Issuu on Google+


Modelo: Rafinha Fotos: Andre raittz


PixelArt apresenta

Editora responsável Daniela Carrara conteúdo Alessandro Carvalho Projeto gráfico, arte e diagramação Daniela Carrara (dandanhiphop@hotmail.com) Colaboradores de texto: Alessandro Carvalho, Antonieta Bastos, Marcos - Portal Tattoo, Joel Kesher, Andre Raittz Colaboradores de Fotografia: Maurício Santana, Paulo Fasanella, André Raittz, Marcos - Portal Tattoo, Natalie V, Ricardo Alemão, Anna Mendonça, Rafael Bassildo e Tony venda de anúncios: tattoodigital@gmail.com

Atenção!

Aos tatuadores que queiram mandar seus trabalhos para participar das próximas edições ou anunciar, o e-mail é: tattoodigital@gmail.com ou pelo site www.almanaquedigital.com.br As fotos devem conter os dados do estudio, nome do tatuador e estar em 300 dpi. www.fotolog.com/almanaquedigital www.twitter.com/tatuagemdigital www.myspace.com/almanaquedigital

Foto: Natalie V Modelo: Teneile Napoli


0hs 00 as 22:0 : 0 1 s a d : Evento s Horário do e os Musgo a fi a M s a il R$ 500,00 or e G s : s ta a e d is n a m B ca tatuagens, e d s io te r So co pagante li b ú p o goria a r pa o lugar na cate para o 1 0 0 , 0 0 0 . 1 R$ o evento na o 2o lugar a r a p melhor d ia r uina Girató e uma Máq or do Evento elh Roberto categoria M Art 11-4139-2158 ttoo Indians Ta


www.krimtattoo.com

N

asceu em Tallinn, Estônia em 21 de maio de 1963. Considera que sua carreira iniciou em 2002, pois foi nesta época que começou a fazer tatuagens constantemente. Seu interesse por tatuagens surgiu no exército, assim como muitos outros tatuadores da velha escola. Sem nenhuma formação acadêmica em artes Pavel aprendeu vendo outras pessoas desenhar. Para ele tatuagem é uma forma de arte em que parte de sua evolução depende do seu processo de aprendizagem e técnicas a serem aplicadas, justamente por isso sua busca pelo aprendizado sempre foi constante. Admite não conhecer muitos brasileiros que atuam na área da tatuagem, os poucos

que conhece é através de um site www.tattooartists.org como por exemplo Alexandre Dallier, e aponta que parte desse desconhecimento é justificado pela falta de informação da tatuagem brasileira nas mídias internacionais. Afirma que em seu país a maioria das pessoas que buscam tatuagem não se preocupam com a qualidade sempre visando o preço que melhor se encaixa no seu orçamento, o que ao seu modo de pensar é errado, pois grandes trabalhos necessitam de uma abordagem mais detalhada e os verdadeiros profissionais não podem banalizar seus trabalhos fazendo a qualquer preço. Se define como um profissional


versátil, pois atua em todos os estilos, apesar de confessar que tem preferência ao criar trabalhos realistas, já que acredita que esse tipo de trabalho é cheio de vida. Como dizem seus amigos constantemente, Pavel é casado com a tatuagem. Essa frase resume bem como ele a define em sua vida, pois ele mesmo afirma que não faz mais nada além de fazer tatuagem, mesmo ele tendo outras habilidades

artísticas e profissionais, dedica todo seu tempo única e exclusivamente para a tatuagem. E para finalizar Pavel deixa algumas palavras ditas por Michelle Delio “A tatuagem é algo que personaliza o corpo, um verdadeiro lar e templo que o espírito habita. É portanto uma forma de manter as necessidades espirituais e materiais do corpo em equilíbrio”.


