Page 1

2013

ANUÁRIO

SAUDE DISTRIBUIÇÃO DIRIGIDA

Os médicos e os hospitais mais admirados do Brasil segundo a opinião dos próprios médicos

EDIÇÃO

2.000 MÉDICOS

EM 50 ESPECIALIDADES

A FICHA COMPLETA DE

100 HOSPITAIS

Médicos e Hospitais

EM 80 CIDADES

E mais: Quem são os médicos dos médicos

www.analise.com


ÍNDICE índice

SAUDE

20 1 3

especialidades dos admirados

Médicos

Hospitais

Alergia e imunologia

18 18 18 18 19 19 19 19 20 20 20 20 20 20 21 21 21 21 22 22 22 22 22 22 23 23 23 23 24 24 24 24 24 24 24 25 25 25 26 26 26 27 27 28 28 28 28

184 184 184 184 184 184 185 185 185 185 185 185 185 185 186 186 186 186 186 186 186 187 187 187 187 187 187 188 188 188 188 188 188 189 189 189 190 190 190 190 190 191 191

Anestesiologia Cancerologia/Oncologia Cardiologia Cirurgia cardiovascular Cirurgia da mão Cirurgia de cabeça e pescoço Cirurgia do aparelho digestivo Cirurgia geral Cirurgia pediátrica

10

Cirurgia plástica

Apresentação

Cirurgia torácica

Como consultar a lista de médicos e hospitais admirados desta edição

Cirurgia vascular Clínica geral Coloproctologia Dermatologia Endocrinologia e metabologia

35

PERFIL DOS MÉDICOS

Endocrinologia pediátrica Epidemiologia Farmacologia Gastroenterologia

195

PERFIL DOS HOSPITAIS

Genética médica Geriatria Ginecologia e obstetrícia Hematologia Hepatologia Infectologia Mastologia Medicina do esporte Medicina do trabalho Medicina intensiva Medicina nuclear Nefrologia

web www.analise.com Para encontrar a Análise Editorial na internet, acesse um dos endereços abaixo. Mais informações sobre nossos produtos, conteúdos exclusivos e nossa loja on-line podem ser encontradas no nosso site facebook.com/AnaliseEditorial linkedin.com/company/analise-editorial twitter.com/analise_edit

Neurocirurgia Neurologia Nutrologia Oftalmologia Ortopedia e traumatologia Otorrinolaringologia Patologia Pediatria Pneumologia Psiquiatria Radiologia Radioterapia Reumatologia Urologia

6

SAÚDE

www.analise.com


editorial Editorial

Indicação de quem entende

E

com grande satisfação que lançaANUÁRIO mos a terceira edição de ANÁLISE SAÚDE, uma publicação única, resultante da mais extensa pesquisa realizada com profissionais médicos no Brasil. Não é tarefa trivial. Este trabalho é resultado de um levanOs médicos e os tamento de fôlego, que exigiu a realização hospitais mais de milhares e milhares de entrevistas com admirados do Brasil segundo médicos, em dezenas de cidades brasileiras, a opinião dos uma cuidadosa metodologia de classificação próprios médicos de dados e uma exaustiva operação de che3ª >=BzÄH cagem. Além disso, uma edição elaborada, que apresenta, nesta revista que você tem em mãos, quase 70 mil dados de forma organizada e de fácil consulta. Dedicamo-nos muito para que este trabalho se transforme em uma referência tanto para a área médica quanto para a área editorial. A Análise Editorial tem orgulho de fazer o jornalismo em sua essência, buscando diretamente as fontes primárias para produzir suas edições e, neste caso, ouvindo os próprios médicos, sem intermediários. Este compromisso com a informação está em nosso DNA. Somos a única editora especializada na produção de anuários estatísticos de cunho jornalístico, uma das poucas empenhadas na tarefa de transformar grandes volumes de dados em informações úteis e de amplo interesse. O anuário ANÁLISE SAÚDE é um levantamento que mostra quem são os homens e as mulheres que, por meio da prática médica, acadêmica, ou ambas, chegaram ao topo da carreira e do reconhecimento em suas áreas de especialidade. E que, por terem se tornado referência para os próprios colegas, personificam o avanço que o Brasil já fez também na Saúde. Sim, apesar de suas deficiências e dos desafios que tem pela frente, esta edição nos lembra que o Brasil avançou, e muito, na formação de profissionais para a área médica e na construção de centros de saúde de referência. Nesta terceira edição, apresentamos o perfil de quase 2 mil médicos e 100 hospitais, entre os mais citados em todo o país em nosso trabalho de pesquisa. É uma lista especialíssima, gerada com base na opinião dos próprios médicos. Durante quatro meses, uma equipe de 30 pesquisadores procurou mais de 4 mil médicos com o objetivo de saber quem são os profissionais que eles mais admiram em sua área de especialidade e quem são aqueles pelos quais esses médicos gostariam de ser tratados.

Os médicos consultados pela equipe de ANÁLISE SAÚDE são referências incontestes em suas especialidades. Nossos pesquisadores dispararam mais de 5 mil telefonemas, além de milhares de mensagens de e-mail, e realizaram mais de 1,5 mil entrevistas diretas com as fontes da pesquisa. Ao 2.000 MÉDICOS todo, foram indicados quase 3 mil nomes de EM 50 ESPECIALIDADES médicos e 344 hospitais e estabelecimentos A FICHA COMPLETA DE 100 HOSPITAIS de saúde em todo o país. Para chegar à lista Médicos e Hospitais de 1.971 médicos e 227 hospitais apresentaEM 80 CIDADES dos nesta edição, foi estabelecida uma nota E mais: Quem são os médicos dos médicos de corte. Vale a pena conferir os critérios da pesquisa e da edição na seção Metodologia, na página 14. É importante lembrar que os anuários da Análise Editorial são eminentemente distribuídos de forma gratuita e dirigida. Isso só é possível em razão da existência dos anunciantes, que financiam nossas edições. De modo absolutamente transparente e sem nenhuma interferência no conteúdo editorial das publicações, os anunciantes tornam-se nossos parceiros, juntando forças conosco para permitir que a informação de qualidade chegue às mãos de quem decide e forma opinião no Brasil. Aproveito, então, este espaço para agradecer a todos os que participaram conosco da terceira edição deste projeto. São eles, os médicos e os estabelecimentos hospitalares, que responderam à nossa pesquisa, e os anunciantes, que viram valor em associar sua marca ao nosso anuário. Merece um destaque especial a DASA, que por meio da Alta Excelência Diagnóstica e do Delboni Auriemo, foi a cotista VIP desta edição. Em nosso trabalho, temos o privilégio de acompanhar bem de perto e de registrar as grandes mudanças pelas quais passa o Brasil. A relação completa de publicações da Análise Editorial pode ser conferida em www.analise.com. Por fim, gostaria de frisar que, além do reconhecimento à excelência, ANÁLISE SAÚDE tem a virtude de apresentar a um público bastante amplo de formadores de opinião e tomadores de decisão, das mais variadas áreas de atividade, nomes da Medicina que a maioria de nós não conhece. Esperamos que nossa contribuição possa lhe ser útil. Um abraço, 2013

SAUDE

www.analise.com

Silvana Quaglio Publisher

Apoio

8

SAÚDE

www.analise.com


APRESENTAÇão apresentação

Por trás de cada perfil, uma história de

trabalho e dedicação Mais de 60% dos médicos perfilados têm mais de 30 anos de carreira, e 40% deles se dedicam ao ensino alexandre secco

E

sta publicação apresenta o perfil de 1.971 médicos, em 50 especialidades, que atendem em 75 cidades brasileiras. Pode-se dizer que se trata de uma amostra pouco representativa em um país com cerca de 400 mil médicos espalhados por mais de 5,5 mil municípios. No entanto, alguns detalhes precisam ser considerados. Primeiro, essa lista foi construída com base em indicações dos próprios médicos, que foram convidados a citar o nome dos colegas que mais admiram em suas próprias especialidades. Além disso, revela um grupo de profissionais que se destacaram em sua carreira por critérios muito objetivos de trabalho e dedicação: mais de 60% dos médicos perfilados nesta edição têm acima de 30 anos de profissão, e nada menos que 40% deles se dedicam ao ensino, como professores de Medicina. É evidente que a 10

SAÚDE

experiência, mais do que tudo, foi o critério decisivo de escolha; basta notar que a idade média dos indicados é 56 anos. Esta lista não é um retrato definitivo da excelência na Medicina brasileira – nenhuma lista poderia ser. Provavelmente, muitas pessoas sentirão algumas faltas, especialmente quando não encontrarem o nome do melhor médico do mundo: aquele em que confiam. Sabe-se que absolutamente nada supera a relação de confiança que se estabelece entre médicos e pacientes. A ideia por trás desta publicação é contribuir com informações objetivas e organizadas, em um diretório único, para facilitar que esse encontro, entre médico e paciente, ocorra. Por essa razão, o pressuposto para que a pesquisa seja lida corretamente é compreender suas limitações. O Brasil é reconhecido no mundo todo por seus avanços na área médica e pela alta capacitação de seus profissionais. Eles podem ser avaliados por um número interminável de critérios mais www.analise.com

Continua página 12


apresentação

ou menos objetivos: pelas notas que tiraram na faculdade, por sua produção científica, por sua empatia e pela atenção que dedicam aos pacientes, por sua firmeza e precisão na mesa de cirurgia, por seu talento para aconselhar aflitos, etc. Aqui apresentamos um grupo de profissionais selecionados por um entre tantos critérios possíveis: a indicação de outro médico. Entre dezenas de especialidades e centenas de ramificações, a tarefa de encontrar um profissional de saúde pode ser extenuante e improdutiva, o que pode ser dramático em uma área em que, algumas vezes, se corre contra o tempo. Os nomes aqui listados, diga-se mais uma vez, não são indicações definitivas, mas podem ser tomados como um ponto de partida. A lista revela alguns detalhes muito positivos sobre a oferta de serviços médicos no Brasil. Até pouco tempo, algumas especialidades estavam muito concentradas em algumas capitais e cidades grandes. É impressionante constatar que a pesquisa revelou o nome de especialistas e hospitais em 80 cidades, o que sugere um importante movimento de descentralização. Considerando os quase 2 mil médicos listados nesta edição, mais de 215 atendem em municípios fora das capitais dos estados, e 375 estão fora da Região Sudeste. São Paulo e Rio de Janeiro respondem por uma porção extremamente representativa da amostra. São 1.349, ou 68% dos profissionais listados, os que atuam nessas duas cidades. No caso dos hospitais, a pesquisa apresenta centros médicos de referência em 39 cidades. Vale destacar alguns exemplos fora do eixo Rio−São Paulo: a cidade de Goiânia conta com uma concentração de oito hospitais tidos como referência em mastologia, enquanto o Hospital de Câncer de Barretos, no interior de São Paulo, foi admirado em oito especialidades. Cabe dizer, também, que as mesmas considerações feitas acima, sobre os médicos, valem para os hospitais. Estão listados, nesta edição, 227 hospitais, em 39 cidades, entre os mais admirados pelos médicos, sendo que 106 deles contam com seu perfil completo publicado. 0 12

SAÚDE

A formação acadêmica dos profissionais %

Escolas onde se graduaram 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29

21,3 8,7 6,8 4,6 4,1 4,1 3,1 2,8 2,3 2,0 1,9 1,8 1,5 1,5 1,5 1,4 1,3 1,3 1,1 1,1 1,0 1,0 0,9 0,9 0,9 0,8 0,8 0,8 0,8 17,9

Universidade de São Paulo Universidade Federal de São Paulo Universidade Federal do Rio de Janeiro Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo Universidade Federal de Minas Gerais Universidade Federal do Rio Grande do Sul Universidade do Estado do Rio de Janeiro Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo Faculdade de Medicina do ABC Universidade de Santo Amaro Universidade Federal do Paraná Universidade Estadual de Campinas Universidade Federal da Bahia Universidade Federal do Triângulo Mineiro Universidade Federal Fluminense Faculdade de Ciências Médicas da PUC-Sorocaba Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Universidade Federal de Pernambuco Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro Faculdade de Ciências Médicas de Santos Universidade Federal de Goiás Faculdade de Medicina de Jundiaí Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Universidade Federal de Juiz de Fora Faculdade de Medicina de Botucatu da Universidade Estadual Paulista Pontifícia Universidade Católica de Campinas Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Universidade Gama Filho Outras públicas x privadas

Cursaram universidade privada

25%

75%

Cursaram universidade pública

doutorado

Não possuem doutorado

MESTRADO

Possuem mestrado

58%

Não possuem mestrado

HOMENS X MULHERES

São mulheres

33%

67%

42%

Possuem doutorado

17%

83%

São homens


Karime Xavier/FolhaPress

Cirurgia robótica no Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo: instituição é uma das admiradas desta edição

Quem são os mais admirados A atuação acadêmica, o tempo de atividade e as principais especialidades dos médicos atuaÇÃO ACADÊMICA

12%

11%

Professor associado

Professor adjunto

Tempo de profissão  (em anos)

41% 26% 20%

12% 1%

mais de 40

30 a 40

20 a 29

32

anos de profissão

56

anos de idade

Em que ESPECIALIDADES atuam

21%

Professor titular

em média, os médicos têm

10 a 19

menos de 10

Cardiologia

9%

Ginecologia e obstetrícia

7%

Endocrinologia e metabologia

5%

Neurologia

5%

Pediatria

5%

Ortopedia e traumatologia

4%

Cancerologia/oncologia

4%

Psiquiatria

4%

Oftalmologia

4%

Otorrinolaringologia

3%

Urologia

3%

Cirurgia do aparelho digestivo

3%

Pneumologia

3%

Gastroenterologia

3%


metodologia

saiba como foi feita a edição A publicação ANÁLISE SAÚDE 2013 tem o objetivo de identificar os médicos e os hospitais brasileiros que, na opinião dos próprios médicos, coletada em uma pesquisa ampla e abrangente, destacam-se na prestação de serviços na área de saúde. Quem escolhe os médicos e hospitais mais admirados – As listas de nomes de médicos e hospitais publicadas nesta edição foram compostas com base em indicações de médicos consultados pela Análise Editorial. O grupo de médicos convidados a fazer indicações foi formado por nomes pesquisados e publicados nas edições de 2008 e 2009 desta publicação. Esse grupo é composto de representantes de entidades de classe, associações de especialistas, diretores de hospitais particulares e públicos, professores, pesquisadores, outros profissionais reconhecidos e consagrados pela competência profissional e médicos revelados nas pesquisas realizadas em 2008 e 2009. Todos os profissionais entrevistados são médicos registrados no Conselho Federal de Medicina e nos seus respectivos conselhos estaduais. Como é feita a pesquisa – A pesquisa foi iniciada em 5 de junho de 2012 e encerrada em 24 de outubro de 2012. Nesse período, a equipe da Análise Editorial procurou cerca de quatro mil médicos, que foram convidados a indicar os profissionais e os estabelecimentos de saúde que, em sua opinião, se destacam na prestação de serviços. Não existe uma lista prévia, e os entrevistados puderam citar qualquer médico ou estabelecimento de saúde devidamente registrado no Brasil. O nome dos entrevistados é mantido em sigilo para que eles possam se manifestar livremente. Todas as indicações são armazenadas em um banco de dados eletrônico mantido pela Análise Editorial. A lista dos admirados – O trabalho de pesquisa resultou em 996 indicações válidas e a indicação de 2.895 nomes de médicos e 344 nomes de hospitais e es14

SAÚDE

tabelecimentos de saúde. A lista final de médicos e de hospitais publicada nesta edição foi organizada a partir de uma nota de corte definida pela edição e baseada em critérios técnicos. A aplicação da nota de corte resultou em uma lista com 1.971 nomes de médicos admirados em 46 especialidades da Medicina, e uma lista de 227 hospitais admirados em 43 especialidades. A lista completa dos médicos admirados pode ser consultada a partir da página 17, e a lista dos hospitais admirados a partir da página 183. Foram citados médicos de 22 estados brasileiros e do Distrito Federal. Os estados do Amapá, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins não tiveram médicos citados. Além disso, foram mencionados hospitais localizados em 16 unidades da federação e no Distrito Federal. Os estados do Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe tiveram representantes entre os mais admirados. O perfil dos médicos e hospitais – Esta edição de Análise Editorial publica o perfil de todos os profissionais e estabelecimentos de saúde que forneceram informações. Todos foram procurados e receberam as mesmas condições para preencher os questionários eletrônicos criados para facilitar a produção dos perfis. O perfil completo dos médicos começa na página 35, e o dos hospitais a partir da página 195. No caso dos perfis de médicos, quando não foi possível apurar dados diretamente com o profissional, a equipe da Análise Editorial utilizou como fonte a Plataforma Lattes, base de dados de currículos de pesquisadores do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Os hospitais que não forneceram informações foram listados, e seus nomes estão acompanhados da observação: “Não foram fornecidas informações para a elaboração do perfil”.

