Page 1


EDITORIAL | FICHA TÉCNICA CAROS LEITORES, Como prometido, estamos de volta…. A 2ª Edição da Revista Noticias On , que aqui se apresenta, pretende dar a conhecer o trabalho que o Agrupamento de Escolas de Fajões está a desenvolver. A exemplo dos números anteriores (Edição 0 – Junho de 2010 e Edição 1- Dezembro de 2011), este é o resultado do trabalho que mobiliza toda a comunidade educativa. Envolvemo-nos, desde o início deste ano lectivo, em tantos projectos, tantas iniciativas, tantas experiências que urge, agora, “transbordar” para fora das paredes da Escola. O sucesso escolar está intimamente associado à qualidade da educação oferecida. No nosso Agrupamento temos assistido a mudanças significativas de melhoria contínua. Temos objectivos, planeamos metas e definimos formas de alcançar o que pretendemos. Trata-se de um caminho que percorremos, trata-se de um grande desafio … fazendo com que queiramos ir sempre “mais longe”. A toda a comunidade escolar é pedido mais… À Escola é exigida maior responsabilidade, maior rigor, mais eficiência, melhores resultados escolares e mais intervenção social. Aos alunos é requerido maior empenho, versatilidade, compromisso e competências que os conduzam ao sucesso. Aos pais e encarregados de educação é pedida uma maior presença e acompanhamento na vida escolar. À Comunidade é acometida uma maior responsabilização na criação das condições necessárias ao bom desenvolvimento do processo educativo. A todos nós é exigido um esforço adicional, porque a situação actual assim o exige. Nas palavras do nosso entrevistado, o Senhor Governador do Banco de Portugal, “Este é um enorme desafio que envolve trabalho, reflexão e estudo. É um desafio que tem de ser ganho a partir da Escola.” O Agrupamento de Escolas de Fajões enquadra-se neste paradigma de mudança e exigência. Acredito que estamos no bom caminho e vamos continuar.… pois o “caminho faz-se caminhando…”. O Coordenador da Revista

Nuno Sousa

AGRADECIMENTO A comunidade escolar deste agrupamento agradece ao Futebol Clube Cesarense, nomeadamente na pessoa do seu presidente, por toda a colaboração manifestada.

ÍNDICE Editorial | Ficha Técnica

2

Valorização da imagem da escola

Mensagem da Direcção

3

Área de Projecto 28

Pré-escolar 4

Espaço GIA 29

1º Ciclo 5 - 7

Associações de Pais

30

Departamentos 8 - 15

Agenda Cultural | Concursos

31

Nova aposta formativa | CEF - Empregado de Bar 16 e 17

Passatempos 32

BECA’S - Biblioteca Escolar

18 - 21

Cinema | Música 33

Entrevista Dr. Carlos Costa

22 e 23

Actividades Oferta Formativa

Desporto Escolar

24 - 26

27

34

FICHA TÉCNICA Director Octávio Soares

Revisão de textos Fernanda Gonçalves | Paula Cúrdia

Propriedade

Coordenador da revista Nuno Sousa

Montagem e Grafismo Adriana Assunção

Equipa António Miranda | Bárbara Maia Clara Almeida | Clara Oliveira Carla Paiva | Conceição Melo Elza Oliveira | Fernanda Gonçalves Francisco Moreira | Luís Pinho Margarida Santos

Colaboração Direcção | Secretariado | Associações de Pais

Contactos Escola sede: Básica e Secundária de Fajões Rua: Professor Veiga Simão, 3700-355 Fajões Telefone: 256 850 450 | Fax: 256 850 452 Email: geral@agrupamento-fajoes.pt Email: noticiason@agrupamento-fajoes.pt Portal Web: www.agrupamento-fajoes.pt

2

Impressão CORAZE Tiragem – 1200 Exemplares

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAJÕES

Agrupamento de Escolas de Fajões

Distribuição Gratuita

Patrocínios Silampos Chatron Padaria da Cruz Flama Fruta Abílio Joaquim Paiva, Lda. MelhorHora Drogaria, Lda. Pão Quente Carregosa Solimpel Talho Arouquês


MENSAGEM DA DIRECÇÃO

NOTÍCIAS ON A excelência nos processos de ensino e a qualidade das aprendizagens são uma forte aposta que marca a diferença do Agrupamento de Escolas de Fajões. Um projecto educativo ambicioso, assente em quatro grandes pilares: aumentar a qualidade do sucesso, promover competências sociais, diminuir o abandono escolar e saída precoce e valorizar a imagem da escola. Através das acções “Operação sucesso”, “Atreve-te a mudar”, “Escola Activa” e “Avaliação” executamos essas linhas orientadoras, implementando pedagogias activas, estabelecendo uma relação de proximidade, proporcionando vivências e experiências enriquecedoras, acompanhadas, sistematicamente, por um processo de auto-avaliação. Destacamos alguns projectos em curso. Ao nível pedagógico, as Assessorias pedagógicas e as Turmas ON, com intervenção directa nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, baseadas em princípios de flexibilidade na gestão curricular, proporcionam um acompanhamento directo a grupos específicos de alunos, indo ao encontro das suas características e necessidades. Estes projectos de promoção do sucesso permitiram a contratação de mais professores diminuindo, assim, em média, o ratio professor/aluno. Ao nível do apoio psicopedagógico e social, a criação de um Gabinete de Intervenção ao Aluno, com a presença permanente de uma psicóloga e uma assistente social, permitiu a diminuição dos casos de indisciplina. Neste domínio, destacamos ainda o projecto PESES (Projecto Educação para a Saúde e Educação Sexual). No que concerne a projectos de apoio ao currículo, de enriquecimento curricular e de ocupação plena dos tempos escolares, salientamos as actividades de desporto escolar, clubes de matemática, leitura e escrita criativa, música, expressão plástica, ecoescola e a BECAs (Biblioteca Escolar/Centro de Aprendizagens). Estes projectos visam, igualmente, o desenvolvimento de competências sociais, permitindo aos alunos tornarem-se cidadãos críticos, interventivos e responsáveis. A conjugação de todas estas acções traduziu-se numa melhoria efectiva dos resultados escolares. No ano transacto, a taxa média de transição/conclusão foi de 98,8% e a de abandono de escolar de 0%. Trata-se de uma evolução muito positiva dos resultados, com uma taxa de sucesso acima da média nacional. Olhando para o futuro dos nossos alunos, estamos a preparar uma oferta formativa diversificada, procurando ir ao encontro das suas perspectivas e das necessidades do meio, na linha de uma escola integrada e integradora. “O caminho faz-se ao andar” e o Agrupamento de Escolas de Fajões está a dar passos seguros para a construção de um projecto sustentado. Agora deixamo-los com a nossa revista que pretendemos que seja do vosso agrado e mostre o que de melhor vamos fazendo. Boa leitura!

NOTÍCIAS ON

3


PRÉ-ESCOLAR O JARDIM DE INFÂNCIA DE CESAR 1 Visita a Ludoteca de Oliveira de Azeméis: História “ Um barco no céu” No dia 1 de Fevereiro visitámos a Ludoteca em Oliveira de Azeméis. Ouvimos contar a história com recurso a materiais produzidos pelas animadoras, tais como o barco e todos os adereços para os personagens. Estivemos sempre atentos e participámos sempre que foi oportuno. Construímos um barco com recurso à técnica | origami. Antes de regressarmos ao Jardim de Infância fizemos uma visita ao espaço onde se podem realizar outras actividades. Gostámos muito!

O JARDIM DE INFÂNCIA DE MACIEIRA DE SARNES

SEMENTEIRA NO JARDIM DE INFÂNCIA DE FAJÕES

A Amizade é um dos aspectos fundamentais das relações interpessoais. E como os Amigos representam um dar e receber de afectos, o Jardim de Infância de Macieira de Sarnes decidiu comemorar entre o dia 7 e o dia 14 de Fevereiro, a “Semana dos Amigos”. Nesta semana realizaram-se actividades diversificadas: Contaram-se histórias de amizade, construiu-se um marco de correio para enviar cartas, cantou-se e ofereceram-se flores de papel aos amigos do 1º ciclo. Reflectiu-se sobre a palavra amizade e fizeram-se bolachinhas em forma de corações. O dia 14 foi passado com muita emoção, com a chegada do Cúpido da Amizade que fez jogos e abriu o Marco do Correio. As crianças mostraram grande expectativa no momento da distribuição dos desenhos dos amigos.

No âmbito do projecto “A TERRA“, as crianças do Jardim de Infância de Fajões fizeram uma sementeira de flores. Colocaram a terra e as sementes nos vasos e depois regaram. Ficaram muito curiosos e ansiosos para verem as flores crescer. Quando estas crescerem, irão transplantá-las para o jardim, que se irá realizar no espaço exterior, com o auxilio da Comunidade Educativa deste Jardim de Infância. Foi um dia muito florido.

Foi um dia cheio de doçuras e emoções!

J.I DE CESAR 1

J.I DE MACIEIRA DE SARNES

J.I DE FAJÕES

JARDIM DE INFÂNCIA DE VILARINHO E CESAR 2 Na nossa escola uma nova área da brincadeira surgiu, a do CARNAVAL, onde pudemos brincar ao faz de conta e “posar” para a fotografia. Construímos ainda, máscaras com sacos de papel e com a técnica do balão. Que tal ficamos? Divertimo-nos muito!

J.I DE VILARINHO E CESAR 2

4

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAJÕES


1º CICLO

“ROLHINHAS”

“PORTA POEMAS”

SUMA

PROJECTO ECO ESCOLAS NA EB DE FAJÕES

“PORTA POEMAS” – PRESENTE PARA O DIA DO PAI

nidade escolar, através das crianças, para a compostagem.

Recolher para reciclar/reutilizar “Os Rolhinhas”

Com os rolos do papel de cozinha/papel higiénico, elaboraram uns “porta poemas” para transportar o poema que vão oferecer ao Pai. Ficaram muito lindos e, certamente que os pais vão adorar! Pretendemos estimular atitudes mais conscientes e responsáveis em todos os intervenientes, em defesa do Ambiente e a zelar pelo nosso Futuro!

Com esse intuito o elemento SUMA motivou as crianças com a narração e dramatização de uma história sobre a compostagem e a produção de composto para o seu subsequente uso na agricultura como fertilizante. Feita esta introdução, foram explicadas diversas formas de realizar a compostagem em casa, os seus beneficios para a natureza e como os alunos poderiam servir como mensageiros ecológicos, levando os encarregados de educação e outros membros da comunidade a optar pelo uso de composto e não de fertilizantes artificiais.

