Page 1

Comunicando 42 Publicação Trimestral • Ano XV • 2009

25 ANOS DA ANAC Quando este exemplar do “Comunicando” chegar às suas mãos, estarão quase a completar-se 25 anos contados desde a data em que foram aprovados os primeiros estatutos, sigla e logótipo da nossa Associação (29 de Outubro de 1984). Para se chegar a este ponto, foram envolvidas pessoas que, com sacrifício pessoal e, certamente, muita incompreensão de algumas pessoas e entidades, conseguiram mover barreiras e agregar vontades muitas das vezes dispersas. Como acontece quase sempre, o número dos pioneiros é pequeno mas, com o seu sonho, exemplo, força e carisma, eles conseguem transformar algo que era um desejo naquilo em que as gerações vindouras se revêem. Aos pioneiros dos idos de 70 e 80 todos nós deveremos prestar o tributo que merecem. A forma mais honesta de se lhes prestar esse tributo é a manutenção da sua obra, engrandecendo-a, alargando-a e tornando-a digna do seu esforço primordial. A nossa Associação está viva e, podemos dizê-lo, é grande. A manutenção da sua grandeza e vitalidade é responsabilidade de todos os Sócios e não apenas daqueles que, transitoriamente, fazem parte dos seus Órgão Sociais. A participação de todos é essencial e ela só é efectiva quando os Sócios usufruem plenamente dos seus direitos e deveres participando activamente não só nas iniciativas propostas pelas Direcções mas, (Continua na página seguinte)

XV

representar e de acordo com a

EUROENCONTRO, que teve lugar no

percentagem proporcional sobre o conjunto

passado mês de Abril em Santander e a

da população com direito a voto.

No

seguimento

do

nosso

que já demos relevo no Boletim nº. 41, eis chegada a ocasião de dar a conhecer a todos os associados as conclusões dos Grupos de Trabalho então constituídos. Assim e de acordo com a mensagem

6. Que se tenha também em conta as pessoas idosas, quer nas eleições a nível da União Europeia, quer nas eleições nacionais, regionais ou locais.

transmitida através do Boletim Oficial do

7. Que se legisle uma constituição para

Agrupamento Europeu, passamos a

defesa dos direitos dos cidadãos idosos.

destacar:

8. Que os poderes públicos adoptem todas

1. Que os políticos tomem consciência do

as medidas necessárias a garantir que não

envelhecimento das populações, de forma

sejamos invisíveis perante as autoridades

a permitir o ajuste permanente de uma

que legislam; ocupemos pois os cargos a

sociedade para todas as idades, aberta a

que temos direito, de acordo com a

todas as gerações.

percentagem que representamos da

2. Que os poderes públicos tomem as

população, nos organismos sociais e

medidas necessárias com vista a

políticos onde se tomam as decisões que

sensibilizar as pessoas mais idosas para

nos dizem respeito.

que não se automarginalizem da

9. Que se proíba a discriminação, por

participação sócio-política.

razões de idade, na gestão de certos

3. Que os poderes públicos procedam a

organismos públicos e privados, que nos

uma melhoria da imagem das pessoas

impede o acesso aos respectivos

idosas

conselhos de administração.

e

do

seu

processo

de

envelhecimento, para obter um maior

10. Que coloquem a funcionar os

proveito das nossas experiências e sóbria

programas que ajudem o desenvolvimento

reflexão.

de uma igualdade real, efectiva e uma não

4. Que o direito à vida sócio-política seja

discriminação por motivos de idade.

também extensivo de forma efectiva a

11. Por isso, é muito importante levar a

todas as pessoas idosas.

efeito e de forma prática a criação a todos

5. Que os partidos políticos, ao elaborarem

os níveis, incluindo o político e o social,

as suas listas eleitorais, incluam em lugares

de uma verdadeira “cidadania comum”

elegíveis um número mínimo de pessoas

que abranja de forma natural todas as

idosas, com capacidade de se fazerem

pessoas idosas.


OS SENIORES QUE SE CUIDEM!

(CONT.) fundamentalmente, propondo actividades ou desafios que considerem importantes para o colectivo. Gostaríamos que o ano de comemoração dos 25 anos da nossa casa servisse para a repensar, reequacionar eventualmente algumas das prioridades à luz dos novos parâmetros sociais, preparando-a para o Século XXI e, no final, todos nós cheguemos a conclusões sobre o que merecemos, queremos e podemos alcançar. A organização de passeios e viagens é, tradicionalmente, um vector importante da actuação das Direcções. Queremos mantê-la mas, simultaneamente, queremos que os Sócios se desloquem à nossa Sede, desfrutando das excelentes instalações e condições de que dispomos. Elas devem estar ao serviço de todos e propomo-nos fazêlo através da iniciativa “Banco de Conhecimentos” onde quem tem conhecimentos em algumas áreas específicas os poderá partilhar com outros Sócios que deles necessitem. Também a questão do lar, casa de repouso, residencial ou qualquer outro nome que queiramos dar a local onde possa ser prestado apoio aos Sócios que dele necessitem deverá ser amplamente debatido. Este debate deverá decorrer à volta das vantagens e desvantagens que cada uma das alternativas que for adiantada representa para os Sócios, considerando a sua dispersão geográfica e os efeitos que elas terão na vida de cada um de nós, não esquecendo, obviamente, os seus aspectos económico-financeiros e exequibilidade. Esperamos que, aquando do nosso p r ó x i m o “ E n c o n t ro N a c i o n a l ” , possamos ter já alguns consensos à volta das questões futuras fundamentais da nossa Associação. Essa será a melhor homenagem que poderemos prestar aos nossos “pioneiros”.

