Page 1

Comunicando 40 Publicação Periódica • Ano XV • 2009

Coordenação: A. Sirgado Serra

EDITORIAL

TEM

A

A

PALAVRA

A

DIRECÇÃO

O XI Encontro Nacional de Aposentados - Sócios Efectivos da ANAC

luz do Sol dá vida à Terra, alimenta e aquece o corpo de todas as criaturas. Mas quando essa luz se apaga e nos apanha de surpresa, é a vida que foge e nos retira tudo quanto de bom alimentou os nossos sonhos. Mais cedo ou mais tarde, não tenhamos ilusões, todos passaremos por esta provação! Desta vez a luz apagou-se para um dos mais antigos sócios da ANAC - Rafael da Cruz Marques, de seu nome. Pelo muito que fez em favor desta Associação, da qual também foi Presidente, e pela amizade que nos unia, dedicamoslhe esta mais que merecida homenagem: A ANAC, que muito te ficou a dever, e os amigos que ficaram jamais te esquecerão.

O

“ s Homens passam, mas as Instituições ficam!”. Assim sendo, a ANAC vai prosseguir a sua caminhada, em obediência aos princípios estatutários que a orientam e honrando o nome dos seus fundadores. continua na página 2

Para os sócios que não tiveram a possibilidade de assistir ao XI Encontro Nacional de Aposentados da CGD - Sócios Efectivos da ANAC, aqui deixamos um breve apontamento do que de mais importante aconteceu no passado dia 4 de Outubro, no grande auditório da Culturgest. Foi, antes de tudo, mais uma jornada de confraternização e convívio entre colegas e amigos que, vindos de todos os pontos do país, assinalaram a sua presença … foi uma casa cheia! Imediatamente após a credenciação e a entrega a todos os participantes da medalha alusiva a este XI Encontro, deu-se início aos trabalhos conforme o “PROGRAMA”entretanto distribuído. briu a sessão o Sr. António Sirgado Serra que, em nome da Direcção da ANAC a que preside, cumprimentou e proferiu as habituais palavras de saudação a todos os sócios presentes e às individualidades convidadas. Guardado que foi o momento solene de um minuto de silêncio pelos sócios que entretanto deixaram o nosso convívio, o Presidente fez o esboço das actividades desenvolvidas ao longo deste

A

último mandato e deixou a seguinte mensagem: “A actual Direcção da ANAC continua em funções por imperativos estatutários. Porém, é chegada a altura de consultarmos os sócios tendo em vista a elaboração de listas e a eleição de novos corpos sociais”.

Seguiu-se o período de intervenção

dos sócios, durante o qual foram suscitadas algumas questões de âmbito genérico para reflexão. Permitimo-nos destacar a proposta relacionada com uma “já antiga” aspiração da ANAC - o LarResidencial. Em concreto, e pela voz do sócio Gromecindo Lopes, foi anunciada a intenção da autarquia de Castanheira de Pêra, localidade situada no Distrito de Coimbra, em disponibilizar um terreno com vista à consecução daquele projecto. Todavia e atendendo a que muito brevemente os destinos da ANAC irão ser conduzidos por uma nova Direcção, resta-nos manter abertas as vias de contacto entretanto estabelecidas com o Presidente da Edilidade local, a quem já tivemos a oportunidade de expressar o nosso agradecimento.

Registamos

mais uma vez a intervenção do SÉNIAMOR - Grupo de Voluntários da CGD, que de continua na página 2


continuação da página 1

EDITORIAL

Porém, e sejamos objectivos, a actual Direcção, conquanto ainda em funções, há muito que cumpriu o prazo para que foi mandatada. Urge, pois, diligenciar no sentido de que os sócios, em Assembleia-Geral continuação da página 1

Janeiro decorreu o período de recepção de listas). Haja agora quem se apresente e dê forma a novos projectos, na certeza de que a vitalidade da ANAC depende de todos nós!

