Issuu on Google+

SUSTENTABILIDADE ATIVA Neg贸cios Economicamente Atrativos, Socialmente Justos e Ambientalmente Respons谩veis

www.biovita.com.br

Maio de 2014 Eng. Benyamin Parham Fard, MBA


+ em www.dinamicasustentavel.wordpress.com / www.facebook.com/dinamicasustentavel www.biovita.com.br


GESTÃO SUSTENTÁVEL SUSTAINABLE BUSINESS

DESENVOLVIMENTO

ECONÔMICO

EQUILÍBRIO

EQUIDADE

AMBIENTAL

SOCIAL

www.biovita.com.br


PRÁTICA DE MERCADO

Impactos

Isto confere Sustentabilidade!

A

Atendimento à Legislação

B

Ações Voluntárias e/ou Adicionais

CONTROLE DA FRAÇÃO “A” PLANEJAMENTO DA FRAÇÃO “B” www.biovita.com.br


ADICIONALIDADE

Adicionalidade Obrigações

www.biovita.com.br


GESTÃO SUSTENTÁVEL

Esforço

Baixo Esforço + Alto Investimento

Alto Esforço + Baixo Investimento

Investimento ($)

www.biovita.com.br


As

LEIS E NORMAS

www.biovita.com.br


LEIS E NORMAS Política Nacional de Meio Ambiente (6.938/81) Regulamenta através do seu Artigo 2º o objetivo da : “preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental propícia à vida, visando assegurar, no País, condições ao desenvolvimento socioeconômico, aos interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana...”

Relatório Brundtland (ONU 1987) Elaborado pela Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento da ONU (Nosso Futuro Comum), foi lançado em 1987 trazendo pela primeira vez como conceito de desenvolvimento sustentável: “aquele que atende às necessidades do presente sem comprometer a possibilidade de as gerações futuras atenderem às suas necessidades.”

Constituição Federal (CF 1988) Cria o Artigo 225, que estabelece que: “Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.” www.biovita.com.br


LEIS E NORMAS Lei de Crimes Ambientais (9.605/98) Dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente. Estatuto das Cidades (10.257/01) Regulamenta os Artigos 182 e 183 da Constituição Federal, estabelece diretrizes gerais da política urbana. Gestão de Resíduos da Construção Civil - Resolução (307/02) Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil. Política Nacional da Biodiversidade (4.339/02) Institui princípios e diretrizes para a implementação da Política Nacional da Biodiversidade. Norma - Classificação dos resíduos sólidos - NBR (10.004/04) Esta Norma classifica os resíduos sólidos quanto aos seus potenciais ao meio ambiente e à saúde pública, para que possam ser gerenciados adequadamente. www.biovita.com.br


LEIS E NORMAS Lei da Mata Atlântica (11.428/06) Dispõe sobre a utilização e proteção da vegetação nativa do Bioma Mata Atlântica. Lei de Saneamento básico (11.445/07) Estabelece diretrizes nacionais para o saneamento básico. Política Nacional sobre Mudança do Clima (12.187/09) Institui a Política Nacional sobre Mudança do Clima - PNMC. Política Nacional de Resíduos Sólidos (12.305/2010) Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998. Resolução Normativa ANEEL (482/2012) Estabelece as condições gerais para o acesso de microgeração e minigeração distribuída aos sistemas de distribuição de energia elétrica, o sistema de compensação de energia elétrica. Código Florestal Brasileiro (12.651/12) Dispõe sobre a proteção da vegetação nativa www.biovita.com.br


Anรกlise do

PรšBLICO ALVO

www.biovita.com.br


QUEM SÃO, E COMO SE COMPORTAM OS JOVENS?

Geração “Y” •

Também chamada geração do milênio ou geração da Internet.

Nascidos após 1980 até meados da década de 1990,

Criados numa época de grandes avanços tecnológicos e prosperidade econômica.

Os pais, não querendo repetir o abandono das gerações anteriores, encheram-nos de presentes, atenções e atividades, fomentando a autoestima de seus filhos.

Cresceram vivendo em ação, estimulados por atividades, fazendo tarefas múltiplas.