Andrea (Doc) por Elisa infamilia_tattoo@libero.it

É

sábado à tarde e estou na loja e Andrea me pediu para fazer um texto sobre ele. Meu nome é Elisa e vou contar um pouco de quem é Andrea ou simplesmente Doc, como é conhecido pelos amigos. A história de Doc começou há 11 anos e foi precedida por uma infinidade de experiências: trabalhou como restaurador de igrejas, com aerógrafo, como pintor e até professor. Cada uma de suas experiências foi inconscientemente decisiva para iniciar-se no mundo da tatuagem. Doc começou na tatuagem produzindo scketches para outros artistas, soldando agulhas e assim por diante, até que teve a chance de produzir sua primeira tatuagem. Onze anos depois de sua primeira tatuagem e de ter


percorridos milhas e milhas por toda Europa, e ter se deparado com milhares de rostos felizes ao concluir seu trabalho na pele ele abriu seu próprio estúdio com o grande amigo Robby, o In Familia Tattoo Studio. Seu dia-a-dia é composto por trabalho, precisão, paixão e honestidade. Doc é definitivamente um grande artesão com as mãos e as calças sempre sujas de tinta!!!


Idade: 32 anos Tempo de Profissão:  Como profissional uns 6 anos, mas no total se considerarmos a aquisição da primeira máquina são 13 anos.

Thia go va d a p


i n a

Como foi o início da sua profissão? Não foi muito diferente dos outros tatuadores, a mesma história de começar em casa, com a diferença que foi no Japão, por acaso, porque eu tinha interesse em tatuagem mas não em me tornar um tatuador. Nesta época eu tinha bastante contato com o tatuador Cigano da Hepiderme e quando eu cheguei no Japão já tinha quatro tatuagens dele, e me lembro de quando ele me tatuava a impressão que tinha era que, o que ele fazia eu jamais poderia realizar. Foi então que eu conheci o tatuador Kaw, que já trabalhou no Brasil e hoje ainda está no Japão. Nesta época trabalhávamos em uma fábrica como quase todo brasileiro que vive por lá e ele tinha material de tatuagem, foi quando ele me pertguntou se eu não tinha interesse em aprender. A princípio achei loucura mas depois da primeira tatuagem que eu fiz (um tribal pequeno) nasceu uma paixão tão grande pela tatuagem, pelo desafio artístico que fez com que eu encontrasse meu caminho. Perdi muito tempo vivendo numa cidade do interior de Nagano onde demorei muito para começar a tatuar e conseguir informações sobre tatuagem, cometendo vários equívocos com materiais de muito baixa qualidade, mas pouco a pouco fui descobrindo o quanto amplo era este mundo!

Thia


Onde você tatuava aqui no Brasil? Depois de 6 anos tatuando nos finais de semana e trabalhando em uma fábrica no Japão, resolvi que já era hora de largar a fábrica e começar a dedicar me só a tatuagem. Comprei minha passagem e voltei para o Brasil com uma única intenção: trabalhar em um estudio de tatuagem. Trabalhei alguns meses no Tattoo Time e em seguida passei mais alguns meses no Frankstein Tattoo, e em menos de um ano abri uma loja, e um mês depois da abertura consegui o que eu mais desejava que era trabalhar em um estudio no Japão! A loja continuou funcionando por alguns meses aqui no Brasil mas depois de um certo tempo decidi fechá-la. Por que você decidiu ir morar no Japão? Minha ida para o Japão teve a mesma motivação da maioria dos que vão trabalhar na terra do sol nascente: fazer dinheiro em um curto espaço de tempo. Mero engano, as coisas não funcionavam tão bem assim. Para os que se privaram de viver bem, estes até conseguiram juntar algo mas para outros a história é sempre a mesma. Fui para ficar somente 2 anos e estou quase 13 anos no Japão. Como é sua vida lá? E sua rotina de trabalho. Daria para escrever um livro sobre as diferenças entre o Brasil e o Japão. No Japão vive se muito bem, as pessoas são educadas, as cidades limpas, o povo muito mais honesto, mas nem tudo é um mar de rosas, como toda cultura eles tem diferenças gritantes que as vezes geram conflitos com as nossas. A rotina de trabalho é bem diferente, geralmente temos folgas durante a semana e trabalhamos 6 dias, sábado e domingo são dias normais de trabalho para grande parte dos estudios e geralmente os horários são do meio dia as oito. Há algumas exceções para os que abrem as 10 da manhã e fecham 10 da noite e os horários geralmente são respeitados à rigor, com hora marcada e depósito pago.


