Issuu on Google+


VERITAS EVIDENS NON PROBANDA A VERDADE EVIDENTE Nテグ PRECISA DE PROVA


ÍNDICE

CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRIA.......................................................................8 OBJCTIVOS..........................................................................13 EVOLUÇÃO PROCESSUAL...............................................16 PROJECTO IMAGEM CAMPELO....................................................20 A MARCA EVIDENS....................................................24 EMBALAGEM..............................................................26 A WEB...........................................................................32 CONSIDERAÇÕES FINAIS.................................................39 BIBLIOGRAFIA...................................................................43


HISTÓRIA


As caves Campelo surgiram em 1951 com o nome Joaquim Miranda Campelo e filhos Lda., tendo sido fundada pelo mesmo. Joaquim Campelo esteve sempre a frente da empresa devido ao seu vasto conhecimento neste ramo, pois era não só produtor como também apreciador de vinhos. Como todas as empresas, esta também adquiriu uma fase menos boa, como consequência, teve que mudar a sua gerência. Em 2007 José Carlos Lima e os filhos Carlos, Hélder e Óscar tomaram conta da empresa, e, por medidas comerciais e alterações internas bem como a reCAVES CAMPELO estruturação da empresa, passou a ser chamada pelo que é hoje “Caves Campelo S.A.”. Iniciou-se um novo ciclo nas Caves Campelo, intervenções e formação no ramo do marketing o que permitiu à empresa os estudos do mercado para obterem o conhecimento necessário para intervirem. Estudando o mercado onde tencionavam iregionais, em especial os vinhos da sua zona, sendo estes os Vinhos Verdes nas suas variantes (branco, tinto e rosé), Vinho do Dão, Vinho do Douro, Vinho do Porto e ainda um produto que acompanhou a empresa desde a sua formação, que são as Aguardentes. Com tudo isto conseguiram atingir um bom estatuto, e afirmar-se

no mercado nacional e internacional, onde cerca de 15% a 20% da sua produção é direccionada para exportação, sendo o restante para comércio e consumo nacional. Um tão bom prestígio vale-lhes actu-

8


almente o título PME Líder (Líder de Pequenas e Médias Empresas), título esse que se junta ao já existente certificado de reconhecimento do programa HCCP, devido as suas exigências e critérios de qualidade e higiene no trabalho não só dos seus funcionários como também na concepção do produto. As Caves Campelo dirigem-se actualmente a dois públicos alvo diferentes. Este direccionamento deve-se à existência de uma política de preocupação com a satisfação do consumidor bem como responder as necessidades existentes do mesmo. Como tal produz dois tipos diferentes de vinho um direccionado para uma sociedade consumidora de poder económico mais baixo onde os vinhos andam entre

os 0,70€ e 1,30€, tendo também uma gama de vinhos mais clássicos e requintados direccionados para um público alvo mais elevado, portanto dirigem-se tanto para um grupo alvo mais jovem, assim como para um grupo alvo mais elitista e clássico.

9


OBJECTIVOS


Após uma pesquisa sobre as Caves Campelo e uma análise da sua história, foi elaborado um plano com a proposta do projecto. Esta proposta divide-se em três fases, a primeira surge no início da análise da sua história, as Caves Campelo realizam no ano de 2011 60 anos de existência e permanência no ramo da viticultura e comércio de vinhos: • Devido a este facto colocou-se a proposta da criação de uma nova identidade alusiva e comemorativa do 60º aniversário das caves; • A segunda fase passa por criar uma embalagem de vinho, à qual surgiu a contra-proposta por parte da empresa, esta consistia em juntar à criação da embalagem do venho uma embalagem de aguardente também relativa ao aniversário, durante o briefing com a empresa foram tomadas em consideração algumas informações de relevância, como por exemplo o seus grupos alvo actuais, preços de comercialização dos seus produtos, qual o seu volume de vendas, produção e exportação, informações essas que foram essenciais para o desenvolvimento do projecto; • A terceira e última fase é referente ao website da empresa, foi efectuada uma análise ao website visando dois pontos, optimização devido a ter um site com algumas dificuldades de carregamento devido ao seu peso, e usabilidade criação de um layout alusivo ao tema de aniversário mas visando e corrigindo certos pontos tornado o layout e funcionamento do website mais user-friendly.