O título pode não dizer muito, até se tomar

“CUIDADOS A TER PARA EVITAR A

outra designação mais sugestiva tanto

GRIPE A”

melhor! O que importa, acima de tudo, é reservar um espaço no nosso Boletim que suscite a atenção, o interesse e que seja de manifesta utilidade para todos quantos já atingiram o estatuto de sénior, como é o nosso caso. Pretende-se, em suma, criar uma página dedicada a temas actuais - o

A gripe A é uma doença infecto-contagiosa que afecta o nariz, a garganta e a árvore respiratória, provocada por um novo vírus da Gripe, o designado vírus da gripe A(H1N1). (Continua na página seguinte)

associativismo, a solidariedade, o aconselhamento, a saúde, entre outros, são apenas alguns exemplos. Importante, também, é que todos quantos se sintam identificados com os desígnios da ANAC participem, enviando-nos os seus trabalhos. Estes, depois de uma avaliação prévia, serão publicados segundo os critérios que a Direcção casuisticamente definirá.

EXEMPLO DE UM TEMA SOBRE SAÚDE Já todos sabemos ou, pelo menos, ouvimos falar que uma nova doença nos bateu à porta. Referimo-nos à gripe A. Quem acompanha as notícias de todos os dias já se deu conta de que o número de infectados tende a aumentar, apesar de todas as recomendações das autoridades sanitárias e dos cuidados que cada um de nós deve ter perante o problema. Não vamos entrar em pânico, mas é mais que chegada a altura de nos protegermos (foi a partir desta reflexão, aliás, que nos ocorreu o nome com que baptizámos esta página: “Os Seniores Que Se Cuidem! ”). O

apontamento

que

a

seguir

reproduzimos na íntegra ajudar-nos-á a compreender o fenómeno e sugere-nos alguns conselhos úteis. C. Pereira

Ficha Técnica Propriedade da ANAC – Associação dos Aposentados da Caixa Geral de Depósitos II Sede: Rua Marechal Saldanha, n.º 5 - 1.º 1200-259 Lisboa • Tels. 21 324 50 90/1 • Fax 21 324 50 94 • E-mail: anac@cgd.pt II Coordenação: A. Sirgado Serra Publicação Trimestral II Impressão: Marsil – Artes Gráficas, Lda. - Rua Central de Carvalhido, 374 - 4470-907 Moreira; Tiragem: 3 500 exemplares II Distribuição gratuita aos sócios II Colaboraram neste número: Cândido Vintém; Carlos Pereira; Antónia Serrano; José Coimbra (Deleg. Zona Norte) II Dep. Legal n.º 55350/92.


(Continuação da página 2)

A Gripe A transmite-se de pessoa a pessoa,

HISTÓRIA BREVE DE UMA VIDA LONGA

através do contacto com indivíduos doentes, desde os primeiros sintomas até cerca de sete dias após o seu início, ou do contacto com objectos ou superfícies

ARTUR VIEIRA FILIPE Sócio n.º 105-1

contaminadas pelo vírus. O vírus encontra-se presente nas gotículas

B. I. e P E R F I L

de saliva ou secreções nasais das pessoas

Idade 90 anos

doentes, podendo ser transmitido através do ar, em particular em espaços fechados

Naturalidade Leiria

e pouco ventilados, quando as pessoas

Tempo ao serviço da CGD 45 anos

doentes tossem ou espirram no interior

Entrada em 13.03.1938

desses espaços. O vírus pode, também, •

ser transmitido através do contacto das mãos com superfícies, roupas, objectos

Tempo dedicado à ANAC 26 anos

contaminados por gotículas de saliva ou secreções nasais de uma pessoa doente, se posteriormente as mãos contaminadas

Aposent. em 01.03.1983

na Direcção, foi sucessivamente Secretário, Vice-Presidente e Presidente;

na Mesa da Assembleia Geral foi o Presidente durante 15 anos.

entrarem em contacto com a boca, o nariz

Mas também exerceu diversos cargos em outras associações, como destacou no decorrer

ou os olhos.

da entrevista que nos concedeu.

Os principais sintomas são semelhantes aos da gripe sazonal: febre, tosse, dores

Ao Senhor Artur Vieira Filipe (AVF), que entendeu ter chegado o momento de dar por

de garganta, musculares e de cabeça,

terminadas as suas funções nos Órgãos Sociais da ANAC, dedicamos este espaço. Não

arrepios de frio, cansaço, diarreia ou

se trata de um agradecimento (nem o entrevistado o aceitaria!), mas tão só de uma mais

vómitos.

que merecida homenagem a um dos sócios fundadores a quem a ANAC muito deve.

