Page 103

energético e fechamento definitivo de Bordo Poniente evitará a emissão à atmosfera 1,2 milhões de toneladas de CO2 por ano.

6.7.

Aterro Biorreator Anaeróbico

O Regulamento da Lei de Ar Limpo da USEPA (40 CFR 63.1990, Normas Nacionais de Emissões para Perigosos Contaminantes do Ar) define um aterro biorreator anaeróbico como:

“Um aterro sanitário de RSU, ou uma parte dele, ao qual se adiciona líquido, incluído o lixiviado ou o condensado do biogás, à massa de resíduos de maneira controlada (geralmente em combinação com a recirculação de lixiviados) para chegar a uma média mínima de umidade de 40% em peso, a fim de acelerar ou melhorar a biodegradação anaeróbica dos resíduos". Portanto, a função principal do verdadeiro biorreator é acelerar a degradação e estabilizar os resíduos mantendo a umidade adequada para os microrganismos (Reinhart et al., 2002). A pesquisa indica que um aterro biorreator pode gerar biogás a um ritmo mais alto do que os aterros tradicionais (Yazdani et al., 2006). O biogás também é gerado durante um período de tempo mais curto, devido ao fato de que se esgota antes a fonte de resíduos (Figura 27). O resultado é que o biorreator produz mais biogás, e em um período de tempo mais curto do que o aterro tradicional.

Figura 27: Produção de metano em um aterro biorreator e um aterro convencional Fonte: Yazdani, 2007

6.7.1. Características dos aterros biorreatores Os lixiviados são inseridos no biorreator para estimular o processo de biodegradação natural. Os biorreatores com frequência precisam de outros líquidos tais como águas pluviais, águas residuais, e lodos das plantas de tratamento de águas residuais para complementar o lixiviado e melhorar, assim, o processo microbiológico através do controle da umidade (Reinhart and Townsend, 1998). O aterro biorreator se diferencia de um aterro convencional na recirculação controlada do lixiviado; os aterros que somente recirculam os lixiviados não necessariamente funcionarão como biorreatores otimizados.

O Biogás

97

Biogasconteudo extensivo pt  

Programa de Capacitação em Energias Renováveis Fonte: ONUDI

Biogasconteudo extensivo pt  

Programa de Capacitação em Energias Renováveis Fonte: ONUDI

Advertisement