 de agosto de 1991 por David Budin (1951 a 1998) e Maria Madalena (1955 a 2007) Ano XIX Edição nº 276 Junho de 2011 Distribuição Gratuíta

Segurança Pública e Ações Sociais

30%

[11]

Cultura

Crônica

Ações sociais de Alex são premiadas em Goiânia [3]

Fim do mundo: elucubrações da mente infantil [2]

contato@jornalocidental.com.br


2

Opinião e Direito

Quando eu era pequeno, morria de medo do fim do mundo. Mesmo sem saber do que se tratava exatamente. Os poucos canais de TV que exstiam, insistiam em tratar do tema. Vivíamos nos anos 70 e 80 e a programação era escassa. Volta e meia, Cid Moreira, com aquela voz arrepiante, anunciava o tema: “o mundo vai acabar no ano 2000?”, perguntava ao telespectador assombrado. Há trinta e poucos anos atrás, o ano 2000 parecia muito longe, então plenamente aceitável que o mundo acabasse em uma data tão distante. Na escola nós contávamos quantos anos faltava para a data infame. “Faltam vinte anos para o mundo acabar”, brincávamos com coisa séria. Parecia falta de assunto: quando não falavam de inflação e discos voadores, falavam de fim de mundo. “O mundo não vai acabar, as pessoas é que acabarão!”, diziam os mais radicais e ferozes, já desanimados com tudo e todos. EXPEDIENTE Jornal Ocidental Fundado “Sem Nome” em 25 de agosto de 1991 por David Budin (1951-1998) e Maria Madalena (1955-2007) Presidenta Darla Budin contato@jornalocidental.com.br Editor Geral André Brito andrebrito@jornalocidental.com.br Projeto Gráfico André Brito Reportagem (61) 9222-6588 Entre em contato: (61) 3605-3082 (61) 9179-7047 (61) 9222-6588 www.jornalocidental.com.br

C h a r g e

O Fim dos Tempos

Eu tenho direito?

André Brito

Dra. Sheila D’ávila

andrebrito@jornalocidental.com.br

davilasheila@gmail.com

Para mim era igualmente assustador. Como viver em um mundo sem ninguém? Quem faria minha comida e me levaria para a escola? Criança tem cada uma. Os tais discos voadores me aterrorizavam também. Relatos de abdução, supostos pousos e voos suspeitos eram

“H

oje em dia dou muita risada de tudo isso. Será que na época, não seriam apenas metáforas?” os assuntos dos quais eu fugia sempre. Queria me ver sair “voado” da sala era iniciar qualquer desses temas. Hoje em dia dou muita risada de tudo isso. Será que na época, não seriam apenas metáforas que Cid usava para criticar a ditadura militar? Algo como “o mundo acabará em 2000 se a população não for às ruas e protestar contra os militares”.

E os discos? O mundo vivia uma bagunça, com guerras e tudo o mais, o que esses caras iriam querer fazer aqui? A metáfora talvez fosse “precisamos usar nossa imaginação para fugir dos problemas de hoje” ou “a TV tem que ‘inventar’ notícias, pois a censura não permite novas abordagens”. Mas o medo é inerente ao ser humano. O medo do desconhecido é mais latente nas crianças, isso é fato. Talvez mais em algumas do que em outras. E esse medo com o passar do tempo, não vira propriamente pavor, mas transforma-se em hesitação, ouso teorizar. Tinha também medo de filme de terror. Poltergeist, O Exorcista, A Profecia, entre outros filmes terríveis. Hoje não. Hoje sou um adulto dos mais machos. Hoje vai passar O Exorcista na TV a cabo. Mas por via das dúvidas vou mudar de canal, dormir mais cedo e ler a Bíblia. Nunca se sabe.

Telefones Úteis Gabinete do Prefeito 3625-1322 Sec. de Viação e Obras 3903-2006 Sec. de Educação 3903-2010 Sec. de Saúde 3903-2018 Sec. de Finanças 3903-2022 / 2065 / 2064 Sec. de Meio Ambiente 3903-2026 Recursos Humanos 3625-1860 Câmara Municipal 3625-6110

Fórum 3625-7568 / 3625-5009 Hospital Municipal 3903-2045 Laboratório Municipal 3903-2038 Centro de Reabilitação 3903-2021 Assistência Social 3605-3695 Conselho Tutelar 3903-2035 Ministério Publico 3625-1531 Cadeia Pública 3625-6609

A.D.E. | Cidade Ocidental - Este mês tenho que pagar o IPTU e gostaria de saber para que serve, se é útil ou apenas mais um imposto? Querida A.D.E., o Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) é um imposto brasileiro instituído pela Constituição Federal cuja incidência se dá sobre a propriedade urbana. Ou seja, o IPTU tem como “Fato Gerador” a propriedade, o domínio útil ou a posse de propriedade imóvel localizada em zona urbana ou extensão urbana. Em caso de áreas rurais, o imposto sobre a propriedade do imóvel é o ITR. Os contribuintes do imposto são as pessoas físicas ou jurídicas que mantém a posse do imóvel, por justo título. A função do IPTU é tipicamente fiscal, embora também possua função social. Sua finalidade principal é a obtenção de recursos financeiros para os municípios, embora ele também possa ser utilizado como instrumento urbanístico de controle do preço da terra. Serve para garantir a população de Cidade Ocidental uma melhor qualidade de vida, pois o valor arrecadado com ele será usado para estruturar escolas, melhorias na saúde públicas, obras que irão garantir mais beneficio para nossa população. O IPTU é calculado a partir de alíquota (definida por lei) que pode ser alterada a cada ano. É pago sobre toda propriedade urbana, seja ela imóvel edificado (casas e apartamentos) ou terreno sem qualquer benfeitoria. O imposto anualmente pago pelo contribuinte é calculado sobre o chamado valor venal do imóvel (valor de venda). Então devese aproveitar o desconto concedido para evitar problemas judiciais, e ainda participar de sorteios de veículos, computadores e bicicletas. MCG | Cidade Ocidental - Estou em um processo de inventário e preciso de um documento chamado FORMAL DE PARTILHA, o que significa e para que serve? Caro M.C.G., o formal de partilha é um título judicial extraído dos autos e expedido pelo juízo do qual tramitou o processo de inventário, e, depois de finalizado o devido processo serve para regular os deveres e regularizar os direitos dos herdeiros após o termino do inventário, ou após o término dos processos de separação, divórcio, anulação e nulidade de casamento. Este documento, além de regido pelo Código de Processo Civil, é aceito para fins de registro junto aos Cartórios extrajudiciais, haja vista que também possui regimento pela Lei federal 6.015/73, denominada Lei de Registros Públicos, até mesmo

