Page 1

CARTILHA

O SISTEMA ELÉTRICO E A CELPE

1


Índice

A Celpe e o Grupo Neoenergia Energia Elétrica Como a energia chega à nossa casa Como ler o medidor Cálculo do consumo de energia dos equipamentos Consumo dos aparelhos Composição do preço final de energia elétrica Tarifas especiais Cálculo do consumo de energia com base no preço final Conta de energia Qualidade de energia elétrica fornecida Dicas para economizar energia elétrica Dicas de Segurança Furto de Energia (gato) Situações que podem ocorrer com o serviço de energia Reclamações por danos elétricos (RDE) Condição especial – Uso de aparelhagem médica Iluminação pública Direitos e deveres do consumidor de energia elétrica Conselho de Consumidores de Energia da Celpe Órgãos fiscalizadores Canais de Relacionamento da Celpe Responsabilidade Socioambiental

x x x x X X X X X X X X X X X X X X X X X X X


CARTILHA

O SISTEMA ELÉTRICO E A CELPE

A CELPE A Companhia de Eletricidade de Pernambuco (CELPE) foi criada no dia 10 de fevereiro de 1965, resultado da fusão do acervo da empresa Pernambuco Tramways and Power Company Limited, das prefeituras, das cooperativas e do Departamento de águas e Energia (DAE). Com a missão de ser a luz e a energia de Pernambuco, sempre contribuindo para seu desenvolvimento, a Celpe, desde o início da década de 70, já tinha 300 mil consumidores e mais de um milhão de MWh vendidos. O crescimento trouxe novas responsabilidades. Com isso, no dia 17 de dezembro de 1986, a empresa mudou sua razão social para Companhia Energética de Pernambuco – Celpe – para atender às solicitações do mercado. Alguns anos depois, mais um grande capítulo na história da empresa: em fevereiro de 2000, a Celpe foi privatizada sendo adquirida pelo Consórcio formado pela Iberdrola Energia, Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ), BB Banco de Investimentos S.A. e o Grupo Neoenergia. Uma data que marcou e fortaleceu ainda mais a companhia. Com tudo isso, a Celpe, continua firme no seu objetivo de fazer investimentos constantes e ampliar sua capacidade de atendimento. Não é à toa que se tornou uma das grandes empresas do Estado, sendo considerada patrimônio de Pernambuco.

3


O GRUPO NEOENERGIA Integrado pelas empresas Iberdrola Energia, Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ) e BB Banco de Investimentos S.A., o Grupo Neoenergia é o terceiro maior investidor privado do setor elétrico brasileiro. Atendendo a 29 milhões de habitantes, o Grupo dispõe de uma sólida estrutura e reúne cerca de 6 mil colaboradores próprios. Seus negócios estão focados nos segmentos de geração, distribuição, transmissão e comercialização de energia elétrica. Para saber mais sobre o Grupo Neoenergia acesse www.neoenergia.com

1. ENERGIA ELÉTRICA Energia é a propriedade de um sistema que lhe permite realizar trabalho. Pode ter várias formas: potencial, mecânica, química, eletromagnética, elétrica, calorífica etc. Estas várias formas de energia podem ser transformadas umas nas outras. Energia elétrica- ou eletricidade- é como se designa os fenômenos em que estão envolvidas cargas elétricas. A energia elétrica pode ser gerada através de fontes renováveis de energia (a força das águas e dos ventos, o sol e a biomassa), ou não renováveis (combustíveis fósseis e nucleares)

2. COMO A ENERGIA CHEGA À NOSSA CASA Geração No Brasil, a energia elétrica que alimenta as indústrias, comércio e nossos lares é 80% gerada em hidrelétricas, onde a passagem da água por turbinas geradoras transforma a energia mecânica, originada pela queda d’água, em energia elétrica. Apenas uma pequena parte da energia consumida no mercado brasileiro é gerada a partir de combustíveis fósseis, em usinas termelétricas. 4


As partes principais de uma usina hidrelétrica são: •Barragem, cuja função é barrar o fluxo da água do rio, represando-a; •Comportas e o vertedouro, responsáveis pelo controle do nível de água de represa, evitando transbordamentos; •Casa de máquinas, onde estão instalados os geradores acopla- dos às turbinas. Para transformar a força das águas em energia elétrica, a água represada passa por dutos forçados, gira a turbina que, por estar interligada ao eixo gerador, faz com que este entre em movimento, gerando eletricidade. Transmissão Depois de ser gerada na usina, normalmente numa tensão de 13.800 volts, a energia é conduzida através de cabos para uma subestação elevadora, onde o nível de tensão e elevado (69 / 138 / 230 / 500 / ou 750 kV), para que possa ser transportada, com as menores perdas possíveis, pelas linhas de transmissão, até as proximidades dos centros de consumo. Distribuição Na fase de distribuição (11,9 / 13,8 / 23 kV) nas proximidades dos centros de consumo, a energia elétrica é tratada em subestações. Seu nível de tensão é rebaixado nos transformadores e sua qualidade controlada.

5


Depois ela percorre as linhas de distribuição, que podem ser subterrâneas ou aéreas, como é mais comum, constituídas por estruturas (postes e torres), cabos elétricos e transformadores para novos rebaixamentos de tensão (127 / 220 ou 380 Volts) e, finalmente, entregue aos clientes industriais, tensão, de acordo com a capacidade de consumo instalada de cada cliente. A Celpe é responsável por esta distribuição, ou seja, pela entrega de eletricidade até o medidor de consumo nas instalações do cliente. Consumo O consumo de energia elétrica depende da potência do aparelho utilizado e do tempo de utilização. Os aparelhos elétricos possuem diferentes potências, consumindo mais ou menos energia. Essa potência é expressa em watts (W) e deverá estar mencionada na placa de identificação afixada no próprio aparelho. É o medidor de energia elétrica (também conhecido como relógio de luz) que registra o consumo de eletricidade. Mensalmente a Celpe realiza a leitura do consumo para que seja emitida a fatura (conta) de energia elétrica. O consumo do mês em curso e a do mês anterior.

