Page 17

contemplação do eterno, do indestrutível cerne de seu ser. E somente através dela o ser humano poderá chegar a tal contemplação. A gnose, a ciência do oculto falam da eternidade desse cerne do ser, de sua reencarnação. Muitas vezes se pergunta por que o ser humano nada sabe de suas vivências situadas além do nascimento e da morte. Mas não é assim que se deveria formular a pergunta; esta deveria ser, muito mais: como se chega a tal conhecimento? Na meditação correcta se abre o caminho. Por ele é reactivada a recordação de vivências que se situam além do nascimento e da morte. Cada um pode adquirir esse conhecimento; em cada um jazem as faculdades para conhecer e ver, por si, o que ensinam a mística, a ciência espiritual, a Antroposofia e a gnose autênticas. Basta escolher os meios correctos. Somente um ser dotado de ouvidos e de olhos pode perceber sons e cores. Tampouco o olho poderá perceber coisa alguma na falta de luz que torne visíveis os objectos. Na ciência do oculto são fornecidos os meios para desenvolver os ouvidos e olhos espirituais e acender a luz espiritual. Pode-se designar como sendo de três graus os meios da disciplina espiritual: 1. A preparação. Desenvolve os sentidos espirituais. 2. A iluminação. Acende a luz espiritual. 3. A iniciação. Inaugura o relacionamento com entidades superiores do espírito. _____________________ 1

No último capítulo de meu livro Teosofia [S. Paulo, Editora Antroposófica, 5ª edição 1988], encontrase claramente descrita a "senda do conhecimento". Ali são dados pontos de vista práticos em pormenores.

OS GRAUS DA INICIAÇÃO As informações seguintes são elementos de uma disciplina espiritual cujo nome e natureza se evidenciarão a todo aquele que os empregar correctamente. Eles se referem aos três graus através dos quais a disciplina da vida espiritual conduz a certo nível da iniciação. Mas desse conteúdo se encontrará aqui somente o quanto pode ser dito publicamente. São alusões extraídas de uma doutrina ainda muito mais profunda e íntima. Na própria disciplina do oculto segue-se um roteiro bem determinado. Certos exercícios visam a levar a alma do ser humano a um relacionamento consciente com o mundo espiritual. Esses exercícios relacionam-se com o que será exposto mais adiante, mais ou menos como o ensino ministrado numa escola superior de regulamento severo, comparado com a instrução proporcionada numa escola preparatória. Mas a observação séria e perseverante daquilo que aqui se encontra indicado pode conduzir à verdadeira disciplina do oculto. É óbvio que um experimentar impaciente, sem sinceridade e perseverança, não poderá senão levar a absolutamente nada. O estudo do oculto só será coroado de êxito se primeiramente for observado o que já foi dito e se forem feitos avanços sobre essa base. Os graus indicados pela referida tradição são os três seguintes: 1. A preparação. 2. A iluminação. 3. A iniciação. Não é absolutamente necessário que essas três etapas sejam sucessivas no sentido de se ter passado completamente pela primeira antes de passar para a segunda e por esta antes de iniciar a terceira. Pode-se, relativamente a certas coisas, já estar partilhando da iluminação e até mesmo da iniciação, enquanto relativamente a outras ainda se está em fase de preparação. Todavia, ter-se-ia de despender um certo espaço de tempo na preparação antes de se poder iniciar uma iluminação. E, pelo menos com relação a alguns pontos, dever-se-á estar iluminado ao se fazer o começo da iniciação. Na descrição, porém, as três etapas terão de ser abordadas sequencialmente, por questão de simplicidade.

17

Profile for aloysions

A iniciaçao rudolf steiner  

A iniciaçao rudolf steiner  

Profile for aloysions
Advertisement