por ser um título judicial, conforme mencionado. Ele irá formalizar para os herdeiros poderem ter um documento definitivo onde informa o que ficou com quem. Deverá ser composto de uma sentença declarativa, que atribui aos interessados na sucessão, os direitos/ patrimônios que foram deixados pelo sucedido ou pela separação. A.S.D. | Friburgo - Sou divorciado, tenho dois filhos menores e estou tendo problemas com minha ex. Ela fica sempre fala mal de mim e de minha atual esposa, os filhos estão ficando distantes e estou me sentindo rejeitado por eles. O que devo fazer? Respondi esta mesma questão em outra edição e parece que este tipo de situação está se tornando mais habitual do que imaginamos. Realmente você deve se preocupar, pois esta é uma situação usual, mas nem por isso normal, pois é uma perversão contra a criança que não teve culpa alguma na separação dos pais e já existe uma lei que protege o comportamento definido por Síndrome investigada por Gardner, significando distúrbios psicológicos, ansiedade e pânico nos menores. É a Lei 12.318/2010, que trata da ALIENAÇÃO PARENTAL que é “a interferência na formação psicológica da criança ou do adolescente promovida ou induzida por um dos genitores, pelos avós ou pelos que tenham a criança ou adolescente sob a sua autoridade, guarda ou vigilância para que repudie genitor ou que cause prejuízo ao estabelecimento ou à manutenção de vínculos com este.” As atitudes que definem a AP são: realizar campanha de desqualificação da conduta do genitor no exercício da paternidade ou maternidade; dificultar o exercício da autoridade parental; dificultar contato de criança ou adolescente com genitor; dificultar o exercício do direito de convivência familiar; omitir deliberadamente informações pessoais relevantes sobre a criança ou adolescente; apresentar falsa denúncia contra genitor, contra familiares deste ou contra avós para dificultar a convivência deles com a criança ou adolescente e mudar o domicílio para local distante, visando a dificultar a convivência da criança ou adolescente com o outro genitor ou sua família. Fora casos que podem ser declarados pelo Juiz ou peritos. A pena vai desde advertência até a alteração da guarda. Se você verificar que realmente seu filho está sofrendo de AP, você deve procurar a justiça e fazer valer seus direitos e mais ainda, preservar seus filhos.

Jornal Ocidental / Junho de 2011


Nossa Cidade

3

Alex Batista é premiado em Goiânia

Fotos: Cledson Rodrigues

André Brito A revista Fala Prefeito, períodico voltado ao poder executivo dos municipios, em reconhecimento ao programas sociais que atendem mais de cinco mil crianças em Cidade Ocidental, premiou Alex Batista (PR), prefeito da cidade. A condecoração foi entregue a políticos e empresários que fizeram a diferença no ano de 2010. O Prêmio Os Melhores da Política foi realizado em Goiânia e contou com mais de 50 personalidades, entre políticos, empresários e jornalistas. O prefeito Alex Batista foi o único a ser citado pelo presidente da revista e do instituto de pesquisa EPP, Paulo Rodrigues. “É muito gratificante

premiar quem realmente trabalha, como, por exemplo, o prefeito de Cidade Ocidental, Alex Batista, que realiza um trabalho fantástico na sua cidade”, disse o jornalista. Na oportunidade, Rodrigues também falou da diminuição dos índices de violência no município de Cidade Ocidental, que baixou este indicador em 30%, feito inédito entre os municípios do Entorno Sul. “Nossos números baixaram, pois estamos dando atenção aos jovens e crianças através dos programas sociais. Afastá-los das ruas tem sido fundamental para a diminuição da violência”, disse o prefeito Alex. Os programas sociais exis-

Jornal Ocidental / Junho de 2011

tentes no município são mantidos com recursos da Prefeitura oriundos do Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana - IPTU e outros impostos municipais. Para elaborar os projetos e programas sociais, tais como Karatê, Capoeira nas Escolas, Fanfarras (bandas) de música nas escolas, curso de línguas e várias outras atividades, Alex usa de seus conhecimentos como educador, além de sua vivência na própria cidade, tendo em vista ser natural da localidade e conhecer bem os anseios da comunidade. Com isso, oferece-se oportunidades para os cidadãos para garantir o futuro dos jovens, pois o futuro começa aqui.

Começa a 33ª Festa de Santo Antônio Teve inicio na última sextafeira, 27, a 33ª edição da tradicional Festa de Santo Antônio, em Cidade Ocidental. A festa do padroeiro de Cidade Ocidental é organizada pela paróquia local todos os anos, fazendo parte do calendário cultural de eventos da cidade que é prestigiada por jovens e adultos de todas as localidades do município ocidentalense. Realizada em frente à Igreja Católica, na praça Santo Antônio a festa este ano contará com shows, touro mecânico, brinquedos infláveis e é claro, com as tradicio-

nais barraquinhas de comidas típicas dessa época do ano. Realizada entre 27 de maio e 13 de junho, as barraquinhas começaram mais cedo. Desde o início da semana, voluntários preparam o local com enfeites, comidas e acertam os últimos detalhes para o início da festividade, que sempre tem inicio após a missa. O Prefeito Alex Batista, além do apoio dado, como sempre, abriu as festividades (foto), hasteou a bandeira do município e animará o Bingo, seguindo a tradição da cidade.(AB)


4

RIDE e Goiás

Educação discute ações de combate à violência nas escolas

Ligações entre RIDE e DF estão mais baratas desde o dia 28/5 Cerca de 68 milhões de moradores de 560 municípios brasileiros desde 28/05 estão pagando mais barato para falar por telefone fixo com municípios vizinhos. Os usuários de 39 regiões metropolitanas e de três regiões integradas de desenvolvimento poderão fazer chamadas para cidades

que tenham proximidade e o mesmo código de área nacional (DDD) ao custo de ligação local. A mudança nas tarifas faz parte da revisão do regulamento sobre áreas locais para o Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC), promovida pela Anatel.

Presídio de Cidade Ocidental constrói estacionamento

A Subsecretaria Regional de Educação de Luziânia reuniu representantes da Polícia Militar, do Conselho Tutelar, da Promotoria Pública, do Conselho da Infância e Juventude e das secretarias municipais de Educação e mais educadores de cinco municípios jurisdicionados à subsecretaria (Cidade Ocidental, Cristalina, Luziânia, Nova Gama e Valparaíso de Goiás) para discutir ações de combate à violência nas escolas da rede estadual localizadas na região. Neste primeiro encontro, realizado em Luziânia, foram traçadas algumas estratégias como o retorno da Patrulha Escolar às ruas, o apoio ostensivo da PM às escolas e a for-

matação de diversos projetos voltados para a cultura de paz entre gestores, professores, alunos e a comunidade. Na atividade também foi abordada a importância da família na educação e os limites que os jovens devem ter fora e dentro do ambiente escolar. Com o apoio do Instituto Euvaldo Lodi - IEL, outra ação realizada no município foi a palestra “O ser que eu quero ser”, oferecida aos gestores das 60 unidades de ensino vinculadas à Subsecretaria de Luziânia. A palestra teve como objetivo resgatar a autoestima desses profissionais e dar-lhes mais embasamento para que eles possam lidar melhor com situações de violência.

Segurança Em Novo Gama foram definidas, com o apoio da PM, medidas emergenciais, voltadas principalmente para o Colégio Estadual Novo Gama e a escola estadual de mesmo nome, onde são altos os índices de violência. Para garantir a segurança dos estudantes foi disponibilizada pela PM uma viatura para o período das aulas. Recentemente, grupos formados por estudantes das duas escolas se envolveram em brigas. Segundo informações da Secretaria, no município de Cristalina, uma vez por mês, haverá encontro para adoção de novas medidas de combate à violência nas 60 escolas, todas localizadas no entorno do DF.

