Page 1

04

Fale com a editora:. | SUL| A GAZETA Vitória (ES), domingo, 2 de janeiro de 2011 | Zainer Silva – Tel.: 3321-8053

Fale com a editora: zsilva@redegazeta.com.br

| A GAZETA Vitória (ES), domingo, 2 de janeiro de 2011 | SUL| 05

Impulso. Para revitalizar a orla e impulsionar o turismo, Piúma pretende gastar mais de R$ 14 milhões, recurso que deve ser obtido junto ao governo estadual

2011 começa com R$ 154 milhões em investimentos em obras Presidente Kennedy e Anchieta serão as cidades que vão realizar os maiores gastos ANA PAULA SANTOS n n Os municípios do Sul do Estado planejam, para este início de ano, grandes investimentos em obras de infraestrutura. Em 2011, R$ 154 milhões serão destinados à melhoria de estradas e redes de esgoto, além de construção de unidades de saúde, ginásios, escolas e creches. Presidente Kennedy e Anchieta despontam como os maiores investidores. Mas Piúma também promete realizar altos gastos, visando ao turismo. Presidente Kennedy, o primeiro desse ranking, informa que aplicará R$ 78 milhões em 15 obras de saneamento básico, infraestrutura urbana e sistema viário. Obras de drenagem e tratamento de esgoto na sede e na Comunidade de Santo Eduardo correspondem a quase R$ 15 milhões. Além desses, estão previstos trabalhos de urbanização no interior e melhorias nas es-

tradas, que inclui a duplicação e municipalização da ES 162. As obras fazem parte de um pacote chamado Programa de Desenvolvimento de Presidente Kennedy. A intenção é que sejam iniciadas neste semestre e concluídas até o fim do mandato do atual prefeito. “Essas obras vão mudar a cara de Presidente Kennedy e gerar, de imediato, mil empregos diretos. E ainda vamos investir pesado em estradas, ligando 70km delas a diversas localidades e à sede do município”, afirma o prefeito, Reginaldo Quinta. NOVIDADES

Já Anchieta investirá R$ 50 milhões ao longo do ano. Para o primeiro semestre, estão previstas construções de cinco escolas, duas unidades de saúde da família, duas quadras nos bairros Porto de Cima e Nova Esperança, além do Centro de Especialidades Odontológicas, uma novidade no município. “Estamos nos estruturando para receber tudo o que vem com os investimentos das empresas que vão se estabelecer por aqui”, explicou o secretá-

------------------------------------

Maior montante

R$ 78 milhões Esse é o valor que Presidente Kennedy vai investir em obras de saneamento básico, infraestrutura urbana e sistema viário.

rio municipal de Infraestrutura, Renato Lorencini. Na vizinha Piúma, o maior investimento promete mudar o turismo. Só a revitalização da orla vai custar mais de R$ 14 milhões, recurso que deve ser obtido junto ao governo estadual. A partir da obra, espera-se um crescimento de 60% no turismo nos próximos quatro anos. A obra aguarda licenciamento ambiental, mas a previsão é de que comece ainda neste semestre e dure dois anos. “O projeto é fundamental para a orla e, com isso, deve-se fortalecer o turismo, nossa principal vocação”, afirma o secretário de Desenvolvimento, Jader Carvalho.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Em Venda Nova, Alegre e Marataízes, boa parte dos recursos deve ir para unidades e hospitais n n Venda Nova do Imigrante, Alegre e Marataízes possuem orçamentos menores. Cada um dos municípios conta com cerca de R$ 12 milhões para continuar investindo em obras que já estão em andamento. Unidades de saúde e hospitais são destinos certos de parte desse valor. No município serrano, são

R$ 12,5 milhões para dar conta das 20 obras previstas. Um terço dessa quantia será investido na reforma e na ampliação do Hospital Padre Máximo, que será transformado em unidade de atendimento regional e de referência para trauma e gestantes. A obra – em parceria com o governo do Estado –tem conclusão prevista para 2012. Com o aumento de leitos de 46 para 70, além de mais três salas cirúrgicas, a expectativa é de que muitas viagens dos moradores para Vitória em busca de algumas especialidades sejam evitadas. “Com

essa ampliação, vamos melhorar o atendimento. Será um ganho muito grande para a Região Serrana”, destaca a secretária de Saúde, Liliane Scheideger Athayde. Em Alegre, a Saúde também ganha reforço: uma unidade de saúde está em fase de construção e deverá atender ao maior bairro da cidade, Vila Sul. Está sendo investido cerca de R$ 1 milhão nessa obra. Já Marataízes está atualmente com 27 obras em andamento ou para início imediato. São R$ 12 milhões em investimentos.

Opinião nas ruas

O que está previsto

SANDRA GOMES DE AGUIAR comerciante, 35, moradora de Cachoeiro

Confira o que cada prefeitura planeja fazer neste e nos próximos anos FOTOS: DIVULGAÇÃO

MARATAÍZES Investimento: R$ 12 milhões n Obras: Muitas reformas devem ser feitas, entre elas a do galpão de oficina de trens da extinta Estrada de Ferro de Itapemirim, a da Escola José Marcelino e a do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). Para o ano, estão previstas construções de creches nos bairros Santa Rita e Jacarandá, quadras poliesportivas, Centro de Tratamento de Toxicômanos e Centro de Referência e Assistência Social (Cras). As obras devem terminar ainda em 2011 n

