Page 33

facto de ele nem sempre ser capaz de julgar o iniciado correctamente. O que o último faz às vezes não é, de imediato, compreensível ao outro. Mas também isto, como foi mencionado, apenas se notará em casos excepcionais. Para quem alcançou o citado grau de iniciação existem, pois, deveres não determinados por nenhum impulso exterior. Ele não é impelido a essas coisas por condições exteriores, mas pelas medidas que lhe são reveladas na linguagem “oculta”. Agora terá de mostrar, por meio da segunda “prova”, ser capaz de agir – guiado por tal medida – tão segura e firmemente quanto um funcionário executa os deveres a que está obrigado. Para este fim, o candidato, por meio da disciplina oculta, sentir-se-á colocado frente a uma determinada tarefa. Deverá executar uma acção de acordo com percepções baseadas no que aprendeu nos graus da preparação e da iluminação. E o que terá de executar ele deverá reconhecer através da escrita caracterizada que assimilou. Se reconhecer sua tarefa e agir correctamente, terá passado pela prova. Reconhece-se o êxito na mudança produzida pela acção nas percepções vivenciadas qual figuras, cores e sons dos ouvidos e olhos espirituais. Nos progressos da disciplina do oculto indica-se nitidamente como essas figuras, etc. se parecerão e serão vivenciadas após a acção. E o candidato deverá saber de que forma produziu tal mudança. Denomina-se essa prova a “prova d’água” porque, ao actuar nesses planos superiores, falta ao indivíduo o apoio das condições externas, tal como lhe falta apoio ao mover-se na água cujo fundo ele não alcança. O processo terá de ser repetido tantas vezes quantas forem necessárias, até que o candidato adquira plena segurança. Também nessa prova trata-se da aquisição de uma qualidade; e, por meio das experiências no mundo superior, dentro de pouco tempo o indivíduo desenvolve essa qualidade num grau tão elevado que, no decurso normal da evolução, certamente teria de passar por muitas encarnações para atingi-lo. O que importa, em verdade, é o seguinte: a fim de causar a referida mudança no plano superior da existência, o candidato poderá meramente seguir aquilo que resulta da sua percepção superior e da leitura da escrita oculta. Se à sua acção ele entremeasse algo de seus anseios, opiniões, etc. ,se por um só instante deixasse de seguir as leis que reconheceu como sendo verdadeiras e seguisse seus impulsos, aconteceria algo totalmente diferente do que deve suceder. Neste caso, o candidato perderia imediatamente a direcção do alvo da acção, sobrevindo confusão. Por isso se oferece sobremaneira ao indivíduo a oportunidade de, através desta prova, desenvolver seu autodomínio. E é isto que importa. Novamente, esta prova será mais facilmente vencida por aqueles que, antes da iniciação, levaram uma vida que lhes tenha proporcionado a aquisição de autodomínio. Quem adquiriu a faculdade de seguir os elevados princípios e ideais com prejuízo dos caprichos e arbitrariedades pessoais, quem soube corresponder sempre ao dever, mesmo quando as inclinações e simpatias pretenderam desviá-lo desse dever, já é, inconscientemente, um iniciado em plena vida comum. E será preciso apenas algo insignificante para que ele vença a prova descrita. Convém até mesmo dizer que, via de regra, será inteiramente necessário ele já haver alcançado inconscientemente na vida um certo grau de iniciação, para vencer a segunda prova. Pois assim como para muitas pessoas que na juventude não aprenderam correctamente a escrever fica difícil recuperá-lo ao alcançarem a plena maturidade da vida, também será difícil desenvolver o necessário grau de autodomínio nas incursões aos mundos superiores se, anteriormente, não se houver adquirido, nesse particular, um certo grau na vida quotidiana. As coisas do mundo físico não se modificam, seja lá o que se deseje ou cobice e sejam quais forem nossas inclinações. Nos mundos superiores, no entanto, nossos desejos, cobiças e inclinações actuam sobre as coisas. Se aí quisermos actuar sobre as coisas de forma adequada, deveremos saber

33

Profile for aloysions

A iniciaçao rudolf steiner  

A iniciaçao rudolf steiner  

Profile for aloysions
Advertisement