3. COMO LER O MEDIDOR A Celpe, como as demais concessionárias, possui dois tipos de medidores: o ciclométrico e o eletrônico. Medidor Eletrônico: Estes medidores são fruto da evolução tecnolócia dos medidores eletromecânicos, porém possuem características específicas que permitem realizar a medição com melhor desempenho e confiabilidade. Como muitos aparelhos (fornos de microondas, equipamentos de som e telefones celulares, por exemplo), a leitura destes medidores é realizada através de um mostrador de cristal liquido, de fácil interpretação. Medidor Ciclométrico: Este medidor funciona como o registrador de quilometragem percorrida por um veículo. A leitura é o numero indicado no mostrador. O Cliente deve tomar todos os cuidados necessários ao efetuar a leitura do medidor, mantendo distância do equipamento e de seus acessórios. Em nenhuma hipótese o cliente deve tocar os fios, condutores e hastes metálicas do medidor. Quando for realizar a leitura do medidor, não permita a presença de crianças. 6


4- CÁLCULO DO CONSUMO DE ENERGIA DOS EQUIPAMENTOS 1º passo Identificar a potência de cada aparelho. A potência é indicada em watts (W) e você a encontra no manual do fabricante ou no próprio equipamento. 2o passo Para calcular o consumo de cada aparelho, utilize a fórmula abaixo: Consumo (kWh) = potência (w) x n o horas de uso/dia x n o dias de uso/mês 1000 Atenção: Equipamentos no modo standby também consomem energia elétrica

Referência básica de cálculo médio: Residência – 30 dias / mês Fatores de conversão de unidades 1 BTU 1hp 1cv ½ cv ¼ cv

0,15W 746 W 736 W 368W 184W

Horas de uso por dia 0,1h 0,2h 0,5h

6 minutos 12 minutos 30 minutos

7


5.CONSUMO DOS APARELHOS

Liquidificador 1kwh/mês, considerando uso 0,1/dia

Geladeira simples 54 kw/mês considerando uso 7,2 h/dia

Tv 18 kWh/mês, considerando uso 6h/dia

Ferro 30 kwh/mês considerando uso 1h/dia

Chuveiro 100 kWh/mês, considerando uso 0,8h/dia

Rádio 2 kwh/mês considerando uso 1,3h/dia

8


REFERÊNCIA BÁSICA DE CÁLCULO MÉDIO

TABELA DE CONSUMO MÉDIO DE ELETRODOMÉSTICOS DESCRIÇÃO DA CARGA Ar-condicionado 7.500 BTU/h (C/Selo Procel) Ar-condicionado 10.000 BTU/h (C/Selo Procel) Aspirador de pó residencial Batedeira de bolo Bomba d’água 1c4 hp Bomba d’água 1c2 hp Cafeteira elétrica pequena Carregador de telefone celular Chuveiro elétrico Computador Conjunto de som residencial DVD Exaustor para fogão Ferro elétrico automático Fogão comum com acendedor Forno de microondas Freezer vertical 280l* Geladeira comum 310l * Geladeira duplex 430l * Gelágua Grill Impressora Lâmpada incandescente 100W Lâmpada incandescente 60W Lâmpada incandescente 40W Lâmpada fluorescente 20W Lâmpada fluorescente 15W Lâmpada fluorescente 11W Lâmpada fluorescente 9W Liquidificador Máquina de lavar roupa Microforno elétrico Rádiorelógio digital Receptor de satélite (parabólica) Secador de cabelo (grande) Secador de cabelo (pequeno) Telefone sem fio Televisor de 28 a 30 polegadas Torradeira de pão Ventilador 30cm Ventilador de teto

POTÊNCIA (W) 950 1.200 750 100 190 380 500 10 4.400 200 100 9 100 1.000 90 1.150 200 150 250 120 1.200 25 100 60 40 20 15 11 9 200 1.500 1.000 40 110 1.250 700 10 150 1.000 70 250

HORAS DE USO POR DIA 8 8 0,2 0,1 1 1 0,2 1 0,5 4 2 2 4 0,5 0,1 0,2 8 8 8 8 0,1 0,5 2 2 2 2 2 2 2 0,1 0,6 0,1 1,2 6 0,1 0,1 24 6 0,1 8 8

Residência 30 dias/mês CONSUMO MENSAL (kWh) 228 288 4,5 0,3 5,7 11,4 3 0,15 66 24 6 0,22 12 15 0,27 6,9 48 36 60 28,8 3,6 0,2 6 3,6 2,4 1,2 0,9 0,66 0,54 0,6 27 3 1,44 19,8 3,75 2,1 7,2 27 3 16,8 60

FATORES DE CONVERSÃO DE UNIDADES

HORAS DE USO POR DIA

1 BTU/h = 0,15 W

0,1h = 06 minutos

1 hp = 746 W

0,2h = 12 minutos

1 cv = 736 W

0,5h = 30 minutos

1c2 cv = 368 W

0,6h = 36 minutos

1c4 cv = 184 W

*A geladeira e o freezer funcionam 24 horas por dia. Entretanto, para efeito de cálculo, considera-se o tempo médio de utilização de 8 horas, referente ao período em que o compressor fica ligado para manter o interior da temperatura desejada.

6.COMPOSIÇÃO DO PREÇO FINAL DA ENERGIA ELÉTRICA Tarifa O fornecimento de energia elétrica no Brasil é um serviço público concedido, regulado pelo Governo Federal através da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL – que tem entre suas atribuições: Garantir o fornecimento de energia com qualidade Assegurar aos prestadores de serviços ganhos suficientes para cobrir os custos operacionais eficientes e remunerar os investimentos necessários à expansão a capacidade e da boa qualidade do atendimento. Para cumprir esses compromissos, os concessionários de Distribuição de Energia têm quatro itens básicos, que devem ser cobertos pela tarifa de fornecimento de energia elétrica: • Compra de energia • Transmissão de energia • Distribuição de energia elétrica • Encargos Setoriais e os tributos. 9


O valor da energia elétrica comprada pelas distribuidoras para fornecimento aos consumidores é feito através de leilões públicos, objetivando incentivar a Compra e transmissão competição pelos geradores e, com isso, CELPE de energia X% repassar aos consumidores melhores x% preçoes. A ANEEL atua no sentido de garantir que sejam repassados às tarifas os custos que efetivamente se relacionam com os serviços prestados. Os Encargos Setoriais e os tributos são Impostos e encargos criados por Leis Federais. Alguns desses X% encargos e tributos incidem somente sobre os custos de Distribuição, enquanto os outros estão embutidos nos custos de Geração e Transmissão. Complementando os tributos a serem repassados para o consumidor, a Celpe é obrigada a repassar o ICMS, as despesas do PIS/ Pasep e da Confins efetivamente incoridas pela concessionária, no exercício da atividade de distribuição de energia elétrica.

