Issuu on Google+

Curriculum Vitae

INFORMAÇÃO PESSOAL

Ana Sofia Martins Borges Rua Adriano Correia Oliveira Lote 52, 3º Esquerdo, 2955-050 Pinhal Novo (Portugal) 916787179

935788484

anasofiaborges@gmail.com Skype silence_moon Sexo Feminino | Data de nascimento 30 de Julho 1980 | Nacionalidade Portuguesa

PROFISSÃO

Serviço Social

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL 05 de Maio 2009–31 de Dezembro 2013

Técnica Superior Serviço Social I.E.F.P. IP, Setúbal (Portugal) Técnica Superior Serviço Social - Equipa de Apoio Técnico ▪ Promover o acolhimento, a integração, o apoio social e o acompanhamento de Formandos ao longo do processo formativo, promovendo um conjunto de intervenções técnicas que concorram para o desenvolvimento das suas competências pessoais, sociais e profissionais, em ordem a uma melhor inserção na acção de formação, no Centro e, posteriormente, no mercado de trabalho. ▪ Compete ao Serviço Social em termos genéricos, colaborar na promoção, concepção, preparação, desenvolvimento e avaliação da formação. ▪ Na intervenção em formação profissional desenvolve as seguintes actividades, colaborar na promoção e divulgação dos Programas e Medidas de formação juntos dos parceiros e comunidade local, ▪ Impulsionar a rede social local no âmbito de desenvolvimento de Programas/Projectos especiais de formação, para a inserção de grupos socialmente mais desfavorecidos ou com maiores dificuldades de inserção no mercado de trabalho, ▪ Colaborar na humanização da estrutura dos Centros de Formação Profissional, promovendo um acolhimento facilitador na integração do Candidato/Formando no Centro e no meio envolvente, ▪ Colaborar no processo de recrutamento dos formandos, promover a caracterização/diagnóstico dos Formandos através, designadamente, da realização de entrevistas individuais, tendo em conta as dimensões do meio envolvente (sociais, familiares, económicas e culturais) e os seus projectos pessoais e profissionais, ▪ Prestar apoio social necessário à integração do Formando, colaborando na resolução das situações/problema através da mobilização de recursos internos e externos ao Centro (alojamento, equipamentos sociais para acolhimento dos filhos, outros, assegurar o acolhimento dos Formados no Centro e na acção de formação, colaborar no processo de admissão dos formandos, entre outros.

01 de Março 2009–04 de Maio 2009

Assistente Social Associação Sol Nascente - Comunidade Terapêutica de recuperação de toxicodependenes, Pinhal Novo (Portugal) ▪ Intervenção pedagógica junto ao toxicodependente numa linha co-terapêutica, levando-o a construir um projecto da vida com vista ao seu crescimento psicossocial, aprofundar a sua história sócio-familiar, consolidação do projecto terapêutico, ou seja, criação de estruturas de apoio no campo da inserção socioprofissional e minimizar os problemas que possam dificultar o tratamento.

01 de Maio 2008–01 de Setembro 2008

Programador Base de Dados

17/1/14

© União Europeia, 2002-2013 | http://europass.cedefop.europa.eu

Junta Freguesia Alg-Mem Martins, Algueirão - Mem Martins (Portugal)

Página 1 / 6


Curriculum Vitae

Ana Sofia Martins Borges

▪ Criação de Base de Dados em Access 2007, para utilização das Entidades Parceiras do Projecto “Vias Alternativas”, direccionado para população carenciada e sem-abrigo. Esta base de dados consta de dados importantes sobre o atendimento de cada utente/família carenciada que permitirá uma gestão organizada dos processos activos e inactivos do projecto., tais como, formulários de Ficha de sinalização e caracterização do Utente, Ficha de Actividades Realizadas, Ficha de Encaminhamento, Contactos e Outras aplicações de Gestão e Pesquisa. ▪ Foi feita a inserção de todos os utentes atendidos pelo projecto.