A unidade prisional de Cidade Ocidental, da 3ª Regional Entorno da Agência Goiana do Sistema de Execução Penal, concluiu, na terça-feira, dia 10, a construção de um estacionamento externo com sete vagas para servidores e visitantes. A obra, realizada por detentos do presídio, contou com apoio da Prefeitura Municipal, Conselho da Comunidade e doações da sociedade em geral. “Com

ajuda dos parceiros, agora temos estacionamento adequado para oferecer aos visitantes e autoridades. Estamos gratos pela ajuda e pelas melhorias que pudemos proporcionar ao presídio”, completa o diretor da unidade, Teomar Maciel da Conceição. Mais informações: (62) 3201 6013 Fonte: Goiás Agora

Assumiu a Vice-Presidência do Partido Trabalhista Brasileiro, (PTB), do Estado de Goiás, o competente advogado eleitoral, Dr. Hyulley Machado: “É com muita responsabilidade que assumimos essa nova missão e iremos trabalhar muito em prol do crescimento e da consolidação do nosso querido Estado de Goiás.”, afirmou Hyulley.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CIDADE OCIDENTAL SECRETARIA DE SAÚDE DIVISÃO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA

Atribuições da Vigilância Sanitária 1. Fiscalização e apreensão de mercadorias vencidas no comércio local 2. Apreensão de carne clandestina 3. Inutilização e incineração das mercadorias apreendidas (carne e mercadorias vencidas) no Aterro Sanitário 4. Vistoria de denúncias de esgoto à céu aberto 5. Vistoria em currais e chiqueiros na Zona Urbana e Rural 6. Fiscalização e Vistoria em Câmaras Frias nos mercados do município 7. Coleta e inutilização de material perfuro-cortante nas Unidades Básicas e Farmácias de Saúde

Jornal Ocidental / Junho de 2011


Entrevista com DJ Raffa

5

Cultura

Claudio Rafaelo Santoro começou como dançarino de Break nos anos 80 e nunca mais parou. Filho do maestro Claudio Santoro, que dá nome ao Teatro Nacional, Raffa se tornou rapper e produtor de Hip-Hop em Brasília. Na década de 90 esteve em Cidade Ocidental com Os Magrellos e fizeram um show que levou muita gente a seguir a carreira de rapper e DJ, mudando suas vidas para sempre.Acompanhe esse papo revelador. Leia a íntegra da entrevista em www.jornalocidental.com.br. [André Brito] Como começou sua paixão pelo Movimento Hip-Hop e a Black Music? Começou em 1982 quando eu tinha 14 anos. É claro que tive que pesquisar muito para entender o porquê do Hip Hop do Break ou Eletrofunk que estava despontando na época com o África Bambaataa. Mas tive professores maravilhosos que me ensinaram tudo sobre blues, soul, funk, disco. Foram os DJs Alexandre Medeiros, Elivio Blower, Zinho e Nino Mix. Esses dois últimos principalmente porque eu freqüentava os bailes da Dizzy Som no Núcleo Bandeirante e foi lá que eu compreendi como tudo havia começado e chegado até os sons da época.

Mudou muita coisa. Na nossa época não tínhamos nenhuma referência. Éramos pioneiros e não sabíamos o que estávamos fazendo. Tudo era na raça e coragem. Depois fomos aprendendo aos poucos. Hoje em dia os grupos sabem como proceder sem errar. Mesmo assim muitos erram. O principal neles, para mim, é fazer música pensando em dinheiro fama e mulher. Música se faz com amor, com verdade e acreditando em seu trabalho sem se levar por modismos ou rótulos. Fazer aquilo que acreditamos. O reconhecimento e dinheiro vêm com muito trabalho honesto e humildade acima de tudo. É nisso que acredito com certeza.

Encontrou barreiras em casa ou mesmo entre os outros Rappers e DJs, no início de sua carreira? Encontrei barreiras com amigos que não entendiam porque um cara que morava na Asa Norte e era filho de um dos maiores maestros, regentes e compositores de música erudita do Brasil e do mundo, freqüentava a periferia de Brasília e gostava de Hip Hop. O HH sempre foi a minha veia ideológica e isso eu puxei de meu pai que tinha sido um dos fundadores do partido comunista do Brasil, revolucionário que sofreu muito com a ditadura militar tendo que fugir com sua família e morar no exílio para não ser torturado e morto. Mas com Rappers, B.Boys e DJs nunca encontrei barreiras e sim incentivos. Às vezes sofria o preconceito inverso. Das pessoas da periferia que não entendiam porque eu me sentia tão em casa entre eles. Mas ser a mesma pessoa com todos foi o que me deu um conceito de hoje poder freqüentar diversas quebradas por todo Brasil e ser respeitado nelas. Isso não se compra se conquista com humildade.

Naquela época, os Magrellos faziam muitos shows, inclusive em Cidade Ocidental que inspirou muita gente a cantar Rap e ser DJ. Tem alguma lembrança desse show? Esse na Cidade Ocidental naquele palco “altíssimo”(risos), é uma das melhores lembranças que tenho até hoje. Aquele dia foi maravilhoso. O público foi maravilhoso. Fiz muitos amigos naquele dia que tenho até hoje. Para mim, foi um dos marcos na minha vida profissional. E ter inspirado outros a seguir essa carreira foi muito bom e gratificante.

Raffa, fazendo uma análise do Hip-Hop nacional e brasiliense desde o disco “A Ousadia do Rap de Brasília” o que mudou de lá para cá?

Muitos Rappers que gravaram discos, ainda na época do vinil, embora tenham feito muito sucesso, desapareceram completamente do cenário. Foi falta de investimento em suas próprias carreiras em longo prazo ou falta de talento? Viver de sua arte é uma das coisas mais difíceis no Brasil. Quando se trata de Hip Hop a dificuldade aumenta muito. Então você conta nos dedos aqueles que tiveram cabeça em sua época e juntaram o pouco que ganharam e fizeram um pé de meia. Markão que tinha sido dos Magrellos e depois do Baseado nas Ruas comigo foi um desses exemplos que utilizaram com perfeição o pouco que ganharam. Hoje ele vive bem. Mais conheço gru-

Jornal Ocidental / Junho de 2011

pos que fizeram muito mais dinheiro do que eu e o Markão e gastaram tudo com drogas e mulheres e ficaram sem nada. Também conheço aqueles que saíram de cena por opção própria. E pra terminar aqueles que ficaram pra trás, não souberam se atualizar. E com isso perderam espaço no mercado. Me considero um artista reciclado e atualizado, por isso estou na ativa até hoje, graças a Deus por isso. Você acha que o Hip-Hop está mais politizado ou apenas mais inserido nas políticas sociais que iniciadas com o Governo Lula? Não. O Hip Hop está mais politizado devido a evolução daqueles que fazem o Hip Hop de hoje em dia. A nova geração já entrou no Hip Hop muito mais organizada do que a minha geração. Eu mesmo tive que aprender que sem base política hoje no Brasil fica mais difícil de se fazer cultura e projetos sociais. Mas é claro que o Governo Lula trabalhou para que isso acontecesse. O Hip Hop ser reconhecido hoje como cultura urbana brasileira já foi uma grande conquista. Aqui no DF, como fomos um dos pioneiros no HH em todo Brasil, criamos um mercado próprio com lojas, gravadoras, programas em rádios comunitários, marcas de roupas e circuito de shows, grupos, produtores, DJs, grafiteiros e crews de break campeãs. Uma vez você disse ao Correio Braziliense, no auge do G-Funk, que Brasília seria como Los Angeles e que São Paulo era comparada a Nova York, em termos de produção musical. Essa comparação ainda se mantém? Acho que não. Hoje tudo está

mais eclético. Mas a influencia do estilo “Dirty South” e “Crank” que são estilos conhecidos onde a característica do bumbo na musica vem com muito grave, ainda são muito fortes nas produções do DF. E esse estilo foi herdado do GFunk, Mimai Bass e do som de Los Angeles. Qual o futuro que você projeta para o Hip-Hop? Eu espero que o futuro do Hip hop esteja cada vez mais longe

do lixo gringo que contamina as rádios “pops” do Brasil sendo aqui um Hip Hop com a preocupação com as desigualdades sociais sendo o 5º elemento o da “Responsabilidade e Consciência Social”. Conheça o Raffa: www.djraffasantoro.com.br www.djraffa.multiply.com www.hiphopdocerrado.com.br www.amazoniabeats.com


6

Educação em ação

Escola Municipal Paulo Freire realiza II Festa da Família Alex Batista e os responsáveis pela fanfarra da Escola Paulo Freire em foto de Cledson Rodrigues. Abaixo, o aluno Marlon, do 7º ano, faz a oração de abertura do evento.

