Page 1

O Fato Um jornal a serviço do povo!

ANO 01

-

056

MISTÉRIO

- R$ 1,00

Fundado em 8 de dezembro de 2010 Página 4

O enigmático ano bissexto SAÚDE

“Verba volant, scripta manent” SÃO GABRIEL - RS QUARTA-FEIRA

29 de fevereiro de 2012 Empresa Jornalística Focaccia

Volta às aulas e à rotina também Com a volta do ano letivo, estudantes e familiares precisam encontrar meios de reorganizar a rotina para que o retorno às aulas não seja tão impactante

Página 7

Renovado convênio entre Prefeitura e Santa Casa DECISÃO

Página 15

Justiça determina o fim de excessos na entrada da cidade AGRONEGÓCIO

Página 6

São Gabriel prestigia Abertura da Colheita do Arroz Telefones: 3232.0010 9965.1000

Estamos em novo endereço:

Segunda-feira foi o dia de os estudantes voltarem à rotina e reencontrarem colegas e professores

Página 3

Rua Tristão Pinto, 31 - Sala 3

Rua Gen. Câmara, 696 - F: 3232.0630

Rua João Manoel, 394 - F: 3232.3286

Programe a compra de seu automóvel 0 km através de financiamento ou consórcio. CAPIOTTI MULTIMARCAS, agora representante Consórcio Simpala Avenida Antônio Trilha, 1426 Fones: 55 3232-4742 e 3232-1746


2

SÃO GABRIEL - RS email: ofato@r7.com

29 de fevereiro de 2012

OPINIÃO

Ivan Prates Bento Pereira Evidências e Constatações As pessoas que nasceram para fazer os outros felizes não deveriam envelhecer e muitos morrer. São poucos e geneticamente selecionados por uma circunstância misteriosa e inefável que não conseguimos entender ou explicar. Por uma estranha coincidência, tais criaturas eram menos escassas em épocas passadas. O caro leitor, que me distingue com sua atenção, deve ter percebido que tenho uma certa fixação pelo tempo que já foi. Apesar disso, nunca minimizei o progresso da ciência e da técnica, sempre que estas se prestaram a servir aos homens, afastando distâncias, revigorando saúdes, trazendo mais bem estar ao maior número de pessoas, etc e etc. Entretanto, apesar de tudo, em tempos idos, os entes racionais eram mais capazes – digamos – de amar, de sentir mais elementar sentimento que nos distingue dos chamados irracionais: a consciência de amar. Conceituemos aqui não apenas o amor passional entre um homem e uma mulher, mas aquele que deve existir entre as pessoas, ou seja, o simples ato de generosidade surgido no cotidiano, gesto anônimo e sem recompensa dado com espontaneidade. Este quase não vislumbro mais. Vive-se num mundo em que a mídia implora por desgraças (será que o fato de meu vizinho ser mais infeliz que eu me consola?), tais como hecatombes, morticínios, assassinatos, fenomenais roubalheiras impunes, intrigas de pequeno e grande porte com funestas consequencias... A primeira afirmativa deste texto persiste dentro de mim com uma insistência que me preocupa. Estas pessoas serão uma espécime em extinção. Tal constatação juntamente com as loucuras climáticas, será, em conta gotas, mais um dos sinais do final dos tempos? Se verdadeira dúvida, que triste e melancólica evidência! Pobre humanidade!

DR. FACO Rua Mascarenhas de Moraes, 317 - Sala 102 Fone: (55) 3232.7342

Rastrear o gado ou o pecuarista? E-mail: marllonmaciel@folha.com.br

O mundo sem roupa Passeatas, caminhadas e carreatas sem roupa. Tudo em protesto a alguma coisa. No Egito, ficaram sem roupa para protestar contra as restrições da liberdade no país. Na Inglaterra, uma mulher, totalmente nua, sentou-se em cima de um veículo e protestou contra o envio de tropas americanas ao Afeganistão. No Brasil, o caso mais pitoresco. Estudantes tiraram a roupa para protestar contra a expulsão de Geyse Arruda (a moça do curto vestido rosa) da faculdade. Mas, cá entre nós, precisava tirar a roupa? Em tempos de protestos e ocupações, a nudez em público virou uma febre global. O mundo está testemunhando um renascimento do ativismo nu, uma estratégia de provocação antiga. Para muitos conservadores uma afronta, um desrespeito. Tirar a roupa para protestar contra leis repressivas, ou apoiar causas, sempre funcionou pelo menos num quesito: chamar a atenção da mídia. Mas será que resulta na prática? Em minha opinião, é uma forma de protesto inocente, sem efeito. Há formas de protesto mais inteligentes. Na maioria dos casos, tirar a roupa virou deboche, o que, como consequencia, põe em risco a causa defendida. Tirar a roupa virou moda. É uma forma de exibicionismo, uma maneira de aparecer a qualquer custo. Pode servir muito mais para a satisfação pessoal do que para uma causa. No caso do Egito, um país repressivo e com rigorosas normas de vestimenta, o que era para ser um protesto acabou se tornando um escândalo. Até entendo que às vezes nem é um protesto, mas a defesa de uma postura. Um caso que sempre me é contado é o da atriz Leila Diniz. No auge da Revolução no Brasil, ela escandalizou o país ao usar biquíni durante a gravidez, algo mal visto pela sociedade da época. Leila Diniz deu uma outra versão para a barriga grávida, que passou a ser vista como bela e vital. Esse é um caso à parte. Mas, sem dúvida, ela foi uma precursora em usar seu próprio corpo como instrumento político. Certamente, um grupo sem roupa e com cartazes na mão chama a atenção do mundo. Mas, a pergunta que não quer calar: isso resolve alguma coisa? EM TEMPO: Um grande abraço no amigo Chicão, da Câmara de Vereadores, leitor assíduo desta coluna. Obrigado pelo carinho!

Nas últimas semanas, estivemos participando de encontros que reuniram presidentes de Sindicatos Rurais das principais regiões produtoras de gado de corte do nosso Estado, onde por várias horas nos debruçamos com atenção sobre o indicativo do Governo gaúcho, bastante inclinado a tornar obrigatória a rastreabilidade para todo o rebanho bovino gaúcho. De forma democrática, discutimos o tema e encaminhamos um posicionamento à Farsul, com o objetivo de abrir o debate sobre o assunto. Do ponto de vista pragmático, o rastreamento de gado nada mais é do que uma tecnologia que utiliza brincos com chips no animal, permitindo que seu processo de qualidade inspecionado desde a alimentação, manejo pré-abate, métodos de abate e pós-abate padronizados. Há quem defenda a obrigatoriedade desta tecnologia com unhas e dentes, dizendo, não entender como alguns pecuaristas resistem às políticas de rastreabilidade, como se fossem irresponsáveis a comprometer a liderança estratégica do Brasil no mercado bovino mundial, numa forma nada salutar de tentar desqualificar a opinião adversa. Nenhum produtor, em sã consciência, é contra qualquer procedimento capaz de atrair mais recursos para sua propriedade. Entretanto, o modelo que se pretende tornar obrigatório no Rio Grande do Sul, é extremamente caro e de eficácia duvidosa, já que os países que exigem gado rastreado são justamente os da combalida Europa, que adquire apenas determinados cortes no nosso mercado. “Mas vai ter custo zero ao produtor”, dizem. Não é bem assim. A intenção é custear a medida com o recursos dos impostos que nós pagamos. Trata-se de uma transferência de recursos do consumidor interno para, em tese, facilitar o acesso do nosso produto ao mercado externo. Ou seja, o dinheiro do nosso consumidor gaúcho iria subsidiar meios de a carne chegar a outros, o que não deixa de ser um paradoxo. Em qualquer economia de mercado, a liberdade de escolha de cliente e produtor são vitais. O produtor que deseja continuar priorizando o mercado interno deveria ter direito à opção de não rastrear seu gado, e mesmo o que visa o mercado exportador precisa de regramentos mais definidos e exeqüíveis. Se o modelo nacional fosse assim tão confiável, não teria ocorrido no passado a crise que quase fechou para sempre as portas da Europa para nossa carne, quando os europeus desconfiaram da quantidade de certificadoras, e por conseqüência, do grande número de propriedades que rapidamente conquistaram o status exportador. Nunca se deve desprezar também o fato de que o rastreamento obrigatório pode fazer parte do velho e conhecido desejo de controle do dirigismo estatal, sempre ávido por controlar tudo o que diga respeito ao comércio privado. Enquanto formos uma economia de mercado e um Estado Constitucional, o produtor e o cliente precisam continuar a ter opções e o processo precisa ser mais dialogado, para que seja o gado, e não o produtor, a ser rastreado e abatido. TARSO FRANCISCO PIRES TEIXEIRA Presidente do Sindicato Rural de São Gabriel Vice Presidente da Farsul

LEANDRO BARROS MACIEL RODRIGUES CRECI 35.543 ADAIR MACEDO RODRIGUES CRECI 39.248

TRADIÇÃO E QUALIDADE Mais que uma loja, um estilo de vida. Rua Duque de Caxias, 128 Fone: 3232.6393


SÃO GABRIEL - RS email: ofato@r7.com

29 de fevereiro de 2012

3

REPORTAGEM DA SEMANA

Reorganizando a rotina na volta às aulas Luciana Dall’Onder Férias escolares são sempre sinônimo de diversão, descontração e mais liberdade na rotina dos milhares de estudantes. Nos mais de 60 dias de folga, pais e familiares se tornam mais flexíveis e acabam deixando a rotina dos estudantes mais liberal, sem o controle de horários e tarefas obrigatórias. Porém os hábitos adquiridos pelos estudantes durante as férias são difíceis de perder na volta às aulas. O costume de ficar no computador até tarde, por exemplo, pode atrapalhar os alunos nesse início de ano letivo. As muitas horas dedicadas à internet, além de prejudicarem o sono, podem dificultar a rotina de estudos e atividades extraclasse das crianças e adolescentes. Para especialistas em medicina do sono, manter uma rotina de poucas horas de sono pode ser prejudicial para o rendi-

mento dos alunos. As atividades escolares também podem ser prejudicadas se os estudantes dedicarem muito tempo de seu dia à internet. A professora Ana Marta Focaccia Carpes, alerta para o uso consciente da rede e, se necessário, a definição de limites pelos pais e professores: “O uso responsável da internet precisa ser incentivado em casa e na escola, articulando-se à definição de limites claros acerca do tempo de dedicação a essa prática, que necessita ser distribuído entre diferentes atividades individuais e grupais.” diz Ana Marta. Para ela, o acompanhamento permanente da família, orientando as buscas e pesquisas, e o diálogo constante sobre a importância do equilíbrio entre as várias atividades necessárias a uma formação educacional são pontos de referência obrigatórios para os estudantes. Paralelo à volta da rotina

Salas de aula, antes vazias, agora abrigam os estudantes

escolar, o mercado tecnológico também se enche de novidades visando professores, pais e estudantes. Aplicativos para celulares e ipads podem auxiliar na organização de tarefas, horários, aulas e demais atividades ou tirar dúvidas com os dicionários digitais. Para a professora Marta Mendes, cedida para a rede estadual de ensino, vivemos em uma sociedade cada vez mais cheia de tecnologias e não há como evitar a presen-

