Page 1

Publicação da Câmara Americana de Comércio

São Paulo, 31 de maio de 2012

C

ada vez mais, fica nítido que o Brasil, para evoluir em competitividade, terá de incorporar a inovação como elemento-chave da dinâmica de sua economia. Sintonizada com essa realidade, a Amcham vem reforçando sua agenda voltada à inovação. O avanço mais recente nesse sentido é a assinatura de acordos (MOU) com o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e a Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) para incentivar o acesso de alunos do programa Ciência Sem Fronteiras a estágios no exterior. O objetivo é que os estudantes complementem sua experiência acadêmica com uma atuação prática em empresas com forte viés inovador. “O papel da Amcham é fomentar estágios dos estudantes que vão ao exterior, orquestrar uma ponte entre os alunos e as companhias. O Brasil tem grande capacidade de produção de estudos, mas ainda é pobre em criação de patentes. Vivenciar um ambiente de produtividade crescente, de melhoria de processos que resulte em patentes é essencial. Nosso interesse é que o conhecimento obtido no exterior volte e seja incorporado no Brasil”, explica Gabriel Rico, CEO da Amcham. A Amcham também constituiu uma nova força-tarefa para discutir ideias e experiências sobre o programa de estágios. Em 08/05, um embrião desse grupo já se reuniu na Amcham-São Paulo e um novo encontro está agendado para 11/06. Avaliação do INPI Na visão da Amcham, não bastará ao País ampliar a base de profissionais preparados para a inovação se não houver,

em paralelo, ganho de agilidade no registro de patentes. Por isso, há três anos a entidade realiza pesquisas de avaliação do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). A última edição do estudo, a partir de entrevistas realizadas em 2011, acaba de ser concluída e entregue ao presidente do INPI, Jorge Ávila, e ao ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel. Os resultados mostram que, na opinião do empresariado, o desempenho do instituto vem evoluindo nos últimos anos, mas os prazos para concessão de registros de marcas e patentes ainda são considerados longos. Para que o trabalho do INPI siga em trajetória ascendente e dê conta de atender à crescente demanda, a Amcham tem defendido que o instituto tenha sua equipe reforçada – sendo uma importante notícia o recente anúncio de que serão abertas 250 novas vagas – e que o País celebre acordos que agilizem a validação de patentes já concedidas em escritórios no exterior, uma espécie de fast track conhecida como PPH. Outras iniciativas As ações da Amcham no campo da inovação não param por aí. A entidade mantém um comitê de Inovação e uma força-tarefa de Propriedade Intelectual em São Paulo, e incorpora o tema, de forma transversal, em praticamente todos os seus eventos e discussões no Brasil. A Amcham também se preocupa em se fazer representar em debates externos sobre o tema, como aconteceu em 10/05, com participação de seu CEO em seminário sobre os desafios da inovação na inauguração da nova sede do INPI #competitividadebr #inovacao no Rio de Janeiro. Bruna Gonçalves/INPI

competitividade

am ch am do ú e nt co

Amcham assina acordo para estimular estágios de estudantes do Ciência Sem Fronteiras e reforça agenda voltada à inovação Ciência Sem Fronteiras O Ciência Sem Fronteiras é um programa criado pelo governo federal que prevê a concessão de 101 mil bolsas de estudo (sendo 75 mil pela iniciativa pública e 26 mil pela privada) na área de ciências duras em um período de quatro anos. A meta é contribuir para a expansão da ciência e tecnologia, inovação e competitividade no País.

O ministro Fernando Pimentel (centro) recebe de Gabriel Rico, CEO da Amcham (direita), o relatório de avaliação do INPI preparado pela entidade. À esquerda, Jorge Ávila, presidente do instituto


CURTAS Brasília, Porto Alegre e Recife

A retenção de talentos ocupa hoje o topo da agenda estratégica de 79% dos CEOs do País, conforme pesquisa da PwC apresentada no CHRO Fórum da Amcham-Belo Horizonte em 24/05. Curitiba também realizou seu CHRO Fórum em 22/05, mostrando, entre outros aspectos, a relevância de que as empresas invistam desde cedo na capacitação de profissionais, já a partir dos programas de estágio e trainee.