EDUCAÇÃO. Projeto de creche a ser construída em Marataízes

ANCHIETA Investimento: R$ 35 milhões n Obras: As obras compreendem pavimentação em ruas, cinco escolas, duas Unidades Saúde da Família, além de duas quadras e um Centro de Especialidades Odontológicas. Todas elas devem ser concluídas ainda em 2011, com exceção do asfaltamento de algumas ruas, que deve ficar pronto no início do outro ano n

VENDA NOVA Investimento: R$ 12,5 milhões n Obras: A previsão é de construção de campos de futebol, calçadas, ciclovias, Unidades de Saúde da Família, Centro Regional de

Assistência Social, 14 casas populares e Centro Cultural e Turístico, além de reformas e pavimentações de ruas. Todas as obras devem ser concluídas neste ano, exceto o Hospital Padre Máximo, que fica para 2012

ALEGRE Investimento: Não informado n Obras: Entre as principais obras estão drenagem no bairro Novo Alegre, construção da escadaria da Vila do Sul, calçamento da antiga Estrada do Café, construção de escola e conclusão do Pronto-Socorro Municipal. O prazo para entrega não foi informado n

CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM Investimento: Não informado n Obras: Entre as principais estão as de drenagem em quatro bairros e a passarela sobre a Avenida

PRESIDENTE KENNEDY Investimento: R$ 78 milhões n Obras: Será construído um novo Terminal Rodoviário e um pórtico de acesso à cidade. Haverá obras na Rodovia do Contorno e a duplicação da ES 162, além de investimentos em tratamento de água e esgoto, adução e distribuição de água, reurbanização de avenidas e pavimentação de ruas. A previsão de conclusão é até 2012

A ponte tem que ser prioridade. Muita gente perdeu emprego, e comerciantes estão fechando as portas, pois não temos mais o mesmo fluxo de pessoas, como era antigamente.”

MUDANÇA. Reforma no bairro Porto de Cima, no município de Anchieta

PIÚMA

no Projeto Orla n Obras: Esse investimento deve transformar a orla do município. Será feito o aumento da faixa de areia, com 50m de largura e 1.500m de comprimento, além de dois guias de maré na saída do Canal de Itaputanga. Os trabalhos devem durar dois anos, mas o início depende de licença ambiental

LAZER. Outra obra a ser realizada em Marataízes: a Praça Praia da Barra n Investimento: R$ 14 milhões só --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Velhos planos no novo calendário de Cachoeiro

do planejamento em execução. Sete delas correspondem às votadas no Orçamento Participativo, em 2009. Somente nessas serão mais de R$ 3 milhões investidos. A previsão é que todas sejam finalizadas ainda neste ano, à exceção das escolas e das creches, que ficam para 2012.

Cidades deixam obras para trás

ERIVELTO COSTA 21, desempregado, morador de Cachoeiro

Jones dos Santos Neves. Há previsão, ainda, de construção de três escadarias, reforma de duas pontes e construção de uma terceira nos distritos, além de escola e creche também nos distritos. Todas devem ser concluídas até o final do ano

------------------------------------

----------------------------------------------------------------------------

n

n

------------------------------------

Apesar de não divulgar o valor total dos projetos previstos para este ano, Cachoeiro inicia o primeiro trimestre com 20 obras

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

n

Melhoria na área da Saúde é o foco em três municípios

-------------------------------------

Aqui falta quadra, praça, escola. É muito difícil morar em um lugar que falta tudo. Acredito que a prioridade é área de lazer para crianças e jovens também” -------------------------------------

Em Cachoeiro, 18 das 29 obras aprovadas no Orçamento Participativo foram adiadas n n Dos principais municípios da Região Sul, três não conseguiram cumprir o prometido para 2010 e deixaram apenas no papel obras que tinham previsão de serem iniciadas ainda no ano passado. Cachoeiro de Itapemirim, a maior cidade da região, é a campeã nesse quesito. Só de obras do Orçamento Participativo, 18 foram adiadas, mais da metade das 29 votadas em plenárias em 2009. Mesmo com o pedido da comunidade da região de Coutinho para construção de uma creche no distrito, a obra ainda não começou. E 2011 vai ser mais um ano de esforço para as mães que terão que aguardar, pelo menos, até 2012 para verem as instalações prontas. “É difícil para a gente que tem criança e precisa trabalhar também”, reclama a artesã Ana Lúcia de Paula. O assistente técnico da Secretaria de Obras do município, Alex Leandro Souza, explica que uma série de particularidades levou a esse resultado. “Muitos projetos tiveram que ser alterados, pois tivemos contratempos na obtenção de documentos e na legalização

de terrenos”, explica. Anchieta e Alegre também deixaram obras para trás. Mesmo com a previsão de altos investimentos para 2011, a construção de uma Vila Olímpica em Anchieta ainda aguarda o licenciamento ambiental. O município informou que já está tomando as providências. Em Alegre, a conclusão da construção de um pronto-socorro e de uma escola de ensino fundamental acabaram ficando para 2011. A prefeitura afirma que a administração vai tentar reativar um convênio com o governo estadual para concluir essas obras. ------------------------------------

Pontes entre os principais pedidos Em Cachoeiro, o pedido de ano novo parece unanimidade: o que a maioria da população quer são obras nas duas das principais pontes. “É imprescindível a ponte de pedestres, que serve de acesso para que as pessoas possam circular nos dois lados da Beira-Rio. A ponte do Baiminas já foi iniciada, mas quando será que fica pronta?”, indaga Ronaldo Batista, 50. Outras demandas são novas escolas e áreas de lazer. ------------------------------------

2011 01 02  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you