Ana Marta Focaccia Carpes ça destas novidades no cotidiano da escola e das famílias: “O fundamental é nos concentrarmos em como usá-los com finalidades educacionais, isto é, como explorá-los de modo a que se revelem recursos efetivos de apoio ao ensino e à aprendizagem. Esse é o grande desafio.” declarou Marta. Para ela, a tecnologia, em si, não é boa ou má. Bom ou mal é o uso que se faz dela. As novas mídias eletrônicas, por exemplo, pelo fascínio que exercem

sobre crianças, adolescentes e jovens em geral, são recursos poderosos para mobilizar o estudante, para atraí-lo ao estudo dos conteúdos curriculares. Nessa nova realidade, pais e professores devem ficar atentos para não deixarem os estudantes se tornarem excessivamente dependentes dessas tecnologias. Os alunos perdem, não com o uso, mas com o uso excessivo das tecnologias contemporâneas, grandes oportunidades de aprendizagem, de crescimento, de ampliação dos horizontes formativos e de aprofundamento das relações humanas. Além dos alunos, os professores também podem aproveitar essas tecnologias na sala de aula, tornando-as úteis no processo de ensino. A professora Ana Marta acredita que os educadores também têm que ser profissionais capazes de explorar pedagogicamente os recursos tecnológicos: “O grande desafio para os profissionais da educação é aproveitar es-

Estudantes, pais e professores se empenham pelo rendimento senvolver e fixar os conteú- bém da formação familiar. Com o início do ano letidos curriculares para os vo na última segunda-feira, estudantes.” aponta ela. Discutir e refletir critica- 27, os pais e familiares dos mente sobre essas ferra- mais de 7 mil estudantes mentas, transformando-as das escolas de São Gabriem conhecimento efetivo, el devem buscar amenizar ao invés de apenas favore- as situações difíceis que cer o famigerado ‘recorta e surgem com o retorno da cola’ usual, que só estimu- rotina estudantil. A organizala a repetição vazia, pode ção e o diálogo devem esajudar a abrir os horizontes tar presentes para atravesdidáticos da formação es- sar este momento com nacolar convencional e tam- turalidade e segurança.

Marta Mendes, professora ses novos recursos, associando-os ao desenvolvimento de projetos de aprendizagem que permitam de-

Volta às aulas, mudança de rotina e de horários são desafios

DICAS IMPORTANTES 1 - Mochila, estojo e cadernos novos são itens necessários ao ano letivo, mas também podem fazer parte de um processo estimulante. Envolver as crianças na compra do material escolar e do uniforme ajuda a aproximá-las do retorno às aulas. Folhear os livros novos junto com os filhos ajuda a aumentar o interesse pelos temas que serão abordados ao longo do ano. 2 - O mais importante é manter o vínculo de confiança entre a criança e o ambiente escolar. Diga palavras de incentivo e nunca mostre pena. Não conte coisas que desmotivem, como: “Eu também sofria muito quando acabavam as férias”. Fale da escola de forma positiva, reforçando a ideia de que estudar e aprender são oportunidades de crescimento e desenvolvimento. 3 - Deixar a mochila dos filhos preparada parece muito mais fácil do que ensinar as crianças a organizá-la. No entanto, a independência é importante para a autoestima das crianças, e ainda pode estimulá-las no retorno aos estudos. Aos 5 ou 6 anos, a criança já pode deixar o uniforme arrumado na noite anterior. Com 8 ou 9 anos, a maioria das crianças já é capaz de preparar o próprio lanche para o recreio. É importante que as crianças sintam que são capazes de cuidar das próprias coisas, mas não vale tornar a prática motivo para brigas e discussões. 4 - Conhecendo o currículo escolar, os pais podem, nos momentos de lazer, estimular o interesse das crianças pelos temas que serão abordados em sala de aula. No entanto os estímulos devem acontecer de forma tranquila e sem cobranças. Procure dosar brincadeiras e lazer com o estudo. Isso ajudará a não passar uma ideia de que, na volta às aulas, acabou completamente a diversão.


4

SÃO GABRIEL - RS email: ofato@r7.com

29 de fevereiro de 2012

GERAL

Dia 29 de fevereiro: cercado de misticismo Luciana Dall’Onder

Hoje, 29 de fevereiro, é uma data incomum. Só podemos riscar este dia no calendário a cada 4 anos, nos ditos “anos bissextos”. Ao contrário do que muita gente pensa, o nome “bissexto” não vem do fato de o número de dias do ano (366) terminar em 66. A explicação é bem mais complexa. O aumento de um dia no calendário, a cada 4 anos acontece com o objetivo de manter o calendário anual ajustado com a translação da Terra e com os eventos sazonais relacionados às estações do ano. Os anos bissextos existem para corrigir a diferença entre o calendário convencional Gregoriano de 365 dias e o tempo que a Terra demora a dar a volta ao Sol: 365 dias e 6 horas. De quatro em quatro anos, as seis horas extras de cada ano compõem um dia que é adicionado ao final de fevereiro.

É também comum ouvirmos fatos supersticiosos relacionados a esta data. Há quem acredite que é um ano de sorte e que tudo que iniciarmos no dia 29 de fevereiro terá bons resultados. Por outro lado, os Gregos acreditam que casar num ano bissexto dá azar. A tradição mais forte vem da Irlanda onde no Século V Santa Brígida queixou-se ao Santo Patrick sobre como as mulheres tinham que esperar demasiado

Rodolfo, o aniversariante

A VEZ DA PARÓQUIA SOMOS O ROSTO DE JESUS Padre Edegar Barrozo Estamos vivendo o tempo da Quaresma, tempo bonito de conversão, penitência, oração e caridade. No domingo passado a Igreja apresentou as tentações de Cristo que são também as nossas tentações. No próximo domingo celebraremos o segundo domingo da quaresma e veremos no evangelho a Transfiguração de Jesus. Devemos vencer as tentações dos dias de hoje que são muitas: riquezas, prazeres passageiros e tantas outras, e assim assumir a nossa vocação, avançar corajosamente para o caminho da conversão que nos leva a sermos transfigurados como Jesus. Como podemos dizer que somos cristãos, se milhões de crianças morrem na rua, na triste pobreza, com jovens entregues à droga, com tantos que não têm casa, num País riquíssimo. Neste ano, a igreja clama a cuidarmos da saúde com o lema: que a saúde se difunda sobre a terra (Cf. Eclo 38,8). “Vinde a mim se estais cansados e fadigados, pois encontraras descanso”, diz Jesus. Cabe a nós levarmos a fé, a esperança e nossa ajuda aos irmãos. Entregarmos na mão de Jesus, apresentando ao monte os doentes e necessitados. Quando amamos verdadeiramente Jesus, nós simplesmente mostramos amando o irmão, se dizemos que amamos a Deus, mas não ajudamos o irmão, não temos o rosto de Deus. Mas quando estamos junto com o irmão, ajudando e amparando, somos o rosto de Jesus. Retornando a narrativa da Transfiguração, lembramos que Jesus toma consigo três discípulos e vai para um monte alto. Montanha nos quer dizer a aproximação com Jesus, estar mais próximo de Deus pela oração. Branco significa a festa, pureza. Somos convidados então a oração e a nos purificar para participar da grande alegria da festa da Páscoa, limpos do pecado. Sendo assim, uma confissão nos ajudará a entrar em clima e sintonia com a caminhada definitiva da ressurreição de Jesus e celebrar assim desde já a nossa ressurreição. Façamos a nossa parte e deixamos o Espírito Santo mover sobre nós. Uma boa penitência na oração e caridade a todos! # Mesmo estando longe, nos sentiremos perto. Estarei contribuindo com o jornal O Fato direto de Pinheiro Machado. Um abraço aos leitores! Horário das Missas De terça-feira à sexta-feira – às 19h - Igreja Matriz Sábado - 15h - Igreja Matriz e 18h – Igreja da Santa Casa Domingo – 8h e 19h – Igreja Matriz

tempo para os homens as pedirem em casamento. Para remediar a situação, Santo Patrick resolveu que no dia 29 de fevereiro os costumes seriam invertidos sendo as mulheres que deveriam pedir aos homens em casamento. Em 1258 a Escócia foi ainda mais longe estabelecendo que qualquer homem que recusasse o pedido de casamento de uma mulher teria que pagar uma multa que poderia variar entre um beijo, um vestido ou umas luvas. Lendas a parte, a data é ainda mais especial para quem nasceu em um ano bissexto. Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), estima-se que cerca de 7 mil brasileiros nascem a cada dia 29 de fevereiro. O registro de nascimento destas crianças pode ser feito com a opção por uma entre 3 datas diferentes: 28 de fevereiro, 29 de fevereiro ou ainda 1º de março. O produtor rural Rodolfo Augusto Machado Gonçalves, de 51 anos, é um nascido em ano bissexto. O morador de São Gabriel, que é casado com Gínia Menna Barreto, conta que sua mãe, Gledy Machado Gonçalves, teve estas opções para registrá-lo e preferiu manter a data original: 29 de fevereiro. “Eu brinco que faço aniversário só a

cada 4 anos, por isso sou bem mais moço que os outros que nasceram no mesmo ano que eu, porém em dias diferentes” contou Rodolfo. Nos anos que não são bissextos ele prefere comemorar seu aniversário no dia 1º de março. Para a Astrologia, segundo o especialista Rui Paiva, o ano bissexto é um ano como outro qualquer e não interfere na astrologia. “Apesar disso, astrologicamente, desde a quarta-feira passada (25) estamos em um período de tensão e muita carga negativa, por isso é necessário ter cuidado com acidentes, com a saúde e evitar discussões que poderão se transformar em conflitos sérios”, diz o astrólogo. Ele explica que isso ocorre porque Marte está em movimento retrógrado, no sentido contrário ao sol. Até abril, diz ele, muitas mudanças ocorrerão no cenário político nacional. Para os esotéricos, no ano bissexto afloram os lados positivo e negativo. “A pessoa tem que saber equilibrar o bem e o mal, pois ela pode despencar”, diz o numerólogo e tarólogo Arabutam Uirapuru Blanche. Para ele o motivo é que a Terra caminha em direção ao sol, causando um equilíbrio terrestre. Por isso, segundo ele, quem nasce no dia 29 de fevereiro tem um equilíbrio especial.

ESPERANDO ESPERANDO VOCÊ VOCÊ Luciane Santana Ebre Faria

TEMPO E PREPARAÇÃO... A Quaresma é o tempo litúrgico de conversão, que a Igreja marca para nos preparar para a grande festa da Páscoa. É tempo para nos arrepender de nossos pecados e de mudar algo de nós para sermos melhores e poder viver mais próximos de Cristo. A Quaresma dura 40 dias; começa na Quarta-feira de Cinzas e termina na Quinta-Feira Santa, com a Missa vespertina. Ao longo deste tempo, sobretudo na liturgia do domingo, fazemos um esforço para recuperar o ritmo e estilo de verdadeiros fiéis que devemos viver como filhos de Deus. A cor litúrgica deste tempo é o roxo, que significa luto e penitência. É um tempo de reflexão, de penitência, de conversão espiritual; tempo e preparação para o mistério pascal. Na Quaresma, Cristo nos convida a mudar de vida. A Igreja nos convida a viver a Quaresma como um caminho a Jesus Cristo, escutando a Palavra de Deus, orando, compartilhando com o próximo e praticando boas obras. Convida-nos a viver uma série de atitudes cristãs que nos ajudam a parecer mais com Jesus Cristo, já que por ação do pecado, nos afastamos mais de Deus. Por isso, a Quaresma é o tempo do perdão e da reconciliação fraterna. Cada dia, durante a vida, devemos retirar de nossos corações o ódio, o rancor, a inveja tudo o que se opõe a nosso amor a Deus e aos irmãos. Na Quaresma, aprendemos a conhecer e apreciar a Cruz de Jesus. Com isto aprendemos também a tomar nossa cruz com alegria para alcançar a glória da ressurreição. Uma santa e abençoada semana à todos! Amém!

www.colunapontodevista.com Liberdade, isenção e responsabilidade

O blog nº 1 da cidade

Anuncie: 9944.9562 e 9664.2581

Dr. Gerson Luis B. Oliveira Médico Nefrologista CRM-RS 18299 Rua General Marques, 79 Setor de Hemodiálise Telefone: (55) 3232-6470

O Fato Empresa Jornalística Focaccia CNPJ: 12.954.412/0001-40

As opiniões e conceitos emitidos em artigos assinados por colaboradores não refletem necessariamente a opinião de O Fato, que tampouco mantém vínculo empregatício com os mesmos.