As crianças juntaram-se e criaram os “Rolhinhas” com garrafões de plástico devidamente etiquetados. Pretendem recolher as rolhas de cortiça nos restaurantes de Fajões. Após a construção do “Rolhinhas”, foi efectuada a entrega para a respectiva recolha. Neste momento, já nos estão a ser devolvidos cheios de rolhas.Todas as crianças gostam de participar nestas campanhas. CESTINHOS ”PORTA MATERIAIS” Reutilizando os garrafões que sobraram, construíram cestinhos para colocar os materiais na sala de aula. Decoraram-nos com tampinhas e fitas de tecido. Ficaram giros e dão muito jeito!

SUMA (Serviços Urbanos e Meio Ambiente) NA CONSTRUÇÃO DE UM AMBIENTE MELHOR Campanha de sensibilização - “NADA SE PERDE TUDO SE TRANSFORMA” Durante os meses de Fevereiro e Março as EB do 1º Ciclo tiveram a visita de um elemento da equipa SUMA, que trazia como missão a sensibilização da comu-

As crianças aderiram em massa a esta actividade e plantaram sementes de girassol, individualmente e colectivamente na horta escolar.

NOTÍCIAS ON

5


1º CICLO HIGIENE ORAL PROJECTO DE PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE E EDUCAÇÃO No sentido de sensibilizar as crianças para uma prática diária de hábitos de higiene oral, a enfermeira Sara Castro dirigiu-se às escolas do 1º ciclo, nomeadamente aos 2º e 4º anos de escolaridade. Esta visita teve como objectivo facilitar o conhecimento da saúde oral, directamente relacionada com a saúde dos dentes e a alimentação das pessoas, numa perspectiva de melhorar a saúde de todos. A visita decorreu num ambiente harmonioso, facilitador de aprendizagens e de desenvolvimento pessoal e social para todos, proporcionando espaços de partilha e de convívio saudável.

com base num melhor conhecimento dos cuidados de saúde, na construção da própria autonomia e na produção e partilha de saberes. Os alunos ouviram a palestra da enfermeira, visualizaram o filme “Dr. Dentolas”, e colocaram questões à enfermeira Sara, a qual respondeu prontamente, tentando, tanto quanto possível, usar uma linguagem adequada à faixa etária dos alunos. No final, mostrou aos alunos como se deve usar, correctamente, o fio dentário e a escova dos dentes. Ofereceu também, ao 2º ano, o Kit de lavagem oral, composto por um copo, uma escova e pasta dentífrica que deixou os alunos fascinados.

HIGIENE ORAL

Promoveu a educação para a cidadania

HIGIENE ORAL

ENCONTRO COM O ESCRITOR

ENCONTRO COM O ESCRITOR JOÃO MANUEL RIBEIRO No dia 3 de Fevereiro, os alunos do 1.º e 2.º ano participaram no encontro com o escritor João Manuel Ribeiro. Prepararam este encontro, estudando previamente algumas obras do autor e elaboraram diversos trabalhos. O primeiro ano representou a canção das vogais, AEIOU, da obra “Sopa de Letras”, com a ajuda dos professores titulares e dos professores das AEC’s (Actividades Extra Curriculares). Também abordaram a obra “Poemas da Bicharada”, fazendo ilustrações dos seus poemas e compilando-as num livro.

ESCRITOR JOÃO MANUEL RIBEIRO

6

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAJÕES

O segundo ano elaborou dois livros de adivinhas à semelhança da obra “Alfabeto de Adivinhas”, com pesquisa, recolha e criação de adivinhas. Produziram um

cartaz ilustrado com palavras significativas alusivas à obra “A Menina das Rosas”. Preparam a declamação de alguns poemas da obra “Poemas para Brincalhar”. Neste encontro o escritor apresentou alguns dos seus livros, contou histórias da sua infância e explicou o significado de alguns dos seus poemas. No final, autografou os livros adquiridos pelos alunos. Este dia foi muito agradável e proveitoso visto que promoveu o gosto pela leitura, permitiu conhecer a vida e obra do autor e ainda fomentou a interdisciplinaridade.


1º CICLO

DIA DA ASTRONOMIA

DIA DA ASTRONOMIA 2010/11 PLANETÁRIO MÓVEL Tendo em vista a comemoração do Dia da Astronomia 2010/11 e o alargamento dos conhecimentos dos alunos, as turmas do 4.º ano, dirigiram-se à Escola Básica e Secundária de Fajões, no dia 11 de Fevereiro, do presente ano. Chegados à Sede do Agrupamento, foram encaminhados ao pavilhão desportivo, onde se encontrava o planetário móvel. Entraram e apreciaram o “espectáculo de constelações” que lhes estava destinado.

VISITA AOS LABORATÓRIOS

dizagem, ao mesmo tempo, que lhes foi possível mostrar conhecimentos adquiridos anteriormente, nas aulas de Estudo do Meio, aquando da aprendizagem do Sistema Solar. Os alunos manifestaram imenso interesse e motivação nesta actividade, por isso, foi muito bem sucedida.

Foi uma actividade que motivou imenso os alunos, uma vez, que havia feedback entre eles e o professor responsável. Deste modo, os alunos sentiram-se intervenientes activos na sua própria apren-

DIA DA ASTRONOMIA

VISITA AOS LABORATÓRIOS DA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE FAJÕES Durante o mês de Fevereiro as turmas do 4.º ano deslocaram-se aos laboratórios da Escola Básica e Secundária de Fajões. Esta actividade começou com uma visita guiada às instalações e respectiva explicação das regras do laboratório. De seguida, os alunos realizaram diversas experiências. Seguidamente, passaram para o segundo, no qual, observaram no microscópio óptico, microrganismos existentes numa infusão e visualizaram a confecção de iogurtes.

Fomentar as actividades experimentais no 1.º Ciclo; - Demonstrar que a parte experimental em Ciências pode/deve ser desenvolvidas pelos próprios alunos; - Motivar o interesse dos alunos pelas Ciências em geral e pelas Ciências Físico-Químicas e Ciências Naturais em particular; - Estimular a capacidade de observação e o espírito crítico dos alunos.

A visita aos laboratórios da EBS de Fajões teve como objectivos principais: Missão em Moviment VISITAPossível AOS LABORATÓRIOS

- Incrementar a articulação entre ciclos e a cooperação entre docentes; NOTÍCIAS ON

7


DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

Departamento CSH

PARLAMENTO DOS JOVENS 2011 O programa “Parlamento dos Jovens” é organizado pela Assembleia da República, em colaboração com outras entidades, com o objectivo de promover a educação para a cidadania e o interesse dos jovens pelo debate de temas de actualidade. A nossa escola participou pelo segundo ano nesta iniciativa e debateu ao nível do ensino básico o tema “Violência em meio escolar” e no ensino secundário “Que futuro para a educação?”. Fomos apurados para a fase distrital (Anadia – 14 e 15 de Março) em ambos os ciclos de ensino e contámos com uma participação entusiasta por parte dos nossos alunos. Apesar da hora matinal, foi com confiança e num ambiente salutar que os nossos jovens deputados se dirigiram ao

Cineteatro de Anadia. Pelo caminho juntaram-se a eles os colegas de Carregosa, imbuídos do mesmo espírito. O convívio dos dois grupos potenciou um clima positivo e promoveu novo debate em volta das medidas destinadas a combater a violência no contexto escolar. Os trabalhos decorreram com celeridade. As intervenções dos nossos deputados revelaram elevado sentido de responsabilidade, demarcando-se dos restantes grupos que preferiram promover a polémica e o jogo de bastidores. Embora não tivessem sido apurados para a fase nacional, os nossos alunos alcançaram uma votação honrosa e demonstraram a vivacidade própria dos cidadãos empenhados em construir um futuro mais promissor.

DIREITOS HUMANOS No passado dia 10 de Dezembro os professores de EMRC e Geografia assinalaram mais um aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos com uma exposição de trabalhos elaborados pelos alunos que frequentam o 6º, o 9º ano e os Cursos Profissionais que esteve patente na Becas. Com esta exposição pretendeu-se sensibilizar e recordar a toda a comunidade a urgência de formar pessoas justas e que nos ajudem a acreditar numa sociedade onde exista um verdadeiro respeito pela dignidade e igualdade da vida humana.

BRUNO VALENTE, 9ºD

8

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAJÕES


DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS Realização de um poema sobre Direitos Humanos ou violação dos mesmos em Formação Cívica (selecção) Miguel Oliveira Nº19 - 9A

Kateryne Vodovska Nº15

Tanto sofrimento no mundo Em que um indivíduo moribundo Aguenta até ao último suspiro Para contar como sofre de um tiro.

Os direitos são p’ra todos, Cada um tem d’os cumprir. Mas há sempre os «maiores» Que se recusam, e põem-se a rir.

De uma guerra Sem solução aparente Com marginais na frente E com disparos no escuro.

É lamentável haver desrespeito. Há violadores e violados, Em que os últimos são sempre os mal tratados E muitas vezes os culpados.

Jovem Muhammed reza a Alá Velhos cristãos sentem-se ofendidos Membros de muitas religiões são renegados E o dia de hoje torna-se instável e fraco

Todos somos amigos E todos temos coração. Não somos diferentes uns dos outros Pela raça ou pela acção, Pois comemos todos o mesmo PÃO.

Como resolver este enigma? Fazer com que a religião, pobreza e cor, Sejam, para sempre, um antónimo de dor… Como encaixar o respeito Pelo direito dos humanos Na mente de cada um? Este denominador comum Ainda há-de de ser revelado.