Para se proteger, a si e aos outros, deve: sempre que tossir ou espirrar tape o nariz e a boca com lenço de papel; deite no lixo os lenços de papel usados; lave as mãos frequentemente com água e sabão. Se tiver sintomas de gripe, guarde uma distância de, pelo menos, um metro, quando falar com as outras pessoas. Se tiver sintomas fique em casa, não vá trabalhar nem à escola e evite locais com muitas pessoas. Evite cumprimentar com

Desde que “assentou praça” como

outro modo era muito difícil progredir na

Auxiliar de Agência nas Caldas da

carreira profissional.

Rainha, em 13.03.1938, até chegar a Tesoureiro Principal na CGD deve ter

Mas o Brasil fica na América do Sul! Era

muito para contar!

mesmo necessário ir para tão longe?

AVF -

É verdade. Vários livros não

AVF - Claro que não. Tal só aconteceu

chegariam para expor tudo quanto se

porque fui convidado pelo Dr. Guilherme

passou durante os meus 45 anos de

Moreira, ao tempo (1947) Administrador-

profissão. Foi um período da minha vida

Geral, para assumir as funções de

cheio de acontecimentos!

Tesoureiro na Agência Financial de Portugal no Rio de Janeiro. Aceitei o desafio, com

abraços, beijos ou apertos de mão. Em caso de sintomas de gripe, ligue para

Entre Caldas da Rainha e Lisboa, cidade

muito orgulho e ainda bem, porque foi para

a linha Saúde 24: 808 24 24 24.

onde de resto passou mais tempo, que

mim, durante cerca de 7 anos, uma

razões o levaram a lugares tão distantes

experiência a todos os títulos gratificante.

como Guimarães, Açores ou o Brasil?

Fonte: Direcção-Geral de Saúde

AVF - Contrariamente ao que se possa

Já quanto à sua passagem por Ponta

imaginar, não foi a aventura que me

Delgada (Açores), sabemos que teve um

motivou! Mas tão só a melhoria de

duplo efeito; ajudou-o a recompor-se de

condições de vida; essa sim estava acima

um momento doloroso na sua vida ao

de tudo - todos estávamos sujeitos a correr

mesmo tempo que foi descobrindo a

mundo, sempre de casa às costas -, de

vocação para o associativismo.


HISTÓRIA BREVE DE UMA VIDA LONGA AVF - Foi tal e qual o que aconteceu. Nem

FAZER PARTE DA GERAÇÃO DE

AVF - Só quem viveu todo o processo é

eu próprio imaginava que iria encontrar,

FUNDADORES DA ANAC É PARA

que pode avaliar quantas foram as

em Ponta Delgada, a força anímica que

MIM UMA GRANDE HONRA!

dificuldades e os contratempos; como por

me ajudou a ultrapassar a perda de uma filha com 11 anos, ao mesmo tempo que me ia dedicando a diversas actividades associativas. Quer concretizar essas actividades? AVF - Passo a referir que desde Director do Conselho de Contas a Secretário-Geral da Associação de Futebol de Ponta Delgada, ainda dedicava parte do meu tempo livre ao Clube Naval, onde fui Director, e à Associação de Socorros Mútuos de P. Delgada, enquanto VicePresidente da respectiva AssembleiaGeral. Regressado a Lisboa em 1970, aceitei desempenhar as funções de representante

exemplo a redacção dos estatutos e o Sabíamo-lo antes, agora com mais certeza, que estamos perante o cidadão que não fica à espera que as coisas aconteçam. Entendeu, pois, colocar a experiência adquirida ao serviço de uma nova associação. Falamos da ANAC. Pode sintetizar como tudo aconteceu? AVF - Ficar de braços cruzados à espera que as coisas aconteçam nunca fez parte do meu estilo nem da minha forma de estar na vida! O apelo que senti em dado momento levou-me a integrar um reduzido grupo de colegas aposentados, cujo primeiro objectivo era a defesa de interesses tão básicos como a reparação

cumprimento das muitas formalidades exigidas. Mas, felizmente, o nosso grande objectivo foi alcançado! Posso afirmar, pois, que fazer parte da geração de fundadores da ANAC é para mim uma grande honra! Consta em vários documentos que fez parte de todos os Órgãos Sociais da ANAC. E agora, que se retira, o que pensa fazer? AVF - Fiz parte da primeira Direcção, presidida pelo saudoso Dr. Pereira da Cruz, fui Secretário, Vice-Presidente e Presidente da Direcção (neste caso durante 3 anos por falecimento do Dr. Pereira da Cruz em

da Associação de Futebol de P. Delgada

de algumas injustiças - designadamente

1991 ). Até chegar a Presidente da

junto da F. P. Futebol, cargo que só deixei

as praticadas na atribuição dos níveis

Assembleia-Geral não foi preciso enfrentar

de exercer, e a meu pedido, 18 anos depois.

remuneratórios no acto da aposentação,

quem quer que fosse. Tudo aconteceu

entre outras.

naturalmente! Tenho a consciência tranquila de que fiz o melhor para defender a

RELA TO DE UMA SITUAÇÃO Estes foram, tanto quanto sabemos, os

Associação, mesmo nos momentos mais

primeiros passos. E depois?

difíceis. E agora? A ANAC pode continuar

AVF - Estamos em 1976, ano em que foram

a contar comigo! Estarei sempre disponível

criadas as Comissões de Aposentados das

para o que for preciso, assim a saúde e as

pode relatar-nos um dos vários episódios

Zonas Norte e Sul, mas podemos considerar

forças mo permitam.

que, decerto, terá presenciado enquanto

que é a partir desse ano que tudo acontece.

tesoureiro que foi da Caixa durante 45

D e s d e a s s a l a s p a r a re u n i õ e s ,

Muito naturalmente que contamos

anos?

disponibilizados por alguns Serviços da

consigo, sr. Artur Vieira Filipe, e com

AVF - Foram efectivamente muitas as

Caixa, até às facilidades que o Dr. Rui Vilar

todos os sócios que dignificam o nome

situações. Mas, e para ser breve, recordo

- então Presidente do Conselho de

da Associação a que nos orgulhamos

um episódio ocorrido na Agência das C.

