Page 1

Mia Couto – vida e obra


FICHA TÉCNICA

Título do livro: Mia Couto – vida e obra Coordenação: Lúcia Barros Local de edição: Instituto Politécnico de Viana do Castelo ESE Data de edição: 29/05/2013 Autoras: Ana Meireles nº11019 Ana Santos nº 11910 Joana Peixoto nº 11925


Biografia António Emílio Leite Couto fez a escola primária na Beira. Em 1971, iniciou os seus estudos de Medicina na Universidade de Lourenço

Marques. Ligado à luta pela independência de Moçambique, tornou-se membro da Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO). A partir do 25 de Abril e da independência de Moçambique, interrompeu os estudos para trabalhar como jornalista em "A Tribuna“. Nessa altura tornou-se também director da Agência de Informação de Moçambique (AIM). Participou na revista "Tempo" até 1981, ficando, depois, no "Notícias" até 1985. Altura em que ingressou na Universidade Eduardo Mondlane para tirar o curso de Biologia. Em 1983 publicou o seu primeiro livro “Raiz de Orvalho” (poemas).


Seguiram-se, entre outros, Vozes Anoitecidas (1986), livro de contos com que se estreou na ficção e que foi premiado pela Associação de Escritores Moçambicanos; o seu primeiro romance, designado, "Terra Sonâmbula" (1992). Em 2001, em Portugal, Mia Couto recebeu na Fundação Calouste Gulbenkian o Prémio Literário Mário António (prémio atribuído a escritores africanos

lusófonos ou escritores timorenses de três em três anos) pela sua obra "O Último Voo do Flamingo". Tornou-se no primeiro africano a vencer o prémio União das Literaturas

Românticas, recebido em Roma. A obra “Terra Sonâmbula” Foi eleita um dos 12 melhores livros de todo continente africano no século XX. O último prémio que recebeu, designado Prémio Camões, foi no dia 27 de Maio de 2013.


Bibliografia

Mia Couto tem uma obra literária extensa e diversificada, muitos dos seus livros são publicados em mais de 22 países e traduzidos

em alemão, francês, castelhano, catalão, inglês e italiano.

Poesia * “Raiz de Orvalho” (1ª ed. em 1983) * “Tradutor de Chuvas” (1ª ed. Em 2011)


Contos * Vozes Anoitecidas (1ª ed. da Associação dos Escritores Moçambicanos, em 1986; 1ª ed. Caminho, em 1987) * Cada Homem é uma Raça (1ª ed. da Caminho em 1990) * Estórias Abensonhadas (1ª ed. da Caminho, em 1994) * Contos do Nascer da Terra (1ª ed. da Caminho, em 1997) * Na Berma de Nenhuma Estrada (1ª ed. da Caminho em 1999) * O Fio das Missangas (1ª ed. da Caminho em 2003)


Crónicas * Cronicando (1ª ed. em 1988; 1ª ed. da Caminho em 1991) * O País do Queixa Andar (2003) * Pensatempos. Textos de Opinião (1ª ed. da Caminho em 2005)

* E se Obama fosse Africano? e Outras Interinvenções (1ª ed. da Caminho em 2009)


Romances * Terra Sonâmbula (1ª ed. da Caminho em 1992; Prémio Nacional de Ficção da Associação dos Escritores Moçambicanos em 1995) * A Varanda do Frangipani (1ª ed. da Caminho em 1996) * Mar Me Quer (1ª ed. Parque EXPO/NJIRA em 1998; 1ª ed. da Caminho em 2000)

* Vinte e Zinco (1ª ed. da Caminho em 1999) * O Último Voo do Flamingo (1ª ed. da Caminho em 2000; Prémio Mário António de Ficção em 2001) * O Gato e o Escuro (1ª ed. da Caminho em 2001).


* Um Rio Chamado Tempo, uma Casa Chamada Terra (1ª ed. da Caminho em 2002) * A Chuva Pasmada (1ª ed. da Njira em 2004) * O Outro Pé da Sereia (1ª ed. da Caminho em 2006)

* O beijo da palavrinha (1ª ed. da Língua Geral em 2006) * Venenos de Deus, Remédios do Diabo (2008) * Jesusalém (2009) * A Confissão da Leoa (2012)


A Demora O amor nos condena: demoras mesmo quando chegas antes. Porque não é no tempo que eu te espero. Espero-te antes de haver vida e és tu quem faz nascer os dias. Quando chegas já não sou senão saudade e as flores tombam-me dos braços para dar cor ao chão em que te ergues. Perdido o lugar em que te aguardo, só me resta água no lábio para aplacar a tua sede.

Envelhecida a palavra, tomo a lua por minha boca e a noite, já sem voz se vai despindo em ti.

Mia Couto, in "idades cidades divindades"

O teu vestido tomba e é uma nuvem. O teu corpo se deita no meu, um rio se vai aguando até ser mar.

Mia couto  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you