ANDRÉ MONTEIRO 9.º B

HENRIQUE BASTOS 9.º B

OLIMPÍADAS DO AMBIENTE A Água é o tema central da 16.ª edição das Olimpíadas do Ambiente, iniciativa dirigida a todas as Escolas do país. Este concurso é composto por três modalidades de participação, que desafiam os alunos a testar os seus conhecimentos sobre o ambiente e a sustentabilidade. No presente ano lectivo, a nossa Escola apresentou a sua inscrição nas modalidades “Ambiente à Prova – categoria júnior” e “ Ambiente e Arte”. Na primeira eliminatória do “Ambiente à Prova”, realizada no dia 16 de Dezembro de 2010 participaram 67 alunos, de 71 inicialmente inscritos. A publicação, dos resultados nacionais, foi divulgada no dia 8 de Fevereiro de 2011 tendo sido apurados quatro alunos da nossa Escola para a segunda eliminatória nacional: Tiago Azevedo (classificado entre os 200 melhores alunos do país) e Bruno Valente

do 9.ºD, Celeste Oliveira do 9.º A e Marta Silva do 8.º A. A segunda eliminatória, foi realizada no dia 22 de Fevereiro. A lista dos participantes e os vencedores da primeira eliminatória encontram-se publicados na página do agrupamento. A final nacional será realizada pelos 25 melhores resultados a nível nacional, no Algarve, na cidade de Faro, entre os dias 28 de Abril e 1 de Maio de 2011. Para qualquer esclarecimento poderá ser consultado o site oficial das Olimpíadas em www.esb.ucp.pt/olimpiadas. A modalidade “Ambiente e Arte” desafia as escolas a criar o cartaz de divulgação da próxima edição das Olimpíadas do Ambiente (2011/2012). O projecto final enviado contou com o apoio dos alunos inscritos no Clube de Desenho Criativo, coordenado pelo professor Nuno Pinto. O grupo de Geografia

NOTÍCIAS ON

9


DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS CLUBE DE MATEMÁTICA

DESAFIO DO MÊS

Este Clube permite que de uma forma descontraída e lúdica seja estimulado o gosto pela Matemática rentabilizando os tempos livres dos alunos.

Esta é uma actividade realizada em sala de aula e é destinada a todos os alunos do 2º e 3º ciclo. O seu grande objectivo é desenvolver estratégias de resolução de problemas e da comunicação. Neste momento os alunos com melhor pontuação são: Ana Reis, Bruno Santos, Mariana Pereira(5ºA); Diogo Abel Santos, Pedro Pinho(5ºB); Mário Oliveira(5º C); Diana Pinho, Eduardo Silva, Marta Tavares(5º D); Sérgio Silva(7º C); Ricardo Tavares(8º A); Mariana Tavares(8ºB); Celeste Oliveira, Miguel Oliveira(9º A); Henrique Bastos(9º B) e Andreia Pinho, Tiago Rodrigues(9º D).

Estes, também podem frequentar o clube para treinar para as diferentes actividades dinamizadas pelo grupo de matemática, tais como o Pmate, Jogo do 24 e o Campeonato Escolar de Jogos Matemáticos.

CLUBE DA MATEMÁTICA

MATPAPER 2º CICLO

OLIMPIADAS DE QUIMICA + No passado dia 12 de Março, os alunos do 10º A foram à Universidade de Aveiro participar nas Olimpíadas de Química, acompanhados pela professora Teresa Ravara. Os alunos empenharam-se muito na prova que teve a duração de 90 minutos. De seguida, o almoço ocorreu numa cantina da Universidade. Da parte da tarde, assistiram a uma apresentação muito interessante e divertida sobre “Química e Materiais”. No final do dia, realizou-se ainda uma visita à cidade de Aveiro. OLIMPÍADAS DE QUÍMICA JÚNIOR No dia 3 de Março, decorreu na nossa escola a 1ª fase de selecção dos alunos do 9º ano que nos irão representar nas “Olimpíadas de Química Júnior”. Os alunos foram submetidos a uma prova escrita, organizados em equipas de 3 elementos. Participaram 12 alunos do 9ºano, Ana Lúcia Pinho, Catarina Fonseca, Celeste Oliveira e Helena Pinho, da turma A, Henrique Bastos e Amaro Martins, da turma B e Andreia Pinho, Bruno Valente, Bruno Santos, Daniela Santos, João Marques e Tiago Rodrigues, da turma D. Os alunos do 9º B tiveram um melhor desempenho e irão representar a escola na 2ª fase, a realizar no dia 2 de Abril na Faculdade de Ciências do Porto.

MATPAPER DO 2º CICLO

VIAGEM ÀS ESTRELAS

No dia 2 de Março de 2011 realizou-se o MatPaper do 2º ciclo. Esta actividade era constituída por 12 etapas, em 12 postos diferentes com a coordenação do 10ºB Curso de Informática e Gestão, e a colaboração dos alunos do 10ºA e 11ºA.

No dia 11 de Fevereiro, 140 alunos dos 4º e 7º anos embarcaram numa nave espacial (Planetário Móvel) rumo às Estrelas. Outras viagens acontecerão no seu percurso escolar, capitaneadas por estes e por outros professores, que permitirão um tratamento diferenciado das temáticas desenvolvidas dentro da sala de aula.

O MatPaper superou todas as expectativas. Parabéns aos EUFÓRICOS 6ºC (Henrique Silva nº9, Diogo Oliveira nº7 e Manuel Almeida nº14). VISITA A UNIDADE DE SAÚDE FAMILIAR (USF) NORDESTE As turmas do 9º ano tiveram oportunidade de visitar a Unidade de Saúde Familiar (USF) Nordeste, que é responsável pela prestação de cuidados de saúde primários à população das freguesias de Cesar, Fajões e Carregosa. A visita inseriu-se no âmbito de Ciências Naturais e foi desenvolvida com a colaboração do PESES. Durante quatro sessões, a USF abriu pela primeira vez as suas portas aos nossos alunos, dando-lhes a conhecer as suas instalações e serviços. Os alunos tiveram a oportunidade de dialogar com médicos e enfermeiros “de família”, sobre assuntos relacionados com a saúde individual, nomeadamente com a sexualidade. Foi importante o facto dos nossos jovens ficarem a saber que serão bem recebidos pelos profissionais de saúde da USF, sempre que tiverem um problema ou simplesmente quando queiram desabafar ou esclarecer uma dúvida, sendo-lhes também garantido o devido sigilo. “Foi uma visita de estudo agradável e que contribuiu para nos enriquecer e nos fez começar a preocupar com as coisas do dia-a-dia (...) acho que nenhum de nós sabia bem o porquê da existência daquela instituição.” Joana Sá, 9ºA.

10

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAJÕES

A todos, Boas Viagens e Boas Aprendizagens!

OLIMPÍADAS DA QUÍMICA

VISITA A UNIDADE DE SAÚDE FAMILIAR (USF)


DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MISSÃO POSSÍVEL EM MOVIMENTO... MESMO!! Na tarde do dia 23 de Fevereiro, na sede do Agrupamento, realizou-se a primeira missão de divulgação de Ciência com os alunos do 4º ano das escolas EB Fajões, EB Macieira e EB Cesar. A organização da actividade foi da responsabilidade dos alunos do 7º e 9º anos com o apoio dos professores de Ciências Naturais e de C. Fisico-Químicas. Os alunos do 9º D, envolvidos no Projecto “Biodiversidade invisível – um outro olhar!”, candida-

to ao prémio da Fundação Ilídio Pinho, apoiaram e permitiram o contacto com a biodiversidade microbiológica por parte dos mais pequenos. Os alunos do 7º ano realizaram uma apresentação das regras de segurança e do material existente num laboratório. Joana Sá, 9ºA. MISSÃO POSSÍVEL EM MOVIMENTO

MISSÃO POSSÍVEL EM MOVIMENTO

JÁ SOMOS UMA ESCOLA PRESSE Uma escola PRESSE é aquela que se encontra a desenvolver o Programa Regional de Educação sexual e o inclui no seu projecto educativo. O PRESSE apoia a implementação da educação sexual nas escolas de uma forma estruturada e sustentada, envolvendo um trabalho conjunto entre profissionais de saúde escolar e professores. Este programa visa as seguintes finalidades: contribuir para a diminuição de comportamentos de risco e para o aumento dos factores de protecção em relação à sexualidade, dos alunos da região Norte; contribuir para a inclusão nos projectos educativos e nos currículos das escolas da Região Norte, de um programa de educação sexual estruturado e sustentado. Presentemente está a decorrer na nossa escola uma acção de formação PRESSE sobre educação sexual para professores, abrangendo um total de 35 do nosso agrupamento. Pretende-se assim que o tema da sexualidade seja objecto de uma intervenção pedagógica estruturada e intencional, assumida pelo Agrupamento e por todas as parcerias que nela intervêm, directa ou indirectamente, numa vertente educativa que abrangerá toda a comunidade escolar.

GAIA

ESCOLA ELECTRÃO

Gabinete de Apoio e Intervenção ao Aluno - é um gabinete de apoio e informação ao aluno, onde há um atendimento personalizado, garantindo SEMPRE o anonimato e a confidencialidade. A equipa é constituida por professores, uma enfermeira, uma psicóloga e uma assistente social, capazes de ouvir, tratar ou encaminhar, todos os assuntos ligados à saúde em geral e à vida afectiva e social.

A nossa escola tem a honra de, pelo segundo ano consecutivo, participar no projecto “Escola Electrão”. Podem ser entregues equipamentos eléctricos e electrónicos (REEE), tais como, frigoríficos, torradeiras, telemóveis, computadores, rádios, berbequins, brinquedos eléctricos… O período de recolha decorrerá entre os dias 11 e 31 de Março de 2011. Os resultados práticos desta acção medem-se pela quantidade de REEE (resíduos de equipamentos elétricos e electrónicos).

O gabinete está aberto a alunos, professores, encarregados de educação e outros membros da comunidade educativa, não só para disponibilizar informação, e esclarecer dúvidas, mas também para partilhar ideias, ajudar a tomar decisões e nalguns casos, se necessário, orientar o encaminhamento para outros apoios exteriores à escola.

O ambiente conta com a sua energia!!!

Contactos / Informações: gaia@agrupamento-fajoes.pt ; blogue PESES; Director de Turma

NOTÍCIAS ON

11


DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES Os grupos de Educação Visual e Tecnológica e Educação Visual têm vindo a promover um ciclo de exposições na escola. A necessidade de divulgar é determinante para promover a cultura de uma qualidade visual e estética, partilhando essas experiências sensoriais com toda a comunidade, constituindo assim uma experiência comum. Reúnem o espólio de trabalhos que vão sendo desenvolvidos e criados em situação de aula dando visibilidade a exercícios visuais de desenho e pintura que resultam da aplicação e exploração de diversos materiais riscadores.

CONCURSO “ SIM, O NATAL É AMARELO” Os professores de Educação Visual e Tecnológica e Educação Visual informam que a àrvore a concurso de âmbito nacional, da nossa escola, obteve o 15º lugar num universo de 300 participantes. Saúdam-se todos aqueles cuja ajuda foi determinante na concepção deste projecto. O nosso muito obrigado!

