Issuu on Google+

#0 - DEZEMBRO - R$7,90

go T U R I S M O E H OT E L A R I A

PARAÍSOS

ARQUITETÔNICOS


Sempre tive medo de viajar. Como era noite, ficou difícil ler Nunca aprendi direito. Em uma um livro, uma revista. Era quase noite de sexta-feira, tomado pelo meia-noite quando, finalmente, tédio e insônia, deixei a fobia naficou rodoviária deum Brotas. a revista. Sempre tive medo de água. Nunca aprendi erapisei noite, difícil ler livro,Até uma decidideque era hora de Broto D’água, foi uma boa a nadar direito.de Emlado umae noite sexta-feira, Erapousada quase meia-noite quando, finalmente, pisei conhecer Brotas (245 km da capital) caminhada, com mochila nas costas, tomado pelo tédio e insônia, deixei a fobia de na rodoviária de Brotas. Até a pousada Broto e descer o rio Pepira em um D’água, em ruas desertas. lado e decidi que era hora deJacaré conhecer Brotas foi uma boa caminhada, com mochila boteeinflável, norio meu primeiro Na pousada, que estar (245 km da capital) descer o Jacaré Pepirae nas costas, em ruaspercebi desertas. emocionante rafting. sozinho em Brotas era uma situação em um bote inflável, no meu primeiro e emocioNa pousada, percebi que estar sozinho em Lição do rafting: sincronizar incomum. O situação normal éincomum. ver famílias nante rafting. Brotas era uma O ou normal é ações e seguir o rumo do rio. grupos de amigos. Na madrugada, Lição do rafting: sincronizar ações e seguir o ver famílias ou grupos de amigos. Na madrugaSozinho, a estação rumo do rio. Sozinho, fuifui atéaté a estação dada Barra da,comecei comeceiaaentrar entrarno noclima climada dacidade, cidade, ouvinFunda (empresa e peguei um ônibus do ouvindo o de barulho de de insetos, Funda e pegueiBarra um ônibus Expresso o barulho insetos, aves ede sapos. Ven(empresa Expresso de Prata: 0/ aves e sapos. Vencido pelo cansaço de Prata: 0/xx/11/3392-7373), após uma pescido pelo cansaço da viagem, o insone dormiu. uma da viagem, dormiu. quisa no site daxx/11/3392-7373), administradora doapós terminal Pela manhã,ooinsone destino era a sede da Vaca pesquisa no site da administradora Pela manhã, o destino a sede rodoviário. São quatro horas de viagem, parando Náutica, no centro, uma das era diversas empresas do terminal rodoviário. São quatro de da Vaca Náutica, no centro, uma dasem um em Jundiaí, Campinas e Itirapina. ecoturismo na região. Fui colocado horas de viagem, parando diversas empresas de ecoturismo No início, nem percebi que o ônibus iriaem grupo de turistas e recebi instruções.na O guia Jundiaí, Campinas e Itirapina. região. Fui colocado em um grupo demorar quatro horas para percorrer só 245 km. questionou se todo mundo ali sabia nadar. EnNoas início, nem paradas. percebi que o de turistasfiquei e recebi O O tédio crescia com irritantes Como vergonhado, eminstruções. silêncio e sorri. ônibus iria demorar quatro horas guia questionou se todo mundo ali para percorrer só 245 km. O tédio sabia nadar. Envergonhado, fiquei crescia com as irritantes paradas. em silêncio e sorri.

