Page 1

JBM Advogados | Siqueira Castro | Nelson Wilians & Advogados Associados | Décio Freire | Fragata e Antunes | TozziniFreire Advogados | Machado, Meyer, Sendacz e Opice | Costa Bertholdo | Pinheiro Neto | Dantas, Lee, Brock & Camargo | Barbosa, Müssnich & Aragão | Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga | Sette Câmara, Corrêa e Bastos | Martinelli | Veirano Advogados | Dannemann Siemsen Advogados | Rocha Marinho e Sales Advogados | Demarest Advogados | Azevedo Sette | Chalfin, Goldberg, Vainboim & Fichtner | Mandaliti Advogados | Marcelo Tostes Advogados | Queiroz Cavalcanti | Trench, Rossi e Watanabe | Souza, Cescon, Barrieu & Flesch | Bichara, Barata & Costa | Trigueiro Fontes | Pellon & Associados Advocacia | Benício Advogados Associados | Villemor Amaral Advogados | Gaia, Silva, Gaede | Silveira, Athias, Soriano de Mello, Guimarães, Pinheiro & Scaff | Leite, Tosto e Barros Advogados | Rolim, Viotti & Leite Campos Advogados | Gouvêa Vieira | Emerenciano, Baggio | Pipek, Penteado e Paes Manso | Campos Mello Advogados | Corbo, Aguiar & Waise Advogados Associados | Brandão Couto, Wigderowitz & Pessoa | Wambier & Arruda Alvim Wambier | Peixoto e Cury Advogados | Manhães Moreira | Felsberg e Associados | Aidar SBZ Advogados | Albino Advogados Associados | Andrade Maia | Sergio Bermudes | Brasil Salomão e Matthes | Salusse Marangoni | Paixão Côrtes | L.O. Baptista Schmidt Valois Miranda Ferreira Agel | De Vivo, Whitaker e Castro Advogados | Almeida Advogados | Basilio Advogados | Lacaz Martins, Pereira Neto, Gurevich Advogados & Schoueri | Ulhôa Canto Advogados | Loeser e Portela | Pessoa & Pessoa Advogados Associados | Lima Junior, Domene e Advogados Associados | Tauil & Chequer | Lobo & de Rizzo | Rayes & Fagundes | Autuori Burmann Sociedade de Advogados | Machado Associados | Urbano Vitalino | Campos, Fialho, Canabrava, Borja, Andrade, Salles | KLA | Castro, Barros, Sobral, Gomes | Braga & Moreno | Gustavo Padilha | Motta, Fernandes Rocha | Lefosse Advogados | Pinheiro Guimarães | Pompeu, Longo, Kignel & Cipullo | Velloza & Girotto | Lobo & Ibeas | Duarte Garcia, Caselli Guimarães e Terra | Mattos Muriel Kestener | Vella Pugliese Buosi e Guidoni | Junqueira de Carvalho & Murgel | Mundie e Advogados | Thomé e Cucchi | Abe, Costa, Guimarães e Rocha Neto | Vieira Rezende Advogados | Advocacia Maciel | MMC & Zarif | Stocche, Forbes, Padis, Filizzola, Clápis, Passaro, Meyer e Refinetti | Sacha Calmon - Misabel Derzi | Pires & Gonçalves | Da Fonte | Porto Advogados | Arruda Alvim & Thereza Alvim | Araújo e Policastro | Bastos-Tigre, Coelho da Rocha e Lopes | Madrona Hong Mazzuco Sociedade de Advogados | Vinhas e Redenschi | Wald e Associados Advogados | Chediak, Lopes da Costa, Cristofaro, Menezes Cortês, Rennó, Aragão | Manesco, Ramires, Perez, Azevedo Marques | Cavalcante Ramos Advogados | Costa, Waisberg e Tavares Paes | Viseu Advogados | Advocacia Castro Neves, Dal Mas | Albuquerque Pinto Advogados | Coutinho Lacerda Diniz | Levy & Salomão | Lilla, Huck, Otranto, Camargo | Rubens Naves, Santos Jr., Hesketh | Advocacia Fernando Rudge Leite | Dinamarco, Rossi, Beraldo & Bedaque | Neves, Soares & Battendieri | De Luca, Derenusson, Schuttoff e Azevedo | Pereira de Carvalho e Monteiro Galvão | Advocacia De Luizi | Cascione, Pulino, Boulos & Santos | Kincaid Mendes Vianna Advogados | Mussi, Sandri & Pimenta | Yarshell, Mateucci e Camargo | Bocater, Camargo, Costa e Silva | Daudt, Castro e Gallotti Olinto | Hapner e Kroetz | Robortella Advogados | Rodolfo Gropen | Tesheiner Cavassani e Giacomazi | Aires Vigo Advogados | Andersen Ballão | Andrade & Fichtner | Bhering Advogados | Dias Carneiro, Flores, Sanches e Thomaz Bastos | Gasparino, Fabro, Lebarbenchon, Roman, Sachet & Marchiori Sociedade de Advogados | Lautenschlager, Romeiro e Iwamizu | Paulo Cezar Pinheiro Carneiro | PMKA Advogados | Tojal, Teixeira Ferreira, Serrano & Renault | Chenut Oliveira Santiago | Lima Gonçalves, Jambor, Rotenberg & Silveira Bueno | Edgard Leite | Gordilho, Napolitano e Checchinato | Marins Bertoldi | Silveiro Advogados | Cunha, Oricchio, Ricca e Lopes | Daniel Advogados Propriedade Intelectual | Mascaro Nascimento | Moraes Pitombo | Pereira Neto, Macedo Advogados | Montaury Pimenta, Machado & Vieira de Mello | Negrão, Ferrari & Bumlai Chodraui Advogados | Ramos e Zuanon Advogados | Santos Neto Advogados | Barretto Ferreira e Brancher Sociedade de Advogados | DD&L Advogados Associados | Ferro, Castro Neves, Daltro & Gomide | Gusmão & Labrunie | Pinhão & Koiffman | Souto, Correa, Cesa, Lummertz & Amaral Advogados | A. Lopes Muniz | Cavallazzi, Andrey, Restanho & Araujo | Doria, Jacobina e Gondinho Advogados | Espinela, Graça e Belmonte Advogados | Hasson Advogados | Lippert Advogados | Mello Pimentel Advogados | Miguel Neto | Pabst & Hadlich | PAR Advogados Associados | Taunay & Rocha Advogados | Tavares, Ragazzi e Advogados Associados | Tortoro & Toller Sociedade de Advogados | Abi-Ackel Advogados Associados | Botelho, Spagnol Advogados | Lucon Advogados | Marcos Martins | ADC Advogados | Araúz & Advogados Associados | Aroeira Salles Advogados | Barbosa, Raimundo, Gontijo, Câmara e Horta | Glézio Rocha | Guedes Nunes, Oliveira e Roquim | Guedes, Pedrassani Advogados | Justen, Pereira, Oliveira & Talamini | Mesquita Barros | R. Amaral Advogados | Arystóbulo Freitas | Coelho e Morello Advogados Associados | Luís Carlos Crema Advogados | Maran, Gehlen | Barcellos Tucunduva | Grassano & Associados | Kasznar Leonardos Propriedade Intelectual | Lemos e Associados | LFPC Advogados e Consultores | Nogueira, Elias, Laskowski e Matias | Papini Lacerda Advogados | Portugal Murad Direito de Negócios | Rocha e Barcellos | Soares, Bumachar, Chagas, Barros | Amaral Gurgel Advogados | Bernardes & Advogados Associados | Escritório Professor René Dotti | França Ribeiro | Gomes & Hoffmann, Bellucci, Piva | Opice Blum, Bruno, Abrusio e Vainzof | Pinheiro, Mourão, Raso e Araújo Filho | Decoussau Tilkian Advogados | Duarte e Tonetti | Valença & Associados Advocacia e Consultoria | Advocacia Pietro Ariboni | Arap, Nishi & Uyeda | Ayres Ribeiro Advogados | Baril Advogados Associados | Gamil Föppel | Granadeiro Guimarães Advogados | Mendo de Souza Advogados Associados | Pavan, Rocca, Stahl & Zveibil | Timoner e Novaes Advogados | Alvim Coelho Sociedade de Advogados | Campedelli, Marques e Zarif | Choaib, Paiva e Justo | Escritório Augusto Prolik | Fleury e Coimbra Advogados Associados | Focaccia, Amaral e Salvia Advogados - FAS | Fraga Bekierman e Cristiano Advogados | Pimentel & Rohenkohl | Rodrigues Barbosa, Mac Dowell de Figueiredo, Gasparian | Denis Borges Barbosa | FHCunha Advogados Associados | Garcia, Soares de Melo e Weberman | Luiz Leonardos & Cia | Mallet Advogados Associados | Raeffray Brugioni Advogados | Tocantins Advogados | Vaz, Barreto, Shingaki & Oioli | Advocacia José Eduardo Duarte Saad | Atem Advogados Associados | Barroso Fontelles, Barcellos, Mendonça | Carvalho, Machado, Timm & Deffenti | Cheim Jorge & Abelha Rodrigues | David e Aniceto Advogados Associados | Falletti & Penteado | Lopes Pinto, Nagasse | Marques, Gontijo e Felício | Mota & Massler Advogados | Natal e Manssur Sociedade de Advogados | Portela, Campos Bicudo e Jaloreto | Simões Caseiro | Humberto Theodoro Júnior Advogados Associados | Magalhães e Dias Advocacia | Mannrich, Senra e Vasconcelos Advogados | Mariz de Oliveira e Siqueira Campos | Russomano Advocacia | Zeigler e Mendonça de Barros | Albert Zilli dos Santos & Advogados Associados | Baraldi Mélega Advogados | Carvalhosa e Eizirik | Eduardo Antônio Lucho Ferrão | Grebler Advogados | Lima Fragoso Marinello Advogados | Porto Lauand | Souza, Schneider, Pugliese e Sztokfisz | Advocacia Procópio de Carvalho | Crepaldi, Mendes | Ecclissato, Fleury, Caverni e Albino Neto | M. Pereira | SABZ Advogados | Seabra Fagundes, Santana, Ferraz, Farias, Mannino e Espírito Santo | Toron, Torihara e Szafir | Ávila, Nogueira e Miguel Neto | Barros Carvalho | Barroso, Muzzi, Barros, Guerra, Mascarenhas | Brito & Maia | Nascimento e Mourão | Newton Silveira, Wilson Silveira | Patricia Peck Pinheiro | Remer Villaça & Nogueira | Takito Advogados Associados | Andrade, Pannunzio, Ricardo, Foz, Hypolito e Gabbai | Bergi Advocacia | Brandi Advogados | Natanael Martins, Mario Franco e Gustavo Teixeira | Opice, Seixas e Périssé | Osorio e Maya Ferreira | Schneebeli, Gimenes, Bou-Habib & Moraes | Tess Advogados | Tolentino Advogados | Zilveti Advogados | Zulmar Neves | Advocacia Bettiol | Advocacia Najjarian Batista | Cassuli Advogados Associados | Didier Sodré & Rosa | HLL Advogados Associados | Jairo Aquino | Leal Cotrim Jansen Advogados | Loureiro Maia Advogados | Negreiro, Medeiros & Kiralyhegy Advogados | Reali Advogados | Barros Pimentel, Alcantara Gil, Rodriguez e Vargas | Bergher & Mattos Advogados Associados | Caputo, Bastos e Serra Advogados | Cerizze Vogas Advocacia Empresarial | Dantas e Advogados Associados | Fialdini Einsfeld Advogados | Lira & Associados | Lopes & Moury Fernandes Advocacia Empresarial | Marques Siqueira Advogados Associados | Milaré Advogados | Zaiden, Correia, Gonçalves, Diniz e Issy Advogados | Blikstein, Cella e Sousa Lima | Corvo Advogados | David do Nascimento | Deccache Advogados Associados | Faria e Faria | Fragoso Advogados | Galil & Fabre Advogados Associados | Manzi & Malta Advogados | Marcelo Leonardo | Perlman Vidigal Advogados | Podval, Antun, Indalecio, Raffaini, Beraldo | Radi, Calil | Sampaio Ferraz Advogados | Seleme, Lara & Coelho | Zambiazi Advogados | Advocacia Mariz de Oliveira | Binenbojm, Gama & Carvalho Britto Advocacia | Buzaglo Dantas | David Rechulski | Dias de Souza | Madeira, Valentim & Alem Advogados | Mendes Barreto e Souza Leite | Pinheiro Pedro Advogados | Rodante & Scharlack Advogados | Ruiz Filho e Kauffmann | Zanoide de Moraes, Peresi & Braun | Affonso Ferreira Advogados | Bichara & Motta Advogados | Boltz, Brink Advogados | Carbone Escritório Jurídico | Carlini Advogados Associados | DR&A Advogados | Fayet Advocacia Criminal | Grinberg e Cordovil | Iokoi Advogados | Manoel Antonio Teixeira Filho | Marques & Lima Castro Diniz | Nilo Batista & Advogados Associados | Tinoco Soares & Filho | Walter Aroca Silvestre Advocacia | Zanella Duarte Advogados | Advocacia Lunardelli | Advocacia Waltenberg | Alceu Machado, Sperb e Bonat Cordeiro | Boccuzzi Advogados Associados | Bracks Advogados Associados | Cândido Sá & Advogados Associados R$ 59,00 ISSN 1808-9240 Ed. 46 | Carvalho & Furtado | Figueiredo e Werkema Advocacia | Haanwinckel Advogados | Henriques, Veríssimo & Moreira Advogados | Oliveira Lima, Hungria, Dall’Acqua & Furrier | Pinheiro, Nunes, Arnaud e Scatamburlo | Tayrone de Melo, José Decio | William Freire | Zancaner 46 Costa Bastos e Spiewak Advogados | Advocacia César Eduardo Misael de Andrade | Advocacia Moreno & Associados | Baptista e Reis | Castelo Branco Advogados | Jorge Rojas & Advogados Associados | Joyce Roysen Advogados | Lehmann, Warde & Monteiro de Castro Advogados | Leoni Siqueira | Lino, Beraldi, Belluzzo e Caminati | Matter, Boettcher & Zanini | Menezes, Miranda e Oliveira Advogados Associados | Mucci & Negrão Advocacia e Consultoria Jurídica | Nasser Sociedade de Advogados | Ricardo Carneiro Sociedade de Advogados | Serrão Advogados | Tepedino, Migliore e Berezowski | Vaz de 9 771808 924003 www.analise.com Almeida Advogados Associados | Vilardi Advogados | Advocacia Gandra Martins | Alcoforado Advogados Associados | Boschi Pigatti & Sigollo Advogados | Bottini & Tamasauskas Sociedade de Advogados | Citadella Advogados Associados | De Castro Sociedade de Advogados | Kitzberger, Morais & Xavier |