Administração - nos concedeu e a quem

de pertencer.

Rainha. - Certo cliente, na posse de um

estamos muito gratos, pouco a pouco, a

Muito Obrigado!

“precatório-cheque” de quantia elevada

ANAC foi crescendo e ganhando o seu

perguntou ao balcão se podia depositar e

espaço.

CURIOSA, VIVIDA ENQUANTO “FUNCIONÁRIO” DA CAIXA. Finalmente aposentado em 01.03.1983,

levantar quando entendesse. Ao ser informado que, por se tratar de uma

Não obstante a escritura de constituição

importância já considerável, poderia vir a

em Junho de 1985 e a sua publicação

ser preciso solicitar uma transferência de

em Diário da República em Julho do

numerário à Filial, o que implicaria esperar

mesmo ano, a verdade é que só dois

pelo dia seguinte, esboçou o seguinte

anos depois (1987) a ANAC conhece a

comentário: “Bem me parecia que o meu

luz do dia e elege os seus primeiros

dinheiro andava na girança”!

Corpos Sociais. Não foi tempo de mais?


BANCO DE CONHECIMENTOS E APETÊNCIAS DA ANAC (BCANAC) Todos os nossos Sócios são ou foram

universo, poderá representar uma mais-valia

Colaboradores de uma grande instituição

para ocupação dos tempos livres, sobretudo

que encerra em si um manancial quase

daqueles que já estão aposentados mas

O encontro dessas vontades de “dar e

inesgotável de conhecimentos e

que não querem estar inactivos.

receber” é muitas vezes difícil de se estabelecer porque nós próprios não as

apetências. Cada indivíduo é o somatório dos seus conhecimentos (onde quer que eles tenham sido adquiridos), das suas apetências, das suas necessidades, das suas forças e fraquezas, para não ir mais longe. A maioria de nós só conhece o colega do lado, com quem trabalha ou trabalhou durante anos, por ser seu companheiro de profissão, enquadrado numa estrutura hierárquica, muitas das vezes castradora

DE QUE FORMA A ANAC PODE AJUDAR?

DE QUE FORMA É QUE OS SÓCIOS

damos a conhecer ao mundo e, portanto,

PODEM PARTICIPAR?

morrem dentro de nós. Também nos podemos questionar sobre o local onde

Todos nós temos alguns saberes e competências de que nos orgulhamos e que estamos disponíveis para compartilhar mas ainda não tivemos oportunidade de o fazer - somos licenciados em direito, línguas, história, geologia, ciências, informática, praticamos um desporto específico, temos preocupações

podemos compartilhar a nossa vontade. A ANAC (em Lisboa e no Porto) tem excelentes instalações que pode disponibilizar

para

que

todos,

coordenadamente, possamos dar e receber aquilo que nos interessa ou, em alternativa, poderá procurar o apoio de entidades (CGD, SSCGD, Autarquias, Instituições)

de outras facetas que todos temos e que

ambientais e reflectimos sobre elas, somos

não revelamos nesse contexto.

excelentes cozinheiros, carpinteiros,

Vem este arrazoado a propósito de quê?

electricistas, temos o “hobbie” do

- perguntarão.

coleccionismo de selos, pacotes de açúcar

Vem a propósito de uma iniciativa que

(ou outros menos divulgados), gostamos

queremos dinamizar e para cuja

de ler para um auditório atento, somos

concretização necessitamos da vontade,

pintores, oleiros, contadores de estórias

do apoio, colaboração e participação de

ou anedotas, …

todos os Sócios, independentemente do

Portanto, a participação dos Sócios é feita

local onde residem e do seu percurso

através da manifestação de vontade de

profissional - o lançamento de um “banco

dar ou de receber gratuitamente

AGUARDAMOS

de conhecimentos e apetências” da ANAC.

conhecimentos ou apetências em

INDEPENDENTEMENTE

A ideia não será original (já existe em vários

determinadas áreas e consequente

APETÊNCIAS E DO LOCAL DE

países, incluindo Portugal) mas, no nosso

encontro de correspondente.

RESIDÊNCIA

ACTIVIDADES ISDABE - 1º TURNO - 31 DE MAIO A 14 DE JUNHO 2009 Os “resistentes” da ANAC deslocaram-se mais uma vez a ISDABE, onde usufruíram de um merecido período de férias. De facto é preciso haver muita disposição, alguma saúde e, sobretudo, muita resistência para passar 14 dias assim! Entre praias e “mercadilhos”, para além das visitas aos locais de interesse turístico que existem na região e das animadas festas que o Complexo Residencial nos proporciona todas as noites, é uma verdadeira maratona em que nos vemos envolvidos. Felizmente que também faço parte do grupo

que possam disponibilizar espaços adequados para o efeito, desde que o número de interessados o justifique. Assim, a ANAC servirá de “ponto de encontro” das disponibilidades e necessidades e procurará dar-lhes condições para que, de forma gratuita, se concretizem.