Critérios adotados na elaboração do perfil dos médicos – No perfil dos médicos foram usados os conceitos de especialidade, área de atuação e área de interesse. A Comissão Mista de Especialidades (CME), formada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), pela Associação Médica Brasileira (AMB) e pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM) reconhece e denomina as especialidades médicas e áreas de atuação da Medicina. 1) Especialidades: são as grandes áreas de conhecimento. São definidas com base na complexidade que apresentam, pela relevância epidemiológica que possuem e pelo acúmulo de informação que se tem sobre elas. 2) Áreas de atuação: são áreas complementares às especialidades, são reconhecidas e certificadas pela CME. Para atuar com exclusividade em uma área de atuação, o médico pode obter um certificado de área de atuação emitido pela AMB, por exemplo. 3) Áreas de interesse: foram definidas pela Análise Editorial como subespecialidades, não reconhecidas pela CME ou em processo de reconhecimento, às quais muitos médicos se dedicam como áreas de sua preferência, mas não como atividade exclusiva. Critérios adotados na elaboração do perfil dos hospitais – No perfil dos hospitais foram usados os conceitos de taxa de mortalidade, taxa de infecção hospitalar e médicos por leito. 1) Taxa de mortalidade: a taxa de mortalidade é obtida pelo coeficiente entre o número total de óbitos e o número total de altas no período. 2) Taxa de infecção hospitalar: a taxa de mortalidade é calculada pelo coeficiente entre o número total de casos de infecção hospitalar e o número total de altas no período. 3) Médicos por leito: o indicador de médicos por leito foi obtido na divisão do número total de médicos ou enfermeiros pelo número total de leitos, não incluindo leito de UTI, leito de maternidade e day clinic.  0 www.analise.com


A ANÁLISE EDITORIAL FALA COM QUEM FAZ O BRASIL CRESCER

e

d

i

t

o

r

i

a

l

Conselho editorial Eduardo Oinegue, Silvana Quaglio e Alexandre Secco

Diretora-presidente Silvana Quaglio

1.500 Empresas

A

s companhias brasileiras e seus executivos são as principais fontes de informação consultadas pela Análise Editorial em seus projetos. Com a meta de produzir conteúdo que analisa, explica e apresenta conclusões a respeito do Brasil, criamos Análise 1.500 Empresas. Um banco de dados constantemente atualizado e resultado de um esforço editorial para representar a economia brasileira de forma abrangente e criteriosa. Esse grupo de empresas inclui

as maiores companhias do país por receita líquida e as principais instituições financeiras: bancos, seguradoras, corretoras e companhias de crédito. Além disso, o conjunto de entidades consultadas agrega segmentos da economia que movimentam um volume financeiro menor, mas possuem uma perspectiva e opinião extremamente relevantes para entender o país. Alguns exemplos são universidades, ONGs, entidades beneficentes, institutos de pesquisa, hospitais, agências de publicidade e propaganda, e auditores. Essas empresas e entidades foram selecionadas criteriosamente pela equipe da Análise Editorial com o objetivo de retratar a elite dos administradores e empreendedores que atuam no país e suas companhias. A Análise Editorial fala com um universo de pessoas que enfrentam diariamente o desafio de crescer e melhorar. O resultado é uma visão única do Brasil e seu lugar no mundo.

O peso das 1.500 fatia do pib do brasil

9% 62%

Comércio

9%

Indústria

38%

16

SAÚDE

Alexandre Secco

Diretor comercial Alexandre Raciskas Rua Major Quedinho, 111, 16° andar CEP 01050-904, São Paulo-SP Tel. (55 11) 3201-2300 Fax (55 11) 3201-2310 contato@analise.com

www.analise.com

SAUDE

2013

PUBLISHER Silvana Quaglio EDITOR Alexandre Secco Editor executivo: Gabriel Attuy Gerente de pesquisa e distribuição: Ligia Donatelli Coordenadora de conteúdo: Paula Quintas Coordenadora de pesquisa: Valquíria Oliveira Coordenadora de distribuição: Juliane Almeida Coordenador de arte: Cesar Habert Paciornik Equipe de conteúdo: Bruna Abjon, Patrícia Silva e Sumaya Oliveira Equipe de pesquisa: Adrieli Garzim, Alberto Barbosa, Aline Maciel, Amanda Otero, Ana Carolina Freitas, Ana Carolina Marquez, Ana Claudia Coelho, Anna Carolina Romano, Bianca Amparo, Bianca Barros, Claudia Barbosa, Daniela Trindade, Danilo Souza, Érick Cirqueira, Fernanda Chiarato, Giulia Listo, Iuri Salles, Janaína Neves, Jessica Cidrao, Leandro Lourenço, Lucas Rodrigues, Maria Clara Nairismagi Alves, Paula Moreira, Raquel Aderne, Ricardo Borges, Taiane Silva, Tais Souza, Thaís Bueno, Yasmin Gomes e Yuri Damacena Designers: Bruna Pais, Danilo Pasa e Régis Schwert Coordenador de TI: Cristiano Carlos da Silva Equipe de TI: Felipe Cavalieri e Leandro Akira Revisão: Mary Ferrarini Publicidade/Gerentes de negócios: Alessandra Soares e Márcia Pires Assistente: Felipe Ricelle Atendimento e apoio administrativo: Fábio Lopes, Giseli Monteiro

Por atuação Agroindústria

Diretor de conteúdo

Auditoria

Serviços

44%

ISSN 1808-9240

Tiragem: 35.000 Impressão: Prol Gráfica Impresso em dezembro de 2012 Operação em Bancas: Assessoria: EdiCase www.edicase.com.br Distribuição Exclusiva em Bancas: FC Comercial e Distribuidora S/A Manuseio: FG Press www.fgpress. com.br Distribuição Dirigida: Door to Door www.d2d.com.br

www.analise.com


Os mais

Admirados mEdicos Alergia e imunologia........................... 18

Endocrinologia e metabologia.......  21

Nefrologia.................................................. 24

Anestesiologia......................................... 18

Endocrinologia pediátrica................  21

Neurocirurgia.......................................... 24

Cancerologia/ Oncologia................... 18

Epidemiologia.......................................... 22

Neurologia................................................. 24

Cardiologia................................................ 18

Farmacologia........................................... 22

Nutrologia.................................................. 25

Cirurgia cardiovascular.................... 19

Gastroenterologia.................................. 22

Oftalmologia............................................. 25

Cirurgia da mão...................................... 19

Genética médica..................................... 22

Ortopedia e traumatologia............... 25

Cirurgia de cabeça e pescoço......... 19

Geriatria. .................................................... 22

Otorrinolaringologia............................26

Cirurgia do aparelho digestivo..... 19

Ginecologia e obstetrícia.................. 22

Patologia.....................................................26

Cirurgia geral.........................................  20

Hematologia.............................................. 23

Pediatria.....................................................26

Cirurgia pediátrica..............................  20

Hepatologia............................................... 23

Pneumologia............................................. 27

Cirurgia plástica...................................  20

Infectologia............................................... 23

Psiquiatria................................................. 27

Cirurgia torácica...................................  20

Mastologia................................................. 23

Radiologia..................................................28

Cirurgia vascular..................................  20

Medicina do esporte............................ 24

Radioterapia.............................................28

Clínica geral. ...........................................  20

Medicina do trabalho.......................... 24

Reumatologia...........................................28

Coloproctologia.......................................  21

Medicina intensiva............................... 24

Urologia.......................................................28

Dermatologia............................................  21

Medicina nuclear................................... 24


Alergia e imunologia Alergia e imunologia

Carlos Dzik 

Ricardo Pasquini 

Carlos Vicente Serrano Júnior 

Carlos Gil Moreira Ferreira 

Roberto de Almeida Gil 

Celmo Celeno Porto 

Carlos Henrique Escosteguy Barrios 

Roberto Porto Fonseca 

Celso Amodeo 

Ronaldo de Albuquerque Ribeiro 

Celso Ferreira 

Samuel Aguiar Junior 

César Augusto Esteves 

Sérgio Daniel Simon 

Cézar Eumann Mesas 

Sergio Jobim de Azevedo 

Charles Mady 

Sergio Lunardon Padilha 

Cláudio Buarque Benchimol 

Sérgio Roithmann 

Cláudio Cirenza 

Stephen Doral Stefani 

Claudio Domenico Sahione Schettino 

Carlos Inácio de Paula  Alexandre Eduardo Nowill  Claudio Tadeu Daniel Ribeiro  Dirceu Solé  Fábio Fernandes Morato Castro  Jorge Elias Kalil Filho  Luisa Karla de Paula Arruda  Luiz Vicente Rizzo  Martti Anton Antila

Carlos José Coelho de Andrade  Cezar Augusto Vendas Galhardo  Daniel Goldberg Tabak  Daniela de Freitas  Eduardo Dicke  Evanius Garcia Wiermann  Fabio de Oliveira Ferreira  Fabio Jose Haddad  Fernando Cotait Maluf  Francisco Aparecido Belfort 

Anestesiologia

Tiago Santoro Bezerra 

Daniel Born 

Ulisses Ribaldo Nicolau 

Daniela Calderaro 

Waldec Jorge David Filho 

Danielle Menosi Gualandro 

Wilmar José Manoel

Denilson Campos de Albuquerque  Diovanne Berleze 

Francisco Marziona  Frederico Perego Costa 

Elaine Aparecida Felix  Flávio Takaoka  Helena Maria Arenson Pandikow  Jose Luciano Braun Filho  José Luiz Gomes do Amaral  José Otávio Costa Auler Júnior  Ligia Andrade da Silva Telles Mathias  Marcelo Messias Miranda  Mônica Maria Siaulys Capel Cardoso 

Edmundo Arteaga Fernández 

Gelson Batochio 

Edson Stefanini 

Gilberto Luiz da Silva Amorim 

Eduardo Benchimol Saad 

Gilberto Schwartsmann  Giuliano Noccioli Mendes  Gustavo Cardoso Guimarães  Hezio Jadir Fernandes Júnior  Hiram Silveira Lucas  João Antônio Guerreiro  João Luis Fernandes da Silva  João Pedreira Duprat Neto 

Álvaro Avezum Júnior 

Euler Roberto Fernandes Manenti 

Alvaro Vieira Moura 

Eulógio Emílio Martinez Filho 

Amanda Guerra de Moraes Rego Souza 

Evandro Tinoco Mesquita 

Amit Nussbacher 

Fábio Fernandes  Fatima Dumas Cintra Luiz 

Andrei Carvalho Sposito 

Fausto Feres 

Ângelo Amato Vincenzo de Paola 

Fausto Haruki Hironaka 

Leonaldson dos Santos Castro 

Antônio Carlos de Camargo Carvalho 

Felix José Alvarez Ramires 

Luis Fernando Moreira 

Antônio Carlos Lopes 

Manoel Jesus Pinheiro Coelho 

Antonio Carlos Palandri Chagas 

Marcello Ferretti Fanelli 

Antonio Carlos Pereira Barretto 

Marcelo Oliveira dos Santos 

Antonio Claudio Lucas da Nóbrega 

Marcelo Rocha de Sousa Cruz 

Antônio de Pádua Mansur 

Marcos Fernando de Oliveira Moraes 

Antônio Edmond Ghattas 

José Humberto Simões Correa  Jurandir de Almeida Dias 

Mariana Tosello Laloni 

Fernando Antonio Lucchese  Fernando Bacal  Fernando Ganem  Flávio Cure Palheiro  Francisco Antonio Helfenstein Fonseca 

Antônio Esteves de Gouvea Netto 

Francisco Rafael Martins Laurindo 

Antonio Pazin Filho 

Alexander Welaussen Daudt  André Márcio Murad 

Max Senna Mano 

Antonio Carlos Buzaid 

Miguel Abrão Miziara Filho 

Antônio Dráuzio Varella 

Monica Radler de Aquino Schaum 

Aristóteles Comte de Alencar Filho 

Arnaldo Urbano Ruiz Filho 

Nasjla Saba da Silva 

Arnaldo Lemos Porto 

Artur Katz 

Nelson Luiz Sperle Teich 

Bárbara Maria Ianni 

Artur Malzyner 

Nise Hitomi Yamaguchi 

Bráulio Luna Filho 

Auro Del Giglio 

Odilon de Souza Filho 

Bruno Caramelli 

Ayrton de Andrea Filho 

Óren Smaletz 

Cantídio Drumond Neto 

Benedito Mauro Rossi 

Paulo Marcelo Gehm Hoff 

Carlos Alberto Pastore 

Bruno Lemos Ferrari 

Rene Claudio Gansl 

Carlos Antonio Abunader Kalil 

Carlos Alberto Sampaio Pereira Filho 

Ricardo Caponero 

Carlos Antônio Mascia Gottschall 

Ricardo César Pinto Antunes 

Carlos Augusto Cardoso Pedra 

SAÚDE

Fernando Oswaldo Dias Rangel  Flávio Tarasoutchi 

Mário Alberto Dantas Loures da Costa 

18

Elias Knobel 

Andréa Araujo Brandão 

Wilson Nogueira Soares Junior

Alcino Lázaro da Silva 

Elcio Pfeferman 

Alexandre Antonio Cunha Abizaid 

Ana Maria Brito Medeiros 

José Bines  José Cláudio Casali da Rocha 

Adriano Augusto Peclat de Paula 

Eduardo Sahade Darze 

Alcides José Zago 

Expedito Eustaquio Ribeiro da Silva 

Sérgio Bernardo Tenório 

Ademir Torres Abrão 

Eduardo Moacyr Krieger  Abrão José Cury Junior 

Ana Lucia Martins Arruda 

Jorge Sabbaga  José Carlos do Valle 

Ademar Lopes 

Edmar Atik 

Gabriel Prolla 

Roberto Gonçalves Filho 

 ancerologia/ C Oncologia

Cardiologia

Ari Timerman 

Fúlvio José Carlos Pileggi 

Aristarco Goncalves de Siqueira Filho 

Gilson Soares Feitosa  Hélio Korkes  Hélio Maximiano de Magalhães  Humberto Pierre  Ilan Gottlieb  Iran Gonçalves Júnior  Isabela de Carlos Back Giuliano  Jacob Atie  Jadelson Pinheiro de Andrade  Jaqueline Scholz Issa  João Batista Gusmão 

www.analise.com


Cirurgia do aparelho digestivo Joao Lourenco Villari Herrmann 

Paulo Enêas Franco Ortiz Júnior 

Ivo Abrahão Nesralla 

Fernando Luiz Dias 

João Mansur Filho 

Paulo Ricardo Avancini Caramori 

Januário de Andrade 

Fernando Walder 

João Ricardo Cordeiro Fernandes 

Paulo Roberto Miranda Ramos 

João Batista Petracco 

Flávio Carneiro Hojaij 

Jorge Pinto Ribeiro 

Paulo Rogério Soares 

José Glauco Lobo Filho 

Jacob Kligerman 

José Antônio Franchini Ramires 

Paulo Zielinsky 

Jose de Souza Brandao Neto 

José Antonio Marin Neto 

Pedro Alves Lemos Neto 

Jose Honorio de Almeida Palma da Fonseca 

José Augusto Marcondes de Souza 

Protásio Lemos da Luz 

José Carlos Nicolau 

Raul Dias dos Santos Filho 

José Eduardo de Souza 

Renato Abdala Karam Kalil 

José Eduardo Krieger 

Renato Deláscio Lopes 

José Lázaro de Andrade 

Ricardo Pavanello 

José Luiz Barros Pena 

Roberto Alexandre Franken 

José Luiz da Costa Vieira 

Roberto Bassan 

José Rocha Faria Neto 

Roberto Esporcatte 

Leopoldo Soares Piegas 

Roberto Kalil Filho 

Lilian Maria Lopes 

Roberto Muniz Ferreira 

Luciana Feitosa Seabra 

Roberto Rocha Correa Veiga Giraldez 

Luis Eduardo Paim Rohde  Luis Henrique Wolff Gowdak  Luiz Antônio de Almeida Campos  Luiz Antonio Machado Cesar  Luiz Aparecido Bortolotto  Luiz Carlos Bodanese  Luiz Eduardo Loureiro Bettarello  Manoel Fernandes Canesin  Marcel Liberman  Marcelo Chiara Bertolami  Marcelo Ferraz Sampaio  Marcelo Franken 