7. TARIFAS ESPECIAIS Tarifa social É um benefício social criado pelo Governo Federal para atender às famílias de baixa renda, por meio da concessão de descontos de até 65% na conta de luz. Ela foi criada pela lei No 10.438, de 26 abril de 2002, e está regulamentada pela ANEEL. Quem tem direito à Tarifa Social • Residência com ligação monofási ca e consumo inferior a 80kWh* Inscrição automática na Tarifa Social. Para manter o benefício, o consumidor não pode apresentar mais de um con sumo acima de 120 kWh, no período de 12 meses. • Residência com ligação monofásica e consumo entre 80kWh e 220 kWh* O cliente precisa ser beneficiário do programa Governo Federal Bolsa 10


Família e ser cadastrado, na Celpe, no programa da Tarifa Social de Energia. Para a inscrição, é necessário apresentar o cartão e último comprovante de recebimento do Bolsa Família. Nas duas situações, o cliente precisa informar seu numero de CPF em um dos canais de relacionamento da Celpe. Consumidores que morem em imóvel alugado também podem solicitar o cadastramento na Tarifa Social, apresentando, na Celpe, uma declaração de que é responsável pelo pagamento da fatura de energia do imóvel, mesmo que o titular da conta de luz seja o proprietário da casa. Os Valores dos percentuais de descontos da Tarifa Social de Energia em relação à Tarifa Residencial Normal variam conforme as faixas de consumo. A redução é maior para a faixa de consumo mais baixa e o desconto acontece de forma escalonada, conforme os exemplos a seguir (considerando tarifa vigente em julho de 2007): 1. Cálculo da conta de energia para uma unidade consumidora com consumo mensal de 100kWh. Residencial Normal. Residencial baixa renda.

ela tab

ela tab

2- Cálculo de conta de energia para uma unidade consumidora com consumo mensal de 145kWh. Residencial baixa renda.

ela tab

Residencial Normal.

ela tab

11


Clientes Rurais Irrigantes e Aquicultores A Celpe oferece aos clientes Rurais Irrigante e aquicultores descontos especiais na tarifa sobre o consumo de energia elétrica no horário entre 21h30 e 6h do dia seguinte. Para os consumidores de baixa tensão, chamados GrupoB, o desconto é de 73% sobre a tarifa normal. No caso de clientes de alta tensão chamados Grupo A, o desconto é ainda maior, 90%. A energia elétrica utilizada fora do horário do benefício é fornecida com base na tarifa rural vigente do respectivo grupo tarifário. A explicação é simples. O período da noite é o de menor consumo de energia em toda a rede. Utilizando o serviço nesta faixa de horário, os agricultores e aquicultores estão contribuindo para evitar a sobrecarga no sistema elétrico, além de economizar no consumo de água que, devido à elevação da temperatura no período diurno, acaba sendo desperdiçada através da evaporação. Os descontos relativos às atividades de irrigação e a aquicultura foram regularizados pela resolução Normativa no 207/06, da ANEEL.

8. CÁLCULO DO CONSUMO DE ENERGIA COM BASE NO PREÇO FINAl. Como calcular o valor cobrado pelo consumo mensal (importe do consumo):

Importe do consumo = consumo (kWh) x preço final (R$/kWh) Exemplos de cálculos (conforme tarifa vigente em julho de 2007) 1. Consumidor residencial normal Consumidor residencial normal (B1) com consumo de 240kWh: Consumo = 240 kWh/mês Preço Final = 0,56675. Valor do Importe do Consumo (Consumo x Preço Final) = 240 x 0,56675 = 136.02 2. Consumidor residencial baixa renda, usuário Tarifa Social Consumidor residencial – baixa renda (B1) com consumo de 145 kWh:

ela b a t 12

ela b a t

ela b a t


9. CONTA DE ENERGIA Conheça aqui a conta de energia da Celpe. 1. Dados do Cliente: aqui estão seus dados pessoais e o endereço do seu imovel. Mantenha-os sempre atualizados. A conta deve estar sempre em nome do responsável pelo consumo de energia elétrica. 2. Data de Vencimento: dia para pagamento e valor em reais da sua conta de energia. Pagando suas contas até o vencimento você evita multas, juros e risco de suspensão do fornecimento de energia. 3. Número do Contrato: este é o número do contrato do seu imóvel. Quando precisar entrar em contato conosco, tenha-o sempre em mãos para facilitar o atendimento. 4. Atendimento ao Cliente: através do 0800 e do site da Celpe você pode solicitar serviços e esclarecer dúvidas sem sair de casa. 5. Classificação: informações sobre a classificação, tipo de ligação e grupo tarifário do seu contrato. 6. Descrição da Nota Fiscal: descrição detalhada dos valores cobrados na sua conta. 7. Aviso de Débitos Anteriores/Mensagens: verifique a existência de débito neste espaço. Caso exista, regularize-o evitando a suspensão do fornecimento. luz e d 8. Composição do nta Consumo: valores que co compõem o consumo de energia elétrica. 9. Mensagem ao Cliente: a cada mês novas informações É a Celpe mais próxima de você 10. Histórico do Consumo: este gráfico ajuda você a acompanhar mensalmente o seu consumo. Agora com histórico anual. 11. Duração e freqüência das interrupções de Energia: limites para a falta de energia em seu imóvel.