CICLO DE EXPOSIÇÕES

TEATRALIDADE DAS MÁSCARAS O uso da máscara é remoto e está intimamente ligado à actividade humana. Não é portanto unicamente usada no Carnaval. Muitas vezes, foi usada para rituais sagrados ou profanos. O pluralismo das suas formas e materiais depende da travessia mundial transfigurando-se conforme os hábitos e costumes dos povos. No teatro a máscara assume uma riqueza diversa correspondente ao personagem que cada actor pretende dramatizar e/ou mimetizar. As máscaras constituem uma fronteira entre o que pretende ser e simultaneamente esconder, quase que estabelecendo uma verosimilhança à alegoria da caverna de Platão. No contexto das disciplinas de Educação Visual e Tecnológica/Educação Visual o mote para este trabalho foi especificamente o Carnaval e o Teatro, contudo as 12

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAJÕES

temáticas desenvolvidas foram diferentes no segundo e terceiro ciclos. As técnicas experimentadas implicaram o uso de papel e gesso. Depois de projectadas as soluções, ao nível da forma e cor, iniciou-se a sua aplicação prática. Recorrendo a situações de modelação e moldagem os objectos foram tomando a forma de um rosto tridimensional. Paralelamente foram privilegiadas regras básicas de segurança e higiene durante o trabalho como contributo de qualidade para a solução final. A paleta de cores foi emergindo nas máscaras atribuindo um personagem fidedigno a cada um dos trabalhos. Na nossa escola esteve patente uma pequena mostra, no entanto a exposição estará patente no centro comercial 8ª avenida, em São João da Madeira no final do mês de Março, reunindo cerca de 100 trabalhos dos alunos.


DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES

OS CABEÇUDOS Para a actividade de Carnaval no âmbito da disciplina de E.V.T o professor Vítor e o professor João ajudaram-nos a fazer cabeçudos. Primeiro, começaram por nos explicar como se fazia a estrutura do boneco e depois como o íamos revestir. Disseram-nos também qual o material que devíamos utilizar para a sua realização. De seguida, os professores e a turma escolheram um tema que foi “Extra – Terrestres” e assim com imaginação criámos esboços de bonecos engraçados que tivessem a ver com este tema. Após algumas aulas, já com os esboços dos bonecos feitos, escolhemos aquele que gostávamos mais e desenhámo-lo numa folha A3.

Quando terminámos, os professores decidiram que iríamos utilizar os grupos de Área do Projecto para assim escolhermos entre nós um boneco e depois o construirmos. O nosso grupo teve a ideia de juntar os 5 bonecos e dos 5 formarmos apenas 1. Assim fizemos. Aproveitámos a boca do boneco da Joana A., a forma da cabeça do boneco do Gonçalo, as orelhas do boneco da Cidália, o nariz do boneco do João, a crista do boneco do Diogo e assim sucessivamente. Depois de formado o nosso novo boneco começámos a dar forma a uma rede para fazer a estrutura. Quando já estava construída revestimos com jornais, os quais passávamos primeiro por cola branca misturada com água morna. Depois de estar toda revestida de jornal, utilizámos rolos de cozinha também «un-

tado» com cola branca e água morna. Na aula seguinte todos trouxemos trinchas e pincéis para a começarmos a pintar. Já estava o boneco pronto quando os professores disseram para escrevermos numa pequena folha, alguns dados sobre o nosso boneco. Demos-lhe idade e um nome que foi Biocrista, pois tinha uma crista. Pusemos-lhe defeitos e qualidades e incluímos na lista a sua alimentação e locomoção. E mesmo no final envernizámo-lo para ele ficar brilhante. Na aula seguinte, fomos expor os nossos lindos bonecos pela escola, para que todos os alunos pudessem observar e admirar as nossas obras-primas. Trabalho realizado por Cidália, Diogo, Gonçalo, Joana A. E João EVT 6ºB

OS CABEÇUDOS

NOTÍCIAS ON

13


DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS «TRADITIONS DE NOËL» A actividade «Traditions de Noël» levada a cabo na época natalícia, teve como objectivo o conhecimento da diversidade cultural entre Portugal e os países francófonos. A referida actividade revelou-se profícua e do agrado dos alunos, como se vê pela foto: não faltaram postais com mensagens em Francês. Parabéns aos alunos! “TRADITIONS DE NOEL”

Como já vem sendo hábito, uma vez mais, a nossa escola celebrou, de forma divertida e com imenso empenho, a actividade proposta pelo grupo de Francês. Tivemos, nesse dia, o prazer de receber, na nossa escola, a visita do Senhor Presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis. Esperamos que tenha gostado dos crepes!

Nos dias 2 de Fevereiro e 2 de Março decorreram as 1ª e 2ª fases do concurso «Saber+ em Português».

Um agradecimento muito especial aos alunos do CEF de Barman, pela imensa ajuda prestada. Aos restantes alunos resta-nos agradecer o apoio e o carinho com que abraçam as actividades propostas pelas docentes.

14

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAJÕES

Esta actividade, dinamizada pelos professores de Português e de Língua Portuguesa que visa promover o gosto e bom uso da língua materna, teve uma grande adesão por parte de todos os alunos da escola, em todos os níveis de ensino, num total de 210 alunos participantes. Aguardamos ansiosamente pela 3ª fase do concurso, a qual terá, certamente, o mesmo sucesso que as anteriores.

r

«SABER+ EM PORTUGUÊS»

tp

«VIVE LA CHANDELEUR !»

A A

“SABER+ EM PORTUGUÊS”

b ue

“VIVE LA CHANDELEUR!”

y

SABER +

EM PORTUGUÊS


DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS VISITA DE ESTUDO – 2.º CICLO IDA AO TEATRO: «A AVENTURA DE ULISSES», TEATRO RIVOLI – PORTO No dia 11 de Março de 2011, os alunos do 5.º e 6.º anos da Escola Básica e Secundária de Fajões participaram numa visita de estudo ao Teatro Rivoli, no Porto. Esta visita foi dinamizada pelo Grupo de Português do 2.º ciclo, no âmbito do estudo da obra «Ulisses», de Maria Alberta Menéres, na disciplina de Língua Portuguesa. Os alunos assistiram ao espectáculo «A Aventura de Ulisses», uma adaptação da «Odisseia» de Homero, promovido pela Cultural Kids e encenada por António Feio. Nesta peça de teatro, a «Odisseia» é encarada como um jogo, criado e controlado pelos deuses do Olimpo, os grandes programadores do mundo que, no final da guerra de Tróia, resolvem lançar novos desafios a Ulisses. O regresso

a Ítaca e o reencontro com a família são o objectivo final deste «jogo», em que se vão sucedendo as aventuras, dificuldades, tentações e vitórias com Ulisses e os Deuses envolvidos em excitantes disputas. Esta actividade teve como principal objectivo promover o gosto pelo teatro e pela especificidade do texto dramático, através do contacto directo com o espaço e os intervenientes no espectáculo teatral, proporcionando aos discentes uma experiência única e divertida, numa perspectiva cultural. O balanço desta actividade foi, portanto, muito positivo e será, certamente, uma iniciativa a repetir, no futuro. O Grupo de Português do 2.º ciclo agradece a todos os que tornaram possível esta experiência tão gratificante, que tanto agradou aos nossos alunos!

“A AVENTURA DE ULISSES”

NOTÍCIAS ON

15


A NOVA APOSTA FORMATIVA

A NOVA APOSTA FORMATIVA - CEF “EMPREGADO DE BAR” As instalações renovadas do Curso de Educação e Formação – CEF “Empregado de Bar”. Estas instalações são o ponto de partida para as novas ofertas formativas do agrupamento para o próximo ano de 2011/2012.

16

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAJÕES


CEF - EMPREGADO DE BAR

Cientes que este será um futuro para os nossos jovens o agrupamento de Fajões irá apostar nos cursos profissionais com ligação à hotelaria, restauração e turismo.

NOTÍCIAS ON

17


BECA’S FEIRA DO LIVRO Entre os dias 29 de Novembro e 10 de Dezembro, decorreu a Feira do Livro do Agrupamento de Escolas de Fajões. Estiveram representadas várias editoras e foi uma oportunidade óptima para adquirir livros. Foram organizadas visitas guiadas a todas as turmas do Agrupamento, desde o pré-escolar ao 11º ano. A comunidade local também teve oportunidade de vir à feira, em horário pós-laboral. Para os alunos do pré-escolar e 1º ciclo ainda houve um momento de leitura na BECAS, com a história “Um beijo para o Pai Natal” de Elisabeth Coudol.

FEIRA DO LIVRO

ANTÓNIO FONTINHA

LUÍSA FORTES DA CUNHA

ENCONTRO COM… ANTÓNIO FONTINHA

res, mas também os fez saltar na cadeira com momentos hilariantes.

No passado mês de Janeiro, os alunos da Escola Básica e Secundária de Fajões viveram momentos inesquecíveis com o contador de histórias António Fontinha

O contador agradeceu a forma calorosa como foi recebido e elogiou o trabalho dos professores na preparação da actividade. Os alunos aplaudiram e agradeceram os momentos bem passados.

Inserida na acção “Escola Activa”, do Projecto Educativo, e no âmbito da “Promoção da Leitura e Literacia”, da Biblioteca Escolar, esta actividade levou alunos e professores ao imaginário da Literatura de Tradição Oral Portuguesa. A criação do mundo, a família, o governo da casa, o valor da palavra, o diabo, a política, entre outros, foram os temas recorrentes nas histórias contadas por António Fontinha. António Fontinha, com o seu dom de comunicação, prendeu alunos e professo18

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAJÕES

Tal como referiu António Fontinha, “o importante é que estas acções sirvam para a valorização e preservação deste riquíssimo património, que é a literatura de tradição oral”. ENCONTRO ESPECIAL… COM LUÍSA FORTES DA CUNHA No passado dia 1 de Fevereiro, a escritora Luísa Fortes da Cunha, autora da conhecida colecção da Teodora, esteve na Escola Básica e Secundária de Fajões,

para um encontro com os alunos do 5º e 6º ano, a convite da BECAs (Biblioteca Escolar/Centro de Aprendizagens). Durante o encontro, a escritora pode verificar o interesse e conhecimento revelados pelos alunos. Estes foram-lhe colocando várias questões sobre as personagens, locais e histórias dos seus livros. Este “Encontro especial” foi um sucesso, pois a autora aguçou o apetite em relação aos seus outros títulos e, nesse próprio dia, eles desapareceram das estantes da biblioteca. “É muito simpática e explica muito bem o que quer dizer!”, foram as palavras finais que uma aluna dirigiu à escritora.