Diretora: Ana Rita Chiappetta Focaccia Editor: Márllon Maciel Jornalista responsável: Cláudio Moreira (DRT 010499) Departamento Jurídico: Augusto Solano Lopes Costa OAB/RS 22.740 Redatora: Luciana Dall’Onder Thiago Abreu OAB/RS 41.706 Diagramador: Anderson Carvalho de Almeida End.: Rua Barão do Cambaí, 287 - Centro E-mail: ofato@r7.com - Tel.: 3237-1737


SÃO GABRIEL - RS email: ofato@r7.com

29 de fevereiro de 2012

CULTURA

5

Reminiscências Rua do Mato Grosso – Alfredo Porciúncula Há cem anos atrás, a margem esquerda do Vacacaí, onde o rio contorna a cidade, era coberta por densa mataria, sobressaindo-se as árvores nativas de vários portes e diversas espécies. Aos poucos foram aparecendo ranchos dispersos, seguindo a Ano 1991 – 20 de junho. Trecho da Rua Mato Grosso, podendo se ver ainda, vestígios do mato cerrado que existiu outrora na margem do rio (foto: Losano Borges)

Posto Gauchão O amigo que você confia sempre. Comprove que o rendimento da gasolina Shell V-Power compensa a pequena distância. Gasolina Shell V-Power. O poder da Ferrari, da fórmula 1, no seu carro. A apenas 1 km da entrada da cidade.

orla do rio. E para que se tivesse acesso àquele casario, foi preciso abrir uma picada sinuosa no mato cerrado, então existente entre a Rua da Ponte e a outra do Passo da Lagoa. O apelido surgiu em alusão à selva do Estado do Mato Grosso, onde – diziam – havia muita gente morando no mato. Esse cognome ainda está popularizado, talvez pelo sentimento afetivo à paisagem do velho rio, que ali se mostra exuberante, bordada pela mataria que ainda se vê pontilhando a sua beirada barrancosa.

PRAÇA DA MATRIZ É a principal e a mais antiga praça da cidade, localizada no ponto central e o mais elevado da área urbana, com uma altitude de 130 m. É uma das mais belas de todas. Surgiu da feliz escolha dos fundadores da povoação, num local vistoso, centralizante, ocupando uma quadra de terreno plano, aprazível e acolhedor. Apareceu no início com o nome de Praça São Gabriel, passando depois a ser chamada de Praça da Matriz, até o ano de 1941, quando recebeu a denominação oficial de Praça Dr. Fernando Abbott, em homenagem ao médico e político conterrâneo, em plena atividade das suas funções profissionais. O Dr. Fernando faleceu a 13 de agosto de 1924. Antes, a velha praça passara por várias transformações urbanísticas, inclusive foi fechada por cerca de arame em outra época, como aparece no princípio deste século. Uma sátira publicada no jornal Gazeta do Povo, de 9 de julho de 1907, diz do desgosto popular: “Senhor, senhor intendente, Do povo a voz escutai - Porque esta cerca indecente Da nossa praça não sai?”. Passaram-se os anos e as décadas e o povo continua com o hábito de chamá-la de Praça da Matriz, porque ao lado fica a colossal Igreja do Arcanjo Gabriel, sede da Paróquia desta cidade. Com a

reforma que sofrera durante a gestão do prefeito Baltazar Balbo Teixeira, a Praça da Matriz passou por transformações diversificadas na sua paisagem sem, contudo, afetar os pontos básicos de sua ornamentação. Constitui-se, hoje, um mosaico de variedades culturais. Sua vista é de atraente beleza, pelo simbolismo das diferentes formas de expressões visuais. Estátuas, monumentos, hermas, obelisco, placas comemorativas, mostram um mural de evocações sentimentais, em homenagem a grandes vultos do passado e à instituições representativas da nossa cidade. Tudo na Praça é uma novidade a cada passo, como o “Espaço Cívico”, onde se realizam as grandes comemorações cívicas e os festejos populares. A área dos brinquedos infantis. O Quiosque, com lancheria ao lar livre. O quiosquinho com sua forma octogonal, chamativo e simpático. E os montes verdejantes, representando imagens bucólicas das nossas coxilhas. A arborização é rica em espécies ornamentais e aparecem em todos os recantos, sobressaindo-se as árvores gigantes, algumas nativas e até frutíferas. Intermediando, vê-se alguns canteiros ajardinados. Toda essa beleza panorâmica deve-se aos zelosos funcionários, preocupados em manter o asseio, a limpeza e a conservação

da área mais social da cidade. No centro da praça deslumbra-se o “Edifício Centenário”, sede da atual Câmara Municipal de Vereadores. É uma construção exótica de formato arredondado e estilo rude. No lado fronteiriço, salienta-se o Brasão do Município, em cores, uma sugestiva ostentação do simbolismo gabrielense. Há dois pontos de táxis, cujos motoristas são prestimosos pelas localizações no perímetro que lhes competem, por sinal confortáveis. Um dos mais lindos ornamentos de estrutura arquitetônica da praça é a presença monumental das suas pérgulas, mormente no verão, quando se cobrem de espessa ramagem verde, estampada de flores risonhas, a exalar o aroma que torna inebriante o espaço físico das suas sombras aconchegantes. À tardinha, quando o sol cai e a noite desce, ouvese o chilrear de milhares de pardais pousando nas árvores, pesando os galhos, numa sintonia orquestral, musicando o cântico da natureza em festa. Ao clarear do dia, a alvorada dos pardais é mais bonita, chega a ser estridente, porém, tocante e harmoniosa, um verdadeiro hino silvestre de saudação matinal à cidade que lhes dá hospedagem e ao povo que os acolhe.


6

SÃO GABRIEL - RS email: ofato@r7.com

29 de fevereiro de 2012

GERAL Panorama Esportivo Augusto Solano Lopes Costa A indústria de entretenimento tem no prêmio Oscar o seu maior referencial no tocante a premiação da chamada sétima arte, nets época se discute aspectos técnicos e dentre estes a questão do roteiro. No Campeonato Gaúcho de 2012 o roteiro teve alteração, diferente dos finais envolvendo ao menos um dos times de maior torcida, estes estão fora da cena final. S.E.R. Caxias e E.C. Novo Hamburgo fazem a final da Taça Piratini, como é denominado o primeiro turno do campeonato. Paulo Porto vem construindo uma carreira sólida nos times do interior do Rio Grande do Sul, um trabalho competente e criterioso, foi o grande diferencial do Caxias nesta etapa, uma carreira iniciada há 13 anos. Em 2007, já tinha realizado igual proeza com o Veranópolis, quando eliminou o Internacional, ainda ostentando o título de Campeão Mundial Interclubes conquistado em 2006. Itamar Schulle comanda o “Noia” há nove meses, com uma base montada na disputa da Copa Laci Ughini no ano passado. Dos 33 jogadores do grupo profissional, nove chegaram neste ano. O que significa que a boa campanha e os resultados obtidos não são obra de um mero acaso. Uma coisa é certa, no mínimo um dos grandes da Capital estará de fora da decisão. Esquenta a disputa pela Taça Farroupilha, segundo turno, ambos têm a obrigação de vencê-la para sonharem com a possibilidade do título. Neste espaço havia comentado sobre o pedido de Caio Jr. Sobre a paciência do torcedor e o imediatismo de resultados no mundo do futebol. Não chegou ao final do turno, esta instabilidade do futebol revela a absoluta falta de convicção dos dirigentes. Agora com um nome mais afamado, irão falar em tempo e novos reforços. As mesmas dificuldades que o treinador anterior enfrentou são praticamente as mesmas que Vanderlei Luxemburgo irá enfrentar para estabelecer uma dinâmica de jogo com a montagem de um novo time em meio a disputa de competições. É como trocar o pneu com o carro em movimento, mas os treinadores estão entre os trabalhadores mais bem remunerados deste País.

São Gabriel prestigia Abertura da Colheita do Arroz Mesmo após uma das secas mais severas em toda a história, a safra arrozeira gaúcha viveu um ciclo de boas notícias na semana passada, durante a cerimônia anual de Abertura da Colheita do Arroz, este ano realizada na cidade de Restinga Seca. Os produtores rurais de São Gabriel estiveram representados pelo presidente do Sindicato Rural Tarso Teixeira, sua vice-presidente Roselba Mozzaquatro e o conselheiro do Instituto Riograndense do Arroz, Adriano Aguete Souto. Durante o evento, o ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, anunciou que a comercialização do grão

terá recursos adicionais do governo federal. “Não faltará recurso para a comercialização do arroz”, declarou o ministro, em ato aplaudido pelos produtores ligados à Farsul e à Federarroz. Tarso Teixeira, que também é vicepresidente da Farsul, enalteceu a disposição pessoal do ministro em resolver os gargalos de comercialização do arroz, que estiveram na pauta da agricultura brasileira ao longo dos últimos dois anos, no que foi considerado a maior crise do setor na história recente. “A ação efetiva do ministro foi fundamental para se chegar a este desfecho”, ressaltou Teixeira.

Nação Tricolor sempre presente

Primos assistiram partida do Barcelona na Espanha

No domingo (26), os gabrielenses e primos Giuseppe Altíssimo Chiappetta e Octacilio Altíssimo Gonçalves prestigiaram o jogo entre Atlético de Madrid e o Barcelona FC, diretamente no Estádio Vicente Calderón, localizado em Madri – capital da Espanha. O jogo valeu pela 25ª ro-

dada do Campeonato Espanhol. Com gol de Daniel Alves, o Barcelona venceu o Atlético de Madrid. Com a vitória, o time catalão continua na vice-liderança, dez pontos atrás do Real Madrid, que superou o Rayo Vallecano por 1 a 0, com um golaço de calcanhar do português Cristiano Ronaldo.

9663.2395

Diretoria do Sindicato Rural de São Gabriel participou do evento

ORAÇÃO DOS AFLITOS Aflita se viu a Virgem Maria ao pé da cruz. Aflita me vejo. Valei-me minha mãe de Jesus. Confio em Deus com todas as minhas forças por isso peço que ilumine meus caminhos. Conceda-me a graça que tanto desejo. Faça o pedido e manda publicar no 3° dia. Observe o que acontecerá no 4° dia. Agradece N.D.M.


