Page 56

Ora, no ser humano as partículas do corpo etérico se encontram num constante movimento. Inúmeras correntes o atravessam em todas as direcções. Através dessas correntes, a vida é sustentada e regulada. Cada corpo que vive possui tal corpo etérico. As plantas e os animais também o possuem. Até mesmo em minerais distinguem-se indícios perceptíveis ao observador atento. As referidas correntes e movimentos são, por ora, inteiramente independentes da vontade e da consciência do ser humano, tal como a função do coração ou do estômago no corpo físico independem do arbítrio. E enquanto o indivíduo não assumir sua formação no sentido da aquisição de faculdades supra-sensoriais, permanecerá também essa independência. Pois o desenvolvimento mais elevado, em certo grau, consiste precisamente no facto de às correntes e movimentos do corpo etérico, independentes da consciência, serem acrescentados outros, do tipo que o próprio indivíduo causa de forma consciente. Se a disciplina do oculto se tiver adiantado a ponto de as flores de loto caracterizadas nos capítulos precedentes começarem a movimentar-se, o discípulo também já terá efectuado muito daquilo que leva à incitação de correntes e movimentos bem determinados em seu corpo etérico. O objectivo deste desenvolvimento consiste em formar, na região do coração físico, uma espécie de ponto central, do qual emanarão correntes e movimentos nas mais variadas cores e formas espirituais. Em verdade não se trata, neste ponto central, de um mero ponto, mas de uma estrutura complexa, de um órgão maravilhoso. Ele reluz e cintila espiritualmente nas mais variadas cores e apresenta formas de grande regularidade, capazes de se alterarem com velocidade. E outras formas e correntes de cores fluem desse órgão em direcção às restantes partes do corpo e ainda para além deste, ao perpassarem todo o corpo anímico. As mais importantes dessas correntes, no entanto, fluem para as flores de loto. Elas perpassam cada uma da pétalas das mesmas e regulam sua rotação; depois, fluem das pontas das pétalas para fora, para se perderem no espaço exterior. Quanto mais evoluído for o indivíduo, tanto maior será a circunferência na qual essas correntes se propagam. Numa relação especialmente íntima com o centro descrito encontra-se a flor de loto de doze pétalas. Para ela fluem directamente as correntes. E ela é atravessada, de um lado, por correntes em direcção às flores de loto de dezasseis e de duas pétalas e, de outro lado (inferior), em direcção às flores de loto de oito, seis e quatro pétalas. Nesta ordenação reside a razão pela qual na disciplina do oculto se deve dedicar cuidado muito especial à estruturação da flor de loto de doze pétalas. Se aqui algo falhasse, toda a estruturação do aparelho incorreria numa desordem. Através do exposto pode-se avaliar quão subtil e íntima é a natureza da disciplina do oculto e quão exactamente se deve proceder, caso se almeje que tudo se desenvolva de forma pertinente. Por isso torna-se também evidente que só poderá falar de instruções para a formação de faculdades supra-sensoriais quem experimentou, em si próprio, tudo o que deve desenvolver em um outro, e que esteja perfeitamente em condições de reconhecer se suas instruções também levam ao resultado de todo correcto. Se o discípulo executar o que lhe é prescrito através das instruções, aduzirá ao seu corpo etérico correntes e movimentos que estarão em harmonia com as leis e a evolução do Universo, ao qual o ser humano pertence. Por isso as instruções sempre são uma cópia das grandes leis da evolução cósmica. Elas consistem nos citados e similares exercícios de meditação e concentração, exercícios esses que, pertinentemente praticados, terão os efeitos descritos. O discípulo terá de, em certos espaços de tempo, permear inteiramente sua alma com o conteúdo dos exercícios; terá de, por assim dizer, preencher-se completamente com isso. Começa com algo simples, sobretudo o que seja adequado para aprofundar e interiorizar o sensato e racional pensar da cabeça. Destarte, esse pensar torna-se livre e independente de todas as impressões e experiências 56

Profile for aloysions

A iniciaçao rudolf steiner  

A iniciaçao rudolf steiner  

Profile for aloysions
Advertisement