O que você costuma fazer quando não está trabalhando?  Como passo a maior parte da semana no estudio acabo não fazendo muita coisa. No meu único dia de folga, faço coisas corriqueiras de um típico dia em casa, saio as vezes com os amigos. Nesta parte sinto falta do Brasil, quando venho para cá em um mês me divirto mais do que um ano no Japão. (risos) Onde você tatua? Trabalho em um estudio que está localizado na cidade de Yokohama, no estado de Kanagawa que deve estar uns 40km de Tóquio, o estudio se chama Fanatic Tattoo. Como foi a adaptação e como você lidou com essa mudança? Não tive muitos problemas com adaptação. Exceto pela comida que até hoje não me cai bem, mas existem alternativas. Eu acredito que é muito mais difícil para um japonês se adaptar no Brasil do que um

brasileiro se adaptar no Japão. Depois de quase 13 anos vivendo fora quando venho ao Brasil me assusta a falta de educação do nosso povo, a sujeira das cidades e principalmente, como somos roubados em tudo e seguimos calados. Isso tudo é muito diferente por lá. Como é a aceitação dos tatuadores brasileiros por lá? Quando o cara é bom a aceitação é mera consequência. Mauricio Teodoro é um cara que se fez conhecer pelo excelente trabalho que realiza ao longo de sua carreira, qualquer estudio no Japão deve ter ao menos um flash do Mauricio, talvez muito dos novos tatuadores não o conheça, mas os antigos todos sabem que é. O Cristian Arae que está no Brasil agora, também foi e é um ícone para muita gente, existem outros tatuadores brasileiros, e a aceitação de todos eles está ligada diretamente a evolução de seus trabalhos. E as convenções? Quais são as diferenças para as do Brasil? As convenções são geralmente


pequenas, muitas vezes realizadas em discotecas e não comportam mais do que 50 tatuadores. Já houve grandes eventos, com bastante gente de fora, mas no geral são pequenas, parecendo mais uma festa. Quais são os tatuadores que você segue como referência? Antes mesmo de começar a tatuar eu sempre tive uma queda enorme por realismo, parte disso foi influência dos trabalhos que eu via o Cigano fazer, recentemente fiz uma tatuagem com o Danylo Stefan, seu trabalho é fantástico!!! Fora do país tem muita gente, desde Bob Tyrrel a Nikko Hurtado ou de Robert Hernandez a Mike Devries, são inúmeros, e na verdade não os tenho como referência, aprecio o trabalho deles, pois cada um desenvolve sua técnica baseado no conhecimento que vai adquirindo com sua vontade de aprender. Referências mesmo são as fotos. O que mais você adquiriu como experiência nessa mudança para o Japão? É um tema difícil... Acredito que me tornei muito mais educado e honesto neste tempo, numa comparação direta entre os dois países existe um abismo cultural, mas o que me incomoda demais é a desonestidade que corre solta no Brasil. A falta de informação e a mania de querer sempre o mais barato dos clientes brasileiros assusta. O tatuador fica entre o abuso dos preços de materiais e a falta de cultura de um povo que ainda não aprendeu que o barato sai caro!!! “Tio, quanto é que tá a tattoo ai!?” Típica frase que se houve no Brasil. Pretende voltar a morar no Brasil? Apesar dos pesares, sim! É meu país, minha família está aqui, e mesmo com tudo que tem de bom lá, quando estou aqui me sinto mais feliz! E quanto ao trabalho, o mercado para o realismo está engatinhando ainda por lá, gosto de outros estilos também, mas sinto falta de fazer mais realismo.