Rogerio Braga Andalaft  Rogerio Eduardo Gomes Sarmento Leite  Romeu Sergio Meneghelo  Ronaldo de Souza Leão Lima  Rosa Célia Pimentel Barbosa  Sandra da Silva Mattos  Sandrigo Mangini  Sérgio Salles Xavier  Sheila Maria Vieira Hazin  Sônia Silva Prado  Tarso Augusto Duenhas Accorsi 

Marcelo Park  Marcelo Zonensein 

Thelma A Bombonato Prado Pinto de Moraes 

Marcia Regina Pinho Makdisse 

Vivian Lerner Amato 

Marco Antônio Mota Gomes 

Walace de Souza Pimentel 

Marco Vugman Wainstein 

Waldomiro Carlos Manfroi 

Marcos Knobel 

Walter Lunardi 

Marcus Vinicius Simoes 

Whady Armindo Hueb 

Maria Angélica Binotto 

Wille Oigman 

Mário de Seixas Rocha 

Wong Chiu Ping

Mario Fritsch Toros Neves 

 irurgia C cardiovascular

Martino Martinelli Filho  Maurício Ibrahim Scanavacca  Michel Batlouni  Miguel Ibraim Abboud Hanna Sobrinho 

Adib Domingos Jatene 

Monir Hanania 

Alexandre Siciliano Colafranceschi 

Nadine Oliveira Clausell  Nelson Albuquerque de Souza e Silva  Orlando Campos Filho  Otávio Celso Eluf Gebara  Otávio Rizzi Coelho 

Arlindo Almeida Riso  Domingo Marcolino Braile 

Nabil Mitre 

Luís Alberto Oliveira Dallan  Luiz Augusto Ferreira Lisboa  Luiz Carlos Bento de Souza  Marcelo Biscegli Jatene  Maria Lúcia Bastos Passarelli  Mauro Figueiredo Carvalho de Andrade  Noedir Antônio Groppo Stolf  Pablo Maria Alberto Pomerantzeff  Paulo Chaccur  Paulo Roberto Lunardi Prates 

Eduardo Keller Saadi  Enio Buffolo  Fábio Biscegli Jatene  Fernando Platania  Fernando Ribeiro de Moraes Neto  Gilberto Venossi Barbosa  Henrique Murad 

www.analise.com

José Magrim  José Roberto Netto Soares  Jossi Ledo Kanda  Lenine Garcia Brandão  Luíz Paulo Kowalski  Marcelo Doria Durazzo  Marcos Brasilino de Carvalho  Marcos Roberto Tavares  Otávio Alberto Curioni  Pedro Michaluart Junior  Plauto Erasmo Beck  Raquel Ajub Moyses  Roberto Rego Monteiro de Araujo Lima

Paulo Roberto Prates  Paulo Roberto Slud Brofman  Paulo Vinicius Baggio 

 irurgia do C aparelho digestivo

Renato Samy Assad  Ricardo de Carvalho Lima  Ricardo Ribeiro Dias  Roberto Gomes de Carvalho 

Alberto Goldenberg 

Robinson Poffo 

Albino Augusto Sorbello 

Sérgio Almeida de Oliveira 

Alexander Charles Morrell 

Valdester Pinto Junior 

Almino Cardoso Ramos 

Walter José Gomes

André Brandalise  Antônio Luiz de Vasconcellos Macedo 

Cirurgia da mão

Antonio Nocchi Kalil  Antonio Sérgio Brenner  Antonio Talvane Torres de Oliveira 

Anderson Vieira Monteiro  Jefferson Luis Braga da Silva  Rames Mattar Júnior

Armando Geraldo Franchini Melani  Arthur Belarmino Garrido Junior  Aureo Ludovico de Paula  Bruno Zilberstein  Carlos Alberto Malheiros  Carlos Eduardo Fonseca Pires 

 irurgia de C cabeça e pescoço

Mauricio Wajngarten 

Nabil Ghorayeb 

José Wanderley Neto 

Pedro Bortone Bijos 

Maristela Camargo Monachini 

Mucio Tavares de Oliveira Junior 

José Pedro da Silva 

Cássio Virgílio Cavalcante de Oliveira  Cervantes Caporossi  Donato Roberto Mucerino  Elesiario Marques Caetano Junior 

Abrão Rapoport 

Eugênio Américo Bueno Ferreira 

Alberto Rossetti Ferraz 

Francisco César Martins Rodrigues 

Andre Bandiera de Oliveira Santos  André Lopes Carvalho  Antonio José Gonçalves  Antonio Sérgio Fava  Claudio Roberto Cernea  Fábio Luiz de Menezes Montenegro 

Francisco Sérgio Pinheiro Regadas  Gaspar de Jesus Lopes Filho  Ivan Cecconello  Joaquim José Gama Rodrigues  José Ben-Hur de Escobar Ferraz Neto 

SAÚDE

19


Os mais admirados

Os médicos dos médicos O

s quase dois mil médicos admirados nesta edição são indicados por seus pares em duas categorias distintas. Primeiro, pedimos aos médicos para indicarem os colegas que admiram na condição de profissionais da saúde, considerando sua contribuição para o desenvolvimento científico e prático da Medicina, bem como para a melhoria do bem-estar e da saúde dos brasileiros. Em um segundo momento, solicitamos aos médicos que indicassem o nome de colegas colocando-se no lugar de um paciente que precisa de atendimento médico em sua especialidade. A lista a seguir considera apenas as indicações nessa segunda categoria. Por isso, chamamos os 338 médicos de 14 cidades, apresentados a seguir, de os “médicos dos médicos”. Os profissionais estão listados por cidade e ordem alfabética de nome, sem a aplicação de nenhum tipo de ranqueamento.

BA – Salvador Raymundo Paraná Ferreira Filho (hepatologia)

GO – Goiânia Theobaldo Silva Costa (urologia)

MG – Belo Horizonte Alcino Lázaro da Silva (cancerologia/ oncologia)

Carlos Eduardo Corradi Fonseca (urologia)

Fernando Barroso Filho (cirurgia

(clínica geral)

geral)

José Renan da Cunha Melo (cirurgia

Fernando Luiz Dias (cirurgia de cabeça

geral)

e pescoço)

Lucas Vianna Machado (ginecologia e

Fernando Pires Vaz (urologia)

obstetrícia)

Paulo Caramelli (neurologia)

Gustavo Adolpho Cannabrava de Carvalho (neurocirurgia)

Paulo Roberto Savassi-Rocha

Henrique Sérgio Moraes Coelho

(cirurgia do aparelho digestivo)

(hepatologia)

Wilson Luiz Abrantes (cirurgia geral)

Jacob Atie (cardiologia)

PR – Curitiba

pescoço)

Hélio Afonso Ghizoni Teive

Jair de Carvalho e Castro

(neurologia)

(otorrinolaringologia)

José Rocha Faria Neto (cardiologia)

Jânio Nogueira (neurocirurgia)

Miguel Carlos Riella (nefrologia)

João Gaspar Corrêa Meyer Neto

Paulo Gilberto Cimbalista de Alencar (ortopedia e traumatologia) Roberto Gomes de Carvalho (cirurgia cardiovascular)

RJ – Niterói

geral)

Euler Pace Lasmar (nefrologia) Fábio Lopes Rocha (psiquiatria) Henrique Moraes Salvador Silva (mastologia) SAÚDE

Jacob Kligerman (cirurgia de cabeça e

(clínica geral)

João Gonçalves Pantoja (pneumologia)

João Mansur Filho (cardiologia) João Maurício Scarpellini Campos (pediatria)

Ricardo Carneiro Ramos (clínica

José Angelo de Souza Papi

geral)

(reumatologia)

RJ – Rio de Janeiro

Jose Augusto da Silva Messias (clínica geral)

Almir Ghiaroni de Albuquerque e Silva (oftalmologia)

José Bines (cancerologia/oncologia)

Cantídio Drumond Neto (cardiologia)

(cirurgia geral)

Carlos Gil Moreira Ferreira

José Galvão Alves (gastroenterologia)

(cancerologia/oncologia)

Cláudio Buarque Benchimol (cardiologia)

José de Ribamar Saboia de Azevedo

José Marcelo Ferreira Bezerra (neurologia)

José Maurício Godoy Barreiros

Claudio Domenico Sahione Schettino (cardiologia)

(neurologia)

Daniel Goldberg Tabak (cancerologia/

(patologia)

oncologia)

Ênio Roberto Pietra Pedroso (clínica

30

José Olinto Pimenta de Figueiredo

Leila Maria Cardao Chimelli Luis Felipe da Silveira Mäder

Delta Madureira Filho (cirurgia geral)

(pediatria)

Eduardo Benchimol Saad (cardiologia)

Luiz Alfredo Lamy (clínica geral)

Eduardo Linhares Riello de Mello

Marcos Fernando de Oliveira Moraes (cancerologia/oncologia)

(cirurgia geral)

Evandro Tinoco Mesquita (cardiologia)

www.analise.com


O PERFIL dos mais admirados

mEdicos Alergia e imunologia ..........................  36

Endocrinologia e metabologia......  82

Nefrologia................................................121

Anestesiologia .........................................36

Endocrinologia pediátrica...............  90

Neurocirurgia .......................................   125

Cancerologia/Oncologia . ................... 37

Epidemiologia.........................................  90

Neurologia..............................................  129

Cardiologia ................................................ 43

Farmacologia...........................................  91

Nutrologia...............................................  136

Cirurgia cardiovascular ....................56

Gastroenterologia..................................  91

Oftalmologia..........................................  137

Cirurgia da mão .................................... 60

Genética médica....................................  95

Ortopedia e traumatologia............ 142

Cirurgia de cabeça e pescoço........  60

Geriatria. ...................................................  96

Otorrinolaringologia......................... 149

Cirurgia do aparelho digestivo....  60

Ginecologia e obstetrícia.................  99

Patologia.................................................. 154

Cirurgia geral..........................................  67

Hematologia........................................... 109

Pediatria.................................................. 156

Cirurgia pediátrica............................... 70

Hepatologia............................................  112

Pneumologia.......................................... 163

Cirurgia plástica....................................  71

Infectologia............................................  113

Psiquiatria.............................................. 167

Cirurgia torácica....................................  73

Mastologia...............................................  117

Radiologia................................................173

Cirurgia vascular...................................  75

Medicina do esporte.........................  120

Radioterapia...........................................175

Clínica geral. ............................................  77

Medicina do trabalho.......................  120

Reumatologia.........................................175

Coloproctologia.......................................  79

Medicina intensiva............................  120

Urologia.................................................... 178

Dermatologia...........................................  80

Medicina nuclear................................  121


alergia e imunologia Alergia e imunologia

RJ - Rio de Janeiro

Claudio Tadeu Daniel Ribeiro

Rio de Janeiro (RJ). Tel.: (21) 38658145 Centro hospitalar: Hospital Alemão Oswaldo Cruz, diretor(a) administrativo e/ou diretor(a) superintendente, setor: Imunologia. Graduação: medicina, EEFTESM, em 1976. Cursos complementares: mestrado, diplome d’etudes et de recherches en biologie humaine, Université Pierre et Marie Curie, França, em 1981; doutorado, doctorat d’état en biologie humaine, Université Pierre et Marie Curie, França, em 1983; pós-doutorado, Institut Pasteur, em 1998. Título de especialista: imunologia em 1978; imunologia em 1981. Realiza pesquisas na(s) área(s) de: Imunologia, junto à Fundação Oswaldo Cruz.

SP - São Paulo

Alexandre Eduardo Nowill

São Paulo (SP) Graduação: medicina, FCMSCSP, em 1976. Cursos complementares: mestrado, imunologia, Université Paris DiderotParis VII, França, em 1985. Título de especialista: alergia e imunologia pela Sociedade Brasileira Alergia e Imunopatologia em 1983; cancerologia/oncologia pela Sociedade Brasileira de Cancerologia em 1981.

Dirceu Solé São Paulo (SP). Tel.: (11) 5579-6596 Graduação: medicina, Unifesp, em 1975. Cursos complementares: doutorado, pediatria e ciências aplicadas à pediatria, Unifesp, em 1987; livredocência, Unifesp, em 1997. Residência: pediatria, Unifesp, em 1978. Atuação acadêmica: Unifesp, professor(a) titular. Realiza pesquisas na(s) área(s) de: alergia e imunulogia clínica e reumatologia, asma na criança e no adolescente, junto à Unifesp.

Fábio F. Morato Castro

São Paulo (SP). Tel.: (11) 3864-2246 Centro hospitalar: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - HC/ FMUSP, supervisor de serviço, setor: imunologia clínica e alergia. Graduação: medicina, FMABC, em 1981. Cursos complementares: mestrado, alergia e imunopatologia, USP, em 1988; doutorado, imunologia, Ru-

36

SAÚDE

precht-Karls-Universität Heidelberg, Alemanha, em 1990; livre-docência, imunologia clínica e alergia, USP, em 2002. Título de especialista: alergia e imunologia pela Sociedade Brasileira Alergia e Imunopatologia em 1985. Atuação acadêmica: USP, livredocente associado. Realiza pesquisas na(s) área(s) de: alergia, junto à USP. Outras informações: presidente eleito da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (Asbai). Diretor clínico do IMA Brasil, Instituto de Medicina Avançada.

Jorge Kalil São Paulo (SP) Centro hospitalar: Instituto do Coração - InCor, diretor(a)/chefe de laboratório, setor: imunologia. Instituto Butantan, diretor. Graduação: medicina, UFRGS, em 1977. Cursos complementares: mestrado, imunogenética e imunopatologia, Université Paris Diderot-Paris VII, França, em 1980; doutorado, biologia humana, Université Paris Diderot-Paris VII, França, em 1982; livre-docência, imunologia, Instituto de Ciências Biomédicas, em 1991; fellowship, professor visitante, Stanford University, Estados Unidos, em 1992. Residência: clínica médica, Hospital de Clínicas de Porto Alegre - HCPA, em 1978. Título de especialista: alergia e imunologia pela Sociedade Brasileira Alergia e Imunopatologia em 1983. Atuação acadêmica: USP, professor(a) titular. Realiza pesquisas na(s) área(s) de: transplante, alta imunidade, HIV, câncer e imunodeficiências, junto à Incor e Universidade de São Paulo - USP.