O XI Encontro Nacional de Aposentados - Sócios Efectivos da ANAC

novo fez ouvir a sua voz:: “Quebrar a solidão e o isolamento ... dos nossos colegas que estão mais sós e dependentes, seja em casa ou em internamento (lar, hospital,...)” constitui um dos seus principais objectivos! A presença neste nosso Encontro do Sr. Marcelino Mendonça, com os seus 101 anos já contados, é apenas um exemplo de acompanhamento, dos muitos que o SÉNIAMOR nos tem dado. Mas, para chegar mais longe e na prossecução dos valores que defende, o Grupo precisa de reforçar a sua equipa. Há muito espaço para os voluntários que revelem espírito de missão, de compromisso e de empenhamento. A mensagem aqui fica ! m dos momentos altos dos Encontros está reservado aos Jogos Florais. Assim, de acordo com os habituais critérios – originalidade,sentido poético, entre outros -, o Júri distinguiu e premiou os seguintes trabalhos:

U

Na Prosa: 1º. “Gica-Gica” de António Espadinha do Monte - sócio nº. 2072 2º. “Um Almoço no Bussaco” de Fernando José Ferraz da Silva sócio nº. 2268 3º. “História de Uma Semente” de Anúplio Castelo Branco – sócio nº. 655

2

a convocar brevemente para o efeito, se pronunciem sobre o novo elenco que conduzirá os destinos da nossa Associação durante o próximo triénio. O processo está em marcha (lembramos que até dia 15 de

Nas Quadras Populares: 1º. Fernando da Costa Melo – sócio nº. 144 2º. Fernando Pereira Borges – sócio nº. 1852 3º. Rui Nuno Pereira de Carvalho - sócio nº. 1999

A 1ª. Parte do Programa terminou

com um Sorteio promovido pela Agência de Viagens ABREU uma viagem à Bulgária para duas pessoas. Foram contemplados Aníbal Marcos Tourais - sócio nº. 1790-1 e, na condição de suplente, José Caetano Torres - sócio nº. 1708-1. Até final do mês de Junho de 2009, estes associados deverão contactar a Agência Abreu, a fim de manifestarem o seu interesse e acertarem os detalhes para que a viagem se concretize. período da tarde foi integralmente preenchido com um agradável espectáculo de variedades. Pelo palco da Culturgest desfilaram artistas consagrados: o tenor Carlos Guilherme, a fadista Teresa Tapadas e o grupo “Danças Com História”. Mas a festa tinha de terminar com os “artistas da casa”. Quais amadores discretos que, pela sua actuação, também muitos aplausos receberam! Referimo-nos aos Grupos Coral e de Danças de Salão dos Serviços Sociais da CGD, ao Grupo Coral da ANAC e ao “Duo” Rui Nuno e Carlos

O

Alberto. Enfim, uma tarde animada e recheada de surpresas! A apresentação dos artistas e o entretenimento em palco esteve a cargo do Rui Nuno, um colega que tão bem sabe desempenhar este papel. omo já vem sendo tradição a 2ª Parte do Programa terminou com um jantar de despedida, durante o qual usaram da palavra, D. José Lopez Martinez - Presidente Executivo do Agrupamento Europeu das Caixas Económicas e Instituições Similares, que agradeceu o convite e a hospitalidade com que tem sido recebido; o Dr. Henrique de Melo – Director Central da Direcção de Pessoal, que sublinhou o papel importante da ANAC, nas actividades que desenvolve a favor dos seus associados, inclusive da Instituição da qual todos acabamos por fazer parte. Disse, por último, que “os aposentados são os maiores embaixadores da Caixa Geral de Depósitos”. m nome da Direcção da ANAC, coube ao Sr. António Sirgado Serra a oportunidade de expressar o mais reconhecido agradecimento ao Conselho de Administração da CGD, à DPE, Culturgest e Direcção dos Serviços Sociais - cujas facilidades, colaboração e ajuda nos permitiram concretizar este nosso XI ENCONTRO NACIONAL.

C

E

Carlos Pereira

Rua Marechal Saldanha nº 5 - 1200-259 Lisboa • Tels. 21 324 50 90/1 • Fax 21 324 50 94 • E-mail: anac@cgd.pt


ACTIVIDADES

ISDABE – 2º. TURNO de 2008 (de 01 a 17 de Setembro) O Complexo Residencial das Caixas Económicas de ISDABE – Estepona (Espanha) tem sido para muitos de nós, sócios da ANAC e respectivas famílias, uma excelente oportunidade de férias desde há vários anos a esta parte. Ora, para continuarmos a usufruir de todas as facilidades que nos são oferecidas, há que manter o melhor relacionamento. Lembramos que o Complexo Residencial está em fase de renovação das suas instalações e são já visíveis os resultados de uma gestão mais actualizada. Por isso, ao novo Director, Sr. José Luís Saiz,