ANUÁRIO 2013

ADVOCACIA

OS ESCRITÓRIOS E A D V O G A D O S M AIS ADMIRADOS DO BRASIL

10 B pe ban U T la ca I es s q Q pe u U ci e o E S al p iz ta aç ra ão m

PELAS MAIORES EMPRESAS


20

Márcia Pelella Mélega e Geraldo Baraldi Junior, sócios-fundadores do escritório de advocacia Baraldi Mélega Advogados

8 EDITORIAL O resultado de oito anos de acompanhamento do mercado da advocacia

maiores 88 Os escritórios

maiores 114 Os full service

18 Dez escritórios brasileiros

115

Butiques

que estão apostando na atuação especializada

O que pesa na decisão de contratar

46

O perfil dos estrangeiros que estão no Brasil

49

Os escritórios mais citados pelos diretores jurídicos

brasileiros

10 apresentação Um terço das 500 bancas

perfiladas nesta edição não estava na lista em 2012

44

Os maiores abrangentes

dos advogados maiores 50 perfil 118 Os Panorama dos admirados, especializados

121

A lista dos 106 maiores escritórios regionais

14

Metodologia

16

Expediente

sócios e associados

4

ADVOCACIA

www.analise.com

claudio rossi/análise editorial

índice


índice

EscRITóRIOs

ADvOgADOs

54 Ambiental

78 Ambiental

54 Cível

78 Cível

54 Consumidor

78 Consumidor

55 Contratos comerciais

79 Contratos comerciais

mAIs ADmIRADOs 54 Os EscRITóRIOs

55 Exportação e importação

79 Exportação e importação

55 Infraestrutura

79 Infraestrutura

78

56 Operações financeiras

79 Operações financeiras

56 Penal

80 Penal

56 Propriedade intelectual

80 Propriedade intelectual

57 Societário

80 Societário

57 Trabalhista

81 Trabalhista

57 Tributário

81 Tributário

Os mAIs ADmIRADOs

Os mAIs ADmIRADOs ADvOgADOs

pERfIL DOs 500 122 OEscRITóRIOs

claudio rossi/análise editorial

Os principais dados das bancas mais lembradas pelos diretores jurídicos

web www.analise.com

Para encontrar a Análise Editorial na internet, acesse um dos endereços abaixo. Mais informações sobre nossos produtos, conteúdos exclusivos e nossa loja on-line podem ser encontradas no nosso site facebook.com/AnaliseEditorial

linkedin.com/company/ analise-editorial

24

twitter.com/analise_edit

O advogado Modesto Carvalhosa, sócio do Carvalhosa e Eizirik Advogados 6

ADVOCACIA

www.analise.com


Editorial

CONTRIBUIÇÃO AO DESENVOLVIMENTO

H

á oito anos, a Análise Editorial acompanha, observa, analisa, desenvolve e aplica métricas ao mercado da advocacia empresarial no Brasil. Fomos os primeiros por aqui. E, após esses anos de trabalho e de investimento, construímos o maior banco de dados sobre o mercado de advocacia do país. Tornamo-nos referência e reforçamos nossa crença na importância da informação organizada para ajudar nos processos de decisão e formação de opinião. Por isso passamos a ser a única editora brasileira especializada em publicações estatísticas de cunho jornalístico. O anuário ANÁLISE ADVOCACIA 500 é a melhor prova de que nossa percepção está certa. Esta edição 2013, que chega às suas mãos, é a oitava da publicação. Lançado em 2006, com base na primeira pesquisa de admiração realizada com quem contrata serviços de advocacia nas maiores empresas do Brasil, o anuário ANÁLISE ADVOCACIA é obra de consulta para tomadores de decisão e formadores de opinião. É também parâmetro sólido tanto para contratantes como para prestadores de serviços de advocacia. É, ainda, fonte confiável de informação aos públicos interessados, como juízes, desembargadores, promotores, procuradores, ministros e tantos outros profissionais da área jurídica e afins. O acompanhamento do mercado de advocacia, ao longo do tempo, possibilita-nos identificar movimentos de profunda transformação, que estampamos em cada uma das edições deste ANÁLISE ADVOCACIA 500. E o desenvolvimento da ferramenta de acompanhamento – útil para as empresas, para os escritórios e os profissionais da advocacia – permite-nos contribuir para o desenvolvimento

do próprio mercado. Dessa forma, sentimo-nos um pouco parte da transformação que identificamos. E essa é a missão da Análise Editorial: contribuir com informação para a construção de um ambiente de negócios mais organizado no Brasil, onde as empresas possam produzir mais, lucrar mais e conquistar novos mercados. Em 2006, não havia, no Brasil, sequer uma lista de escritórios de advocacia organizada por número de advogados. Em razão desses anos todos de pesquisa, a Análise Editorial tem em seu banco de dados mais de seis mil sociedades identificadas. A grande maioria desses escritórios recebeu ao menos um voto de admiração em uma ou mais edições da pesquisa. Desde 2009, quando decidimos limitar a 500 o número de escritórios apresentados na publicação, o volume de votos necessários para figurar na lista só aumenta. E novos escritórios surgem entre os citados todos os anos. Nesta edição, por exemplo, há 97 escritórios que nunca haviam entrado na lista dos 500. O fato é que um mundo novo começou a surgir com as nossas pesquisas e nos levou a promover mudanças no ANÁLISE ADVOCACIA e a organizar outro anuário. Trata-se do ANÁLISE DNA – DIRETÓRIO NACIONAL DA ADVOCACIA, cuja primeira edição circulou no início de 2013. Da mesma forma que vimos acontecer com o ANÁLISE ADVOCACIA 500, acreditamos que, com mais informações organizadas sobre os escritórios à disposição, quem toma decisão e forma opinião fortalecerá o desenvolvimento do mercado. É a nossa contribuição. Torcemos para que esta edição de ANÁLISE ADVOCACIA 500 o surpreenda com informações úteis e à altura das suas expectativas. Um abraço e obrigada.  0 SILVANA QUAGLIO Publisher

Ranking: os 150 maiores escritórios

ADVOCACIA

ANÁLISE ADVOCACIA, de 2006 a 2013 Conheça alguns dos números que explicam a abrangência da pesquisa e o volume de dados coletados

8

:=OH<:<B:

HLF:BL

ADMIRADOS

:=FBK:=HL

DO DIREITO

+))1

2 0 0 6

Os departamentos jurídicos de 600 das mil maiores empresas brasileiras apontam em pesquisa quais são os escritórios e os advogados de sua preferência em onze especialidades.