Luis Fernando Veríssimo Sérgio Ripardo. Especial para a GO.


go

cartas

TURISMO E HOTELARIA

#0 - DEZEMBRO EDITOR CHEFE Allan Fernando

REPÓRTERES Joaquim Barbosa Andressa Cristina Carlos Henrique Soledad Solimões Henrique Guimarães DIAGRAMAÇÃO Allan Barbosa Osvaldo Cruz EDIÇÃO DE ARTE Obama Saddam TIRAGEM 200.000 exemplares

Parabéns pela revista. Realmente, está de encher os olhos. A matéria sobre os paraísos arquitetônicos é fascinante. Mais uma vez, parabéns. Mario Benedito Sales

Através dos conceitos contemporâneos, explorado pelo advento de uma teoria fundamentada na razão e no quantitativo e qualitativo através do qual diríamos que o belo é realmente belo, dou a indicação de que a diagramação neste exemplar encontrado, visível pela íris humana sob a qual nos fornece preciosidades inexoráveis, bem como a luz natural, com uma coloração quase divina, indico boas sensações. Roberto DellaSsanta

Esta publicação pertence ao grupo de comunicação

O IMPARCIAL

go

Escreva para a opiniao@go.com.br


oi


sumário entrevista 8

O novo ministro do Turismo concede entrevista exclusiva a Go

saiba mais 9

O saiba mais traz mais informações da capital pernambucana

especial 10 Paraísos arquitetônicos é o tema de nossa reportagem de capa

opinião 22 Carlos Jorge comenta sobre o prazer de viajar


23 guia de viagem Conheça a história de Maria, que teve dois carros roubados e também todos seus documentos

26 clique

Comemorando o 75 anos da cidade, um ensaio fotográfico de Londrina.

30 serviço Os melhores pacotes de viagens e hoteis estão aqui


entrevista

TEXTO CARLOS HENRIQUE FOTOS DIVULGAÇÃO

“Estamos bem” O novo Ministro do Turismo abre o jogo em entrevista exclusiva para a GO Quais são os principais gargalos do turismo brasileiro? Quais as principais estratégias para atrair turistas para o Brasil? Ministro Luiz Barretto: Eu digo que o turismo tem desafios. O maior desafio era deixar de ser sinônimo de excursões ou de viagens a lugares exóticos e passar a ser reconhecido como atividade econômica, geradora de empregos e de renda. Em 2003, o Presidente Lula criou o Ministério do Turismo e o setor deixou de ser apêndice de outro ministério. Além disso, o presidente criou uma política para o setor definida no Plano Nacional de Turismo que já está na segunda edição e, agora, com a Lei Geral do Turismo - sancionada pelo Presidente em setembro -, terá que ser revisto a cada quatro anos, independente de quem esteja à frente do ministério. Com essa estruturação institucional, o tur O que o Ministério do Turismo considera como prioridade para incrementar o fluxo do turismo internacional no Brasil? O câmbio tem prejudicado o turismo interno? Barretto: Para nós é importante desenvolver o trabalho de promoção do Brasil de acordo com o perfil de cada mercado. Temos feito assim e tem dado certo. Por exemplo, as ações desenvolvidas no Japão não são iguais às que são feitas na Alemanha. De que forma acontecimentos negativos na área da segurança, como o recente seqüestro do conselheiro da Embaixada do Vietnã no Brasil e de três turistas chineses prejudicam a imagem do Brasil no exterior? Barretto: São acontecimentos pontuais, que podem surgir em outros lugares do mundo. O mercado não detecta prejuízos por conta disso. E lá fora não há essa imagem de um Brasil de violência. O que mais atrai o estrangeiro para cá é a alegria e o jeito de ser do brasileiro. Somos um povo que sabe acolher. O mercado não detecta prejuízos por conta disso. E lá fora não há essa imagem de um Brasil de violência. O que mais atrai o estrangeiro para cá é a alegria e o jeito de ser do brasileiro. O mercado não detecta prejuízos por conta disso.

go

08

go


saiba mais

Destino:

Recife

Toda a beleza da capital pernambucana TEXTO HENRIQUE GUIMARÃES FOTOS PREFEITURA DE RECIFE