Brasil-EUA

São Paulo

Belo Horizonte e Curitiba

#brasileua

#brasileua

Os planos das concessionárias rodoviárias atuantes na Região Metropolitana de Campinas para enfrentar gargalos de infraestrutura, considerando a tendência de aumento de fluxo nas estradas, o impacto da Copa de 2014 e a privatização de Viracopos, foram o mote do ‘Ciclo de Debates em Infraestrutura Logística’ em 23/05. #competitividadebr

Comércio exterior

Entre 05 e 08/05, a Amcham, em parceria com o Sebrae, realizou missão comercial aos EUA com microempresários do ramo de pizzaria. Eles participaram da NRA, maior feira do segmento de restaurantes e fast-food do mundo que ocorre em Chicago, além de visitas técnicas e eventos de networking.

Infraestrutura

Campinas

Chicago Missão comercial

Perspectivas e tendências de TI estiveram em pauta no CIO Fórum promovido simultaneamente em Brasília e Recife no dia 25/05. Na capital federal, ganhou destaque a discussão de estratégias de inovação nesse segmento. Em Porto Alegre, nessa mesma área, o antigo comitê de Tecnologia da Informação ampliou seu escopo para abranger também a discussão de assuntos ligados à comunicação. O relançamento do grupo, agora nomeado comitê de Tecnologia da Informação & Comunicação (TIC), ocorreu em 08/05.

Defesa do consumidor

Neste mês de maio, a Amcham também endereçou cartas a congressistas americanos que estão diretamente envolvidos na reforma da lei agrícola dos EUA. Nessas correspondências, a entidade se posiciona contra a proposta que prevê continuidade dos subsídios agrícolas que dificultam o acesso ao mercado americano, criam impasses políticos e ferem as regras da OMC. A Amcham já havia manifestado essa postura de oposição aos subsídios agrícolas para o presidente Obama durante sua visita ao Brasil em 2011.

Tecnologia

Os EUA anunciaram em 30/04 que mantiveram o Brasil fora da lista de países em observação prioritária no que toca a violações à propriedade intelectual, a Priority Watch List no relatório da seção 301 do USTR. A inclusão nesse grupo de observação prioritária sujeitaria o Brasil a sanções comerciais. A Amcham contribuiu para esse resultado favorável ao País ao enviar carta ao USTR em que indica progressos nacionais no campo de respeito à propriedade intelectual e combate à pirataria, assim como o trabalho da #brasileua entidade nesse campo.

Gestão de Pessoas

Subsídios agrícolas

Propriedade intelectual

Washington

A Amcham lançou em 15/05 a Carolinas’ Highlights, publicação centrada em oportunidades de negócios e investimentos nos estados americanos de Carolina do Norte e Carolina do Sul que foi desenvolvida com a agência de promoção Charlotte Regional Partnership. Na ocasião, a Amcham recebeu uma delegação de representantes dessas localidades para café com #brasileua empresários. Ainda neste ano, o Brasil pode ter um novo Código de Defesa do Consumidor, que contemple maior proteção contra o superendividamento e práticas abusivas no comércio online. O assunto foi tema de encontro dos comitês de Legislação, Marketing e Finanças em 10/05. Um grupo de juristas elencou propostas com essas bandeiras e agora elas estão em debate em comissão do Senado. A Receita Federal estuda implementar uma certificação para operadores logísticos com bons antecedentes, o Operador Econômico Qualificado (OEQ), informou Dário da Silva Brayner Filho, titular da Coordenação-Geral de Administração Aduaneira (Coana), em reunião conjunta dos comitês de Comércio Exterior e Logística no dia 24/05. A Amcham defende a criação desse sistema por seu potencial para reduzir o custo logístico, simplificar e agilizar as operações de comércio #comex exterior no País.