André Brito Localizada no bairro Ocidental Parque, a escola que leva o nome de um dos maiores educadores do País, Paulo Freire, proporcionou na sexta feira, 26 de maio de 2011, evento que teve como objetivo integrar Escola e Comunidade, em especial as famílias que possuem alunos que freqüentam aquela unidade de ensino. Fundada em 1998, a escola, sob a direção do Professor Emanoel Maia de Paula, conta em seu corpo discente com mais de

600 alunos regularmente matriculados que freqüentam os diversos projetos sociais e educacionais que os atendem. Os alunos freqüentam as oficinas de Capoeira, Karatê e fazem parte da fanfarra (banda de música da escola), além de participarem do Programa Mais Educação onde freqüentam as aulas em período inverso ao do horário que estudam, ou seja, passam o dia na escola em período integral. Foram diversas as atividades e apresentações realizadas na festa para entreter e

mostrar o potencial da escola, entre as quais, apresentação da Fanfarra da Escola em uma apresentação emocionante, o Coral dos alunos da primeira fase do Ensino Fundamental e a abertura com a oração do aluno Marlon, do 7º ano. “O objetivo da festa é integrar a comunidade junto à escola, cujo principal foco é mostrar a importância da família na formação da criança”, conforme nos conta a Coordenadora Pedagógica Ana Lídia Serafim de Lima, uma das organizadoras do evento.

Os pais ficaram emocionados com a iniciativa: “Esse tipo de projeto é importante para unir mais a comunidade com a escola, além de podermos interagir com outras famílias, o que não acontecia no passado”, afirma Marina Viana, mãe de aluno. Participaram do evento, o Prefeito Alex Batista, que fri-

sou o papel dos pais na educação dos filhos e em todas as atividades dos jovens, a Primeira Dama do município e Secretária de Assistência Social, Fernanda Batista, cuja contribuição foi primordial para a realização da festa, além de outros membros dos poderes Executivo e Legislativo local que prestigiaram a festa.

Governo de Cidade Ocidental SECRETARIA DE EDUCAÇÃO, CULTURA, DESPORTO E LAZER A Biblioteca Pública da Secretaria Municipal de Educaçao, Cultura, Desporto e Lazer de Cidade Ocidental está atendendo a comunidade escolar no horário de 8h às 18h, de segunda à sexta-feira. Além de bons livros para ajudar nos trabalhos escolares, os alunos contam ainda com a sala de informática, onde tem acesso aos serviços de internet. A educação inclusiva é direito de todos.

Jornal Ocidental / Junho de 2011


Educação em ação Cantina exemplar na Escola Municipal J.F. da Silva Neto Nas últimas semanas temos sido bombardeados com notícias de escolas que não cuidam da merenda de seus alunos com higiene e carinho. Claro que logo nos vem a mente, a escola onde nossos filhos estudam e onde nós professores trabalhamos. Pensando nisso, o JO visitou, a convite do Professor Castilho, a Escola Silva Neto, localizada à SQ 13, bem no centro da cidade. A escola prima por uma limpeza impecável. Seu pátio brilha. A tranquilidade denuncia que todos estão concentrados em seus estudos e os professores, dedicados em ensinar os pequenos. A cantina é admirável. Em nada lembra as cenas terríveis

de baratas e sapos vivendo em harmonia com alimentos estragados. Tempos atrás, chamávamos a merenda escolar de “lanche”. Hoje pode ser considerada “refeição”, pois é preparada seguindo as orientações de nutricionistas. Mas o que faz a diferença é o cuidado com que é feita na escola Silva Neto. Desde seu armazenamento, que diga-se de passagem, é perfeito, sem umidade ou insetos, sujeira ou descuido, até ser servida aos alunos, a comida passa pelas mãos da equipe de merendeiras de forma altamente cuidadosa e higiênica. Parabéns a elas, peças fundamentais à qualquer escola de qualidade. (AB)

7

Silva Neto, sua cantina e suas merendeiras: qualidade na escola municipal de seu filho que precisa ser mostrada.

Astrônomos mirins de Cidade Ocidental

Artigo

Conceitos Equivocados sobre Educação Cléria Alves Batista, Orientadora Educacional

Planetário Móvel: as estrelas ao alcance de todos

A Escola Municipal José Fernandes da Silva Neto recebeu na última quinta-feira, 26 de maio de 2011, a visita do Planetário Móvel Tatanka. O Planetário, cuja forma arrendondada e inflável lembra um balão, é fruto do sonho do professor Luis Cavalcante, quando percebeu que a escola poderia ser um lugar de descobertas mais práticas que aplicassem a teoria aprendida nos livros e dentro de sala de aula. Dentro da estrutura, que é

móvel e pode ser montada em poucos minutos, a atmosfera é outra. Climatizado, o planetário proporciona uma viagem onde só a imaginação pode levar os alunos, público alvo do projeto. A viagem começa em 360º, quando os estudantes, olhando para todas as direções, observam as estrelas surgirem à medida que seus olhos se acostumam com a luz dos astros, simulados por um mecanismo mecânico óptico construído especificamente

para fins educacionais. Durante dois dias, a iniciativa recebeu todos os alunos da Escola Silva Neto que tiveram seus conceitos sobre Astronomia despertos. “Nunca tinha visto as estrelas tão de perto. Agora todas as noites, vou olhar para o céu com mais atenção e procurar as estrelas que vi hoje no Planetário”, revelou uma aluna. Qualquer escola que manifeste interesse em simular a abobada celeste para seus alunos por entrar em contato. (AB) Serviço: Planetário Tatanka www.planetariotatanka.com.br planetariostatanka@hotmail.com (61) 8448.4923

Algumas práticas pedagógicas insistem em fazer crer em mitos para justificar conceitos equivocados sobre educação. Um dos principais está relacionado à questão da pobreza, formalizando a idéia de que criança pobre não aprende, só vai à escola para lanchar. Vários teóricos como Piaget, Vigotsky e Wallon passaram longos anos de suas vidas pesquisando sobre o desenvolvimento da inteligência. De que forma a criança aprende e métodos de ensino que possam potencializar o trabalho do professor. Talvez o que falta seja o conhecimento dessas pesquisas no seio da comunidade escolar, pois nunca ficou provado que criança não aprende porque é pobre como também nunca foi provado que para ser bom professor precisa ter dom ou vocação, pois a docência é uma carreira que exige formação teórica e prática sobre condições da aprendizagem, além de formação continuada e planejamento constante. Dessa forma, o professor pode causar impactos positivos na vida de seus alunos,

Programa Reggae Night Com MARCELO ROOTS TODOS OS SÁBADOS às 18:00 107,5 GOIÁS FM

Jornal Ocidental / Junho de 2011

incentivando-os a aprender e não apenas a passar de ano. Um professor bem preparado não tem capacidade, dom ou vocação, ao contrário, ele é forjado pela práxis profissional e se dá por meio da dedicação, responsabilidade, compromisso e principalmente pelo envolvimento com seus alunos. Nessa perspectiva, o que se tem de concreto do ponto de vista científico é um esforço contínuo para desmistificar tais conceitos na tentativa de melhorar a qualidade de ensino sem que haja a necessidade de apontar culpados. Sendo assim neste breve artigo o que se defende é a idéia de que a condição da pobreza de alguns alunos não serve como argumentação ou sustentação de seu fracasso escolar, o que reforça a idéia de Antônio Návoa: “As aprendizagens escolares são uma condição fundamental da cidadania. Ninguém é cidadão de corpo inteiro, se não conhecer a língua e a história, a matéria e as ciências, a filosofia e as artes.”