13


12. Demonstrativo de consumo: aqui estão informações para você estar sempre acompanhado com a Celpe: número do medidor, data de leitura anterior e atual, numero de dias de consumo e a data prevista da próxima leitura. 13. Níveis de Tensão: informações sobre a variação dos níveis de tensão do se imóvel. 14. Informações sobre tributos: conheça os impostos que incidem na sua conta. 15. Informações: campo para divulgação de mensagens sobre a conta e legislação. 16. Talão de pagamento

10. QUALIDADE DA ENERGIA ELÉTRICA FORNECIDA A qualidade da energia elétrica fornecida pela Celpe é avaliada por diversos indicadores. Os principais são os seguintes: DEC (Duração Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora) Indica o número de horas em média que um consumidor fica sem energia elétrica durante um período. FEC (Freqüência Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora) Indica quantas vezes, em média, houve interrupção na unidade consumidora durante um período. DIC (Duração de Interrupção por Unidade Consumidora) Indica por quanto tempo uma unidade consumidora ficou sem energia elétrica durante um período considerado. DMIC (Duração Máxima de Interrupção Contínua por Unidade Consumidora) Tempo máximo de interrupção contínua da energia elétrica em uma unidade consumidora ou ponto de conexão durante um período. Esses indicadores, cujas metas são informadas na conta de energia, são auditados periodicamente pela ANEEL.

11. DICAS PARA ECONOMIZAR ENERGIA ELÉTRICA Instalação Elétrica Recomenda-se verificar a instalação elétrica interna periodicamente para localizar possíveis “fuga” de corrente por defeitos de isolação ou emendas de fios mal feitas.

14


Chuveiro O chuveiro elétrico é responsável por cerca de 25% de consumo de uma residência. • Limite o banho quente ao mínimo indispensável • Não tente aproveitar uma resistência queimada, isso aumenta o consumo. • Nos dias quentes, mantenha a chave de temperatura na posição “Verão” (na posição inverno, o consumo é aproximadamente 30% maior). Televisor O Televisor é responsável por cerca de 5% a 15% do consumo total de uma residência. • Não deixe o televisor ligado sem necessidade • Não durma com o televisor ligado. Evite acidente • Não tente consertar o televisor: mesmo desligado existe risco de choque. Ar-condicionado • O condicionador de ar é um dos eletrodomésticos de maior consumo de energia. Utilize-o apenas o estritamente necessário. • Mantenha portas e janelas bem fechadas para evitar entrada de ar do ambiente externo. • Verifique o correto funcionamento do termostato, regulando-o adequadamente (25o). Se possível, instale o aparelho onde ele não fique exposto ao sol. Geladeira A geladeira é responsável por cerca de 30% do consumo total de uma residência. • Coloque a geladeira em local ventilado, afastada de paredes, fora do alcance de raios solares e distante de fogões e estufas. • Não use a parte traseira da geladeira para secar panos e roupas. • Não deixe aberta, nem fique abrindo desnecessariamente. • Não coloque alimentos quentes na geladeira. • Verifique se as borrachas de vedação da porta estão em bom estado. • Descongele sua geladeira regularmente • Observe as recomendações do fabricante.

15


Máquina de Lavar A máquina de lavar roupa consome 2 a 5% do consumo total de uma residência. Procure lavar de uma só vez a quantidade de roupa indicada pelo fabricante. Utilize a dosagem correta de sabão para que você não tenha que repetir a operação enxaguar. Leia com atenção o manual do fabricante para tirar maior proveito de sua maquina de lavar. Iluminação Iluminação é responsável por cerca de 20 % do consumo total de uma residência. Habitue-se a apagar as lâmpadas dos ambientes desocupados. • Evite acender lâmpadas durante o dia, utilizando melhor a iluminação natural. • As lâmpadas fluorescentes dão melhor resultado, duram mais e gastam menos energia. • E lembre-se: lâmpadas de maior potencia consomem mais energia. Planilha comparativa de lâmpadas Fluorescente compacta de 9W Incandescente de 40W Fluorescente compacta de 15W Incandescente de 60 W Incandescente de 100 W Fluorescente compacta de 23W Fluorescente de 20 W Fluorescente de 16W Fluorescente de 40 W Fluorescente de 32W Jardim • Dar preferência, no projeto paisagístico, plantas que necessitam de pouca água. • Projetar, quando possível, cisternas para armazenar água de chuva e eliminar o bombeamento para irrigação dos jardins no horário de ponta. • Usar lâmpadas de vapor e sódio. Motores e bombeamento de Água • Eliminar vazamentos de água, evitando desperdícios. • Verificar se a alimentação elétrica do motor esta de acordo com as especificações do fabricante. • Dimensionar adequadamente os motores e dar preferência aos de alto rendimento que, embora sejam mais caros que os do tipo padrão, apresentam maior eficiência energética. • Considerar a instalação de controlador elétrico de velocidade nos motores que funcionam com carga parcial, tais como motores dos compressores rotativos, bombas, etc. • Evitar o bombeamento de água no horário de ponta.

16


Ferro Elétrico O ferro elétrico é responsável por cerca de 5 a 7% do consumo total de uma residência. Habitue-se a acumular a maior quantidade possível de roupas, para passá-las de uma só vez. • Use a temperatura indicada para cada tipo de tecido, no caso de ferro automático • Quando precisar interromper o serviço, desligue o ferro. . Arquitetura • Escolha o telhado de cores claras. • Coloque isolamento térmico sobre o forro das edificações planas e das coberturas de edifícios, impermeabilizando a laje. • No telhado, crie aberturas nos pontos mais altos para que o ar quente possa sair e também aberturas nos pontos mais baixos para que o ar fresco possa entrar. • Uma tela esticada numa esquadria de alumínio ou madeira pode proteger as janelas de insetos. Assim, você pode manter as janelas abertas durante o verão. • Estude uma maneira de criar sombra sobre as janelas, principalmente as de face sudoeste, oeste e noroeste. A sombra vinda do meio externo é mais eficiente que a sombra de cortinas ou persianas do lado de dentro. • Utilize alvenaria de tijolos furados ou concreto alveolar, que retêm o calor. • Construa sua residência com portas e janelas voltadas para o norte, pois desta maneira você terá o máximo de sol no inverno e mínimo no verão. • No sentido norte, dê preferência aos cômodos onde as pessoas passam mais tempo, como quartos e salas. • As janelas dos quartos devem estar voltadas para o leste, deixando entrar o sol da manhã. • Cozinhas, áreas de serviço e banheiros devem ser voltados para o oeste.