prêmio eco 30 anos

Premiação abre inscrições para 30ª edição e promove lançamentos em várias cidades

E

stão abertas as inscrições para a 30ª edição do Prêmio ECO. As inscrições são feitas exclusivamente via internet, no site www.premioeco.com.br, onde a empresa deve preencher um formulário dividido por modalidade e categoria, indicando também seu porte. O Prêmio ECO 2012 tem duas modalidades: ‘Estratégia, Liderança, Inovação e Sustentabilidade’ e ‘Práticas de Sustentabilidade’, esta subdividida nas categorias ‘Sustentabilidade em Produtos e ou Serviços’ e ‘Sustentabilidade em Processos’. Cada projeto inscrito deverá trazer a descrição dos fatos e ações que o caracterizam. O prazo para as companhias apresentarem seus trabalhos de sustentabilidade neste ano vai até 16/07. Lançamentos regionais Para incentivar a adesão de empresas de todo o País, o Prêmio ECO está promovendo lançamentos regionais em várias cidades em que a Amcham está presente. O primeiro ocorreu em Curitiba (16/05), seguido por Porto Alegre (29/05). Os próximos serão em Recife (01/06) e Campinas (05/06).

Em todas as localidades, além de detalhes sobre a premiação, o público conhece a fundo um case que já ganhou o prêmio em anos anteriores – como o do Grupo O Boticário, apresentado na capital paranaense – ou participa de debate sobre oportunidades de avanço local em sustentabilidade – a exemplo das iniciativas com preocupação Green building socioambiental que Mais um passo nas ações estão sendo incorpoda Amcham para fazer de radas em Porto Aleseu Business Center em São gre para a realização Paulo um green building com da Copa do Mundo. certificação internacional Desde 1982, o (Leed) acaba de ser completado. Prêmio ECO já moEntraram em funcionamento bilizou 2.064 comreservatórios que captam a panhias brasileiras água da chuva para posterior e multinacionais. reutilização. O alto índice Elas foram responpluviométrico de abril já sáveis pela inscrição permitiu à Amcham poupar de 2.563 projetos, mais de 40 mil litros de água. tendo 225 deles sido reconhecidos.

Cocriação gera valor por meio da interação, ensina professor da Universidade de Michigan

A

Mário Miranda

Tendências e negócios

#premioeco

Venkat Ramaswamy, professor da Universidade de Michigan

s pessoas sempre tiveram o hábito de compartilhar seus dilemas com os amigos para juntos encontrarem soluções. Quando se trata do ambiente corporativo, contudo, essa prática de interagir com diversos públicos muitas vezes não recebe a devida atenção. O resultado é a perda de oportunidades de geração de valor, adverte o especialista indiano Venkat Ramaswamy, professor da Ross School of Business da Universidade de Michigan. O professor, que participou de café da manhã na Amcham-São Paulo em 17/05, sugere que as empresas intensifiquem o diálogo com seus stakeholders, ou seja, clientes, colaboradores, fornecedores, investidores e outros parceiros, estabelecendo um processo continuado de cocriação de valor. “A cocriação só existe a partir das ideias e experiências humanas, com um fluxo bidirecional de informações. Precisamos nos engajar para extrair o melhor dessa interação, não importa o setor ou a etapa da cadeia

produtiva em que atuamos. O primeiro passo é mudar nosso mindset para ouvir mais”, afirmou. Ramaswamy coloca o uso da tecnologia como um fator-chave para expandir a interatividade das empresas com seus stakeholders. “O poder da tecnologia é criar plataformas que facilitem a troca de ideias e a administração dos resultados”, destacou. Case Starbucks Venkat Ramaswamy apresentou vários cases que ilustram o enorme potencial de resultados da cocriação. Entre eles, está o da Starbucks, que abriu espaço em seu site para que os clientes opinassem sobre tudo, do cardápio ao atendimento e ao layout das lojas. Desde 2009, foram recebidas milhares de sugestões, muitas já tendo sido aplicadas, como a implantação de opções de comida mais saudável em algumas unidades da rede. “A Starbucks acertou porque, no fim das contas, não vende café, mas experiência. O segredo foi engajar as pessoas e trazer de fora da empresa as inovações”, explicou o professor. #inovacao