O turista ao chegar no Recife, vindo de avião, terá a disposição junto ao Aeroporto Internacional do Recife, um posto de informações turísticas, onde será atendido para tirar suas duvidas e obter as informações necessárias sobre a turística cidade litorânea do Recife. São mapas turísticos da cidade, material grafico de folders, folhetos de hotéis pousadas, flats, albergues, locadoras de carros, agencia de viagem e turismo shoppings da cidade, restaurantes, roteiros turísticos, diversas informações para poder aproveitar bem a sua estadia utilizando os serviços das empresas do setor turístico. Ao viajar para o seu destino turístico o litoral de Pernambuco, na cidade capital do estado, junto a cidade do Recife, o turista também encontrará postos de informações turísticas, com assessoria de profissionais habilitados, estagiários do curso de turismo do Recife, com qualificação e competência para descrever a cidade aos seus visitantes, atendendo as solicitações, quanto aos serviços do setor hoteleiro, gastronômico, e demais atividades

turísticas já citados acima para tornar a estadia do turista de bom agrado, junto a seu hotel, aos seus passeios, diversões, conhecendo a cidade através de um city tour, com roteiros turísticos próprios e bem definidos. Também encontrará junto a casa de cultura da cidade, outro posto de informações turísticas, que faz parte dos roteiros turísticos, e a preocupação e compromisso da cidade com seus visitantes de deixa-los bem informados sobre os pontos turísticos, as atrações turísticas, e os serviços e atividades do setor turísticos, no que tem a oferecer a seu visitantes. São mapas turísticos da cidade, material gráfico de folders, folhetos de hotéis pousadas, flats, albergues, locadoras de carros, agencia de viagem e turismo shoppings da cidade, restaurantes, roteiros turísticos, diversas informações para poder aproveitar bem a sua estadia utilizando os serviços das empresas do setor turístico. Ao viajar para o seu destino turístico o litoral de Pernambuco, na cidade capital do estado, junto a cidade do Recifeo turista também.

Recife é maravilhoso, inquestionavelmente

go

go

09


especial

TEXTO E FOTOS SOLEDAD SOLIMÕES


ARQUITETテ年ICOS


especial

Paraísos arquitetônicos estão por todos os lugaress. Construões imponentes, mostrando a grandiosidade e toda a capacidade humana. Facilmente conseguimos

12

go


acompanhar nossa própria evolução. Mas são necessárias muito mais que palavras para descrever nossas conquistas arquitetônicas. São necessárias imagens.

go

13


especial A Torre Eiffel é uma torre treliça de ferro do século XIX localizada no Champ de Mars, em Paris, que se tornou um ícone mundial da França e uma das estruturas mais reconhecidas no mundo. A Torre Eiffel, que é o edifício mais alto de Paris,[1] é o monumento pago mais visitado do mundo, milhões de pessoas sobem na torre a cada ano. Nomeada após seu projetista, o engenheiro Gustave Eiffel, a torre foi construída como o arco de entrada da Exposição Universal de 1889. A torre possui 324 metros de altura. Foi a estrutura mais alta do mundo desde a sua conclusão até 1930, quando perdeu o posto para o Chrysler Building, em Nova York, Estados Unidos. Não incluindo as antenas de transmissão, a Torre é a segunda estrutura mais alta da França, atrás apenas do Viaduto de Millau, concluído em 2004. A Torre Eiffel é uma estrutura de aço e pesa cerca de 10.000 toneladas, possui uma densidade relativamente baixa, pesando menos de um cilindro de ar ocupando as mesmas dimensões da torre. A torre tem três níveis para os visitantes. Os ingressos podem ser adquiridos nas escadas ou elevadores do primeiro e do segundo nível. A caminhada para o primeiro nível é superior a 300 passos. O terceiro e mais alto nível só é acessível por elevador. O primeiro e o segundos nível possuem restaurantes. A torre tornou-se o símbolo mais proeminente de Paris e da França. A torre é uma parte do cenário caracterizado em dezenas de filmes que se passam em Paris. Seu estatuto de ícone é tão determinado que ainda serve como um símbolo para toda a nação da França, como quando ela foi usada como o logotipo da candidatura francesa para sediar os Jogos Olímpicos de Verão de 1992.