por

Paulo Frade

Para conhecer mais sobre o artista acesse: www.paulofrade.com.br

A Pintura a Óleo

A pintura a óleo é uma técnica artística que se utiliza de tintas a óleo aplicadas com pincéis, espátulas, ou outros meios, sobre telas de tecido, superfícies de madeira ou outros materiais. A popularidade da pintura a óleo atribui-se à extraordinária versatilidade que oferece ao artista conferindo magníficos resultados nas técnicas tradicionais (como a mistura cromática e o brilho) e excelente e consistente qualidade. Conforme já vimos, uma larga variedade de médios está, entre muitos factores, avaliada a alterar certas caraterísticas das tintas de óleo como a consistência, a textura, o lustro/brilho e uma taxa de secura/fixação. O suporte da obra neste caso é a tela, que pode ser feita de linho cru, lona ou de outras fibras. Para misturar as cores, os tons desejados, utiliza-se uma paleta de madeira.


Antigamente os grandes mestres faziam suas próprias tintas, misturando-se pigmento ao médium (nesse caso, óleo de linhaça). Em Abril de 2008, em Bamiyan, no Afeganistão, arqueólogos descobriram e dataram no século VII as mais antigas pinturas a óleo. A ideia de que a pintura a óleo foi

Luz e Sombra

Se observarmos as obras dos grandes mestres da pintura, poderemos constatar grandes contrastes entre luz e sombra. A luz era geralmente disposta lateralmente e vinda de cima, dessa maneira era possível iluminar o modelo de um lado, e provocar sombras profundas do outro. Veja um exemplo ao lado, em minha obra intitulada: Old Woman II

Entendendo a Iluminação

Como veremos na figura abaixo, temos 5 tons principais em uma iluminação, são eles: Sombra, meio tom, luz, luz mais alta e reflexo. Devemos aguçar a nossa percepção para que possamos enxergar essa sequência de tons nos objetos e figura. São eles que causam a sensação de volume nos objetos. Esse princípio é o principal fundamento do realismo. Procure observar os objetos e analisar a sequência tonal dos mesmos. É impossível criar volumes “reais”, sem levar em conta esses ensinamentos.

inventada na Europa foi sacudida e a descoberta só foi possível após a acto de vandalismo de destruição dos Budas de Bamiyan em 2001. Mas, com certeza, a pintura a óleo foi amplamente difundida no século XV, pelos dois irmãos Van Eyck. Confira abaixo: Casal Arnolfini - pintado por JanVan Eyck -1434


A Pixel Art Book

orgulhosamente apresenta mais um lançamento da Série Tatuadores.

Maurício Bastos

PRÉ VENDA

Para adquirir o seu basta entrar em contato no e-mail tattoodigital@gmail.com e fazer sua reserva


Girls Girls

Girls

Esta é uma sessão dedicada especialmente às mulheres, que a cada dia estão fazendo mais e melhor na cena da tatuagem. Nesta edição: Ivana (Eslováquia), Katerina Volkova (Rússia), Miss Arianna (Itália), Kelly (Brasil) Apreciem!