Luisa Karla de Paula Arruda

São Paulo (SP) Graduação: medicina, UFC, em 1982. Cursos complementares: mestrado, pediatria e ciências aplicadas à pediatria, Unifesp, em 1987; doutorado, medicina, Unifesp, em 1990; pós-doutorado, University of Virginia, Estados Unidos, em 1992; livredocência, USP, em 2005. Atuação acadêmica: USP, professor(a) associado.

Luiz Vicente Rizzo São Paulo (SP) Área(s) de interesse: imunologia ocular e imunodeficiência. Graduação: medicina, UnB, em 1987. Cursos complementares: doutorado, imunologia, USP, em 1997; pósdoutorado, National Eye Institute, Estados Unidos, em 1998; livredocência, USP, em 2001. Realiza pesquisas na(s) área(s) de: imunologia ocular e imunodeficiência, mecanismos imunológicos em imunodeficiência e autoimunidade, junto à USP. Outras informações: foi presidente da Sociedade Brasileira de Imunologia, de 2006 a 2007, e vice-

presidente de 2000 a 2001. Membro da Academia de Ciências do Estado de São Paulo.

SP - Sorocaba

Martti Anton Antila Sorocaba (SP). Tel.: (15) 3519-4909 Graduação: medicina, UMC, em 1986. Residência: alergia e imunologia, University of Helsinki, Finlândia, em 1990. Título de especialista: alergia e imunologia pela Sociedade Brasileira Alergia e Imunopatologia em 1992.

Anestesiologia

perioperatória. Graduação: medicina, UFU, em 1982. Cursos complementares: mestrado, ciências pneumológicas, UFRGS, em 1994; doutorado, ciências pneumológicas, UFRGS, em 2003. Residência: anestesiologia, UFU, em 1984.

RS - Porto Alegre

Helena Maria Arenson-Pandikow

Porto Alegre (RS) Centro hospitalar: Hospital de Clínicas de Porto Alegre - HCPA, médica. Graduação: medicina, UFRGS, em 1969. Cursos complementares: doutorado, medicina, University of London, Inglaterra, em 1978. Residência: anestesiologia, UFRGS, em 1971. Atuação acadêmica: UFRGS, professor(a) associado.

PE - Recife

SP - São Paulo

Luciano Braun

Flávio Takaoka

Recife (PE). Tel.: (81) 3465-5321 Área de atuação: dor. Área(s) de interesse: especialista em tratamento da dor. Centro hospitalar: Hospital Esperança, coordenador(a) ou chefe de ambulatório, setor: anestesiologia. Graduação: medicina, UFC, em 1973. Residência: anestesiologia, Hospital Irmãos Penteado, em 1975. Título de especialista: anestesiologia pela Sociedade Brasileira de Anestesiologia em 1975. Outras informações: presidente da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor (SBED), 2000-2002. Diretor da Federação Latinoamericana das Associações de Dor (Fedelat), 2005-2008. Diretor da Academia Latinoamericana de Médicos Intervencionistas en Dolor. Presidente do Comitê de Técnicas Intervencionistas no Tratamento da Dor. Presidente da Sociedade Pernambucana para o Estudo da Dor.

São Paulo (SP). Tel.: (11) 3895-6791 Graduação: medicina, USP, em 1978. Cursos complementares: doutorado, anestologia, USP, em 1992; fellowship, anestesiologia de transplante, Baylor University Medical Center at Dallas, Estados Unidos, em 1989; fellowship, anestesia para transplante hepático, Cedars-Sinai, Estados Unidos, em 1990. Residência: terapia intensiva, Hospital São Luiz - São Paulo, em 1979; anestesiologia, USP, em 1982. Outras informações: ex-diretor científico da Sociedade de Anestesiologia do Estado de São Paulo (Saesp).

José Luiz Gomes do Amaral

PR - Curitiba

Sérgio Bernardo Tenório

Curitiba (PR). Tel.: (41) 3310-1010 Área de atuação: dor. Área(s) de interesse: anestesiologia cardiológica, anestesiologia em neurocirurgia, anestesiologia pediátrica, bloqueios anestésico ou anestesiologia local, recuperação pós-anestésica. Graduação: medicina, UFPR, em 1975. Cursos complementares: mestrado, clínica cirúrgica, UFPR, em 1993; doutorado, cirurgia cardiovascular, Unifesp, em 1999. Título de especialista: anestesiologia pela Sociedade Brasileira de Anestesiologia em 1982.

RS - Canoas

Elaine Aparecida Felix

Canoas (RS) Centro hospitalar: Hospital de Clínicas de Porto Alegre - HCPA, chefe do serviço de anestesia e medicina

São Paulo (SP) Área(s) de interesse: cirurgia cardiovascular e terapia intensiva. Graduação: medicina, Unifesp, em 1976. Cursos complementares: mestrado, cirurgia vascular cardíaca torácica e anestesiologia, Unifesp, em 1981; doutorado, cirurgia cardiovascular cardíaca torácica e anestesiologia, Unifesp, em 1987; livre-docência, Unesp, em 1990. Atuação acadêmica: Unifesp, professor(a) titular. Outras informações: membro associado da Associação Médica Brasileira. Consultor científico da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (Amib). Membro titular da Academia de Medicina de São Paulo. Consultor científico da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

José Otavio Costa Auler Júnior

São Paulo (SP) Área(s) de interesse: insuficiência respiratória, respiração artificial e síndrome do desconforto respiratório em adultos. Graduação: medicina, UFTM, em 1972. Cursos complementares: doutorado, www.analise.com


cancerologia/oncologia patologia experimental e comparada, USP, em 1986; livre-docência, USP, em 1989. Atuação acadêmica: USP, professor(a) titular.

Ligia Andrade da Silva Telles Mathias

São Paulo (SP) Graduação: medicina, USP, em 1975. Cursos complementares: mestrado, farmacologia, USP, em 1986; doutorado, clínica cirúrgica, USP, em 1992. Residência: anestesiologia, USP, em 1978. Atuação acadêmica: FCMSCSP, professor(a) adjunto(a). Outras informações: corresponsável pelo programa de Tutoria na Residência de Anestesia da Santa Casa.

Marcelo Messias de Miranda

São Paulo (SP) Graduação: medicina, Unitau, em 1999. Residência: anestesiologia, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - HC/FMUSP, em 2002. Título de especialista: anestesiologia pela Sociedade Brasileira de Anestesiologia em 2002.

ta, membro do corpo clínico, setor: anestesiologia. Graduação: medicina, USP, em 1996. Residência: anestesiologia, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - HC/FMUSP, em 1998. Título de especialista: anestesiologia pela Sociedade Brasileira de Anestesiologia em 1998. Realiza pesquisas na(s) área(s) de: anestesiologia, junto à Pro Matre Paulista - Grupo Santa Joana. Outras informações: diretor médico técnico do Hospital Pro Matre Paulista (Grupo Santa Joana). Título superior em anestesiologia pela Sociedade Brasileira de Anestesiologia.

Wilson Nogueira Soares Junior

São Paulo (SP) Graduação: medicina, Faculdade de Medicina de Taubaté (FMT), em 1977. Residência: anestesiologia, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - HC/FMUSP, em 1980. Título de especialista: anestesiologia pela Sociedade Brasileira de Anestesiologia em 1983.

Cancerologia/ oncologia

Mônica Maria Siaulys

São Paulo (SP) Área(s) de interesse: anestesiologia obstétrica. Centro hospitalar: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - HC/ FMUSP, médica assistente, setor: anestesiologia. Hospital e Maternidade Santa Joana, chefe de serviço, setor: anestesiologia. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, corresponsável pelo serviço, setor: anestesia obstétrica. Graduação: medicina, USP, em 1989. Cursos complementares: mestrado, anestesiologia, USP, em 1996; doutorado, anestesiologia, USP, em 1999; fellowship, anestesiologia, Shands Children’s Hospital, Estados Unidos, em 1996. Residência: anestesiologia, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - HC/FMUSP, em 1992. Título de especialista: anestesiologia pela Sociedade Brasileira de Anestesiologia. Atuação acadêmica: USP, instrutor(a) de ensino. Realiza pesquisas na(s) área(s) de: anestesiologia, junto à USP. Outras informações: Membro da American Society of Anesthesiologists.

Roberto Gonçalves Filho

São Paulo (SP). Tel.: (11) 3283-5573 Área(s) de interesse: anestesiologia em cirurgia fetal, anestesiologia obstétrica, anestesiologia pediátrica, bloqueios anestésico ou anestesiologia local, recuperação pós-anestésica. Centro hospitalar: Pro Matre Paulis-

AM - Manaus

Manoel Jesus Pinheiro Coelho

Manaus (AM). Tel.: (92) 3234-8817 Graduação: medicina, Ufam, em 1972. Outras informações: professor aposentado da Universidade Federal do Amazonas.

BA - Salvador

Carlos Sampaio Filho Salvador (BA). Tel.: (71) 3311-6500 Área(s) de interesse: oncologia clínica. Centro hospitalar: Hospital Aliança, membro do corpo clínico, setor: oncologia. Instituto Cárdio Pulmonar da Bahia, membro do corpo clínico, setor: oncologia. Hospital da Cidade, membro do corpo clínico, setor: oncologia. Graduação: medicina, UFBA, em 1989. Cursos complementares: fellowship, Cleveland Clinic Foundation, Estados Unidos, em 1993. Residência: clínica geral, Hospital Universitário Prof. Edgard Santos Hupes/UFBA, em 1991; hematologia, Hospital Universitário Prof. Edgard Santos - Hupes/UFBA, em 1992. Título de especialista: cancerologia/ oncologia pela Sociedade Brasileira de Cancerologia em 1995. Realiza pesquisas na(s) área(s) de: câncer de mama, junto ao Centro de Ensino e Pesquisa Ética.

www.analise.com

Outras informações: membro titular da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), Sociedade Brasileira de Cancerologia (SBC), American Society of Clínical Oncology (Asco) e European Society for Medical Oncology (Esmo). Presidente do Grupo Latinoamericano de pesquisa em Oncologia (Glico). Membro fundador do Grupo Brasileiro de Estudos em câncer de Mama (GBECAM). Titular da Câmara Técnica de Cancerologia da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Presidente da Regional Bahia de Cancerologia (ABM).

Cursos complementares: doutorado, cirurgia, UFMG, em 1966; pós-doutorado, cirurgia, UFMG, em 1975. Residência: cirurgia geral, Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais - HC/UFMG. Título de especialista: cancerologia/ oncologia pela Sociedade Brasileira de Cancerologia. Atuação acadêmica: UFMG, professor emérito. Realiza pesquisas na(s) área(s) de: câncer retro anal, junto à UFMG.

CE - Fortaleza

Belo Horizonte (MG). Tel.: (31) 32413314 Área(s) de interesse: oncologia clínica, radioterapia. Centro hospitalar: Hospital Lifecenter, coordenador(a) de departamento, setor: oncologia. Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais - HC/UFMG, coordenador(a) de departamento, setor: oncologia. Graduação: medicina, UFMG, em 1984. Cursos complementares: mestrado, ginecologia e obstetrícia, Unifesp, em 1993; doutorado, gastroenterologia, UFMG, em 1997; fellowship, hematologia e oncologia, Temple University Hospital e Fox Chase Cancer Center, Estados Unidos, em 1989. Residência: clínica médica e hematologia, Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais - HC/UFMG, em 1987. Título de especialista: clínica geral pela Sociedade Brasileira de Clínica Médica em 1991; hematologia pela Sociedade Brasileira Hematologia e Hemoterapia em 1992; cancerologia/ oncologia pela Sociedade Brasileira de Cancerologia em 1993. Atuação acadêmica: UFMG, professor(a) adjunto(a). Realiza pesquisas na(s) área(s) de: oncologia, câncer de pulmão, câncer gastrointestinal, câncer de mama e ginecológico, junto à UFMG. Outras informações: ex-vice-presidente da Associação Brasileira de Cuidados Paliativos e da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica. Presidente do Grupo Brasileiro Cooperativo de Pesquisa em Oncologia Clínica (GBOC). Vice-Presidente da Associação Brasileira Comunitária para Prevenção e Tratamento do Abuso de Drogas (ABRACO).

Ronaldo de Albuquerque Ribeiro Fortaleza (CE) Graduação: medicina, UFC, em 1980. Cursos complementares: mestrado, farmacologia, UFC, em 1986; doutorado, farmacologia, USP, em 1991. Atuação acadêmica: UFC, professor(a) associado.

GO - Goiânia

Adriano Augusto Peclat de Paula

Goiânia (GO) Graduação: medicina, Faculdade de Medicina de Catanduva (Fameca), em 1996. Cursos complementares: mestrado, medicina tropical, UFG, em 2006; doutorado, medicina tropical, UFG, em 2011. Residência: cirurgia oncológica, Associação de Combate ao Câncer - ACCG, em 2001; cirurgia geral, Famerp, em 1998. Atuação acadêmica: Hospital Araújo Jorge, professor(a) titular.

Carlos Inácio de Paula

Goiânia (GO). Tel.: (62) 3265-0400 Centro hospitalar: Hospital Santa Helena de Goiânia, membro do corpo clínico, setor: mastologia. Graduação: medicina, UFG, em 1969. Residência: , Hospital A.C. Camargo, em 1972. Título de especialista: cancerologia/ oncologia pela Sociedade Brasileira de Cancerologia em 1972.

Wilmar José Manoel Goiânia (GO) Graduação: medicina, UFG, em 1980. Cursos complementares: mestrado, genética, Pontifícia Universidade Católica (PUC-GO); doutorado, ciências da saúde, UFG, em 2011. Residência: cirurgia oncologica, Hospital A.C. Camargo, em 1984.

MG - Belo Horizonte

Alcino Lázaro da Silva

Belo Horizonte (MG). Tel.: (31) 32730491 Área(s) de interesse: oncologia e cirurgia gastroenterológica. Centro hospitalar: Hospital das Clínicas da Univ. Fed. de MG, professor. Graduação: medicina, UFMG, em 1959.

André Márcio Murad

Bruno Lemos Ferrari Belo Horizonte (MG) Graduação: medicina, UFMG, em 1993. Cursos complementares: pós-doutorado, Centro de Investigaciones Mamarias Doctor Manuel Cymberknoh, Argentina, em 1996; pós-doutorado, University of Texas MD Anderson Cancer Center, Estados Unidos, em 1998.

Roberto Porto Fonseca

Belo Horizonte (MG). Tel.: (31) 32991300 Área(s) de interesse: oncologia clínica, administração de serviços de saúde.

SAÚDE

37


mastologia oncologia molecular, Instituto do Câncer do Estado de São Paulo Icesp, em 2015; fellowship, câncer de mama, Memorial Sloan-Kettering Cancer Center, Estados Unidos, em 2011. Residência: cirurgia geral, Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, em 2007; mastologia, Hospital Sírio-Libanês, em 2010. Título de especialista: mastologia pela Sociedade Brasileira de Mastologia em 2011. Realiza pesquisas na(s) área(s) de: oncologia molecular, junto ao Instituto do Câncer do Estado de São Paulo - Icesp.