POR

TODOS, DAS


ACTIVIDADES dos que resistem e que há mais de uma

para que a Direcção possa adequar cada

queremos frisar que estamos num país

dezena de anos cumprem este destino! No

vez mais a oferta às preferências dos

estrangeiro e os seus hábitos alimentares

caso concreto deste ano, na condição de

Sócios. Todas as sugestões são analisadas

não são forçosamente iguais aos nossos…

liderante de 102 companheiros e amigos,

e entendidas como dadas no sentido da

mas sempre ajudada, claro está, pela Olinda

melhoria da nossa actuação.

Piedade - suplente na actual Direcção, e

Concretamente, no que se refere a Isdabe,

pela preciosa colaboração da Maria Luísa

concluímos que:

Castelo Branco - da Direcção anterior. Apesar dos contratempos ocasionados por alguns atrasos – há sempre alguém que se perde ou se distrai com as horas, mas tudo isso faz parte do ritual - podemos considerar que tudo correu bem! O mais importante foi trazermos de volta o mesmo

A ocupação de tempos livres e

passeios locais são os aspectos que merecem maior amplitude de opiniões. Porque muitos dos Sócios já se deslocam

A generalidade dos Sócios está

há alguns anos a Isdabe, é natural que

satisfeita pela manutenção das

considerem repetitivos os locais visitados

deslocações, havendo sugestões para que

bem como as praias utilizadas.

sejam encontrados outros locais que

Gostaríamos que os próprios Sócios nos

propiciem idênticas ou melhores condições.

indicassem novos locais de interesse e, da

A Direcção está a pesquisar outros locais

parte da Direcção, já estamos a trabalhar

com interesse potencial.

o assunto. No turno de Setembro

número de participantes que levámos.

apresentaremos algumas alternativas.

Desta vez não houve a registar, felizmente,

Também há sugestões para que as

qualquer situação de doença; chegámos

deslocações se processem em Julho.

todos bem dispostos e com vontade de

Esperamos notícias da Direcção de Isdabe

que se refere ao acompanhamento por

repetir no próximo ano.

para o ano de 2010…

parte dos elementos da Direcção da ANAC

Antónia Serrano

Quanto aos preços e pagamentos,

também existe consenso sobre a sua razoabilidade. No próximo ano, seguindo

INQUÉRITO ISDABE Por iniciativa da Direcção foram distribuídos

mês de Junho. Recebemos 44 respostas e é com base nelas que iremos tentar aquilatar da satisfação que estas deslocações propiciam aos nossos Sócios. Antes de nos debruçarmos sobre os resultados queremos agradecer os contributos recebidos.

- Preços praticados e modalidades de pagamento; - Locais de partida; - Autocarros e Motoristas - Instalações e alimentação - O c u p a ç ã o d e t e m p o s l i v re s , localmente; - Acompanhamento por parte da ANAC. Aproveitámos para pedir mais algumas opiniões complementares acerca de

própria. No entanto diremos que ficámos satisfeitos…

possibilidade de o pagamento do 2º turno

as viagens organizadas pela ANAC, ficámos

não ser coincidente com o do 1º.

a saber das preferências destes Sócios

Quanto à viagem e paragens

efectuadas, atendendo a que a maioria dos Sócios que se desloca reside na área da Grande Lisboa, o local de partida é considerado adequado e as paragens também. Havendo número de Sócios inscritos de outras regiões que justifique partida de outros locais, a Direcção

A estrutura do inquérito foi construída com - Períodos da deslocação;

porque não fica bem ser juiz em causa

Quanto às questões mais genéricas sobre

analisará casuisticamente a situação. o objectivo de saber a opinião sobre:

Não analisaremos os resultados no

algumas sugestões, vamos equacionar a

inquéritos a todos os participantes na deslocação efectuada a Isdabe no passado

mas foi-nos criado um problema - elas vão desde o território nacional ao Brasil, à China, aos EUA, ao Médio Oriente, a Cabo Verde, a Moçambique, a vários países europeus… No que respeita a preços praticados, embora maioritariamente considerados como justos, são-nos indicados valores de referência que não poderão ser tidos em conta pois para que os cumpríssemos

Quanto a motoristas, existiu quase

teríamos de baixar muito a qualidade que

unanimidade acerca do seu excelente

a generalidade dos participantes exige e

profissionalismo e simpatia. Já no que

de que a Direcção não abdica.

respeita à qualidade dos autocarros,

Embora um pouco desenquadrado desta

existem críticas a alguns aspectos que

análise, queremos referir que consultámos

foram de imediato por nós transmitidas à

6 (seis) agências de viagens e operadores

empresa.

tendo em vista a preparação do programa

As instalações e alimentação em

Isdabe são do agrado da maioria, havendo referências a alguns problemas de segurança que esperamos que já estejam ultrapassados pela Direcção do Complexo.

de passeios/viagens para 2010, como forma de procurarmos os melhores destinos, preços e qualidade. Iremos cumprir a promessa de não afastar os preços médios do valor de referência dos 1.500 € para a generalidade das viagens

programas organizados pela ANAC.