8

Distrito Federal

Programa Caminho da Escola chega ao Distrito Federal

Recanto das Emas será a primeira cidade do país a receber programa do governo federal que doará bicicletas a 30 mil crianças Protótipos da bicicleta escolar já em uso em algumas regiões do Brasil.

Agnelo Queiroz anunciou quinta-feira (26/5) que o GDF e o governo federal firmaram parceria para instalar no Recanto das Emas um projetopiloto do programa Caminho da Escola. Agnelo Queiroz esteve na cerimônia de assinatura de Termos de Compromisso para doação de 30 mil bicicletas e capacetes escolares por meio do Programa Caminho da Escola. No DF, o projeto prevê a doação de 3.300 bicicletas e capacetes para crianças que morem em locais de difícil acesso para o transporte escolar. “Vamos instalar no Recanto das Emas um programa-piloto com 3.300 bicicletas, que já estão em licitação. Então, em 60 dias já vamos estar de posse dessas bicicletas, nos tornando, seguramente, os primeiros no Brasil a implantar o programa Caminho da Escola”, antecipou o go-

culdade de acesso de veículos vernador Agnelo Queiroz. O governo espera entre- às suas residências. A expecgar, até o final deste ano, 100 tativa é que essa diminuição mil bicicletas e capacetes para no desgaste físico dos alunos crianças de 300 municípios possa elevar seu rendimento brasileiros. A previsão é de escolar e a frequência às aulas. que sejam investidos R$ 8,9 Os estados, municípios milhões para essa primeira e o DF já podem alterar esse ação e mais R$ 21,1 milhões quadro e facilitar a vida de seus estudantes. Para isso, ao longo de 2011. Para Dilma Rousseff, ações basta aderir ao registro de que facilitem o acesso das crian- preços promovido pelo ças à educação, ao esporte e ao FNDE para a compra de bilazer são fundamentais. “Assu- cicletas escolares de aros 20 mi o compromisso de reconhe- e 26, por meio do programa cer as crianças e os jovens como Caminho da Escola. a parcela que garante o futuro Protótipos da bicicleta do Brasil, afirmou a presidenta. escolar já foram testados nas Segundo o Ministério da cinco regiões do país e receEducação, o projeto partiu de beram avaliações altamente um estudo no qual ficou cons- positivas por parte dos alutatado que um número consi- nos e de seus pais. derável de crianças brasileiras Os preços das bicicletas percorre a pé distâncias entre variam de acordo com a região dois e 12 quilômetros, de casa do país. Em Goiás e Distrito até a escola ou ponto de em- Federal de 263 a 268 Reais. barque do transporte escolar. E essa realidade se deve à difi- Fontes: Agência Brasília e FNDE

GDF assina primeira parceria do país com Banco do Brasil para financiamento da casa própria Para agilizar as contratações de financiamentos no Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) no Distrito Federal, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Sedhab) e o Banco do Brasil (BB) assinaram, nesta segunda-feira (30), Protocolo de Intenções. Esta é a primeira parceria do Banco do Brasil com uma Unidade da Federação na área imobiliária, objetivando unir esforços, além de integrar e formular ações de estímulo à execução e promoção da política de desenvolvimento habitacional do DF. O documento foi assinado, nesta segunda-feira (30), pelo secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Geraldo Magela, e pelo vice-presidente de Negócios de Varejo do Banco do Brasil, Paulo Rogério Cafarelli. “A assinatura deste convênio é um momento histórico para nós. A partir de agora, o Banco do Brasil vai nos ajudar a agilizar os financiamentos das moradias no âmbito do Programa Minha Casa, Minha Vida — uma parceria que tem como objetivo o caráter social, atender as famílias de 0 a três salários mínimos. Estamos rompendo barreiras”, disse o secretário Geraldo Magela. Segundo Cafarelli, “estamos entrando no Programa Minha Casa, Minha Vida na faixa de 0 a três salários mínimos, a mais carente. Não seremos concorrentes da Caixa Econômica Federal. Estamos apoiando o Governo Federal. Estamos à disposição do Go-

verno do Distrito Federal na consolidação do programa, reduzindo o déficit habitacional do Distrito Federal”, disse. Com o Protocolo o Banco do Brasil passa a atuar no Distrito Federal como agente financeiro na área imobiliária, ofertando linha de financiamento, por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida para a política habitacional do GDF. Além disso, a parceria vai possibilitar linha de crédito para a política de regularização fundiária do governo e securitização da carteira de crédito da Terracap. A assinatura da parceria segue recomendação da presidente Dilma que determinou, na última semana, que a Caixa Econômica Federal (CEF) e o Banco do Brasil trabalhem em conjunto no financiamento da casa própria. GDF disponibiliza mais de 15 mil oportunidades habitacionais A nova política habitacional do Governo do Distrito Federal (GDF) visa ao provimento de solução habitacional completa com infraestrutura e equipamentos públicos; adensamento de áreas urbanas para otimização da infraestrutura implantada; e financiamento das unidades habitacionais, por intermédio do Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV). O programa vai atender famílias com renda bruta de até 12 salários mínimos. Fonte:www.sedhab.df.gov.br

Jornal Ocidental / Junho de 2011


Distrito Federal Onibus do DF vão passar por mudanças

9

Setor apresentou uma proposta com diversos pontos, mas volta a reivindicar aumento da tarifa, congelada há mais de cinco anos Propostas para aumentar a qualidade do sistema coletivo no DF foram apresentadas, na manhã de 31 de maio, pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Setransp). Porém, a entidade avisa que as empresas precisam de recursos para promover tais melhorias. “Não adianta cobrar melhorias, se os empresários não têm como arcar com elas”, enfatizou o presidente do Setransp, Wagner Canhedo Filho, dizendo que com o aumento, as mudanças podem começar a ser sentidas em 90 dias. A proposta do sindicato patronal segue a mesma linha de algumas medidas implementadas no município de Londrina (PR), que foi apresentado pelo jornal Coletivo na última semana. Criação de faixas exclusivas para ônibus e melhorias dos veículos que circulam pela cidade então entre os tópicos apresentados pelos empresários. “Gastaria

Jornal Ocidental / Junho de 2011

menos que o Metrô, que tem custo de R$ 20 milhões por mês, para as empresas realizarem essas melhorias”, diz Canhedo. A direção do Setransp não apresentou os valores que seriam necessários para a implementação de melhorias. Mas ainda trabalha com a perspectiva de reajuste das tarifas do transporte. O setor não tem reajuste há mais de cinco anos e os empresários pedem aumento de 62% na passagem (índice considerado ideal). Para se ter uma ideia, desde 2006, a mão de obra do setor (aumentos salariais e benefícios) teve um incremento de 46%. O gasto com funcionários é um dos maiores na planilha das empresas para a manutenção do transporte: representa 50%. Canhedo disse ainda que não tem condições de atender a reivindicação dos rodoviários e que se houver greve, o movimento vai perdurar até que o GDF conceda o reajuste.