BIBLIOTECA ESCOLAR CONCURSO NACIONAL DE LEITURA As provas da primeira fase do Concurso Nacional de Leitura decorreram no início de Janeiro. Após a prova escrita, foram seleccionados 3 alunos por ano de escolaridade, para disputar a 2ª eliminatória, a prova oral. Os alunos apurados para a final distrital foram: CONCURSO NACIONAL DE LEITURA

- Ana Rita Almeida Marques (7º ano) - Marta Catarina Correia da Silva (8º ano) - Celeste Tavares de Oliveira (9º ano)

CONCURSO CONCELHIO DE LEITURA Os alunos que venceram a 1ª fase do Concurso Concelhio de Leitura e que irão representar o nosso Agrupamento na fase final, a decorrer na Biblioteca Municipal Ferreira de Castro, em 12 de Maio próximo, são: - Bernardo Pinho Martins (1º ciclo) - Sandra Torres Ferreira (2º ciclo)

SUPER LEITORES A BECAs premiou os alunos que requisitaram mais livros ao longo do 2º Período.

2º CICLO

JOANA RESENDE (5º B)

GIOVANNA BEZERRA (6º D)

3º CICLO

ANA MARQUES (7ºA)

SECUNDÁRIO

DIANA RODRIGUES (10ºA)

NOTÍCIAS ON

19


BECA’S CONCURSO “FAÇA LÁ UM POEMA” O 2º Prémio do 2º ciclo foi atribuído à | Escola Básica e Secundária de Fajões com o poema “A menina zangada”, da autoria de Marta Tavares, do 5º D. Para a comemoração do Dia Mundial da Poesia 2011, que se realizou no CCB, no dia 20 de Março, o Plano Nacional de Leitura e o Centro Cultural de Belém, numa iniciativa conjunta, lançaram um desafio às escolas, convidando-as a participar num Concurso de Poesia intitulado “Faça lá um poema”. Procurando incentivar o gosto pela leitura e pela escrita de poesia, o Agrupamento de Escolas de Fajões aderiu a esta iniciativa, tendo concorrido nos escalões 1º, 2º e 3º ciclos.

MARTA TAVARES

 

1º CICLO

3º CICLO

SE EU FOSSE UMA FADA

VIVER A VIDA

Se eu fosse uma fada Cabelo castanho teria Entre outras muitas cores O meu, o mais belo seria.

A minha família Foi sempre excelente Todos em conjunto Matamos uma serpente.

A vida é para se viver, Viver com alegrias, Viver com muito viver, Ficar por cá por muitos dias.

Vestia-me de brilhantes E com muitas cores Enfeitava o cabelo Com coroas de flores.

Com os meus amigos Era uma alegria Fazíamos festa De noite e de dia.

A vida é bela, Um misto de sentimentos; Um retrato numa tela Dos nossos melhores momentos.

Sapatos de tacão alto Cheios de magia Quando eu os calçasse No céu voaria.

Chamava-me Marta Ou fada Maria Onde eu estivesse Havia alegria.

Devemo-la aproveitar, Cada hora, cada minuto, cada segundo. A felicidade de cá estar, A viver neste mundo.

Teria umas asas Com muitos brilhantes Cheios de estrelas Muito cintilantes.

Num país cintilante Era onde eu vivia Havia estrelas E muita alegria.

O despertar de cada dia, Dá-nos força para viver, Viver com mais alegria, Até ao dia de morrer.

Com os meus poderes Punha todos a dançar Nunca me esquecia Era de cantar.

Marta Maria Moreira Ribeiro – 3º Ano EB Macieira de Sarnes

Inês Silva, Nº 15, 8ºA EBS Fajões

2º CICLO A MENINA ZANGADA Um dia na praia quando ia brincar perguntei a uma menina se queria jogar. Olhou para mim com um ar muito mau, e disse-me que para a próxima levava com um pau. Fugi a sete pés com medo da ameaça contei à minha mãe ela achou graça. Marta Sofia da Silva Tavares Nº 18, 5ºD EBS Fajões (Poema premiado) 20

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAJÕES


BIBLIOTECA ESCOLAR ALUNA DA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE FAJÕES RECEBE PRÉMIO DE POESIA NO CCB Com o poema “A menina zangada”, a aluna Marta Tavares, do 5º ano da EBSF, recebeu um prémio de poesia pela sua participação no concurso “Faça lá um poema”, promovido pelo PNL e pelo CCB. A entrega dos prémios aos doze alunos finalistas, três de cada nível de ensino, do 1º ciclo ao secun-dário, teve lugar no passado dia 20 de Março, integrada no programa da comemoração do Dia Mundial da Poesia, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa. A apresentação da cerimónia esteve a cargo de Margarida Pinto Correia e contou com a presença do Comissário do Plano Nacional de Leitura, Fernando Pinto do Amaral, que, no final da cerimónia, deu os parabéns à Marta.

ENTREGA DE PRÉMIOS

SUGESTÕES DE LEITURA: ALBERTO NO PAÍS DOS EXCESSOS

Alberto tem uma conversa com a avó sobre a importância do exercício físico e da alimentação saudável. À noite, os sonhos levam-no até um lugar onde as casas são hambúrgueres, as salsichas caem penduradas das árvores e há pizzas por todo o lado... Arrepiante! FERNANDES, Cidália – Alberto no país dos excessos. Maia: Livro Directo, 2009, il.+CD, ISBN: 9789898031358

MIGUEL CONTRA-ATACA

OS CANTOS

Miguel, o rapaz mais velho dos 7 irmãos, está a braços com muitos problemas inesperados: a Inês aproxima-se sem razão aparente; a Rita está magoada com as suas atitudes e batotas; o Zeca, o amigo surfista, apanha uma onda errada, gerando uma outra onda gigante de solidariedade e entreajuda. Como se não bastasse, agora no final do 11º ano, as notas começam a descer e o estágio de futebol, no Porto, fica comprometido. No meio destas aventuras, que marcam o seu dia-a-dia, a Maria regressa dos Estados Unidos, depois de um ano de ausência, e vem muito diferente! Irá perder o desafio e deixar-se vencer pelas adversidades da vida? Ou será ele capaz de se lançar num poderoso contra-ataque?

Descendente de uma ilustre família açoriana, José do Canto apaixonou desde logo Maria Filomena Mónica que lhe dedica a obra que já classificou como o «livro da sua vida». Nascido em 1820, José do Canto era, no sentido próprio do termo, um ‘vitoriano’. Apesar de natural de São Miguel e não de Inglaterra, a sua cultura era cosmopolita, sem no entanto jamais deixar de ter saudades da neblina, do mar e das laranjeiras da sua ilha - que queria perfeita. Foi por isso que a deixou e, por isso, que, muitos anos passados, a ela voltou. Nesta obra biográfica, Maria Filomena Mónica conta a história desta família em várias gerações, num retrato vivido e apaixonante de uma época.

CARVALHO, Maria João Lopo de; SANTOS, Margarida Fonseca – Miguel contra-ataca. Alfragide: Oficina do Livro, 2011. ISBN: 9789895555697

O nosso trabalho pode ser acompanhado através de: url: http://biblioteca.agrupamento-fajoes.pt/

MÓNICA, Maria Filomena – Os Cantos: a tragédia de uma família açoriana. Lisboa: Aletheia, 2010. ISBN: 9789896222758 (Sugestão de leitura da Educadora Rosa Maria Lima)

O Blogue da BECA’s: http://www.becasfajoes.blogspot.com/ Podem ainda contactar-nos: biblioteca@agrupamento-fajo-

NOTÍCIAS ON

21


ENTREVISTA AO DR. CARLOS COSTA Que funções desempenha o governador do Banco de Portugal? O Governador, que preside ao Conselho de Administração, trabalha em equipa e com uma equipa: com os seus colegas do Conselho, claro, com os Directores dos Departamentos e, em última análise, com todos os colaboradores do Banco. Esta é a minha perspectiva do trabalho numa organização: o trabalho em equipa. De resto, as funções do Governador estão bem descritas na Lei Orgânica do Banco. O Governador é ainda membro do Conselho de Governadores e do Conselho Geral do Banco Central Europeu. Também representa e actua em nome do Banco de Portugal junto de instituições nacionais ou estrangeiras. Era este o seu sonho? Ou gostava de exercer outro cargo?

No âmbito da disciplina de Área de Projecto, um grupo de alunos do 9ºA, realizou um trabalho de pesquisa sobre personalidades de destaque da região, elaborando a seguinte entrevista. Carlos da Silva Costa é economista, natural de Cesar e o actual Governador do Banco de Portugal. Há quanto tempo é governador do Banco de Portugal? Tomei posse do cargo no dia 7 de Junho de 2010, ou seja, ainda não completei um ano à frente da Instituição. Mas têm sido uns meses enriquecedores e desafiantes. Como é ser governador do Banco de Portugal? Ser Governador do Banco de Portugal é para mim uma honra. O Banco de Portugal é uma instituição portuguesa muito competente e respeitada. A sua longa história – completa este ano o seu 165º aniversário – é de serviço ao País. Em momentos cruciais da nossa vida social, económica e financeira, o Banco de Portugal esteve sempre à altura dos desafios. Naturalmente, a sua missão e funções são muito diferentes das que tinha aquando da sua fundação, em 1846. Curiosamente, foi também num período de grandes dificuldades no País. Mas a honra que eu sinto é maior por o meu mandato decorrer num momento particularmente exigente, com os problemas e dificuldades conhecidos, quer no plano nacional quer internacional. Hoje, o Banco de Portugal faz parte do Eurosistema, que reúne os bancos centrais nacionais dos países do euro e o Banco Central Europeu e, nesse contexto, tem como funções principais a manutenção da estabilidade de preços e da estabilidade do sistema financeiro nacional, na sua qualidade de supervisor do sistema bancário. Mas a lista das suas funções e dos serviços que presta ao público e às empresas é grande. Destaco algumas. É também o banco emissor, ou seja, produz e emite notas de euro e coloca em circulação a moeda metálica. Cabe-lhe igualmente regular e fiscalizar o funcionamento dos sistemas de pagamentos, para que estes sejam eficientes, rápidos e seguros. O exemplo disso é o sistema Multibanco, um dos mais avançados do mundo. Além disso, é uma entidade estatística nacional, pois recolhe e produz estatísticas sobre a economia e o sistema financeiro português. Regularmente, o Banco elabora estimativas e previsões para a evolução dos principais indicadores macroeconómicos. Quanto aos serviços do Banco, a Central de Responsabilidades de Crédito, por exemplo, é um dos mais conhecidos, dada a sua enorme utilidade para os particulares e empresas, para as instituições que fornecem crédito e também para o próprio Banco de Portugal. Outro dos seus serviços relevantes ao público é o Portal do Cliente Bancário, que disponibiliza informação muito útil sobre os produtos e serviços financeiros oferecidos pelas instituições de crédito. Por tudo isto, ser Governador do Banco de Portugal é uma honra e uma grande responsabilidade.