Quanto à alimentação, merece algumas

(excepção natural para as de longas

A leitura destes inquéritos é fundamental

referências menos positivas. No entanto,

distâncias…).


NOTÍCIAS DO NORTE

DELEGAÇÃO DO PORTO

EDITORIAL

ELEIÇÕES NA DELEGAÇÃO ANAC-NORTE

Com as eleições que decorreram em Julho

Realizaram-se no passado dia 13 de Julho,

passado, e que elegeram uma nova Equipa

as eleições para a Delegação da Anac-

para a Delegação da Anac-Norte, um novo

Norte, com uma boa participação dos

ciclo está a iniciar-se. Não um ciclo de

Sócios residentes na área do grande Porto

ruptura mas, bem pelo contrário, um ciclo

e também uma participação significativa

de continuidade, de renovação, de

dos Sócios residentes no resto da região

inovação e de valorização de todos os

Norte, apesar de apenas ter concorrido

Sócios nas vertentes formativas e culturais,

uma lista. Assim, a Anac-Norte irá ser

não descurando naturalmente a parte

gerida nos próximos três anos, por um

recreativa. Todo o excelente trabalho desenvolvido pela Delegação anterior, ao longo dos diversos anos do seu mandato, da qual se destaca o nosso grande amigo Carvalho Borges, será continuado pela actual Delegação e, se possível, incrementado nos seus aspectos mais relevantes ou que demonstrem maior interesse por parte dos Associados. A nova Equipa da Anac-Norte, constituída na sua maioria por novos elementos e toda

novo grupo de Sócios que esperam trazer novas ideias, realizações e iniciativas,

Gonçalo Cristóvão no Porto, e promover

sempre com o intuito de servir e

mais visitas e viagens recreativas e

proporcionar aos Colegas Aposentados a

culturais, acções que oportunamente a

possibilidade de conviver, confraternizar,

Anac-Norte divulgará pelos Associados.

aprender e evoluir sempre.

A equipa da Anac-Norte, que está desde

A nova equipa, que manterá todas as

já à vossa disposição para qualquer

iniciativas que os anteriores Delegados tão

esclarecimento, informação ou ajuda que

bem souberam gerir e implementar,

entendam solicitar, ficou constituída pelos

procurará dinamizar a Sede da Rua

seguintes elementos:

ela de espírito inovador e com grande

CARGO

NOME

TELEFONE

E-MAIL

vontade de trabalho, incentivador e

Delegado

José Manuel Silva Coimbra

966924079

josemcoimbra@gmail.com

potenciador de todas as boas vontades

SubDelegado

Manuel Augusto A. M. Freitas

919517606

m.moreira.freitas@clix.pt

existentes nesta Delegação Norte, pretende

SubDelegado

José Faustino G. Amaral

919191499

josé.f.amaral@clix.pt

desenvolver novas actividades na Sede da

SubDelegado

Joaquim Silva G. Rodrigues

919500314

s_g_rodrigues@msn.com

Delegação, transformando-a num Centro

SubDelegado

Joaquim José Sousa

919700838

jjsousa@netcabo.pt

de Convívio, de Formação e de Cultura, visando a sua utilização mais frequente

OS CORPOS SOCIAIS DA ANAC-NORTE

pelos Sócios. JOSÉ COIMBRA Delegado Área Financeira, Relações Outras Entidades, Coordenação Todas as Áreas

HORÁRIO DA DELEGAÇÃO A delegação da Anac-Norte, desde 20 de Julho, passou a ter o horário alargado

MANUEL FREITAS SubDelegação Área Dinamização Cultural Passeios, Viagens, Visitas Culturais

JOSÉ AMARAL SubDelegado Área Dinamização Lúdica Passeios, Viagens, Visitas Culturais

de 2ª a 5ª, das 14.30 às 17.30 horas, podendo assim servir melhor os interesses de todos os Associados. A Sede da Delegação é dos Sócios. Utilizem-na!

JOAQUIM SOUSA SubDelegado Área Administrativa Secretaria, Sócios e Correspondência

JOAQUIM RODRIGUES SubDelegado Área da Logística Instalações, Inventários e Organização

ÁLBUM DE FOTOS DA ANAC-NORTE Delegação do Porto • Rua Gonçalo Cristóvão, 297 (Camões) • 4000-270 Porto Telefone 222 060 300 • Ext. 227798 • e-mail: anac.caixa.porto@gmail.com

De algum tempo a esta parte, a Anac-Norte tem publicado as fotografias dos seus passeios e viagens num Álbum da Web com o seguinte endereço: http://picasaweb.google.com/anac.caixa.porto, o qual poderá ser visitado por todos os Sócios interessados.