Medicina do esporte

Medicina do trabalho

MG - Belo Horizonte

Elizabeth Costa Dias Belo Horizonte (MG) Graduação: medicina, UFMG, em 1970. Cursos complementares: mestrado, infectologia e medicina tropical, UFMG, em 1981; doutorado, saúde coletiva, Unicamp, em 1994; pós-doutorado, saúde ocupacional e ambiental, Cepal, em 2000; pós-doutorado, saúde ocupacional e ambiental, Johns Hopkins University, em 2001. Atuação acadêmica: UFMG, professora colaboradora.

RJ - Rio de Janeiro RJ - Rio de Janeiro

Claudio Gil Soares de Araújo

Rio de Janeiro (RJ) Graduação: medicina, UFRJ, em 1979. Cursos complementares: mestrado, ciências biológicas (biofísica), UFRJ, em 1982; doutorado, ciências biológicas (fisiologia), UFRJ, em 1987; pós-doutorado, fisiologia e medicina do exercício, McMaster University, Canadá, em 1993. Atuação acadêmica: UGF, professor(a) titular. Outras informações: diretor-médico da Clínica de Medicina do Exercício - Clinimex - (desde 1993) e membro permanente da Câmara Técnica de Medicina Desportiva no CRM-RJ. Lidera o grupo de pesquisa Clinimex sendo bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq desde 2002 (1A desde 2005) e, desde 2010, recebe apoio de pesquisa como cientista pela Faperj.

SP - São Paulo

Arnaldo José Hernandez

São Paulo (SP). Tel.: (11) 3159-0911 Graduação: medicina, USP, em 1980. Cursos complementares: mestrado, ortopedia e traumatologia, USP, em 1990; doutorado, ortopedia e traumatologia, USP, em 1994; livredocência, USP, em 2004. Residência: medicina especializada em educação física, USP, em 1984; grupo de pé e grupo de paralisia cerebral, USP, em 1985. Título de especialista: ortopedia e traumatologia pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia em 1985; medicina do esporte pela Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte em 1989. Atuação acadêmica: USP, professor(a) associado. Outras informações: presidente da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte.

120

SAÚDE

Newton Miguel Moraes Richa

Rio de Janeiro (RJ) Graduação: medicina, UFRJ, em 1972. Cursos complementares: mestrado, sistema de gestão, UFF, em 2009. Atuação acadêmica: UFRJ, professor(a) convidado(a).

Medicina intensiva

Rodrigo Marques Hatum

PE - Recife

Gustavo Antonio da Trindade Meira Henriques Filho

Rio de Janeiro (RJ) Graduação: medicina, UGF, em 1996. Cursos complementares: mestrado, clínica médica, UFRJ, em 2009. Residência: clínica médica, Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro, em 1999.

Recife (PE) Graduação: medicina, UFPE, em 1992. Cursos complementares: mestrado, medicina interna, UFPE, em 2000. Título de especialista: clínica geral pela Sociedade Brasileira de Clínica Médica em 1996; medicina intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira em 2000.

RS - Porto Alegre

Cassiano Teixeira Porto Alegre (RS) Área(s) de interesse: clínica médica, broncoscopia flexível e medicina intensiva. Centro hospitalar: Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, médico-plantonista. Hospital Moinhos de Vento, médico-rotineiro. Graduação: medicina, UFCSPA, em 1995. Cursos complementares: doutorado, ciências pneumológicas, UFRGS, em 2004. Residência: medicina interna, Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, em 1997. Atuação acadêmica: UFCSPA, professor(a) adjunto(a).

RJ - Macae

Márcio Soares Macae (RJ) Área(s) de interesse: medicina intensiva. Graduação: medicina, Unirio, em 1995. Cursos complementares: mestrado, clínica médica, UFRJ, em 2002; doutorado, clínica médica, UFRJ, em 2004. Residência: clínica médica, UFRJ, em 1999. Título de especialista: medicina intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira em 2000; clínica geral pela Sociedade Brasileira de Clínica Médica em 2000. Realiza pesquisas na(s) área(s) de: oncologia, junto ao Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino.

Luiz Antônio Nasi

RJ - Rio de Janeiro

Marcos Freitas Knibel

DF - Brasília

Marcelo de Oliveira Maia

Brasília (DF). Tel.: (61) 3445-6301 Área(s) de interesse: sepse e infecção. Centro hospitalar: Hospital Santa Luzia, coordenador(a) de departamento, setor: centro de terapia intensiva. Hospital Regional de Santa Maria, coordenador(a) de departamento, setor: centro de terapia intensiva. Graduação: medicina, UFJF, em 1991. Residência: cirurgia cardiovascular, Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, em 1997; cirurgia geral, Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, em 1997. Título de especialista: cirurgia cardiovascular pela Sociedade Brasileira Cirurgia Cardiovascular em 1998; medicina intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira em 2004. Realiza pesquisas na(s) área(s) de: medicina intensiva, junto ao Instituto Latino-americano de Sepse. Outras informações: membro da Associação de Medicina Intensiva Brasileira. Membro da Sociedade Européia de Medicina Intensiva. Membro da Sociedade Americana de Medicina Intensiva.

Rio de Janeiro (RJ) Área(s) de interesse: cardiologia intensiva, nefrologia intensiva, neurologia intensiva, traumatologia intensiva. Centro hospitalar: Hospital São Lucas - Copacabana, coordenador da unidade de terapia intensiva, setor: medicina intensiva. Graduação: medicina, Unifeso, em 1976. Cursos complementares: mestrado, medicina intensiva, UFRJ, em 2007. Residência: clínica médica, Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro, em 1978; medicina intensiva, Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro, em 1979. Título de especialista: medicina intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira em 1982. Atuação acadêmica: PUC-RJ, professor(a) associado. Realiza pesquisas na(s) área(s) de: terapia intensiva, junto à Amil Life Science. Outras informações: professor de terapia intensiva da Faculdade Redentor do Rio de Janeiro.

Régis D’Albuquerque Campos Góes Rio de Janeiro (RJ) Graduação: medicina, UGF, em 1997. Residência: medicina intensiva, Instituto Nacional de Câncer - Inca, em 2003; medicina do adolescente, UFRJ, em 2002.

Porto Alegre (RS) Graduação: medicina, PUC-RS, em 1980. Cursos complementares: mestrado, ciências da saúde: cardiologia e ciências cardiovasculares, UFRGS, em 2000. Residência: medicina interna, Hospital de Clínicas de Porto Alegre HCPA, em 1983.

Nilton Brandão da Silva

Porto Alegre (RS). Tel.: (51) 33114477 Área(s) de interesse: infecção hospitalar, ventilação mecânica, terapia intensiva e pneumonias. Centro hospitalar: Hospital Moinhos de Vento, superintendente médico. Graduação: medicina, UFRGS, em 1972. Cursos complementares: mestrado, cardiologia e ciências cardiovasculares, UFRGS, em 1983; doutorado, ciências pneumológicas, UFRGS, em 2002. Residência: medicina interna, UFRGS, em 1974. Título de especialista: medicina intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira em 1994. Atuação acadêmica: UFCSPA, professor(a) adjunto(a). Realiza pesquisas na(s) área(s) de: infecções respiratórias, qualidade e segurança em CTI; lesão pulmonar aguda por ventilação mecânica, junto à Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre e Hospital Moinhos de Vento. Outras informações: ex-coordenador da residência médica na área de clínica médica da Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre. Membro titular da Academia Sul-Rio-Grandense de Medicina. Coordenador do programa

www.analise.com


nefrologia de residência médica em medicina intensiva do Hospital Moinho de Ventos. Especialidade de medicina intensiva e clínica médica. Pesquisador do laboratório experimental de pesquisa da FFFCMPA até 2005.

SP - Cotia

Eliézer Silva Cotia (SP) Área(s) de interesse: sepse, clínica médica. Centro hospitalar: Hospital Albert Einstein, gerente médico do departamento de pacientes graves, setor: medicina intensiva. Graduação: medicina, UFSC, em 1989. Cursos complementares: mestrado, ciências médicas, UFSC, em 1994; doutorado, infectologia, Unifesp, em 1998; pós-doutorado, medicina Intensiva, University of Colorado, Estados Unidos, em 2005; livre-docência, USP, em 2006. Residência: medicina interna, UFSC, em 1993. Título de especialista: medicina intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira em 1994. Atuação acadêmica: USP, professor orientador do programa de pós graduação em anestesiologia. Realiza pesquisas na(s) área(s) de: sepse e perfusão tecidual, junto à Universidade de São Paulo - USP e Hospital Albert Einstein. Outras informações: Ph.D. em sepse pela University of Colorado, Estados Unidos, em 2005. Foi um dos fundadores do Instituto Latino-Americano da Sepse.

SP - São Paulo

Alejandra Del Pilar Gallardo Garrido

São Paulo (SP) Área(s) de interesse: terapia intensiva. Graduação: medicina, UFSC, em 1995. Cursos complementares: doutorado, anestesiologia, USP, em 2003. Residência: clínica médica, UFSC, em 1998; terapia intensiva, UFSC, em 2000. Título de especialista: medicina intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira em 2000.

Antonio Capone Neto São Paulo (SP) Centro hospitalar: Hospital Albert Einstein, coordenador médico, setor: centro de terapia intensiva. Graduação: medicina, Unicamp, em 1977. Cursos complementares: mestrado, ciências da cirurgia - medicina intensiva, Unicamp, em 1992; doutorado, ciências da cirurgia - medicina intensiva, Unicamp, em 1995; pós-doutorado, medicina intensiva, University of Pittsburgh, Estados Unidos, em 1994. Residência: clínica médica, Unicamp, em 1981. Título de especialista: clínica geral pela Sociedade Brasileira de Clínica Médica em 2005; medicina intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira em 1982.

Constantino José Fernandes Junior São Paulo (SP). Tel.: (11) 3747-1233 Área(s) de interesse: clínica médica. Centro hospitalar: Hospital Albert Einstein, gerente médico, setor: gerente do hospital. Graduação: medicina, PUC-SP, em 1981. Residência: clínica médica, EPM/ Unifesp, em 1985. Título de especialista: clínica geral pela Sociedade Brasileira de Clínica Médica em 1985; medicina intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira em 1993. Atuação acadêmica: EPM/Unifesp, professor(a) titular.

Lais Fieschi Braun Ferreira

São Paulo (SP). Tel.: (11) 3040-1600 Área de atuação: nutrição parenteral e enteral. Área(s) de interesse: cardiologia intensiva, neurologia intensiva, traumatologia intensiva. Centro hospitalar: Hospital Leforte, coordenador(a) de departamento, setor: terapia intensiva. Graduação: medicina, Unisa, em 1976. Residência: clínica médica, Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, em 1978. Título de especialista: medicina intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira em 1990.

Paulo Antonio Chiavone

São Paulo (SP) Área(s) de interesse: administração hospitalar. Centro hospitalar: Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, vice-diretor clínico e chefe, setor: medicina intensiva. Graduação: medicina, FCMSCSP, em 1981. Cursos complementares: mestrado, medicina intensiva, FCMSCSP, em 2001; doutorado, cirurgia - medicina intensiva, FCMSCSP, em 2004. Residência: clínica médica, Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, em 1984. Título de especialista: medicina intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira em 1986. Atuação acadêmica: FCMSCSP, professor(a) assistente.

radiologia, UFRJ, em 1986; doutorado, radiologia, UFRJ, em 1990. Atuação acadêmica: UFRJ, professor(a) titular.

Margarida Maria Camões Orlando

Clínicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (HC/Uerj), em 1977. Atuação acadêmica: UFC, professor(a) titular. Outras informações: vice-reitor da UFC.

Rio de Janeiro (RJ) Graduação: medicina, Fundação Técnico Educacional Souza Marques (FTESM), em 1988. Cursos complementares: mestrado, radiologia, UFRJ, em 1996. Residência: medicina nuclear, Uerj, em 1992. Título de especialista: medicina nuclear em 2003. Atuação acadêmica: Uerj, professor(a) assistente.

ES - Vitória

SP - São Paulo

Belo Horizonte (MG). Tel.: (31) 32955000 Área(s) de interesse: transplante, nefrologia clínica, diálise. Centro hospitalar: Hospital Mater Dei, chefe de serviço, setor: nefrologia e transplante renal. Hospital Universitário São José, chefe de serviço, setor: nefrologia e transplante renal. Graduação: medicina, FCMMG, em 1967. Cursos complementares: fellowship, nefrologia, State University of New York, Estados Unidos, em 1980. Residência: nefrologia, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - HC/ FMUSP, em 1969. Título de especialista: nefrologia pela Sociedade Brasileira de Nefrologia em 1976. Atuação acadêmica: FCMMG, professor(a) titular. Realiza pesquisas na(s) área(s) de: transplante renal e nefrologia clínica, junto à FCMMG. Outras informações: foi vicepresidente da Sociedade Brasileira de Nefrologia. Foi vice-presidente e, atualmente, é membro da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos. Foi membro da Câmara Técnica da Fapemig, durante quatro anos.

Carla Rachel Ono São Paulo (SP) Graduação: medicina, USP, em 1993. Cursos complementares: doutorado, medicina, USP, em 2003. Residência: medicina nuclear, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - HC/FMUSP, em 1999; clínica médica, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - HC/FMUSP, em 1996. Título de especialista: medicina nuclear em 1999.

Marcelo Tatit Sapienza

São Paulo (SP) Área(s) de interesse: cintilografia para estudos diagnósticos, oncologia, terapia com radionuclídeos. Centro hospitalar: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - HC/ FMUSP, médico assistente, setor: centro de medicina nuclear. Graduação: medicina, USP, em 1990. Cursos complementares: mestrado, medicina, USP, em 1997; doutorado, radiologia, USP, em 2000. Residência: medicina nuclear, USP, em 1994. Título de especialista: medicina nuclear em 1993; densitometria óssea em 1995. Atuação acadêmica: USP, professor colaborador.

Nefrologia

Medicina nuclear

Michel Silvestre Zouain Assbu

Vitória (ES) Graduação: medicina, Universidade do Estado da Guanabara, em 1967. Residência: nefrologia, Universidade Estadual de Goiás (UEG), em 1969.

MG - Belo Horizonte

Euler Pace Lasmar

Jose Augusto Meneses da Silva

Belo Horizonte (MG) Graduação: medicina, UFMG, em 1980. Residência: clínica médica, Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte, em 1981. Outras informações: Foi presidente da Sociedade Brasileira de Nefrologia por dois mandatos, coordenador nacional do estudo multicêntrico de litíase no Brasil.

PR - Curitiba CE - Fortaleza

RJ - Rio de Janeiro

Lea Mirian Barbosa da Fonseca

Rio de Janeiro (RJ) Graduação: medicina, UFRJ, em 1973. Cursos complementares: mestrado,

www.analise.com

Henry de Holanda Campos

Fortaleza (CE) Área(s) de interesse: imunologia. Cursos complementares: mestrado, nefrologia, Uerj, em 1980; doutorado, nefrologia, Unifesp, em 1989; pósdoutorado, Université Paris Descartes, PARIS V, França, em 1992. Residência: nefrologia, Hospital de

Miguel Carlos Riella

Curitiba (PR). Tel.: (41) 3342-5849 Área(s) de interesse: transplante, nefrologia clínica, nefrologia intensiva, nefrologia intervencionista, diálise e suporte nutricional parenteral e enteral. Centro hospitalar: Hospital Universitário Evangélico de Curitiba, diretor(a) clínico, setor: serviço de nefrologia e transplante renal.