Expectativas para os pequenos negócios

A

ideia romântica de que, para empreender, basta ser visionário vai ficando para trás. Quem já teve a coragem de criar seu próprio negócio ou planeja fazê-lo cada vez mais toma consciência de que, mais do que de boas ideias, o sucesso depende de habilidade para transformá-las em resultados. Esse foi um dos pontos altos do Encontro de Empreendedores promovido pela Amcham-São Paulo em 24/05, comprovado pelos exemplos de convidados que compartilharam suas experiências exitosas e também pelos resultados de pesquisa realizada pela Amcham junto ao público de mais de cem empreendedores presentes. Na sondagem, 43% apontaram que a característica que define melhor o perfil do empreendedor é a capacidade de transformar ideias em resultado, ao passo que ser visionário recebeu bem menos votos (12%). Conheça algumas das lições de empreendedores que se tornaram referência no mercado:

Inovar “O segredo é não ser mais uma cópia, mas saber como agregar valor a tudo o que se faz.” Alessandre TrintiM, sócio-fundador e diretor executivo da Essence

Focar  “Não dá para atirar em direção a todos os mercados.”

Antonio Carbonari Netto, fundador e presidente do Conselho de Administração do Grupo Anhanguera Educacional

Adaptar-se Executar “Temos de estar “A ideia é apenas o sempre mudando primeiro passo. Sem e nos adaptando. ela, não dá para ir a lugar Caso contrário, o algum, mas também há milhares de pessoas tendo consumidor acaba migrando para infinitas ideias todos os o concorrente.” dias que não se tornam Rodrigo Borges, cofundador e vice presidente absolutamente nada do Buscapé porque ninguém as executa.” Bob Wollheim, Persistir sócio-fundador da Sixpix Content “O não já temos. Necessitamos ir Profissionalizar em busca do sim. “É um grande erro É preciso persistir.” Clóvis Souza, não profissionalizar a fundador e diretor-geral empresa precocemente.” da Giuliana Flores Ricardo Sayon, fundador e conselheiro da Ri Happy

A pesquisa da Amcham com os participantes do Encontro de Empreendedores mostrou que a complexidade do atual cenário econômico tem impactado de formas diferentes os pequenos negócios no País ao longo dos primeiros meses de 2012, com percepções divididas entre melhora, manutenção e piora dos resultados. Porém, ao olhar para um horizonte mais amplo, até o fim do ano, predomina uma perspectiva positiva. Quando o foco são estes primeiros meses de 2012, os empreendedores dizem que houve... uma grande melhora

uma pequena melhora

uma manutenção

uma grande piora

uma pequena piora

0%

5%

10% 15% 20% 25% 30% 35%

Quando o foco se estende até o final do ano, os empreendedores dizem que haverá... uma grande melhora

uma pequena melhora

uma manutenção

uma grande piora

uma pequena piora

0%

5%

10% 15% 20% 25% 30% 35%

EXPEDIENTE Editora: Giovanna Carnio (MTB 40.219) Reportagem: André Inohara, Anne Durey, Dirceu Pinto, Gabriela Vieira, Marcel Gugoni Design: MONDOYUMI. www.amcham.com.br

/amchambrasil

/amchambr

am ch am do ú e nt co

Fonte: Amcham

big

Empreender com sucesso exige combinar inovação e execução

/company/amcham-brasil


AmchamNews Maio 2012  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you