13


14


EVOLUÇÃO PROCESSUAL 15


Todo este caminho percorrido teve que respeitar e obedecer a certo tipo regras, e até mesmo mudanças de alguns planos. Desde o início a empresa Caves Campelo demonstrou interesse e aliciamento com todo o projecto, desde o primeiro contacto até à ultima reunião, a empresa mostrou-se disponível e atribuiu total confiança e liberdade para o desenvolvimento deste projecto, desde a criação de uma nova marca para o vinho, passando pela escolha das garrafas e o rótulo nelas aplicado. O primeiro contacto deu-se com o senhor Hélder Lima. Esta primeira abordagem foi bastante importante, foi a base que sustentou todo o projecto, foi devido a este primeiro contacto com a empresa, que nele foi elaborada a estruturação do projecto, embora tenham havido pequenos parâmetros que foram ligeiramente modificados com o desenrolar do projecto. Todo um processo de investigação e recolha de material que vão desde catálogos de garrafas, embalagens de transporte, e até mesmo legislação para a rotulagem dos vinhos verdes (e outras bebidas alcoólicas). Este foi um dos obstáculos inesperados/imprevistos, o conhecimento desta legislação era desconhecido até então que levou a um pequeno atraso na execução não conceptual mas sim prática do projecto, regras como o grau do vinho e a capacidade do recipiente terem um tamanho específico, a identidade da entidade que o produz e/ou engarrafa, e ainda sendo um vinho verde ter a obrigatoriedade da presença de um selo de certificação de qualidade e reconhecimento como vinho verde, caso contrário seria identificado como um vinho de mesa. Situações de igual importância ou até mais relevantes do que o adquirimento de informação para sustentar o trabalho é o facto de lidar de perto e acompanhar todo o processo, embora o projecto parta de um ponto conceptual, é necessário e importante acompanha-lo na sua produção, conhecer as regras para poder coloca-lo no mercado, estar por dentro de custos e quantidades, saber desde a primeira fase de produção até ao acabamento final. Foi de certa forma difícil chegar a um consenso relativamente à produção das garrafas esta aproximação e acompanha-

16


mento de todo o projecto permitiu estipular algumas prioridades. Esse “andar no terreno” fez com que fossem conhecidos os limites de todo o projecto, embora a empresa tenha dado total liberdade o projecto teve limites, limites esses que só sabendo quais são foi possível prever algumas circunstâncias como haver a possibilidade de inflação do preço final do vinho, esse planeamento e acompanhamento próximo permitiu estipular quais as medidas a aplicar caso a produção ultrapasse a o custo previsto, dessa forma saber onde podemos “cortar” sem alterar o conceito e imagem desenvolvida no projecto como escolher uma garrava verde trusco vez de transparente para que se o preto fosco for de elevado custo poder ser anulado conseguindo dessa forma ter uma imagem semelhante e um jogo de contrastes funcional entre o escuro e o dourado, entre outras medidas igualmente possíveis.

17


18


O PROJECTO 19


20


A Imagem CAMPELO (O Logótipo) De acordo com a primeira fase dos objectivos do projecto apresentados, a criação de uma nova imagem para as Caves Campelo S.A. de acordo com a comemoração do 60º aniversário, pretendiase uma imagem gráfica forte, referente ao seu passado e ao mesmo tempo à actualidade, algo moderno, o que ao mesmo tempo tivesse a ver com o seu público alvo, que fosse clássico e dinâmico para acentuar o conceito actual que foi adquirido em 2007 a quando a mudança de gerência que passou a apostar no moderno, e na inovação. Procurava-se uma imagem gráfica que mesmo passado o seu ano de aniversário fosse possível usa-lo como imagem da empresa sem ser apenas referente a esse marco. Como arranque foi efectuada uma pesquisa sobre a empresa e uma visita guiada à mesma a fim de encontrar elementos característicos da empresa fosse possível para iniciar o processo criativo. Concluída essa pesquisa e depois de analisada, encontra-se um elemento chave, o brasão que está presente na fachada da empresa, nenhum motivo poderia ser mais forte do que o brasão para fazer referência à sua história ou passado. Este brasão é composto por um escudo e uma coroa no topo, seis listas no escudo e um cacho de uvas de cada lado. Como conceito e ponto de partida do logótipo foi desmontado o brasão e

