Page 154

Para
Entender
as
Mídias
Sociais




153


uma
das
nossas
áreas
físicas”.
Não
se
pergunta:
“o
que
é
 melhor
para
você?”
E
não
se
diz
(sinceramente):
 “estamos
aqui
para
ouvi‐lo”,
o
que
é
um
grande
 problema
para
o
cidadão.
Se
a
intenção
for
mesmo
essa,
 ou
seja,
um
monólogo,
a
existência
de
links
bem
visíveis
 para
as
redes
sociais
poderia
suprir
uma
lacuna
vista
 pelos
usuários.
 
 Isto
não
é,
por
exemplo,
o
que
se
constata
ao
acessar
os
 sites
das
prefeituras
das
capitais
de
São
Paulo
e
do
Rio
 de
Janeiro.
Em
ambos
os
casos,
o
acesso
às
redes
sociais
 como
Twitter
e
Facebook
existe
só
em
algumas
 secretarias.
Nas
respectivas
administrações
estaduais
a
 situação
é
ainda
pior.
Em
ambas,

há
acesso
a
redes,
 porém,
de
forma
tímida
e
no
rodapé
da
página.
No
RJ,
o
 link
de
qualquer
rede
direciona
para
outra
página
do
 site,
onde
pode‐se
escolher
a
repartição
e
sua
rede
 correspondente.
Para
quem
tem
muito
interesse
e
 paciência,
ok,
até
chega‐se
lá.
 
 Já
nos
portais
dos
governos
do
Rio
Grande
do
Sul
e
Porto
 Alegre,
Espírito
Santo
e
Vitória,
Mato
Grosso
e
Cuiabá
é
 muito
fácil
acessar
as
redes
sociais.
No
governo
do
Acre
 e
na
cidade
de
Belo
Horizonte
seus
sites
também
 direcionam
facilmente
às
redes.


 
 Veja
os
quadros
com
um
panorama
geral
dos
acessos
às
 redes
sociais
via
portais
dos
governos
estaduais
e
 municipais:
 
 
 


Para Entender as Midias Sociais  

Livro coletivo sobre assuntos transversais as redes de relacionamento, produzido e publicado por profissionais e pesquisadores da área em ab...

Advertisement