SÃO GABRIEL - RS email: ofato@r7.com

29 de fevereiro de 2012

GERAL NOTÍCIAS DO LEGISLATIVO A Sessão Ordinária de Segunda-Feira (27/02) foi presidida pelo presidente - vereador Adão Santana (PTB) e secretariada pelo vereador Vagner Aloy Rodrigues (PDT). ORDEM DO DIA Encontra-se na Consultoria Jurídica da Casa aguardando parecer o seguinte Projeto de Lei: De autoria do vereador Antônio Devair Moreira (PDT) Projeto de Lei nº 03 - Dispõe sobre a inclusão da “Mais Bela Comunitária” no calendário oficial de eventos do Município. Foram aprovadas as seguintes Proposições Legislativas: Do vereador Claudiomiro Borges (PR) - Pedidos de Providência nº 31 - Que seja realizado com a máxima brevidade possível o calçamento ou pavimentação asfáltica da Rua Sergipe no Bairro Independência e nº 32 - Que seja realizado com a máxima brevidade possível o calçamento ou pavimentação asfáltica da Rua Ceará, no Bairro Independência. De autoria do vereador Rômulo Farias (PR) - Voto de Pesar nº 01 - À enlutada família do Sr. Anaurelino Ferrer Pires “Seu Anau”, pelo seu falecimento ocorrido no dia 23/ 02 do corrente ano (quinta-feira), inclusive que o referido Voto reste consignado nos Anais desta Casa Legislativa. Na quinta-feira (23), São Gabriel perdeu uma das pessoas mais queridas de nossa cidade. Trata-se do Sr. Anaurelino Ferrer Pires, uma verdadeira legenda viva, com 105 anos. Natural de Bagé e gabrielense de coração, “Seu Anau” desde muito jovem escolheu São Gabriel para residir, constituir sua família e desenvolver suas atividades como comerciante por várias décadas. Em setembro de 2009, parte da Sessão Ordinária do Poder Legislativo foi transformada em especial, após solicitação do vereador Adão Santana (PTB) - que atualmente Preside a Câmara de Vereadores - para que naquela ocasião, o Legislativo homenageasse os idosos com mais de 100 anos - um século de vida - residentes em São Gabriel em comemoração a “Semana do Idoso”, sendo que entre eles estava o Sr. Anaurelino Ferrer Pires - o querido “Seu Anau”. Naquela ocasião também receberam Diplomas, os idosos: Geni Corrêa Pujol, Balta Romero, Santa S. Soares, Maria da Glória F. Vargas e Eponina R. Gonçalves. Todos os vereadores, assim como os integrantes do quadro de funcionários da Câmara Municipal - pois entre eles está Percílio Pires - um dos filhos de Anaurelino, estiveram prestando suas condolências e solidariedade à família enlutada durante os atos fúnebres. Naquele momento, bastante emocionado e entristecido, o Presidente do Legislativo - Adão Santana, lamentou profundamente a perda irreparável de Anaurelino. “São Gabriel assim como toda a família do “Seu Anau” vive um dia de muita tristeza, mas com certeza, sua vida serve como exemplo de dignidade, respeito e carinho para todos nós”, disse Adão Santana. Já na sessão ordinária de segunda-feira (27), através de proposição do vereador Rômulo Farias (PSB) e em nome da Mesa Diretiva e demais pares da Casa, foi aprovado “Voto de Pesar” à enlutada família, reconhecimento público ao homem que viveu como exemplo de cidadão e chefe de família, deixando à todos nós uma lição de vida. Segundo Rômulo Farias (PSB), “A presença de Anaurelino Pires como homem empreendedor foi marcante, contribuindo sempre de sobremaneira como os demais amigos e colegas de trabalho. Sua principal característica foi generosidade com todos aqueles com os quais teve a oportunidade de convívio deixando belíssimo exemplo de dedicação à família e ao trabalho”, concluiu Farias.

7

Prefeitura e Santa Casa renovam convênio Após diversos meses de negociação e de insistência da Prefeitura na busca de um melhor atendimento à população no Pronto Atendimento 24 Horas, o prefeito Rossano Gonçalves anunciou a renovação do convênio com a Irmandade Santa Casa de Caridade para a manutenção do pronto-socorro e outras especialidades médicas. A decisão foi ratificada em reunião transcorrida no dia 17 de fevereiro, juntamente com o secretário municipal da Saúde, Paulo Fernando Forgiarini. O novo convênio acrescenta mais R$ 500 mil anuais dos cofres municipais para os serviços pactuados, totalizando um investimento de R$ 2.768.480,04 ao ano (dois milhões, setecentos e sessenta e oito mil, quatrocentos e oitenta reais e quatro centavos). Segundo explica o secretário Forgiarini, o

convênio supera o reajuste contratual de 6,08% em relação aos valores do ano passado, conforme os dados do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), mantendo todos os demais serviços do convênio além do Pronto Atendimento, como anestesia, sobreaviso, reforço de CTI e outros. O titular da pasta da Saúde ainda salienta que o novo texto do convênio prevê a destinação de R$ 740. 145,60 (setecentos e quarenta mil, cento e quarenta e cinco reais e sessenta centavos) exclusivamente para a manutenção do Pronto Atendimento 24 Horas. “Esta despesa poderá ser usada especificamente em despesas de custeio, contratação de médicos e seus respectivos encargos sociais”, esclarece Forgiarini. Além disso, o novo convênio determina que os R$ 45 mil mensais que a

Secretário Paulo Forgiarini e Santa Casa recebe por ser o Hospital-Base da SAMU, sejam utilizados prioritariamente no PA24H. Para o prefeito Rossano Gonçalves, a nova redação do convênio vai ao encontro do interesse da comunidade, no sentido de dotar os serviços de saúde com mais recursos.

prefeito Rossano Gonçalves “Esta renovação do convênio com a Santa Casa demonstra que a administração está agindo, como sempre agiu, no melhor interesse do bem comum de todos os gabrielenses, apesar da cada vez mais freqüente agressividade político-partidária do senhor provedor da Santa Casa”, ressaltou.

SENAC oferece curso de dicção e oratória em São Gabriel Realizar adequadamente a comunicação verbal e não-verbal com postura, clareza e objetividade é uma competência considerada como diferencial para a inserção e qualificação de profissionais no mercado de trabalho. É com foco nessas habilidades que o Balcão SESC – SENAC de São Gabriel está com inscrições abertas para o curso Dicção e Oratória. As aulas serão realizadas de 16 a 18 de março. Ao final das 20 horas de curso, os alunos estarão aptos a utilizar corretamente as técnicas de impostação e intensificação da voz para uma adequada dicção e pronúncia. Os estudantes aprenderão também a emitir com clareza vogais e consoantes, além de utilizar técnicas de expressão corporal na postura e domínio da gesticulação, no uso correto dos recursos do microfone e ao falar em público, entre outras competências. A grade curricular visa beneficiar estudantes secundários, universitários, profissionais que ocupem cargos de supervisão e gerência e pré-candidatos políticos, que precisam se preparar para se apresentar e falar em público. As aulas serão teóricas e práticas, visando à total capacitação do aluno para seu melhor desempenho e inserção no mercado de trabalho e nas diferentes situações de comunicação.

Os pré-requisitos para o curso são: idade mínima de 16 anos e Ensino Médio incompleto. As aulas serão na sexta-feira das 19h às 23h, no sábado e domingo, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30. Mais informações e inscrições na sede do Balcão, localizado na Rua João Manoel, 508 ou pelo telefone (55) 3232-8422.

ARQ DECOR STUDIO Studio de Decoração de interior onde são criados projetos personalizados para deixar o ambiente lindo e acolhedor. Em nosso studio temos produtos de decoração, papéis de parede Italianos, brasileiros e japoneses, tecidos para estofados, cortinas e decoração, luminárias personalizadas, puxadores, ladrilhos hidraúlicos e adesivos decorativos. Rua João Manoel, 849 (fundos loja Bramoto) com estacionamento.

Venha conferir nossa linha de percianas em alumínio, madeira, romanas e rolôs. Arq. Renata Altíssimo e Maria Cândida Chiappetta E-mail: arqdecorstudio@hotmail.com Fone: (55) 9964.7108

Peugeot, Kia, Nissan e Honda Linha 207 O km Entrada + 24x juro 0,49% Linha 408 Sedan Entrada + 24x taxa 0% Pick up Hoggan Preço especial produtor rural e CNPJ Com taxa 0,99%

ESPERAMOS SUA VISITA DE SEGUNDA À SEXTA, DAS 14H ÀS 18H!

Em São Gabriel, na Avenida Antônio Trilha Telefone: 3237.1373

TODA A LINHA NISSAN COM PREÇOS ESPECIAIS E TAXAS PROMOCIONAIS MARCH, 1º CARRO POPULAR JAPONÊS NO BRASIL

Lojas em São Gabriel, Rosário do Sul e Santana do Livramento


8

SÃO GABRIEL - RS email: ofato@r7.com

29 de fevereiro de 2012

CIDADE

Carnaval: Kizueira e Olodum são os campeões O Carnaval de São Gabriel foi sucesso absoluto. Em apuração realizada na manhã de terça-feira (21), na Praça Dr. Fernando Abbott, o bloco Kizueira e a Escola de Samba Filhos de Olodum conquistaram os títulos em suas categorias. O resultado foi anunciado nota a nota e depois na soma geral, onde os integrantes das enti-

dades aguardavam a divulgação, mesmo com chuva. Na categoria blocos, o bloco Kizueira, que trouxe como tema os Sete Pecados Capitais – Ira, Inveja, Luxúria, Cobiça, Gula, Avareza e Preguiça – fazendo um desfile irrepreensível, foi o campeão com 58 pontos. Em segundo lugar, veio a Academia de Arte e Cultura Jupob, com 56

pontos e que trouxe o enredo sobre o “universo dos contrários”, com a frente e verso da vida real. Fechando o pódio, o estreante bloco Diretoria ficou em 3º, com o enredo sobre a alegria do Carnaval, com 51 pontos. Nas escolas, a campeã pelo segundo ano consecutivo foi a Escola de Samba Filhos de Olodum, com 94 pontos. Em segundo lugar, ficou a Escola Império da Zona Norte, com 88,5 pontos e em terceiro, Im-

peratriz Dona Maria, com 76,5 pontos.

Bem humorado, prefeito caiu no samba e curtiu o Carnaval

Kizueira foi o grande campeão na categoria blocos

Apuração aconteceu sob o olhar atento de Nairo Gonçalves

Filhos do Olodum conquistaram bicampeonato

Assistência Social promove “Carnaval da 3ª Idade” Antecipando as festividades do Carnaval, a Secretaria de Assistência Social promoveu na tarde de terça (14), o “Carnaval da 3ª Idade”, com os grupos de idosos e de famílias envolvidas nas atividades de artesanato e Educação Física. A festa aconteceu no Salão de Eventos do Círculo Operário. Com a coordenação das equipes da Secretaria, os idosos participantes dos programas – que atendem a um total de 105 idosos – se divertiram com marchinhas de antigos Carnavais. Ainda teve a escolha do Rei e da Rainha da festa, título que ficou com Luiz Fernando e Iolanda. A festa ainda teve a participação da bateria da Escola de Samba Filhos do Olodum.

