Page 41

entendia, quando me sentia mais sozinha e isolada, foram os livros que me fizeram companhia. Eu lia por horas e horas. Lia quando deveria estar estudando, lia quando deveria estar dormindo. Por um lado, refletindo agora, talvez não tenha sido o jeito mais saudável de lidar com a situação, mas foi o melhor jeito que encontrei. Estar dentro da história do outro me deixou fugir da minha própria, me deu um tempo para pensar no próximo passo, me deu um pouco de perspectiva. O livro que ilustra esse subcapítulo é das “Crônicas de Gelo e Fogo” de George R.R. Martin, um conjunto de 5 livros apelidados carinhosamente por mim simplesmente de “Game of Thrones”. Para quem nunca leu, os livros são muito interessantes, possuem uma trama de fantasia muito bem bolada, personagens para amar e odiar e reviravoltas mirabolantes. Além disso, os livros também são longuíssimos. Isso pode parecer uma desvantagem para alguns, mas para mim, naquele momento, eles representavam uma pausa na rotina, coisa que eu precisava desesperadamente. Li todos os livros no idioma original e, embora eu já tivesse o hábito de ler em inglês, aqueles livros me despertaram algo que estava adormecido, uma vontade de trilhar outro caminho. Acabei os cinco livros mais animada com a vida, respirei fundo e tomei coragem para 41

Memória, sentimentos e leitura - Paula Serelle  
Memória, sentimentos e leitura - Paula Serelle  
Advertisement