auguramos o melhor futuro; oxalá atinja com o maior êxito e brevidade os seus objectivos. Até porque pensamos voltar a ISDABE! Quanto ao período de férias e a forma como foi vivido pelos participantes deste 2º.Turno, muito teríamos a dizer! Felizmente e o mais importante é que tudo correu bem: fomos à praia e aos mercadilhos quase todos os dias; também houve tempo para revisitar Marbella, Torremolinos, Gibraltar, Ronda, Mijas e a imponente Catedral de Málaga. Mas só mesmo quem teve a oportunidade de conhecer e ver de

perto o reduto árabe da “Frigiliana” é que pode ajuizar que andámos sempre por bons caminhos e frequentámos os melhores ambientes! Para o José António e o Rui Lopes, que nos conduziram com muito profissionalismo, renovamos o nosso agradecimento. Para todos quantos estiveram em ISDABE neste 2º.Turno, fica a mensagem de uma menina de 14 anos que nos acompanhou. Sempre discreta mas muito observadora, dedica-nos o seguinte poema que escreveu numa das manhãs da nossa estadia.

A CERTEZA E A DÚVIDA A certeza que é tão clara como o sol A dúvida que é tão límpida como o mar Ambas vão crescendo na vinha como uma uva Até ao momento em que a balança “parte” e começa a naufragar Naufraga o barco na tempestade Já com seus marinheiros sem esperança Dúvida esta como ferida que arde Quebrando a primeira aliança Aliança entre a lua e o sol Pairando no vazio Certeza de que não alegra o canto do rouxinol Porque a escuridão é um canto sombrio Sombria a tristeza de alguém que ama Sempre à espera de um olhar

Ilustre estupidez de quem manda, só mesmo para gozar Mas sem se aperceber, acolhe o olhar sem saber Cultiva assim sementes de certeza, que irão gerar com a graça da dúvida De quando vê as gargalhadas de quem já lhe tinha concedido o coração Coração que parte Coração que cola, com certeza de que por agora fica bem Mas, e no futuro? A dúvida e a certeza é um constante vai e vem Ana Carolina Albuquerque Ferreira

3


ACTIVIDADES

Relativamente às “Actividades” em final de ano Destacamos: O já habitual passeio por ocasião do “São Martinho” à “Quinta da Lagoa”, em Mira, e que serviu de pretexto para revisitarmos o Museu da Vista Alegre em Ílhavo e as sempre bonitas cidades de Aveiro e Figueira da Foz. O “Convívio de Natal” realizado na Sede da ANAC, onde, apesar das limitações de espaço, ainda vai sendo possível reunir um grupo significativo de associados e familiares.

Por último, a “Passagem do Ano” que desta vez nos levou até Braga. Braga foi o local escolhido este ano para a “Passagem de Ano”. Para consolo dos católicos praticantes, o Hotel, cujo serviço a todos agradou, está situado ombro a ombro com a Igreja do Bom Jesus. Esta localização proporcionounos a plena satisfação de ver e apreciar o fogo de artifício tão pródigo naquela região. Não podemos, também, esquecer o primor gastronómico e a alegria que nos foi facultada na noite de transição do “Ano Velho” para o “Novo Ano”.

GRUPO CORAL Noticiámos em data oportuna (vide Boletim nº. 39) que o nosso Grupo Coral se deslocaria a Espanha, mais exactamente a Palafolls (Barcelona), no período de 7 a 14 de Outubro, onde, a propósito do “I Festival Internacional de Grupos Corais”, iríamos apresentar alguns dos melhores temas do nosso repertório. E na verdade aconteceu! Pena foi que não tivéssemos conseguido a deslocação da totalidade do Grupo.

Ainda assim e não obstante as limitações, ficámos com a certeza de que a representação da ANAC tudo fez quanto estava ao seu alcance para deixar uma boa imagem. Cremos tê-lo conseguido! O “Festival”, independentemente das jornadas de convívio, foi uma oportunidade para que o nosso Grupo tomasse contacto com o que de bom existe em grupos de carácter similar.