ANUÁRIO 2011

ANUÁRIO 2010

:=OH<:<B:∙+))0

OS MAIS

:=OH@:=HL>L<KBMæKBHL :=OH@:=HL>L<KBMæKBHL

500 ADVOCACIA

:









+))2



ADVOCACIA

Os escritórios e advogados mais admirados do Brasil

ADVOCACIA

OS ESCRITÓRIOS E ADVOGADOS MAIS ADMIRADOS DO BRASIL

ANUÁRIO 2012

ADVOCACIA

OS ESCRITÓRIOS E ADVOGADOS MAIS ADMIRADOS DO BRASIL

PELAS MAIORES EMPRESAS

125 mil

6.179

3.906 1.742

1.030

votos compilados

entrevistas realizadas

perfis de escritórios

escritórios admirados

ADVOCACIA

advogados admirados www.analise.com


Apresentação

171 novos

escritórios na lista A oitava edição de ANÁLISE ADVOCACIA 500 traz a renovação de um terço do grupo de bancas listadas em relação à pesquisa anterior e indica um movimento lento, mas constante, de transformação no setor ALEXANDRE SECCO

A

reputação é a moeda de troca da elite da advocacia nacional. Os escritórios e advogados brasileiros de maior prestígio construíram sua imagem durante décadas de atuação e prestação de serviços de excelência, ganhando reconhecimento e ampliando sua base de clientes, caso a caso. A pesquisa das bancas e profissionais mais admirados do país, conduzida pela equipe de ANÁLISE ADVOCACIA 500. é um reflexo desse quadro. Considerando os quatro escritórios admirados em todas as 12 áreas do Direito analisadas no levantamento de 2013 – Demarest Advogados; Pinheiro Neto; Siqueira Castro; e Trench, Rossi e Watanabe –, o mais novo conta com 55 anos de atuação no mercado e, juntas, estas bancas somam mais de 250 anos de experiência em advocacia. Em razão dessa característica, é natural que as mudanças nos rankings de admiração ocorram em ritmo lento e reflitam uma evolução na percepção dos eleitores – os diretores jurídicos das maiores empresas do Brasil – norteada por anos de observação e contato com o trabalho dessas bancas. Nesta oitava edição de ANÁLISE ADVOCACIA 500 é possível identificar essa transição, lenta, mas constante, no grupo dos mais admirados do Direito. Em seis das 12 áreas do Direito da pesquisa, em 2013, houve mudanças na primeira banda de escritórios. Essa faixa inclui até três bancas mais admiradas em cada especialidade. É a elite da elite da advocacia nacional. Na segunda banda, que inclui até cinco escritórios, houve alteração em todas as áreas. O caso mais relevante é o da advocacia penal. Em 2013, duas bancas subiram da terceira para a primeira banda: Marcelo Leonardo Advogados Associados e Vilardi e Advogados Associados. Essa mobilidade 10

ADVOCACIA

indica que a atuação desses escritórios, no decorrer do ano, pode resultar em mudanças significativas entre os mais admirados. A própria lista dos quatro escritórios admirados em todas as 12 áreas é um indicativo desse movimento de pulverização. Em 2012, eram cinco bancas que ocupavam essa posição. Na edição mais recente do levantamento, o TozziniFreire caiu para 11 áreas de admiração, perdendo o status na especialidade penal. A lista dos escritórios que foram admirados em duas ou mais áreas da pesquisa está na página 49. Considerando a lista dos 500 escritórios mais admirados em 2013, 171 são bancas que não figuraram na edição anterior. Isso significa a renovação de um terço das sociedades apresentadas neste anuário. Não é pouco considerando que estamos falando da elite da advocacia brasileira. Na comparação entre 2012 e 2011, o índice de renovação foi de 20%. Confira as listas dos admirados nas 12 áreas do Direito, que começa na página 54. Outra mudança importante ocorreu no ranking do número de advogados admirados por escritório. O Siqueira Castro, com 27 profissionais, desbancou o Pinheiro Neto, que teve 22 advogados admirados e havia ocupado a primeira posição desde 2006. Consulte o ranking completo na página 74. Os maiores escritórios – Em novembro de 2013,

uma movimentação chamou a atenção do mercado. O escritório Nelson Wilians & Advogados Associados anunciou que iria adicionar 31 novas filiais à sua estrutura, para atingir 72 localidades no Brasil, e que havia chegado a uma equipe de 1.372 advogados, entre sócios, associados e contratados. Segundo Edgard Paiva de Carvalho Jr., sócio e coordenador nacional de contratos da banca, o projeto de expansão foi colocado em andamento em fevereiro. www.analise.com

Continua pág. 12


Metodologia

os critÉrios da pesquisa O levantamento – O anuário ANÁ-

LISE ADVOCACIA 500 apresenta os escritórios de advocacia e os advogados mais admirados do Brasil em 12 áreas do Direito, de acordo com a opinião dos diretores jurídicos das maiores empresas do país. Em cada uma das 12 áreas, os diretores podem votar em até três bancas e três profissionais por ordem de admiração. Os diretores jurídicos são contatados por telefone pela equipe de Análise Editorial e entrevistados diretamente. Em 2013, a pesquisa ocorreu entre 21 de agosto e 18 de outubro. Os executivos de 1.709 companhias foram convidados a participar, e 720 responderam à pesquisa. Foram entrevistados profissionais de empresas com sede em 20 estados brasileiros e no Distrito Federal, que atuam em 66 diferentes ramos da economia. Não participaram empresas com sede em Acre, Amapá, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Rondônia e Tocantins. Os executivos procurados atuam em companhias que fazem parte da lista Análise Editorial: As Maiores Empresas do Brasil, que conta com mais de 1,5 mil companhias e instituições, e é resultado de um esforço editorial para representar a economia brasileira de forma abrangente e criteriosa. O principal indicador é a receita líquida, mas a lista também busca contemplar outros grupos que contribuem para o desenvolvimento do país. Com isso, além das maiores empresas de acordo com seus resultados financeiros, estão incluídas ONGs, instituições de representação de classe, institutos de pesquisa, auditores e fundos de pensão, entre outras entidades. O ranking de admirados – Após a conclusão da votação, os dados apurados passam por um processo de tratamento estatístico desenvolvido por Galo Carlos Lopez Noriega, gerentegeral in company da Trevisan Escola de Negócios, mestre pela Universidade de São Paulo (USP) e especialista em controle estatístico de processos. 1) Conversão de votos em pontos – O primeiro passo é atribuir o peso

correspondente a cada voto recebido pelos escritórios e profissionais. Para 14

ADVOCACIA

cada voto em primeiro lugar, a banca ou o advogado recebe 2 pontos; para cada voto em segundo lugar, recebe 1,5 ponto; e para cada voto em terceiro lugar, recebe 1 ponto. Realizada essa conversão, os pontos são somados para cada uma das 12 áreas. 2) Os mais admirados – Com base no ranking de pontuação, é estabelecida uma nota de corte homogênea, que reduz as listas às bancas e aos profissionais mais admirados. No caso dos escritórios, a lista é dividida em três grupos de admiração. No caso dos advogados, o número de votos não é suficiente para que se estabeleça uma divisão estatisticamente relevante. 3) Os 500 escritórios da edição – A lista dos 500 escritórios perfilados na edição é baseada nos rankings de pontuação das 12 áreas (item 1). A pontuação obtida por escritório em todas as áreas é somada e são selecionados os escritórios que ocupam as 500 primeiras posições no ranking geral. Neste ano, a nota de corte foi de 4,5 pontos. Em razão de empates, as 500 posições incluíram 520 sociedades de advogados em 2013. Além disso, são incluídos os escritórios que não estão entre os 500 no ranking, mas contam com um ou mais advogados admirados. Foi incluída uma banca na lista por esse critério, totalizando 521 escritórios. As informações dos perfis dos escritórios de advocacia e seus profissionais foram apuradas diretamente com as bancas, que receberam um login e uma senha para acessar a base de dados on-line da Análise Editorial e inserir suas informações. A Análise Editorial realizou os cruzamentos e as checagens que julgou necessários a fim de verificar a integridade das informações. Nos casos em que não foi possível obter nenhuma informação a respeito do escritório, apenas o nome da banca foi apresentado, seguido da mensagem “não foram fornecidas informações para a elaboração do perfil”. São 51 as bancas que não forneceram informações nesta edição. Todos os escritórios foram contatados diretamente pela Análise Editorial e tiveram tempo hábil para enviar suas informações. 0

data A Análise Editorial possui um banco de dados com mais de 23 mil companhias e 74 mil executivos atualizado diariamente pela equipe Análise Data, nossa divisão de levantamento de dados. As publicações da Análise Editorial são distribuídas gratuitamente no Brasil e no exterior a um grupo seleto de formadores de opinião e tomadores de decisão, entre empresários, acadêmicos, autoridades governamentais, líderes setoriais e jornalistas.

74 mil

executivos selecionados e catalogados em nossa base de dados

145 mil

exemplares distribuídos em 2012 Entenda a dimensão de três das principais pesquisas realizadas por nossos jornalistas Advocacia 500 Os diretores jurídicos das 1,5 mil maiores empresas do país indicam os escritórios que mais admiram

Gestão Ambiental As 1,5 mil maiores empresas do país são entrevistadas para detalhar suas práticas de gestão ambiental

EXECUTIVOS Jurídicos E Financeiros O perfil de mais de 2 mil executivos que comandam as áreas jurídica e financeira nas principais companhias brasileiras

www.analise.com


expediente

A ANÁLISE EDITORIAL FALA COM QUEM FAZ O BRASIL CRESCER

e

d

i

t

o

r

i

a

l

Conselho editorial Eduardo Oinegue, Silvana Quaglio e Alexandre Secco

Diretora-presidente Silvana Quaglio

1.500 Empresas

A

s companhias brasileiras e seus executivos são as principais fontes de informação consultadas pela Análise Editorial em seus projetos. Com a meta de produzir conteúdo que analisa, explica e apresenta conclusões a respeito do Brasil, criamos Análise 1.500 Empresas. Um banco de dados constantemente atualizado e resultado de um esforço editorial para representar a economia brasileira de forma abrangente e criteriosa. Esse grupo de empresas inclui

as maiores companhias do país por receita líquida e as principais instituições financeiras: bancos, seguradoras, corretoras e companhias de crédito. Além disso, o conjunto de entidades consultadas agrega segmentos da economia que movimentam um volume financeiro menor, mas possuem uma perspectiva e opinião extremamente relevantes para entender o país. Alguns exemplos são universidades, ONGs, entidades beneficentes, institutos de pesquisa, hospitais, agências de publicidade e propaganda, e auditores. Essas empresas e entidades foram selecionadas criteriosamente pela equipe da Análise Editorial com o objetivo de retratar a elite dos administradores e empreendedores que atuam no país e suas companhias. A Análise Editorial fala com um universo de pessoas que enfrentam diariamente o desafio de crescer e melhorar. O resultado é uma visão única do Brasil e seu lugar no mundo.

