Page 84

corporalidade física na forma actual. Se quisesses meramente adquirir a faculdade de residir neste mundo supra-sensorial, não mais terias a necessidade de regressar ao sensorial. Mas, agora, olha para mim. Vê como estou infinitamente elevado acima de tudo o que até hoje já fizeste a partir de ti. Chegaste ao actual grau de tua perfeição por meio das faculdades que pudeste desenvolver no mundo sensorial, enquanto ainda dependias dele. Agora, porém, terá de começar para ti um tempo no qual tuas forças libertadas terão de prosseguir trabalhando nesse mundo sensorial. Até agora liberaste apenas a ti mesmo; agora, como alguém livre, poderás libertar todos os teus semelhantes no mundo sensorial. Até hoje, te esforçaste como indivíduo; agora, incorpora-te ao todo, para não trazeres apenas a ti mesmo ao mundo supra-sensorial, mas também tudo o mais que existe no mundo sensorial. Um dia, poderás unir-te à minha figura, mas não alcançarei a bem-aventurança enquanto ainda existirem desgraçados! Como ser individual liberto, desejas, ainda assim, penetrar já hoje no reino do supra-sensorial. Depois, porém, terias de baixar teu olhar sobre os seres do mundo sensorial ainda não libertos. E terias separado teu destino do deles. Mas sois todos ligados entre si. Todos vós tivestes de descer ao mundo sensorial, a fim de buscar nele as forças para um mundo superior. Se tu te desligasses deles, abusarias das forças que somente em comunidade com eles pudeste desenvolver. Se eles não tivessem descido, tampouco tu poderias ter descido; sem eles, faltar-te-iam as forças para tua existência suprasensorial. Estas forças que com eles conquistaste, também terás de com eles dividir. Por isso, barrar-te-ei a entrada às regiões mais elevadas do mundo supra-sensorial enquanto não houveres empregado todas as tuas forças adquiridas em prol da redenção de teus contemporâneos. Podes estar, com o já alcançado, nas regiões inferiores do mundo supra-sensorial; porém, diante do portal para o superior, posto-me eu ‘como um querubim com a espada flamejante diante do Paraíso’, detendo-te à entrada enquanto ainda tiveres forças não empregadas no mundo sensorial. E se não quiseres empregar as tuas, virão outros que hão de empregá-las; então, um elevado mundo supra-sensorial há de acolher todos os frutos provenientes do sensorial; a ti, porém, será retirado o solo ao qual estiveste unido. O mundo purificado se desenvolverá para além de ti. Tu serás excluído dele. Assim, tua senda será negra, ao passo que aqueles de quem te separaste seguirão a senda branca." Assim se faz anunciar o “grande guardião”, logo após haver ocorrido o encontro com o primeiro guardião. No entanto, o iniciado sabe muito bem o que o aguarda, caso se deixe seduzir pelas tentações de uma estada prematura no mundo supra-sensorial. Um esplendor indescritível irradia do segundo guardião do limiar; a união com ele coloca-se diante da alma vidente qual um alvo longínquo. Contudo, está aí também a certeza de que essa união só se tornará possível quando o iniciado houver empregado todas as forças que lhe afluíram deste mundo também a serviço da libertação e da redenção deste mesmo mundo. Caso se decida por atender às exigências da sublime figura luminosa, ele será capaz de contribuir para a libertação do género humano. Depositará suas dádivas no altar sacrifical da Humanidade. Se preferir sua própria elevação prematura ao mundo supra-sensorial, a corrente da Humanidade passará por cima dele. Após sua libertação do mundo sensorial, não mais poderá adquirir novas forças para si próprio. Se, mesmo assim, colocar seu trabalho à disposição, isto ocorrerá com a renúncia a ainda buscar algo para si próprio, do campo de sua actividade ulterior. Não se pode agora dizer que seria lógico o indivíduo escolher a senda branca ao ser, dessa forma, colocado diante da decisão. Em verdade, isso depende inteiramente de, nessa ocasião, ele já se ter purificado o suficiente para nem um mínimo traço de egoísmo lhe tornar apetecíveis as seduções da bem-aventurança. Pois essas seduções são as maiores imagináveis. E, em verdade, do outro lado existem seduções especiais. 84

Profile for aloysions

A iniciaçao rudolf steiner  

A iniciaçao rudolf steiner  

Profile for aloysions
Advertisement