21


aproveitadas algumas partes do mesmo como a parte inferior do escudo, e com esta procurar uma forma que facilmente fosse associado as castas ou cachos de uvas (que estes estão também presentes no brasão).aproveitaram-se apenas três das seis listas presentes no brasão e foram colocadas dentro do triângulo estas três listas simbolizam as três Regiões onde as Caves Campelo produzem o vinho sendo estes a Vinho do Dão, Vinho do Douro e Vinho do Porto. Como elemento final do símbolo foi adicionado um elemento gráfico no topo do triângulo para uma associação mais directa ao cacho e tudo foi inserido numa circunferência, esses dois elementos simbolizam a inovação e dinâmica da empresa. Para finalização do logótipo a escolha da tipografia foi fundamental, uma vez criado o símbolo que tem a presença moderna que se procurava, a tipografia atribui-lhe o toque clássico, elegante e requintado pretendido. A font tipográfica escolhida tem como nome “TIMES” e esta escolha deve-se a ao facto de ser uma font serifada, o que faz dela uma font que transmite classe e requinte, assim como o facto de ter os seus filetes e corpos finos lhe atribui elegância. Relativamente aos sessenta anos adicionou-se a data 1951 que é a data da fundação da empresa.

REGULAR

BOLD

ITÁLICO

BOLD ITÁLICO

22


A Marca EVIDENS Em reunião foi discutido qual seria o nome atribuído ao vinho de comemoração, se seria um vinho já existente ou seria um vinho criado para a ocasião, a empresa averiguou e foi deixado em aberto uma possível criação. Partindo então da criação procuraram-se as palavras chave para o nome, um nome que fosse sonante, marcasse presença e que fizesse referencia ao passado e ao presente. Surge então o nome EVIDENS um nome proveniente do latim, sendo latim a “língua mãe” que mais tarde deu origem à língua portuguesa e outras como italiano, espanhol e francês que também são derivados desta, portanto faz uma referencia a uma antiguidade algo com história, e que ao mesmo tempo devido à presente exportação das caves, pode ser identificado nesses mesmo países com língua descendente do latim. Todo o conceito surge da frase “VERITAS EVIDENS NON PROBANDA.” que significa “A VERDADE EVIDENTE NÃO PRECISA DE PROVA.”. Esta frase é associada ao facto de haver uma presença actual, presença essa que existiu e continua a existir e continua a deixar a sua marca, onde essa prova não só é uma prova de existência e evidência mas também fazer ao mesmo tempo uma associação ao acto da prova dos vinhos. O nome EVIDENS resume-se então a : através de um passado dar evidência a uma prova de existência.

24


A Embalagem De igual modo, tal como foi criada toda uma imagem e marca do produto com consistência e conceito, também a embalagem seguiu o mesmo estudo, procurando uma aparência marcante, clássica e requintada. Começando pela escolha da garrafa em que se chama “BORDALESA EXCUSIVA”, esta escolha deve-se ao facto de ser uma garrafa com uma aparência robusta e que marca presença, esta garrafa apresenta seis listas que simbolizam as suas seis décadas de existência, uma característica que marca o seu grafismo, pois esta abraça toda a garrafa apresentando uma data em cada ponta, 1951 até 2011, e esse abraço à garrafa simboliza o percurso que a empresa percorreu até aos dias de hoje durante estes sessenta anos. Da mesma forma e o mesmo conceito foi aplicado na garrafa de aguardente. A cor preta da garrafa deve-se ao conceito clássico , é um preto fosco que vai contrastar com as linhas brilhantes e douradas que dão o requinte à embalagem.


