Page 38

domínio” – eis uma das regras de ouro para o discípulo. O sábio aprende primeiro a conhecer as leis do Universo; seus desejos, então, vêm a ser forças que se realizam. Um exemplo nítido será abordado aqui. Certamente muitos desejam conhecer, a partir da própria percepção, algo relativo à sua vida antes do nascimento. Tal desejo será totalmente inútil e destituído de resultado enquanto essa pessoa não houver adquirido o conhecimento das leis, através do estudo científico-espiritual – em seu subtil e mais íntimo carácter – da essência do Eterno. Entretanto, havendo realmente adquirido esse conhecimento e querendo então progredir, ele o fará por meio de seu desejo enobrecido e purificado. Tampouco de nada adianta dizer: “Sim, desejo justamente observar minha vida precedente, e para essa finalidade pretendo estudar.” É preciso, muito mais, ser capaz de renunciar a esse desejo por completo, de eliminá-lo e, de imediato, estudar totalmente sem essa intenção. Será preciso desenvolver a alegria e a dedicação ao que se aprende, sem nutrir a referida intenção. Pois só dessa maneira se aprende ao mesmo tempo a cultivar o desejo adequado, de modo a acarretar sua realização. Se fico colérico ou me irrito, levanto uma barreira no mundo anímico ao meu redor, e as forças que deveriam desenvolver meus olhos anímicos não podem aproximar-se de mim. Se, por exemplo, alguma pessoa me irrita, envia uma corrente anímica para o mundo anímico. Não conseguirei ver essa corrente enquanto ainda for capaz de me irritar. Minha irritação me encobre. Também não devo acreditar que terei imediatamente uma manifestação anímica (astral) se não mais me irritar. Ora, para isso é necessário que primeiro se desenvolva em mim um olho anímico. Todavia, a disposição para tal olho está latente em cada ser humano, permanecendo porém inerte enquanto o indivíduo é capaz de se irritar. Também não surge imediatamente depois de se haver combatido um pouco o aborrecimento. Será, muito mais, preciso continuar combatendo a cólera e prosseguir com paciência; algum dia então se perceberá que esse olho anímico se desenvolveu. Aliás, não é somente a irritação que se deve combater com tal finalidade. Muitos ficarão impacientes e com dúvidas por haverem combatido, anos a fio, algumas particularidades da alma sem que sobreviesse a clarividência. Certamente desenvolveram algumas características e deixaram que outras tantas se alastrassem mais. O dom da clarividência só se apresenta quando estão reprimidas todas as características que impedem as respectivas faculdades latentes de virem à luz. Com efeito, rudimentos da visão (ou da audição) já aparecem antes; mas são plantinhas delicadas, facilmente sujeitas a toda espécie de enganos e que também facilmente morrem se não são contínua e cuidadosamente tratadas e cultivadas. Dentre as qualidades que devem ser combatidas tanto quanto cólera e irritação figuram pusilanimidade, superstição, preconceitos, vaidade e ambição, curiosidade e loquacidade desnecessária, as discriminações de pessoas segundo características externas de classe, sexo, raça, etc. Em nossa época, é difícil compreender que o combate a tais qualidades tenha algo a ver com a elevação da faculdade cognitiva. Mas todo cientista do oculto sabe que esta depende muito mais de tais coisas do que do aumento da inteligência e da prática de exercícios artificiais. Em especial, poderá facilmente surgir um mal-entendido se alguns acreditarem que se deva vir a ser audaz, já que se deve ser intrépido; que se deva refutar as diferenças das pessoas, já que se devem combater os preconceitos de classe, raça, etc. Aprende-se muito mais a conhecer correctamente quando não mais se está emaranhado em preconceitos. Já no sentido comum, é certo o facto de o medo de uma presença me impedir de julgá-la objectivamente, de o preconceito racial me impedir de olhar para dentro da alma de uma pessoa. Esse sentido comum o discípulo terá de desenvolver em si com grande subtileza e agudeza. 38

Profile for aloysions

A iniciaçao rudolf steiner  

A iniciaçao rudolf steiner  

Profile for aloysions
Advertisement