17


12. DICAS DE SEGURANÇA Os 10 Mandamentos de Segurança: 1. Fazer macaco, alem de crime, é perigoso e pode causar acidentes. 2. Qualquer construção deve ser feita sempre afastada da rede elétrica. 3. Afaste-se dos fios caídos no chão e avisa à Celpe pelo 0800 XXXX 4. Antenas devem ficar afastadas da rede elétrica. 5. Empinar pipas, só bem longe da rede elétrica 6. Enxugue as mãos antes de mexer em aparelhos elétricos. 7. Subir em poste é arriscar sua vida. 8. Ligar fios elétricos em cercas pode provocar acidentes fatais com pessoas e animais. 9. Cortar árvores ou galhos perto da rede elétrica é extremamente perigoso. 10. Para lidar com eletricidade, chame a assistência especializada.

18


R DE L FO OM O er IA C TEIR d l fo ERG A IN EN ANÇ R GU SE

19


13. FURTO DE ENERGIA (MACACO) O furto de energia é crime estabelecido no artigo 155 do código Penal, com pena prevista de um a oito anos de prisão.10. Para lidar com eletricidade, chame a assistência especializada. Danos causados pelas ligações clandestinas de energia O macaco não causa danos somente à Celpe, mas a toda a sociedade. Os consumidores são prejudicados com a sobrecarga de energia, comprometendo a qualidade do fornecimento. Muitas vezes, a Celpe precisa intervir na rede elétrica para solucionar problemas causados por ligações clandestinas. Além disso, fazer macaco ou qualquer outro tipo de irregularidade pode causar acidentes, até mesmo fatais. Conseqüências • Sobrecarga de energia, comprometendo a qualidade do fornecimento; • Risco de morte ao tocar na rede; • Os comerciantes que fazem macaco competem de forma desleal com os empresários honestos; • O infrator, além de pagar toda a energia consumida irregularmente, sofrerá uma penalidade de 30% sobre o valor apurado e; • Poderá ter o fornecimento suspenso de imediato, quando constatada a irregularidade na mediação.

Como denunciar Os consumidores podem denunciar macacos e outras irregularidades através de ligação gratuita para o 0800 81 0120, no email macaco@celpe.com.br, nas agências e postos de atendimento ou nas máquinas de auto-atendimento da empresa, espalhadas por locais de grande circulação. A denúncia é anônima. 20


os รงa a e nh ib Co e sa tar r lde os ci Fo rviรง soli se omo c

21


14. SITUAÇÕES QUE PODEM OCORRER COM O SERVIÇO DE ENERGIA Falta de energia em várias casas na mesma rua. Possível Causa: • Problema no sistema da Celpe. O que fazer? • Ligue imediatamente para 0800 XXXX Falta de energia em sua residência. Possíveis Causas: • Problemas nas instalações elétricas interna • Defeito no ramal de ligação. • Suspensão por falta de pagamento. O que fazer? •Para fornecimento por meio de energia solar, verifique se o fusível está em perfeito estado •Para fornecimento com rede convencional, verifique se o disjuntor geral está ligado; •Se o fusível ou disjuntor não estiver com problemas, ligue para 0800 XXXX •Se você está com alguma conta atrasada, providencie o pagamento, informe à Celpe e solicite a religação. Oscilação de Tensão (luz piscando ou muito forte ou fraca): Possíveis Causas: • Problema nas instalações elétricas internas; • Falha no sistema da Celpe. O que fazer? • Se a vizinhança estiver com o mesmo problema, disque 0800 XXXX • Se o problema for apenas em sua casa, contrate um eletricista de confiança. Torneira do chuveiro dando choque: Possível Causa: •Problema com aterramento. O que fazer? •Desligue o aparelho e chame um eletricista de confiança. Queima constante de eletrodomésticos: Possíveis Causas: • Problema nas instalações elétricas internas ou no sistema da Celpe. O que fazer? • Se o problema ocorre com a vizinhança, procure a Celpe. • Se o problema é apenas em sua residência, providencie a revisão de suas instalações. 22


15. RECLAMAÇÃO POR DANOS ELÉTRICOS (RDE) Dano elétrico é o dano causado em aparelhos ou equipamentos elétricos instalados em unidades consumidoras, tendo como causa o fornecimento inadequado de energia elétrica pela concessionária. Cada caso é analisado individualmente. É importante ressaltar que o reclamante não deve remover o equipamento antes da vistoria, salvo se houver autorização da concessionária. Indenização de prejuízos por falhas na rede elétrica. saiba como solicitar. Veja o que é necessário informar ao atendente da Celpe: • A marca e o modelo do equipamento danificado. • A data e o horário aproximado da ocorrência. • O problema apresentado pelo aparelho elétrico após a falha na rede de energia. • Cópia da última conta de energia elétrica. O cliente que fizer a reclamação pela queima do equipamento elétrico deve ser o titular da conta de energia e levar um documento para se identificar. Caso não seja o titular da conta, é preciso que o cliente esteja com a documentação a seguir: • Sendo esposa ou esposo do titular da conta de energia elétrica – levar certidão de casamento e uma procuração que autorize a representação do titular. • Filho ou filha do titular – levar certidão de nascimento e procuração autorizando a representação. • Qualquer outra pessoa que queira pedir a indenização em nome do titular – apresentar uma procuração com firma reconhecida, poderes para representá-lo. Caso a conta de energia esteja em nome de pessoa jurídica (por exemplo, uma companhia, empresa, associação, etc.), o responsável por ela tem de levar o contrato social e a documentação do representante legal. Se não for o representante legal, é necessário que o cliente esteja com uma procuração. Se for o inquilino do imóvel, o cliente deve apresentar o contrato de aluguel. No caso de ter comprado o imóvel há pouco tempo, a Celpe pede que o novo proprietário mostre o contrato de compra e venda com firmas reconhecidas. Em ambos os casos a Celpe atualiza o cadastro. Após o registro da ocorrência, a Celpe irá ao imóvel do cliente para fazer uma inspeção, no prazo máximo de 20 (vinte) dias úteis. O acesso ao medidor e às instalações elétricas do local deve ser liberado para o técnico. Em até 60 (sessenta) dias após o registro da ocorrência, a Celpe enviará uma carta ao cliente informando se a sua reclamação foi aprovada, e a indenização será paga, ou se o dano foi por outro motivo, diferente do problema na rede de energia, que não justifique o pagamento do aparelho. 23