Secretária Loiva e idosos também curtiram Carnaval

Válido até hoje, 29/02

HONDA CG 125 FAN KS: A MOTO MAIS VENDIDA DO BRASIL COM ENTRADA DE R$ 550,00 + 48 PARCELAS DE R$ 192,00


SÃO GABRIEL - RS email: ofato@r7.com

29 de fevereiro de 2012

9

GERAL Em briga de marido e mulher, o Ministério Público pode, e deve, meter a colher Ivana Machado Battaglin* Às vésperas de se comemorar o dia internacional da mulher, em 08 de março, temos outro fato a festejar: a recente decisão proferida pelo Supremo Tribunal Federal, no dia 09 de fevereiro, que por unanimidade, afirmou a validade constitucional da Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006). A decisão, em suma, confirmou que a lei não ofende o princípio da isonomia (entre homens e mulheres) ao criar mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher, que é “eminentemente vulnerável quando se trata de constrangimentos físicos, morais e psicológicos sofridos em âmbito privado”. Os ministros consideraram que todos os artigos da lei — que vinham tendo interpretações divergentes por juízes e Tribunais — estão de acordo com o princípio fundamental de respeito à dignidade humana, sendo instrumento de mitigação de uma realidade de discriminação social e cultural. O STF entendeu ainda que qualquer ação penal com base na Lei Maria da Penha deve ser processada pelo Ministério Público, mesmo sem representação da vítima. Ou seja: a partir dessa decisão da Corte Maior do país, acabam-se as discussões acerca da necessidade de representação da vítima nos crimes de lesão corporal. Agora, se a vítima registrar ocorrência policial pelo crime de lesão corporal praticado no âmbito da Lei Maria da Penha, o Ministério Público processará o agressor independentemente da vontade posterior da vítima em ‘desistir do processo’, pois o que o STF diz é que se trata de crime de ação penal pública incondicionada – sem necessidade de representação da ofendida. Portanto, repetese, ao tomar conhecimento do fato – agressão física com lesões corporais – o Ministério Público poderá oferecer denúncia e processar o agressor, independente da manifestação da vítima quanto à representação judicial. Assim, pouco importa manifestação posterior da vítima em dizer que não tem mais interesse no processo, que “já fez as pazes com o agressor”, que “ele não está mais incomodando”, ou que “vai dar mais uma chance”. A partir de agora, mesmo diante de tais ponderações de cunho psicossocial, o agressor será processado, e a vítima terá de comparecer em Juízo para prestar depoimento a respeito dos fatos. E mais: caso venha a alegar perante o juiz que o fato não ocorreu, que ‘foi tudo invenção’ (no claro intuito de proteger o agressor da acusação que pesa sobre ele), será a vítima que poderá então ser processada pelo delito de denunciação caluniosa previsto no artigo 339 do Código Penal (com pena de reclusão de 2 a 8 anos). Feitas essas ponderações, espera-se que as mulheres vítimas de violência doméstica tenham na Lei Maria da Penha a efetiva possibilidade de se libertarem de um relacionamento abusivo, agressivo – sem, contudo, utilizarem seus mecanismos de forma errônea: valendo-se da Lei por ocasião da agressão e repelindo sua proteção quando da retomada do relacionamento abusivo. E digo isso porque é sabido que as relações violentas ocorrem de forma cíclica, como ilustra a psiquiatra francesa Marie-France Hirigoyen, que estuda a violência no casal há mais de quarenta anos: A VIOLÊNCIA CÍCLICA Uma fase de tensão “A violência não se manifesta diretamente, mas transparece por mímicas (silêncios hostis), atitudes (olhares agressivos), ou pelo timbre de voz (tom irritado). Tudo que a companheira faz o enerva, e ela, sentindo tal tensão, se esforça por ser carinhosa, por acalmar as coisas para que a tensão baixe. Com isso renuncia a seus próprios desejos e age de maneira a satisfazer o companheiro. Durante essa fase de aumento da violência o homem tende a responsabilizar a mulher por suas frustrações e pelo estresse de sua vida. É evidente que as razões por ele invocadas não são mais do que um pretexto, e em momento algum a causa da violência; no entanto, a mulher se sente mesmo responsável.” Uma fase de agressão “Na qual o homem parece ter perdido o controle sobre si mesmo. São gritos, insultos, e ameaças, e ele pode também quebrar objetos antes de agredir fisicamente. (…) Não é raro que, nesse momento, o homem queira ter relações sexuais para melhor marcar a sua dominação. (…) a mulher não reage, porque o terreno já vinha sendo preparado por pequenos ataques pérfidos, e ela tem medo”. Uma fase de desculpas: “de contrição, em que o homem busca anular ou minimizar seu comportamento. (…) Essa fase tem por objetivo por a companheira em culpa e fazê-la esquecer sua raiva. Em geral, ela diz a si mesma que, se estiver mais atenciosa e modificar seu comportamento, evitará que seu companheiro se irrite novamente. O homem pede perdão, jura que aquilo não vai mas acontecer, que ele vai consultar um psicólogo, que vai entrar para o AA, etc. Se a mulher tiver finalmente conseguido ir embora, ele vai entrar em contato com a alguém próximo para que a convença a voltar.” “Nesse momento, o homem está sendo sincero, porém isso não quer dizer que ele não vai recomeçar. “Demasiadas vezes as mulheres acreditam ingenuamente nas belas promessas feitas durante essa fase e concedem rapidamente o seu perdão”. Uma fase de reconciliação Chamada também de fase de ‘lua de mel’, em que o homem adota uma atitude agradável, mostra-se repentinamente atencioso, cheio de gentileza. Ajuda nas tarefas de casa. (…) Pode até levar a mulher a crer que ela é quem tem o poder. Essa fase é por vezes interpretada com uma manipulação perversa dos homens para melhor ‘segurar’ a mulher. Durante essa fase as mulheres voltam a ter esperanças, porque reencontram o homem encantador que as seduziu por ocasião de seu primeiro encontro.” “Elas acreditam que vão corrigir esse homem ferido e que, com seu amor, ele vai mudar. Infelizmente, isso serve apenas para manter essa esperança na mulher e aumentar, assim, seu nível de tolerância à agressão. É em geral, nesse momento, que ela retira sua queixa.” Agora, no entanto, a vítima não mais poderá “retirar a queixa”, retratar-se da representação, porque a partir do momento do registro da ocorrência, é ao Ministério Público que cabe ‘meter a colher em briga de marido e mulher’. * Promotora de Justiça da Promotoria de Justiça Criminal de São Gabriel

Encontro de professores marca a volta do ano letivo acompanhamento em sala de aula. É necessário dinamismo durante o processo de educação”, declarou Tevah. O autor de 4 livros e mais de 150 mil exemplares vendidos buscou trazer aos professores gabrielenses uma síntese de suas obras, na intenção que os educadores consigam experimentar o seu máximo e descubram e apliquem o seu diferencial em sala de aula, motivados durante 2012. Já na parte da tarde o encontro iniciou com as boas vindas do Prefeito Rossano Gonçalves, que destacou as ações já realizadas pela Secretaria de Educação de São Gabriel, entre elas o pagamento do Piso Salarial Nacional: “Mais de 90% dos municípios não atingiram o Piso, e conseguimos esta meta ao pagar este valor já neste ano. Atitudes não são tomadas com cunho político, mas para atender os avanços que o funcionalismo público merece”, destacou o Prefeito. Durante sua fala, Rossano também informou ao professorado de São Gabriel que o Eduardo Tevah palestrou ao professorado processo de meNo último dia 23, quinta feira, os mais de 500 professores e diretores de escolas municipais de São Gabriel voltaram a se encontrar. Organizado pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Educação gabrielense, o encontro aconteceu no Banana Café, que ficou lotado desde as primeiras horas da manhã. A programação do evento iniciou com uma palestra ministrada pelo empresário e consultor Eduardo Tevah, que falou aos mestres sobre “Os novos desafios dos educadores de sucesso” enaltecendo a missão dos educadores e salientando a importância dos mesmos na formação de crianças e jovens em adultos responsáveis e bem sucedidos: “É importante que o professor saia do método convencional e crie novas fórmulas de ensinar, o mundo evolui e é preciso que exista este

Cerca de 500 profissionais da educação estiveram presentes lhorias na área educacional lução que queremos na eduserá mantido de forma conti- cação local”, declarou. Entre os planos futuros, nuada. A previsão é que os investimentos totais na educa- estão previstas a ampliação ção gabrielense somem cer- de 50% do atendimento da Educação Infantil (0 a 3 anos) ca de R$ 2,5 milhões. O Secretário Municipal de até 2016, adoção de sisteEducação, Hélio Menna, em mas de avaliação da educasua explanação também ção municipal, reaparelhadestacou o apoio do executi- mento das escolas, entre ouvo para manter o processo de tras ações e metas. De acordo com o Secretá“revolução na educação municipal”. Em um ano, frente à rio Hélio Menna, estas são Secretaria, Menna apresentou apenas algumas das ações aos professores e diretores que o município oferecerá a das escolas municipais o comunidade e ao professobalanço do que já foi realiza- rado gabrielense: “Teremos do e um plano gestor para os uma série de inovações que meses que virão: “Para ter- caracterizam um ano letivo dimos mudanças e inovações, ferente em São Gabriel. Será ouvimos muito, avaliamos a hora de priorizar o trabalho para elaborar o plano de ges- do professor em sala de aula tão que propôs estas mudan- e o bom rendimento do aluças e teremos muito mais em no. Vamos quebrar paradiglongo prazo, dentro da revo- mas”, concluiu o Secretário.


10

SÃO GABRIEL - RS email: ofato@r7.com

29 de fevereiro de 2012

GERAL Dúvidas frequentes de português

Comboio da Saúde chega ao Azevedo Sodré

Ana Martha Focaccia

Para eu ou Para Mim Use “para eu” quando o pronome “eu” for sujeito de um verbo que vier em seguida a ele. Use “para mim” quando “mim” for complemento, e não sujeito do verbo. Lembre-se de que o pronome oblíquo tônico sempre vem regido de preposição e nunca pode exercer a função de sujeito. Ex.: Quero o livro para eu ler. Comprei uma camiseta para eu usar na festa. Minha mãe trouxe lanche para mim. Para mim, tudo é muito fácil.

Informativo da Santa Casa STA. CASA E SÃO GABRIEL PERDEM UM DOS MAIORES ÍCONES DA LONGEVIDADE Na última quinta-feira (23/2), após permanecer internado por aproximadamente 15 dias na Unidade de altos cuidados da CTI, faleceu o Sr. Anaurelino Ferrer Pires, com 104 anos de idade, em decorrência de insuficiência respiratória aguda seguida de AVC isquêmico. Perde a conceituada família, São Gabriel e a Sta. Casa um dos seus ícones da longevidade, mais popular e querido, conhecido como “Seu Anau”, o único remanescente que no cargo de Conselheiro ADM. da Sta. Casa participou dos festejos comemorativos ao centenário desta Instituição, realizado em 15/04/1955. Natural de Bagé e gabrielense de coração, muito jovem escolheu São Gabriel para residir, constituir sua família e desenvolver suas atividades como comerciante por várias décadas. “Seu Anau” e sua esposa Geni Caon Pires (in memórian) possuíam 7 filhos (Ercílio, Percílio, Érico, Osório, Olga, Paulo e Luis Eduardo), netos, bisnetos e tataranetos. Ao lamentar profundamente a irreparável perda do “Seu Anau”, o Provedor Roque Montagner destaca que o tempo de vida de algumas pessoas é quando paramos de viver. Viver com lucidez durante 104 anos é uma graça e dádiva que Deus concede apara poucas pessoas. Abre-se um espaço para o vazio. Este é o fim e ninguém pode voltar atrás. O adeus a vida é sempre uma partida sofrida. Hoje, Anaurelino encontra-se em um plano superior ao nosso. Junto com a sua amada esposa Geni, como um exemplo que fica para nós, um testemunho de vida, um pai, esposo e avô que com muita humildade viveu, construiu uma família e participou ativamente no exercício do voluntariado em outros tempos junto a Mesa ADM. da nossa Sta Casa.