NOTÍCIAS DO NORTE

DELEGAÇÃO DO PORTO

ASSUMIR O COMPROMISSO DA DELEGAÇÃO DA ANAC NORTE AS RAZÕES Embora tenhamos instalações amplas e

Mas, é também verdade que a Anac-Norte

Os Delegados da Anac-Norte agora eleitos

suficientes para que 50 a 60 associados

não tem tido os apoios necessários para

querem inverter positivamente esta

participem com regularidade nas

inverter essa situação, tanto dos

tendência e incentivar os associados, que

diversas actividades que a Anac-Norte

Associados, que ultimamente se limitavam

só na zona norte são aproximadamente

promove, apenas um número muito residual

a entregar todas as tarefas e iniciativas à

450 (quatrocentos e cinquenta), a

de Associados tem participado nessas

boa vontade e espírito de sacrifício do

participarem em diversas actividades, umas

actividades e dos que participam não se

Delegado anterior (Carvalho Borges)

novas e outras já existentes, patrocinadas

vislumbra qualquer Senhora. Porquê?

coadjuvado apenas por dois Sub-

pela Anac-Norte, e a serem um

Podemos dizer que existe um conjunto de

Delegados, como também da Anac-Sede,

pólo dinamizador de várias acções

deficiências nas instalações da Sede,

dos Serviços Sociais da CGD, e da

culturais, formativas e recreativas.

sobretudo a nível de equipamento

própria CGD, que pouco contribuíam para

Queremos também envolver a Anac-

e material de apoio que inviabilizam a sua

alterar este “status quo”.

Sede, os Serviços Sociais e a própria

utilização por um maior número de

Assim, a Anac-Norte, corre o risco de a

CGD, no apoio significativo à nossa

associados e limitam necessariamente

médio prazo ver extinguir-se toda e

Sede e às actividades que visem a

as actividades que poderiam ser

qualquer actividade dos Aposentados

Formação e a Cultura dos Aposentados

promovidas pela Associação. É verdade.

na sua Sede.

da Zona Norte.

ALGUNS OBJECTIVOS QUE OS DELEGADOS DA ANAC-NORTE SE

RECREATIVOS Um dos principais objectivos a realizar , é dotar a Delegação com um conjunto de melhorias que proporcionem maior comodidade e conforto. Assim, a instalação de um Televisor LCD, uma Máquina de Café, um Dispensador de Água, a Assinatura de um Jornal Diário e a reconfiguração da Sala de Leitura e Convívio, são essenciais. Os Torneios e Competições continuarão a ser organizados e incentivados, dentro de um espírito de sã

PROPÕEM ATINGIR

disputa competitiva e com a entrega de Trofeus aos melhores classificados. Os Passeios e as Viagens irão ser incrementados, promovendo-se preferencialmente os passeios de um dia e as viagens curtas de 3, 4 ou 5 dias.

FORMATIVOS A componente formativa será alicerçada com a instalação de 3 computadores, que visarão o ensino de informática na óptica do utilizador, nomeadamente com formação sobre o sistema operativo Windows e eventualmente Internet, e a aquisição de um Projector que proporcionará a possibilidade de se efectuar Palestras sobre temas que interessem aos Associados e a projecção de temas formativos de diversa índole. Será ainda incentivada a apresentação de slides, filmes, ou outros materiais formativos, por parte dos Associados. CULTURAIS Será porventura a função cultural o principal e mais importante objectivo que esta Delegação terá em mente levar a cabo. Não só pela dificuldade inerente a tão delicada matéria, mas também pelos escassos meios de que dispomos ou viremos a dispor para a prossecução de tal objectivo. Neste contexto, iremos procurar realizar este difícil e importante objectivo e dar satisfação à necessidade cultural, com nomeadamente: - Promoção de Palestras de Sócios e de Convidados; - Promoção de "mostras" de fotografia sobre diversos temas; - Projecção de slides e/ou filmes sobre actividades realizadas e a realizar; - Promover visitas de estudo a diversos locais e monumentos da cidade do Porto e da Região Norte em geral, com posterior apresentação de slides ou vídeo, e discussão das visitas realizadas; - Incentivar a utilização da biblioteca dos S Sociais; - Promover a criação de um Grupo de Canto Coral. Para a prossecução de todos estes objectivos, a Delegação da Anac-Norte irá obter o equipamento e material necessário e imprescindível, como por exemplo, o Projector e a respectiva Tela, o Leitor de DVD e as Colunas de Som, sendo o computador portátil cedido para cada utilização por um Sócio da Anac. Para as actividades de Visitas de Estudo e Grupo Coral, irão ser contactadas pessoas habilitadas para cada situação, nomeadamente um Maestro para o Grupo de Canto Coral.

A TODOS SAUDAÇÕES DA ANAC-NORTE


A INFORMÁTICA NA ANAC

INTERNET (Continuação) A nossa incursão pelo “site” do CaixaDirecta on-line foi justificada para percebermos como funcionam os “sites” com informação de acesso público e de acesso restrito. Como prometido, vamos “navegar” noutro “site” que tem cada vez maior importância na vida dos cidadão e que nos pode poupar muito tempo, em especial no nosso sempre doloroso relacionamento com o fisco - o “Portal das Finanças”. Para aceder a ele, teremos de digitar:

www.portaldasfinancas.gov.pt e então abrir-se-á a página inicial do portal:

Também aqui, para que possamos utilizar todas as funcionalidades, teremos de efectuar o registo prévio, cujo preenchimento é extremamente simples e que consta, basicamente, da indicação no nosso NIF, mail, morada fiscal e da escolha de uma pergunta e resposta de carácter pessoal (estas servirão para pedir a reactivação da nossa senha no caso de esquecimento). As Finanças enviamnos para casa, num curto espaço de tempo, o respectivo código de acesso; a partir daí temos tudo o que necessitamos para aceder às facilidades proporcionadas pelo “site” e respectiva informação. O código de acesso pode ser alterado sempre que o queiramos.