Se a reparação pelo prejuízo for em dinheiro, em até 90 (noventa) dias após a reclamação ter sido registrada na Agência ou Ponto Celpe, o cliente deve ser indenizado. O responsável pelo imóvel escolhe se quer um depósito em conta corrente, no banco, ou em cheque nominal. IMPORTANTE O ressarcimento acontece da seguinte maneira: • Reposição do equipamento elétrico danificado na mesma condição de funcionamento anterior à ocorrência constatada no sistema elétrico ou; • Indenização em valor monetário equivalente ao que seria necessário para fazê-lo. • Substituição por equipamento equivalente. A seguir, os casos em que a Celpe não indenizará o cliente. • Quando a reclamação for por danos morais (prejuízos que não são materiais), lucros cessantes ou por outros danos emergentes. • Se o cliente consertar o aparelho antes da autorização da Celpe. Caso aconteça, cabe à Celpe decidir se a indenização vai ser paga ou não. Em caso de dúvidas ou de outras informações, ligue para o TELEATENDIMENTO COMERCIAL - 0800 081 0120, disponível 24h. A ligação é gratuita. O que diz a resolução 61 da ANEEL? O consumidor tem o prazo de 90 dias corridos, a contar da data provável de ocorrência do dano elétrico, para solicitar o ressarcimento à concessionária. Cabe à concessionária comprovar a existência ou não do fato causador do dano. O consumidor pode optar entre a inspeção in loco do equipamento danificado ou disponibilizá-lo para inspeção mais detalhada pela concessionária ou empresa por ela autorizada. A empresa tem o prazo de até 20 dias úteis para inspecionar e vistoriar o equipamento, a partir da data do pedido de ressarcimento. Depois deve informar ao consumidor, por escrito, no prazo máximo de 60 dias, contados a partir da data de protocolo da solicitação, sobre o deferimento ou não do pedido. No caso de deferimento, a concessionária pode efetuar o ressarcimento por maio de pagamento em moeda corrente, ou ainda, propor o conserto ou a substituição do equipamento danificado. A empresa tem o prazo máximo de 90 dias para ressarcir o consumidor, caso este opte pelo pagamento em moeda corrente. Vale ressaltar que este prazo depende da entrega dos orçamentos por parte do reclamante e que o valor a ser pago refere-se ao estado em que encontrava-se o equipamento no momento do dano.

24


No caso de indeferimento, a concessionária é obrigada a apresentar por escrito as razões detalhadas da negativa e informar ao consumidor sobre o direito de formular reclamação à Agerba ou à ANEEL.

16. CONDIÇÃO ESPECIAL – USO DE APARELHAGEM MÉDICA A celpe concede atendimento diferenciado para a unidade consumidora residencial na qual são utilizados equipamentos elétricos de autonomia limitada destinados à preservação da vida. Benefícios • O cliente recebe aviso especifico e personalizado informado a previsão de desligamentos programados, com 5 dias úteis de antecedência no mínimo; •O cliente pode solicitar, por meio do teleatendimento, prioridade no restabelecimento do fornecimento de energia, quando ocorre a interrupção não programada. Esta prioridade visa a compensar a impossibilidade da garantia do fornecimento ininterrupto. • O tratamento diferenciado é concedido pelo prazo limitado a 180 (cento e oitenta) dias, contados a partir da data de cadastramento da condição especial, podendo ser renovado mediante solicitação do consumidor ao final de cada período de concessão. Isenção de ICMS O Conselho de Consumidores de Energia da Celpe (CCEC) e a CELPE lançaram em outubro de 2006 o projeto de isenção do ICMS para unidade s consumidoras residenciais, onde são utilizados equipamentos elétricos de autonomia limitada destinados à preservação da vida. Esta ação foi possível graças à parceria com o Governo do Estado que, através do Decreto 10.072, de 15/08/2006, concedeu a isenção do imposto para esses consumidores. A Celpe foi a primeira empresa n o Norte e Nordeste a beneficiar clientes cadastrados em “ Condição Especial”.Com o projeto, esses consumidores passaram a contar, também, com a isenção do imposto. Nas residências com clientes em “condição especial” que tenham desperdício de energia identificado pela concessionária, serão executadas ações de reeducação para o uso consciente da energia elétrica que visam à redução do consumo.

25


Como solicitar o benefício. Os pacientes interessados em receber o beneficio devem procurar qualquer agência da Celpe e fazer a solicitação por escrito, que pode ser assinada pelo próprio consumidor beneficiário do fornecimento ou por seu representante legal. A solicitação deve ser anexada ao relatório medico comprobatório, com indicação da necessidade de uso do equipamento de preservação da vida, e ao termo de compromisso de que o equipamento elétrico de uso essencial à preservação da sua vida em domicilio será utilizado apenas nessa finalidade. Após a solicitação do cliente e entrega dos documentos, um técnico da Celpe visita a unidade consumidora com o objetivo de comprovar a utilização dos equipamentos de autonomia limitada. No caso da existência de contas não quitadas, no ato da entrega do termo e relatório medico a dívida poderá ser negociada 17. ILUMINAÇÃO PÚBLICA Uma boa iluminação pública proporciona, à vida dos habitantes de uma cidade, comodidade e tranquilidade, pois torna as ruas mais seguras. Além disso ela contribui para o tráfego de veículos e é fundamental para a melhoria da imagem das ruas, avenidas, praias, favorecendo o comércio, o turismo e o lazer. A manutenção do sistema padronizado de iluminação pública nos municípios do Recife, de Olinda e Jaboatão dos Guararapes é de responsabilidade das próprias prefeituras. Nos demais municípios, a manutenção do sistema de iluminação pública padronizado é de responsabilidade da Celpe, em face de convênio assinado com os municípios.