Paulo Fernando Forgiarini, secretário da Saúde A sede distrital de Azevedo Sodré, juntamente com as comunidades circunvizinhas, recebe no próximo dia 03 de março mais uma edição do Comboio da Saúde, um dos principais programas da Prefeitura destinados ao atendimento dos moradores da zona rural. O programa é uma ação interdisciplinar das secretarias de Saúde, Educação, Assistência Social, Agricultura e Transportes. Ao todo, mais de 30 profissionais estarão prestando serviços de atendimento com cadastro assistencial, assistência em extensão rural e atendimentos clínicos e odontológicos. Os serviços estarão concentrados na Escola Pólo Maria Manuela. O último Comboio realizado ocorreu em 4 de fevereiro, nas localidades de Santo Antônio e Pau Fincado. Segundo a diretora municipal de Programas de Saúde, Saionara Marques, mais de cem atendimentos foram ministrados naquela região, apenas na área de saúde. “Agora vamos para o Azevedo Sodré, e a expectativa é aproximar cada vez mais a saúde básica e os demais serviços municipais do cidadão que mora e trabalha no Interior do Município”, destaca.

Qualidade e bons preços são nossas marcas.

Con

! fira!Endereço: BR-290 - KM 420 Fone: 3232.5050 ou 3232.5933

Vontade de fofocar pode ser ativada de forma involuntária A fofoca é uma das mais potentes armas para acabar com relacionamentos, mudar os sentimentos e prejudicar alguém. Segundo estudo, a vontade de fofocar acontece no cérebro de forma mecânica, especialmente as fofocas negativas. As pessoas não enxergam o mundo através apenas de seus sentidos externos, mas seus sentimentos também influenciam o modo como vemos o mundo. Isto sugere que, se o nosso cérebro decide inconscientemente o que vamos observar, nós não conseguimos ser realmente objetivos no que vemos. A pesquisa mostrou que a fofoca negativa sobre alguém desperta o interesse de nosso cérebro de maneira inconsciente. O objetivo do estudo foi entender até que ponto os sentimentos podem mudar a percepção que temos sobre alguém. E uma das formas mais rápidas e potentes de mudar os sentimentos de alguém é a fofoca. Para chegar ao resultado, os pesquisadores realizaram dois experimentos. No primeiro momento, os participantes viram rostos de desconhecidos com feições neutras emparelhados com fofocas negativas, positivas ou neutras. Em seguida, os pesquisa-

dores analisaram como os cérebros dos voluntários responderiam a diferentes tipos de informação. Eles fizeram isso mostrando duas imagens aleatórias – um rosto e uma casa, por exemplo – uma imagem para o olho esquerdo e uma outra para o olho direito. Estas imagens diferentes causam uma reação chamada rivalidade binocular. O cérebro humano só pode lidar com uma das imagens de cada vez. Por isso, inconscientemente, tende a focar e prolongar-se no que considera mais importante. O resultado: os cérebros dos participantes eram mais propensos a fixar a visão nos rostos associados com fofocas negativas do que com a imagem aleatória ou as faces associadas a fofocas positivas ou neutras, ou outros rostos que não fizeram parte do estudo anterior. Então, diante disso, os humanos não têm culpa de serem tão fofoqueiros.


SÃO GABRIEL - RS email: ofato@r7.com

29 de fevereiro de 2012

11

ESPECIAL

FATO EMPRESARIAL Som & Cia

Do CD gravado para amigos à história de sucesso gravada no comércio local Toda a história de sucesso começa primeiramente com um sonho. Segundo Elleanor Roosevelt, o futuro pertence àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos. E foi acreditando no potencial de transformação e inovação da tecnologia, que o visionário jovem Maicon Daniel decidiu investir no ramo de eletrônicos, fazendo com que a tradição do empreendedorismo da Família Cirolini se mantenha cada vez mais viva. Filho do empresário de dona Zenita e de Leonor Luiz Cirolini, conhecido como Seu Cachoeira, que possui uma admirável história de lutas e batalhas no ramo comercial

ramo gastronômico que consolidou o seu sobrenome como uma marca forte. Maicon e Edmilson são irmãos de Hugo César e Jairo Fernando. Para eles, a família é o maior apoio que encontraram para tudo na vida. Com amor, fé e união, todos venceram e podem viver com tranquilidade, com conforto. Os ensinamentos de Seu “Cachoeira” aos hoje empresários, foram fundamentais para eles serem profissionais honestos, compromissados com a clientela e honrados. Todos os dias, entre uma conversa e outra, Maicon e Edmilson aprendem algo novo com seu “Ca-

mendadas pelas pessoas que circulavam pelos corredores da rodoviária e frequentavam o estabelecimento dos Cirolini, ele percebeu que era um vocacionado para o ramo da música. Logo de início, o serviço de Maicon foi ganhando clientela fixa. A atividade informal foi passando de amigo em amigo e o número de clientes cresceu. O que começou como uma brincadeira e um passa-tempo, estava se transformando em um negócio. Durante alguns anos, o jovem conciliava o trabalho no restaurante com as encomendas de “seleções musicais”, que eram gravadas enquanto ele aguardava o último ônibus que deixa a cidade já na madrugada, às 2 horas. Até hoje, mesmo com a sua loja própria, ele ainda é o responsável pelo restaurante até a partida do último ônibus. Com uma visão empresarial aguçada, Maicon e o irmão Edmilson resolveram investir diretamente no negócio e abrir uma loja especializada no ramo. Em 2010, surgia então a Som & Cia, localizada na Rua Coronel Soares, num ponto estrate-

União e amor familiar é o que norteia a vida dos jovens empreendedores bebidas e alimentos. A iniciativa de instalar o departamento de conveniência devese ao fato de que na quadra não existe outros estabelecimentos que façam a mesma oferta. Mesmo com a vasta oferta de músicas na Internet, a procura por CD’s – o carro chefe da empresa, permane-

Som & Cia oferece produtos mais modernos do mercado gabrielense, Maicon segue os passos do pai, que é proprietário de um restaurante e de um bar na Estação Rodoviária de São Gabriel. Nascido na cidade de Restinga Seca, Leonor chegou a São Gabriel em 1978, juntamente com a família. Aqui foi taxistas, motorista de ônibus e caminhoneiro. Mas foi no

choeira”, seja na hora do chimarrão ou no momento de trabalho. A história de Maicon como empresário começou quando ele ainda era adolescente. Atendente no bar da família, sempre foi um apaixonado por música e por tecnologia. No auge das “seleções musicais” – que eram enco-

mercado competitivo. Com mais de duas décadas de vida, os irmãos se dizem realizados profissionalmente. O empreendedor corre riscos de erros e acertos, além de descobrir com a prática o valor das pessoas. Deve estar comprometido com o trabalho e se doar plenamente para alcançar sucesso. E foi justamente esse ensinamento que os irmãos Maicon e Edmilson estão absorvendo ao longo destes dois anos como empresários.

E assim, os irmãos seguem construindo suas histórias empreendedoras, a frente de uma empresa que surgiu de um passa-tempo de adolescente. Entre canções e melodias, eles consolidam-se no mercado, demonstrando às gerações futuras que o primeiro passo para se tornar um empresário de sucesso é acreditar! A Som & Cia representa a força da fé e da confiança de dois irmãos em nossa cidade!

Setor de conveniências é o diferencial da empresa gicamente escolhido. Desde o início, a loja atua com equipamentos eletrônicos para os mais diversos segmentos, como vídeogames, sons, aparelhos de celular, câmeras fotográficas, DVD’s e os CD’s de música. Além disso, seguindo a tradição familiar, os irmãos instalaram na loja um setor de conveniências, com

ce ativa. Atualmente, Maicon ainda sente o mercado da música favorável, mesmo sendo grande a procura por equipamentos eletrônicos, como sons e celulares. Conhecidos por sua criatividade e determinação, os empreendedores Maicon e Edmilson são atentos à evolução dos negócios como chave para se destacarem no

Vidraçaria

Borges - Vidros - Espelhos - Box temperados acrílico - Gravuras (Arte Francesa) - Molduras Rua Cel. Sezefredo, 640 Fone: 3232.2422

Barão de São Gabriel, 943 Centro Fone: 3232.6420 ou 3232.4848

Feliz da vida, Maicon Cirolini administra a loja


12

SÃO GABRIEL - RS email: ofato@r7.com

29 de fevereiro de 2012

OPINIÃO

1 – Confirmado. No excelente centro comercial Casa do Frango será instalado mais uma filial da Drogaria da Cidade. 2 – Vai fechar a loja Ponto 50, da Rua General Mallett. Pouco movimento, talvez. 3 – O terrível estacionamento na quadra principal da cidade, a General Mallett, vem causando prejuízo ao número de lojas e escritórios concentrados naquela rua. 4 – Coisas da vida. No coração do Palacete que pertenceu ao General Gastão, o novo dono, sem perder tempo, transformou num “PETIT” barracão de VIDRO. 5 – Na Rua Celestino Cavalheiro, esquina da Coronel Soares, propriedade do investidor imobiliário amigo Saede, surgindo dois novos “PETITS” barracões de vidro. Muito bonitos! 6 – Incrível. Não são barracões de vidro, mas SIM lojas mesmo. Construção de primeiríssima, do amigo Cléves, na General Mallett. E o investidor Cléves ainda não conseguiu ALUGAR. Coisa gozada isto. 7 – RECORDAR É VIVER! Formandos de 1957 do Ginásio dos Maristas. Para se formar no Ginásio dos Maristas tinha que ter CAFÉ NO BÛLE. Dos 25 formandos, 19 estão na fotografia. Seis estão ausentes: Lauro Souto, Élbio, Pedro, Airton, Aroni e Rui. Festa de despedida no BAR DO AMADO. Betinho, dono da foto, Balbo, Dirceu Souto, Amaral Cunha, Zamir Coirolo, Antonio Paulo, Edson Vieira da Cunha, Flávio Menezes, Solon Cunha, Protógenes Cunha, Dumbergue Garcez, Elio Salau, Irajá Gonçalves, Rubem Kieling, Gabriel Cunha, José Medeiros, Antônio Prestes, Fernando Jacobsen. Na histórica fotografia, aparecem ainda Amado, o dono do bar e o velho craque do passado, o saudoso Tupan. Mocidade, sonhos, esperanças, ilusões.