Acostumados a conseguirem o que querem, não se sujeitam às tarefas subalternas de início de carreira e lutam por salários ambiciosos desde cedo.

É comum que os jovens dessa geração troquem de emprego com frequência em busca de oportunidades que ofereçam mais desafios e crescimento profissional.

Constitui um público consumidor exigente e ávido por inovações, preocupados com o meio ambiente e as causas sociais.

Cresceram em meio a um crescente individualismo e extremada competição.

www.biovita.com.br


QUEM SÃO, E COMO SE COMPORTAM OS JOVENS?

Geração “Z” •

Geração de pessoas nascidas de 1990 até 2010.

Corresponde aos nascidos na era da internet, e no "boom" na criação de aparelhos tecnológicos .

O diferencial dessa geração é zapearem tempo real entre canais de televisão, internet, vídeo game e smartphone.

São conhecidos por serem nativos digitais, estando muito familiarizadas com a web e compartilhamento de arquivos, ou seja, extremamente conectados à rede.

São cada vez mais preocupados com a conectividade com os demais indivíduos de forma permanente como, por exemplo, redes sociais.

www.biovita.com.br


QUEM SÃO, E COMO SE COMPORTAM OS JOVENS?

Geração “α” •

Geração de pessoas nascidas a partir de 2010.

Nasceram em um mundo conectado em rede.

??? www.biovita.com.br


Anรกlise do

MOMENTO ETรRIO

www.biovita.com.br


PIRÂMIDE DAS FAIXAS ETÁRIAS - BRASIL

Fonte: IBGE / INSTITUTO JOURDAN

www.biovita.com.br


PIRÂMIDE DAS FAIXAS ETÁRIAS - BRASIL

Fonte: IBGE/GAZETA www.biovita.com.br

DO POVO/INSTITUTO JOURDAN


As

PEGADAS...

www.biovita.com.br


FOOTPRINTS

Carbon Footprint

Water Footprint

Waste Footprint

www.biovita.com.br


Algumas

CERTIFICAÇÕES DE MERCADO

www.biovita.com.br


CERTIFICAÇÕES ABNT NBR ISO-14001 A norma ISO 14001 estabelece um sistema de gestão ambiental (SGA) e, apesar de críticas, sua adoção tem aumentado – já existem mais de 250 mil certificados no mundo. As empresas certificadas ISO 14001 tem a sustentabilidade como princípio de gestão, sendo que ao se utilizar corretamente a ISO 14001 se dá um importante passo para o desenvolvimento sustentável, permitindo-se o estabelecimento de um Sistema de Gestão Ambiental (SGA), além de auxiliar no cumprimento de legislações ambientais, etc.

www.biovita.com.br


CERTIFICAÇÕES Certificação Orgânica (ano 2003) As certificações de produtos orgânicos indicam e garantem que a origem (procedência) e o processo produtivo vegetal e animal seguem os princípios da agricultura orgânica. As principais características da produção orgânica são: não utilização de adubos químicos, hormônios, drogas veterinárias, antibióticos e transgênicos nas várias etapas do processo produtivo; uso responsável do solo, da água, do ar e dos demais recursos naturais; respeito às relações sociais e culturais. Existem várias certificadoras nacionais e internacionais atuando no mercado brasileiro, há cerca de duas décadas. Atualmente quatro delas são credenciadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA): Tecpar; Instituto Biodinâmico (IBD); Ecocert; e Instituto Mercado Ecológico Brasil (IMO Brasil). A fiscalização das propriedades produtoras de orgânicos é feita por essas empresas certificadoras, que assumem a responsabilidade pelo uso do selo brasileiro, instituído pelo Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica (SisOrg), gerido pelo MAPA.

www.biovita.com.br


CERTIFICAÇÕES Certificações de Madeira (ano 1993) Existem duas certificações voltadas a atestar a origem de madeiras no país: • FSC, e • Cerflor Os dois selos podem certificar objetos, peças e acessórios, feitos de madeira, tais como móveis residenciais e de escritório, decoração, papéis para impressão, lápis, embalagens, entre outros. A certificação de produtos florestais é voluntária no Brasil, entretanto é obrigatória em alguns países para todos os bens de consumo, que envolvam madeira. *O setor florestal é o terceiro maior emissor mundial de gases de efeito estufa.