SAÚDE

121


O PERFIL dos mais admirados

hospitais


Biocor Instituto

Biocor Instituto www.biocor.com.br Belo Horizonte (MG) Tel. (31) 3289-5000 Fundado em 1985 diretor geral: Mario Vrandecic

Classificação: hospital geral, hospital geral de alta complexidade. Tipo: de ensino, privada. Atendimento: plano de saúde, SUS. Acreditações: ONA nível 3 (excelência), ISO 14001 (ambiental), ISO 9001:2000 (gestão de qualidade), NIAHO, OHSAS 18001, QSP 31000 (ISO 31000). Leitos: 320, sendo 50 de UTI, 5 de day clinic. ■ EQUIPE Médicos: 338 (1,3 por leito). Enfermeiros: 500 (1,9 por leito). Enfermeiros especializados: hemodiálise e CTI (4), urgência, emergência e trauma (6), cardiologia, centro cirúrgico e hemodinâmica (60). Outros profissionais: nutricionistas (3), fisioterapeutas (63), fonoaudiólogos (2). ■ PROCEDIMENTOS Atendimentos (ano): 108.726 pacientes. Cirurgias (ano): 7.947 Taxa de mortalidade geral: 3,6% Período médio de internação: 5 dias. Taxa de infecção hospitalar: 4,6% Transplantes realizados: córnea (NI), rim (3). ■ SERVIÇOS ESPECIAIS Serviços especializados: cardiologia de alta complexidade, cirurgia bariátrica, cirurgia vascular, neurocirurgia de alta complexidade, oncologia de alta complexidade, órteses e próteses, ortopedia de alta complexidade, quimioterapia, videolaparoscopia. Exames especiais: angioplastia, cateterismo, densitometria óssea, ecocardiografia, ecocardiografia digital, eletroencefalograma, eletrofisiologia, eletroneuromiografia, endoscopia, hemodinâmica, mamografia, mamografia digital, medicina nuclear, cirurgia cardíaca robótica, ressonância magnética, tomografia computadorizada, ultrassonografia 3D, ultrassonografia com doppler. Clínicas especializadas: check-up, diabetes, diagnóstico, hemodiálise, medicina preventiva, obesidade, eletrofisiologia e neuroradiologia, hematologia, mastologia, nefrologia e diálise, pneumologia, reabilitação e fisioterapia, tabagismo e drogas, vacinação. Amenidades, serviços especiais e domiciliares: acesso à internet nos quartos, atenção domiciliar, capela, chefe de cozinha, coleta de exames, entrega de resultados via e-mail, heliponto, serviço psicossocial, restaurante, lanchonete, coffee shop, serviços religiosos, atendimento de infermagem, fisioterapia, métodos gráficos

196

SAÚDE

■ UTI Número de leitos: 50 Taxa de mortalidade: 8,4% Período médio de internação: 2,7 dias UTIs especializadas: UTI coronária (12 leitos), UTI pediátrica (8 leitos), UTI pós-operatório (30 leitos). ■ EMERGÊNCIA Número de médicos in loco no plantão: 13 Especialidades in loco no plantão 24h: anestesia, cardiologia, cirurgia geral, cirurgia plástica, clínica médica, neurologia, oftalmologia, ortopedia, otorrinolaringologia, cirurgia cardiovascular, cirurgia torácica, neurocirurgia, urologia Comissões atuantes: comissão de infecção hospitalar, comissão de ética, 5 grupos de trabalho, CEP, comissão de ética de enfermagem, comissões legais Atuação acadêmica: pós-graduação nas áreas: cardiologia, cardiologia pediátrica, nefrologia, cirurgia geral, hematologia, fisioterapia respiratória, neurocirurgia, terapia intensiva e cirurgia cardiovascular. Residência médica nas áreas: cardiologia, cardiologia pediátrica, nefrologia, cirurgia geral, hematologia, fisioterapia respiratória, neurocirurgia, terapia intensiva e cirurgia cardiovascular. ■ INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES Contribuições no campo científico: O hospital realiza pesquisa na área de desenvolvimento de substitutos cardíacos. Contribuições no campo do atendimento clínico: Resultado de procedimentos realizados com benchmarks positivos. Outras observações: A instituição atua na formação de profissionais, médicos e fisioterapeutas. Possui uma escola de enfermagem, promove o programa arte no pátio e participa de projetos de ação global e divulgação de orientações médicas em jornais e outros meios de comunicação. A instituição pode ser considerada referência nas áreas de cardiologia, hemodinâmica, neurocirurgia, cardiopediatria, cirurgia cardíaca, cirurgia geral, ortopedia e cirurgia torácica.

Casa de Saúde Santa Lúcia www.clinicasantalucia.com.br Rio de Janeiro (RJ) Tel. (21) 2126-4000 Fundado em 1946 diretor dos hospitais Amipar: José Carlos Magalhães

Classificação: hospital geral. Tipo: privada. Atendimento: plano de saúde, particular. Leitos: 101, sendo 16 de UTI, 8 de day clinic. ■ EQUIPE Médicos: 26 (0,3 por leito). Enfermeiros: 218 (2,8 por leito). Outros profissionais: nutricionistas

(5), fisioterapeutas (12), fonoaudiólogos (1). ■ PROCEDIMENTOS Atendimentos (ano): 8.789 pacientes. Cirurgias (ano): 6.398 Taxa de mortalidade geral: 1,15% Período médio de internação: 1,6 dias. Taxa de infecção hospitalar: 10,25% ■ SERVIÇOS ESPECIAIS Serviços especializados: cirurgia vascular, videolaparoscopia. Exames especiais: ecocardiografia, endoscopia, tomografia computadorizada, ultrassonografia com doppler. ■ UTI Número de leitos: 16 Taxa de mortalidade: 6,62% Período médio de internação: 3,3 dias

■ MATERNIDADE Número de leitos: 33 Partos por ano: 3000 Cesarianas: 85% Partos normais: 15% Instalações: está situada no mesmo edifício onde se encontram as demais dependências do hospital. Outras características: capacitada para realizar partos de alto risco. Possui programa específico de incentivo à realização de parto normal. Mantém equipe para retirar células-tronco.

■ EMERGÊNCIA Número de médicos in loco no plantão: 1 Especialidades in loco no plantão 24h: clínica médica Comissões atuantes: comissão de infecção hospitalar, comissão de ética, comissão de óbito, comissão de prontuário ■ INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES Outras observações: Instituição com melhor setor de day clinic, possui 1 sala cirúrgica com 5 apartamentos day clinic e mais 3 apartamentos day clinic um pouco mais afastados da sala cirúrgica.

■ UTI Número de leitos: 77 UTIs especializadas: unidade semi intensiva (11 leitos), UTI coronária (11 leitos), UTI neonatal (15 leitos), UTI pós-operatório (10 leitos).

Casa de Saúde São José

■ EMERGÊNCIA Número de médicos in loco no plantão: 11 Especialidades in loco no plantão 24h: cardiologia, cirurgia geral, clínica médica, ortopedia, neonatologia Comissões atuantes: comissão de infecção hospitalar, comissão de ética, comissão de revisão de óbitos, comissão de revisão de prontuários, equipe multidisciplinar de gerenciamento de risco

www.cssj.com.br Rio de Janeiro (RJ) Tel. (21) 2538-7626 Fundado em 1923 diretora geral: Laura Benincá

Classificação: hospital geral. Tipo: filantrópica, privada. Atendimento: plano de saúde, particular. Acreditações: ONA nível 1, ONA nível 2 (plena), ONA nível 3 (excelência). Leitos: 321, sendo 77 de UTI.

■ INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES Outras observações: A instituição tem o que existe de mais moderno nas áreas a que se propõe, como cirurgias das diversas especialidades, principalmente ortopedia, cardiologia, cirurgia cardíaca, urologia, cirurgia vascular, cirurgia geral, neurocirurgia, cirurgia da coluna e obstetrícia, além de outras.

■ EQUIPE Médicos: 130 (0,5 por leito). Enfermeiros: 591 (2,4 por leito). Enfermeiros especializados: neonatologia (10), terapia intensiva (25), centro cirúrgico (9). Outros profissionais: nutricionistas (NI), fisioterapeutas (30), fonoaudiólogos (3). ■ PROCEDIMENTOS Cirurgias (ano): 24.000 Período médio de internação: 3 dias. ■ SERVIÇOS ESPECIAIS

neurocirurgia de alta complexidade, oncologia de alta complexidade, órteses e próteses, ortopedia de alta complexidade, polissonografia, quimioterapia, videolaparoscopia. Exames especiais: angioplastia, cateterismo, ecocardiografia, ecocardiografia digital, eletroencefalograma, eletrofisiologia, eletroneuromiografia, endoscopia, hemodinâmica, mamografia, mamografia digital, ressonância magnética, tomografia computadorizada, ultrassonografia com doppler. Clínicas especializadas: obesidade, reabilitação e fisioterapia, vacinação. Amenidades, serviços especiais e domiciliares: capela, chefe de cozinha, jornaleiro, revistaria, livraria, restaurante, lanchonete, coffee shop, serviços religiosos.

Serviços especializados: atendimento a malformação labiopalatal, atendimento a malformações craniofaciais, cardiologia de alta complexidade, cirurgia bariátrica, cirurgia vascular, implante coclear,

Centro Brasileiro da Visão (CBV) www.cbv.med.br Brasília (DF) Tel. (61) 3214-5000 diretor presidente: Marcos Pereira de Ávila

Classificação: hospital especializado. Tipo: privada.

www.analise.com


Hospital Abreu Sodré (AACD) Outras observações: o hospital faz parte do complexo da Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD). o Hospital Abreu Sodré possui um alto índice de segurança em cirurgias ortopédicas de alta complexidade. Por ser um hospital especializado, possui equipe multidisciplinar na área, além de equipamentos e materiais próprios. Os pacientes também contam com um tratamento especializado para auxiliar em sua recuperação. Baixo índice de infecção hospitalar.

Hospital Albert Einstein www.einstein.br São Paulo (SP) Tel. (11) 2151-0610 Fundado em 1955 presidente: Claudio Luiz Lottenberg

Classificação: hospital geral, certificado elite. Tipo: filantrópica, de ensino, sociedade civil sem fins lucrativos. Atendimento: plano de saúde, SUS (parcial). Acreditações: ISO 14001 (ambiental), ISO 9001:2000 (gestão de qualidade), Joint Commission International (JCI), Acreditação Colégio Americano de Patologia (CAP), Acreditação Colégio Americano de Radiologia (ACR), Associação Americana de Bancos de Sangue (AABB), Designação Planetree. Leitos: 709, sendo 41 de UTI, 24 de day clinic. ■ EQUIPE Médicos: 977 (1,5 por leito). Enfermeiros: 3231 (5,0 por leito). Enfermeiros especializados: obstetrícia (NI), clínica cirúrgica (NI), oncologia (NI), perinatologia (NI), gerenciamento em serviços de enfermagem (NI). Outros profissionais: nutricionistas (60), fisioterapeutas (289), fonoaudiólogos (38). ■ PROCEDIMENTOS Atendimentos (ano): 379.937 pacientes. Cirurgias (ano): 35.420 Taxa de mortalidade geral: 1,09% Período médio de internação: 3,9 dias. Taxa de infecção hospitalar: 5% Transplantes realizados: coração (4), córnea (NI), fígado (198), intestino (NI), medula (51), medula óssea (51), rim (92). ■ SERVIÇOS ESPECIAIS Serviços especializados: atendimento a malformação labiopalatal, atendimento a malformações craniofaciais, atendimento a queimados, busca internacional de doador de tecidos, cardiologia de alta complexidade, cirurgia bariátrica, cirurgia vascular, implante coclear, neurocirurgia de alta complexidade, oncologia de alta complexidade, órteses e próteses, ortopedia de alta complexidade, polissonografia, quimioterapia, radioterapia, videolaparoscopia.

200

SAÚDE

Exames especiais: angioplastia, cateterismo, densitometria óssea, ecocardiografia, ecocardiografia digital, eletroencefalograma, eletrofisiologia, eletroneuromiografia, endoscopia, hemodinâmica, mamografia, mamografia digital, medicina nuclear, ecocardiografia tridimensional transtorácica, laboratório de estudos do movimento, radioterapia guiada por imagem (IGR, ressonância magnética, tomografia computadorizada, ultrassonografia 3D, ultrassonografia com doppler. Clínicas especializadas: check-up, diabetes, diagnóstico, hemodiálise, medicina preventiva, obesidade, reabilitação e fisioterapia, tabagismo e drogas, vacinação. Amenidades, serviços especiais e domiciliares: acesso à internet nos quartos, atenção domiciliar, cabeleireiro, capela, chefe de cozinha, coleta de exames, floricultura, heliponto, jornaleiro, revistaria, livraria, lavanderia para acompanhantes, manicure, restaurante, lanchonete, coffee shop, serviços religiosos, home care, coleta de exames. ■ MATERNIDADE Número de leitos: 45 Partos por ano: 3531 Cesarianas: 79,7% Partos normais: 20,3% Instalações: está situada no mesmo edifício onde se encontram as demais dependências do hospital. Outras características: capacitada para realizar partos de alto risco, equipada com quartos especiais para realizar parto humanizado. Mantém um banco de leite. Mantém equipe para retirar células-tronco. ■ UTI Número de leitos: 41 Taxa de mortalidade: 7,9% Período médio de internação: 4,03 dias UTIs especializadas: semi intensiva (63 leitos), UTI coronária (22 leitos), UTI de queimados (4 leitos), UTI neonatal (22 leitos), UTI pediátrica (12 leitos), UTI neurológica (6 leitos). Unidades de UTI móvel: 3. ■ EMERGÊNCIA

Número de médicos in loco no plantão: 27 Especialidades in loco no plantão 24h: cardiologia, cirurgia geral, clínica médica, neurologia, ortopedia, pediatria Comissões atuantes: comissão de infecção hospitalar, comissão de ética, comissão de bioética, comissão de credenciamento médico, comissão de ética médica, comissão de farmácia e terapeutica, comissão de infecção hospitalar, comissão de normas e qualidade em hemoterapia, comissão de óbitos, comissão de prontuário, comissão de qualidade em anestesia, comissão de transplante, comitê de conhecimento e pesquisa, comitê de finanças e investimentos, comitê de pessoas (recursos humanos), comitê de qualidade e assistência, comitê de responsabilidade social Atuação acadêmica: são 40 cursos de pós-graduação lato sensu em

áreas como imagem, captação, doação e transplantes de órgãos e tecidos, emergências pediátricas, enfermagem em terapia intensiva, gestão da qualidade em saúde, neurologia do adulto, prevenção e controle de infecção hospitalar, reabilitação em medicina do esporte. Residência médica nas áreas: cancerologia clínica, hematologia e hemoterapia, medicina intensiva, radiologia e diagnóstico por imagem, pediatria, cardiologia, transplante de medula óssea.

Hospital Alberto Rassi www.idtech.org.br Goiânia (GO) Tel. (62) 3221-6000 Fundado em 1955

Classificação: hospital geral. Tipo: de ensino, pública. Atendimento: SUS. Leitos: 214, sendo 10 de UTI.

■ INFORMAÇÕES

COMPLEMENTARES Contribuições no campo científico: Com a disponibilidade de um centro de coordenação de estudos clínicos, um laboratório operando com boas práticas e equipado para desenvolver a moderna pesquisa experimental, um biotério com certificação internacional e um núcleo de inovação tecnológica atuante, a instituição encontra-se em posição privilegiada para desenvolver estudos em medicina de tradução, ancorados na excelência do atendimento e do acompanhamento dos pacientes. Contribuições no campo do atendimento clínico: Em 2012, após alguns anos de trabalho para melhoria da humanização do atendimento hospitalar e da qualidade de vida dos pacientes, o hospital conquistou a designação do Planetree, entidade americana que propõe um modelo de assistência que favorece a recuperação dos pacientes em todos os níveis: físico, mental, emocional, social e espiritual. O modelo é baseado numa abordagem holística, com foco nas dimensões humanas, ambientais, educacionais e sociais. Outras observações: O Einstein vem organizando seu corpo clínico em especialidades há quase 10 anos, através de fóruns multidisciplinares. Esses fóruns são reuniões periódicas para todo o corpo clínico e multiprofissional com objetivos de discutir a prática do dia-a-dia, incluindo o estabelecimento de guias clínicos e protocolos gerenciados. Há cerca de 7 anos o hospital começou a implementação de linhas de serviços através dos programas integrados, com foco nas áreas estratégicas.