A previsão era de que o governo desse uma posição definitiva sobr o assunto em 20 de maio. Mas na ocasião, a Secretaria de Transporte do DF (Setrans) informou, em último comunicado sobre o assunto, que não havia até aquele momento, “qualquer definição a respeito da reivindicação de aumento de tarifa apresentada pelos empresários”. Acesse www.jornalocidental.com.br

Mais de 300 visitas por dia Notícias, Serviços, Conteúdo exclusivo, interatividade, fotos históricas de Cidade Ocidental, Imagens que marcaram o município e a história de seus moradores e pioneiros. Siga-nos no Twitter: @jornalocidental


10 Saúde e Cidadania

Retrato da saúde em Cidade Ocidental

Respeito ao usuário

Hoje Antes Sucateamento da saúde

Em meio à crise que atinge o sistema de saúde brasileiro, Governo de Cidade Ocidental se reinventa no atendimento emergencial e preventivo dos pacientes que procuram a rede municipal PM no Hospital Texto e arte sobre desenho de Matt Groening: André Brito Cidade Ocidental conta com 55.915 habitantes, segundo dados do Censo de 20010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Desses mais de cinqüenta mil moradores, mais da metade precisa ir ao hospital e postos de saúde mais de uma vez na vida, seja para exames de rotina, prevenção de doenças ou emergências em geral. Para atender essa demanda, o município conta atualmente com um hospital e 14 postos de saúde no total, números que, dadas as condições do sistema de saúde no Brasil, são impressionantes, tendo em vista que muitas cidades em maior número populacional têm menos unidades de atendimento. Para ilustrar melhor, Samambaia, com mais de 200 mil moradores, que sofre há mais tempo com a expansão imobiliária, possui apenas um hospital regional, quatro Centros de Saúde e apenas uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Isso na Capital

da República, Brasília. Nosso município vive uma realidade atípica. Enquanto fala-se constantemente em pacientes do Entorno do Distrito Federal que superlotam o já combalido sistema de saúde do DF, migrando para os hospitais do Plano Piloto e Gama, Cidade Ocidental recebe milhares de pacientes oriundos de todas as cidades do Entorno e algumas do próprio DF, como Gama, Valparaízo de Goiás, Luziânia, Jardim Ingá, Cidade Osfaya e outras, segundo levantamento realizado pela Secretaria Municipal de Saúde O inverso acontece, ou seja, pacientes de Cidade Ocidental procuram por atendimento no DF, mas sempre devidamente encaminhados. Segundo dados da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, o município é um dos que menos procuram atendimento fora de sua localidade. Em 2010, apenas duas pessoas por mês, procu-

raram o Hospital Regional de Taguatinga e nenhuma buscou atendimento no Hospital do Gama, tradicionalmente o mais procurado por moradores do Entorno. Esses dados manifestam a vontade e a satisfação dos moradores em permanecer contando com os serviços de saúde presentes no município. Fundado em 1994 e fechado durante muito tempo antes de ser finalmente inaugurado, o Hospital Municipal de Cidade Ocidental – HMCO vive um período de maior organização em seu atendimento, como nunca antes em outra gestão. Alex Batista (PR), prefeito de Cidade Ocidental firmou compromisso com a população ao assumir a prefeitura, de que manteria o hospital funcionando e para isso reformou e equipou o local. Atualmente conta com três consultórios onde trabalham 19 médicos. Seis médicos estão divididos em dois períodos diários de plantão: diurno e noturno.

Um dos projetos da Secretaria de Saúde, que já começa a ser implantado este mês, é o convênio firmado por Alex Batista (PR), Prefeito de Cidade Ocidental, entre a Secretaria de Saúde e a Polícia Militar do Estado de Goiás que consiste em implantar um posto policial dentro do Hospital Municipal de Cidade Ocidental - HMCO. Segundo o Secretário de Saúde, Eduardo Roriz de Queiroz, O posto contará com policiais militares que trabalharão em regime de escala, 24 horas,

dentro do hospital, onde suas atribuições incluirão o registro de boletins de ocorrência quando necessário, além de zelar pela segurança dos próprios usuários e funcionários do hospital. Em suma, o posto terá a mesma atribuição de um posto policial regular. A 3ª Companhia Independente da Polícia Militar, responsável pelo policiamento em Cidade Ocidental, sob o comando do Major PM Claudio Danilo Moura Braga, será a responsável por manter o posto em atividade

Campanhas bem sucedidas de vacinação são constantes na Cidade.

POLPAS DE FRUTAS A PARTIR DE: PORQUE SAÚDE É O QUE INTERESSA

R$0,35

LOGO ALÍ NA SQ 15 QUADRA 01 LOTE 05

3605 2469 / 9202 1691

Jornal Ocidental / Junho de 2011


Violência no Entorno diminuiu? Em Cidade Ocidental, sim: 30%

11

As emissoras de TV mostram, à sua maneira, a escalada da violência na RIDE. Cidade Ocidental se mantém à margem dos noticiários refletindo o sucesso da aplicação de programas sociais na cidade.

Reportagem do programa Fantástico, exibido pela TV Globo no último domingo, 29 de maio, mostra como a violência alcança níveis alarmantes, superiores à guerras civis em alguns cantos do planeta. Apenas em Águas Lindas de Goiás (cidade conhecida por muitos transtornos) e Novo Gama, a poucos quilometros de Cidade Ocidental, o índice de homicídios é superior a média nacional de quase 25 mortes por grupo de 100 mil habitantes: 50 pessoas perdem a vida de forma violenta nessas localidades. Valparaíso de Goiás, nosso vizinho, é a mais violenta: 75 mortes por grupo de 100 mil moradores. Durante o período em que foi gravada a reportagem, o Governo do Estado, divulgou matéria em que revela uma queda nos índices de violência na região, desde a chegada da Força Nacional de Segurança. No relatório, fonte da matéria, consta que o número de homicídios na RIDE caiu 37% desde que a Força Nacional começou a atuar na região.

De 25 de março a 21 de abril deste ano foram registrados 43 assassinatos, em cinco municípios: Águas Lindas, Cidade Ocidental, Luziânia, Novo Gama e Valparaíso. De 22 de abril a 19 de maio, já com a atuação da FNS, esse números caiu para 27 assassinatos, menos de um por dia. O Tenente Coronel Wellington José Reis, coordenador de operações da PM de Goiás, junto ao comando da Força, considera que a queda será ainda maior no número de homicídios, visto que o primeiro momento, o de reconhecimento, já foi superado. Segundo ele, as abordagens, bloqueios e revistas vão ser intensificadas e acontecerão durante todo o dia porém, com ênfase no período noturno e fins de semana. A reportagem citou quatro cidades: Águas Lindas, Luziânia, Valparaíso e Novo Gama. Nessas cidades, a criminalidade tem sido a principal preocupação das prefeituras dessas cidades, que clamam por ajuda do governo federal.