JORGE SANTOS Revendedor Massey Ferguson

Aero Agrícola Gabrielense A segurança do sucesso de sua lavoura

Rua General Mallet, 82 Fone: 3232.5233 ou 3232.5844 Hangar: 3232.6433 ou 3232.4104

VIVA A VIDA. SALVE A JUVENTUDE. O tempo 9 – Até o momento nada certo sobre quem vai se instalar no prédio do Rudinho, onde passa para todos nós. estava a Ponto 50, que já vai embora. Dizem 8 – Tudo bem. Terminou tudo bem a difícil re- que é uma igreja. Aí sim a Mallett fica comnovação do contrato de aluguel entre o Gru- pleta. po Nedeff (Ana Rosa, Rodrigo e Diego) com a Ipiranga. A inquilina Ipiranga já subarren- 10 – BOMBA. BOMBA. BOMBA. Notícia ofidou o posto que ficará todo moderno, “chic” cial da coluna. Última hora, 24 horas atrás. Se o Balbo, por um outro motivo não for e vai acabar assim aquela feia esquina. Pacandidato, não tem erro... O CANDIDATO rabéns a todos! SERÁ O MARCELO, filho do Balbo. A vida é assim.

Comércio de Cereais Santa Margarida O maior nome em compra e venda de cereais em São Gabriel e Santa Margarida

Sindicato Rural Uma força ao lado do produtor Rua Barão do São Gabriel, 943 Fones: 3232.4848 ou 3232.6969

NEI SARI - Classe e honestidade


SÃO GABRIEL - RS email: ofato@r7.com

29 de fevereiro de 2012

13

SOCIEDADE

Família Varella em Punta Del’Este

Giro Social

As praias do Uruguai são belíssimas, encantadoras e um verdadeiro convite ao lazer e ao repouso. E para vislumbrar esses verdadeiros paraísos naturais, a Família Varella, composta pelo empresário Miguel, a esposa Kitty e os filhos Miguel e Raphaella, preparou o chimarrão e embarcou para o litoral do país vizinho. Confira alguns flashs dessa viagem memorável!

Didito Franco recebe amigos no Uruguai

lla Raphae inho e Miguelz

Em pé: Luiz Cláudio, Enrico, Mano Kluwe, Renatinho, Dirceu, Fernando Abreu. Sentados: Fernando Acosta, Eloi, Wagner e Didito

A bonitinha Raphaella desfrutando da beleza uruguaia

A badalada residência do produtor rural Benedito Franco e da esposa Danuza Kluwe Franco na magnífica praia de Punta Del’Este, recebeu personalidades gabrielenses para uma confraternização. Festa, alegria e descontração marcaram o encontro social no Uruguai. Confira fotos do evento, registradas pela colaboradora Ana Helena Barbosa de Abreu.

Raphaella curtiu o verão com o pai Miguel

Tauê Nuñez desbrava a Europa Danusa, Paula, Geni, Dona Geci, Valéria, Larissa, Carol, Lelena, Iolita e Virginia.

Parabéns, Coronel Layr! No domingo (26), foi o aniversário de um grande amigo da comunidade gabrielense, um homem que ao longo de sua vida é norteado pela retidão moral, pela coerência nas atitudes e pela bondade com aqueles que mais precisam. Coronel do Exército, fundador do Lions Clube de São Gabriel, Maçom de Grau 33, um exemplo a ser seguido. O aniversariante Layr Contino Nuñez recebe os parabéns da equipe de O Fato, que deseja votos de muita saúde e felicidade!

O jovem acadêmico de Direito, Tauê Marques Nuñez está fazendo um tour pelo Velho Continente. O sempre simpático Tauê já carimbou o passaporte em Portugal (onde visitou o irmão), Marrocos, Espanha e Holanda. E não para por aí. Ele visitou outros países da Europa nessa viagem inesquecível, como a Inglaterra! O garotão é filho de Beth e Jorge Nuñez e irmão de Rami e Tauana. Que beleza!

Tauê aproveitou para conhecer a cultura dos países

6 x nos cartões 30% para 30 dias Outlet 50% à vista 30% para 30 dias

Alphorria, M.Officer, Borda Barroca e Acostamento Rua General Mallett, 600 – sala 01- Tel.: (55) 3232-2163 E-mail: kamisaria@gmail.com

Kitty e

Raphae

lla, mã

e e filh

Reservas: 9969-8705

a curte

m Punta

Del’Est

e


14

SÃO GABRIEL - RS email: ofato@r7.com

29 de fevereiro de 2012

GERAL SEMENTES DE VITÓRIA Pr. Cláudio Moreira

O assassinato do bispo e a questão das drogas Iniciei a segunda-feira passada sob o forte impacto de uma notícia que já estava no topo dos comentários do Twitter na madrugada de domingo: o assassinato de Dom Robinson Cavalcanti, bispo anglicano de Recife, morto a facadas pelo filho adotivo, que morava nos EUA e estava no país há cerca de 15 dias. O filho adotivo de Dom Robinson tinha sérios problemas com as drogas, matou o pai e a mãe, e tentou se matar após o duplo assassinato, ocorrido por volta das 22 horas deste domingo, 27 de fevereiro. Para quem eventualmente nunca tenha ouvido falar dele, destaco que Dom Robinson era bispo da Igreja Anglicana no Recife, e teve uma vida dedicada à causa do Evangelho e da democracia. Escritor de vários livros sobre fé e política, Dom Robinson era um dos mais importantes líderes evangélicos da corrente teológica da Missão Integral, que defende a integração entre a pregação da Palavra de Deus e a defesa da causa dos pobres. Ligeiramente, poderíamos falar da Teologia da Missão Integral como a versão evangélica da Teologia da Libertação dos católicos, mas é muito mais do que isso, porque nesta visão a orientação ideológica não está acima do conteúdo evangélico. De certa forma, Dom Robinson exercia junto aos evangélicos – de todos os matizes – um papel muito parecido com o do cardeal Dom Paulo Evaristo Arns entre os católicos. O desfecho trágico de sua vida aponta para o efeito dramático da realidade das drogas em nossa sociedade. E entra em choque com algumas visões simplistas, segundo a qual basta educar os filhos com bons valores para que não se aventurem por este universo sombrio. Seguramente, tudo o que Dom Robinson fez foi semear valores cristãos, mas mesmo assim o filho matou o pai sob efeito de drogas com as quais estava envolvido há mais de 15 anos. Apesar dos valores cristãos ensinados pelo pai, o assassino de Robinson, quando enveredou pelas drogas, fez uma escolha. E é esta verdade que precisa ser ressalvada no tenso debate que se trava sobre o tema em nosso país. As pessoas fazem escolhas, e escolhas tem conseqüências. Infelizmente, alguns luminares da intelectualidade brasileira, como o ex-presidente FHC, pretendem que a escolha pelas drogas não tenha conseqüência do ponto de vista legal. Casos como este ilustram como estão errados os que acreditam na descriminalização do uso de drogas, assentados na máxima de que o usuário não é criminoso. Trata-se de uma tese estúpida, e em casos como este, assassina. Desde que me converti ao Evangelho, no já distante ano de 1997, sempre li os textos de Dom Robinson Cavalcanti, e embora discordasse quase sempre do viés esquerdista de muitos deles, sempre encontrei em suas reflexões uma base teológica segura para uma fé sadia, firme e cristocêntrica. Sua clareza teológica e honestidade intelectual marcou minha formação., a ponto de ter me tornado também um defensor da Teologia da Missão Integral. Talvez por isso eu sinta tanto sua perda, embora não o tenha conhecido pessoalmente. No dia em que for a minha vez de partir para o Repouso, quero poder cumprimentá-lo e agradecer por ter marcado de forma tão efetiva minha caminhada cristã. Que o Senhor o receba nos Portais Eternos.

Os perigos do secador e da chapinha A busca pelo cabelo impecável pede algumas loucuras de vez em quando. A praticidade e os avanços tecnológicos se tornam cada vez mais aliados da beleza. A fim de garantir o visual perfeito, a população feminina aderiu ao costume do secador e da chapinha para finalizar o ‘look’. A rotina que faz a cabeça das mulheres pode ser um erro fatal aos fios. O uso frequente do secador seguido da prancha modeladora danifica o cabelo devido à alta temperatura dos aparelhos, até 200°C. Por isso, é importante dar um intervalo de dois dias no uso para preservar a hidratação e o brilho dos fios. O uso do aparelho se tornou tão comum que as mulheres não imaginam o tamanho do problema que ele pode causar. Uma dica é usá-lo alternando os dias e com certa distância para não queimar o cabelo. Para aquelas que não abrem mão do efeito liso, a opção é usar produtos antitérmicos antes de usar o aparelho. Isso minimiza os danos. Os produtos finalizadores têm função termo protetora, que forma uma película em volta do cabelo. Essa proteção faz com que o calor não retire a umidade natural do fio e deixe-o com uma estrutura saudável. Além dos protetores, máscara de hidratação, reparador de pontas, shampoo anti-resíduos, podem ser uma boa

3232.3279

opção na fiscalização do penteado, hidratando os fios das agressões. Para aquelas que têm o cabelo fino, é importante evitar ao máximo a prancha. O cabelo fino é muito sensível à alta temperatura. O uso acaba com a umidade do cabelo deixando-o completamente ressecado. Já as mulheres com cabelo grosso não precisam se preocupar, mas é sempre bom moderar no uso. A chapinha, vista como vilã por muitos cabeleireiros deve ser usada com o cabelo totalmente seco, para que não haja choque de temperatura e consequentemente ruptura dos fios. Essa proteção evita que os cabelos fiquem ressecados, quebradiços e sem vida. Depois do longo uso de secadores e pranchas, é normal que o cabelo fique rebelde, com frizz e quebradiço. A dica é procurar um especialista e garantir tratamento intensivo. As opções são várias: máscaras hidratantes, cauterização, ampolas nutritivas, reconstrução à base de queratina, proteína e aminoácido. Assim, é possível hidratas o cabelo e devolver a saúde aos fios. MULHERES RESISTEM EM PROTEGER OLHOS NO VERÃO Mulheres que usam óculos de grau não protegem os olhos do sol, segundo pesquisa realizada pelo IBOPE.

Muita atenção ao secar o cabelo e usar chapinha Das entrevistadas, só 8% logista revelam, ainda, que o usam óculos escuros com contato dos protetores com a grau quando vão à praia. A fal- mucosa ocular propicia conta de proteção queima a pele juntivite tóxica e alérgica. Os no contorno dos olhos provo- óculos com filtro eliminam cando câncer. Apesar da im- este risco. As empresas do portância do filtro solar, a re- setor ótico já despertaram gião dos olhos precisa de para a necessidade de deatenção especial. A queima- senvolver produtos esteticadura só é prevenida se forem mente atraentes e, também, usados óculos com filtro UV. preparados para garantir a Estudos recentes do oftalmo- saúde dos olhos.