O peso das 1.500 fatia do pib do brasil

9% 62%

Comércio

9%

Indústria

38%

16

ADVOCACIA

Alexandre Secco

Diretor comercial Alexandre Raciskas Rua Major Quedinho, 111, 16° andar CEP 01050-904, São Paulo-SP Tel. (55 11) 3201-2300 Fax (55 11) 3201-2310 contato@analise.com

www.analise.com ADVOCACIA

PUBLISHER Silvana Quaglio EDITOR Alexandre Secco Editor executivo: Gabriel Attuy Gerente de pesquisa e distribuição: Ligia Donatelli Coordenadores de conteúdo: Célia Almudena e Vinicius Cherobino Coordenadora de pesquisa: Sumaya Oliveira Coordenadora de distribuição: Juliane Almeida Coordenadora de arte: Bruna Pais Equipe de conteúdo: Bruno Maddalena, Patrícia Silva, Ricardo Borges e Yasmin Gomes Equipe de pesquisa: Amanda Otero, Ana Carolina Machado, Anna Carolina Romano, Bárbara Saryne, Bianca Barros, Bianca Camargo, Claudia Barbosa, Gabriel Magno, Guilherme Padin, Janaina Neves, Jéssica Souza, Leandro Nunes, Lucas Cunha, Luiza Chagas, Marcella Bertini, Matheus Narcizo, Mauro Camargo, Mayara Rovick, Taiane Silva, Tais Souza, Thainá Marques, Txai Zerbeto, Yago Rudá e Yuri Damacena Designers: Ágata Yamashiro e Régis Schwert Infografia: Alex Argozino Coordenador de TI: Cristiano Carlos da Silva Equipe de TI: Felipe Cavalieri, Leandro Akira e Vitor Fonseca Fotografia: Claudio Rossi, Felipe Varanda e Marcelo Spatafora Revisão: Mary Ferrarini Publicidade/Gerentes de negócios: Alessandra Soares e Márcia Pires Assistente: Felipe Ricelle

Por atuação Agroindústria

Diretor de conteúdo

Atendimento e apoio administrativo: Fábio Lopes, Giseli Monteiro

Serviços

44%

Tiragem da edição ANÁLISE ADVOCACIA 500 auditada por PwC

ISSN 1808-9240

Tiragem: 42.000

Impressão: Log & Print Gráfica e Logística S.A. Impresso em novembro de 2013 Operação em bancas/Assessoria: EdiCase www.edicase.com.br Distribuição exclusiva em bancas: FC Comercial e Distribuidora Manuseio: FG Press www.fgpress.com.br Distribuição dirigida: Door to Door www.d2d.com.br

www.analise.com


ADVOCACIA

O CAMINHO da especialização Conheça a história de dez escritórios brasileiros que estão apostando na especialização e em estruturas menores e mais ágeis para ganhar terreno no mercado, cada vez mais competitivo, da advocacia brasileira GABRIEL ATTUY e CÉLIA ALMUDENA

O

s profissionais do Direito gostam de dizer que todo advogado é um especialista. Mesmo aqueles que trabalham em grandes escritórios com centenas de colegas, atendendo milhares de clientes e gerindo centenas de milhares de processos, atuam com foco em poucas áreas. Para se destacar no seu campo, argumentam, é necessário se dedicar a um assunto e ir fundo, dominar o tema e se atualizar constantemente. No Direito Empresarial, e principalmente entre os profissionais mais admirados do Brasil listados nesta publicação, essa afirmação se comprova. Entre os 251 advogados admirados na edição 2013 de ANÁLISE ADVOCACIA 500, apenas 25 contam com menções em duas ou mais das 12 áreas do Direito analisadas. Eles são a exceção que comprova a regra, com desempenho fora da curva. São a elite da elite da advocacia nacional. Os escritórios altamente especializados, conhecidos como butiques, sempre fizeram parte do mercado brasileiro. Essas bancas costumavam ser caracterizadas por uma equipe pequena, e o cliente falava diretamente com o dono para tratar de questões mui18

ADVOCACIA

to específicas no seu campo de especialidade. Esses escritórios continuam existindo e obtendo grande sucesso no mercado, mas o conceito de butique vem se alargando. Nesta edição e na reportagem a seguir, utilizamos o termo para indicar os escritórios que se autointitulam “altamente especializados”, ou seja, têm uma atuação focada em uma área específica do Direito, mas não necessariamente se restringem a equipes reduzidas. Na última década, começou a ocorrer uma mudança no espaço ocupado por essas butiques no mercado brasileiro, que passou a experimentar um novo modelo de prestação de serviços com os escritórios especializados ganhando mais espaço. Não é o caso de simplesmente existirem mais butiques atuando no mercado, e sim que a demanda por serviços desse tipo de escritório está em crescimento. É possível identificar esse movimento na pesquisa conduzida por ANÁLISE ADVOCACIA 500 desde 2006. Na primeira edição da publicação, os especializados representavam 37% do número de escritórios admirados em, ao menos, uma das 12 áreas analisadas na pesquisa, ante quase 41% de sociedades full service, enquanto o restante era formado por bancas com atuação abrangente – aquelas capazes de atender às demandas de seus clientes nas prinwww.analise.com


cipais áreas do Direito, mas que não se consideram full service. Desde então, a presença das butiques registrou Participação do tipo de atuação entre as bancas mais admiradas de 2006 a 2013 crescimento constante. Em 2013, elas Em % representam 53% dos 170 escritórios admirados na pesquisa, ante 17% de 56 participação dos full service. Se consi53 53 53 53% 48,333360 51 derarmos todos os escritórios perfila41 41 Especializada dos em cada edição – em 2013 são41,666688 521 bancas listadas –, a curva é similar. As Abrangente butiques passaram de 20% para 35,000016 41% 37 37 30% 28 do grupo, enquanto a fatia dos full ser-

admirados por tipo de atuação

25 vice caiu de 38% para 11,5%. 28,333344 24 Essa mudança de perfil afeta, principalmente, os grandes escritórios21,666672 full 24 22 21 service que, em razão de seu tamanho, 21 são mais lentos em responder às15,000000 mu2006 2007 2008 2009 danças e se adequar às demandas dos clientes. Por outro lado, o cenário estimula a atuação de butiques, mais enxutas e ágeis. O resultado é o grande número de cisões em grandes escritóAs bancas altamente especializarios, por vezes com a saída de equipes das representam mais da metade internas, que dão origem a bancas medo número de escritórios admirados nas edições de ANÁLISE nores e mais focadas. Muitos obserADVOCACIA 500 desde 2007. A vadores do mercado enxergam nesse partir de 2010 a participação das grande número de cisões um sinal de butiques se manteve estável ao que o modelo de advocacia full service redor de 52%, enquanto a fatia vem apresentando problemas. Muitos das full service continua em declínio. Ao longo das oito edições da escritórios grandes não têm conseguipublicações a particpação caiu de do oferecer remuneração adequada a mais de 40% para 17% em 2013. seus associados, o que estimula esses As bancas com atuação abrangenadvogados a buscar uma carreira-sote passaram de 22% para 30% do grupo de admirados no período. lo em operações menos custosas, com uma estrutura menor e de mais simples operação. O alto custo da estrutura das grandes bancas pesa. É sabido que, nos últimos anos, alguns desses escritórios chegaram a pedir emprés- têm contratos mensais e apenas 9% patimos bancários para conseguir cobrir gam os serviços por hora. A mudança é significativa em relação ao ano antesua folha de pagamento. rior, quando 57% optavam pelo esqueDemanda do mercado – Um dos fa- ma caso a caso, 27% por acordos mentores que impulsionam o fenômeno das sais e 16% ainda pagavam por hora. butiques é a mudança na maneira pela Perguntamos a respeito do tipo de esqual as companhias brasileiras contra- critório com o qual preferem trabalhar, tam advogados. Nos últimos anos, os e 57% disseram que contratam vários departamentos jurídicos dessas empre- escritórios com diferentes expertises, sas aumentaram a fatia de demandas 35% que tratam internamente de suas atendidas internamente por suas equi- demandas e só buscam serviços exterpes, reduziram seus orçamentos para nos altamente especializados, e apenas a contratação de serviços externos e 8% afirmaram que atuam com uma passaram a buscar a flexibilização de única banca que atende todas as suas contratos e estruturas de remuneração necessidades. mantidos com escritórios de advocacia. Nas próximas páginas, o leitor podeDe acordo com 400 diretores jurídicos rá conhecer dez escritórios de advocaentrevistados pela equipe de ANÁLI- cia que decidiram percorrer o caminho SE ADVOCACIA 500 em 2013, 70% da especialização. De bancas recémpreferem definir a remuneração com as nascidas a escritórios experientes que bancas que contratam caso a caso, 21% decidiram mudar de rumo, os casos

27

27

Full service

19 21

17%

20

2010

2011

2012

2013

atuaÇão em 2013

Full service

17%

30%

Abrangente

www.analise.com

53%

Especializada

apresentados a seguir mostram profissionais que, além de estarem entre os 500 mais admirados de 2013, estão atentos ao seu mercado e lutando por espaço em um ambiente cada vez mais competitivo. São histórias como a do Baraldi Mélega Advogados, banca especializada em Direito Trabalhista fundada em janeiro de 2013 por ex-sócios do Demarest Advogados. E o Urquiza, Pimentel e Fonti Advogados, butique penal formada por três sócias oriundas do Trench, Rossi e Watanabe. Além desses, contamos os casos da Advocacia Gandra Martins e Advocacia Rodrigues do Amaral; Advocacia Waltenberg; Carvalhosa e Eizirik Advogados; Kasznar Leonardos Propriedade Intelectual; Pipek, Penteado e Paes Manso Advogados Associados; Torres Falavigna Advogados; Wald e Associados Advogados e Zilveti Advogados.  0 ADVOCACIA