Hospital Albert Sabin www.hospitalalbertsabin.com.br Recife (PE) Tel. (81) 3131-7400 Fundado em 1974 diretora presidente: Maria do Socorro Crisanto Trigueiro

Não foram fornecidos dados para a elaboração do perfil. Consulte a lista dos hospitais mais admirados na pág. 183.

■ EQUIPE Médicos: 228 (1,1 por leito). Enfermeiros: 449 (2,2 por leito). Enfermeiros especializados: UTI (7). Outros profissionais: nutricionistas (7), fisioterapeutas (6), fonoaudiólogos (7). ■ PROCEDIMENTOS Atendimentos (ano): 172.268 pacientes. Cirurgias (ano): 3.912 Taxa de mortalidade geral: 5,78% Período médio de internação: 9,99 dias. Taxa de infecção hospitalar: 1,7% ■ SERVIÇOS ESPECIAIS Serviços especializados: atendimento a malformação labiopalatal, busca internacional de doador de tecidos, cardiologia de alta complexidade, cirurgia bariátrica, cirurgia vascular, implante coclear, neurocirurgia de alta complexidade, órteses e próteses, ortopedia de alta complexidade, videolaparoscopia. Exames especiais: angioplastia, cateterismo, ecocardiografia, eletroencefalograma, eletroneuromiografia, endoscopia, hemodinâmica, mamografia, colonoscopia, eletrocardiograma, retossigmoidoscopia, teste ergométrico, tomografia computadorizada, ultrassonografia com doppler. Clínicas especializadas: diabetes, diagnóstico, hemodiálise, obesidade, odontologia, DPOC, asma, tuberculose, núcleo interdisciplinar de orientação em sexualidade, reabilitação e fisioterapia,tabagismo e drogas. ■ UTI Número de leitos: 10 Taxa de mortalidade: 36% Período médio de internação: 8,3 dias ■ EMERGÊNCIA Especialidades in loco no plantão 24h: cirurgia geral, clínica médica Comissões atuantes: comissão de infecção hospitalar Residência médica nas áreas: clínica médica, cardiologia, gastroenterologia, endocrinologia, neurologia, neurofisiologia clínica, nefrologia, pneumologia, reumatologia, cirurgia geral, cirurgia videolaparoscópica, cirurgia vascular, cirurgia plástica, coloproctologia, urologia, otorrinolaringologia e neurocirurgia. ■ INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES Contribuições no campo científico: Nas áreas de pneumologia, endocrinologia, reumatologia e dermatologia.

www.analise.com


Hospital Amaral Carvalho Contribuições no campo do atendimento clínico: É uma unidade de saúde que se distingue por prestar assistência de alta complexidade diferenciada aos usuários do SUS. Desta forma, a atenção aos pacientes é vista de maneira integral, com atenção multidisciplinar nos vários critérios bio-psico-físico e sociais. Outras observações: Instituição pública, que após ser gerenciada por uma organização social, passou a ter rigor com a norma regulamentadora nº 32 e adotar medidas de responsabilidade social e ambiental. O HGG é a única unidade da rede pública do estado de Goiás credenciada como hospital ensino. Tem programa de residência médica nas áreas de atenção clínico-cirúrgica da saúde e está em processo de credenciamento de alta complexidade nas áreas de cirurgia cardiovascular, cardiologia intervencionista, cirurgia ortopédica, neurocirurgia e cirurgia bariátrica.

Hospital Alemão Oswaldo Cruz www.hospitalalemao.org.br São Paulo (SP) Tel. (11) 3549-0000 Fundado em 1897 superintendente executivo: José Henrique do Prado Fay

Classificação: hospital geral. Tipo: filantrópica, de ensino, privada. Atendimento: plano de saúde, SUS (parcial) Acreditações: Joint Commission International (JCI), Certificação Internacional de Cirurgia Bariátrica - Surgical Review Corporation, Telemedicine for the Mobile Society (Temos). Leitos: 305, sendo 34 de UTI, 8 de day clinic. ■ EQUIPE Médicos: 97 (0,4 por leito). Enfermeiros: 209 (0,8 por leito). Enfermeiros especializados: Centro Cirúrgico (NI), Continuing Medical Education (CME) (NI), Oncologia (NI), Samu (NI), UTI (NI). Outros profissionais: nutricionistas (19), fisioterapeutas (56), fonoaudiólogos (1). ■ PROCEDIMENTOS Atendimentos (ano): 61.012 pacientes. Cirurgias (ano): 24.616 Taxa de mortalidade geral: 1,79% Período médio de internação: 4,7 dias. Taxa de infecção hospitalar: 1,7% Transplantes realizados: coração (1 a cada 2, a 3 anos), córnea (2), fígado (11), medula óssea (18), ossos (11), pâncreas (4), rim (11). ■ SERVIÇOS ESPECIAIS Serviços especializados: busca internacional de doador de tecidos, cardiologia de alta complexidade, cirurgia bariátrica, neurocirurgia de alta complexidade, oncologia de alta complexidade, órteses e próteses, ortopedia de alta complexidade, polissonografia, quimioterapia, radioterapia.

Exames especiais: angioplastia, cateterismo, densitometria óssea, ecocardiografia, eletroencefalograma, eletrofisiologia, eletroneuromiografia, endoscopia, hemodinâmica, mamografia, mamografia digital, medicina nuclear, colonoscopia, teste ergométrico, biópsias, ressonância magnética, tomografia computadorizada, ultrassonografia com doppler. Clínicas especializadas: check-up, diabetes, hemodiálise, obesidade, tabagismo e drogas. Amenidades, serviços especiais e domiciliares: acesso à internet nos quartos, cabeleireiro, capela, chefe de cozinha, coleta de exames, heliponto, manicure, restaurante, lanchonete, coffee shop, serviços religiosos. ■ UTI Número de leitos: 34 Taxa de mortalidade: 8,4% Período médio de internação: 4,2 dias UTIs especializadas: UTI coronária (6 leitos). ■ EMERGÊNCIA Número de médicos in loco no plantão: 30 Especialidades in loco no plantão 24h: cardiologia, clínica médica, ortopedia Comissões atuantes: comissão de infecção hospitalar, comissão de ética, comissão de ética de enfermagem Atuação acadêmica: pós-graduação nas áreas: bariátrica e metabólica, endoscopia digestiva, cirurgia robótica em urologia, gestão de organização de saúde e economia e avaliação de tecnologias em saúde. ■ INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES Contribuições no campo científico: Por meio de seu Instituto de Educação e Ciências, o hospital fortalece sua presença entre os centros de produção e pesquisa científica. Possui 72 propostas de estudos clínicos e 20 estudos internacionais ativos, desenvolvidos com base em parâmetros de transparência e segurança, estabelecidos por órgãos governamentais e convenções internacionais. Com acompanhamento do comitê de ética e pesquisa do hospital, cada avanço alcançado fica à disposição das autoridades sanitárias. Contribuições no campo do atendimento clínico: Além da estrutura já disponível, o hospital investe na melhoria de suas dependências: reforma do centro de diagnóstico por imagem, ampliação do pronto atendimento, nova hemodinâmica, novo centro de diálise e novo edifício, com mais 80 leitos e novos serviços. Outras observações: o hospital desenvolve iniciativas Junto a entidades ligadas à comunidade alemã, como o atendimento especializado a idosos sem condições financeiras do Lar Recanto Feliz. Além disso, os colaboradores promovem atividades voluntárias em benefício das crianças e jovens do Lar Girassol. São organizadas

www.analise.com

arrecadações de alimentos, apresentações do coral do hospital e entrega de presentes em datas comemorativas, como páscoa, dia das crianças e natal. O hospital está preparado para realização de procedimentos de alta complexidade - transplantes, cirurgias robóticas, neurológicas, cardíacas, cirurgias ortopédicas complexas, bariátrica, procedimentos hemodinâmicos de ponta e aparelho digestivo. Além disso, o hospital investe na qualidade profissional de médicos, equipe de enfermagem e funcionários, além de equipamentos de última geração.

Hospital Aliança www.hospitalalianca.com.br Salvador (BA) Tel. (71) 2108-5600 Fundado em 1990 presidente: Paulo Sergio Tourinho

Classificação: hospital geral, pronto-socorro geral. Tipo: privada. Atendimento: plano de saúde particular. Leitos: 245, sendo 42 de UTI. ■ EQUIPE Médicos: 150 (0,7 por leito). Enfermeiros: 471 (2,3 por leito). Enfermeiros especializados: gestão hospitalar (20), neonatologia/ pediatria (21), terapia intensiva (31). Outros profissionais: nutricionistas (17), fisioterapeutas (50). ■ PROCEDIMENTOS Atendimentos (ano): 76.337 pacientes. Cirurgias (ano): 6.455 Taxa de mortalidade geral: 1,7% Período médio de internação: 3,28 dias. Taxa de infecção hospitalar: 2% ■ SERVIÇOS ESPECIAIS

Serviços especializados: Atendimento a malformação labiopalatal, atendimento a malformações craniofaciais, atendimento a queimados, cardiologia de alta complexidade, cirurgia bariátrica, cirurgia vascular, neurocirurgia de alta complexidade, oncologia de alta complexidade, órteses e próteses, ortopedia de alta complexidade, quimioterapia, videolaparoscopia. Exames especiais: Angioplastia, cateterismo, ecocardiografia, ecocardiografia digital, endoscopia, hemodinâmica, ressonância magnética, tomografia computadorizada, ultrassonografia 3D, ultrassonografia com doppler. Amenidades, serviços especiais e domiciliares: Capela, chefe de cozinha, entrega de resultados via e-mail, restaurante, lanchonete, coffee shop, serviços religiosos. ■ MATERNIDADE

Número de leitos: 13 Partos por ano: 1360 Cesarianas: 95% Partos normais: 5% Instalações: está situada no mesmo edifício onde se encontram as demais dependências do hospital.

Outras características: capacitada para realizar partos de alto risco, equipada com quartos especiais para realizar parto humanizado. ■ UTI Número de leitos: 42 Taxa de mortalidade: 6,58% Período médio de internação: 6,1 dias UTIs especializadas: geral (15 leitos), UTI coronária (6 leitos), UTI neonatal (15 leitos), UTI pediátrica (6 leitos). ■ EMERGÊNCIA Número de médicos in loco no plantão: 8 Especialidades in loco no plantão 24h: anestesia, cardiologia, cirurgia geral, clínica médica, ortopedia, pediatria Comissões atuantes: comissão de infecção hospitalar, comissão de ética, comissão de farmácia terapêutica e nutrologia, comissão de revisão de prontuários e óbitos, comissão de transfusão e transplante ■ INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES Outras observações: Além da difusão de conhecimento que oferece para todas as áreas (medicina-enfermagem-fisioterapia-nutrição) temos parceria com hospitais carentes, para realização de exames que eles não dispõem.

Hospital Amaral Carvalho www.amaralcarvalho.org.br Jau (SP) Tel. (14) 3602-1200 Fundado em 1915 presidente: Ricardo Cesarino Brandão

Classificação: oncologia. Tipo: filantrópica, de ensino, vinculado à Fundação Dr. Amaral Carvalho. Atendimento: plano de saúde, SUS. Acreditações: acreditação internacional - Designator Center of Integrated Palliative Care and Oncology da European Society for Medical Oncology (ESMO) Sociedade Europeia de Oncologia Clínica de Estocolmo, certificação de qualidade hospitalar 2008 a 2010 - Centro de Estudos Augusto Leopoldo Ayrosa Galvão. Leitos: 501, sendo 10 de UTI, 184 de day clinic. ■ EQUIPE Médicos: 131 (0,4 por leito). Enfermeiros: 662 (2,2 por leito). Outros profissionais: nutricionistas (7), fisioterapeutas (4), fonoaudiólogos (1). ■ PROCEDIMENTOS Atendimentos (ano): 73.792 pacientes. Cirurgias (ano): 15.084 Taxa de mortalidade geral: 5,29% Período médio de internação: 5,78 dias. Taxa de infecção hospitalar: 3,28%

SAÚDE

201


Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) título de especialista e cobra anualmente certificados de atualização na especialidade, mantendo alto nível de capacitação do mesmo. Possui instalações modernas e adequadas ao conforto do paciente e a equipamentos de última geração.

Hospital Sarah Kubitschek www.sarah.br Brasília (DF) Tel. (61) 3319-1111 Fundado em 1980 presidente: Lúcia Willadino Braga

Não foram fornecidos dados para a elaboração do perfil. Consulte a lista dos hospitais mais admirados na pág. 183.

Hospital Sírio-Libanês www.hospitalsiriolibanes.org.br São Paulo (SP) Tel. (11) 3155-0200 Fundado em 1921 presidente da SBSHSL: Vivian Hannud

Classificação: hospital geral. Tipo: filantrópica, de ensino, privada. Atendimento: plano de saúde, SUS parcial Acreditações: ISO 9001:2000 (gestão de qualidade), Joint Commission International (JCI). Leitos: 494, sendo 102 de UTI, 20 de day clinic. ■ EQUIPE Médicos: 200 (0,5 por leito). Enfermeiros: 1169 (3,1 por leito). Enfermeiros especializados: administração em saúde (35), oncologia (38), UTI e cardiologia (62). Outros profissionais: nutricionistas (35), fisioterapeutas (119), fonoaudiólogos (5). ■ PROCEDIMENTOS Atendimentos (ano): 301.483 pacientes. Cirurgias (ano): 14.284 Taxa de mortalidade geral: 0,8% Período médio de internação: 3,85 dias. Transplantes realizados: córnea (1), fígado (30), medula óssea (36), ossos (16), pâncreas (2), rim (20), veia e artéria (6). ■ SERVIÇOS ESPECIAIS Serviços especializados: atendimento a malformação labiopalatal, atendimento a malformações craniofaciais, atendimento a queimados, busca internacional de doador de tecidos, cardiologia de alta complexidade, cirurgia bariátrica, cirurgia vascular, implante coclear, neurocirurgia de alta complexidade, oncologia de alta complexidade, órteses e próteses, ortopedia de alta complexidade, polissonografia, quimioterapia, radioterapia, videolaparoscopia.