Alguns dos grupos demonstraram grande qualidade e apuramento técnico muito significativo, em especial dois ou três deles, provenientes De França e de Itália. Nele participaram vários grupos de toda a Espanha, de Itália, de França e, claro, de Portugal. Realce-se que nos foi dada a honra de fazermos o encerramento do festival levando a que, no seu conjunto, toda a assistência presente no pavilhão continua na página 5

4


continuação da página 4

onde decorreu o acto participasse activamento no acompanhamento da nossa actuação. Esta nossa participação, a primeira fora do País, foi uma oportunidade de conhecermos outros Grupos, alguns com muitos anos de actuação. Porque se revelou uma experiência

GRUPO CORAL enriquecedora a todos os níveis, contamos voltar a Barcelona no próximo ano, por ocasião do II Festival de Coros. A deslocação também foi uma excelente oportunidade para visitarmos a sempre bela cidade de Barcelona (la buona), com as

suas “Ramblas”, Sagrada Família e edifícios característicos bem como os seus arredores. Destacamos aqui a visita a Montserrat, um local de recolhimento e peregrinação que nos propiciou momentos de beleza extrema e de puro contacto com a natureza.

5


OS NOSSOS TALENTOS Foi em Isdabe, no 1º. Turno de 2008, que tudo aconteceu! O Manuel Afonso Bastos, sócio efectivo da ANAC, teve a percepção de que existe um outro lado mais sombrio da vida. Mas lutou e conseguiu vencer as dificuldades; isto é, fintou o destino e deu a volta por cima! Uma vez recomposto, não lhe faltou a coragem para nos deixar um muito sentido relato dos momentos que dolorosamente viveu. Desde o episódio que o levou ao internamento hospitalar até ao desfecho final, aqui fica neste pequeno livro, numa linguagem muito acessível e sem rodeios, o seu testemunho. O autor deixa bem claro que não foi movido por quaisquer intuitos de ordem comercial, mas tão só “...porque entendeu que (esta) seria a melhor maneira de homenagear e agradecer a todos os trabalhadores da saúde, a todos os familiares e amigos que contribuíram para que ele continuasse vivo. E, ainda, porque concluiu que muitas das questões que suscita continuam actuais e são de importância relevante para o futuro.” Os colegas interessados na aquisição desta pequena mas singular obra podem ficar com a certeza de que vale a pena a sua leitura, ao mesmo tempo que estarão a contribuir para uma causa muito nobre, já que é propósito do autor doar o produto final da venda dos vários exemplares a uma “...Instituição que cuide e dê apoio a idosos, tão desprezados pelas sociedades ditas modernas. No caso em apreço tal verba reverterá inteiramente para o Lar de Idosos e Centro de Dia do Sobreiro, Mafra, não só pelas dificuldades económicas que tem vindo a atravessar, mas também porque esta Instituição tem acolhido vários indivíduos com sequelas provenientes de acidentes vasculares cerebrais”. O “DIA EM QUE A MINHA MENTE SE EVADIU”, é uma muito sentida história da vida real, contada na primeira pessoa! Encontra-se disponível na ANAC pelo preço simbólico de  5,00. 6


POESIA

SONO E VIVER Foi lutar contra egoísmo, De mentes frágeis e obscuras; Vagueavam, no meio de laxismo, Agarrados ao pessimismo. Prepotentes mas, sem bravura. Houve um tempo, no acreditar, Sem murmúrio ou queixume; Muita vontade no conquistar, Subir ao alto e programar, Cheirar da vida o perfume.

SÊ Se não puderes ser um pinheiro, no topo de uma colina, Sê um arbusto no vale mas sê O melhor arbusto à margem do regato. Sê um ramo, se não puderes ser uma árvore.

De inocência e chama intensa, A luz do Sol nos aquece; Repleto de alma imensa,

Se não puderes ser um ramo, sê um pouco de relva E dá alegria a algum caminho.

No sofrer nunca se pensa, Só juventude permanece. Se não puderes ser uma estrada, Todos sonhamos com futuro, Dentro de nós, habita a paz; Nosso crescer fica maduro, Surge trovão, vem o escuro, Nem a força nos satisfaz. Vem até nós o Outono, Perdemos o sorriso terno;

Sê apenas uma senda, Se não puderes ser o Sol, sê uma estrela. Não é pelo tamanho que terás êxito ou fracasso... Mas sê o melhor no que quer que sejas.

Pablo Neruda

Vivemos à beira, dum belo sono, Temos abrigo e, sem abandono, Neste existir, curto e interno. Viana do Alentejo, 01/11/2008 Inácio Lagarto

7


A INFORMÁTICA NA ANAC A ANAC NA BLOGOSFERA O nosso blogue já foi visitado mais de 2500 vezes, desde a sua criação. Sendo um excelente veículo para a comunicação entre a nossa Associação e os Sócios, queremos torná-lo, por isso mesmo, mais participado. Carregue, em qualquer dos “posts” (comunicação), no local onde está indicado “x comentários” e deixe-nos

a sua opinião (para o fazer, terá de ser um utilizador identificado e registado no “Google”). Poderá também participar através do envio de fotografias ou artigos que possam interessar aos nossos Sócios. Aguardamos, pois, pelas vossas colaborações.

