Page 1

T3

Conceito de Organização

1

Conceito de Organização Quando um grupo se estrutura para um determinado propósito, mesmo se o grupo é constituído por duas pessoas ou pouco mais, temos os fundamentos físicos da organização, mais o princípio que deve estar subjacente a todo o esforço associado. Vejamos o exemplo mais simples. Dois homens juntam a sua força para mover um objecto que é muito pesado ou volumoso para ser movido por um só. Temos aqui o esforço associado, que é sinónimo de organização, e igualmente a coordenação, o primeiro princípio que está subjacente a este esforço. James D. Mooney,1939 2

1


T3

Conceito de Organização “organização é a forma de toda a associação humana para a obtenção de um propósito comum” J. D. Mooney, 1939

3

Conceito de Organização “Para encontrar o primeiro princípio vamos avançar um pouco mais neste exemplo. O esforço destes dois carregadores tem de ser coordenado, o que significa que eles devem agir em conjunto. Se um dos carregadores levanta primeiro de um lado, e depois o outro do outro lado, não haverá unidade no esforço, e portanto não estamos perante uma verdadeira organização de esforços. A coordenação surge pela primeira vez na organização quando um dos nossos ancestrais assumiu a autoridade e deu um grito semelhante a uma ordem. Aqui encontramos o primeiro princípio da organização.” J.D.Mooney, 1939 4

2


T3

Conceito de Organização Mooney identifica as várias dimensões de uma organização:        

Pessoas Actividades Coordenação Objectivos Liderança Autoridade Tomada de decisão incentivos 5

Organizações como Sistemas Racionais “Organização formal é o tipo de cooperação entre homens que é consciente, deliberada e com um propósito”

Barnard, 1938

6

3


T3

Organizações como Sistemas Racionais “Dadas as suas características distintivas, as organizações são criadas formalmente para o objectivo explícito de atingir determinadas metas.” Blau e Scott, 1962

7

Organizações como Sistemas Racionais “Organizações são unidades sociais (ou agrupamentos humanos) construídos e reconstruídos deliberadamente para atingir determinadas metas.” Etzioni, 1964

8

4


T3

Organizações como Sistemas Racionais Estas definições apresentam características estruturais:

duas

As organizações são colectividades orientadas para perseguir fins específicos;  As organizações são colectividades com um elevado grau de formalização. A cooperação é consciente e deliberada. 

9

Organizações como Sistemas Naturais Nem sempre a definição de papeis formais e regras escritas funcionam, se é que acontece, como restrição ao comportamento dos membros de uma organização.

10

5


T3

Organizações como Sistemas Naturais Há organizações cujas características estruturais têm uma formalização reduzida. Nesta perspectiva há particular atenção na forma como a organização atende às necessidades ou exigências do seu próprio sistema. 11

Organizações como Sistemas Naturais As organizações são vistas como sistemas orgânicos que têm uma forte orientação para a sobrevivência para se manterem como sistema.

12

6


T3

Organizações como Sistemas Naturais Organizações são colectividades cujos participantes partilham um interesse comum na sobrevivência do sistema e que se envolvem em actividades colectivas, estruturadas informalmente, para realizar esse fim. Scott, 1992

13

Organizações como Sistemas Abertos As organizações são vistas como sistemas abertos que dependem do fluxo de pessoas, recursos e informação do exterior.

14

7


T3

Organizações como Sistemas Abertos Muito do trabalho das organizações consiste em negociar, criar ligações afectivas e sistemas normativos ou cognitivos comuns, pois os participantes tentam formar e manter alianças transitórias.

15

Organizações como Sistemas Abertos Organizações são sistemas de actividades interdependentes que ligam alianças de participantes que se alteram; o sistema está embutido em transacções contínuas e dependentes com o ambiente no qual ele opera. Scott, 1992

16

8


T3

Os Elementos das Organizações

17

Os Elementos das Organizações Participantes indivíduos que em resultado de uma variedade de incentivos contribuem para a organização.

18

9


T3

Os Elementos das Organizações Os indivíduos participam em mais do que uma organização; A extensão e intensidade do envolvimento pode variar muito;  As características demográficas têm influência em muitos aspectos da organização; 

19

Os Elementos das Organizações As características estruturais da organização têm influência nos participantes;  Os participantes são instrumentos da continuidade e da mudança;  Sem participantes não há estrutura social nem organização. 

20

10


T3

Os Elementos das Organizações Estrutura Social padrão de participantes.

relacionamento

entre

21

Os Elementos das Organizações Dupla realidade da estrutura social: 

Conjunto normativo – aquilo que deve ser.

Ordem factual – aquilo que é.

Estes componentes estão inter relacionados.

22

11


T3

Os Elementos das Organizações A estrutura normativa impõe restrições na estrutura do comportamento moldando e canalizando o comportamento, procurando a regularidade.

23

Os Elementos das Organizações Mas há comportamentos que se desviam da estrutura normativa e que são fonte de mudança dessa estrutura.

24

12


T3

Os Elementos das Organizações Objectivos Elemento central de referência e análise das organizações. Ideias ou imagens de fins que se desejam. 25

Os Elementos das Organizações Opiniões sobre os objectivos: 

Os objectivos são indispensáveis para perceber as organizações; Os objectivos só servem para justificar as acções passadas; Os comportamentalistas argumentam que só os indivíduos é que têm objectivos.

26

13


T3

Os Elementos das Organizações Tecnologia Cada organização possui a sua tecnologia para realizar o trabalho. Há estudos que mostram a relação entre as características da tecnologia e as características estruturais da organização. 27

Os Elementos das Organizações Ambiente As organizações funcionam dentro de um ambiente físico, tecnológico, cultural e social ao qual procuram adaptar-se.

28

14


T3

Os Elementos das Organizações Importância do ambiente: 

Socialização e formação; Participação dos organizações;

indivíduos

em

várias

Importação de tecnologia; 29

Os Elementos das Organizações 

Fonte de recursos;

Destino dos serviços/produtos;

Relação entre os fins da organização e o ambiente social; A estrutura social da organização reflecte características importadas do ambiente. 30

15


T3

Os Elementos das Organizaçþes Ambiente Participantes Tecnologia

Objectivos Estrutura Social

31

16

Conceito de Organização  

Empresarialização dos Serviços Públicos

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you