26


A Celpe, visando garantir a qualidade da iluminação pública e o bem-estar da população, quer que o poder executivo municipal seja um “guardião” deste bem que é necessário a todos nós. Portanto, zele pela iluminação pública, exercendo seu dever de cidadão, oriente as pessoas para não praticarem atos de vandalismo, lançando pedras ou outros objetos nas lâmpadas dos postes. 18. DIREITOS E DEVERES DO CONSUMIDOR DE ENERGIA ELÉTRICA Para que a Celpe e os consumidores de energia mantenham um bom relacionamento é preciso observar os direitos e deveres de cada um: Uso e Fornecimento de Energia Direitos: •Receber energia elétrica em sua unidade consumidora nos padrões de tensão e de continuidade estabelecidos; • Ser orientado sobre o uso eficiente da energia elétrica, de modo a reduzir desperdícios e garantir a segurança na sua utilização. Deveres: • Celebrar contrato de fornecimento ou de adesão junto à concessionária; • Fazer os pagamentos correspondentes aos serviços prestados pelo fornecimento da energia. Tarifa de energia. Direitos: • Ser informado, na conta, do percentual de reajuste da tarifa de energia elétrica e da data de inicio da vigência; • Ter a unidade consumidora classificada de modo a proporcionar a aplicação de tarifa mais vantajosa a que o consumidor tiver direito, em especial quanto à subclasse residencial de baixa renda e à classe rural. Dever • Informar as alterações das atividades exercidas na unidade consumidora (comércio, residência, rural, serviço, etc.). Atendimento Ao Cliente Direitos: • Ter o serviço de atendimento telefônico gratuito, disponível 24 horas por dia; • Ser atendido em suas solicitações e reclamações feitas à Celpe, sem ter que se deslocar do município onde se encontra a unidade consumidora;

27


• Ser informado, no prazo máximo de 30 (trinta) dias, sobre providencias quanto às solicitações ou reclamações; • Ter, para fins de consulta, nos locais de atendimento, acesso às normas e padrões da Celpe e às condições gerais de fornecimento de energia elétrica. • Ter a disposição um livro para reclamações e sugestões em todos os postos de atendimento da concessionária. • Solicitar a verificação de leitura do medidor, caso a sua conta de luz venha com um valor muito diferente do normal. Suspensão do Fornecimento de Energia: Direitos: • Ser informado, na conta ou através de carta, com antecedência mínima de 15 (quinze) dias, sobre as possibilidades de suspensão de fornecimento por falta de pagamento. • Ter a energia elétrica religada, no caso de suspensão indevida, sem quaisquer despesas, no prazo máximo de até quatros horas, a partir da constatação da Celpe ou da informação do consumidor. • Receber, em caso de suspensão indevida do fornecimento, o maior valor entre o dobro da religação de urgência ou 20% (vinte por cento) do liquido da primeira conta emitida apos a religação da unidade consumidora. • Ter a energia elétrica religada, no prazo maximo de 48 (quarenta e oito) horas, apos informar o pagamento da conta pendente. Queima de Aparelhos: Direitos: • Ser ressarcido, quando couber, pelo conserto ou reposição de equipamentos elétricos ou eletrodomésticos danificados, em função da prestação de serviço inadequado do fornecimento de energia elétrica, no prazo máximo de 90 (noventa) dias, a partir da respectiva data de solicitação. Entrega e Pagamento da Conta de Energia Direitos: • Receber a conta de energia com antecedência mínima de 5 dias úteis em relação à data de vencimento, no endereço da unidade consumidora ou em outro local indicado pelo cliente.

28


• Ser informado, na conta, sobre a existência de contas não-pagas; • Receber restituição de valores pagos a mais, em duplicidade ou indevidamente. Dever: • Pagar a conta de energia elétrica ate a data do vencimento sujeitando-se às penalidades cabíveis em caso de atraso. Manutenção e Segurança: Deveres: • Instalar em local adequado e de fácil acesso os dispositivos necessários para a colocação do medidor e equipamentos de proteção. • Manter a adequação técnica e a segurança das instalações elétricas internas da unidade consumidora de acordo com as normas oficiais brasileiras – ABNT. Reformar ou substituir instalações elétricas internas da unidade consumidora que estiverem em desacordo com as normas, epecialmente em relação aos aspectos de segurança. • Manter sob sua guarda, na qualidade de depositário fiel e gratuito, os equipamentos de medição da concessionária. Acesso ao Medidor: Dever: • Manter livre a entrada de empregados e representantes da Celpe, para fins de inspeção e leitura dos medidores de energia. Interrupção no Fornecimento de Energia: Direitos: • Ser informado sobre a ocorrência de interrupções programadas, por meio de jornais, revistas, rádio, televisão ou outro meio de comunicação, com antecedência mínima de 72 (setenta e duas) horas. • Ser informado, por documento escrito e individual, sobre as interrupções programadas, com antecedência mínima de 5 (cinco) dias úteis, quando existir na unidade consumidora pessoa que dependa de equipamentos elétricos indispensáveis à vida. Dever: • Informar à Celpe sobre a existência de pessoa, na unidade consumidora, que use equipamentos elétricos indispensáveis à vida.

29


Atualização Cadastral: Dever: • Manter os dados cadastrais atualizados junto à Celpe, favorecendo a qualidade dos serviços prestados.

