Page 16

elevado, mais real do que os objectos no espaço. Ele experimenta o facto de expressarse vida nesse mundo de pensamentos. Reconhece que nos pensamentos não apenas vivem meras imagens sombrias, mas que através deles lhe falam entidades ocultas. Algo começa, a partir do silêncio, a falar-lhe. Antes, só lhe ressoava através de seus ouvidos; agora, ressoa através de sua alma. Descortina-se uma língua interior - um verbo interior. O discípulo sente-se enlevado ao máximo quando, pela primeira vez, vivencia esse momento. Sobre todo o seu mundo exterior derrama-se uma luz interior. Uma segunda existência começa para ele. A corrente de um mundo divino, divinamente sublime, derrama-se através dele. Tal vida da alma em pensamentos, que cada vez mais se amplia para uma vida em essência espiritual, denomina-se na gnose, na ciência do oculto, meditação (reflexão contemplativa). Essa meditação é o meio para a cognição supra-sensorial. Mas o discípulo não deve, em tais momentos, entregar-se a um enlevo sentimental. Não deve ter sentimentos indefinidos em sua alma. Isto somente o impediria de alcançar o verdadeiro conhecimento espiritual. Claros, nítidos, precisos terão de formar-se seus pensamentos. Para tanto ele encontrará um esteio não se entregando cegamente aos pensamentos que lhe surgem. Ele deve, muito mais, permear-se com os pensamentos elevados que pessoas mais avançadas, já compenetradas pelo espírito, pensaram em tais momentos. O discípulo deve tomar como ponto de partida os textos que por si brotaram de tal revelação na meditação. Na literatura mística, na gnóstica, na científico-espiritual, encontrará tais textos. Aí se lhe apresentam os assuntos para sua meditação. Os próprios pesquisadores espirituais registraram pensamentos da ciência divina em tais textos; o Espírito, através de seus mensageiros, fê-los anunciar ao mundo. Tal meditação produz uma transformação completa no discípulo. Ele começa a formar ideias inteiramente novas sobre a realidade. Todas as coisas ganham um outro valor para ele. É preciso sempre repetir: tal transformação não fará com que o discípulo se torne alheio ao mundo. De forma alguma ele ficará alheio às suas responsabilidades quotidianas, pois aprenderá a verificar que a mais insignificante acção que tenha de executar, a mais insignificante experiência que se lhe apresente está em conexão com as grandes entidades do Cosmo e os acontecimentos do Universo. Uma vez que essa relação se lhe torne clara por seus momentos contemplativos, ele se entregará a seu campo de acção quotidiano com uma nova força mais poderosa. Pois agora sabe: seu trabalho, seu sofrimento cabem-lhe por motivos que tocam as grandes leis espirituais do Universo. Vigor para a vida - e não desleixo - brota da meditação. O discípulo atravessa a vida com passos mais firmes. Haja o que houver, manterse-á íntegro. Antes não sabia por que trabalhava, por que sofria; agora o sabe. Deve-se reconhecer que tal actividade de meditação conduz melhor ao objectivo quando executada sob a orientação de pessoas competentes, de pessoas que saibam, por si, como proceder em tudo da melhor maneira. Consideremos, portanto, o conselho, a orientação de tais pessoas. Com isto não se perde a liberdade. O que, de outra forma, só pode ser um andar inseguro, às apalpadelas, tornar-se-á, sob tal orientação, um trabalho preciso. Quem se preocupa por aqueles que possuem o saber e a experiência nesse rumo jamais baterá debalde às portas. Conscientiza-se, porém, de que buscará nada mais senão o conselho de um amigo, e não a prepotência de alguém que queira dominar. Sempre veremos que os que realmente sabem são os homens mais modestos, e que nada lhes é mais desinteressante do que o que as pessoas chamam de ânsia de poder. Quem se eleva, pela meditação, àquilo que une o ser humano ao espírito começa a vivificar em si o que nele é eterno, o que não é delimitado pelo nascimento e pela morte. Só podem duvidar de tal eterno os que não o vivenciaram por si próprios. Assim, a meditação é o caminho que conduzirá o ser humano também à cognição, à 16

Profile for aloysions

A iniciaçao rudolf steiner  

A iniciaçao rudolf steiner  

Profile for aloysions
Advertisement