22

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAJÕES

No decurso da minha vida profissional, tive a felicidade de ter sido convidado para desempenhar tarefas que nesse momento se encaixavam na minha trajectória de realização pessoal e profissional e que, além disso, representavam desafios que não poderia deixar de aceitar. Cada um destes desafios foi determinante para que fosse posto perante o desafio seguinte. Por isso, todos eles foram marcos muito importantes e experiências profissionais muito gratificantes. Ser Governador do Banco de Portugal constitui mais um desafio irrecusável, dadas a natureza das funções e a natureza da Instituição. Como foi o seu percurso escolar? Fiz a escola primária em Cesar, o ensino secundário na Escola Industrial e Comercial de Oliveira de Azeméis, o ensino médio (curso de contabilista) no Instituto Comercial do Porto e a licenciatura de economia na Faculdade de Economia da Universidade do Porto. Desde o final da escola primária, fui bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. Houve alguém ou algo que o marcou durante o seu percurso escolar? Quem/O quê? Porquê? Todos nós somos o produto das interacções pessoais, primeiro com a família e, depois, com os colegas de escola e de trabalho, com os amigos que vamos fazendo ao longo da vida e, em parti-

cular, com os professores. Todos eles nos marcam. Como dizia um sociólogo, inculcam em nós formas de ver e de estar, aspirações e padrões éticos e de comportamento que, de tão enraizados que estão, julgamos inatos. Somos como uma esponja, que absorve tudo mesmo quando se observa um processo de aparente diferenciação/rejeição. Absorve-se, assim, uma segunda matriz, que se funde com aquela que se trouxe de casa e que, desse modo, vai condicionar as fases seguintes. Nesse processo são determinantes os professores: em particular, os modelos de realização pessoal e profissional e, de uma forma mais geral, o “imaginário” que eles, de modo tácito, nos transmitem. São os professores que determinam as aspirações, a a maneira como medimos o sucesso, a generosidade, o esforço e a determinação necessária para atingirmos os objectivos que nos animam. Em suma, quem me marcou foram, em primeiro lugar, os professores, mesmo com as suas singularidades, e, depois, os colegas que me rodearam.


GOVERNADOR DO BANCO DE PORTUGAL Qual a altura mais importante da sua vida? Todos os momentos foram importantes, particularmente os momentos de acaso, em que, inesperadamente, vislumbramos um horizonte, uma paixão, um ponto de interesse de que nem sequer suspeitávamos. Todavia, a cada momento, o mais importante é o que vem a seguir, o que nos vai pôr à prova uma vez mais, porque nada está adquirido. Sendo natural de Cesar, uma zona rural, foi-lhe fácil chegar a um cargo tão importante? Não sou caso único do ponto de vista da carreira, nem Cesar é mais rural ou mais remoto do que os lugares de origem de muitas pessoas que admiro e que aceitaram desafios tão ou mais relevantes do que aquele que me foi feito. Revendo todos estes casos, penso que os factores determinantes destas carreiras foram a visão e o espírito de sacrifício das famílias, que apostaram na educação dos seus filhos, os valores que transmitiram, nomeadamente o valor do trabalho, e o princípio de que o “caminho se faz caminhando”, isto é, que é fruto do esforço e dos resultados que se vão alcançando. Duas últimas questões acerca do estado do nosso país: Que conselho dá aos Portugueses ao nível da poupança, neste tempo de crise?

Nas minhas intervenções públicas, desde que assumi estas funções, tenho sempre chamado a atenção para a necessidade de promover a poupança interna. É importante perceber que a poupança interna, no País, é imprescindível para fazer face às necessidades de financiamento do Estado, das empresas e das próprias famílias. Não há crédito, não há investimento, não há desenvolvimento da economia se não houver capacidade de financiamento. E um país, tal como uma família, não pode endividar-se indefinidamente a um ritmo superior ao do rendimento que gera. Em determinado momento, o acesso ao crédito externo torna-se mais caro e mais difícil, sobretudo quando a concorrência pelo financiamento externo aumenta e os financiadores não querem correr tantos riscos. É o que está a passar-se com a nossa economia: como não conseguimos poupar internamente o suficiente para satisfazer as necessidades de financiamento do Estado, das empresas e das famílias, estamos muito depen-

dentes do financiamento externo num momento que os financiadores se interrogam sobre se conseguiremos, a médio prazo, suportar o nosso nível de endividamento público com a riqueza que produzimos. E como temos dificuldades em obter crédito no exterior, isso tem impacto negativo sobre os portugueses, sobre a economia, o emprego, etc. Torna-se necessário, pois, promover a poupança, incentivar os portugueses a pouparem. E, ao mesmo tempo, os bancos têm de fazer o seu papel na atracção das poupanças dos portugueses. Um dos factores imprescindíveis para sairmos da actual situação é precisamente aumentar a poupança. Que perspectiva tem para o futuro económico do nosso país e no seio da União Europeia? Temos certamente alguns grandes problemas em mãos que é preciso resolver. Todos os dias ouvimos falar, na rádio e na televisão, da dívida e da consolidação orçamental, do défice e do Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC). Repor a sustentabilidade das finanças públicas, isto é, um nível de dívida ajustado à produção de riqueza do nosso país, é uma necessidade imperiosa para o nosso futuro. Trata-se de um processo que vai implicar sacrifícios, mas que é condição necessária do processo de desenvolvimento económico sustentado que promova o emprego e o aumento do rendimento dos portugueses. Todavia, tratando-se de uma condição necessária, ela não é suficiente. São necessárias reformas adicionais, as chamadas “reformas

estruturais”, que nos permitam produzir mais e melhor, gerando mais valor e mais emprego. É isto que se pretende dizer quando se diz que necessitamos de uma economia mais competitiva: uma economia que faça face à concorrência internacional, gerando mais valor acrescentado, pagando maiores salários e criando mais emprego; uma economia que se distinga pela sua capacidade de inovar e, dessa forma, conquistar mercados. Uma economia que faça da qualidade dos seus recursos humanos a sustentação do próprio processo de desenvolvimento. Isso significa uma economia capaz de absorver conhecimentos e de produzir novos conhecimentos. Este é um enorme desafio que envolve trabalho, reflexão e estudo. É um desafio que tem de ser ganho a partir da escola. É aí que cada um de vós está a construir o futuro do nosso País. Essa é a vossa contribuição para a mudança. A intensidade e a qualidade da vossa aprendizagem são a chave do bem-estar futuro. NOTÍCIAS ON

23


DESPORTO ESCOLAR A nossa escola está sempre em movimento! Aqui ficam algumas fotografias das diversas actividades que têm acontecido, umas mais de cariz interno, outras já com importância a nível nacional. Todas as classificações podem ser consultadas no site da escola, no link do Desporto Escolar. CORTA MATO ESCOLAR 15 DE DEZEMBRO DE 2010 Esta é uma actividade que se repete anualmente, no entanto este ano foi especial pois contámos com a presença dos alunos do 4º ano das EB1 do Agrupamento. No total participaram 262 alunos, dos quais foram seleccionados 48 para a fase seguinte. Foi uma manhã excelente!

FORMAÇÃO DE ÁRBITROS DE VOLEIBOL CLDE 17 DEZEMBRO 2010 E 5 DE JANEIRO 2011 Este ano lectivo recebemos a formação de árbitros de Voleibol - Fase Coordenação Local do Desporto Escolar. Assim, contámos com a presença de 49 alunos de 18 escolas de Entre o Douro e Vouga. A nossa escola esteve representada por

FORMAÇÃO DE ARBITROS

sete alunos. Sob o comando dos formadores, Rui Carvalho (árbitro Internacional) e Cláudia Oliveira (Responsável pelo Voleibol na EAE), todos os presentes aprofundaram os conhecimentos acerca das regras do voleibol, protocolo de jogo, arbitragem, boletins de jogo, etc.

CORTA MATO ESCOLAR

CORTA MATO ESCOLAR

MEGA SPRINT ESCOLAR 2 DE FEVEREIRO DE 2011 Decorreu no passado dia 2 de Fevereiro, à tarde, a fase escolar do Mega Sprint. Tal como o nome indica, trata-se de uma competição de atletismo, na vertente de velocidade. Foram então apurados os 2 melhores tempos de cada escalão/género, que representaram o Agrupamento de Escolas de Fajões na fase organizada pela Coordenação Local de Desporto Escolar de Entre Douro e Vouga, no dia 15 de Março, na pista de Lourosa. Além de velocidade, houve também salto em comprimento e uma prova com 1 quilómetro de distância. 24

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAJÕES

MEGA SPRINT


DESPORTO ESCOLAR

CLUBE DE DANÇA

CORTA MATO CLDE

CORTA MATO CLDE | SANTA MARIA DA FEIRA E CORTA MATO NACIONAL 17 DE FEVEREIRO Apesar da chuva e da imensa lama, os nossos 48 seleccionados marcaram presença e deram o seu máximo. Conseguimos obter o segundo lugar por equipas no escalão de Iniciados Masculinos e dois alunos, João Almeida (8ºB) e Ricardo Rocha (8ºC), foram apurados para o corta mato Nacional que decorreu a 11 e 12 de Março em Vila Nova da Barquinha.

GINÁSTICA ACROBÁTICA

TORNEIO DE XADREZ 16 DE FEVEREIRO No passado dia 16 de Fevereiro realizou-se, na Escola Básica e Secundária de Fajões, o primeiro torneio de xadrez deste ano lectivo. A actividade contou com a presença da árbitra oficial e dirigente da Associação de Xadrez de Aveiro, Ana Ferreira. Ao fim de 5 partidas, foram encontrados os vencedores de cada uma das categorias: Infantis “A” – Duarte Costa (5ºB) e Infantis “B”/Outros – Gonçalo Azevedo (6ºB). O campeão absoluto do torneio, Duarte Costa (5ºB), derrotou Cláudia Lopes, a 2ª classificada da categoria Infantis “B”/Outros, que ocupou o lugar de Gonçalo Azevedo na fase final devido ao

CLUBE DE DANÇA O clube conta já com cerca de 40 participantes e propõe-te explorar o movimento do corpo como forma de expressão. Fica atento a novas atuações! Vem ter connosco, o clube conta contigo! Boas danças! GRUPOS/EQUIPAS DO DESPORTO ESCOLAR Ginástica Acrobática O grupo de ginástica acrobática já esteve presente em dois encontros, nos quais ficaram em segundo lugar em ginástica de grupo.