230

SAÚDE

Exames especiais: angioplastia, cateterismo, densitometria óssea, ecocardiografia, ecocardiografia digital, eletroencefalograma, eletrofisiologia, eletroneuromiografia, endoscopia, hemodinâmica, mamografia, mamografia digital, medicina nuclear, PET-CT, tomo angiocoronariografia, ressonância magnética, tomografia computadorizada, ultrassonografia 3D, ultrassonografia com doppler. Clínicas especializadas: bulimia e anorexia, check-up, diabetes, diagnóstico, hemodiálise, medicina preventiva, obesidade, odontologia, cardiologia, dor, estomatologia, geriatria, gerontologia, infectologia, tórax, urologia, reabilitação e fisioterapia, reprodução humana, tabagismo e drogas, vacinação. Amenidades, serviços especiais e domiciliares: acesso à internet nos quartos, atenção domiciliar, cabeleireiro, capela, chefe de cozinha, coleta de exames, entrega de resultados via e-mail, floricultura, heliponto, jornaleiro, revistaria, livraria, lavanderia para acompanhantes, manicure, atendimento em outros idiomas, cardápio personalizado, CRM e atendimento ativo nas unidades de internação, restaurante, lanchonete, coffee shop, serviços religiosos, serviços de enfermagem, curativos, ostomias e dor, e empresas credenciadas em home care. ■ UTI

Número de leitos: 102 Taxa de mortalidade: 8% Período médio de internação: 4,2 dias UTIs especializadas: unidade crítica geral (24 leitos), UTI coronária (24 leitos), UTI pediátrica (4 leitos), UTI pós-operatório (30 leitos). Unidades de UTI móvel: 3. ■ EMERGÊNCIA Número de médicos in loco no plantão: 9 Especialidades in loco no plantão 24h: anestesia, cardiologia, cirurgia geral, clínica médica, ortopedia, pediatria Comissões atuantes: comissão de infecção hospitalar, comissão de ética, comissão de conhecimento e pesquisa, comissão de padronização de medicamentos e materiais, comissão de prontuários médicos e revisão de óbito Atuação acadêmica: pós-graduação nas áreas: anestesiologia, coloproctologia, dor, enfermagem, fisioterapia, gestão da saúde, ginecologia, neurologia, urologia, videocirurgia, terapia intensiva, medicina baseada em evidências. ■ INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES Contribuições no campo científico: O hospital é pioneiro na América Latina em pesquisa e em aplicação da cirurgia robótica. O centro de oncologia é uma referência internacional, e participa de inúmeros ensaios clínicos para testes e registros de novas drogas. Contribuições no campo do atendimento clínico: Cuidado integrativo e reabilitação, incluindo

acupuntura, saúde do idoso e cuidados paliativos. Outras observações: O hospital possui atividade filantrópica e de responsabilidade social ao trabalhar em parceria com o Sistema Único de Saúde (SUS), pois acredita que as políticas integradas são capazes de promover um impacto mais profundo na sociedade. Os diversos projetos da filantropia visam desde a multiplicação do conhecimento, ao oferecer cursos de suporte básico e avançado de vida, até a disseminação da pesquisa, o atendimento direto a população em áreas como: câncer de mama, transplante hepático, etc. O hospital possui abordagem de excelência médica, através da estratégia de centros e núcleos de medicina avançada, que abordam da prevenção ao tratamento multidisciplinar e com tecnologia de ponta, oferecendo atendimento personalizado e humanizado.

Hospital TotalCor

e-mail, jornaleiro, revistaria, livraria, manicure, restaurante, lanchonete, coffee shop, translado da residência ao hospital e vice-versa para clientes selecionados. ■ UTI Número de leitos: 19 Taxa de mortalidade: 3,92% Período médio de internação: 3,08 dias UTIs especializadas: UTI coronária (9 leitos). Unidades de UTI móvel: 1. ■ EMERGÊNCIA Número de médicos in loco no plantão: 3 Especialidades in loco no plantão 24h: cardiologia, clínica médica Comissões atuantes: comissão de infecção hospitalar, comissão de ética, comissão de análise de qualidade em cirurgia cardíaca, comissão de cardiologia intervencionista, comissão de gerenciamento de prontuário, comissão de óbito ■ INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES Contribuições no campo científico: Mantém parceria com a Cleveland Clinic nos Estados Unidos, com a realização de um simpósio anual no Brasil, com médicos convidados da Cleveland Clinic e autoridades da medicina brasileira, com participação gratuita aos médicos brasileiros. Contribuições no campo do atendimento clínico: Há protocolos de atendimento clínico em todas as áreas da cardiologia, de forma que o atendimento médico seja de qualidade uniforme entre os prestadores. Implantou o “programa pergunte”, similar ao desenvolvido pela Joint Commission nos Estados Unidos, chamado speak up. Outras observações: Ações educativas e de doações referentes a educação em saúde na Creche Assunção, com cerca de 40 crianças. É a primeira instituição hospitalar fora dos Estados Unidos a enviar seus dados referentes ao desempenho em cirurgia cardíaca, cardiologia intervencionista e infarto agudo do miocárdio, para bancos de dados da Society of Thoracic Surgeons e American College of Cardiollogy, visando a comparação da qualidade entre os serviços do hospital e dos hospitais norte-americanos.

www.totalcor.com.br São Paulo (SP) Tel. (11) 2177-2500 Fundado em 2006 diretor financeiro: Vinícius Rocha

Classificação: cardiologia. Tipo: privada. Atendimento: plano de saúde. Acreditações: Joint Commission International (JCI). Leitos: 112, sendo 19 de UTI. ■ EQUIPE Médicos: 120 (1,3 por leito). Enfermeiros: 280 (3,0 por leito). Enfermeiros especializados: emergência (11), administração e gerenciamento (11), infecção hospitalar (SCIH) (2), cardiologia (25), UTI (25), centro cirúrgico (4). Outros profissionais: nutricionistas (15), fisioterapeutas (22), fonoaudiólogos (1). ■ PROCEDIMENTOS Atendimentos (ano): 21.600 pacientes. Cirurgias (ano): 4.200 Taxa de mortalidade geral: 2,8% Período médio de internação: 4,2 dias. Taxa de infecção hospitalar: 1,69% ■ SERVIÇOS ESPECIAIS Serviços especializados: cardiologia de alta complexidade, videolaparoscopia. Exames especiais: angioplastia, cateterismo, ecocardiografia, ecocardiografia digital, eletroencefalograma, eletrofisiologia, endoscopia, hemodinâmica, tomografia computadorizada, ultrassonografia 3D, ultrassonografia com doppler. Clínicas especializadas: diabetes, diagnóstico, hemodiálise, reabilitação e fisioterapia. Amenidades, serviços especiais e domiciliares: acesso à internet nos quartos, atenção domiciliar, cabeleireiro, chefe de cozinha, coleta de exames, entrega de resultados via

Hospital Unimed Belo Horizonte www.unimedbh.com.br Belo Horizonte (MG) Tel. (31) 3229-6554 Fundado em 2010 diretor presidente: Helton Freitas

Não foram fornecidos dados para a elaboração do perfil. Consulte a lista dos hospitais mais admirados na pág. 183.

www.analise.com


Hospital Universitário Evangélico de Curitiba

Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF) www.hucff.ufrj.br Rio de Janeiro (RJ) Tel. (21) 2562-2789 Fundado em 1978 diretor: José Marcus Raso Eulálio

Classificação: hospital geral. Tipo: de ensino, pública. Atendimento: plano de saúde, SUS. Leitos: 487, sendo 31 de UTI, 6 de day clinic. ■ EQUIPE Médicos: 505 (1,1 por leito). Enfermeiros: 255 (0,6 por leito). Outros profissionais: nutricionistas (36), fisioterapeutas (34), fonoaudiólogos (4). ■ PROCEDIMENTOS Atendimentos (ano): 273.221 pacientes. Cirurgias (ano): 5.779 Taxa de mortalidade geral: 4,16% Período médio de internação: 8,45 dias. Transplantes realizados: fígado (NI), medula (NI), medula óssea (NI), pâncreas (NI), rim (NI).

fisioterapia, serviço social, fonoaudiologia. Residência médica nas áreas: clinica médica, anestesiologia, oncologia, cardiologia, cirurgia cardiovascular, cirurgia geral, cirurgia plástica, cirurgia vascular, dermatologia, endocrinologia, hematologia, gastroenterologia, geriatria, infectologia, medicina da familia, medicina intensiva e preventiva, nefrologia, neurologia, neurocirurgia, ginecologia, oftalmologia, ortopedia, otorrinolaringologia, patologia, radiologia, reumatologia, urologia. ■ INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES Contribuições no campo científico: Pertence à Rede Brasileira de Avaliação de Tecnologias em Saúde (Rebrats) e Rede Nacional de Pesquisa Clínica. Contribuições no campo do atendimento clínico: Qualidade da assistência ao paciente em seu processo terapêutico pós-diagnóstico: quimioterapia, radioterapia, tomografia, ultrassonografia, mamografia, entre outros. Outras observações: Centro de referência de alta complexidade, cenário de ensino-aprendizagem para a Faculdade de Medicina, e outras profissões da saúde, com excelente avaliação pelo Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior (Sinaes), criado pelo Ministério da Educação (MEC).

Hospital Universitário da USP

■ SERVIÇOS ESPECIAIS Serviços especializados: cardiologia de alta complexidade, cirurgia bariátrica, cirurgia vascular, neurocirurgia de alta complexidade, oncologia de alta complexidade, ortopedia de alta complexidade, quimioterapia, radioterapia, videolaparoscopia. Exames especiais: angioplastia, cateterismo, ecocardiografia, eletroencefalograma, eletrofisiologia, eletroneuromiografia, endoscopia, hemodinâmica, mamografia, mamografia digital, medicina nuclear, ressonância magnética, tomografia computadorizada, ultrassonografia com doppler. Clínicas especializadas: diabetes, hemodiálise, obesidade, odontologia, reabilitação e fisioterapia, tabagismo e drogas.

Classificação: hospital dia, hospital geral, oftalmologia, otorrinolaringologia, pronto-socorro geral. Tipo: de ensino, pública. Atendimento: SUS. Acreditações: ISO 9001:2000 (gestão de qualidade), Palc - programa de acreditação de laboratórios clínicos. Leitos: 278, sendo 36 de UTI, 10 de day clinic.

■ UTI Número de leitos: 31 Taxa de mortalidade: 0,14% UTIs especializadas: UTI coronária (6 leitos), UTI pós-operatório (9 leitos).

■ EQUIPE Médicos: 283 (1,2 por leito). Enfermeiros: 720 (3,1 por leito). Outros profissionais: nutricionistas (16), fisioterapeutas (8), fonoaudiólogos (3).

■ EMERGÊNCIA Número de médicos in loco no plantão: 8 Especialidades in loco no plantão 24h: anestesia, cirurgia geral, clínica médica Comissões atuantes: comissão de infecção hospitalar, comissão de ética, comissão assessora do câncer, comissão de análise de óbitos, comissão de ética em pesquisa Atuação acadêmica: pós-graduação nas áreas: medicina, nutrição,

■ PROCEDIMENTOS Atendimentos (ano): 480.000 pacientes. Cirurgias (ano): 3.600 Taxa de mortalidade geral: 2,1% Período médio de internação: 4,5 dias. Taxa de infecção hospitalar: 6,7%

www.hu.usp.br São Paulo (SP) Tel. (11) 3091-9201 Fundado em 1981 superintendente: Sandra Grisi

■ SERVIÇOS ESPECIAIS

Serviços especializados: busca internacional de doador de tecidos, polissonografia, videolaparoscopia.

www.analise.com

Exames especiais: ecocardiografia, ecocardiografia digital, eletroencefalograma, endoscopia, tomografia computadorizada, ultrassonografia com doppler. Clínicas especializadas: check-up, diabetes, diagnóstico, hemodiálise, medicina preventiva, obesidade, odontologia, reabilitação e fisioterapia, reprodução humana, tabagismo e drogas, vacinação. Amenidades, serviços especiais e domiciliares: acesso à internet nos quartos, atenção domiciliar, capela, entrega de resultados via e-mail, jornaleiro, revistaria, livraria, restaurante, lanchonete, coffee shop, serviços religiosos, médico domiciliar, enfermagem e fisioterapia domiciliar.

grupo qualitativo para emagrecimento e grupo de tabagismo. Outras observações: O HU é um exemplo de hospital-escola com base comunitária.

■ MATERNIDADE Número de leitos: 47 Partos por ano: 4200 Cesarianas: 30% Partos normais: 70% Instalações: está situada no mesmo edifício onde se encontram as demais dependências do hospital. Outras características: capacitada para realizar partos de alto risco, equipada com quartos especiais para realizar parto humanizado. Possui programa específico de incentivo à realização de parto normal. Mantém um banco de leite.

Classificação: hospital geral. Tipo: filantrópica, de ensino, privada. Atendimento: plano de saúde, SUS. Acreditações: Hospital Amigo da Criança (Unicef), Hospital Sentinela (Anvisa). Leitos: 658, sendo 61 de UTI, 21 de day clinic.

■ UTI Número de leitos: 36 Taxa de mortalidade: 10% Período médio de internação: 7 dias UTIs especializadas: UTI neonatal (6 leitos), UTI pediátrica (10 leitos). Unidades de UTI móvel: 2. ■ EMERGÊNCIA Especialidades in loco no plantão 24h: anestesia, cirurgia geral, clínica médica, oftalmologia, ortopedia, otorrinolaringologia, endoscopia, pediatria Comissões atuantes: comissão de infecção hospitalar, comissão de ética, comissão de ensino, comissão de farmacologia e terapêutica, comissão de gestão de risco, comissão de hemoterapia, comissão de pesquisa Atuação acadêmica: pós-graduação nas áreas: medicina, farmácia, enfermagem, nutrição, psicologia, odontologia. Residência médica nas áreas: clínica médica, pediatria, cirurgia geral, ortopedia, anestesia, obstetrícia, ginecologia, otorrinolaringologia. ■ INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES Contribuições no campo científico: Possui centro de pesquisa clínica, onde realiza vários projetos científicos, com destaque para o Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (Elsa) que, com financiamento de 23 milhões de reais do Ministério da Saúde, será o maior estudo em diabetes e doença cardiovascular do país. Contribuições no campo do atendimento clínico: Atendimento domiciliar com mais de cem pacientes, grupo de atendimento ao paciente crítico, cuidados paliativos,

Hospital Universitário Evangélico de Curitiba www.evangelico.org.br Curitiba (PR) Tel. (41) 3240-5000 Fundado em 1959 presidente da SEB: João Jaime Nunes Ferreira

■ EQUIPE Médicos: 360 (0,6 por leito). Enfermeiros: 900 (1,6 por leito). Enfermeiros especializados: estomaterapeuta, enfermagem do trabalho, cardiovascular, UTI, gestão de pessoas, auditoria, saúde da família (85). Outros profissionais: nutricionistas (11), fisioterapeutas (30), fonoaudiólogos (NI). ■ PROCEDIMENTOS Atendimentos (ano): 244.615 pacientes. Cirurgias (ano): 28.000 Taxa de mortalidade geral: 4,2% Período médio de internação: 5,25 dias. Taxa de infecção hospitalar: 3,64% Transplantes realizados: ossos (2), rim (70). ■ SERVIÇOS ESPECIAIS Serviços especializados: atendimento a malformações craniofaciais, atendimento a queimados, cardiologia de alta complexidade, cirurgia bariátrica, cirurgia vascular, neurocirurgia de alta complexidade, oncologia de alta complexidade, órteses e próteses, ortopedia de alta complexidade, quimioterapia, videolaparoscopia. Exames especiais: angioplastia, cateterismo, ecocardiografia, eletroencefalograma, eletrofisiologia, endoscopia, hemodinâmica, mamografia, mamografia digital, ressonância magnética, tomografia computadorizada, ultrassonografia 3D, ultrassonografia com doppler. Clínicas especializadas: diabetes, obesidade. Amenidades, serviços especiais e domiciliares: capela, restaurante, lanchonete, coffee shop, serviços religiosos. ■ MATERNIDADE Número de leitos: 30 Partos por ano: 4834 Cesarianas: 30% Partos normais: 70%

SAÚDE

231


SAUDE

20 1 3

Rua Major Quedinho, 111 - 16° andar - CEP 01050-904 - São Paulo-SP Tel. (55 11) 3201-2300 - Fax (55 11) 3201-2310 www.analise.com • contato@analise.com

Análise Saúde 2013  

A publicação traz o perfil de milhares de médicos e instituições da área da saúde destacados por indicações dos próprios profissionais.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you