Jornal Ocidental / Junho de 2011

Programas sociais e reconhecimento

Foto: Cledson Rodrigues

É importante citar a ausência de nosso município nas reportagens veiculadas pelas emissoras de TV no que diz respeito ao tema. Significa Cidade Ocidental tem deixado para trás os tempos de violência, quando a cidade ocupava as páginas policiais. As ações empreendidas pela prefeitura no sentido de dar uma ocupação produtiva aos jovens, já vem

sendo divulgada pelos veículos de comunicação na RIDE - Rede Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno. Mais de 5 mil crianças atendidas pelos projetos e programas sociais que fazem parte da meta de Alex Batista pela erradicação da violência no Município. A queda da violência na cidade, por conta dessas ações sociais em mais de 30

por cento, foi motivo de recente comentário, baseado em estatísticas, por parte do Chefe do Gabinete de Gestão de Segurança Pública do Entorno e do DF, Edson Costa Araújo em visita a Alex Batista. Como que para ratificar as iniciativas do Municipio, Alex foi agraciado com prêmio concedido em Goiânia pela Revista Fala Prefeito. Leia na página 3. (AB)


12 Município de Luto

Cidade Ocidental perde um ilustre companheiro

Texto: André Brito | Fotos: Cledson

Neto discursa em sua posse como Secretário de Governo. Ao lado, com Alex Batista.

A cidade amanheceu mais triste no último domingo, dia 22 de maio. Junto com os primeiros raios de um sol que prometia uma exuberância rara de ser ver, chegaria também, a notícia da perda de um dos mais batalhadores militantes do Partido dos Trabalhadores de Cidade Ocidental. O popular Neto. Nascido no Rio Grande do Norte, há 62 anos, Manoel Victor Neto ocupava há exatos 30 dias, o cargo de Secretário de Governo da Prefeitura de Cidade Ocidental. Indicação cuidadosamente articulada pela cúpula do partido, que resultou em sua nomeação, coroando uma longa trajetória de lutas. Nos anos 1980, quando a inflação ia alta, na casa dos mil por cento e havia aqueles que adquiriam imóveis e não conseguiu honrar com seus compromissos, Neto procurava ajudar da melhor forma que conhecia: através da palavra. Negociava a dívida do morador junto aos credores em busca de manter o cidadão livre de eventuais despejos por falta de pagamento. “Ele sempre estava por perto nesses casos, falava com as construtoras diretamente ou com quem de direito como a Caixa (Econômica), por exemplo,” conta uma testemunha desses tempos difíceis. Líder histórico da legenda, Neto ajudou a fundar o Sindicato dos Servidores de Cidade Ocidental em meados de 1997. A professora Glória

Alice Valente recorda sua luta em estruturar o Sindicato: “Ele quem me ajudou a montar o sindicato em uma época que tudo era muito difícil e não existia nada, nenhuma estrutura. Me apresentou ao presidente do PT, conseguiu carros de som para divulgar os eventos e tantas outras coisas sem nunca se promover com isso. Era aí que residia minha admiração por ele. Tudo isso aconteceu em uma época onde os prefeitos ainda se comportavam como Coronéis. Era preciso fazer greves e piquetes em frente às repartições públicas para termos nossos direitos garantidos,” emociona-se a professora. Muitas pessoas ajudaram a consolidar o Sindicato, entretanto, Neto foi figura central no que diz respeito a utilizar uma arma dos trabalhadores em prol da manutenção dos direitos da classe: o carro de som. Naqueles tempos e mesmo depois, sempre que o veículo surgia, Neto estava em cima, pronunciando palavras de ordem e conclamando os moradores a aderirem à causa dos servidores. Bastante carismático e respeitado entre os políticos ocidentalenses e do Estado, Neto utilizou esses atributos para eleger-se em 2000, Vereador de Cidade Ocidental. O primeiro do PT a ocupar tal cargo no município, após muita luta e outras tentativas. Entre seus tentos, foi candidato inclusive a prefeito e deputado estadual.

Nota do Editor É de conhecimento geral que Neto foi vítima de um atentado cruel e absurdo, onde a motivação do perpretador era completamente sem nexo. Entretanto, o Jornal Ocidental visando acima de tudo, inclusive da própria noticia, preservar a memória de um dos mais importantes políticos da cidade e de sua família. Por isso mesmo, abstém-se de analisar as circunstâncias do acontecido, deixando para as autoridades policiais, a resolução e os comentários sobre o caso.

Há homens que lutam um dia, e são bons; Há outros que lutam um ano, e são melhores; Há aqueles que lutam muitos anos, e são muito bons; Porém há aqueles que lutam toda a vida. Estes são os imprescindíveis. Bertold Brecht Jornal Ocidental / Junho de 2011


Diversão e etc! Documentário Rock Brasília estréia em Festival

13

Drops Morre em São Paulo o cantor Manolo Otero O cantor e ator espanhol Manolo Otero, uma das vozes românticas de maior sucesso nos países latinos nas décadas de 70 e 80, morreu às 15h25 desta quartafeira (1º), em São Paulo. Otero faleceu no Hospital das Clínicas, onde estava internado desde o dia 30 de maio para tratar um câncer de fígado, descoberto há três meses. Segundo o hospital, ele tinha 63 anos.

Supermercado pagará R$ 50 mil por uso indevido de música de Chacrinha

O

documentário Rock Brasília, ninguém segura essa utopia, do diretor Vladmir Carvalho será lançado no 43º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. O longa-metragem intitulado “Rock Brasília, Ninguém Segura Essa Utopia“,é resultado de um trabalho que começou na década de oitenta, em plena explosão do rock nacional e surgimen-

to das consagradas bandas formadas na cidade. A ideia de filmar a cena roqueira na capital surgiu em 1988 quando Vladimir, na época professor da UnB, se deparou com a febre do rock´n roll que acometia os jovens da cidade. Enquanto o rock explodia pelos cantos de Brasília, a tensão da ditadura política e de uma época de censura era relatada em

letras de músicas de bandas como Legião Urbana e Plebe Rude. Mas nem a ditadura conseguiu podar o crescimento do número de bandas, que na época já somavam mais de 200. O filme é recheado de imagens raras e inéditas, como as do último e fatídico concerto da Legião no estádio Mané Garrincha. Phillipe Seabra (vocalista da Plebe e

Tears For Fears em Brasília

Mais um show internacional está confirmado para Brasília no segundo semestre: trata-se da dupla inglesa Tears for Fears, que estará por aqui no dia 11 de outubro (terça-feira) , no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. De acordo com o vocalista e baixista Curt Smith, a banda fará outros cincos shows pelo Brasil: dias 4, no Pepsi on Stage (Porto Alegre); 6, no Credicard Hall (São Paulo); 8, no Citibank Hall (Rio de Janeiro); 9, no

Chevrolet Hall (Belo Horizonte); e 15, no Siará Hall (Fortaleza). Talvez muitos não se lembrem, mas o Tears for Fears já esteve em Brasília. Foi em agosto de 1996 num show com o Ginásio Nilson Nelson à meia-bomba. Na época, a banda não contava mais com Curt Smith, que havia se separado do vocalista e guitarrista Roland Orzabal. No repertório houve surpresas, como as versões para Creep (Radiohead) e

Jornal Ocidental / Junho de 2011

Don´t give up (Peter Gabriel). Formado em 1981 na cidade inglesa de Bath, o Tears For Fears lançou, dois anos depois, o disco de estreia, The hunting. Mas foi em 1985, com os hits Everybody wants to rule the world, Shout e Head over heels, todos do segundo álbum, Songs from the big chair, que a dupla chegou ao topo das paradas. Em 1989 foi a vez de The seeds of love, que encerrou uma primeira fase de sucessos.

um dos consultores do filme) e Dinho Ouro Preto estão presentes na película em cenas de shows e depoimentos. Outras tantas surpresas e curiosidades compõem o documentário que tem duração de 80 minutos, e mesmo sem ter sido lançado já é considerado como o retrato da juventude brasiliense dos últimos 20 anos. Fonte: Penny Lane

A rede de supermercados Carrefour terá que indenizar por danos morais Pedro Marcílio Barichello, um dos autores da canção “Roda, roda, roda”, vinheta do programa “Cassino do Chacrinha”, da Rede Globo. A empresa pagará R$ 50 mil de indenização.