Ivana - Eslováquia


Girls Girls

Girls


Girls Girls

Girls


Girls Girls

Girls

Katerina Volkova RĂşssia


Girls Girls

Girls


Girls Girls

Girls


Girls Girls

Girls

Miss Arianna Itรกlia


Girls Girls

Girls


Girls Girls

Girls


Girls Girls

Girls

Kelly - Brasil

attoo T o s Gan


Girls Girls

Girls


Wiliam

Nascimento T

atuador desde 2002, atualmente Wiliam exerce sua profissão em três estudios: Wiliam Tattoo, Me Gusta Tattoo e Don Rodrigues Tattoo, fazendo no mínimo três trabalhos por dia. Ficou muito feliz de receber o convite do André Rodrigues para trabalhar no Estudio Don Rodrigues, pois já conhecia o André há um bom tempo e também já estudava no Lado B Studio (escola de desenho anexo ao Estudio Don Rodrigues). Seu estilo favorito é o Realismo, pois gosta de reproduzir pin-ups, fotografias, flores, animais e objetos, mas é enfático ao afirmar que admira todos os estilos da tatuagem. Suas referências sempre são de fotos encontradas em livros e pela internet. Sempre que vai tatuar busca uma melhor fotografia, pois assim os volumes, luzes, sombras e detalhes estão sempre no lugar certo obtendo sempre um melhor resultado. Acredita que as cores facilitam a execução da tatuagem pois diminui as misturas entre elas, não utilizando diluentes em seus trabalhos coloridos, para atingir cores mais sólidas, utilizando sempre as tintas Electric Ink em seus trabalhos. Tem adoração em reproduzir pin-


e

ag tattoo • o r a lo p marce asil Sp • br


saddam tattoo sp • brasil


ups, em especial as do Gil Elvigren, pelos temas diversos, sensualidade, luzes e sombras perfeitas. Apesar de trabalhar com maestria tanto no colorido quanto no preto&cinza, confessa achar mais complicado trabalhar com o colorido pois além de observar os volumes também é necessário atenção nas cores para se obter os volumes, mas, segun-

do Wiliam, nenhuma das duas técnicas são fáceis, e estudar no Lado B estudio tem lhe ajudado em seu aprimoramento de suas técnicas. E em particular em seu aprendizado cita alguns nomes que são importantes no seu processo de evolução: André Rodrigues, Aleks Punk, Canela, Cigano, Nikko Hurtado, Shige, Gil Elvigren, entre outros.


Contatos: Wiliam.tattoo@hotmail.com.br Studios: Wiliam Tattoo (Arujá SP) 11-4653-5861 Me Gusta Tattoo (Santa Isabel SP) 11-4657-8283 Don Rodrigues Tattoo (Paraíso SP) 11-3051-3806


Teneile Na H á quase 06 anos atuando como tatuadora, Teneile não imaginava que um dia iria se tornar uma artista da pele. Tatuadora dessa nova safra de novos profissionais acredita que essa geração é inspiradora e a faz evoluir a cada dia. Natural da Austrália considera que a tatuagem em seu país é crescente e há grandes artistas em sua terra natal. Conhece alguns tatuadores brasileiros e admira o trabalho de alguns entre eles Ganso Galvão, e tem como artistas favoritos Victor Portugal, Nikko Hurtado, Paul Booth, entre outros com estilos únicos. Teneile divide seu tempo com os compromissos da tatuagem, gerenciando seu estúdio e cuidando de seus 2 filhos. E para todos os leitores do Almanaque Digital de Tatuagem ela deixa um convite: “A todos que estejam interessados em vir à Austrália não se assustem porque a equipe GarageInk está à disposição para acolher a todos os visitantes.” Garageink@live.com www.garageink.com.au Facebook: Teneile Napoli http://www.facebook.com/profile.php?id=539960379#!/pages/TeneileNapoli/157377724299485 my fan page


apoli


Fotos: Angelo Pastorello


J

oão Francisco, vulgo Tatu, nascido em 1990 em Igaraçu do Tietê, interior de São Paulo, desde a adolescência envolvido no meio da arte corporal, fez seu primeiro piercing aos 15 anos e está na profissão a 5 anos. Envolveu-se com a prática em 2002 na escola em que estudava: “na época tinha um amigo que começou a fazer perfurações daí comecei a admirar a arte”. No início de 2006 foi convidado por um amigo a começar a fazer perfurações no estúdio em que tatua na cidade de Barra Boni-

ta. Em julho de 2010 decidiu fazer um workshop de perfuração corporal básico e avançado mestrado por Ronaldo Sampaio (piercer Snoopy). Em outubro do mesmo ano saiu do estúdio de Barra Bonita e foi morar na cidade de Bauru. Então conheceu os tatuadores Marcelo e Gordo, proprietários do estúdio Tattoo Age Clinic, onde ingressou na equipe no dia 4 de fevereiro de 2011. Referências: Ronaldo Sampaio (Piercer Snoopy), Andre Meyer, Steve Haworth, Fakir Musafar, entre outros. www.tattooageclinic.com.br