19. ÓRGÃOS FISCALIZADORES ANEEL: www.aneel.gov.br A agencia Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, autarquia em regime especial, vinculada ao ministério de Minas e Energia – MME, foi criada pela Lei N o 9.427 de 26 de dezembro de 1996. Tem como atribuições: regular e fiscalizar a geração , a transmissão, a distribuição e a comercialização da energia elétrica, atendendo reclamações de agentes e consumidores com equilíbrio entre as partes e em beneficio da sociedade; mediar os conflitos de interesses do setor elétrico e entre estes e os consumidores; conceder, permitir e autorizar instalações e serviços de energia; garantir tarifas justas; zelar pela qualidade do serviço; exigir investimentos; estimular a competição entre os operadores e assegurar a universalização dos serviços. A missão da ANEEL é proporcionar condições favoráveis para que o mercado de energia elétrica se desenvolva com equilíbrio entre os agentes e em beneficio da sociedade.

21. CANAIS DE RELACIONAMENTO DA CELPE Celpe Online: www.celpe.com.br (FOLHETO SERVICOS) Os consumidores que utilizam a internet podem acessar os serviços oferecidos pela agência Celpe on-line no www.celpe.com. br, site moderno, rápido e seguro. Através deste canal, o cliente pode ficar informado sobre as novidades e benefícios que a Celpe oferece, além de fazer diversas solicitações, com rapidez e comodidade. Teleatendimento – 24 horas: Um serviço inteiramente grátis, com atendimento 24 horas, inclusive aos sábados, domingos e feriados. Através desse número você solicita serviços, informações e pode fazer sugestões ou reclamações. Você ainda pode escolher entre dois núcleos: um destinado à prontidão de luz, pelo 0800 081 0196, e outro para atendimento comercial, o 0800 081 0120.

30


Celpe Serviços A Celpe tem vários estabelecimentos comerciais credenciados, no interior do Estado. Nesses pontos, os clientes dispõem de duas linhas telefônicas gratuitas, ligadas diretamente aos nossos atendentes, para esclarecer dúvidas e até pagar sua conta de energia. Auto-atendimento: São terminais disponíveis nas Agências de Atendimento, onde são oferecidos serviços online informações, tais como: segunda via de conta, informação de débito, ligação nova, dentre outros. Lojas Certificadas: São lojas de materiais de construção que disponibilizam tudo para que a ligação de energia seja feita dentro do padrão utilizado pela concessionária. Vendem materiais elétricos especificados pela Celpe e também indicam eletricistas treinados pelo Senai para fazer a construção do padrão de entrada.

19. EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Eficiência energética é a economia de energia aliada à utilização de tecnologias mais eficientes, novos materiais e equipamentos, e o uso de recursos naturais como alternativa energética. É a soma de ações e atitudes. O combate ao desperdício de energia é pratica desenvolvida pela Celpe há alguns anos. A ANEEL estabeleceu, desde 1999, que as concessionárias de energia elétrica têm o compromisso de destinar recursos para programas de eficiência energética. Todas as propostas do Programa Anual de Eficiência Energética da Celpe, aprovado pela ANEEL, tem um objetivo em comum: ensinar como utilizar energia de forma racional, evitando o desperdício. Educação, Gestão Energética Municipal, Projetos para a população de baixa renda e Projetos Industriais são os principais focos de atuação do Programa. Cerca de 60% dos recursos são direcionados para a população de baixa renda e os outros 40% são projetos indicados por clientes e parceiros da concessionária. Um dos projetos de maior destaque voltados para comunidades populares é o Agente Celpe. Criado pela empresa em 1999, a iniciativa visa orientar consumidores de baixo poder aquisitivo sobre o uso da energia elétrica de forma segura e sem desperdícios, adequando o valor da conta à capacidade de pagamento dos clientes.

31


Além do forte caráter educativo, o projeto inclui uma parte operacional que facilita o relacionamento entre a empresa e os consumidores. No contato com a população mais carente, os agentes podem ser acionados para solicitar diversos serviços. Nas casas mais carentes, a Celpe faz, gratuitamente, a troca da fiação interna, istalação de janelas para aproveitamento da luz natural, a substituição de lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes compactas, mais econômicas, e a doação de geladeiras com o selo Procel. O projeto de doação de refrigeradores eficientes contempla ainda o recolhimento do gás cfc-r12, evitando sua liberação para a atmosfera, e a destinação adequada da espuma usada no isolamento térmico dos refrigeradores em cumprimento aos compromissos assumidos pelo Brasil perante o Protocolo de Montreal. Além disso, as chapas de aço dos refrigeradores antigos são recicladas. Os recursos obtidos com a venda da sucata são revertidos para projetos de geração de renda em comunidades carentes. Produção Mais Limpa – Meio Ambiente A produção Mais Limpa consolidou-se como uma prática integrada aos processos da empresa, em especial na construção de linhas e redes de distribuição, articularmente as obras do Programa Luz para Todos. Ao longo dos três últimos anos, os indicadores definidos para avaliar os impactos dessas atividades sobre o meio ambiente comprovam que a Celpe está executando o maior programa de eletrificação de todos os tempos de forma ambientalmente correta, através da escolha adequada do traçado das obras, desde a fase da topografia até a construção, margeando estradas e evitando a passagem por áreas de preservação ambiental. Para cumprir o compromisso de preservar o meio ambiente e minimizar os impactos ambientais causados por suas atividades, a Celpe adota como princípios básicos as seguintes praticas comuns às empresas do Grupo Neoenergia: • Cumprir a legislação, as normas e os regulamentos ambientais. • Contemplar a variável ambiental na definição dos objetivos e metas e nos investimentos da empresa. • Melhorar continuamente o desempenho da gestão ambiental. • Assegurar que os fornecedores de serviços e produtos adotem procedimentos ambientais compatíveis com os praticados pela empresa. • Manter canal permanente de comunicação com as partes interessadas internas e externas sobre as questões ambientais. • Utilizar métodos de trabalho e materiais que previnam, reduzam ou controlem a poluição. • Participar de projetos de pesquisa e inovações tecnológicas que resultem no uso eficiente dos recursos naturais.

32

Celpe  

Cartilha - Celpe

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you