14

go


Torre Eiffel depois de pronta: monumento hist贸rico

go

15


especial

A Torre de Greendeland levou mais de 5 anos para ficar pronta

16

go


Com lançamento previsto para esta semana, o livro Patrimônio Construído (Capivara; 460 páginas; 143 reais) faz, pelo leigo interessado em arquitetura brasileira, o mesmo que algumas antologias de contos e poesia têm feito por quem busca se inteirar sobre os clássicos da literatura: reúne, num só volume, o essencial da matéria. Numa seleção realizada por seis estudiosos, ele traz os 100 edifícios mais belos do país, dentre os 1 500 tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A edição contém três ensaios que situam o leitor no assunto. Um deles explica, por exemplo, como a política de preservação dos prédios históricos estabelecida pelo governo Vargas, nos anos 30, foi norteada pelos ideais estéticos dos modernistas. Mas o principal atrativo do livro é mesmo seu visual. As cerca de 500 imagens de Cristiano Mascaro, um dos mais destacados fotógrafos brasileiros e especialista nesse tipo de trabalho, captam a riqueza arquitetônica nacional por ângulos inusitados.

Nos anos 30, foi norteada pelos ideais estéticos dos modernistas. Mas o principal atrativo do livro é mesmo seu visual O Faro Castle é considerado um dos mais revolucionários de seu tempo

go

17


especial Como valorizavam a arquitetura barroca das igrejas mineiras do século XVIII, os modernistas fizeram com que fosse dada prioridade à preservação desses edifícios. Em seguida, protegeram os neoclássicos e, é claro, as próprias criações do movimento, como a Igreja da Pampulha, em Belo Horizonte. Quanto às construções em estilos que desprezavam, como o art nouveau e o art déco, não se importavam que desaparecessem. “Os modernos transformaram-se em árbitros da sacralização dos bens brasileiros, determinando o que poderia ser descartado e o que deveria ser preservado para a posteridade”, nota o especialista Lauro Cavalcanti, num dos ensaios de Patrimônio Construído., valorizavam a arquitetura barroca das igrejas mineiras do século XVIII, os modernistas fizeram com que fosse dada prioridade à preservação .

A prova definitiva de que o estilo gótico está mais vivo do que nunca

18

go

Arquitetura em moldura de vidro tornouse referência no continente asiático


Mas o principal atrativo do livro é mesmo seu visual. As cerca de 500 imagens de Cristiano Mascaro, um dos mais destacados fotógrafos brasileiros e especialista nesse tipo de trabalho, captam a riqueza arquitetônica nacional por ângulos inusitados. Para produzir as imagens de Patrimônio Construído, Mascaro percorreu vinte Estados ao longo de cinco meses. No total, calcula que fez quase 10.000 fotos. O diferencial do livro é possuir uma visão autoral. Em nenhum momento, o fotógrafo cede ao lugarcomum de registrar fachadas com aquele ar de cartão-postal. Em vez disso, vai atrás de enquadramentos inesperados e detalhes que passam despercebidos à primeira vista, dos entalhes à textura das paredes. Ou seja: transmite um pouco da sensação de examinar a estrutura e a cenografia desses prédios. Um exemplo é a parte do livro dedicada à Igreja da Ordem Terceira de Nossa Senhora do Carmo, localizada na cidade baiana de Cachoeira e datada de 1700.

go

19


go especial

Obras arquitet么nicas est茫o espalhadas por todo o mundo. Embelezando cidades, construindo hist贸ria.