Alex de pase - itália

A

kemi foi criada pelos avós em tradições e costumes japoneses, numa pequena cidade do interior paulista (São Joaquim da Barra) e apesar da vida simples na fazenda, sempre teve muitos livros, principalmente de arte. Desde cedo gostava muito de pintura e sempre tentava reproduzir suas obras favoritas de artistas como Bosch, Henry Rousseau entre outros. Tornou-se independente aos 16 anos quando saiu de casa para trabalhar em Ribeirão Preto onde teve o seu primeiro contato com a galera da tattoo; Márcio, David, Paulo e Lika da Madline Tattoo que

Andy Barret - E


EUA

ramone - radha tattoo - brasil


Christian tibiriรงa - litoral tattoo - sp - brasi


il

Andy Engel - Alemanha


Ganso - RJ - Brasil

Ganso - RJ - Br


rasil

Andy Engel - Alemanha


mafezoli - sp - brasil

åtila - led´s


s tattoo - sp - brasil

åtila - led´s tattoo - sp - brasil


Bruno vidal - taipan tattoo - rj - brasil


Bruno vidal - taipan tattoo - rj - brasil

Bruno vidal - taipan tattoo - rj - brasil


Relic Tattoo www.facebook.com/relictattoo www.timorthtattoos.com Axis Irons www.axisirons.com

Tim Orth


T

im Orth tatua há 15 anos. Envolvido com arte durante toda sua vida, começou desde pequeno, quando tinha 05 ou 06 anos onde já tinha aulas de arte na escola e com professores particulares. Ressalta a sorte de ter tido pais sempre envolvidos com sua educação desde de bem pequeno e ao perceberem sua capacidade para desenhar o direcionaram para o caminho certo. Ao terminar o colegial teve uma oportunidade como aprendiz, penhorou todas suas coisas e se mudou para Minneápolis em busca deste aprendizado, desde então está envolvido com o mundo da tatuagem. Acredita que a nova geração tem muita informação e com os avanços da indústria facilitam a evolução apesar de que criam-se profissionais de habilidade crua, sem os verdadeiros fundamentos que o profissional deve ter. E o pouco tempo de conhecimento faz com que esses novos tatuadores tenham pouca compreensão da indústria da tatuagem e fiquem frustrados quando não são correspondidos como esperavam. Tudo isso somado gera um desequilíbrio que com o tempo deverá voltar ao seu eixo natural. Nos EUA em particular ele considera a tatuagem um mercado muito competitivo, tendo um grande fluxo de artistas, devido à grande exposição na mídia ao longo dos últimos anos. Por não existir um método para regularizar a indústria interna, a situação ficou fora de controle, mas apesar disso Tim afirma que a tatuagem nos EUA é fantástica com muitas pessoas talentosas que fica impossível não se inspirar com tal cenário artístico.


Além de tatuar Tim também produz máquinas de tatuagens há cerca de 03 anos, o que lhe faz ser criativo em uma outra área que o exercício da tatuagem não lhe permite. E para terminar ele deixa uma mensagem em forma de apelo:

“Permitam que a tatu ARTE. Que ela seja ma criador. Que possa che tal como qualquer ou arte. Permita que haj Simplesmente ARTE.”


uagem seja apenas ais que seu egar as massas, utra forma de ja paixão na arte. �


Mais uma vez inovando no mercado, a Led´s Tattoo traz uma novidade para você: uma alternativa para o clareamento ou remoção de suas tatuagens. O laser SOFTLIGHT. Essa é uma nova etapa para quem antes achava que tatuagens sem qualidade era um caminho sem volta. Atualmente, a remoção de tatuagens com o uso do laser consegue resultados extremamente satisfatórios, com apenas algumas sessões. É um processo não agressivo, não invasivo e não requer anestesia. O laser SOFTLIGHT trabalha com um nível de energia seguro e eficaz, obtendo assim resultados extraordinários e duradouros. Com mais de 400.000 tratamentos realizados, e aprovados pelo FDA americano desde 1995, é a mais avançada e segura tecnologia a laser para remoção de tatuagens, remoção de pêlos, peeling e tratamento de acne.