VOLEIBOL

Voleibol Terminados os jogos de 2x2, passaremos a competir em 4x4. A próxima jornada terá lugar a 30 de Março, na Escola Básica e Secundária de Castelo de Paiva. Daremos o nosso melhor! Atletismo No passado dia 23 de Março decorreu o 4º encontro de apuramento para a fase seguinte. Com o lema “mais forte, mais longe e mais rápido”, os nossos atletas deram o seu melhor com a camisola da nossa escola!

ATLETISMO

facto de este se ter ausentado. O torneio de xadrez foi promovido pelo “Clube X” e contou com a colaboração da Associação de Xadrez de Aveiro, no âmbito do protocolo de implementação do xadrez escolar estabelecido com a Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis.

GONÇALO AZEVEDO

DUARTE COSTA

NOTÍCIAS ON

25


DESPORTO ESCOLAR GINASTAS DA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE FAJÕES APURADOS PARA O CAMPEONATO REGIONAL O grupo de Ginástica Acrobática, treinado pela Prof. Teresa Rebelo, fez uma excelente exibição no 3º Encontro de Desportos Gímnicos, que decorreu na Escola E.B. 2, 3 Sá Couto, em Espinho, tendo ficado apurado para disputar o Campeonato Regional, nas modalidades Ginástica de Grupo e Par Misto, que decorrerá no próximo dia 30 de Abril, na cidade da Maia. Rigor técnico, coragem, força, coordenação e flexibilidade, associados à qualidade e originalidade da coreografia, com movimentos de corpo perfeitamente sincronizados com a música, fizeram com que os juízes presentes no encontro dessem a melhor classificação à nossa equipa. Estes resultados são fruto do gosto e empenho que têm revelado pela modalidade, bem como da atitude demonstrada nos treinos e competições. Os novos equipamentos também constituíram uma motivação e inspiração extras. Estamos todos orgulhosos destes alunos!

26

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAJÕES


VALORIZAÇÃO DA IMAGEM DA ESCOLA Vários espaços escolares foram requalificados, com vista ao embelezamento, funcionalidade e conforto, fazendo da escola um local atractivo, onde todos se sentem bem.

JARDIM

PAREDE DE ESCALADA

ENTRADA

POLIVALENTE

NOTÍCIAS ON

27


ÁREA DE PROJECTO Nas turmas do 5ºano, foram desenvolvidos vários projectos abordando o tema da Educação ambiental.

5ºB

5ºD

DIA INTERNACIONAL DA PROTECÇÃO CIVIL No dia 1 de Março comemorou-se o Dia Internacional da Protecção Civil. A escola básica e Secundária de Fajões realizou uma visita de estudo com as turmas A, B, C e D do 6º ano à cidade de Oliveira de Azeméis. Tivemos a oportunidade de assistir a várias demonstrações de risco e perigo que foram explicadas pelos Bombeiros Voluntários de Oliveira de Azeméis, Cruz Vermelha e Guarda Nacional Republicana. Observámos um simulacro de fogo florestal e aprendemos que quanto mais inclinado for um terreno, maior é a velocidade de propagação do fogo. Ficámos também a conhecer as

indicações de uso de um extintor. Para além disso, aprendemos regras básicas e procedimentos a aplicar perante uma pessoa que se encontre inconsciente ou durante um ataque epiléptico. Tivemos a oportunidade de medir a glicemia, tensão arterial e índice de massa corporal. Consideramos que esta visita foi muito útil porque aprendemos quais os comportamentos de prevenção que devemos ter perante situações de risco que poderão salvaguardar o bem estar e segurança de todos nós. Jessica Vieira, Cristiana Oliveira e Ana Santos | Área de Projecto 6ºC

DEMONSTRAÇÃO

“O GRANDE C” As turmas do 7º ano estiveram na Área Curricular Não Disciplinar de Área de Projecto em conjunto com a disciplina de Oferta de escola Audiovisuais, a desenvolver projectos com objectivo de participarem no concurso de criatividade “O Grande C”. O Concurso de Criatividade Grande © é um projecto desenvolvido para os alunos e as suas escolas, sobre o valor da criatividade e da obra original, que é a base e o fundamento do Direito de Autor e dos Direitos Conexos.

7ºC

28

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAJÕES


ESPAÇO GIA SARAU CULTURAL GABINETE DE INTERVENÇÃO AO ALUNO

GIA

No dia 30 de Novembro de 2010 realizou-se um Sarau Solidário na Escola Básica e Secundária de Fajões, tendo como objectivo a recolha de bens alimentares, produtos de higiene assim como fundos monetários com o intuito de colmatar algumas das necessidades existentes em

algumas das famílias da Comunidade Escolar. O sarau foi organizado pelo Espaço G.I.A. (Gabinete de Intervenção ao Aluno) com a colaboração preciosa dos alunos e professores do Curso Profissional de Técnico de Apoio Psicossocial e dos Cursos de Educação e Formação de Apoio Familiar e à Comunidade e de Barman. Contou também com a ajuda fundamental dos Assistentes Operacionais do Agrupamento. Esta, foi essencial não só para a realização do sarau, como posteriormente na separação dos bens alimentares recolhidos assim como na preparação dos cabazes a entregar. No programa do evento, é essencial e de extrema importância, ressalvar a participação do Clube de Dança coordenado pela Prof. Andreia Joana, do Clube da Ginástica Acrobática, coordenado pela

Prof. Teresa Rebelo e da Banda Musical coordenada pelo professor Francisco Moreira, assim como a participação das alunas do 11º A Ana e Inês Sá e do aluno Marco Rocha do 8ºC como apresentadores desta noite tão especial. A comunidade escolar aderiu em massa a esta acção de solidariedade que contou com a presença aproximadamente de 600 pessoas arrecadando assim um valor estimado de 500 euros em donativos e mais de 300 kgs de bens alimentares e produtos de higiene. Deste modo o Espaço G.I.A. pôde contribuir para uma época Natalícia mais feliz de cinco famílias. O G.I.A. aproveita esta oportunidade para dizer a todos e em nome de todos “Muito Obrigada!”.

SARAU SOLIDÁRIO

ESCOLINHA PARA PAIS Com início no dia 1 de Fevereiro de 2011, e funcionamento mensal (primeira 3º feira de cada mês), em horário pós laboral, o Espaço GIA organiza sessões para debate e reflexão para pais e encarregados de educação, tendo como objectivo primordial sensibilizar no âmbito das competências sociais e Educação Parental. A primeira sessão, teve como tema central “A importância dos modelos”, tendo em conta que “as crianças aprendem através de modelos que copiam”, em que foram partilhadas diversas experiências parentais assim como um debate em torno da temática referida. Este mês o tema escolhido foi o Bullying. Paralelamente decorreram sessões de informação para os educandos. Como tal, e destinadas aos pais e encarregados de educação interessados, foram realizadas duas ses-

sões que tiveram lugar na Escola Básica e Secundária de Fajões e na EB1/JI de Macieira de Sarnes dinamizada pela Dr.ª Rosário Pinho, da Divisão de Educação da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Nesta sessão foi possível contar com a colaboração fundamental das Associações de Pais da Escola Básica e Secundária de Fajões e da Escola Básica de Macieira de Sarnes. Nas próximas sessões com data agendada para os próximos dias 5 e 7 de Abril pelas 20h45m, serão abordadas questões como “A importância da leitura” e “Educação sexual”.

NOTÍCIAS ON

29


ASSOCIAÇÕES DE PAIS ASSOCIAÇÃO DE PAIS J.I. VILARINHO Dia do pai na pré-escola de Vilarinho No dia 18 de Março de 2011 pelas 14h45m, realizou-se na pré escola de Vilarinho uma peça de teatro com o título “Uma vaca de estimação”, inserida na semana da Leitura e também para a comemoração do dia do pai, com a ajuda da associação de pais. A peça teve também a participação dos pais e dos meninos da escola, que não perderam a oportunidade de mostrarem os seus talentos. Essa participação divertiu tanto pais como educadoras e auxiliares. No final da peça houve ainda um tempinho para a distribuição de prendas, feitas pelos meninos desta escolinha. No final, os pais, alunos, educadoras e auxiliares estavam muito satisfeitos com o êxito da peça e com a comemoração do dia do Pai.

ASSOCIAÇÃO DE PAIS DE MACIEIRA DE SARNES

ASSOCIAÇÃO DE PAIS DA ESCOLA BÁSICA DE CESAR

No passado dia 5 de Março, os meninos da EB1 e Jardim de Infância de Macieira de Sarnes saíram à rua em mais um corso carnavalesco organizado pela Junta de Freguesia. O tema do grupo da escola foi “A Floresta” e foi muito bem elaborado pela Prof. Daniela, D. Rosa, D. Fátima e D. Isaura. Os pais não quiseram ficar atrás e alguns elementos da Associação de Pais elaboraram máscaras dentro do mesmo tema, ou seja, árvores e cogumelos para poderem acompanhar os meninos.

Semana de leitura na EB Cesar

A Associação de Pais aproveita para agradecer todo o empenho por parte da escola e do Agrupamento para que a escola de Macieira de Sarnes fosse tão bem representada. A Associação de Pais

No âmbito da comemoração da Semana da Leitura, a Associação de Pais da EB de Cesar foi convidada pela Escola para participar nesta acção educativa e importante para todos os alunos. Numa época em que a leitura é um hábito cada vez mais ultrapassado pelas novas tecnologias, é de extrema importância demonstrar aos nossos filhos que a leitura é uma prática muito importante, que os irá ajudar no seu dia-a-dia e no seu futuro. Assim, a Associação de Pais seleccionou 2 histórias infantis. A 1ª historia foi “O Urso Maior”, e a 2ª história intitulava-se “ O porco a Cabra e o Carneiro”. A sessão de leitura realizou-se na Biblioteca, dividida para dois grupos que incluíam todos os alunos da Escola. Esperamos ter contribuído para incentivar os nossos filhos para o gosto pela leitura ! Associação de Pais da EB Cesar ap.eb1cesar@confap.pt

DIA DO PAI NO J.I DE VILARINHO

ASSOCIAÇÃO DE PAIS DA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE FAJÕES Ensinar e Aprender O optimismo e o entusiasmo são aspectos essenciais na nossa vida, são por maioria da razão, por nós pais e nos professores. Os professores, privilegiados na proximidade em relação aos jovens, desempenham um papel crucial na educação e crescimento. Nós, enquanto pais, juntamente com os professores, somos quem melhor os pode contagiar com uma atitude positiva e confiante, que os incentive à descoberta, ao crescimento e à esperança da nossa sociedade.