www.biovita.com.br


CERTIFICAÇÕES Certificações de Madeira (ano 1993) FSC (Forest Stewardship Council) O selo é fornecido pela organização internacional não governamental FSC, fundada em 1993, que define critérios e princípios, de acordo com cada região, para a certificação de madeiras e processos de fabricação de produtos feitos a partir dessa matéria-prima em todo o mundo. No Brasil, a CFS é representada pelo Conselho Brasileiro de Manejo Florestal (FSC Brasil), que não emite certificados, mas delega essa ação a certificadoras, que seguem os padrões de qualidade da organização. Análise do manejo, da documentação, avaliação de campo e consultas públicas compõem o processo de certificação. Após as adequações do manejo às conformidades do selo, a certificação é concedida. O empreendimento florestal certificado passa a ser monitorado anualmente.

www.biovita.com.br


CERTIFICAÇÕES Certificações de Madeira (ano 1993) Cerflor (Programa Brasileiro de Certificação Florestal) O selo Cerflor é oriundo do Programa Brasileiro de Certificação Florestal (Cerflor), cujas normas foram elaboradas pela Comissão de Estudos Especiais de Manejo Florestal (CEE), no âmbito da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). O programa foi idealizado em 1991 pela Sociedade Brasileira de Silvicultura (SBS), em conjunto com várias associações, entidades, instituições de pesquisa e ONGs. O Cerflor avalia se florestas plantadas ou nativas estão sendo manejadas de acordo com os requisitos estabelecidos pelas normas brasileiras, servindo como indicativo de que a matéria-prima e os produtos dela derivados provenham de uma floresta manejada de forma ambientalmente adequada, socialmente justa e economicamente viável.

www.biovita.com.br


CERTIFICAÇÕES ISE - Índice de Sustentabilidade Empresarial O ISE é um instrumento de mercado da BM&F/BOVESPA e tem como objetivo reunir empresas que se destacam entre as 200 com ações mais líquidas listadas na Bolsa e que possuem propósitos em tornar seus negócios sustentáveis. Essas empresas respondem a um questionário de avaliação estruturado em sete dimensões sobre gerenciamento de recursos e riscos.

www.biovita.com.br


CERTIFICAÇÕES CDP – Carbon Disclosure Project O instrumento para medições de Gases Efeito Estufa (GEE), desenvolvido pela entidade não governamental CDP – Carbon Disclosure Project, sediada na Inglaterra, que vem ganhando o respeito mundial de grandes investidores e da comunidade acadêmica e governamental ligadas ao meio ambiente e a sustentabilidade. O CDP vem sendo bem aceito na comunidade empresarial como apoio às decisões de investimentos que envolvem riscos ambientais.

www.biovita.com.br


CERTIFICAÇÕES Indicadores ETHOS Com o objetivo de auxiliar as empresas na incorporação de aspectos do desenvolvimento sustentável, surgiram diversas ferramentas baseadas em métricas. A adoção dos Indicadores Ethos de Responsabilidade Social Empresarial busca discutir a adequação e eficácia na gestão das empresas em busca da sustentabilidade. Os Indicadores Ethos foram essenciais para a evolução do tema no Brasil e há muitos benefícios em sua utilização, principalmente para organizações em estágio de aprendizagem.

www.biovita.com.br


CERTIFICAÇÕES Certificação de Sustentabilidade LEED O selo Leed (Leadership in Energy and Environmental Design) é uma certificação originada nos Estados Unidos pela organização não governamental U. S. Green Building Council (USGBC) em 1998. No Brasil, a ONG Green Building Council Brasil (GBCB) instituiu-se em 2007 para auxiliar no desenvolvimento da indústria da construção sustentável, utilizando as forças de mercado para conduzir a adoção de práticas de Green Building em um processo integrado de concepção, construção e operação de edificações e espaços construídos. Enfoques: • Sustentabilidade da localização; • Eficiência no uso da água; • Eficiência energética e cuidados com as emissões na atmosfera; • Otimização do uso de materiais e recursos; e • Qualidade ambiental no interior da edificação. www.biovita.com.br