02 de Fevereiro 2008–02 de Março 2008

Assistente Social SER ALTERNATIVA – Associação de Apoio Social, Mem-Martins (Portugal) Programa BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME. ▪ Convidada pela Direcção, a continuar a nível profissional na Associação Ser Alternativa para fazer o acompanhamento e avaliação do Projecto do Banco Alimentar Contra a Fome. Num campo teórico, elaborei as LISTAS DE BENEFICIÁRIOS e a criação de raiz das Fichas de Inscrição e Sinalização para as famílias carenciadas, e a respectiva elaboração de Fichas de Sinalização para as Visitas Domiciliárias a serem realizadas. Num campo prático, realizei visitas domiciliárias ao Bairro de S. José e ao Bairro de Coopalme, com entrevistas os agregados familiares inscritos para o programa, de forma a fazer uma avaliação que permitisse fazer um diagnóstico fiável para a integração dos beneficiários na Lista de Beneficiários dos produtos alimentares.

01 de Maio 2007–02 de Fevereiro 2008

Directora Técnica (Assistente Social) SER ALTERNATIVA – Associação de Apoio Social, Mem-Martins (Portugal) ▪ Como funções de directora Técnica assumi a responsabilidade pela gestão do SAD – Serviço de Apoio Domiciliário, e pela programação, dinamização e organização da valência e coordenação, supervisão dos recursos humanos da Instituição. Efectuei triagem, selecção e admissão de novos utentes através de um atendimento social e visitas domiciliárias, com elaboração do respectivo plano de cuidados e a avaliação das necessidades iniciais e continuas dos utentes, com o acompanhamento dos utentes e suas famílias. Regularmente fez-se a gestão das vagas e listas de espera, e reuniões a cada sexta-feira com as ajudantes de acção directa, de forma a verificar a existência de alguma anomalia ou cuidados especiais com os utentes. ▪ Realizei acções de formação para funcionários em que fui formadora, bem como selecção e recrutamento de funcionários para a Instituição. Todo o meu desempenho foi baseado dentro da gestão, avaliação e resolução de eventuais conflitos que pudessem eventualmente existir. ▪ Fiz também o trabalho de processamento de salários e facturação. ▪ Sendo esta Instituição pertencente à Rede Social de Sintra, foi também do meu âmbito a participação, orientação e acompanhamento de situação de adultos em carência económica, nomeadamente exerci funções de Gestor de Caso de utentes sem-abrigo, do Projecto da Junta de Freguesia de Algueirão-Mem Martins, “Vias Alternativas” com participação activa e regular nas reuniões e actividade inerentes ao projecto. Esta Gestão de Casos prendeu-se no acolhimento inicial em que realizava-se através de atendimento um diagnóstico da situação do adulto em situação de exclusão, de forma a efectuar-se um diagnóstico de necessidades, definição de perfil e encaminhamento para as respostas de qualificação mais adequadas ao público-alvo; resolução das questões de necessidade básicas (habitação, alimentação, higiene pessoal). A Preocupação de Gestor de Caso é garantir instrumentos adequados a assegurar a igualdade de oportunidades de acesso, em particular de públicos mais desfavorecidos e/ou com maiores dificuldades de inserção na sociedade e no mercado de trabalho. Foi efectuado um trabalho directo com a Câmara Municipal Sintra, Junta de Freguesia de área do Projecto, Centro de Saúde, Instituto de Emprego e Formação Profissional de Sintra, Bombeiros Voluntários de Sintra com o seu Núcleo de Centro Novas Oportunidades. Participação e acompanhamento nas Reuniões de Comissão e Acompanhamento do Bairro de Realojamento do Bairro de S. José, entidade promotora CMS – Divisão de Habitação, em que as preocupações deste Projecto é direccionado para o Bairro de S. José sendo considerado um dos Bairros problemáticos na zona de Sintra, derivado a junção de varias etnias e das carências económicas que apresentam derivado ao numero de agregado familiar ser normalmente alargado e/ou monoparental. É feito um trabalho em parceria, em que a preocupação é direccionada para as crianças menores em risco de maus-tratos ou negligência, adultos com carência económica ou dificuldade de inserção no mercado de trabalho, solucionar problemas habitacionais de famílias que estejam a “residir” sem condições habitacionais condignas à condição humana, através de pedido de habitação social á Câmara Municipal de