30

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAJÕES

CARNAVAL EM MACIEIRA DE SARNES

SEMANA DA LEITURA NA EB DE CESAR

pais e professores, temos que lutar pelo mesmo sonho, o de tornar os nossos filhos felizes, saudáveis e sábios. Juntamente com os educadores, temos de cultivar os “terrenos”mais difíceis de serem trabalhados; a inteligência e a emoção, são ensinamentos que se destinam a seres humanos (falíveis). Sabemos que educar é realizar a mais complexa e bela arte da inteligência. Temos que fazer com que os nossos filhos acreditem na vida, tenham esperança no futuro, mesmo que o presente os desiluda.

- contactemos com os directores de turma, para trocar opiniões; - facilitemos contactos e pesquisa de informações fora da escola; - conheçamos os planos de estudo e sua organização; - colaboremos na vida da escola; - acompanhemos regularmente as actividades dos nossos educandos; - os ajudemos a desenvolver hábitos de trabalho e atitudes de cooperação; - sigamos atentamente as informações fornecidas pela escola.

Vivemos num mundo altamente competitivo. Enquanto pais, uma das coisas mais importantes que podemos fazer pelos nossos filhos, é ensiná-los a pensar. Não podemos deixar que seja a escola a fazê-lo sozinha. Por isso, é necessário que nós pais e encarregados de educação tenhamos um papel importante e decisivo no desenvolvimento da educação dos nossos filhos. Então é-nos pedido que:

Nota: Esta mudança de atitude da escola, tradicionalmente fechada sobre si mesma e sobre os seus métodos e programas, reclama que os pais e os encarregados de educação tenham também uma nova postura perante a escola. Neste processo de envolvimento dos pais na escola assumem particular importância as Associações de Pais.


AGENDA CULTURAL SERVIÇO EDUCATIVO

EXPOSIÇÕES

8 de Abril | MatBingo Escola Básica e Secundária de Fajões

25 a 08 Abril I Máscaras Centro Comercial 8ª avenida | S. João da Madeira Trabalhos dos alunos da Escola Básica e Secundária de Fajões, desenvolvidos nas disciplinas de Educação Visual e Tecnológica/ Educação Visual.

4 a 6 de Maio | Feira das Profissões Escola Básica e Secundária de Fajões Escolinha para Pais 1ª terça-feira de cada mês | EBS de Fajões 1ª quinta-feira de cada mês | EB1/J.I. de Macieira de Sarnes 14.12 - 23.04 | E-Conto Biblioteca Municipal Ferreira de Castro 9 de Junho | Passeio anual Agrupamento de Escolas de Fajões

6 a 8 de Abril | “A Festa da Água” Escola Básica e Secundária de Fajões 26 de Abril | Comemoração do 25 de Abril Escola Básica e Secundária de Fajões 10 a 17 de Maio I “ O que é o Teatro” BECA’S | Escola Básica e Secundária de Fajões

MÚSICA

7 a 15 de Maio | 2º concurso de Fotografia - “Floresta é a Vida” Centro Cívico Justino Portal | Posteriormente na EBS de Fajões

28 Maio I Musicatos - Flauta e Guitarra São João da Madeira | Paços da Cultura

01.02 - 17.07 | A Evolução de Darwin Jardim Botânico do Porto - Casa Andresen 30.05 - 03.06 I Livr’ Artes Biblioteca Municipal Ferreira de Castro

CONCURSOS “FLORESTA É VIDA” No âmbito do Ano Internacional da Floresta, a Villa Cesari em parceria com o Agrupamento de Escolas de Fajões, promove um concurso de fotografia com o tema “Floresta é vida”. Este concurso faz parte de um conjunto de iniciativas que a VillaCul, secção da Villa Cesari tem para este ano dedicado à Floresta. O regulamento pode ser consultado no site do Agrupamento. Participa!

“DESPORTO NA ESCOLA” O concurso Desporto na Escola, tem como objectivo sensibilizar os alunos para a actividade física e desportiva, incentivar a essa mesma prática e valorizar competências técnicas e de criatividade no âmbito da fotografia. Consulte o regulamento na área do Desporto Escolar em http:// wwww.agrupamento-fajoes.pt

NOTÍCIAS ON

31


PASSATEMPOS FRANCÊS DIVERTIDO L´environnement est important pour notre survie! Montre que tu es écolo et complète le texte :

Déchets peaux ivoire ordures

atmosphère extinction environnement péril

Greenpeace déforestation

nature éteintes

écologiste climat

pollution

Le ______________________ est un mouvement ________________ qui lutte pour la défense de l´_______________________. En effet, toute la _______________ est menacée, en particulier, par la ____________________. Les _______________ envahissent les rues, les ___________________ nucléaires et chimique empoisonnent les eaux et l´___________________________. Le _________________ change et menace la vie des gens. La pollution et la _______________________ menacent toute la vie animale et végétale. Chaque jour cinquante espèces entrent en procès d´_________________, d´autres sont déjà __________________, à cause de l´action de l´Homme. Les félins et les éléphants sont des espèces en _________________. Les uns à cause de leurs __________________, les autres à cause de leurs défenses d´____________. PARA PENSAR!!!

QUANTOS ANIMAIS TEM ESTA IMAGEM?

Quatro amigos participaram num torneio de ténis. A Maria ganhou à Sara. O Miguel perdeu contra a Sara. O Eduardo perdeu contra a Maria.

Quem ganhou o Torneio? TRIÂNGULOS Na figura, existem triângulos de qualquer grandeza. Descobre quantos triângulos existem no total.

SOLUÇÕES DOS PASSATEMPOS DA EDIÇÃO ANTERIOR

Gatos e ratos - Solução: 3 Minutos. A motorista - Solução: IVONE porque 4 romanos = IV e 1 em inglês é ONE

32

 

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAJÕES


CINEMA | MÚSICA BONS FILMES Título do filme: Precious Direcção: Lee Daniels Ano de estreia: 2009 Produção: Lee Daniels, Oprah Winfrey, Tom Heller, Tyler Perry Roteiro: Geoffrey S.Fletcher Elenco original: Gabourey Sidibe, Paula Patton, Mariah Carey, Lenny Kravitz, Mo’Nique Género: Drama Porque deves ver este filme? Precious conta a história de uma rapariga de 16 anos proveniente de uma classe desfavorecida que é discriminada pela sua raça e pela sua aparência física. Como se tal não bastasse sofre abusos terríveis por parte de ambos os progenitores, engravidando por duas vezes do próprio pai. É um filme verdadeiramente poderoso, mas muito traumático pela grande carga emocional que transporta. Todos o devemos ver pelo menos uma vez, para valorizarmos a vida que temos e valorizarmos os sentimentos de quem nos rodeia ( Turma 9º B) BOA MÚSICA TOP 10 Oficial AFP – Associação Fonográfica Portuguesa Posição 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

Artista AUREA TONY CARREIRA SHAKIRA DEOLINDA PEARL JAM PEDRO ABRUNHOSA DEOLINDA PJ HARVEY LADY ANTEBELLUM BRUNO MARS

Álbum Aurea O mesmo de sempre Sale el sol Dois selos e um carimbo Live on tem legs Longe Canção ao lado Let England shake Need you now Doo – Wops and hooligans AUREA Chegou e surpreendeu o panorama musical português com o single “Busy (For Me)”. Desde cedo queria ser actriz, mas depressa percebeu que era a música que queria seguir. O álbum de estreia foi lançado a 27 de Setembro de 2010. As influências desta alentejana de Santiago do Cacém, proveniente de uma família que sempre teve ligações ao mundo da musica, vão de Aretha Franklin a Joss Stone, passando por John Mayer e Amy Winehouse, estendendo-se a James Morrison e Zero 7. Quem ouve as músicas de Aurea não diz que tem apenas 23 anos. Com uma voz potente, é preciso ouvir para acreditar.

NOTÍCIAS ON

33


ACTIVIDADES OFERTA FORMATIVA

CEF - APOIO À FAMILIAR E À COMUNIDADE

CEF - CARPINTARIA DE LIMPOS

CURSO CEF BAR Curso de Empregado de Bar O curso de empregado de bar esteve presente no dia 30 de Novembro no Sarau Solidário da nossa escola e no dia 2 de Fevereiro na actividade “La Chandeleur”. CURSO CEF DE APOIO FAMILIAR E À COMUNIDADE

CURSO PROFISSIONAL DE INFORMÁTICA E GESTÃO A OficinaPC é uma actividade organizada e desenvolvida pelos alunos e professores da turma do 10º ano do Curso Profissional de Informática de Gestão que visa dar resposta às necessidades da comunidade escolar, ao nível de assistência técnica de computadores e de aconselhamento na área das TIC.

O Curso de Apoio Familiar e à Comunidade realizou uma visita de estudo ao Lar Pinto Carvalho. No dia 1 de Março, a convite da Câmara Municipal , participou nas comemorações do dia Internacional da Protecção Cívil. No dia 10 de Dezembro os cursos CEF do 9º ano (E, F) e os profissionais (10ºB, 11ºB) efectuaram uma visita às instalações da FIL em Lisboa para visitar a feira Internacional das Profissões – EuroSkill.

CEF - EMPREGADO DE BAR

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE APOIO PSICOSSOCIAL

CURSO PROFISSIONAL

34

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAJÕES

Têm sido diversas as actividades que os futuros Técnicos de Apoio Psicossocial têm dinamizado. Assinalaram a tradição de Cantar as Janeiras junto de algumas entidades locais e ajudaram a espalhar sentimentos “floridos” no dia de São Valentim. Salientam-se as palestras para os alunos do 2º e 3º ciclos, sensibilizando para o Bullying e para as suas consequências. A interacção com os idosos do Centro Infantil e Social de Cesar tem sido uma mais-valia. Com a actividade “Pensar a Brincar” proporcionaram-se momentos enriquecedores para as duas gerações. Os fantoches e as histórias têm permitido chegar perto das crianças do agrupamento, nomeadamente, na Semana da Leitura.

TÉCNICO DE APOIO PSICOSSOCIAL


PATROCÍNIOS

Certifica-se que o Talho “Arouquês” cumpre os requisitos do Caderno de Especificações, tendo sido autorizado em 07/04/2006 a ter à venda ao público CARNE AROUQUESA D. O. P. devidamente Certificada.

NOTÍCIAS ON

35


Noticias ON | 2º periodo  

Revista trimestral do Agrupamento de Escolas de Fajoes

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you