A INFORMÁTICA NA ANAC Utilizando o nosso NIF e senha poderemos efectuar um sem-número de operações que, geralmente, nos obrigavam a deslocações sucessivas às Finanças e outros Serviços com as consequentes perdas de tempo e… paciência. De forma não exaustiva, diremos que poderá, comodamente, a partir de um computador localizado em qualquer parte do mundo, efectuar: •

Relativamente ao IRS, IMI, IMT e outras obrigações fiscais - entregar, consultar e simular os valores a pagar/receber

Pedir certidões várias;

Consultar e pagar o denominado “Selo do Carro” (actual IUC) ou reclamar sobre ele;

ou

reclamar sobre o cálculo desses valores;

Consultar quais os processos que impendem sobre si relativos a dívidas ou infracções fiscais (vade retro Satanás…);

etc., etc., etc.

O Portal tem outras áreas de interesse tal como a possibilidade de •

obter informações sobre legislação publicada;

saber os bens penhorados que o Estado aliena;

obter o calendário fiscal actualizado;

descarregar impressos utilizados na relação com a Administração Fiscal;

descarregar simuladores de cálculo de IRS.

Com a generalização do acesso dos cidadãos aos meios informáticos, este e outros portais ou “sites” vão assumindo cada vez maior importância no nosso dia-a-dia e, quer queiramos quer não, eles vão fazendo parte da nossa rotina e existem para nos facilitar a vida. Para nós, empregados da CGD, um dos portais de grande importância é o dos nossos Serviços Sociais. Ele tem cada vez mais funcionalidades e, em próximo número, iremos mostrar como pode ser utilizado para, comodamente sentados no nosso sofá, podermos obter um modelo 9 ou marcar uma consulta num dos Postos Clínicos. Cândido Vintém


ESPAÇO CULTURAL “DOIS ANOS EM TETE - MEMÓRIAS DE UM ALFERES EXPEDICIONÁRIO”, de António José Espadinha do Monte (sócio da ANAC nº. 2072-1)

Os sócios interessados em adquirir esta obra poderão contactar directamente o autor. Morada Rua das Pitas, 32 7900-462 PEROGUARDA

Telefone 284 746 177

RECORDANDO... No Plano de Actividades que a nova

Mas creio que no nosso caso não devemos

4 páginas) mas que foi engrandecendo ao

Direcção vai tentar cumprir durante o

ser completamente radicais, lembrando-

longo dos anos.

seu mandato destacam-se as várias

nos que uma grande percentagem dos

Vamos pois, com a melhor das boas

iniciativas

nossos sócios são efectivos e entre eles

vontades, continuar com a nossa

congratulamos.

muitos já com uma idade avançada para

colaboração nestas páginas dentro da

Entre elas, destaca-se a que se refere

os quais “Recordar é Viver” e portanto

capacidade que julgamos ainda deter, e

ao nosso boletim “Comunicando”

acho que não devemos discriminá-los.

da qual os leitores deverão ser os

querendo voltá-lo mais para o futuro,

Eis a razão porque nos lembrámos de criar

respectivos juizes.

em virtude de até aqui acharem que ele

esta coluna na qual iremos integrar em

Esperem pois pelo próximo número para

tem sido, quase na sua maioria, um

futuros boletins alguns dos títulos que

aquilatarem desta “nossa aventura” para

repositório de recordações.

foram durante anos permanentes do nosso

começarem a tomar notas para as

Certo é que os cidadãos do nosso

meio de comunicação, e cremos com

alegações finais.

pequeno rectângulo à beira atlântico

bastante interesse.

plantado são acusados por muitos

O “Nascimento” do nosso boletim foi um

estrangeiros de terem “o pescoço torcido”

sonho que tivemos e que se tornou em

de tanto olhar para o passado.

realidade certo que muito diminuto (apenas

pelas

quais

nos

A. Sirgado Serra


Setembro

dias 1 a 17, decorrerá o 2º. Turno de ISDABE; dia 26, terá lugar o nosso Almoço Nacional em Viseu;

Outubro

dia 16, Noite de Fados com jantar e prova de vinhos no Pavilhão Polivalente da Ajuda, em parceria com a Secção de Eventos dos Serviços Sociais da CGD;

Novembro

dias 10 e11, Festa de S. Martinho, em local a anunciar oportunamente;

Dezembro

Festa de Natal na Sede da ANAC, em data a definir;

Dez. / Jan. 2010

Passagem do Ano, em local e datas a determinar.

Nota O Festival de Coros previsto para Outubro, em Barcelona, bem assim o Cruzeiro às Caraíbas em Novembro, não se concretizarão. O primeiro, por ausência de elementos do Coro; já quanto ao segundo, por não se ter atingido o número mínimo sugerido pelo operador turístico.

Profile for Anac CGD

Comunicando 42  

Edição 42 do Comunicando

Comunicando 42  

Edição 42 do Comunicando

Profile for anac
Advertisement