Como referido anteriormente, o mesmo rótulo e conceito que foram aplicados na garrafa do vinho foram também aplicados na garrafa de aguardente, com duas pequenas diferenças, na garrafa do vinho pretendia-se uma imagem encorpada enquanto na aguardente pretendia-se uma imagem elegante uma vez que esta normalmente é associada á idade e permanece por muitos mais anos. Para essa elegância procurou-se uma garrafa esguia, e a escolha foi a garrafa “CÓNICA SUPREMA” como o seu nome indica (SUPREMA) passa uma imagem de líder e de superioridade. A segunda mudança foi no invólucro situado no topo da garrafa, na garrafa do vinho encontra-se um invólucro dourado com uma linha preta suave que faz ligação com as linhas douradas, enquanto na aguardente o seu invólucro é inverso, preto com a linha dourada, uma vez que a garrafa e o seu conteúdo são translúcidos as informação está a preto e o invólucro faz a ligação e harmonia. Ambas a embalagens seguem o mesmo acabamento, este produto tem como grupo alvo não só os consumidores mais requintados mas também possíveis coleccionadores de vinhos, eis o motivo do rótulo da garrafa ser em serigrafia em vez de papel, mesmo após o consumo do seu conteúdo é possível guardar a garrafa com seu rótulo intacto e sem perder a cor ou se danificar.

28


Caixa Duo A caixa duo foi uma caixa desenhada para o transporte das garrafas, uma caixa já pré-definida pela empresa, o layout da caixa segue o mesmo tipo de linguagem já referido e explicado anteriormente, usa o preto como base e tem as linhas douradas, surge com o logótipo das Caves Campelo no topo e apresenta o nome EVIDENS com a respectiva referência. Esta caixa foi escolhida com o intuito de transportar duas garrafas, uma de vinho e uma de aguardente, as duas de vinho ou as duas de aguardente assim como estipular a empresa ao fazer o embalamento. Em ocasiões especiais pode ainda levar uma terceira garrafa no seu interior entre as duas garrafas, ou se a empresa optar poderá colocar dois copos em vez da terceira garrafa.


Website Na recolha de material para determinar os objectivos foram registados alguns pontos relativos ao website da empresa, um website com dificuldades de carregamento e em certas ocasiões de navegação pouco funcional. Após esta análise foi criado um plano de reestruturação do website, esta focou-se em dois pontos, optimização, que irá fazer com que o website seja mais eficaz no seu carregamento devido à redução do seu peso, e usabilidade, criação de um layout alusivo ao tema de aniversário mas visando e corrigindo certos parâmetros tornando o layout e funcionamento do website mais user-friendly. Esta reestruturação levou à criação de duas secções vocacionadas para o cliente, uma are a de clientes onde cada cliente tem um historial de encomendas e outra onde o cliente pode ver o estado da encomenda se já foi processada ou se ainda está em curso e quanto tempo irá demorar a encomenda.


CONSIDEAÇÕES FINAIS


Considerações Finais Todo o projecto desenvolvido foi uma mais valia, desde a análise da empresa para poder estruturar uma plano, até à fase final deste projecto. Diversas fases foram passando ao longo desta caminhada algumas dificuldades pelo meio problemas que foram emergindo com o desenrolar do projecto e que tiveram que ser solucionadas, e que essas soluções foram possíveis devido a um acompanhamento continuo e aproximado de todo o processo. Não menos relevante foi a experiência de colocar um trabalho para o mercado, os processos de registo da marca e o conhecimento das regras desse mesmo mercado, legislações a cumprir para que todo o projecto chegue ao final e tenha um resultado consistente e que tenha uma base forte o suficiente para aguentar possíveis obstáculos. Todas as fases do projecto foram registadas desde o primeiro contacto com a empresa até ao final as formas como nos dirigir a uma entidade e como nos comportámos com a mesma, contacto esse que quanto mais estável for melhor não só para a relação com o cliente mas principalmente porque é mais coerente a chegada a um consenso.

39


BIBLIOGRAFIA


Bilbliografia http://www.campelo.pt http://www.global-embalagem.pt http://http://www.vidrala.com Catรกlogo Vidrala Catรกlogo Vitreria Etrusca

43


Ante-Projecto Abílio J. Meira - 4429 Design Gráfico



Caves Campelo