19


TRABALHISTA

REDUZIR A ESTRUTURA PARA AMPLIAR O LEQUE DE CLIENTES Baraldi Mélega Advogados Trabalhar em um grande escritório de advocacia tem suas vantagens. Mas a estrutura dessas bancas pode também engessar as possibilidades de prestação de serviços e o leque de demandas que os advogados têm condições de assumir. A busca por mais flexibilidade e a capacidade de atender a uma gama maior de clientes foram as principais motivações para a fundação do Baraldi Mélega Advogados, um escritório especializado em Direito Trabalhista. A banca, que conta com uma equipe de 20 advogados, foi criada em janeiro de 2013, mas começou a ser concebida anos antes na cabeça de seus sócios-fundadores, Geraldo Baraldi Junior e Márcia Pelella Mélega. Os dois atuaram juntos, por mais de duas décadas, no Demarest Advogados, uma das principais bancas do país. Lá, Baraldi era o sócio responsável pela área Trabalhista. Quando decidiram sair para fundar uma butique, Baraldi e Mélega foram acompanhados por seis sócios da antiga banca e outros 30 profissionais, incluindo o advogado Antonio Carlos Vianna de Barros, um dos fundadores da área Trabalhista no Demarest Advogados, em meados de 1960. Após um mês de atividades, o escritório estava atendendo dez grandes empresas, a maioria oriunda da banca anterior e, em meados de outubro de 2013, contava com uma carteira de quase 90 clientes, entre eles Cosan, Toyota, Monsanto, Caterpillar e Microsoft. Um dos principais pontos destacados por Baraldi é que, na nova estrutura, o escritório pode atender clientes de todos os portes, inclusive prestar serviços diretamente para executivos, coisa difícil de realizar em uma banca full service. Na butique isso é possível em razão de um sistema flexível de cobrança de honorários, que permite ampliar o leque ao mesmo tempo que os profissionais têm disponibilidade para se dedicar por mais tempo a cada caso. As cisões em grandes escritórios, que geram bancas menores e com atuação especializada, tornaram-se comuns no mercado brasileiro nos últimos anos. E, além de suas equipes e clientes, advogados de destaque levam consigo o prestígio que conquistaram nesses anos de atuação. Nesta edição, o escritório Baraldi Mélega já figura como um dos mais admirados na área Trabalhista, e o advogado Geraldo Baraldi Junior repete sua atuação de 2012, como um dos mais admirados no mesmo segmento. Mais de 40% dos 500 escritórios listados nesta edição informaram ter atuação altamente especializada, e 56% tinham equipes de até 25 advogados. Na foto, os advogados Márcia Pelella Mélega e Geraldo Baraldi Junior, na sede de seu escritório, no bairro de Pinheiros, na zona oeste da cidade de São Paulo. 20

ADVOCACIA

www.analise.com


www.analise.com

ADVOCACIA

21

CLaUDIO ROSSI/anรกlise editorial


SOCIETÁRIO

RESOLUÇÃO DE CONFLITOS PELA ARBITRAGEM Carvalhosa e Eizirik Advogados Os números do Carvalhosa e Eizirik Advogados já dão uma pista da atual linha de atuação da banca. Do total de casos patrocinados atualmente, 80% são da área consultiva e apenas 20% da área contenciosa. Nos últimos anos, a banca tem ampliando sua atuação na elaboração de pareceres e na arbitragem. Está envolvida em casos como a defesa dos interesses da família Gradim, sócia minoritária do grupo Odebrecht, e atuou em favor do empresário Abilio Diniz em sua disputa com o francês Casino pelo controle do grupo Pão de Açúcar. Segundo Modesto Carvalhosa, sócio-fundador da banca, ao lado de Nelson Eizirik, a arbitragem é uma forma moderna, independente e rápida de resolver questões societárias. Os dois advogados iniciaram a vida profissional de forma semelhante. Ambos partiram das atividades acadêmicas para, no fim da década de 1980, abrir seus escritórios. Carvalhosa lecionava na USP e era consultor da Bovespa. Eizirik foi, durante anos, chefe do departamento de Direito do Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec) e, posteriormente, diretor da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), de 1986 a 1988. Em 1987, Carvalhosa, em São Paulo, fundou o escritório Modesto Carvalhosa Advogados. Um ano depois, no Rio de Janeiro, Nelson Eizirik constituiu o Eizirik e Associados. Em 1999, uniram-se no Carvalhosa e Eizirik Advogados. Para Carvalhosa, as butiques só podem existir na medida em que os titulares sejam pessoas de notável saber jurídico e tenham construído uma obra jurídica e uma vida acadêmica considerada consagrada. O formato é fruto de uma referência personalíssima dos titulares do escritório. “É a forma de atuação ideal, fugindo do Direito formulário, praticado nos grandes escritórios. A advocacia realizada nessas bancas se apoia na repetição de fórmulas, contratos mecanizados, minutas e modelos”, diz. Ele aponta que o modelo butique torna desnecessária a formação de grandes equipes. Hoje, o Carvalhosa e Eizirik Advogados conta com 12 advogados seniores no Rio de Janeiro e cinco em São Paulo, todos com doutorado. A banca não tem vagas para estagiários e, segundo Carvalhosa, em seus 14 anos de história nunca tiveram a tentação de mudar sua forma de atuação. Cerca de 60% das causas atendidas pela banca são originárias de consultas de outros escritórios, que procuram o Carvalhosa e Eizirik Advogados para emitir pareceres, aconselhamento, notas técnicas e seguimento de casos complexos, tanto no plano administrativo como no plano judicial e contratual. Em razão da sua alta especialização, Carvalhosa diz que a butique normalmente “advoga para advogados”. Na foto, Modesto Carvalhosa na sede do escritório, no Jardim Paulista, zona oeste de São Paulo. 24

ADVOCACIA

www.analise.com


www.analise.com

ADVOCACIA

25

CLAUDIO ROSSI/anรกlise editorial


30

ADVOCACIA

www.analise.com

marcelo spatafora/anรกlise editorial


PENAL

NOVA BANCA PENAL ATUA EM CASOS DE GRANDE REPERCUSSÃO Urquiza, Pimentel e Fonti Advogados As maiores companhias brasileiras e as multinacionais atuantes no país sempre tiveram um relacionamento importante com os grandes escritórios de advocacia nacionais. Grandes no tamanho de suas equipes e na sua estrutura de apoio, essas bancas tinham uma vantagem competitiva no atendimento de casos jurídicos de grande repercussão e alta complexidade. A ideia é que o tamanho garante tranquilidade ao cliente, que pode contar com um time inteiro de profissionais ao seu dispor. A demanda pelo serviço dessas grandes bancas continua em alta, mas a ideia de que essa estrutura é a mais adequada para cuidar de questões jurídicas delicadas está em discussão. E são casos como o da butique Urquiza, Pimentel e Fonti Advogados – fundada em junho de 2013 – que têm colocado em xeque o conceito de que grandes casos precisam de grandes escritórios. Com três sócias e uma equipe total de seis advogados, o Urquiza, Pimentel e Fonti é especializado em Direito Penal Empresarial e representa a multinacional alemã Siemens no caso que investiga a possível formação de cartel em licitações do sistema metroferroviário de São Paulo e Brasília. As advogadas Sylvia Urquiza, Débora Pimentel e Carolina Fonti participaram do projeto que levou à assinatura de um dos principais acordos de leniência no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) até o momento sob a

www.analise.com

nova Lei Antitruste, em vigor desde maio de 2012. A experiência de anos rendeu frutos, e outras multinacionais já fazem parte da carteira de cerca de 40 clientes da banca, entre eles Procter & Gamble, Lenovo, Nokia, Mercedes-Benz, Bridgestone e Diageo, além de empresas nacionais como o Ibope. Sylvia conta que é comum a banca ser procurada diretamente pelas matrizes das multinacionais que atuam no Brasil. Até o início de 2013, as três advogadas atuavam juntas na área de Direito Penal e Compliance da tradicional banca Trench, Rossi e Watanabe. Sylvia foi responsável por implementar o atendimento penal do escritório em 2003, Débora trabalhou por oito anos na banca, e Carolina por seis anos. Entre as principais razões que levaram as profissionais a optar pela estrutura de uma butique está a mudança das necessidades de seus clientes observada na última década. Segundo Sylvia, as empresas passaram a atender uma gama maior de suas demandas jurídicas internamente, e os recursos disponíveis para contratar escritórios externos diminuíram. Com isso, surge uma demanda por métodos de cobrança e faixas de remuneração diferentes, o que vai na contramão da estrutura de escritórios grandes. Na foto, da esquerda para a direita, as advogadas Débora Pimentel, Sylvia Urquiza e Carolina Fonti em seu escritório, ainda em reforma, em Pinheiros, zona oeste de São Paulo.

ADVOCACIA

31


PENAL

JOVENS E EMPREENDEDORES Torres Falavigna Advogados

32

ADVOCACIA

Nos últimos anos, tornaram-se comuns no mercado da advocacia histórias de cisões em grandes escritórios brasileiros, em que sócios de longa data decidem sair para abrir seu próprio negócio. Levam consigo a experiência adquirida durante décadas de atuação e, muitas vezes, uma parcela da equipe e dos clientes conquistados. A história da butique penal Torres Falavigna Advogados, fundada no fim de 2012, tem alguns desses elementos, mas destoa em um ponto muito importante: o seu sócio mais velho, Luís Carlos Dias Torres, tem 41 anos; Leandro Alterio Falavigna tem 34 anos; e os outros três sócios, Andrea Vainer, Rafael Del Dotore Saghi e Fernando Hideo I. Lacerda, têm, todos, 27 anos ou menos. Torres é egresso do Demarest Advogados, onde implementou a área criminal e atuou como sócio, de 2004 a 2012. Ele foi apontado como um dos advogados mais admirados da área penal em ANÁLISE ADVOCACIA 500 por sete anos consecutivos, entre 2007 e 2013. Quando decidiu sair do antigo escritório, foi acompanhado por Andrea e Rafael. Falavigna foi estagiário no Demarest, de 2000 a 2003, e posteriormente foi sócio do Falavigna, Mannrich, Senra e Vasconcelos Advogados até o fim de 2012, trazendo Fernando para a nova banca. Com atuação focada no Direito Penal, o escritório busca imprimir um caráter menos austero aos casos em que atua e, para alcançar esse objetivo, os sócios apostaram no modelo de butique, que permite uma estrutura enxuta e mais ágil, bastante diferente dos grandes escritórios onde haviam trabalhado. Menos de um ano depois de sua fundação, a banca contava com uma lista de clientes de peso, como Goodyear, Ford, Philips, HSBC, Adidas, Roche, CSN, Omint e Ibmec, muitos oriundos de sua atuação em outros escritórios. Torres afirma que considera difícil atuar na área criminal em um escritório de grande porte, por isso tem a intenção de manter a equipe reduzida. Apesar de acreditar que as grandes marcas da advocacia são importantes para o mercado, assim como as bancas que fazem contencioso de massa, os sócios enxergam problemas no modelo de negócios desses escritórios. “Só vai crescer quem preservar a qualidade”, diz. Para Lacerda, os escritórios grandes vêm se fracionando porque não valorizam seus profissionais. “Todos os anos, você vê muitas pessoas deixando as grandes bancas. E os clientes são dos advogados. Tanto que, quando eles deixam os escritórios, é comum que o cliente vá atrás”, comenta. Em comparação com seus antigos postos, os sócios apontam que sua remuneração é igual ou superior à que registraram em anos anteriores. Na foto, da esquerda para a direita, Fernando Hideo I. Lacerda, Rafael Del Dotore Saghi, Luís Carlos Dias Torres e Andrea Vainer, na sede do escritório, em Moema, zona sul de São Paulo. www.analise.com