17/1/14

© União Europeia, 2002-2013 | http://europass.cedefop.europa.eu

Página 2 / 6


Curriculum Vitae

Ana Sofia Martins Borges

Sintra e encontrar soluções temporárias. Também se procede ao encaminhamento de jovens e adultos com baixa escolaridade para cursos de formação ou programas do IEFP, Cursos de Formação e Adultos (EFA), através dos Centros de Reconhecimento, Validação e Certificação de competências. Participação activa no Programa Comunitário de Ajuda Alimentar a Carenciados, que consiste na distribuição de géneros alimentícios a famílias carenciadas através da CDSS, Centro Distrital de Segurança Social. ▪ Realização de novos projectos que promoveram a IPSS, de forma, a promulgar um desenvolvimento da Instituição nas ajudas financeiras. ▪ Angariação de Fundos; Pedido de Apoio Alimentar a Hipermercados, Supermercados e potenciais entidades de ajuda a dar resposta alimentar a famílias carenciadas do Bairro de S. José; ▪ Envio das listas de agregados familiares para o BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME, com a ficha actualizada de candidatura para formalização de parceria, reuniões e contactos com os dirigentes do Banco Alimentar Contra a Fome. ▪ Pedido à Associação BEM-HAJA, na oferta de computadores mais recentes para a Instituição; ▪ Entre outros projectos.

01 de Setembro 2005–21 de Julho 2006

Assistente Social - Estágio CAT TAIPAS - CENTRO ATENDIMENTO A TOXICODEPENDENTES - TAIPAS, Lisboa (Portugal) Neste estágio a intervenção social realizou-se junto de diferentes grupos alvo, nomeadamente ao ▪ nível da prevenção primária, ▪ redução de riscos, ▪ tratamento e ▪ reinserção social tendo em atenção a emergência de novos perfis de consumidores e novos tipos de drogas. O Serviço Social no Centro de Atendimento a Toxicodependentes das Taipas tem como objectivos na sua acção:Exercer uma acção pedagógica junto ao toxicodependente numa linha co-terapêutica, levando-o a construir um projecto da vida com vista ao seu crescimento psicossocial, no contacto com o utente, ao aprofundar a sua história sócio-familiar procuramos que a nossa actuação não seja isolada, mas sim complementar do projecto terapêutico,criar situações que de alguma forma possam dar um contributo positivo na consolidação do projecto terapêutico, ou seja, criação de estruturas de apoio no campo da inserção socioprofissional e minimizar os problemas que possam dificultar o tratamento. Sendo assim, o Assistente Social na problemática da toxicodependência tem então como finalidadeprevenir, despistar precocemente, facultar o tratamento, promover e mobilizar para um projecto terapêutico, e reintegrar socialmente os toxicodependentes,procurando responder na prestação do seu serviço com a máxima qualidade.

01 de Setembro 2004–01 de Julho 2005

Assistente Social - Estágio Hospital Fernando Fonseca (Amadora-Sintra), Amadora (Portugal) Serviço Cirurgia A - Este estágio curricular baseou-se na prestação de cuidados a utentes com neoplasia mamária recorrendo de mastectomia para remoção do tumor maligno. Intervenções também efectuadas em atendimento na Urgência do Hospital com base em: ▪ Apoio Emocional, criar uma relação empática e de ajuda que proporcione a expressão de emoções ▪ Gestão da doença, preparar para as repercussões físicas e psicossociais e apoiar no desenvolvimento de estratégias de ajustamento psicossocial ▪ Aconselhamento, promover a decisão informada, relativa à doença e projecto de vida Planeamento dos Cuidados, avaliar necessidades médico-sociais e accionar a continuidade dos cuidados ▪ Reintegração Social, reorganizar esquema de integração familiar e social/articulação com a comunidade - Informação/Orientação, fornecer informação relativa a direitos, benefícios sociais e recursos comunitários ▪ Advocacia Social/Empowerment, Defesa dos direitos, representação institucional/capacitação e treino de cidadania.

17/1/14

© União Europeia, 2002-2013 | http://europass.cedefop.europa.eu

Página 3 / 6


Curriculum Vitae

Ana Sofia Martins Borges

EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO 01 de Setembro 2001–21 de Julho 2006