Venha nos fazer uma visita!

Orçamento grátis!


www.gaiatattoo.com.br contato@gaiatattoo.com.br


Meu nome é Thiago Gomes, sou tatuador desde 1996 tenho influências de artistas, tatuadores e desenhistas da época, trabalho no estúdio OSIRUS TATTOO que fica em Belo Horizonte (MG). Trabalhamos com materiais descartáveis e esterilizados de acordo com as normas da vigilância sanitária (Anvisa).


Lucas Pessoa - RS - Brasil

Robson - S

C - Brasil


Nori - Jap達o

Ticano - ES - Brasil


lucas


robson


NorI


ticano


bruno vieira - eterno enigma - rj - brasil


fernando souza - sp - brasil


fernando souza - sp - brasil


mordenti - sp - brasil

monkey tattoo


åtila - led´s tattoo - sp - brasil


catharina chang - buntmacher tattoo


ramone - radha tattoo - rj - brasil


Grzegorz Prykas - pol么nia


Grzegorz Prykas - pol么nia

paulinho tatuador - sp - brasil


l

marcelinho - psicodelic tattoo - sp - brasil


bruno vi dal rj • bras il

fabrĂ­cio tattoo arte - es - brasil


ramone - radha tattoo - rj - brasil


paulinho tatuador - sp - brasil

wardem - souless t


tattoo - mg - brasil

marcelinho tattoo art - pr - brasil


felipe gasparino - vertigo tattoo - sp - brasil


paulo cequinel

nĂŠlio tatt


too

lĂŠo neguin


bruno vidal - taipan tattoo - rj - brasil


bruno vidal - taipan tattoo - rj - brasil


O Mapa da

Midia U

m evento de skate diferente foi proposto na cidade de São Caetano do Sul. Através de um campeonato de manobras de solo seus finalistas tiveram como prêmio alguns mapas que indicavam alguns locais para se andar de skate na cidade, e nesses locais a possibilidade de uma sessão de fotos com alguns fotógrafos (que também tiveram a oportunidade de publicar seus trabalhos) para algumas mídias que se uniram e deram como recompensa aos participantes a possibilidade de imortalizar suas manobras.


Vitor Foto: Ricardo Alem達o Manobra: Grind


O Almanaque Digital de Tatuagem está presente neste grupo de mídias que abriram espaço editorial para mostrar um pouco desses novos talentos do skate que despontam na região. Os skatistas Alex “PitBull”, Alexandre Calado “Testa”, Alexandre Grecco “Nicolau”, Nathaniel Pereira, Rafael Moreira “Gordo”, Ricardo Heidi “Dinho”, Félix e Victor Cardoso foram os skatistas que conseguiram os mapas e participaram deste projeto além dos fotógrafos Rafael Bassildo, Ricardo Alemão, Tony e Anna Mendonça. Todos com o mesmo propósito, de divulgar seus nomes, sem recompensas financeiras, apenas para mostrar seus trabalhos.

Felix Foto: Ricardo Alemão Manobra: Noseslide

Agradecimentos: Darlan - Secretaria de Cultura de São Caetano do Sul, Márcio Satoshi Standwear Skateshop, Sandro - ElPub e Cubanos Bar. Produção: Prodecks serie Diamond Fotos: Ana Mendonça, Tony, Ricardo Alemão e Rafael Bassildo


Nicolau Foto: Ana Medonรงa Manobra: BS Foot Plant

Nicolau Foto: Ricado Alemรฃo Manobra: Croocked



Almanaque Digital de Tatuagem 22