Page 1

ELEIÇÕES NO BRASIL Como tudo isso começou? Por Rosana França Educadora Social/Assistente Social Equipe Campanha ANA Até chegar à democracia representativa mediante voto direto o Brasil passou por vários processos. Tudo começou com a invasão Portuguesa em 1500, que logo transformou o Brasil em Colônia de Portugal, garantindo uma fortuna para a coroa portuguesa através da exploração e saque das riquezas naturais existentes e da escravização dos nativos que denominaram índios e dos negros sequestrados do continente Africano. Em 1822, o Brasil tor na-se independente de Portugal e passa a ser um Império. Tem outorgada a "Constituição Imperial de 1824, que inicia nosso caminho em direção a direitos políticos que temos hoje (que ainda são restritos). Até chegar nessa forma de eleição que temos (democrática e obrigatória), tivemos o voto censitário, que excluía a maioria da população do direito a votar e ser votado, pois exigia a comprovação de renda mínima e excluía as mulheres e

Boletim daANA

Ano II - Nº 30 - Setembro de 2014

ANA

a d

analfabetos. A Constituição de 1881 eliminou a exigência de comprovação de renda para votar e ser votado, mas, continuou excluindo os analfabetos, escravos e mulheres. Só os homens, com mais de 25 anos de idade, poderiam votar. A Constituição Republicana de 1891 inaugura o voto direto para presidente e vice-presidente, mas a primeira eleição direta só aconteceu em 1894. Em 1935 as mulheres, com muita luta, conquistam o direito ao voto, mas, só o exercem em 1947. A partir de 1988, o voto se torna obrigatório para todo/as brasileiros/as com mais de 18 anos, e, facultativo para pessoas com 16 e 17 anos ou mais de 70 anos de idade e analfabetos. No ano de 1964, o Brasil sofreu um golpe militar que depôs o presidente Goulart assumindo o poder uma junta militar logo substituída pelo presidente Castelo Branco. Nesse período, criou-se um estado de exceção e os direitos políticos de cidadãos/ãs foram suspensos, parlamentares foram cassados. Podemos dizer que esse foi o pior tempo político na história do país. Pessoas foram torturadas, os meios de comunicação censurados, todos que ousassem falar, escrever, cantar, contra esse regime, pagavam, ás vezes, com a própria vida. Muitos brasileiros morreram, outros fugiram do país para preserva a vida e tentar mesmo

Imagem tirada da internet

de longe lutar. Esses fatos duraram até 1985 com a eleição de Tancredo Neves. O que fica evidente em tudo isso é a importante trajetória até o direito ao voto. Por isso, convidamos você, antes de votar, a pesquisar e refletir sobre os candidatos. Votar é um ato de muita responsabilidade, não pode ser fruto de uma brincadeira, negociado por dinheiro ou favores, nem pode ser definido pelos sentimentos, credo ou religião. Leia as propostas, avalie a trajetória do candidato, seus princípios e tire suas conclusões. E, lembre-se de passar o resto do ano acompanhado o seu candidato, afinal, as eleições são de 4 em 4 anos, mas a vida política do nosso país se constrói cotidianamente, com as decisões das pessoas que elegemos, por isso é sempre importante acompanhar seus passos. Fique ligado, seu voto é decisivo para a mudança do nosso Brasil!!

1


Fique por dentro

Giro

DE NOTÍCIAS E aí galera, vocês sabiam que entre os dias 1 e 7 de setembro aconteceu o Plebiscito Popular por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político? Plebiscito é uma consulta aos(as) cidadãos(ãs) sobre alguma questão. No Brasil só o Congresso Nacional pode convocar um Plebiscito, mas desde 2000, os Movimentos Sociais Brasileiros organizam Plebiscitos Populares sobre temas diversos, e dessa vez foi por uma Assembleia Constituinte, exclusiva e com poder soberano para mudar o Sistema Político Brasileiro. Quer saber mais? http://www.plebiscitoconstituinte.org.br

Nos dias 28 e 29 de agosto, a Campanha Ana realizou em Brasília a Oficina de construção de metodologias de participação juvenil. Foram 13 participantes de instituições e coletivos convidados. Além da construção da metodologia foram pensadas estratégias para envolver cada vez mais adolescentes e jovens na defesa dos seus direitos e na Campanha. Em breve a sistematização estará disponível no blog. Acompanhem! Veja o relato do encontro no blog da Campanha. http://zip.net/bwptQF

Conhecendo a Rede A Justiça Eleitoral Brasileira

é um ramo do Poder Judiciário, com atuação em três esferas: jurisdicional (que julga as questões eleitorais); administrativa (que organiza e realiza as eleições, referendos e plebiscitos); e regulamentar (elabora normas para o processo eleitoral). A composição é feita pelo Tribunal Superior Eleitoral, por 27 tribunais regionais eleitorais, nas capitais dos

Boletim daANA

Estados e no Distrito Federal; pelas juntas eleitorais e pelos juízes eleitorais. Isso quer dizer que além de organizar todo o processo eleitoral a Justiça Eleitoral recebe qualquer denúncia de irregularidade no processo eleitoral, seja compra de votos, propagandas irregulares, fraude deve ser feita ao TRE Tribunal Regional Eleitoral na sua cidade. Vamos lá gente, todos pela democracia!

2


InstagramANA da

Envie suas fotos para o Boletim da Campanha ANA

Para enviar as fotos é simples. Basta marcar a Campanha ANA nas suas fotos com a frase #ANA_INSTAGRAM com uma pequena legenda que iremos publicar em nossas redes e no Boletim mensal da campanha. Enco nt cipaç ro Metod ologi ão C a ampa nha A s de NA B rasíli a

Parti

Para seguir o perfil da ANA Acesse: http://instagram.com/anamovimento

COL A

mpliad a Prot agonis Pauta mo em PAIR BH

io em

r eminá las - S o c s e nas E leza/C ANA Forta

Boletim daANA

ias de Encontro Metodolog A Brasília AN ha an mp Participação Ca

s , você mudou? r e t n e Oi g o Boletim ecidas po que conh músicas á m j a r s e e b õ os, perce m das seç lmes, livr a coisa eu de fi gum a alé Agor os dicas m tiver al mim que tem para Que vocês ito mais. , escreve ém o que e mu par tilhar am tamb ersão Dig va v com para lgo aqui. am da no divu ês achar oletim!!! voc do B

3


Ficadic a Livros Filmes

O menino do dedo verde Escrito por Maurice Druon é um livro infanto-juvenil que conta a história de Tistu, um menino diferente de todo mundo pois deixava impressões digitais que suscitavam o reverdecimento e a alegria. Os talentos de seu dedo verde eram originais e um segredo entre ele e o velho jardineiro, Bigode, para quem seu polegar era invisível e seu talento, oculto, um dom do céu. Até o final surpreendente e belo.

Acompanhe e compartilhe a Campanha ANA em nossas redes sociais

ana.movimento@gmail.com

Realização

Apoio

Parceria

Brasil

Boletim daANA

4

Boletim da ana edição 30 democracia e participação juvenil setembro de 2014  

democracia e participação juvenil A Justiça Eleitoral Brasileira Dicas de filmes Livros

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you