marcelo spatafora/anรกlise editorial

www.analise.com

ADVOCACIA

33


TRABALHISTA

15 ANOS DE CRESCIMENTO PLANEJADO Pipek, Penteado e Paes Manso Advogados

36

ADVOCACIA

CLaUDIO ROSSI/análise editorial

Nem toda butique é pequena. O Pipek, Penteado e Paes Manso Advogados Associados, fundado em 1998, é um dos maiores escritórios do país em número de profissionais, especializado exclusivamente em Direito do Trabalho Patronal. Com mais de 120 advogados, a banca é a 36ª maior em equipe entre as 500 sociedades retratadas na edição. Desde 2006, o tamanho da banca duplicou, mas a atuação continua extremamente focada. Segundo o sócio Arnaldo Pipek, o principal desafio é crescer de forma organizada, mantendo o foco de atuação. Em muitos casos, o escritório administra uma pequena parcela dos processos de seus clientes – aqueles prioritários que demandam mais atenção –, enquanto o contencioso de massa é alocado em outras bancas. O escritório também conta com um grupo especial de advogados que atuam apenas em grandes causas e uma equipe especializada na negociação coletiva de dissídios que atende associações de classe. Os três fundadores da banca se conheceram no grupo Kraft Foods no Brasil, hoje da Mondelez International. A oportunidade de começar uma butique surgiu quando a multinacional propôs a eles que deixassem de ser funcionários para se associar em um escritório e prestar serviços para a empresa. A Mondelez foi o primeiro cliente da banca, que, em dezembro de 1998, conquistou outra conta importante, a da Arcos Dorados, holding do grupo McDonald’s no Brasil. Foi o pontapé inicial para a criação de uma carteira que, no fim de 2013, contava com cerca de 60 multinacionais que atuam no país, entre elas a PepsiCo, Carrefour, Nokia, Danone, Arcor, Nivea e Pfizer. A Mondelez e a Arcos Dorados continuam sendo clientes do escritório. No primeiro plano da foto, da esquerda para a direita, Alexandre Lauria Dutra (de gravata vermelha), José Cássio Penteado Filho, Renato Paes Manso Júnior e Arnaldo Pipek com sua equipe na sede do escritório, na cidade de São Paulo. www.analise.com


www.analise.com

ADVOCACIA

37


mercado

O QUE PESA NA HORA DE CONTRATAR UM ESCRITÓRIO PESQUISA

A equipe de ANÁLISE ADVOCACIA 500 entrevistou 401 diretores jurídicos entre aqueles que atuam nas 1.500 maiores companhias do Brasil para saber o que faz a diferença na hora de decidir pela contratação de um escritório de advocacia. Nas tabelas a seguir é possível conhecer o perfil dos escritórios com os quais as empresas querem trabalhar, em que pontos os diretores estão satisfeitos com os serviços prestados e onde acham que é necessário melhorar 

2

Um só escritório full service

Trata das demandas internamente e só contrata escritórios especializados

O QUE IMPORTA NA ESCOLHA DE UM ESCRITÓRIO

1

Muito importante

Médio

ATUAÇÃO DOS ESCRITÓRIOS QUE CONTRATA Vários escritórios com diferentes expertises

8%

57%

35%

Pouco importante

3

Reputação do escritório 87%

12%

1%

GESTÃO DE ESCRITÓRIO QUE CONTRATA

Expertise no setor em que a empresa atua 82%

16%

2%

Administrados pelos próprios sócios

Relacionamento pessoal com os sócios 74%

4%

22%

Administrados por profissionais que não são advogados

Flexibilidade para negociação de honorários 75%

24%

1%

33%

67%

Valor dos honorários 57%

42%

1%

SATISFAÇÃO COM OS SERVIÇOS DOS ESCRITÓRIOS

4

Muito satisfeito

Médio

5

REMUNERAÇÃO ESTABELECIDA COM OS ESCRITÓRIOS CONTRATADOS

Pouco satisfeito

Definida caso a caso

Relacionamento com os escritórios 88%

Por hora

12%

9%

Qualidade dos serviços jurídicos 87%

13%

Contrato mensal

Avaliação geral dos escritórios 83%

17%

21%

70%

Valor dos honorários 45%

44

54%

ADVOCACIA

1%

www.analise.com


mercado

6

O QUE INFLUI NA DECISÃO DE ROMPER UM CONTRATO

Muito importante

Médio

8

POR QUE ROMPEU CONTRATO NO ÚLTIMO ANO?

Pouco importante

Percepção de queda na qualidade dos serviços 4%

96%

Relacionamento com os escritórios

Falha ao oferecer serviços de interesse da empresa 88%

12% 15%

Não rompeu

5%

10%

55%

Outras razões

Mau relacionamento com os sócios 84%

4%

Preços cobrados pelos serviços

26%

Baixa qualidade dos serviços

1%

Evento capaz de arranhar a reputação do escritório 77%

22%

1%

Inflexibilidade para negociar honorários 68%

31%

1%

Derrota em causa de grande interesse 57%

9

2%

41%

Relacionamento com os escritórios

Necessidade de corte de gastos 51%

7

46%

3%

A maioria

10

Não está 6%

Outras razões

Todos Alguns

5% 3%

Preços cobrados pelos serviços

CONTRATA OS ESCRITÓRIOS QUE ADMIRA Poucos ou nenhum

POR QUE ESTÁ CONSIDERANDO ROMPER CONTRATO ATUALMENTE?

Baixa qualidade dos serviços

5%

17%

69%

14% 33%

48%

QUEIXAS EM RELAÇÃO AOS SERVIÇOS DOS ESCRITÓRIOS

11

CONTRATA SERVIÇOS DE ESCRITÓRIOS ESTRANGEIROS Não

Concorda

Médio

Não concorda

Valor alto de honorários 50%

44%

6%

Formação média dos profissionais é deficiente 32%

47%

QUE ATUAM NO BRASIL

Sim

30%

70%

21%

Administração dos escritórios é deficiente 30%

54%

16%

Não

Produtividade dos escritórios é baixa 26%

54%

20%

Mercado fechado para bancas estrangeiras prejudica concorrência 22%

30%

48%

QUE NÃO ATUAM NO BRASIL Sim

40%

60%

Taxa de erros elevada 23%

56%

www.analise.com

21%

ADVOCACIA

45


Os mais admirados ESCRITÓRIOS Ambiental

54

Cível

54

Consumidor

54

Contratos comerciais

55

Exportação e importação

55

Infraestrutura

55

Operações financeiras

56

Penal

56

Propriedade intelectual

56

Societário

57

Trabalhista

57

Tributário

57


OS MAIS ADMIRADOS ESCRITÓRIOS Ambiental

Cível

Consumidor

Demarest Advogados

Demarest Advogados

Pinheiro Neto Advogados

Milaré Advogados

Escritório de Advocacia Sergio Bermudes

Siqueira Castro Advogados

Pinheiro Neto Advogados

Pinheiro Neto Advogados

Lobo & Ibeas Advogados

Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados

Demarest Advogados

Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados

Trench, Rossi e Watanabe Advogados

Siqueira Castro Advogados TozziniFreire Advogados

Siqueira Castro Advogados

2º Dantas, Lee, Brock & Camargo Advogados TozziniFreire Advogados Viseu Advogados

TozziniFreire Advogados

Antici Vidigal e Werneck Sociedade de Advogados Barbosa, Müssnich & Aragão Advogados Bichara, Barata & Costa Advogados Buzaglo Dantas Advogados Dannemann Siemsen Advogados Doria, Jacobina e Gondinho Adv. Ass. Duarte Garcia, Caselli Guimarães e Terra Felsberg e Associados Julia Rabinovici Consultoria Ambiental Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados

Veirano Advogados

Arruda Alvim & Thereza Alvim Advocacia e Consultoria Jurídica

Andrade Maia Advogados

Arystóbulo Freitas Sociedade de Advogados

Arruda Alvim & Thereza Alvim Advocacia e Consultoria Jurídica

Azevedo Sette Advogados

Azevedo Sette Advogados Barbosa, Müssnich & Aragão Advogados Bichara, Barata & Costa Advogados De Vivo, Whitaker e Castro Advogados Dinamarco, Rossi, Beraldo & Bedaque Adv.

Bichara, Barata & Costa Advogados Carlini Advogados Associados Claudia Lima Marques & Bruno Miragem Dinamarco, Rossi, Beraldo & Bedaque Adv. Escritório de Advocacia Sergio Bermudes Fragata e Antunes Advogados

Martinelli Advocacia Empresarial

Duarte Garcia, Caselli Guimarães e Terra

Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados

Ferro, Castro Neves, Daltro & Gomide Humberto Theodoro Júnior Advogados Ass.

Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados

Mendo de Souza Advogados Associados

KLA - Koury Lopes Advogados

Martinelli Advocacia Empresarial

Pinheiro Pedro Advogados

Leite, Tosto e Barros Advogados

Pires Advogados & Consultores

Lobo & de Rizzo Advogados

Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados

Queiroz Cavalcanti Advocacia

Martinelli Advocacia Empresarial

Nery Advogados

Ricardo Carneiro Sociedade de Advogados

Nery Advogados

Rolim, Viotti & Leite Campos Advogados

Peixoto e Cury Advogados

Pereira de Carvalho e Monteiro Galvão Advogados

Silveira, Athias, Soriano de M., Guimarães, Pinheiro & Scaff - Advogados

Queiroz Cavalcanti Advocacia

Souto, Correa, Cesa, Lummertz & Amaral Adv. Souza, Cescon, Barrieu & Flesch Tabet Advogados Tauil & Chequer Trench, Rossi e Watanabe Advogados

Souto, Correa, Cesa, Lummertz & Amaral Adv.