Animação ‘Uma família da pesada’ vai virar HQ O personagem Peter Griffin, da série animada de TV ‘Uma família da pesada’, aparece na capa da versão em quadrinhos do desenho. O seriado ganha uma versão em HQ a partir do dia 27 de julho. A revista estará disponível para venda em livrarias e bancas de jornal dos Estados Unidos. Uma Família da Pesada (Family Guy)é exibida pela Rede Globo durante as madrugadas e pelo Canal FX da Net, do grupo Fox.

“Gibis são para NERDS! Ponha de volta!” Diz Peter Griffin.


14 Concursos e Oportunidades Saiu edital com vagas de níveis médio e superior na Infraero Foi divulgado no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 1º de junho, o edital de abertura do aguardado concurso público da Empresa Brasileira de Infra-estrutura Aeroportuária (Infraero). O objetivo da seleção é formar cadastro reserva em diversos cargos. Há chances para várias cidades brasileiras e os salários oferecidos chegam a R$ 4.839,19. Profissionais com ensino médio completo têm como opções os cargos de desenhista projetista e profissional de tráfego aéreo. Já a função de técnico, nas modalidades segurança do trabalho, contabilidade, topógrafo, mecânica, estradas, eletrotécnica, enfermagem do trabalho, eletrônica e edificações exige, além do ensino médio, formação técnica correspondente à função desejada. São muitas as oportunidades para quem concluiu o nível superior. Há ofertas para graduados em administração, engenharia (diversas especialidades), medicina, tecnologia da informação, informática, economia, contabilidade, direito, arquitetura, metereologia, psicologia, pedagogia, jornalismo, publicidade, relações públicas, biologia, serviço social e arquivologia. Salários Para os cargos que exigem nível médio, os vencimentos oscilam entre R$ 1.924,86 e R$ 2.482,25. Já os postos que demandam ensino superior apresentam remunerações que vão de R$ 2.818,86 a R$ 4.839,19.

Inscrições A Fundação Carlos Chagas, organizadora do concurso, receberá as solicitações de inscrições a partir do dia 8 de junho em seu site (www. concursosfcc.com.br). Os valores da taxa de participação são de R$ 75 (superior) e R$ 59 (médio). O boleto bancário que será gerado após o cadastramento pode ser pago em qualquer agência bancária até o dia 8 de julho – término do período de inscrições. Quem estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) poderá requerer isenção do pagamento dessa taxa. Esse pedido poderá ser feito entre os dias 3 e 7 de junho. As informações para garantir esse direito se encontram listadas no edital de abertura que o leitor pode conferir em anexo. Avaliações Todos os candidatos serão submetidos a avaliações objetivas marcadas para o dia 25 de setembro. Outras etapas da seleção preveem exame médico, avaliação psicológica e redação. Esta última apenas para concorrentes aos cargos de nível superior. Os interessados nas vagas devem escolher as cidades para qual pretendem se candidatar, bem como os municípios em que preferem prestar as provas, na ocasião da inscrição. As dúvidas podem ser tiradas no Serviço de Atendimento ao Candidato que a organizadora disponibiliza no telefone (11) 3723 4388.

Corpo de Bombeiros abre inscrição para Soldado, Músico e Condutor

vagas na função de Músico e 56 na função de Condutor e Operador de Viatura do CBM-DF, mais cadastro de reserva para ambas. A taxa é de R$ 70. Inscrições para Músico podem se feitas no site www.cespe.unb.br/concursos/cbmdfmusico2011. Para Condutor, o site de inscrição é www.cespe.unb. br/concursos/cbmdfcondutor2011. São iguais os requisitos de idade, entre 18 e 28 anos, nível superior e altura mínima de 1,55 para mulheres e 1,60 para homens. Candidatos a Condutor devem possuir Carteira Nacional de Habilitação do tipo D. As provas objetivas estão previstas para 23 de julho para Condutor e 24 de julho para Músico. Além dessa etapa, haverá exames de aptidão física, inspeção de saúde, avaliação psicológica e investigação social e funcional e prova prática de instrumento para candidatos a Músico. A remuneração será de R$ 3.413,62 no PRAZO - Também ocorrem Curso de Formação de Praentre 31 de maio e 10 de ças e de R$ 4.464,11 após junho as inscrições para 30 sua conclusão. A corporação abriu três concursos públicos para vagas de Soldado, Músico e Condutor e Operador de Viatura. As inscrições para 224 vagas e cadastro de reserva para Soldado serão aceitas entre os dias 31 de maio e 10 de junho no site www. cespe.unb.br/concursos/cbmdfcombatente2011, com taxa de R$ 70. Podem concorrer candidatos entre 18 e 28 anos e com nível superior em qualquer área. A altura mínima para mulheres deve ser de 1,55 metro e, para homens, de 1,60 metro. As provas objetivas serão aplicadas na data provável de 24 de julho. Haverá, também, etapas de exames de aptidão física, inspeção de saúde, avaliação psicológica e investigação social e funcional. Os aprovados ingressarão no Curso de Formação de Praças com remuneração de R$ 3.413,62. Após a conclusão do curso, a remuneração será de R$ 4.464,11.

Vaga de emprego Atendente de Consultório Médico Horário: 6 horas diárias (2ª a 6ª feira) Requisitos: Ensino Médio Completo e Possuir carro próprio. Remuneração: R$ 577,00 + benefícios Atividades: atendimento aos pacientes, auxilio na execução dos exames, digitar laudos e demais atividades do consultório. Currículos: samira@spot.com.br e colocar no assunto: Atend. de Consultório

Vagas de estágio SELECIONA ESTUDANTES: 1. ESTÁGIO DE PSICOLOGIA 6º ao 8º semestre Localização: Taguatinga Horário: 08 hs às 14hs (30 h semanais) Benefícios: R$ 500,00 + VT Requisito indispensável: Conhecimento no Pacote Office. Currículos: renata.silva@stagestagios.com.br e colocar no assunto: PSICOLOGIA – TAG 2. ESTÁGIO DE TI A partir do 2º semestre Localização: SCN (Setor Comercial Norte) Horário: 10 h às 17 h (30 horas semanais) Benefícios: R$ 666 + AT+AR Requisito: Conhecimento Intermediário/Avançado Office. Atividades a desenvolver: Efetuar a atualização de antivírus e softwares; Instalar Equipamentos; Criar e-mails para atender a novas necessidades; Delinear rotinas para as operações de backup, entre outras atividades. Currículos: adriana.felix@stagestagios.com.br e colocar no assunto: TI- SIG

Jornal Ocidental / Junho de 2011


Família Ocidentalense15

O Jornal Ocidental deseja felicidades e as bençãos de Deus aos aniversariantes Rodolfo | 02/06

Fernanda | 30/05

Danusa | 08/06

Louise | 25/05

Claudinho | 02/06

HOMENAGEM ÀS MÃES Realizou-se, último dia 6, no Centro de Educação Infantil Heraldo Tavares Carvalho, homenagem às mães com belíssimas apresentações com muita emoção, entre vários sorteios de brindes e brincadeiras. Participaram várias autoridades, dentre elas, o Prefeito Municipal Alex Batista, servidores da Secretaria de Educação e membros do Legislativo local.

Jornal Ocidental / Junho de 2011


16

Jornal Ocidental / Junho de 2011


Jornal Ocidental Junho de 2011