20

go


Segundo a definição dada por Bruno Zevi no seu livro Saber ver a arquitetura, obra arquitetônica é toda aquela em que fica explícita a existência de um espaço interno relacionado às necessidades humanas. O espaço interno, neste caso, torna-se a principal característica da arquitetura. Segundo esta classificação, ficam excluídas obras como arcos do triunfo ou mesmo monumentos como a Torre Eiffel. Embora estes monumentos possuam características arquitetônicas devido à sua escala, eles são na verdade elementos constituintes (e por vezes estruturadores) de outro tipo de espaço interior: o espaço urbano. Porém, mesmo monumentos como o citado Arco do Triumfo, poderiam ser considerados como Espaço Interior, se aceitarmos que ocupam uma Praça, um espaço maior, com o simbolismo que evoca. Nesse caso, estudar ou admirar um monumento, poderia ser considerado como uma atividade humana, e portanto, cumprindo uma função da Arquitetura. Urbanismo é a disciplina e a atividade relacionadas com o estudo, regulação, controle e planejamento da cidade (em seu sentido mais amplo) e da urbanização. Sua definição porém, sempre varia de acordo com a época e lugar. No entanto, costuma-se diferenciá-lo da simples ação urbanizadora por parte do homem, de forma a que o urbanismo esteja associado à idéia de que as cidades são objetos a serem estudados, mais do que simplesmente trabalhados. Também, entretanto, não é uma disciplina que se confunde com ramos de outras ciências mais amplas (como a geografia urbana ou a sociologia urbana, embora mantenha interfaces com elas). O Urbanismo mostra-se, portanto, como uma ciência humana (ciência aplicada), de caráter eminente multidisciplinar, inserida no contexto próprio de uma sociedade em processo de constante crescimento demográfico e respondendo a uma forte pressão de civilização e urbanidade.

go

go

21


opinião

O prazer de

viajar

Que a Itália é um destino romântico todo mundo sabe, é só pensar em Veneza, em passear nas gôndolas e pronto, lá vem alguma imagem de um filme romântico .. . Segue agora um relato do Herbert Faria, sobre a experiência que ele teve agora no começo da primavera na Itália. E concordo com ele, a Itália é linda e uma vez só lá não basta… Ah.. Estou adorando as pessoas mandando relatos, fotos e dicas das suas viagens, afinal foi pra isso que o blog foi criado. Quero ver quem será o próximo.. até vou colocar onde tem a foto de Noronha as fotos dos viajantes.. com nomes.. Veneza, Florença e Roma. Com direito a um pulo em Capri e a um casamento na Calábria. Bem pessoal, vou relatar aqui a maravilhosa viagem que fizemos para a Itália, eu e minha esposa, com a inestimável ajuda da Uma Viagem e Turismo. No embarque, tivemos um pequeno imprevisto. Iríamos de TAP do Rio de Janeiro para Veneza, com conexão em Lisboa. Mas, como a partida no Rio atrasou, acabamos tendo que fazer uma conexão a mais e chegamos em Veneza 6 horas depois do previsto. Mas, bastou entrar no Vaporeto e avistar o Gran Canal que o cansaço foi embora rapidamente. O hotel era muito bom, com acomodações novas e bem localizado.

22

go

Carlos Jorge


plano de viagem

em

Férias Frustradas

Maria. 32 anos. Viagem com a família para Florianópolis. Tinha tudo para dar certo, mas deu tudo errado. Conheça essa história cinematográfica.

TEXTO E FOTOS ANDRESSA CRISTINA

go

23


plano de viagem

Nunca, em toda a minha vida, experimentei tantos desastres juntos em uma mesma viagem. Cheguei à Faculdade às 06h30, horário marcado para a saída do ônibus. De cara descobrimos que muitos alunos haviam desistido. Por conta disso, chamamos um ônibus menor, para que o preço da viagem não ficasse muito alto. O novo ônibus chegou às 08h30 e era medonho. Azul bebê, com os bancos caindo, os pneus carecas, um espaço ridículo entre um banco e outro. Desistimos daquele desastre ambulante. Muitas ligações e negociações depois conseguimos um micro-ônibus decente. Dessa vez sim, conseguimos partir. Eram 10h30. Ou seja, 4h de atraso na saída.