SERVIÇO SOCIAL

Nível 6 QRQ

UNIVERSIDADE LUSOFONA HUMANIDADES E TECNOLOGIAS, Lisboa (Portugal) Domínio Geral: Direitos Humanos e Cidadania,Psicologia de Desenvolvimento,Políticas Sociais,Psicologia Social e das Organizações,Metodologia da Investigação Social Domínio Profissional: Os Assistentes Sociais orientam o seu conteúdo funcional para as seguintes finalidades: ▪ Intervenção com indivíduos, famílias, grupos e comunidades, no sentido de que estes desenvolvam as suas potencialidades e exerçam formas de cidadania participativa e se tornem responsáveis agentes de mudança, intervindo na melhoria das suas próprias condições de vida. ▪ Criação de condições que conduzam à concepção e elaboração de planos integrados de desenvolvimento e de projectos de obtenção de ganhos sociais; ▪ Desenvolvimento de processos de articulação, de negociação e de mediação entre cidadãos, serviços públicos e outros organismos sociais; ▪ Rentabilização de recursos dispersos na comunidade, contribuindo em primeiro lugar, para o melhoramento do bem estar e dos níveis de participação dos cidadãos utentes e potenciais utentes dos serviços, e contribuindo simultaneamente, para a racionalização e rentabilidade social, e para a eficácia e eficiência dos serviços; ▪ Criação e inovação de processos de convergência de recursos formais e informais, mediante o desenvolvimento de um trabalho em rede; ▪ Estimulação da participação activa e da corresponsabilização de cidadãos; ▪ Envolvimento de serviços ou instituições públicas e privadas que numa determinada zona geográfica desenvolvam actividades na área das politicas sociais, nomeadamente instituições do sector público, do sector da solidariedade e da economia social; ▪ Participação na concepção e definição de políticas sociais, intervenção na respectiva aplicação, reformulação, execução e avaliação; ▪ Identificação de potencialidades e necessidades sociais, culturais e relacionais, contribuindo para a compreensão pluridimensional do diagnóstico social, realçando nomeadamente as necessidades emergentes em contextos particularmente vulneráveis/desfavoráveis; ▪ Concepção, planificação execução e avaliação de projectos de investigação e divulgação dos respectivos resultados. ▪ Promoção de níveis de qualidade dos serviços e das condições de acessibilidade dos cidadãos aos benefícios, aos serviços, aos programas a aos projectos.

COMPETÊNCIAS PESSOAIS Língua materna

português

Outras línguas

inglês

COMPREENDER

FALAR

ESCREVER

Compreensão oral

Leitura

Interacção oral

Produção oral

C1

C1

C1

C1

C1

Níveis: A1/A2: Utilizador básico - B1/B2: utilizador independente - C1/C2: utilizador avançado Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas

Competências de comunicação

17/1/14

▪ Capacidade para compreender e integrar o contributo da sua actividade para o funcionamento do serviço, exercendo-a de forma disponível e diligente, Capacidade para interagir adequadamente com pessoas com diferentes características e em contextos sociais e profissionais distintos, tendo uma atitude facilitadora do relacionamento e gerindo as dificuldades e eventuais conflitos de forma ajustada,Capacidade para se integrar em equipas de trabalho de constituição variada e gerar

© União Europeia, 2002-2013 | http://europass.cedefop.europa.eu

Página 4 / 6


Curriculum Vitae

Ana Sofia Martins Borges

sinergias através de participação activa, : Capacidade para coordenar, orientar e dinamizar equipas e grupos de trabalho, com vista ao desenvolvimento de projectos e à concretização dos objectivos, Capacidade para defender ideias e pontos de vista : de forma convincente e estabelecer acordos e consensos, recorrendo a uma argumentação bem estruturada e consistente. Competências de organização

▪ Capacidade para se expressar com clareza e precisão, adaptar a linguagem aos diversos tipos de interlocutores, ser assertivo na exposição e defesa das suas ideias e demonstrar respeito e consideração pelas ideias dos outros, Capacidade para representar o serviço, ou a organização, em grupos de trabalho, reuniões ou eventos, de âmbito nacional ou internacional e capacidade para lidar com situações de pressão e com contrariedades de forma adequada e profissional.

Competências técnicas

▪ Implementação de novos projectos no local de trabalho, inovaçao e adaptação de realidades sociais a população-alvo.Resolução dos problemas tendo em base o emporwent entregue a cada individuo. Dinamismo em todas as actividades.Capacidade para identificar, interpretar e avaliar diferentes tipos de dados e relacioná-los de forma lógica e com sentido crítico.Capacidade de se ajustar à mudança e a novos desafios profissionais e de se empenhar no desenvolvimento e actualização técnica,Capacidade de actuar de modo independente e proactivo no seu dia a dia profissional, de tomar iniciativas face a problemas e empenhar-se em solucioná-los,Capacidade para conceber novas soluções para os problemas e solicitações profissionais e desenvolver novos processos, com valor significativo para o serviço,Capacidade para utilizar os recursos e instrumentos de trabalho de forma eficiente e de propor ou implementar medidas de optimização e redução de custos de funcionamento.