PRECISA-SE DE FARMACÊUTICO General Marques, 261 Fone: 3232.5600 e 3232.1010

9629.1732

Lanches A La Carte Petiscos à noite Tudo isso com estacionamento privativo

Burana Wirth Esdra 50% à vista

Capodarte Cristófoli Para raio 40% 3x nos cartões

Avenida Antônio Trilha, 1510 Telefones: (55) 3232.3279 e (55) 9629.1732

Chita Brasil Carla Carlin Dani Bello

50% e 60% nos cartões


SÃO GABRIEL - RS email: ofato@r7.com

29 de fevereiro de 2012

15

GERAL Mais de 80% dos concluintes do Ensino Médio gaúcho não sabem matemática No dia 07 de fevereiro, a Organização Não Governamental Todos pela Educação liberou o documento De Olho nas Metas de 2011 - Quarto Relatório de Monitoramento das 5 Metas do Todos Pela Educação, que acompanha os indicadores educacionais do país para qualidade de ensino. O relatório do Todos pela Educação mostra o desempenho de Estados e regiões do país no cumprimento de metas estabelecidas pela própria ONG. São cinco metas traçadas pelo movimento, que precisam ser alcançadas até 2022 - quando completam 200 anos de independência do país. Até lá, a cada ano, há uma etapa a ser cumprida. De acordo com os dados da pesquisa, o desempenho das escolas públicas nas disciplinas de matemática e língua portuguesa, no estado do Rio Grande do Sul, espantosamente foi o mais alto de todo o Brasil. O percentual de alunos do 3º ano do Ensino Médio, com conhecimento considerado adequado pela ONG em língua portuguesa, é de 45%. Já em matemática este número é ainda mais assustador: 19,4%. Ainda assim são os percentuais mais altos do País – o que é quase uma tragédia. Priscila Cruz, diretoraexecutiva da Todos pela Educação ficou preocupada com os resultados: “Significa que no Estado com as melhores médias, mais da metade dos alunos, em língua portuguesa, e pouco mais de 80%, em matemática, teve desempenho abaixo da média. É preocupante” inter-

preta ela. O baixo índice de conhecimento nas duas principais matérias de ensino não é o único dado negativo do Rio Grande do Sul, que consta no levantamento produzido por uma das ONGs mais respeitadas na área da educação no Brasil. O relatório também mostra que o Estado foi o único que não atingiu as metas, mantendo estudantes, que tenham além dos 16 anos, no Ensino Fundamental. Os dados apontam que de cada 3 estudantes gaúchos, um permanece no Ensino Fundamental mesmo depois de completar 16 anos. A idade está acima da recomendada, ocasionando o retardo do processo de aprendizagem e o ingresso dos alunos no Ensino Médio. Assim, quase a metade dos jovens não acaba o Ensino Médio até os 19 anos devido à evasão ou à reprovação. Priscila salienta que diante da riqueza do estado os índices estão muito abaixo do esperado: “É um dado muito ruim o registrado no Ensino Fundamental do Rio Grande do Sul. Mesmo sendo um Estado rico, não atingiu a meta e está atrás de Acre, Roraima e Mato Grosso” ponderou. Esta demora em concluir os estudos traz consequências perversas num país em que cerca de 80 milhões de pessoas não concluíram o Ensino Médio. Esses estudantes, direta ou indiretamente, exercem pressão para que se amplie o Ensino de Jovens e Adultos (EJA), uma modalidade que deveria caminhar para a extinção. O ideal ainda seria que os estudantes concluíssem o Ensino Médio com 16 anos, mas infelizmente, analisando os dados desta pesquisa, vemos que o Brasil está longe disso.

Silêncio tranquiliza empresários do trevo Som alto, beberagem e baderna. Terminou a série de supostos abusos no estacionamento pertencente ao Posto Batovi e ao Restaurante Batovi, no principal trevo de acesso a São Gabriel. Recentemente, a Promotoria de Justiça Especializada firmou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com os representantes dos dois estabelecimentos comerciais. No documento, está definido a proibição de consumo de bebidas alcoólicas e a utilização de aparelhagem de som em volume excessivo em toda a extensão do estacionamento comum aos dois pontos comerciais. A promotora de Justiça Lisiane Villagrande Veríssimo da Fonseca confirmou a denúncia de moradores da região com um manifesto assinado por 80 pessoas. A população reclamava da poluição sonora, da perturbação da tranquilidade, bem como do consumo de bebidas alcoólicas por menores.

Ainda em 2011, O Fato esteve no local e confirmou o abuso por parte de usuários. No Reveillon de 2012, a reportagem flagrou adolescentes ingerindo bebida alcoolica às 10 horas, sendo que haviam passado toda a madrugada no local. O proprietário do Hotel Batovi alega ser um dos mais prejudicados com a “algazarra” promovida por motoristas que utilizam o som dos veículos no limite máximo. Conforme o empresário, além de permanecerem no local por mais de oito horas, os motoristas são protagonistas de corridas em altas velocidades e brigas. Na Delegacia de Polícia existem, ao menos, quatro ocorrências registradas pelo empresário do ramo hoteleiro. No entanto, a Brigada Militar não conseguiu configurar o flagrante. O problema chegou ao limite quando o empresário resolveu apontar os culpados. Os jovens não aceita-

ram as acusações e reagiram a abordagem da Brigada Militar. Eles reagiram atirando garrafas e latas de cerveja nos policiais. Os PMs tiveram dificuldades para conter os mais violentos. De acordo com a BM, um dos envolvidos ainda tentou se auto lesionar. O homem foi autuado em flagrante por dirigir embriagado. Ele se recusou a fazer o teste do bafômetro. O número exagerado de automóveis no local e o uso indiscriminado de bebidas alcoólicas Dr. Lisiane Fonseca, promotora são questões criticadas. Lisiane da Fonseca confirma determinações, poderá ser a realização de operações de autuado em flagrante e enfiscalização no local. O traba- quadrado nos artigos previslho está sendo feito em con- tos em lei para consumo de junto com a Brigada Militar e bebidas (ao volante) e perMinistério Público. Desta vez, turbação do sossego públiquem for pego burlando as co.

A vitrine perfeita para você vender o seu carro. Passe em nossa loja e faça um ótimo negócio.

Kia Soul 2010 R$ 43 mil

Palio Faire 2008 R$ 21 mil

Eco Sport xlt 2005 R$ 35 mil

Gol Completo 2009 R$ 28 mil

Marcela Toledo Telef one: 3237-1708 elefone:

Avenida Antônio Trilha, 1496 Telefone: 3232.2936 ou 8456.2936.

PROMOÇÃO DO SUPERVANHOVE SUCO UVA PANIZZON 1,5L...............................6,99 FAR.TRIGO FLOR DO TRIGO 1KG..................0,99 ÓLEO SOJA SOYA 900ML...................................2,59 CERVEJA ITAIPAVA LATÃO 473ML..............1,65 REFRIG.COCA 2L...................................................3,39 COSTELA MINGA KG............................................7,98

Rua Tristão Pinto, 992 - Fones: 3232-1868 e 3232-6468 Email: mercadovanhove@hotmail.com

SUPERVANHOVE sempre com bons preços para você fazer boas compras!


O Fato Um jornal a serviço do povo! São Gabriel, 29 de fevereiro de 2012

T E M P O

Previsão do tempo para esta quarta-feira

Chuvoso durante o dia e a noite

Falta de chuva compromete qualidade do grão de soja Conforme o Informativo da EMATER/Ascar, enviado ao O Fato recentemente, a falta de chuvas e as altas temperaturas registradas durante o dia começam a causar danos mais severos às lavouras de soja no Rio Grande do Sul. O excesso de calor afeta a floração, provocando o abortamento das flores e prejudica a qualidade do grão, causando o efeito do “grão esverdeado”. A morte prematura da planta, por estresse hídrico ou qualquer outro fato, acaba forçando o processo de maturação das

sementes. Com isso, ao invés de amarelarem, as sementes são colhidas ainda verdes, com altos índices de clorofila, o que afeta seu potencial de vigor e germinação como semente e o rendimento industrial na obtenção de óleo. Uma amostra de grãos de soja coletada em uma lavoura de Ijuí e analisada na Unidade de Classificação da EMATER/Ascar apresentou resultados preocupantes em termos de qualidade, resultando em 15% de umidade, 35% de grãos verdes, 5% de

grãos chochos e imaturos e 4,5% de grãos danificados. Com isso, além de uma redução considerável em termos de produção, o produtor poderá enfrentar problemas para comercializar o pouco que conseguir colher. A colheita do milho alcança 30% da área cultivada no Estado, com os rendimentos oscilando conforme as chuvas acumuladas ao longo da evolução das lavouras. Nas áreas beneficiadas pelas precipitações, a produtividade tem alcançado patamares acima dos 6 mil kg/ha. Entre-

tanto, esses rendimentos são exceções. Na maioria dos casos, o resultado obtido pelos produtores situa-se entre 2 mil e 3 mil kg/ha. Áreas com produtividade abaixo desse patamar são, geralmente, direcionadas para a produção de silagem. Quanto à evolução da cultura do milho, a baixa umidade no solo e as altas temperaturas estão afetando o desenvolvimento das lavouras. Em São Gabriel, o chefe do escritório da Emater/ Ascar é o médico veterinário Gilberto Souto Meyer.

Dr. Gilberto Meyer, chefe da Emater em São Gabriel

Alunos não sabem matemática Página 15

Sementes de Cereais Adubo Ureia Calcário Fertilizantes Matriz: São Gabriel-RS

Filial: BR 290 - KM 395 Fones: 55. 3505. 5100 e 9938.7578

*CASA MISTA BAIRRO INDEPENDÊNCIA R$ 45 MIL 2 dormitórios, sala, cozinha, banheiro. _________________________________________________________________ *CASA BAIRRO SÃO CLEMENTE R$ 55 MIL 2dormitórios, sala, cozinha, banheiro, terreno 12x30 _________________________________________________________________ *CASA BAIRRO INDEPENDÊNCIA ( financiável) R$ 65 MIL 2 dormitórios, sala, cozinha, banheiro. _________________________________________________________________ * CASA BAIRRO CIDADE NOVA R$ 120 MIL 3dormitórios, sala, sala de jantar, cozinha, banheiro, garagem.Terreno 15x25 _________________________________________________________________ *CASA NO BAIRRO CAMITA R$ 125 MIL 3 dormitórios, sala, cozinha, área de serviço, 2 banheiros, garagem, churrasqueira. _________________________________________________________________ *CASA BAIRRO CIDADE NOVA ( financiável) R$ 135 MIL duas casas no mesmo terreno de esquina. Na frente 3 dormitórios, sala, cozinha, banheiro, garagem. No fundo, 2 dormitórios, sala, cozinha, banheiro e garagem __________________________________________________________________ *CASA BAIRRO 3 DE OUTUBRO R$ 160 MIL 2dormitórios, sala, cozinha, área de serviço, banheiro, garagem, lareira. __________________________________________________________________ *CASA NOVA NA AV. SEBASTIÃO MENNA BARRETO R$ 170 MIL 3 dormitórios, sala, sala de jantar, cozinha, área de serviço, 2 banheiros, garagem. _________________________________________________________________ *CASA NO CENTRO R$ 240 MIL 3 dormitórios, sala, sala de jantar, cozinha, área de serviço, banheiro, garagem. _________________________________________________________________ *Terreno Santa Isabel 10x30 R$ 20 MIL *Terreno 10,5 x 30 Bairro Bela Vista R$ 23 MIL *Terreno 12X60 Bairro Gabrielense R$ 32 MIL *Terreno 30x120 Bairro Dr. Dacio R$ 35 MIL *Terreno 10x30 Av. Fco. Hermenegildo R$ 60 MIL *Terreno 15X53 General Camara R$ 100 MIL _________________________________________________________________ FAÇA-NOS UMA VISITA E CADASTRE SEU IMÓVEL PARA VENDA !!!! FONE: 32326409 - 91644892 – 96959586 RUA CELESTINO CAVALHEIRO N°724 SALA 5

O Fato 29-02-2012  

Jornal O Fato de 29 de fevereiro de 2012