24

go

Seguindo o ônibus, o carro da coordenadora, que dormiria por lá. Logo após passarmos por Cáceres (a 90km depois de partirmos), o ônibus quebrou. Estávamos no deserto: sem água, o telefone não pegava e um sol poderoso tornando tudo enlouquecedoramente quente. Uma hora depois disso chegou um ônibus para substituir o quebrado. Morrendo de sede e com muito calor, seguimos viagem. Dez minutos depois o motorista nos avisa que o carro da coordenadora não estava mais nos seguindo. Fizemos a volta na estrada e a encontramos com o capô aberto e o radiador estourado. Eram, já, 15h00. Fiquei com ela esperando o ônibus ir buscar ajuda. Tempo depois chegou um carro velho para nos puxar ao mecânico.


Cheguei à Faculdade às 06h30, horário marcado para conseguimos partir. Eram 10h30. Ou seja, 4h de a saída do ônibus. De cara descobrimos que muitos atraso na saída. alunos haviam desistido. Por conta disso, chamamos Seguindo o ônibus, o carro da ordenadora, que um ônibus dormiria por menor, para lá. Dois carros quebrados, documentos roubados, foi a viagem que o preço Logo após da viagem não passarmos mais desastrosa e também divertida da minha vida. ficasse muito por Cáceres alto. (a 90km O novo ônibus chegou às 08h30 e era medonho. depois de partirmos), o ônibus quebrou. Estávamos Azul bebê, com os bancos caindo, os pneus carecas, no deserto: sem água, o telefone não pegava e um um espaço ridículo entre um banco e outro. sol poderoso tornando tudo enlouquecedoramente Desistimos daquele desastre ambulante. quente. Muitas ligações e negociações depois conseguimos Uma hora depois disso chegou um ônibus para um micro-ônibus decente. Dessa vez sim, substituir o quebrado.

go

go

25


clique TEXTO SOLEDAD SOLIMÕES FOTOS JOSOÉ CARVALHO

Londrina

anos

75


A nossa paixão que hoje completa 75 anos estampa o ensaio fotográfico deste mês da GO


clique clique

Quem disse que o jacar茅 do lago Igap贸 n茫o existe? Na foto acima, Boi贸, como foi apelidado, tomando sol.

28

go


Nas fotos de Josoé de Carvalho, toda a riqueza da Terra Roxa, com o calçadão e o Lago Igapó.

go

29


serviço

Hora de viajar Uma lista completa com o melhor de pacotes e hoteis para este fim de ano

Se no fim de ano a viagem for para a Europa ou os Estados Unidos, é hora de correr em busca de passagens e pacotes, sobretudo após a crise da Varig e a conseqüente diminuição de vôos no mercado de aviação civil nacional. A GO consultou operadoras e companhias aéreas do todo o país até esta sexta-feira (20/10). A maior dificuldade é conseguir ofertas no Natal e no Reveillón. “Mas ainda há passagens para estes destinos para quem optar fazer seus próprios roteiros”, diz o gerente operacional da Flytour, André Sanajoti, em São Paulo. Além da Europa e Estados Unidos, nas agências de viagem Stella Barros e New Age, os interessados ainda podem achar pacotes e promoções disponíveis em

Recife Passagem aérea ida e volta + 03 noites de hospedagem. A partir de 10x R$ 45

ACESSE 30

go

toda a América Latina. ntretanto, de acordo a assessoria de imprensa da Stella Barros, as viagens para Nova York e Orlando são as mais solicitadas. Entre as companhias aéreas brasileiras, há passagens para diversos destinos internacionais.

Nova York Passagem aérea ida e volta + 03 noites de hospedagem. A partir de 10x R$ 1234

go

Fernando de Noronha Passagem aérea ida e volta + 03 noites de hospedagem. A partir de 10x R$ 765

WWW.GOVIAGENS.COM.BR


15

go


A J KY Z B VCX P X ME L HO R L S TKCBA E T A VREV I S TA B I TCK L YVZ Y T U R I S MO V I F KGE VXAT P

go #1

TURISMO E HOTELARIA

Em Janeiro


Revista Go