SESSÕES DE DIVULGAÇÃO INFORMÁTICA

Já foi desenvolvido mais um conjunto de Sessões de divulgação informática, esta na perspectiva de transmitir alguns

conhecimentos

mais

personalizados nas áreas habituais (computadores e seus componentes, Windows, Word, Internet e e-mail). Estas novas sessões, como informámos anteriormente, destinamse a dar resposta a utilizadores minimamente conhecedores das áreas e que necessitem de aprofundar alguns aspectos particulares. Tentaremos, se houver interessados, organizar mais alguns conjuntos de sessões.

Dado que alguns dos Sócios já têm computadores portáteis, poderão trazê-los para as sessões, a fim de lhes facilitar a resolução de dúvidas. Para os Sócios que ainda não têm o seu portátil, poderemos, talvez, vir a desenhar um programa do tipo eescola mas sem o “Magalhães” (ou seja, com um computador para adultos)... a ver vamos. (Cândido Vintém)

INTERNET Continuamos a nossa navegação por “sites” que nos parecem ser de maior interesse para os nossos Sócios – os da CGD, dos nossos Serviços Sociais, da Wikipedia (a maior enciclopédia interactiva mundial), da Direcção Geral dos Impostos (pagamento de impostos e informações sobre património), bem como por alguns de compras “on-line” e outros. Como no número 39 do nosso boletim ficou alguma informação por publicar, retomamo-la agora…

continua na página 9

8


INTERNET O que aconteceu por detrás de tudo isto? O motor de busca procurou em todos os “sites” da Internet os que tinham a referência de que nós precisamos (no caso, a palavra “Portugal”) e, num tempo alucinante (pouco mais de um terço de segundo) dá-nos a ligação para mais de 4,5 milhões de locais onde reside a nossa informação. Para aceder a essa informação, basta dar um clique sobre a primeira linha do resultado que nos interessa:

continua na página 10

9


continuação da página 9

INTERNET

Por exemplo, se pretendermos aceder ao “site” do “Turismo de Portugal”, clicamos sobre a primeira linha e, imediatamente, somos direccionados para ele:

Aqui, poderemos aceder a toda a informação que o “dono do site” nos quer disponibilizar. Neste ponto convém falar do tipo de informação a que poderemos ter acesso em alguns “sites”. Genericamente, poderemos falar de informação de acesso universal e de informação de acesso restrito. A informação de acesso universal é aquela de que temos falado até agora, isto é, a informação que qualquer cidadão pode obter, livremente, sem ter de se registar como utilizador do “site”. Para aceder a determinado tipo de informação mais específica e que diz respeito apenas a alguns utilizadores haverá que fazer-se o registo no “site”, definindo um nome de utilizador único e obtendo uma palavra-passe (password). Para exemplificarmos estas situações, recorreremos ao “site” da Caixa Geral de Depósitos, onde poderemos consultar informação de acesso universal (toda a informação sobre a actividade e produtos do nosso banco bem como as suas últimas novidades) e informação de acesso restrito (o “Caixadirecta”, por exemplo) mas isso será no próximo número.

(Cândido Vintém)

10


PRESENÇA DA DELEGAÇÃO DA ZONA NORTE ANAC - PORTO CONVÍVIO DE NATAL 2008

11


PRESENÇA DA DELEGAÇÃO DA ZONA NORTE PROGRAMA DE VIAGENS PARA O ANO DE 2009

Rua Gonçalo Cristóvão 297 4000 - 270 PORTO 222 060 300

DELEGAÇÃO DA ANAC PORTO

ESPECIAL ELEIÇÕES Informamos que foi apresentada ao Presidente da Mesa da Assembleia-Geral uma única lista de candidatos ao novo elenco directivo da nossa Associação. Esta lista integra vários elementos dos actuais Órgãos Sociais e a eleição realizar-se-á no decorrer do mês de Abril.

ESCLARECIMENTO Em virtude de alguns contratempos ocorridos com a edição do presente Boletim, designadamente por motivos de saúde do Coordenador - A. Sirgado Serra - apresentamos desde já a todos os sócios o nosso pedido de desculpas pelo atraso verificado na sua emissão.

BOLETIM 40  

Edição nº 40 do Boletim Comunicando

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you