Competências informáticas

▪ Bons conhecimentos de Informática (Microsoft Office, Sistemas Operativos Windows 95/98/2000, XP, Vista, Internet, SPSS (Statistical Package for the Social Sciences), Photoshop, PaintShop Pro, Publisher, Lightroom, Photoscape, Contabilidade, entre outros programas de edição de imagens.

INFORMAÇÃO ADICIONAL Seminários ▪ 2008 - VI Curso Nacional de Gestão de Equipamentos Sociais para Idosos (Lares, Centros de Dia e SAD), ministrado pela RUTIS, Rede de Universidades da Terceira Idade, no dia 22 de Janeiro de 2008, no Auditório da Escola Superior Agrária em Santarém ▪ 2007 - CERTIDÃO DE APTIDÃO PROFISSIONAL - Curso de Formação Pedagógica Inicial de Formadores, ministrado pela EPAV - Escola Profissional Alda Brandão Vasconcelos (Gustavo Eiffel), com duração de 98 horas, e classificação BOM COM DISTINÇÃO (17 Valores) Estrutura Curricular: O formador e o contexto onde se desenrola a Formação; Factores e Processos de Aprendizagem; Simulação Pedagógica Inicial; Métodos e Técnicas Pedagógicas; Relação Pedagógica, Animação de Grupos em Formação e Gestão de Percursos diferenciados de Aprendizagem; Plano de Sessão; Os recursos didácticos na Formação e as Novas Tecnologias de Informação e Comunicação; Avaliação na Aprendizagem, Avaliação da Formação e Simulação Pedagógica Final – Autoscopia. ▪ 2006 - I Curso Nacional de Gestão de Apoio Domiciliário, ministrado pela RUTIS, Rede de Universidades da Terceira Idade, no dia 24 de Novembro de 2006 na Escola Superior Agrária de Santarém ▪ 2005 - Curso ministrado pelo IPPAR – Instituto Português do Património Arquitectónico, no âmbito de formação ocupacional através do Instituto de Emprego e Formação Profissional, com frequência na Acção de Formação para Técnicos Auxiliares de Acompanhamento e Vigilância no Palácio Nacional da Ajuda, com duração de 250 horas. Estrutura Curricular: Cidadania; Desenvolvimento Pessoal, Social e Profissional; Ambiente, Higiene e Segurança no Trabalho; Inglês, Francês, Técnicas de Comunicação, Património e Turismo, O exercício da Vigilãncia em Monumentos e Estágio. ▪ 2000 - Curso de Secretariado em Informática, ministrado pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional, com classificação MUITO BOM Estrutura Curricular: O secretariado na empresa; Planificação; Comunicação na Empresa; Arquivo; Relações Públicas; Introdução á Empresa; Documentação Comercial; Salários e Legislação Laboral; Mapas Legais; Stocks/Facturação, Projecto Final, Windows Introdução e Avançado, Word, Excel, Power Point, Access e Internet.

17/1/14

© União Europeia, 2002-2013 | http://europass.cedefop.europa.eu

Página 5 / 6


Curriculum Vitae

Ana Sofia Martins Borges

▪ 1997- Curso de Formação de Voluntários de Apoio a Doentes com HIV/Sida e seus familiares, ministrado pela AJPAS – Associação de Jovens Promotores da Amadora Saudável, de 8 de Abril de 1997, com duração de 36 horas Informações complementares

▪ Voluntariado na Associação de Jovens Promotores da Amadora Saudável (AJPAS) na problemática da toxicodependência e HIV/Sida, promovendo actividades directas com os doentes (animação hospitalar/enfermarias), actividades de prevenção e informação (Sensibilização directa aos utentes/familiares, promovendo campanhas de ruas, dinamização de encontros culturais, informação no Hospital Amadora-Sintra directa a utentes e seus familiares); ▪ Diploma do Instituto Português do Sangue, de mérito de Dador de Sangue.

17/1/14

© União Europeia, 2002-2013 | http://europass.cedefop.europa.eu

Página 6 / 6


Europass cv ana borges 2014