CERTIFICAÇÕES Certificação Procel Edifica Como um subprograma do PROCEL desenvolvido pelo governo federal, Procel Edifica é especialmente voltado à Eficiência Energética das Edificações – EEE, aliado ao Conforto Ambiental - CA. Calcula-se que quase 50% da energia elétrica produzida no país sejam consumidas não só na operação e manutenção das edificações, como também nos sistemas artificiais, que proporcionam conforto ambiental para seus usuários, como iluminação, climatização e aquecimento de água. O potencial de conservação de energia deste setor é expressivo. A economia pode chegar a 30% para edificações já existentes, se estas passarem por uma intervenção tipo retrofit (reforma e/ou atualização). Nas novas edificações, ao se utilizar tecnologias energeticamente eficientes desde a concepção inicial do projeto, a economia pode superar 50% do consumo, comparada com uma edificação concebida sem uso dessas tecnologias.

www.biovita.com.br


CERTIFICAÇÕES Certificação AQUA A Alta Qualidade Ambiental (AQUA) fundamenta-se na análise do local do empreendimento e de seu programa de necessidades, buscando proporcionar condições ideais de conforto e saúde para os usuários, respeitando o meio ambiente e a sociedade, atendendo integralmente a legislação e obtendo viabilidade econômica por meio da análise do ciclo de vida dos empreendimentos. A certificação AQUA requer esforços do empreendedor e de suas equipes para obter o melhor nível possível de desempenho para o empreendimento e, ao mesmo tempo, associá-lo a benefícios operacionais, ambientais, sociais e econômicos. O processo AQUA representa a rede internacional de certificação HQE no Brasil.

www.biovita.com.br


CUIDADOS...

www.biovita.com.br


ISTO NÃO É SUSTENTABILIDADE!

www.biovita.com.br


AS BASES DEVEM SER SÓLIDAS

DIGA NÃO AO GREENWASHING!! GREENWASHING

ISTO NÃO É SUSTENTABILIDADE ! www.biovita.com.br


CONTROLE OS PASSOS ECONÔMICOS

Governança Corporativa

Servir de Exemplo

Transparência Fiscal

Geração de Lucro

Divulgar Resultados

Pagar Impostos

www.biovita.com.br

Movimentação da Economia

Mas, cobrar resultados


CONTROLE OS PASSOS AMBIENTAIS

Obtenha Licenças

Atualize Projetos

Resíduos Sólidos

Tratar Efluentes

Conscientize Colaboradores

Otimize Processos

www.biovita.com.br

Controlar Emissões

Investimento, e não Custo


CONTROLE OS PASSOS SOCIAIS

Apoio à Educação

Apoio à Leitura

Ações Comunitárias

Apoio ao Esporte

Apoio à Cultura

Conscientização

www.biovita.com.br

Apoio às Artes

Mobilidade


ESTAR DISPOSTO A OUVIR OS STAKEHOLDERS

www.biovita.com.br


PRINCIPAIS PASSOS...

OPÇÃO ESTRATÉGICA PELO “FAZER”

DISPOR DE RECURSOS FINANCEIROS

www.biovita.com.br

DISPOR DE RECURSOS HUMANOS


O MAIS IMPORTANTE É:

ENXERGAR INOVAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E LUCRATIVIDADE ONDE MUITOS ENXERGAM MODISMO E CUSTOS www.biovita.com.br


SEJA A LIDERANÇA SUSTENTÁVEL

www.biovita.com.br


+ em www.dinamicasustentavel.wordpress.com / www.facebook.com/dinamicasustentavel www.biovita.com.br


Muito Agradecido! Eng. Benyamin Parham Fard, MBA S贸cio-Diretor (47) 3273-7191 | 9125-7475 benyamin@biovita.com.br

www.biovita.com.br


Benyamin Fard_Biovita_ Sustentabilidade Ativa_ CWB_ 08 05 14