Queiroz Cavalcanti Advocacia Salusse Marangoni Advogados Takito Advogados Associados

Tepedino, Migliore e Berezowski

Veirano Advogados

Trench, Rossi e Watanabe Advogados

Vella Pugliese Buosi e Guidoni Adv.

Wald e Associados Advogados

Zeigler e Mendonça de Barros

Wambier & Arruda Alvim Wambier Advocacia e Consultoria Jurídica

William Freire Advogados Associados

Yarshell, Mateucci e Camargo Advogados

ADVOCACIA

Pires & Gonçalves Advogados Associados

Souza, Cescon, Barrieu & Flesch

Veirano Advogados

54

Leite, Tosto e Barros Advogados

www.analise.com


maiores escritórios

OS MAIORES ESCRITÓRIOS,

por número de advogados

O ranking abaixo mostra os 521 escritórios de advocacia admirados que figuram nesta edição classificados pelo número total de profissionais, somando advogados sócios e não sócios, além do perfil de atuação e o número de causas patrocinadas

RK

NOME DA SOCIEDADE,  Sede, Fundação

2013 2012

ATUAÇÃO

Não sócios

Diferença entre 13/12

Segundo o escritório

CAUSAS Total

Cons. %

Cont. %

83

79 Mundie e Advogados, São Paulo, 1996

65

14

51

-

Abrangente

8.000

60

40

83

79 Thomé e Cucchi, São Paulo, 1943

65

5

60

-

Especializada

15.500

20

80

85

141 Abe, Costa, Guimarães e Rocha Neto, São Paulo, 2007

64

35

29

+29

Abrangente

3.197

50

50

17

47

-2

Full service

5.310

50

50

85

77 Vieira Rezende Advogados, Rio de Janeiro, 1995

64

87

86 Advocacia Maciel, Brasília, 1974

63

13

50

+1

Especializada

43.510

5

95

87

77 MMC & Zarif, Salvador, 1992

63

18

45

-3

Full service

12.474

40

60 30

87

79 Stocche, Forbes, Padis, Filizzola, Clápis, São Paulo, 2012

63

16

47

-2

Full service

135

70

90

84 Sacha Calmon - Misabel Derzi, Nova Lima, 1994

61

21

40

-3

Especializada

3.900

30

70

91

93 Pires & Gonçalves, Barueri, 1996

58

2

56

+2

Abrangente

33.637

20

80

92

112 Da Fonte, Recife, 2000

57

45

12

+13

Abrangente

2.450

70

30

92

95 Porto Advogados, São Paulo, 1936

57

7

50

+2

Abrangente

19.180

40

60

94

98 Arruda Alvim & Thereza Alvim, São Paulo, 1960

56

11

45

+6

Abrangente

14.380

20

80

95

96 Araújo e Policastro, São Paulo, 1962

54

13

41

+2

Full service

-

60

40

51

45

6

+5

Full service

12.550

60

40

51

8

43

+13

Abrangente

2.759

61

39

51

51

-

-

Abrangente

7.200

50

50 70

96 96 96

- Bastos-Tigre, Coelho da Rocha e Lopes, Rio de Janeiro, 1995 129 Madrona Hong Mazzuco Sociedade de Advogados, São Paulo, 2004 97 Vinhas e Redenschi, Rio de Janeiro, 2000

51

16

35

-16

Especializada

3.605

30

100

109 Chediak, Lopes da C., Cristofaro, Menezes C., Rennó, Aragão, Rio de Janeiro, 2011

50

50

-

+5

Abrangente

2.550

65

35

101

109 Manesco, Ramires, Perez, Azevedo Marques, São Paulo, 1991

49

49

-

+4

Abrangente

1.903

50

50

102

223 Cavalcante Ramos Advogados, Rio de Janeiro, 2004

48

6

42

+27

Abrangente

8.600

30

70

102

115 Costa, Waisberg e Tavares Paes, São Paulo, 2010

48

6

42

+6

Abrangente

2.400

50

50 70

96 50

ADVOGADOS Total Sócios

76 Wald e Associados Advogados, São Paulo, 1954

102

122 Viseu Advogados, São Paulo, 1994

48

6

42

+9

Abrangente

25.000

30

105

102 Advocacia Castro Neves, Dal Mas, São Paulo, 2000

46

18

28

-3

Abrangente

11.400

5

95

46

16

30

-

Abrangente

5.160

40

60

105

- Coutinho Lacerda Diniz, Belo Horizonte, 1990

105

104 Levy & Salomão, São Paulo, 1989

46

18

28

-1

Full service

1.365

25

75

105

104 Lilla, Huck, Otranto, Camargo, São Paulo, 1993

46

46

-

-1

Abrangente

1.550

40

60

105

104 Rubens Naves, Santos Jr., Hesketh, São Paulo, 1977

46

46

-

-1

Abrangente

8.000

50

50

110

129 Advocacia Fernando Rudge Leite, São Paulo, 1910

45

23

22

+7

Abrangente

24.000

25

75

110

122 Dinamarco, Rossi, Beraldo & Bedaque, São Paulo, 1991

45

45

-

+6

Especializada

3.100

20

80

44

38

6

+3

Especializada

740

55

45

113

134 De Luca, Derenusson, Schuttoff e Azevedo, São Paulo, 2011

43

11

32

+6

Abrangente

4.200

70

30

113

122 Pereira de Carvalho e Monteiro Galvão, São Paulo, 1996

43

6

37

+4

Abrangente

2.874

18

82

42

7

35

-

Especializada

11.000

30

70

11

31

+2

Abrangente

-

85

15

112

115

- Neves, Soares & Battendieri, São Paulo, 2001

- Advocacia De Luizi, São Paulo, 1982

115

117 Cascione, Pulino, Boulos & Santos, São Paulo, 2009

42

115

117 Kincaid Mendes Vianna Advogados, Rio de Janeiro, 1932

42

5

37

+2

Abrangente

12.690

24

76

115

98 Mussi, Sandri & Pimenta, São Paulo, 2006

42

12

30

-8

Especializada

2.000

30

70

115

136 Yarshell, Mateucci e Camargo, São Paulo, 1997

42

18

24

+6

Abrangente

7.304

10

90

120

113 Bocater, Camargo, Costa e Silva Adv., Rio de Janeiro, 1999

40

15

25

-3

Abrangente

2.097

80

20

120

117 Daudt, Castro e Gallotti Olinto, Rio de Janeiro, 1962

40

21

19

-

Especializada

7.943

30

70

120

122 Hapner e Kroetz, Curitiba, 1983

40

6

34

+1

Abrangente

15.550

40

60

40

40

-

-10

Especializada

9.700

10

90

120

92

98 Robortella Advogados, São Paulo, 1975

ADVOCACIA

www.analise.com


maiores escritórios

ADMIN ISTRA TIVO ADUA NEIR O AERO NÁUT ICO AGRÁ RIO AMBIE NTAL ARBIT RAGE M AUTO RAL BANC ÁRIO E FIN BIOT ANCE ECNO IRO LÓGIC CÍVEL O COM ERCIA L COM ÉRCIO INTER COM NACIO UNIT NAL ÁRIO CONC ORRE N CIAL CONS TITUC IONA CONS L UMID OR CONT RATO S CO MERC DESP ORTIV IAIS O DIREIT O DE Á G UAS ECON ÔMIC OEA ELEIT NTITR ORAL USTE EMPR ESAR IAL P ENAL ENER GIA FAMÍL IA E S UCES FUSÕ SÕES ES E AQUIS IMOB IÇÕE S ILIÁR IO IMPO RTAÇ ÃO E EXPO INFRA RTAÇ ESTR ÃO UTUR INTER A NACIO N A L INTER NET E E-CO MARÍT MME RCE IMO E PORT MERC UÁRIO ADO DE CA MINE PITAIS RAÇÃ O OPER AÇÕE S FIN PENA ANCE L IRAS PETR ÓLEO E GÁS PREV IDEN CIÁR IO PROJ ECT F INAN CE PROP RIEDA DE IN REES TELE TRUT CTUA URAÇ L REGU ÃO LATÓ RIO SANIT ÁRIO SEGU ROS SIND ICAL SOCIE TÁRIO TELE COM UNIC AÇÕE TRAB S ALHIS TA TRIBU TÁRIO

ÁREAS DE ATUAÇÃO

RK 2013

87

87

87

90

92

92

94

95

96

96

96

96

100

101

102

102

105

105

105

105

110

110

113

113

115

115

115

115

www.analise.com

112

102 105

91

85

85

ADVOCACIA

115

120

120

120 120

93

50

83 83


A. F. Seabra Advocacia Empresarial

a

A A. F. Seabra Advocacia Empresarial

 S São Paulo (SP)

 b 32

  ESPECIALIDADES: cível,

contratos comerciais, societário, trabalhista, tributário

Abe, Costa, Guimarães e Rocha Neto

 S São Paulo (SP)

 b 5

  ESPECIALIDADES: consultoria

ind farmacêutica, contratos comerciais, regulatório, societário, tributário

Advocacia Bettiol www.bettiol.com.br

 S Brasília (DF)

 b 64

  CATEGORIA: Abrangente

  ESPECIALIDADES: cível, fusões e aquisi-

ções, societário, trabalhista, tributário

Abi-Ackel Advogados Associados

 b 16

  CATEGORIA: Altamente

especializada energia, mineração, telecomunicações, tributário   ESPECIALIDADES: administrativo,

Advocacia Castro Neves, Dal Mas www.castroneves.com.br

V 2000

www.abe.adv.br

 S São Paulo (SP)

  ESPECIALIDADES: cível,

  CATEGORIA: Abrangente

cível, comercial, constitucional, consumidor, empresarial penal, infraestrutura, direito internacional, direito da União Européia e direito do Mercosul, penal, societário, telecomunicações   ESPECIALIDADES:

ADC Advogados www.adcadvogados.com.br

 S Maringá (PR)

 b 10

  CATEGORIA: Abrangente

cível, comercial, consumidor, contratos comerciais, trabalhista

  ESPECIALIDADES:

Advocacia De Luizi www.deluizi.com.br

V 1982

 S São Paulo (SP)

  CATEGORIA: Altamente

 b 42

especializada e recupera-

  ESPECIALIDADES: falência

ção judicial

Advocacia José Eduardo Duarte Saad

  ESPECIALIDADES:

penal

especializada empresarial penal,

Advocacia Moreno & Associados www.advocaciamoreno.com.br

 S Maringá (PR)

 b 10

  CATEGORIA: Abrangente

bancário e financeiro, cível, consumidor, trabalhista, tributário

  ESPECIALIDADES:

Advocacia Najjarian Batista www.najjarian.com.br

V 1999 V 1998

 S São Paulo (SP)

 b 22

  CATEGORIA: Altamente

especializada   ESPECIALIDADES: consumidor, segurança, higiene e medicina do trabalho, sindical, trabalhista

Advocacia Krakowiak

  CATEGORIA: Altamente

 b 16

especializada

  ESPECIALIDADES: previdenciário, previ-

denciário empresarial, tributário

Advocacia Pietro Ariboni www.ariboni.com.br

www.krakowiak.com.br

V 1974

 S São Paulo (SP)

V 1977

 S São Paulo (SP)

 b 3

  CATEGORIA: Altamente

especializada aduaneiro, constitucional, importação e exportação, tributário   ESPECIALIDADES: administrativo,

 S São Paulo (SP)

 b 25

  CATEGORIA: Altamente

especializada concorrencial, propriedade intelectual

  ESPECIALIDADES:

Advocacia Pimentel www.advpimentel.com.br

Advocacia Lunardelli www.advocacialunardelli.com.br

V 2000

 S São Paulo (SP)

 b 11

  CATEGORIA: Altamente

especializada   ESPECIALIDADES: aduaneiro, automobilístico e papel e celulose, energia, mineração, tributário

Advocacia Maciel www.advocaciamaciel.adv.br

 S Brasília (DF)

 b 63

especializada

sumidor, trabalhista, tributário

V 1991

 S São Paulo (SP)

 b 7

  CATEGORIA: Altamente   ESPECIALIDADES:

penal

especializada empresarial penal,

Advocacia Procópio de Carvalho www.procopiodecarvalho.com.br

V 1979  S Belo Horizonte (MG)  b 19   CATEGORIA: Altamente

especializada comercial, falência e recuperação judicial, reestruturação, societário

  ESPECIALIDADES: cível,

o diretório nacional da advocacia brasileira

 b 13

www.saadadvocacia.com.br

  ESPECIALIDADES: cível, comercial, con-

  ESPECIALIDADES:

ADVOCACIA

 b 9

especializada   ESPECIALIDADES: administrativo, constitucional, tributário

  CATEGORIA: Altamente

  CATEGORIA: Abrangente

administrativo, cível, família e sucessões, imobiliário, tributário

 S São Paulo (SP)

  CATEGORIA: Altamente

V 1974

 b 30

 S São Paulo (SP)

  CATEGORIA: Altamente

V 1999 V 1987

trabalhista

Advocacia César Eduardo Misael de Andrade

V 1972

www.gandramartins.adv.br

  CATEGORIA: Abrangente

V 1992

V 1950  S Belo Horizonte (MG)  b 31

122

Advocacia Gandra Martins

 b 46

www.cemaadv.com.br

www.abiackeladvogados.com.br

 S Recife (PE)

 b 45

contratos comerciais, societário, trabalhista, tributário

V 1961

  CATEGORIA: Abrangente

V 1983

 S São Paulo (SP)

  CATEGORIA: Abrangente

www.almlaw.com.br

 S São Paulo (SP)

www.advocaciamarizdeoliveira.com.br

  ESPECIALIDADES: cível,

V 1949

A. Lopes Muniz

V 2007

www.rudgeleite.com.br

  CATEGORIA: Abrangente

www.advocaciaariboni.com.br

Não foram fornecidas informações para a elaboração do perfil. Consulte o ranking na página 110.

V 1975

Advocacia Mariz de Oliveira

V 1910

Advocacia Ariboni

www.afseabra.com.br

Advocacia Fernando Rudge Leite

dna.analise.com

www.analise.com


Andrade Miranda Advogados

Advocacia Rocha Baptista

Aires Vigo Advogados

www.rochabaptista.adv.br

www.airesvigo.com.br

V 2007

 S Rio Grande (RS)

  CATEGORIA: Altamente

 b 3

especializada

  ESPECIALIDADES: aduaneiro, ambiental,

comércio internacional, importação e exportação, marítimo e portuário

Advocacia Rodrigues do Amaral

Alcides Jorge Costa www.ajc.adv.br

V 1996

V 1996  S Ribeirão Preto (SP)  b 39

 S São Paulo (SP)

ções, imobiliário, societário, tributário

arbitragem, cível, direito internacional, direito da União Européia e direito do Mercosul, societário, tributário

Albert Zilli dos Santos & Advogados Associados

Alcoforado Advogados Associados

www.azsadvogados.com.br

www.alcoforadoadvogados.com.br

  CATEGORIA: Abrangente

  ESPECIALIDADES: cível, fusões e aquisi-

www.ramaral.adv.br

www.amaralgurgel.com

 b 7

  CATEGORIA: Abrangente   ESPECIALIDADES:

a

Amaral Gurgel Advogados V 1976

 S São Paulo (SP)

 b 27

  CATEGORIA: Abrangente

  ESPECIALIDADES: bancário e financeiro,

contratos comerciais, fusões e aquisições, societário, tributário

Amauri Mascaro Nascimento & Sonia Mascaro Advogados www.amaurimascaronascimento.com.br

V 1997

 S São Paulo (SP)

 b 4

  CATEGORIA: Altamente

especializada   ESPECIALIDADES: arbitragem, comercial, fusões e aquisições, direito internacional, direito da União Européia e direito do Mercosul, tributário

V 1999

constitucional, eleitoral, penal

Albino Advogados Associados www.albino.com.br

 S São Paulo (SP)

 b 109

  CATEGORIA: Abrangente

  ESPECIALIDADES: concorrencial,

imobiliário, infraestrutura, mercado de capitais, tributário

www.waltenberg.com.br

www.albuquerquepinto.com.br

 S São Paulo (SP)

 b 11

especializada   ESPECIALIDADES: administrativo, energia, petróleo e gás, regulatório, tributário

V 1988

  CATEGORIA: Full

Alceu Machado, Sperb e Bonat Cordeiro

 b 12

  CATEGORIA: Altamente

especializada autoral, comercial, comunicação social, constitucional, imobiliário   ESPECIALIDADES:

Aidar SBZ Advogados

service

fusões e aquisições, imobiliário, societário, tributário

www.affonsoferreira.com.br

 S São Paulo (SP)

 b 338

  ESPECIALIDADES: consumidor,

Affonso Ferreira Advogados V 1987

 S Recife (PE)

 S São Paulo (SP)

  CATEGORIA: Full

V 2003

cível,

Almeida Advogados www.almeidalaw.com.br

 S São Paulo (SP)

V 1976

 S Curitiba (PR)

 b 11

  CATEGORIA: Full

service   ESPECIALIDADES: aduaneiro, bancário e financeiro, comercial, fusões e aquisições, mercado de capitais

  CATEGORIA: Full

service   ESPECIALIDADES: comércio internacional, fusões e aquisições, infraestrutura, internet e e-commerce, trabalhista

Almeida e Associados www.almeidaeassociados.com.br

Não foram fornecidas informações para a elaboração do perfil. Consulte o ranking na página 110.

Aloísio Lacerda Medeiros V 1980

 S São Paulo (SP)

  CATEGORIA: Altamente   ESPECIALIDADES: penal

e financeiro, consumidor, trabalhista, tributário

 b 6

especializada

www.analise.com

www.andersenballao.com.br

V 1979

 S Curitiba (PR)

 b 38

  CATEGORIA: Abrangente

  ESPECIALIDADES: aduaneiro, arbitragem, contratos comerciais, marítimo e portuário, petróleo e gás

Andrade & Fichtner www.afadv.com.br

V 1983  S Rio de Janeiro (RJ)  b 38   CATEGORIA: Altamente

especializada ambiental, arbitragem, cível, comercial, seguros

  CATEGORIA: Abrangente

  ESPECIALIDADES: cível, consumidor, previdenciário, trabalhista, tributário

www.andrademiranda.adv.br

www.alvimcoelho.adv.br

 S São Paulo (SP)

V 1996  S Porto Alegre (RS)  b 108

Andrade Miranda Advogados  b 24

cível, consumidor, contratos comerciais, imobiliário, trabalhista

a mais nova edição da análise editorial para o mundo jurídico

especializada internacional, direito da União Européia e direito do Mercosul, sindical, trabalhista   ESPECIALIDADES: direito

www.andrademaia.com.br

Alvim Coelho Sociedade de Advogados

  ESPECIALIDADES:

service

  CATEGORIA: Altamente

Andrade Maia

www.almedeiros.com.br

  CATEGORIA: Abrangente

  ESPECIALIDADES: aeronáutico, bancário

 b 7

  ESPECIALIDADES:

V 2002

 b 111

 S São Paulo (SP)

Andersen Ballão  b 98

www.alceumachado.com.br

www.aidarsbz.com

V 2011

 b 9

  ESPECIALIDADES: administrativo,

V 2001

Albuquerque Pinto Advogados

  CATEGORIA: Altamente

 S Brasília (DF)

sumidor, imobiliário, trabalhista

  ESPECIALIDADES: cível, comercial, con-

Advocacia Waltenberg V 1998

V 1990

  CATEGORIA: Abrangente

V 1990

Não foram fornecidas informações para a elaboração do perfil. Consulte o ranking na página 110.

 b 20

  CATEGORIA: Abrangente

Advocacia Tristão Barbosa www.tristaobarbosa.adv.br

 S Criciúma (SC)

V 1964  S Belo Horizonte (MG)  b 4   CATEGORIA: Abrangente   ESPECIALIDADES: cível,

balhista, tributário

comercial, tra-

o diretório nacional da advocacia brasileira

2014 dna.analise.com

ADVOCACIA

123


ADVOCACIA

Rua Major Quedinho, 111, 16° andar - CEP 01050-904, São Paulo-SP Tel. (55 11) 3201-2300 - Fax (55 11) 3201-2310 www.analise.com • contato@analise.com

Análise Advocacia 500 - 2013  

Saiba quem são os escritórios e advogados mais admirados do Brasil na mais relevante publicação do setor jurídico nacional.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you