Page 1

PROJETO DE ARQUITETURA

ARQUITETURA HOSPITALAR


Roteiro para desenvolvimento das atividades previstas na Disciplina PA: Edifícios Complexos

Adoção do Partido na Arquitetura

Laert Pedreira Neves ISBN: 8523202196


PRIMEIRA PARTE COLETA E ANÁLISE DAS INFORMAÇÕES BÁSICAS

1. Conceito do Tema 2. Caracterização da Clientela e das Funções 3. Programa Arquitetônico

4. Relações do Programa 5. Pré-Dimensionamento


1. Conceito do Tema

Estabelecimentos Assistenciais de Saúde – EAS

Apoio ao Diagnóstico e Terapia

Reabilitação


2. Definição da Clientela e das Funções “CENTRO DE REABILITAÇÃO, ESPORTES E LAZER”

Instituição Pública Pessoas Portadores de Necessidades Especiais (PNE) Atletas Paraolímpicos

Fonte: <http: www.cpb.org.br/esportes/jogos-paraolimpicos >


3. Programa Arquitetônico Box terapia (10 pacientes/hora) Ginásios (10 pacientes/hora em cada ginásio) : de Hidroterapia de Ortopedia de Neurologia de Cardio-pneumo Funcional de Terapêutico Infantil Terapia Ocupacional (individual) Terapia Ocupacional (grupo) Consultório Fonoaudiologia Sala de Turbilhão Registro de Pacientes Espera Sanitários com vestiário p/ pacientes Sanitários com vestiário p/ funcionários DML Consultório Fisioterapia Área para macas e cadeira de rodas Copa Administração Rouparia Depósito de Equipamentos Apoio esportivo Estacionamento


3. Programa ArquitetĂ´nico

â&#x20AC;˘ â&#x20AC;˘

Atendimento personalizado 1:1 (1 profissional para 1 paciente) Cada paciente tem pelo menos 1 acompanhante


3. Programa Arquitetônico

ACESSIBILIDADE HUMANIZAÇÃO


3. Programa Arquitetônico HUMANIZAÇÃO analogias da humanização. • hotel – analogia muito freqüente na arquitetura hospitalar americana contemporânea; • relação com a natureza e a integração com obras de artes, analogia utilizada nos hospitais do arquiteto Lelé; • o lar e ambiente doméstico; • Integração com o espaço urbano e o convívio social – iniciada na arquitetura hospitalar francesa contemporânea.

Caracteristicas espaciais de cada um dos modelos • analogia com o hotel: atenção e cuidado com as alas de internação; • Integração com a natureza e a arte: conduzem à articulação do projeto a jardins e à integração deste com obras de arte; • metáfora do lar: leva a redução da escala dos ambientes e a personalização destes espaços; • referência à cidade: direcionaria o projeto a uma maior integração do espaço privado e público, inserindo o hospital dentro do tecido urbano.


3. Programa Arquitetônico PROJETO DE EDIFICAÇÕES DE SAÚDE

funcionalidade

flexibilidade permite: - alteração de uso, - introdução de novas instalações e equipamentos, - mudanças espaciais de adaptação ou expansão.

racionalidade objetiva: - melhor desempenho do edifício com o menor volume de recursos e menor tempo. - visa não só reduzir os custos iniciais da construção hospitalar, mas também os custos envolvidos na vida útil da edificação.


3. Programa Arquitetônico CARACTERÍSTICAS ARQUITETÔNICAS QUE CONFEREM FLEXIBILIDADE E RACIONALIDADE AO PROJETO 1 . Regularidade e modulação das estruturas: aumenta as possibilidades de mudança, com pequena interferência e sem grandes alterações físicas, aceleração do processo construtivo, redução dos custos;

2. anatomia pavilionar: independência para efeito de reforma, possibilidades de isolamento em caso de obra,

uso de jardins e pátios como área reservada, permitem incrementos de área.


4. Relações do Programa

FUNCIONOGRAMA = DIAGRAMA FUNCIONAL

Cadastro

Espera

WC

Circulação

Box terapia


5. Pré-Dimensionamento Normas: RDC n° 50 (tabela página 63) Estudo de Precedentes: Clínica de Fisioterapia da UNIC Instituto Municipal de Reabilitação (IMRVL) Beit-Halochem Rehabilitation Center Biblioteca central e ambulatório de fisioterapia da PUC

Visitas técnicas Centro Especializado de Reabilitação Dom Aquino – Sinop Life Center Centro de Reabilitação e Fisioterapia – Sinop


SEGUNDA PARTE ASPECTOS FÍSICOS DO TERRENO ESCOLHIDO 1. Escolha do terreno 2. Planta do terreno

3. Características do terreno A. Forma e dimensão B. Conformação do terreno

C. Orientação quanto ao sol D. Orientação quanto aos ventos E. Acessos

F. Relação com entorno G. Legislação pertinente Adoção do Partido na Arquitetura

Laert Pedreira Neves ISBN: 8523202196


TERRENO


cerca de 3.520 m² FIGURA 01: Área de estudo. Fonte: Google Earth


Medidas do terreno: 40 x 88 (3.520 m²) FIGURA 02: Área de estudo. Fonte: Google Earth


FIGURA 03: Ă rea de estudo. Fonte: Google Earth


Atividade 4

ANALISAR O TERRENO PROPOSTO SEGUNDO AS EXIGÊNCIAS DESCRITAS EM CADA UM DO TÓPICOS APRESENTADOS NA PARTE 2 (ASPECTOS FÍSICOS DO TERRENO ESCOLHIDO), EM “ADOÇÃO DO PARTIDO NA ARQUITETURA”, LAERT P. NEVES.

- Utilizar folha A3 ou A4 para representação gráfica do terreno.


Estudo dirigido Normas: 1. RDC n° 50 TABELA - pág. 63 ORGANIZAÇÃO FÍSICO FUNCIONAL - pág. 24 CRITÉRIOS PARA PROJETOS DE ESTABELECIMENTOS ASSISTENCIAIS DE SAÚDE - pág. 84 2. Manual de estrutura Física das unidades de saúde 3. Estudo dos fluxos no projeto hospitalar 8p. 2. Adoção do Partido na Arquitetura. Laert Pedreira Neves


Estudo dirigido Normas: 1. Leis Municipais: Código de obras LEI COMPLEMENTAR Nº 082/2013, ANEXO I - Parâmetros urbanísticos para ocupação dos solo na macrozona urbana.

NBR 9050 NBR 9077


REFERÊNCIAS LAERT, P. N. Adoção do Partido na Arquitetura. Salvador: Editora da Universidade Federal da Bahia, 1998. 206p. ISBN: 8523202196 LAMB, P. L. Programação Físico-funcional. 4ª edição. [CD-ROM]. Google Earth:<http://www.google.com/intl/pt-PT/earth/index.html>

Roteiro para desenvolvimento das atividades Hospitalares  
Roteiro para desenvolvimento das atividades Hospitalares  
Advertisement